Squat

RELATO COM FOTOS TREMBOLONA+MASTERON+PROPIONATO DE TESTOSTERONA

Rate this topic

609 posts in this topic

Olá galera, é com grande prazer que venho relatar meu primeiro ciclo injetável.

 

Tenho 22 anos, 1,76 de altura e 70kg, bf por volta dos 7~8% e meu objetivo é estética, apesar de que almejo ganhar uns kg consideraveis, por volta de 5 a 10kg , o mais limpos possiveis. Não sei se irei seguir uma dieta rigida ainda, mas com certeza controlarei cabrs ( sempre IG baixo se possivel ) e aumentar consideravelmente a quantidade de proteínas ingeridas. Treino de segunda a sábado, ABC2x o mais intenso que consigo rs

 

Medidas: Braço direito\ esquerdo - 34 - 33,5

                pernas - 59

                pantu -  34

 

Suples: Creatina , elite whey dymatize, bcaa em pó , centrum polivitaminico 

 

 

 

O protocolo vai ser assim:

 

1-6 trenbolona - 100mg dsdn

1-6 propionato - 100mg dsdn

1-6 masteron   - 100mg dsdn

7-9 propionato - 200mg dsdn

7-9 masteron -   100mg dsdn

 

TPC provavelmente depois de uma semana da ultima aplicação de propi ou menos, vou fazer exames para ver como vou proceder.

 

Acabei de mandar a 1 aplicação, agora é só seguir em frente!!!

 

 

Share this post


Link to post
Share on other sites
Gostou? Compartilhe!

Cara eu sei que não adianta muito , mas ciclar com 33-34 de braço é jogo?

mas enfim bom ciclo..

Share this post


Link to post
Share on other sites
Gostou? Compartilhe!

ciclo ta bem cutt, prefiria bulk, dura x deca x diana acho q vc deve ser mt seco e ainda quer secar mais pra q?

Share this post


Link to post
Share on other sites
Gostou? Compartilhe!

Vlw gente pelas visitas =) fico feliz de ja ter gente acompanhando.

 

não é questão de secar mais gente, é questão de ganhos secos, não sou fã de drogas pra bulk pela retenção, minha pressão é meio alta, tenho que tomar cuidado... as drogas são sim de "cut" mas , trembolona tem um poder anabolico 5x maior que a da testo, enfim. 

 

Cara eu sei que não adianta muito , mas ciclar com 33-34 de braço é jogo?

mas enfim bom ciclo..

é, haters gonna hate, escolhas né cara. leia o post e vc vai ver que meu objetivo não é bulkar sinistro nem ganhar muitos kilos, quero definir ao extremo, só isso =)

 

ql propi vai manda?

Então cara, nas primeiras 6 semanas , a droga que estou mandando chama-se Cut-Palm, da napalm anabolics, 100mg propi, 100mg masteron e 100mg tremb por ml, ai tenho 10ml de masteron e 10 de propi que tb são da napalm

 

Hj fui lá treinar pernas, treino massa, nada de diferente rs, quero ver a hora que essa trembo bater e me der a força dos deuses hahahhah, um brother meu vai vir aqui em ksa hj ai eu peço pra ele tirar fotos e posto pra rapeize!!!

 

bons ganhos a todos!

Share this post


Link to post
Share on other sites
Gostou? Compartilhe!

AUHEIUAEHIUEAH demooooooro man!

 

Eu to loco pra manda um ciclo com tremb no fim do ano *-* ;P

 

As aplicações de tremb sao incomodas?

vlw

Share this post


Link to post
Share on other sites
Gostou? Compartilhe!

cara, vou te dizer uma coisa, eu ja tinha ouvido nego falando que as drogas da napalm nao doem NADA, e realmente não doeu porra nenhuma, apesar de o oleo ser muito grosso, fiquei de cara, quase não saia do bujao pra entrar na seringa rsrsrs

Share this post


Link to post
Share on other sites
Gostou? Compartilhe!

Sim, ótimos preços, inclusive ganhei 10ml de propi de brinde e sedex gratis kkkk, I LOVE NAPALM (L)

Share this post


Link to post
Share on other sites
Gostou? Compartilhe!

caraaai, ai sim eim!

 

HAUAHUHAHUAU

 

 

boooooora qe bora lesk, to acompanhando aqi! ;)

Share this post


Link to post
Share on other sites
Gostou? Compartilhe!

Opa... vou acompanhar também.

 

Quais seus outros ciclos brother?

 

Abs.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Gostou? Compartilhe!

