Ir para conteúdo
  • Cadastre-se

RELATO CUTT FOCO, FORÇA E FÉ BODYBUILDER


kilsomaromba
 Compartilhar

Post Destacado

Opa galera blz?
Quanto tempo hehe, andei sumido correria pegando nova rotina de trampo e treino etc.
pra quem não me conhece segue o link do ultimo relato inacabado e fotos:
Relato:


Fotos:


Fiquei um bom tempo em TRH foi 11 semanas limpando o corpo e segurando os ganhos do ultimo ciclo, fiz exames tudo ok, segurei bem os ganhos a densidade q deu uma caída mas ta valendo agora ela volta com tudo.
Rotina ta bem puxada dai estou treinando no horário de meio dia e 40 ate pertos das 2 da tarde.
Trampando na academia das 6:30 ate 10:30 depois volto 18:30 ate 21:30, nesse meio tempo atendo os alunos da consultoria e faço uns corre aqui cidade também, em breve vou vender algumas camisetas de treino, por enquanto me mantendo assim ate montar meu negocio, toda grana para o BB é pouco hehe sa porra é um buraco negro de sugar dinheiro, mas vamo que vamo.
Objetivo agora dessa fase pensei muito em fazer um bulk clean mas o patrocinador me incentivo disse q vai me arrumar os ghs dai se tudo de certo ele me arruma os ghs pretendo competir meio do ano pro final vou escolher um camp aberto e vou, bom que já faço a divulgação e bota em pratica umas ideias que estou tendo.

Dieta e ciclos:
A dieta vou montar certa final de semana agora, calcular os macros certos etc, estou seguindo a que havia montado na trh so aumentei mais as quantidades dos macros.
Dieta dias alto carbo:
300g de macarrão integral
omelete com 11 claras e 1 gema
30g de waxy maize + 45g de whey protein + glutamina + bcaa

segunda refeição:
80g de aveia + 90g de whey protein + bcaa + glutamina

Terceira refeição pre treino:
300g de Arroz branco
250g de carne vermelha
1.000mg de ômega 3
BCAA

pos treino shake:
60g de waxy maize
60g de whey
BCAA
Glutamina

pos treino solido:
350g de Arroz branco
1 concha de feijão
300g de carne vermelha ou frango
1.000mg ômega 3

refeição antes de ir pro trampo:
300g de arroz branco
250g de tilapia
BCAA

Refeição no trampo:
150g de arroz branco
250g de tilapia
BCAA

Refeição em casa:
2 colheres de manteiga de amendoim
60g de whey protein
glutamina
BCAA

Ultima refeição da noite:
150g de Arroz branco
350g de frango
legumes brócolis e abobrinha
1 copo de suco de limão
1 copo de gelatina diet

Dias baixo carbo reduzo pela metade os carbos e uso pasta de amendoim pra complementar as kcal.

Ciclo:
protocolo inicial vai ser esse com doses razoáveis e ir aumentando, muito tempo sem usar trembo para pega leve os colaterais e ir aumentando a dosagem conforme for adaptando e aumentando intensidade do treino.
primeiras 4 semanas 600mg de propi por semana
400mg de trembo por semana
400mg de masteron por semana
sem gh ainda mais chegando vai ser 2ui manhã e 2ui 40 minutos  após a ultima refeição antes de deitar junto com L triptofano.
conforme mudar o protocolo add outras drogas e dosagens vou relatando.
por enquanto sem thermos nada de thermo somente mais pra frente vou começar a add.

Segue as fotos dos produtos, essa trembo da marca ROID PLUS  tem um amigo usando e pqp como ta batendo forte nele, ta curtindo muito então peguei ela para ver o cara ta muito denso e vascularizado, o propi  ROID PLUS tb o mesmo q estava usando na TRH e bateu bem nos exames de testo. Essa Roid minha mulher usou bold deu uns ganhos muito top to confiando na marca.
como sempre comigo n tem segredo, precisando do contato so pedir mp ou no facebook.

SAM_2912.thumb.jpg.b2b2ca1f5e6ef163ddd53SAM_2916.thumb.jpg.769f2494e529d0d3c8710

Foto recente minha final da trh 100KG:


Bom é isso vou relatar a tarde e a noite próximo mês quero compra um câmera Nikon boa para fazer fotos legais sempre.

Espero que curtem e acompanhem, bora ficar giga e fibrado.

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Tudo sobre esteroides

Curso sobre esteroides anabolizantes!

