Ir para conteúdo
Entre para seguir isso  
Locemar

Agachamento com Abdução - a modinha do momento

Avalie este tópico:

Post Destacado

Por Paulo Gentil

 

post-69938-0-03675800-1389923693_thumb.j

 

Nessas férias estou me divertindo com algumas invenções. A nova (para mim) é um tal agachamento na cadeira abdutora! Nesse exercício, se realiza um "agachamento" concomitantemente com a abdução de quadril. Bem, poderíamos discorrer sobre Fisiologia, Biomecânica... mas é possível simplificar a análise.

Façamos um pequeno teste: segure o sabonete molhado entre suas mãos, deixando apenas um pequeno espaço livre acima. Agora, aperte! O que acontece? Ele vai pular, né!? Sim, dois corpos não ocupam o mesmo lugar no espaço e, como o sabonete não pode atravessar suas mãos, ele irá para o lugar de menor resistência! Agora, pensemos no "agachamento" na cadeira abdutora. Há uma máquina te espremendo e você não pode atravessar a máquina... então, qual o caminho mais fácil? Ir para cima, para o local de menor resistência!

Dessa forma, o movimento poderia ser considerado um anti-agachamento, pois se faz força para sentar e não para levantar! Mas, calma aí! O movimento de extensão de quadril, no qual o glúteo trabalha é justamente o movimento de levantar, ou seja, o contrário do que está sendo sobrecarregado. Assim, nessa variação, o que faz seu corpo voltar à posição inicial é basicamente a força da gravidade, força dos membros superiores e um pouco da ação dos abdutores para livrar o espaço. Dessa forma, no final das contas, o que se está fazendo é brincar de gangorra com a máquina. 

Ah, há também um pouco de abdução, mas de uma maneira muito esquisita (ou será que é normal e eu que estou ficando velho?).

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Pior é o comentário do "personal" que postou o vídeo:

 

"Uso como último exercício sempre. Há mais sobrecarga sobre a musculatura de coxas e glúteos e um leve recrutamento do core em função do equilíbrio"

 

O único agachamento que a mulher está fazendo aí é com a resistência do próprio peso (imagino como isso deve ser pesado) e segundo ele, há leve recrutamento do core. Ou seja, se tu faz a porcaria do agachamento completo vc continua estimulando muito mais as coxas, muito mais o glúteo e infinitamente mais o core. No final, os básicos continuam ganhando.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

cara eu ja tinha visto isso na academia onde treino!!!

 

confesso também que achei mt estranho icon_eek.gif!!!

 

maasssss....

 

como foi o instrutor que indicou pras meninas... 

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Cara... tenho visto muito isso, a mulherada fazendo abdução com o rosto de frente pro encosto do banco tmb, ou seja, ao contrário!!! e já vi a mulherada tentando fazer em pé na cadeira abdutora...

porra o povo tá original esse ano viu!!! to quase indo treinar de venda nos olhos na academia pra não ter um infarte!!! kkkkkkkkkkkkkkkkk

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Já vi uma idiota burra tentando levantar a mesa flexora de barriga pra cima. Ela virou o apoio da perna pra ultima regulagem e tava forçando de baixo até o joelho. Parecia uma luta contra a física, ou vontade de quebrar a perna. Mas o professor disse que era só elevação de quadril.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Já vi uma idiota burra tentando levantar a mesa flexora de barriga pra cima. Ela virou o apoio da perna pra ultima regulagem e tava forçando de baixo até o joelho. Parecia uma luta contra a física, ou vontade de quebrar a perna. Mas o professor disse que era só elevação de quadril.

caraca, juro que não consegui visualizar o que vc disse!!! kkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

caraca, juro que não consegui visualizar o que vc disse!!! kkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

Eu demorei uns 10 minutos pra processar. Ela deitou ao contrário. Baixou o lugar onde força a perna e começou subir até a altura do joelho, uns 5cm de amplitude, e daí ela forçava mais e tirava as costas do aparelho.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma conta em nossa comunidade! É rápido, fácil e grátis!

Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.

Entrar agora
Entre para seguir isso  

  • Conteúdo Similar

    • Por Luan Viana
      Colocar-se embaixo da barra, apoiando-a no trapézio; Posicionar os calcanhares embaixo da barra, numa linha reta (como na barra livre); Posicionar os pés de modo neutro, natural (na largura dos ombros ou do quadril e levemente apontados para fora); Manter o abdome e a lombar contraídos durante toda a execução do movimento; Manter o olhar fixo à frente; Destravar a barra e descer com o máximo de amplitude jogando o quadril para trás naturalmente, sem ficar se apoiando na barra; Manter a força no calcanhar ou no meio do pé; Subir sem fazer o encaixe articular do joelho ou do quadril.
    • Por Luan Viana
      Pegar o peso com a coluna bem alinhada; Posicionar os pés na largura do quadril ou dos ombros, como se fosse fazer o agachamento bilateral; Posicionar a outra mão na cintura ou deixar os braços estendidos; Lançar uma perna para trás e flexionar a outra fazendo a força no calcanhar ou no meio do pé; Ao subir, deixar o joelho um pouquinho flexionado; Manter o abdome e a lombar contraídos durante toda a execução do movimento; Manter o olhar fixo à frente.
    • Por Luan Viana
      Posicionar os pés na largura do quadril ou ombro, ligeiramente apontados para fora (posição neutra e confortável); Pegar o peso no solo com a coluna alinhada; Colocar o peso embaixo do queixo (como se fosse um cálice); Descer jogando o quadril para trás e fazendo a força no calcanhar ou no meio do pé; Manter a coluna alinhada (curvaturas naturais); Manter o abdome contraído; Manter a visão para frente; Manter a curvatura da cervical neutra. Ao final, descer o peso com a coluna alinhada.
    • Por Talles Sucesso
      Posicionar a barra no trapézio (não posicionar na cervical); Colocar os cotovelos para baixo ou para frente; Fixar os pés paralelos, com abertura próxima à da largura dos ombros; Orientar a ponta dos pés ligeiramente para fora (posição mais anatômica); Manter a coluna ereta (lombar estável, em isometria); Fazer a força nos calcanhares e não na ponta dos pés; Realizar o movimento completo de descida e subida, sem descansar embaixo ou em cima.
    • Por Luan Viana
      Fazer a pegada da barra do modo mais confortável (apoiar a lombar e deixar o cotovelos voltados para baixo ou para frente); Posicionar os pés na largura dos ombros; Fixar um ponto à frente para se equilibrar; Manter a coluna ereta (fazendo isometria da lombar e do abdome); Flexionar a perna da frente concentrando a força no calcanhar e levando a outra perna atrás até encostar o joelho no chão; Fazer o movimento na vertical (para cima) e não para frente; Evitar fazer força com a pena de trás, concentrar a força na perna que está à frente.
×
×
  • Criar novo...