:x fiz um ciclo apenas que nem pode ser chamado de ciclo kkkk com oxandrolona somente, ai resolvi chutar logo o pau da barraca e ver resultados.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Gostou? Compartilhe!

icon_mad.gif fiz um ciclo apenas que nem pode ser chamado de ciclo kkkk com oxandrolona somente, ai resolvi chutar logo o pau da barraca e ver resultados.

haha ja fiz esse e to fazneod um menos ciclo ainda kkk 1ml de masteron por semana, doses terapeuticas

chutar o balde acho q só mais pra frente kkk

Share this post


Link to post
Share on other sites
Gostou? Compartilhe!

haha ja fiz esse e to fazneod um menos ciclo ainda kkk 1ml de masteron por semana, doses terapeuticas

chutar o balde acho q só mais pra frente kkk

naa man faz isso nao kkkk mete logo dsdn e para de queimar tua grana =( 

 

foi engraçado na real, eu falando com o bixo da napalm pelo fb, ai de ultima hora, qndo eu fui depositar a grana eu optei por pegar o cut (cm a trembo rs) pq antes eu ia mandar propi+masteron+stano (ou turinabol) , só que ai eu pensei assim: mano, se é pra fazer um ciclo, que eu fique EXATAMENTE do jeito que eu quero ficar no final pra não me frustrar DE NOVO rsrs, ai resolvi jogar logo essa trembo que vai deixar minha vida muito mais trincada e linda =) apesar dos colaterais, que eu to griladasso até agora, mas como ja foi né, só enfrentar de frente. To meio preocupado cm minhas bolas, mas como 6 semanas de trembolona nessas dosagens ai não é "muita coisa" nem "Muito tempo" não to muito preocupado com o HCG, mas vou me dar um prazo de 2 semanas pra decidir, qlqr coisa eu compro pela net , arrumo uma agua bacteriostática, pq se nego acha seringa dentro do meu freezer aqui em ksa, não vou precisar mais me preocupar cm meu saco, pois mamãe vai arranca-lo fora KKKKK

Share this post


Link to post
Share on other sites
Gostou? Compartilhe!

Cara, tenho uma pequena inveja de vocês, HASUDHDUSAHUDAS

 

Queria eu não ter tendência a acne, iria ciclar igual a um cavalo ! hauahua

Share this post


Link to post
Share on other sites
Gostou? Compartilhe!

E o masteron, fonte segura?

drogas napalm man =) até onde eu sei, tudo seguro sim , não são subdosadas pelos relatos que eu ja vi. 

Share this post


Link to post
Share on other sites
Gostou? Compartilhe!
 

Como prometido, fotos do shape. To frangão ainda, mas por pouco tempo HEHEHE

 

BORA BORA FICAR GRANDE!!!

Share this post


Link to post
Share on other sites
Gostou? Compartilhe!

Acompanhando, quero ver como é essa napalm ai

Também quero ver, fiquei curioso!!! Não achei muita coisa na net não... Poe uma foto aí dos Ae´s se der!!! Acompanhando!!

Share this post


Link to post
Share on other sites
Gostou? Compartilhe!
 
 
 
Ai galera a foto das drugs, fiz agora outra aplicação, na bunda esquerda, foi meio chato pq n tenho a perícia cm a mão esquerda, mas foi tudo tranks!! depois venho relatar se ficou vermelho como a outra

Share this post


Link to post
Share on other sites
Gostou? Compartilhe!

Cara, muito apresentáveis e bonitas as Drugs, achei o "blend" com trembolona meio clarinho por ter 100mg/ml de trembo, mas dizem que não tem nada a ver, é que estou acostumado com a Trembolona ter aquela cor característica mais escura... Porém como disse antes, muitas pessoas dizem que não tem nada a ver, que depende do óleo e tal!!

To curioso para ver os result´s. Gostei muito da apresentação das Drugs!!! icon_smile.gif

Share this post


Link to post
Share on other sites
Gostou? Compartilhe!

Cara, muito apresentáveis e bonitas as Drugs, achei o "blend" com trembolona meio clarinho por ter 100mg/ml de trembo, mas dizem que não tem nada a ver, é que estou acostumado com a Trembolona ter aquela cor característica mais escura... Porém como disse antes, muitas pessoas dizem que não tem nada a ver, que depende do óleo e tal!!

To curioso para ver os result´s. Gostei muito da apresentação das Drugs!!! icon_smile.gif

é que não aparece direito na foto rs, ela é bem mais amarela que as outras, dpois vou tentar tirar umas fotos com luz melhor pra vcs verem =) ai parece que tem tudo a mesma cor né kkkkk

Share this post


Link to post
Share on other sites
Gostou? Compartilhe!

Create an account or sign in to comment

You need to be a member in order to leave a comment

Create an account

Sign up for a new account in our community. It's easy!


Register a new account

Sign in

Already have an account? Sign in here.