Domine o uso de esteroides neste curso de 8 módulos do médico Dr. Luiz Tintore

Clique aqui para conhecer

Relato do treino de quads de hoje sexta treino posterior:
Bom estou treinando sozinho na academia ta foda, é bom por um lado n tem ninguém te secando e não precisa reversa aparelho, por outro ajuda faz falta principalmente no treino de peito, to vendo se arrumo um parceiro mas ta foda pelo horário que vou treinar na hora do almoço.
Botei um metallica para tocar e comecei na extensora aquecer bem o joelho foi 2 series de aquecimento.
Agachamento livre com barra comecei com 40kg cada lado 20 reps, depois 50 cada lado 18 reps, 60 cada lado 12 reps, 70 cada lado 10 reps e 80 cada lado 6 reps.
Leg press como to sozim foi 400kg 15 reps usando isometria no meio e no final.
passada alternando as pernas 40kg cada lado 12 reps cada perna
Leg press pés juntos 20 reps, 18 reps 16 reps 12 reps 10 reps
extensora pesado 3 series de 15 e 1 serie com drop queimo demais essa ultima terminei mal conseguia firma as pernas.

Treino fecho foi top.

logo logo indo trampar chegando relato alguma coisa diferente que aconteceu.

ABraços!!!

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Relato do treino de quads de hoje sexta treino posterior:

Bom estou treinando sozinho na academia ta foda, é bom por um lado n tem ninguém te secando e não precisa reversa aparelho, por outro ajuda faz falta principalmente no treino de peito, to vendo se arrumo um parceiro mas ta foda pelo horário que vou treinar na hora do almoço.

Botei um metallica para tocar e comecei na extensora aquecer bem o joelho foi 2 series de aquecimento.

Agachamento livre com barra comecei com 40kg cada lado 20 reps, depois 50 cada lado 18 reps, 60 cada lado 12 reps, 70 cada lado 10 reps e 80 cada lado 6 reps.

Leg press como to sozim foi 400kg 15 reps usando isometria no meio e no final.

passada alternando as pernas 40kg cada lado 12 reps cada perna

Leg press pés juntos 20 reps, 18 reps 16 reps 12 reps 10 reps

extensora pesado 3 series de 15 e 1 serie com drop queimo demais essa ultima terminei mal conseguia firma as pernas.

Treino fecho foi top.

logo logo indo trampar chegando relato alguma coisa diferente que aconteceu.

ABraços!!!

Gostei do Metallica, acompanhando man

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

agnoletto fica de olho :)

  Body Muscle to de volta vai ter muita informação bacana

  Blackened metallica é show demais hehe metallica e disturbed

  c_alex fica de olho

  Carlão bora fica de olho hehe

 

RELATO:

hope galera cheguei em casa agora pouco, dia vou tranquilo to meio gripado não tinha comentado mas tem uma semana q estava gripado pegando chuva direto etc, mas ta quase melhorando.

Galera sempre me pergunta sobre local etc, o que uso de mistura para local chegou hoje uso MONOVIN E  é apenas vitamina E, você pode misturar com ciclo deca, testo e ter mais volume de oleo para aplicação, mas pra frente quero fazer uns vídeos explicativos de aplicação to devendo tem tempo, os trapézios deu um up muito bom, mas tem q saber fazer nos pontos certos e não abusar nas quantidades crescer o olho e fica desproporcional visual montado.

Agora vou arrumar as panturrilhas depois vou postar uma foto antes e depois.

SAM_2917.JPG?1396401091

Bom é isso adiantar umas coisas para amanhã e logo deitar to dormindo mais cedo também antes de meia noite ja estou na cama.

Abraços ate amanhã

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma conta 100% gratuita!

Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.

