Ir para conteúdo
  1. Alymec

    Alymec

  2. c_alex

    c_alex

  • Conteúdo Similar

    • Por Dra. Shalimar Diniz
      Bater tudo no liquidificador e tomar na hora.
    • Por Luis Meirelles
      Bater tudo no liquidificador; Cozinhar na frigideira de teflon untada em fogo médio; Mater a panela tampada para cozinhar a massa em cima pelo vapor; Virar a panqueca de lado a cada 2 minutos, até obter uma densidade sólida e consistência.
    • Por Markus B
      Prezados, postei isto em um outro post...mas acho que será bom se todos souberem....fica aqui um desabafo!!! Há pelo menos 2 anos digo isto aqui no fórum...hj despejei novamente...parem de ser enganados ou ingênuos...cuidado!!!
       
      HOJE, a matéria prima WPC pura, importando um container (9 toneladas) custa U$ 18,00/ Kilo...ou seja...R$ 36,00 para um pote de 900 g são R$ 32,40. Agora vamos somar o pote, os aromas, educorantes, rótulo, caixa coletiva, produção (funcionários, custos industriais, ggf, controle de qualidade, análises centessimais e biológicas..enfim...os custos de produção como um todo)....o pote agora custará de R$ 40,0 a R$ 45,00 dependendo do capacidade fabril e da quantidade produzida por mês.....pasmem...até agora não falei do lucro da indústria....apenas dos custos!!!!!!
       
      Vamos a outras contas...o pote sairá da indústria a R$ 40,00 (preço de custo sem lucro) e paga  impostos (ICMS, PIS e Confins)..há tb o imposto de renda..há a comissão de quem vende..há os custos de marketing e divulgação..frete...há as amostras para degustação...mas tudo bem..vou pegar esses R$ 47,00 (incluso aqui tributos, IR e comissão) e colocar pro logista...esse agora trabalha com uma margem de 70% a 110%...portanto o produto custará entre R$ 80 a R$ 99,00....se a margem for ainda menor é porque está comprando de um distribuidor...que também tem suas margens de custo e lucro...ora...podem confiar nestes dados...ou caso contrário poderia falar de toda cadeia de supply para refazer as contas.
       
      Enfim...uma indústria trabalhando com margem zero a cadeia varejista é a única que ganha algo...qdo ganha tb...pq se a venda de uma loja estiver em torno de R$ 40 mil mensais o dono tá fudido..pq ainda tem muitos outros custos pra manter a loja.
       
      E vcs ainda me falam que um WHEY honesto tem que custar menos de R$ 80,0 contos é pq NÃO CONHECEM NADA....deixem de ser ingênuos e achar que as empresas que vendem com um preço final maior que este estão nos roubando. NÃO dá pra ter um WPC custando menos que R$ 100,0/ pote 900 g na loja imaginando uma indústria que trabalha com margens pequenas....Um Whey honesto custa no mínimo isto moçada...no mínimo heim...caso contrário..vai ter muita soja e leite em pó..ou até um WPC 35%....até a albumina já está cara..e fica fácil detectar o batismo.
       
      Os impostos americanos são diferentes...a forma de produzir e custo da matéria prima entregue na indústria lá custa U$ 8,00...
      e quando o importador no Brasil (exemplo os importadores de marca como ON) pagam apenas 16% de impostos + custo marítimo ...
       
      Enfim..no Brasil....prefiro ter uma importadora do que uma indústria!!!!

    • Por paulotar
      galera eu comprei uma whey vagabunda e me arrependi ate o final
      resumindo: discobri que tenho alergia a lactose e outras porcaria como corantes e pelo jeito nessa porcaria tinha bastante...

      tem alguma whey que e isenta de lactose e 100% confiavel
      existe whey sem sabor ??
      agora me deu receio de tomar esse suplemento e passar mal.
    • Por fisiculturismo
      Já faz um bom tempo que o ilustre desconhecido Félix Bonfim bombou na internet apresentando laudos de whey que demonstravam que os produtos forneciam mais ou muito mais carboidratos do que o prometido nos rótulos, e, às vezes, muito menos proteínas. Isso nos motivou, em setembro de 2013, a sugerir que o INMETRO regulasse o mercado com um selo de qualidade (Selo do INMETRO para Suplementos Alimentares).
      Há pouco tempo, foi a vez da entidade PROTESTE apresentar laudos de whey, mais uma vez apontando divergências entre os rótulos e os produtos entregues por diversas marcas, inclusive marcas tidas como de excelente qualidade no mercado (PROTESTE Avalia Whey Protein e Reprova Muitos Suplementos).
      E agora, finalmente, a ANVISA deu as caras e decretou a proibição de venda de lotes de diversas wheys, cujas análises da própria agência reguladora revelaram que os rótulos estavam sendo falseados, isto é, os valores nutricionais anunciados não eram entregues pelos produtos.
      Segue a lista de lotes de whey proibidos pela ANVISA:
      Super Nitro Whey NO2 – American Line Suplements  3W – Fast Nutrition Whey Protein Optimazer – Cyberform Whey NO2 Pro Baunilha – Pro Corps Whey NO2 Pro – Pro Corps Whey 5W Pro – Pro Corps Ultra Pure Whey Isolate Whey - Nutrilatina Age Superior Extreme Whey Protein - Solaris Extreme Whey Protein – Solaris 100% Ultra Whey – Ultratech Supplements Bio Whey Protein – Performance Whey NO2 Creatine - Peter Food 100% Whey Xtreme – X-Pharma Super Whey 100% Pure – IntegralMedica Super Whey 3W – IntegralMedica Fisio Whey Concentrado NO2 - Fisio Nutry Designer Whey Protein - D.N.A. Muscle Whey Proto NO2 - Neo Nutri Whey Protein 3W – D.N.A. Isolate Whey – Neo Nutri Nossa maior decepção foi com a whey isolada da Nutrilatina AGE, que é considerada uma marca de excelente qualidade. Infelizmente não tivemos acesso aos laudos para saber o motivo exato das proibições, tais como percentual de erro na informação sobre carboidratos e na informação sobre proteínas. Consta informação no sentido de que algumas wheys apresentavam até soja em sua composição, o que não era informado no rótulo.
      Faça sua parte, compartilhe essas informações para prevenir a compra de produtos da baixa qualidade e para forçar a indústria a oferecer produtos honestos.
      Fonte: Anvisa proíbe a venda de 20 tipos de Whey Protein, Correio Braziliense.
×
×
  • Criar novo...