Sign In Now

Gostou? Compartilhe!
  • Similar Content

    • By Anabolic Mike
      Boa noite, Segue meu protocolo  de Bulking. Mas Primeiro quero deixar algumas coisa claras.
      1º Comecei o ciclo dia 20
      2º Meu ciclo é diferente do que a maioria faria no que tange a combinação de ( drogas de (Bulking Vs Cutting)
      3º Criticas são bem vindas, e o relato tem a intenção de somar.
      Protocolo
      1-10 - 400mg/sem cipionato de testo (EMS sigma pharma)
      1-10  - 400mg/sem boldenona Muscle
      1-10 - 500ui/sem HCG Chorulon
      6-10 - 200mg/sem Trem Muscle
      7-10 - 50mg/dia stan Landerlan(original)
      Adicionais
      2-6 - 50mg/dia proviron (Bayer)
      1-10 - 1mg dsdn anastrozol (Eurofarma) (motivo: operei gineco recentemente e estou cabreiro, após a 6 semana vou fazendo desmame do anastro)
      Aas
      Suplementos
      d3, omega3, zinco, taurina, magnesio, melatonina, b6,vitamina c, polivitaminico, tirosina, whey, malto
      Objetivo: Ganho de massa limpo
      Informações extras:
      Ectomorfo (predominante)
      Idade:28
      Peso Atual:75  Máximo já atingido:85
      Altura:1,69
      Medidas principais
      Braço atual:40/40   Máximo já atingido:43 (fiquei um ano sem treinar por motivos pessoais)
      Peitoral:117
      Pernas: 56
      Panturrilhas:40/38
      Treino a 9 anos (-1) 8 anos.
      Histórico de Anabolicos:
      3 ciclos (errados) ultimo em 2012
      Nunca usei trem por isso doses baixas
      Colocando cipionato(ja usei) por que quero ver a efetividade dele no ganho seco, pois normalmente usam para ganhar volume sem se importar com retenção.
      Vamos lá galera, comentem, vamos interagir. Obrigado e desculpem algum erro na postagem.



       
       