Entrar agora
 Compartilhar

  • Conteúdo similar

    • Por Bravo Costa
      Boa tarde Marombas e Marombas
      Saudade de fazer relato de ciclo... mas o que vou relatar não é bem um ciclo kkkk Após longos estudos e conhecendo mais sobre meu corpo, hormônios e fisiologia,  cheguei a convicção que não me vale a pena realizar CICLOS em Blast com alta ingestão calórica. Então o que venho fazendo é um Cruise mantendo um nível hormonal adequado à manutenção e ganho de MM e leve superavit calórico. 
      Nesse Cruise, como tinha alguns AEs para vencer, coloquei no protocolo... 
      18-... Testosterona 210mg/semana
      18-... Masteron 49mg/semana
      18-... Deca 98mg/semana
      18-... Trembolona 98mg/semana
      Dieta 3500 KCal (em ciclo de carboidrato Isocalórico) e repondo as calorias dos aeróbicos.
      Das semanas 26 a 28 farei a adição de 30mg/dia Dianabol... Isso mesmo kkkk Dianabol... Alguns podem perguntar: "Dianabol em cutting? vai reter, inchar?" Sim... e daí kkkk Vamos lá... o que define a perda de massa gorda é déficit calórico. Dianabol vai aumentar a hidratação intramuscular pelo aumento da nitrogenacao e ainda proporcionar o aumento de força.
      Assim, a dieta ficará em 2500 KCal + aeróbicos 4 a 5x na semana por 2 semanas e 3000 KCal na 3a semana. Ainda usarei Clebuterol ate 3ml por 1a e 2a semanas e iombina até 20mg nas 2a e 3a semanas.
      Dados atuais:
      Idade 42 anos
      Peso: 93,6 Kg
      BF atual 11,8%
      BF pretendido 10%
      Dúvidas, pode postar para explicar melhor kkkk
      Fotos... só 2 semanas após o final do processo... Pq? Pq ao terminar devo ficar uns 4Kg mais leve pela falta de glicogênio muscular e baixa definição (não significa alto BF) por conta do Dianabol... então após 2 semanas do final do mini cutting devo estar com uns 92,5 Kg... Será??? Kkkk Veremos...
    • Por Cleo
      Olá colegas,
      Estou em busca de ajuda para atingir meus objetivos após bater muitas vezes com a cabeça.
      objetivo: reduzir gordura corporal e perda de peso na balança para definição muscular.
       



    • Por fisiculturismo
      Fábio Moura Véras é um fisiculturista ativo em Brasília/DF. Além de participar dos campeonatos brasilienses de fisiculturismo, Fábio atua como Coaching Body Designer (profissional que cuida do treinamento, nutrição e suplementação do aluno). A seguir, publicamos a entrevista que fizemos com o atleta, juntamente com fotos exclusivas tiradas para o nosso site.
      Nome completo:
       
      Fábio Moura Veras. Como é conhecido(a) no meio do fisiculturismo (apelido):
       
      Fábio Veras. Data de nascimento:
       
      05 de Abril de 1977. Cidade em que nasceu e cidade em que vive atualmente:
       
      Nascido no Rio de Janeiro, morando em Brasília. Qual esporte praticava antes da musculação:
       
      Sempre pratiquei esportes, entre eles natação, futebol, vôlei, mas obtive mais destaque nas modalidades individuais como o Judô e o fisiculturismo. Quando começou a treinar com pesos e por qual razão:
       
      Aos 15-16 anos com o intuito de ficar mais fortinho e magro para impressionar as meninas. O que mudou na sua vida depois que começou a treinar:
       
      A mudança no corpo veio rápido. Logo começamos a suplementar com aminoácidos liquidos e continuamos a ver resultados, mais força, mais músculos, veias, as mudanças estéticas obtidas com ferro e dieta me tornaram um aficcionado pelo esporte. Em que academia treina atualmente:
       
      Atualmente treino na Academia FIT CLUB - Alta Performance e também na BODYTECH Brasília. Treina sozinho ou com parceiro:
       
      Treino com 01 ou 02 parceiros o ano todo, faz grande diferença pra manter a motivação alta. Como é a série atual de treinamento:
       
      A série atual evolui do para um aonde treinamos grupamentos e alças musculares diferentes a cada dia. Sinto que essa série me permite treinar forte e recuperar o suficiente para poder progredir. Quais são os métodos de treinamento (pirâmide, repetições forçadas, bi-sets, superséries, etc.) que costuma adotar na fase de pré-competição e na fase fora de competição (offseason):
       
      O treino em si muda muito pouco na fase off para a , assim como a dieta que fica consistente o ano todo também. Acredito na periodização preventiva , treinar pesado e com técnicas de alta intensidade o tempo todo vai te levar ao overtraining e lesões, por isso procuro fazer a cada semana uma variação na intensidade e volume do treino a fim de permitir melhores ganhos no longo prazo e me manter longe das lesões e inflamações musculares ou articulares. Qual é o exercício de musculação preferido:
       
      Gosto dos exercícios de peito em geral. Seja pressão ou crucifixos, a sensação do peitoral inchado não tem nada igual! Qual é o exercício de musculação que menos gosta:
       