    • By Rickosushii
      Ola pessoal ja escrivi uma vez e por nao seguir o protocolo nao obtive respostas, aproveitei e estudei mais. 
      Richard
      - Idade: 20anos;
      - Altura: 1,63m;
      - Peso: 65kg;
      - Medidas(braço,peito etc): Braço E contraído: 38cm, relaxado 32cm; Braço D contraído: 38cm, relaxado 31,5cm. Peitoral: 97cm Cintura: 79cm BF: 9% TEMPO DE TREINO: 2 anos consecutivos    bom eu postei anteriormente sobre meu primeiro ciclo so de dianabol mas repensanso vou fazer uma coisa "direito"  treino a 2 anos, faco uso de suplementos como hipercalorico( detalhe eu pesava 51 antes do hipercalorico e so comecei a tomar ele a 3 meses os outros suplementos comecei a tomar assim que entrei na academia) , whey, bcaa e creatina minha alimentação é rica em carne ( bovino e frango) e nao consigo alcançar meu objetivo de ganhar um bom volume de massa magra pesquisei bastante antes de comprar e ja estou com o stan e enan comigo.   
      - Estrutura do ciclo;   1-58 Enantato (landerland) - 250mg Seg + 250mg Qui 1-56 Stanozolol (Landerland) - 50mg (1ml) dsdn   eu comprei ja o tamoxifeno so que eu li algumas opiniões aqui que ele e bom tomar durante o ciclo por ser um anti-estrogênio ¿¿ devo adicionar o clomid? E em questao da libido depois do ciclo.. Se eu usar um hcg durante o ciclo é real de que meu eixo vai se estabilizar rapidamente.?         
    • By Dioclaw506
      Estou há duas semanas com o ciclo de 1-6 sem - proprionato 100mg/ml dsdn
      2-6 sem - trembolona 100mg/ml dsdn
      Essa é a segunda semana com proprionato e primeira com trembolona, hoje comecei a sentir sensibilidade nos dois peitos "mamilos" sem dor, ele fica com a ponta maior tb... Queria saber o que tomar?
      Estava pensando em usar tamoxifeno pela ação do proprionato e cabergolina pela ação da trembolona...
      O que vocês acham? 
      Irei interromper esse ciclo, não quero ficar com ginecomastia se não resolver... 
    • By DanielB
      Achei esse texto na net e gostaria de compartilhar com vocês para debatermos .. É meio grande kkk,mais achei interessante trazer..
      Denunciaram minha postagem anterior sobre Testosterona & Aromatização, o que fez com que ela fosse removida. 
      Vocês acreditam num negócio desses? Eu me recuso a acreditar. É desanimador saber que existem pessoas assim, mas não importa, os fracos estão aí pra justificar os fortes. 
      Me façam um favor e compartilhem e curtam de novo pra fortalecerem meu trabalho.
      Bom, vamos lá novamente... vou ter que repostar esta bagaça, pra minha sorte eu tinha guardado aqui.
      QUEBRANDO PARADIGMAS – DOSAGENS DE TESTOSTERONA VISANDO CONTROLE ESTROGÊNICO E DE AROMATIZAÇÃO, POR BRUNO PINA, 03/07/2016.
      (ALERTA PROS PREGUIÇOSOS, NÃO LEIAM PORQUE É TEXTÃO, VOCÊS TÊM PREGUIÇA DE LER TEXTÃO E APRENDER, ESQUECERAM? VOLTEM PROS GIBIS DA TURMA DA MÔNICA)
      1.  INTRODUÇÃO
      Antes de começar a escrever, sei que o que eu escrevo impacta o pensamento de muitas pessoas, então antes de qualquer coisa, quero deixar bem claro que eu não estou sugerindo/indicando nada pra ninguém, o intuito é meramente educacional, hormônios não são brinquedo e podem te machucar seriamente... e não falo por falar, é sério.
      O corpo humano é muito mais complexo do que vocês imaginam e nessa arrogância/petulância de vocês de insistirem que acham que sabem como tudo funciona sem analisar o contexto como um todo, até porque vocês desconhecem e na verdade ninguém conhece completamente, acabam metendo os pés pelas mãos, então muito cuidado.
      Eu achei importante começar com esse aviso, porque vou abordar dosagens aqui e detalhes específicos de forma aberta, então não quero ver vocês fazendo cagada e depois puxando meu pé a noite, o problema é seu se você não tem maturidade para abstrair as informações que lhe são fornecidas.
      Para iniciarmos nossa análise, primeiro quero definir o “sumário”. Primeiro nós vamos falar do cenário atual, depois vamos discutir questões empíricas – que na minha opinião são muito mais importantes do que APENAS estudos sem a prática... podem reparar que a maioria dos teoricões nem parecem que treinam, a toa que não é – em seguida, por fim, vamos tratar de questões científicas para embasar a análise melhor.
      Vamos lá? Mas tem que ler tudo com calma, viu jovem gafanhoto? Senão vai sair pulando o texto igual você pula as partes dos vídeos do xvideos que eu sei, e aí depois sai falando groselha por aí, então senta com calma aí, fica tranquilinho e lê até o final, todos os detalhes são importantes.
      2. MECANISMOS DE AROMATIZAÇÃO
      Eu ia começar a falar sobre o cenário atual, mas antes eu vou ter que educar os que não sabem como os mecanismos de aromatização funcionam, senão não vamos a lugar algum, né?
      Muito bem, aromatização como o próprio nome já diz tem relação com a enzima aromatase. Enzima aromatase é uma grande filha da puta que nós temos localizada no tecido adiposo que converte nosso excesso de testosterona em estrogênio e se isso gerar um desequilíbrio na RELAÇÃO TESTOSTERONA/ESTRADIOL (anotem isso!), temos problemas relacionados a estrogênio alto.
      Sim, a aromatase é uma grande fdp, mas como tudo no corpo humano é BRILHANTE, até a flha da putisse dela tem um motivo e é importantíssimo para nossas funções, porque quem criou o corpo humano é um gênio e pensou em tudo. 
      A enzima aromatase está ali porque nós homens não temos uma “fábrica” de produção estrogênio como as mulheres têm (ovários) e nem precisamos, porque não precisamos de TANTO estrogênio, mas precisamos de um pouco para o funcionamento adequado do corpo como um todo, desde humor até lubrificação de juntas, articulações, libido etc... 
      A verdade é que todo ser humano é um pouco homem e um pouco mulher, alguns só são muito mais homens do que mulheres e vice-versa. Dê uma quantidade absurda de testosterona para uma mulher e ela se torna um homenzinho com piriquita, dê quantidade absurda de estrogênio para um homem e ele se torna uma mulherzinha com bililiu. 
      O que isso nos mostra é que homens e mulheres compartilham muitos hormônios e características em comum. Se mulheres não tivessem testosterona também como os homens, elas também teriam problemas diversos, o que muda entre um sexo e o outro (tirando características sexuais primárias, como estrutura óssea e órgãos genitais), são as características secundárias, que são justamente promovidas pelos hormônios sexuais principais, testosterona e estrogênio. Por isso crianças antes da puberdade se assemelham muito fisicamente, com exceção das características primárias.
      Resumindo, o corpo humano é perfeito, mas você insiste em tentar brincar de Deus (ou Odin, Rá ou quem quer que tenha criado essa máquina magnífica) e cagar tudo.
      Pois bem, continuando o raciocínio... quando você na sua insolência humana insiste em usar uma quantidade enorme de testosterona, muito mais do que seu corpo foi projetado para ter, o seu próprio corpo, como foi programado para funcionar, vai trabalhar para “combater”/reverter esse desequilíbrio, e para isso ele aromatiza uma PARTE do excesso de testosterona através da enzima aromatase, processo esse que nós chamamos de aromatização.
      Como eu disse anteriormente, a enzima aromatase se localiza no tecido adiposo, o que significa que quanto mais gordo você é (ou foi, mas seu estado atual importa mais do que o passado), mais enzima aromatase você possui e provavelmente também o torna mais sensível ao estrogênio circulante, então o gordo aromatiza mais e é mais sensível ao estrogênio, o que significa que o gordo não usa hormônios, acho que isso está bem claro já, né? Quanto mais gordo, menor o aproveitamento dos EAs (sobretudo os que aromatizam), porque muito se perde nesse processo de aromatização e os colaterais relacionados a estrogênio são muito mais pronunciados.
      Outro fator importante a ser levado em consideração para aromatização é o SHBG. SHBG = Globulina Ligadora de Hormônios Sexuais. Quanto mais baixo, maior a quantidade de testosterona livre, o que em tese é lindo, porém geralmente níveis excessivamente baixos, geralmente decorrentes da concentração plasmática instável de substâncias com potencial de aromatização (testosterona, nandrolona etc.) e a própria oscilação plasmática das drogas também, podem aumentar excessivamente a aromatização, então é inteligente manter as injeções o mais constantes possíveis com essas substâncias, mesmo que estejam acopladas a um éster com cadeia carbônica longa como Enantato ou Cipionato, cuja MV é longa. 
      São três pontos-chave então para concluir esse tópico:
      a. O corpo aromatiza o excesso de testosterona quer você queira ou não, a não ser é claro que você utilize algo para bloquear isso (a ser abordado posteriormente);
      b. A enzima aromatase é localizada no tecido adiposo, portanto quanto maior o % de gordura, maiores os níveis de aromatase e portanto maior potencial de aromatização.
      c. Injeções frequentes com substâncias que aromatizam tendem a reduzir o potencial de aromatização.
      3. CENÁRIO ATUAL 
      Eu não sei exatamente quando/como isso se originou, mas acredito que tenha tido forte influência do “boom” do gh15 no Brasil se iniciando em 2012, mas antes disso a mentalidade já era parecida... a lógica atual do uso de Testosterona da maioria das pessoas é que se deve utilizar POUCA testosterona, sobretudo aqueles que “acham” que aromatizam excessivamente (mesmo claramente tendo o % de gordura sob controle). 
      É aí que começa a arrogância e o papagaismo. Sei que o empirismo é grande parte do bodybuilding e como eu disse acima, pra mim é ainda sim a parte mais importante, mas é muitas vezes o nosso calcanhar de aquiles, porque teorias/mitos bizarros são criados sem pé nem cabeça, geralmente propagados através da mentalidade de rebanho tipicamente brasileira, “um amigo de um amigo meu fez, ele é gigante, não importa se as únicas duas palavras do arsenal de vocabulário dele são uga e... uga”.
      A teoria que muitos utilizam para o controle de estrogênio, os que se acham mais espertos pelo menos, é o controle via exames. Bom, primeiramente eu devo dizer que no mundo real esse tipo de controle tem pouca aplicabilidade NESSE CASO ESPECÍFICO, pelos seguintes motivos:
      1. O controle de estrogênio é feito “on demand” com o uso de inibidores de aromatase (Anastrozol, Letrozol e Exemestano) e/ou bloqueadores seletivos como Tamoxifeno e Raloxifeno. Se tratando de IAs, a introdução de Letrozol por exemplo, mesmo em baixas dosagens, muda completamente um exame de estradiol a curtíssimo prazo e para ter controle total sobre isso, você teria que literalmente tirar sangue toda semana para avaliar a resposta do indivíduo.
      2. Cada indivíduo responde TOTALMENTE diferente aos estímulos, manifesta colaterais de forma TOTALMENTE diferente... como você trata um ser humano único e singular como um pedaço de carne? Como um número? Isso não existe. Podemos ter duas pessoas com a mesma idade, altura, peso, tempo de treino, protocolo, alimentação e rotina, com os mesmos níveis de Testosterona e Estradiol e UM ter sintomas de estrogênio BAIXO enquanto o OUTRO tem sintomas de estrogênio alto! Com os mesmos números! 