      Acho que o walking lunges (caminhada em avanço com peso nas costas ou nas mãos), ida e volta e teu coração vai na boca! Qual foi a maior carga que já levantou no supino reto e no leg 45:
       
      Meu supino reto recorde é 180kg e o Leg 520kg, no supino foi RM (Repetição Máxima) mas no Leg foram 12 repetições completas com esse peso! Como é a sua dieta na fase de pré-competição e na fase fora de competição (offseason):
       
      A dieta muda pouco, diria que saem as refeições de lixo no fim de semana. O carbohidrato é reduzido na maior parte dos dias com eventuais dias de recarga de glicogênio, muita proteína e muita suplementação sempre ! Qual é o alimento que mais gosta e que tem mais dificuldade de resistir quando está em dieta de pré-competição:
      com certeza é meu ponto fraco mas depois de semanas de dieta parece que a fica em primeiro lugar na lista de desejos! Sofre alterações de humor quando está em dieta de pré-competição:
       
      Melhorou muito minha preparação nesse sentido ao longo dos anos. Lembro quando há 15 anos átras éramos instruídos pelos mais experientes a cortar o sal da dieta 2-3 meses antes o que nos deixava bastante mal humorados.  
      Fora isso, devido a falta de conhecimento na época junto com a , tenho certeza que ficávamos desnutridos apesar de definidos. Hoje em dia chego com o psicológico muito melhor e menos desgastado para a competição. O negócio não é quem sofre mais ganha mas sim o mais inteligente e com melhor planejamento que vai ganhar! Quais são os suplementos alimentares de que faz uso:
       
      Multimineral-vitaminico , pre-treinos , whey protein , , , acetyl-l-carnitina , óleo de peixe , , , óleo de alho , glutamina , vitamina D3 . Quais são os suplementos alimentares (produto e marca) que mais gosta (efeitos ou sabor):
       
      Em termos de sabor gosto dos whey da MET-Rx e Gaspari , em termos de marca nacional vou de dynamic lab , quanto aos importados fico com a MUSCLETECH , BSN , USP LABS , GASPARI , entre outros. Quais são os suplementos alimentares (produto e marca) que menos gosta (efeitos ou sabor) ou que considera desperdício de dinheiro (sem efeitos):
       
      Boa pergunta. Não acredito no HMB , https://fisiculturismo.com.br/forum/topic/82752-qual-cla-tomar/ , Proteínas muito caras como a https://fisiculturismo.com.br/forum/topic/71079-muscle-milk-ou-syntha-6/ (acho desperdício), Proteína da Soja, Suplementos com Blends cheios de coisas e que não discriminam as quantidades de cada príncipio ativo (muito provavél de conter quantidades irrisórias e ineficazes da maioria da lista de ingredientes). Quais títulos já conquistou no fisiculturismo e em que anos?
       
      Sempre classifiquei entre os 3 primeiros na categoria ao longo desses 17 anos de fisiculturismo e 15 competições realizadas mas meus maiores títulos foram o campeonato brasiliense, carioca e brasileiro junior ainda no final dos anos 90. Qual foi a melhor experiência que já teve no mundo do fisiculturismo:
       
      Certamente a de ter me tornado um exemplo de disciplina, dedicação e conhecimento na área do fisiculturismo, nutrição esportiva e suplementos e ter ajudado tantas pessoas a conseguirem transformar suas vidas através da atividade física e boa nutrição. Qual foi a pior experiência que já teve no mundo do fisiculturismo:
       
      As frustrações nas competições que muitas vezes sofrem influências externas na decisão dos juízes e dos campeões. Quais eram as suas medidas corporais (peso, percentual de gordura, circunferência de bíceps e de coxa) no último campeonato de que participou (nome do evento e data):
       
      Ano passado competi pela primeira vez na categoria Super-Pesado +100kg aonde consegui a 2a colocação no Campeonato brasiliense com percentual de 6% de gordura, 101kg, 45cm de biceps e a coxa não tenho a medida. Quais costumam ser as suas medidas corporais (peso, percentual de gordura, circunferência de bíceps e de coxa) quando não está competindo:
       
      Em anos anteriores costumava relaxar mais no off season e subir para 15% de gordura, de 2008 para cá não tenho mais permitido relaxar tanto até porque dificulta o pre-contest ter que reduzir muita gordura. O que as pessoas dizem sobre seu aspecto corporal com musculatura avantajada:
       