      3. Substâncias como Trembolona podem facilmente mascarar os níveis de Estradiol e gerar números totalmente bizarros, algo como 500+ de estradiol (valor de referência 10-40) com apenas 300mg de Testosterona/semana por exemplo.
      O que acontece então são DOIS cenários em face do dito acima:
      1. Como todo bom desconhecedor da fisiologia humana, o esperto/gênio lê o exame, vê o valor de referência (que foi desenvolvido de forma totalmente genérica e não deveria ser tomado como verdade absoluta, mas tudo bem, é um direcionamento para situações NORMAIS) do Estradiol por exemplo... 10-40... e percebe que o Estradiol está em 80!!! 
      Ó céus, quanta aromatização, quem nos salvará? E aí soca Letrozol... porque ACHA que tem algo de errado, ignora completamente o quadro clínico do indivíduo (se sentindo bem, sem sensibilidade nos mamilos, sem retenção excessiva, PA normalizada, variação de humor estável, libido ótima, ereções matinais) e soca Letrozol no coitado porque viu um número que segundo vossa excelência “gênio” achava que estava errado...
      Ignora não só o quadro clínico como também COMPLETAMENTE a RELAÇÃO TESTOSTERONA/ESTROGÊNIO (ainda será abordado mais pra frente).
      2. Outro caso é o indivíduo que estava usando testosterona um pouco mais alta, mas não muito, digamos 400-500mg, e realmente aromatizou um pouquinho a mais da conta, o suficiente para sentir sensibilidade nos mamilos e então inicia o uso de IA para combater, após verificar a suposta anormalidade nos exames. 
      Após conversar com outros “experts” do assunto, percebe então que ele se trata de um “aromatizador de mão cheia” e que agora sua dosagem limite de testosterona deve ser fixada em 200-300mg, afim de evitar a aromatização excessiva, mas percebe que agora MESMO com o estradiol mais baixo, ele começou maiores colaterais de estrogênio elevado e precisa de usar ainda mais IA!!! Com menos testosterona! Como assim??? Que azarado...
      Isso nos leva ao próximo ponto, talvez um dos mais cruciais.
      4. RELAÇÃO TESTOSTERONA/ESTROGÊNIO
      Suponhemos, ok? Apenas suponhemos que num “mundo perfeito”, não houvesse individualidade biológica como eu expus anteriormente, o que INVALIDA esse raciocínio, mas ok, vamos viver num conto de fadas temporariamente só pra eu ilustrar isso aqui.
      Sabemos que o valor de referência de Estradiol é de cerca de 10-40.
      Sabemos que o valor de referência de Testosterona é de cerca de 300-800.
      Isso nos diz que o número limítrofe inferior para Estradiol é de 10 e o limítrofe superior é 40. Assim como 300 e 800 para testosterona, respectivamente.
      Teoricamente, e isso é só no nosso mundinho do Bob, mas só pra termos uma BASE de referência pra não ser absolutamente empírico/pautado no quadro clínico, se a Testosterona está no limite inferior, o Estradiol também teoricamente deveria estar PRÓXIMO disso, ok? E vice-versa.
      Ou seja, para cerca de 300-500 de Testosterona, o Estradiol deveria estar mais ou menos em torno de 10-20. Isso TEORICAMENTE seria um nível de estradiol otimizado, desconsiderando individualidade biológica e sendo totalmente frio.
      Novamente, seguindo essa lógica, o quadrante superior de Estradiol dentro desse valor de referência (cerca de 30-40) provavelmente seria compatível com níveis de Testosterona naturais mais elevados, em torno de 600-800. Todos esses valores teoricamente seriam “compatíveis” uns com os outros.
      Muito bem. Agora vamos trazer isso pra realidade um hormonizado.
      Sabemos que quem utiliza hormônios muitas vezes recorre ao mercado negro para adquirir substâncias, e um dos principais formatos de Testosterona utilizados é o Enantato de Testosterona (éster enantato acoplado à substância testosterona, 8 átomos de carbono, MV de cerca de 4-5 dias). Pelo fato do éster enantato ser relativamente pesado, a cada 100mg de testosterona, perdemos 30mg devido ao peso do éster, ou seja, a cada 100mg de Enantato de Testosterona, recebemos 70mg de Testosterona “livre”.
      Também sabemos que cerca de 100mg de Enantato de Testosterona/semana (já considerando o peso do éster e a testosterona “perdida” devido a isso), GERALMENTE equivalem a cerca de 600-700ng/dl de Testosterona num exame, se o produto for de boa procedência. Pode variar um pouco pra menos ou pra mais, depende da confecção da droga (que é feita caseiramente), grau de oxidação, solventes e veículo utilizados, armazenamento etc., mas gira em torno disso.
      Sendo assim, uma matemática básica nos diz que por exemplo, 400mg de testosterona/semana, TEORICAMENTE, nos fornecerá em torno de 2400-2800ng/dl de testosterona total, mas diversos outros fatores como empilhamento de meias vidas, frequência de injeções, fase do protocolo (primeiras semanas, últimas semanas) etc., podem impactar os exames... porém, novamente, é uma boa base de referência.
      Agora vamos raciocinar um pouquinho? Vocês lembram daquele discurso que eu fiz sobre HOMEOSTASE? EQUILÍBRIO? Pois bem... vocês lembram que eu disse que o corpo humano sempre quer manter um equilíbrio, e que precisa de níveis de estrogênio equilibrados RELATIVOS à testosterona? Afinal de contas é pra isso que existe enzima aromatase, né?
      Muito bem. Qual é o sentido então de um indivíduo com cerca de 4x mais testosterona que teria no quadrante superior, de ter, por exemplo, 30 de Estradiol? Isso no nosso mundo do Bob desconsiderando individualidade biológica, é claro.
      Por que diabos você ficaria extremamente assustado se seu Estradiol estivesse em, digamos, 120, num cenário desses? 4x mais testosterona, 4x mais estradiol, meu caro. Matemática básica. Eu vou repetir pela 10ª vez caso não tenha ficado claro, isso é tudo TEORICAMENTE, porque no mundo real não é exatamente assim que funciona, porém é o MAIS PRÓXIMO que você que adora se basear em números para julgar um ser vivo altamente complexo individual, pode chegar.
      Logo, percebam que o corpo humano NÃO trabalha de forma isolada e sempre de forma sistêmica, tudo faz parte de um todo e não podemos desconsiderar o funcionamento como um todo para satisfazer nossas necessidades. O corpo humano funciona como funciona e não como queremos que ele funcione. A RELAÇÃO TESTOSTERONA/ESTRADIOL deve sempre ser a referência, e não valores separados. Valores separados não dizem NADA sem cruzarmos quadro clínico e contexto como um todo, principalmente se tratando de um indivíduo que NÃO é normal, com níveis de testosterona NADA normais.
      5. EMPIRISMO / APLICAÇÃO PRÓPRIA / PRÁTICA
      Agora entra a parte onde eu compartilho com vocês um pouco da minha prática em mim mesmo e com dezenas (talvez o número já tenha chegado a mais de 100) de... digamos... voluntários. 
      Como todo bom estudioso do assunto, eu não me limitei aos livros de Guyton & Hall, Goodman & Gillman etc., como me aprofundei no que realmente importa dentro do mundo do Bodybuilding, utilizando conhecimento obtido através de livros de Dan Duchaine, Lyle McDonald, Chris Aceto, Carlon Colker etc., e claro né, uma pitadinha de gh15, getbig e datbtrue, porque ninguém é de ferro.
      Percebi no meio underground que um consenso parecia reinar, e esse consenso era que se deve tomar muito cuidado com a aromatização excessiva, e que sem HGH a aromatização pode ser absurda, principalmente ultrapassando 700mg~1g de Testosterona/semana, o que significa que jamais, em hipótese alguma, se deveria cruzar essa barreira negra, sobre perigo iminente de virar uma teta gigante ambulante com 3 olhos.
      A lógica por trás disso era meio óbvia, quanto mais testosterona, mais aromatização, e isso fazia muito sentido pra mim, então evidentemente eu tomei muito cuidado durante anos na minha aplicação prática e me mantive bastante receoso por bastante tempo, sempre me limitando a dosagens baixas/médias, chegando a no máximo 500mg em média.
      Percebi que em mim mesmo e em outros mais susceptíveis a colaterais de estrogênio alto, que o uso de IAs era praticamente obrigatório, mesmo em dosagens baixas, e sempre me perguntei como ouvia relatos de caras usando 2g... algumas vezes até 3g+ de testosterona, me perguntava como diabos aquilo era possível. Freaks de natureza, talvez? HGH... deve ser o HGH. Ou genética, né? Isso.
      Não que genética não tenha relação, tem sim... tem pessoas que nem sequer têm sensibilidade nos mamilos! Parecem simplesmente ser imunes a ginecomastia... mas isso NÃO se aplica à maioria de nós.
      Qual é a falha dessa mentalidade? Haha. Vocês já sabem, né? Eu dei a resposta lá em cima... mas não exatamente a resposta completa... então deixa eu complementar pra fazer mais sentido. 
      Lembram dos IAs que eu falei? Exemestano, Letrozol, Anastrozol... pois bem, Exemestano é um IA suicida, ele é praticamente um Spets-naz, um S.A.S, um NAVY SEALS, um COMANDOS. É o legit Rambo dos IA, ele entra na fábrica de enzima aromatase e destrói tudo, um verdadeiro vândalo, destruidor, matador, aniquilador de enzima aromatase, então matando a aromatase você não produz mais estrogênio, só que não é “A” enzima né, temos uma quantidade enorme de “enzimas aromatase” pelo corpo todo, então o Exemestano só vai destruir parte disso e gradativamente, então não é bem assim também, a não ser que você abuse... o problema é que se você abusar, ele vai ter matado a fábrica, e você fica sem estrogênio... aí é game over pra você, ou pelo menos pro seu bililiu e humor, por algumas semanas no mínimo, até o corpo produzir novas enzimas aromatase... então é o mais eficaz, mas mais “perigoso”, além de caro (geralmente).
      Em seguida temos o Letrozol e Anastrozol, esses são os mais comuns, são da categoria dos NÃO suicidas (Exemestano é suicida). Esses aqui se prendem ao estrogênio circulante TEMPORARIAMENTE e bloqueiam a ação deles de forma sistêmica temporariamente. O estrogênio está lá, ele ainda existe, porém está “imobilizado” temporariamente, por isso IAs não suicidas causam rebote após cessado o uso. Esse é o problema desses IAs, mas o lado “bom” é que são mais “facilmente” (e isso é bem entre aspas) utilizados.
      O fato é que tanto os suicidas quanto não suicidas reduzem uma % do seu estrogênio circulante. % eu disse, não um número específico. Sei que muitos de vocês não são gênios em exatas (tampouco eu), porém vocês sabem que um valor FIXO é diferente de PORCENTAGEM, né? 
      O que isso significa é que 10% de 500 é 50, e já 10% de 5000 é 500. Parece meio idiota isso que eu acabei de falar, mas perceba que de 500 pra 50 a diferença do valor fixo é de 450 “apenas”, ao passo que no segundo caso, a diferença é de 4500!!! Entenderam a lógica da coisa? Isso ainda não diz muita coisa, porque se calcularmos ao pé da letra, ainda sim a diferença não é tão drástica... e isso me deixou com uma pulga atrás da orelha.
      Essa pulga atrás da orelha surgiu quando eu, no ápice de um dos meus testes práticos, comecei a reduzir dosagens de outros hormônios em detrimento do aumento de testosterona visando maior crescimento, e pra encurtar a conversa, com 2g de testosterona/semana, tinha (tenho) que utilizar Exemestano apenas 1-2x na semana, sendo que com doses muito mais moderadas, 400-500mg por exemplo, muitas vezes necessitei de muito mais do que isso, beirando o uso de Exemestano DSDN e em alguns casos até mesmo TSD... e isso depois de vocês virem o quão Exemestano é potente para controle de estrogênio. 