      Acredito que impressiona alguns e assusta a outros, no entanto, dentro do meio em que convivo e entre as pessoas que conheço, só vejo admiração pelo fato de ser um exemplo há tantos anos. Que dicas daria para quem pretende ingressar no mundo do fisiculturismo:
       
      A fase de pre-competição é a que exigirá mais conhecimento de si mesmo do atleta. Por isso recomendo aqueles que estejam pensando em competir que façam logo, para poderem aprimorar suas estratégias nessa fase crítica aonde qualquer erro pode te custar uma boa colocação na competição. Opinião sobre anabolizantes esteróides:
       
      São usados por grande parte dos atletas. Minha dica é que se você vai partir para essa ou ja está usando qualquer tipo de hormônio, procure se informar o maximo possível sobre os tipos diferentes, o mercado negro , os efeitos colaterais e psicológicos e de preferencia um bom médico para fazer o acompanhamento clínico. Quais são os atletas do fisiculturismo nacional e internacional que mais admira:
       
      A nível nacional nosso ícone maior Eduardo Correa e Internacional sou fã do Dexter Jackson pela simetria, Shawn Ray pela mesma razão e obviamente Ronnie Coleman , Branch Warren e Kai Greene pela monstruosidade e intensidade dos treinos! Se tem patrocinador, nome e contatos da empresa e forma de patrocínio:
       
      Em busca de Patrocínio. Se atua como personal trainer, contatos para ser contratado:
       
      www.fabioveras.com ou fabio@bodydesigner.com.br para consultorias em alta performance humana e nutrição esportiva.  
         
      O atleta e body designer Fábio Véras também é colunista de nosso site. Consulte a página de matérias de Fábio para ler suas publicações. Para saber mais sobre o atleta, visite o perfil de Fábio no Facebook .  
         
      Agradecimentos especiais ao fotógrafo Hugo Pimentel e à Academia FIT CLUB - Alta Performance . Se você é atleta de fisiculturismo e tem interesse em participar deste site, entre em contato conosco para agendarmos uma entrevista. Obrigado a todos os que participaram da elaboração desta matéria.
    • Por Héverson Gomes
      Olá amigos do FISIculturismo.com.br, este mês resolvi falar sobre mais um assunto polêmico, que às vezes muitas pessoas tem isso como a verdade. Este artigo é em homenagem às pessoas que dia após dia vem me perguntar sobre as frutas.
      Sei que muitos irão discordar deste tema, pois há os defensores árduos das dietas das frutas. Muitas vezes absorvemos e ouvimos o que nos interessa, e o que vem de encontro às nossas tradições, contra aquilo que gostamos, rejeitamos e tentamos buscar algum lugar alguém que diga o contrário, mesmo que esta não seja a verdade, só para nos agradar.
      Normalmente, quando alguém vem me procurar para dicas de alimentação, seja algum aluno de personal ou não, dizendo que está fazendo uma dieta, que parou de comer besteiras, afirmando que não come mais pão, nada de glúten, farinha branca ou lactose, etc, mas que está comendo só fruta.
      E justifica essa opção como correta por ter visto em alguma revista, ou em algum programa de televisão, ou na internet, que alguém perdeu 7kg ou mais só ingerindo frutas. Ingerir frutas realmente emagrece?
      Bem, vamos iniciar com uma rápida explicação sobre as frutas e seu açúcar: frutose. O açúcar que todos abominam é a sacarose, é aquele que vem nos doces e confeitos, e ela é 50% glicose e 50% frutose. Mas o que há de mal nisso?
      O que estraga a sacarose é a glicose? Cito um trabalho realizado pelo Dr. Richard Johnson, onde foram estudados dois grupos de ratos. Ambos ingeriram a mesma quantidade de calorias. Porém, o grupo 1 ingeriu parte das calorias na forma de glicose e o grupo 2 na forma de frutose.
      Os ratos do grupo 2 (frutose) ganharam bem mais peso e armazenaram mais gordura visceral e no fígado, além haver aumento na pressão sanguínea e nos triglicerídeos presentes. Apenas diferenças no tipo de açúcar, implicaram nesses resultados. É como se o grupo 2 ingerisse só frutas e o grupo 1 glicose.
      A frutose promove o aumento da gordura abdominal (aquela indesejada pela maioria das pessoas). A frutose é metabolizada mais rápido que a glicose na forma de gorduras. Ela desregula os mecanismo do corpo de controlar o apetite, não estimula a insulina corretamente, impedindo a atuação correta do hormônio ghrelin e não estimula a leptina.
      Ghrelin e a leptina são peças-chave no controle da fome. Isso significa que a ingestão de frutose fará com que você coma mais e que também potencialize as suas chances de desenvolver insensibilidade à insulina. A frutose promove o aumento do “mau” colesterol (LDL) e a diminuição do “bom” colesterol (HDL), elevando também os triglicerídeos, pressão sanguínea e elevando os níveis de açúcar no sangue.
      Além disso, contribui para o desenvolvimento de Gota, por aumentar os níveis de ácido úrico no corpo. Em um estudo publicado em 2011, mulheres que bebiam 350 ml ou mais de suco de laranja por dia, duplicaram o risco de desenvolver Gota. As mulheres que bebiam apenas 175 ml de suco por dia, aumentaram em 41% as chances de desenvolver a condição.
      Resultados similares foram observados em homens também. Sucos, devido à retirada das fibras da fruta, são digeridos e absorvidos muito mais rapidamente do que as frutas ao natural, portanto, promovem muito mais o armazenamento de gordura e intensificam todas estas consequências da frutose.
      Sucos, principalmente para quem quer queimar gordura, devem ser considerados com muita cautela. Frutose tem sido considerada a “chave” para se ativar o armazenamento de gordura, sendo tema de um livro publicado bem recentemente: The Fat Switch, do Dr. Richard Johnson, que é médico há 25 anos e também pesquisador na Universidade do Colorado, nos EUA.
      Há outro problema causado pela frutose. Vamos entrar na tireóide, que produz dois hormônios, a tiroxina ou tetraiodotironina ou T4 e a triiodotironina ou T3. Na verdade, o hormônio ativo é o T3, justamente o hormônio produzido em menor quantidade pela tireóide, aproximadamente 20% da produção.
      Ao ser conduzido ao fígado, o T4 inativo sofre a ação da enzima específica (5-deiodase) e se transforma no hormônio ativo T3, o qual irá, entre outras ações já mencionadas, provocar a elevação da temperatura corporal e provocar a queima de gordura.
      Ocorre que essa conversão depende da presença de energia suficiente no fígado (ATP). A frutose rouba ATP do fígado e torna a conversão T4 mais difícil, portanto, maneirar nas frutas é muito conveniente.
      Então não devo ingerir frutas? As frutas contém vitaminas, minerais e fibras, porém, se você estiver em uma dieta para perda de peso, não é muito indicado a ingestão de frutas. Se for consumi-las, que seja pouco e de manhã, pois, elas causam picos de insulina, dificultando a produção de GH natural pelo organismo.