      Evidentemente, recrutei voluntários para replicar esse teste e o resultado foi o mesmo em TODOS os casos, muito menos colaterais relacionados a estrogênio, sensação “good feeling” aumentada, libido “up the roof”, treinos intensos, pesados, fortes, articulações/juntas blindadas, retenção controlada, psicológico muito mais equilibrado. Isso me fez refletir também sobre atletas do passado, mais especificamente anos 70-80 e até do Brasil (os mais old school), que utilizavam e ainda utilizam também doses copiosas de Testosterona e surpreendentemente muitos nem sabem o que é IA (no máximo “Nolvadex”/tamoxifeno).
      Quando você lê o número 1g~2g de testosterona/semana, talvez a primeira coisa de forma preconceituosa e limitada que te vem à mente é ABUSO, mas como eu disse, outras substâncias seriam reduzidas em detrimento desse aumento de testosterona, óbvio... 
      Ao invés de usar tanta trembolona, stanozolol e substâncias que te arrebentam muito mais que testosterona, você usaria muito mais testosterona, que é MUITO mais “natural” e tolerável pro corpo humano do que a maioria dos outros EAs. Essa é a lógica, e não sair socando tudo em grandes quantidades.
      Enfim, o fato é que claramente isso funciona, e funciona muito bem. Mesmo sem HGH. Não estou falando que a solução é 2g de testosterona/semana, até porque isso foi apenas um teste, mas estou dizendo que talvez (COM CERTEZA) esse medo de passar de 700mg~1g de testosterona/semana é infundado. É claro que você vai diminuir as outras substâncias, né? Ou vai dar uma de Bostin Loyd agora? 
      Mas por que funciona...? Talvez seja o IA reduzindo mais estrogênio com maiores doses de testosterona? Talvez... pode ser sim, tem fundamento, mas isso não me convenceu, então eu fui além... e com isso eu encerro a parte empírica desse artigo.
      6. THE JUMP OF THE CAT / O PULO DO GATO / ESTUDO CIENTÍFICO
      Como vocês sabem, ou deveriam saber, NÃO se deve analisar estudos apenas pelo abstrato e sim analisar todo o contexto, métodos, perfil dos grupos de experimento e controle etc. de forma criteriosa/profunda, ou fica extremamente tendencioso, mas vou me abster ao abstrato dessa vez e quem tiver interesse pode analisar o estudo mais a fundo (tem mais algumas curiosidades), mas por enquanto vou me ater ao principal.
      CRUZEM as informações deste abstrato com os gráficos anexados a este post.
      LINK DO ESTUDO (2010): http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC2913038/
      “AROMATIZAÇÃO SATURA A 600MG DE ENANTATO DE TESTOSTERONA/SEMANA”
      BACKGROUND/CENÁRIO: Durante a terapia com o uso de Testosterona, Testosterona é parcialmente convertida em 17β-estradiol (E2) e 5α-dihidrotestosterona (DHT). O impacto da idade, dose de testosterona e composição corporal nos níveis totais e livres de Estradiol e DHT são desconhecidos até então.
      OBJETIVO: Avaliamos as diferenças dos níveis de E2 e DHT com relação à dose utilizada e idade em resposta à utilização de testosterona em doses diferentes e por pessoas jovens e de maior idade.
      MÉTODOS: 51 jovens adultos (19 a 35 anos) e 52 homens de idade mais avançada (59-75 anos) completaram o tratamento com injeções de um análogo agonista de GnRH, além de dosagens SEMANAIS aleatoriamente designadas de Enantato de Testosterona (25, 50, 125, 300 ou 600mg) por 5 meses.
      RESULTADOS: Durante a administração de testosterona, os níveis totais e livres de Estradiol aumentaram de acordo com a dose (dose efeito, P < 0.001) em ambos homens jovens e adultos. Os níveis totais e livres Estradiol e relações E2:T foram mais altos em jovens adultos do que idosos, mas as diferenças relacionadas a idade no que tange relações de E2 livre e E2:T não foram significantes depois de ajustes/equivalência para níveis de testosterona, percentual de % e SHBG. Níveis de DHT e relações DHT:T tiveram relação com a dose administrada mas não mudaram de acordo com a idade. 
      CONCLUSÕES: Durante a administração de testosterona, os níveis de E2 e DHT exibiram AUMENTOS SATURÁVEIS DE ACORDO COM A DOSE. Ademais, a quantidade de aromatização é maior em homens mais velhos, o que está relacionado parcialmente ao percentual de gordura, SHBG e níveis de testosterona.
      7. CONCLUSÃO
      Como vocês podem observar de acordo com os dados empíricos e científicos, parece haver uma drástica redução da aromatização depois de um determinado ponto (600mg/semana), o que indica que a administração em dosagens mais elevadas (800mg, 1g, 1.2g, 1.5g etc.) na verdade NÃO gera maiores problemas relacionados a estrogênio, MUITO PELO CONTRÁRIO, JUSTAMENTE O OPOSTO, uma vez que a relação T:E2 se torna cada vez mais positiva, devido à saturação de aromatização após 600mg.
      Não devemos desconsiderar níveis de % percentual de gordura e outros fatores que podem propiciar maior aromatização, nem desconsiderar o controle com IA se necessário for, mas este artigo vem para quebrar de uma vez por todas o paradigma infundado que dosagens mais baixas de testosterona devem ser utilizadas para evitar problemas com estrogênio, o que na verdade causa justamente o OPOSTO.
      Como é que dizem mesmo? "Veritas liberabit vos".
      - Bruno Pina, 03/07/2016.
    • By Tssaimens
      Eai rapaziada, já usei clembuterol antes e agora tô com 200 caps de stano 10mg pra usar os dois juntos, vou mandar 50mg por dia, quero saber como dividir as 5 no dia, vlw quem poder ajudar