      O que pouca gente sabe é que nem todas as frutas se dão bem quando consumidas juntas. Isso porque as frutas ácidas requerem um tipo de suco gástrico para serem digeridas, enquanto as frutas doces requerem um outro tipo. Quando consumidas em conjunto, a digestão fica mais complicada.
      Frutas ácidas ou cítricas são aquelas como tangerina, morango, lima, limão, abacaxi e laranja. Já as doces são uvas, maçãs, pêras e pêssegos. As bananas são consideradas neutras.
      Bibliografia:
      7 Motivos Para Se Evitar Frutas e Sucos No Emagrecimento
      Musculação Além do Anabolismo. Autores: Waldemar Guimarães
    • Por fisiculturismo
      A cada dia os praticantes de musculação estão mais conscientes de que precisam fazer dieta (melhor ainda, reeducação alimentar) para hipertrofiar (ganhar massa magra ou engordar) ou secar (emagrecer ou queimar as gorduras). Por isso, os termos ingleses bulking ("em massa, em série") e cutting ("rasgar, cortar") estão mais e mais difundidos nas academias. Os termos já são autoexplicativos:
      Dieta Cutting: dieta para secar, queimar as gorduras, baixar o percentual de gordura corporal. Dieta Bulking: dieta para hipertrofiar a musculatura, crescer, ganhar massa, engordar. Para a dieta bulking, a depender do modo como ela é planejada, ainda foram cunhados os termos populares Bulking Sujo e Bulking Limpo. Sabendo-se o o significado de bulking, também parecem ser autoexplicativos os termos para os tipos específicos:
      Dieta Bulking Sujo: admite a ingestão de ampla variedade de alimentos e em elevada quantidade, sem preocupação com o aumento exagerado do percentual de gordura corporal. Dieta Bulking Limpo: é mais regrada quanto à qualidade dos alimentos e quantidade, havendo preocupação em controlar o aumento do percentual de gordura, de modo que não supere determinado limite previamente estabelecido. Como visto, os conceitos de dieta cutting e dieta bulking são simples. Poderíamos chamar de Dieta para Secar (Emagrecer, Queimar Gordura) e Dieta para Hipertrofiar (Engordar, Ganhar Massa). Apesar de os termos serem simples, na prática, a coisa pode se complicar um pouco. Nem sempre o musculador consegue se decidir entre uma dieta cutting ou bulking para atingir seus objetivos. Por quê?
      Mesmo em dieta cutting pode haver hipertrofia muscular. A conjugação de planejamento alimentar e treinamento intenso para queima de gordura também resulta em hipertrofia muscular. E mesmo em dieta bulking pode haver redução de gordura corporal em função do aumento do metabolismo e da massa muscular (quanto mais massa muscular, mais energia o corpo demanda para mantê-la). Portanto, emagrecimento e hipertrofia não são exclusivos de uma ou de outra dieta.
      Como escolher entre cutting ou bulking? E dieta equilibrada?
      O que deve nortear o musculador é o foco. Qual é o objetivo principal? Ganhar massa muscular ou ganhar definição corporal? A resposta para essa pergunta é que vai determinar a escolha da dieta. Conciliar uma fase de hipertrofia acentuada concomitante com uma fase emagrecimento acentuado é praticamente impossível. Pode-se ajustar a dieta para se ganhar massa muscular de forma bem lenta e gradual sem se aumentar o percentual de gordura. Todavia, ganhos ou perdas rápidas demandam a escolha entre cutting ou bulking.
      Existem defensores de uma dieta equilibrada (nem cutting, nem bulking) para a construção de um corpo sólido sem a oscilação entre as fases de ganho de peso e de emagrecimento. Esse processo é mais lento e gradual. A dieta cutting e a dieta bulking são muito mais rápidas, mas têm seus pontos negativos. No cutting, pode ocorrer a perda de força e de massa muscular. No bulking, pode haver acúmulo excessivo de gordura.
      Cada indivíduo responde de uma forma diferente para cada tipo de dieta. Logo, não há uma resposta pronta e perfeita para todos. Cada um deve testar a resposta do corpo, a fim de se decidir em torno de uma dieta equilibrada para obtenção de massa muscular do modo gradual (mantendo baixo o percentual de gordura), ou da estratégia de bulking e cutting. Normalmente, os fisiculturistas adotam a estratégia de bulking e cutting.
      Princípios da dieta cutting
      Normalmente a dieta cutting é a mais difícil de ser feita, por importar em restrição calórica e alteração de humor de quem pretende secar. Para se fazer essa dieta, alguns princípios devem ser observados para que se atinjam os objetivos da maneira mais rápida e mais saudável possível:
      Diferença Calórica Negativa (Deficit): é o princípio fundamental para se emagrecer. O consumo calórico deve ser inferior ao gasto calórico. É a deficiência de calorias que vai provocar o organismo a queimar os estoques corporais de energia armazenados na forma de gordura. Diferença Calórica Semanal: o comum é que se pense numa deficiência calórica diária. Todavia, para que se queimem os estoques de energia na forma de gordura, o deficit deve ser semanal. Por isso, seguir a dieta cutting por alguns dias e quebrar a dieta num ou outro dia prejudica a queima de gordura. Aumentar o Consumo de Proteínas: eliminado o excesso de calorias de carboidratos e gorduras na dieta, o corpo passa a utilizar aminoácidos livres e a própria massa muscular para liberar energia. Aumentar o consumo de proteínas protege contra a perda de massa muscular, eis que a energia será retirada das proteínas ingeridas, e não da musculatura. Ademais, das três fontes principais de energia (carboidratos, proteínas e gorduras), as proteínas são as que têm a menor tendência a serem estocadas pelo corpo como gordura. Dietas Radicais são Prejudiciais: a diminuição radical do número de calorias vai levar o corpo a diminuir o metabolismo corporal. Reduza o consumo calórico em 200 a 400 kcal por dia (ou 1.400 a 2.800 kcal por semana). Reposição Semanal de Glicogênio: a redução de ingestão de carboidratos e de gorduras vai levar à queima de gordura corporal. Todavia, a ingestão de pouco carboidrato por longos períodos (mais de 7 dias) pode resultar numa redução tão grande de glicogênio que o corpo pode passar a buscar energia dos músculos, catabolizando a massa muscular. O consumo extra de 100 a 200 gramas de carboidratos uma vez por semana pode repor o estoque de glicogênio e evitar a perda de massa muscular, além de aumentar o metabolismo. Dia Radical: a cada 10 a 12 dias um dia de dieta radical, com o consumo máximo de 50 a 80 gramas de carboidratos, pode aumentar a queima de gordura ao alterar as reservas de glicogênio. Pausas Esporádicas: todas as dietas cutting adotadas por longo período de tempo implicam na redução do metabolismo. Quando a dieta não dá mais resultado, ao invés de reduzir ainda mais o consumo calórico, dê uma pausa no cutting. Por alguns dias (dois ou três), aumente seu consumo calórico com qualidade (carboidratos de baixo índice glicêmico e gorduras boas). Ingestão de Fibras: as fibras tornam mais lento o metabolismo dos carboidratos, a liberação de insulina é mais moderada. O excesso de liberação de insulina está normalmente associado a um maior acúmulo de gordura corporal e menor queima de gordura. Ao invés de ingerir arroz branco, pão branco e cereais refinados, adote farinha de aveia, pão integral, feijão, arroz integral e batata-doce. Peixe: muitos peixes não contêm gordura. Ao não fornecer ácidos graxos pela dieta, o corpo vai buscá-los da gordura armazenada no corpo. Por isso, o peixe é excelente para dietas cutting. Peixes “Gordos”: até mesmo peixes ricos em gordura, tais como o salmão, anchova, cavala e atum, são mais magros do que outras fontes de proteína (carne vermelha, queijo e ovos). Ademais, eles contêm ômega 3, substância que não promove a reserva de glicogênio por meio de gordura. Fonte de Calorias: o balanço calórico da dieta cutting não deve ser calculado apenas como números frios. O tipo de alimento também interfere no processo de emagrecimento. Num estudo, dois grupos de mulheres seguiram dietas de 1.600 calorias. Nos dois grupos, a dieta continha 50 gramas de gordura. A diferença entre os grupos se deu nas proteínas e carboidratos. Num grupo, houve mais ingestão de proteínas do que de carboidratos. No outro, a maior parte das calorias era proveniente de carboidratos. Depois de 10 semanas, ambos os grupos tiveram redução similar de peso corporal. No entanto, no grupo cuja dieta foi hiperprotéica, os níveis hormonais da tireóide e o metabolismo foram mais elevados, resultando numa perda 18% maior de gordura e numa preservação 27% maior de músculos.Portanto, a fonte de calorias afeta a queima de gordura. A queima maior se dá em dietas com mais proteínas e menos carboidratos. Fontes de Proteína, Carboidratos e Gorduras: os melhores carboidratos são os complexos, tais como aveia, inhames, batatas, batata doce, arroz integral e pães integrais. Esses carboidratos dão a sensação de saciedade por mais tempo, e evitam o desejo de beliscar guloseimas entre as refeições programadas. As frutas também são boas fontes de carboidratos por fornecerem vitaminas. As melhores fontes de proteína são: claras de ovos, peru, frango, peixe, búfalo e outras fontes de carne vermelha magra. Suplementos de proteína em pó também são boas opções (whey protein, caseína, carne vermelha em pó, soja e albumina). As melhores fontes de gordura são os óleos de peixe, semente de linhaça e azeite de oliva. Nada de Carboidratos Antes de Dormir: para maximizar a liberação de GH (hormônio do crescimento), que protege a massa muscular e incentiva o metabolismo de células de gordura, não se deve ingerir carboidratos antes de dormir. Após 90 (noventa) minutos de sono, os níveis de GH começam a subir. A glicose no sangue afeta a liberação de GH. Quanto menor a quantidade de glicose no sangue, maior será a liberação de GH. Refeições Frequentes: faça pelo menos 5 (cinco) refeições diárias. Pequenas refeições impedem a desaceleração do metabolismo e mantêm os níveis de energia mais estáveis. E, o mais importante, afastam a sensação de fome a ajudam a manter a meta de calorias estipulada para a dieta. Exercícios Cardiovasculares: é isso mesmo, os exercícios cardiovasculares devem fazer parte da dieta cutting ou do planejamento para emagrecer. Apesar de não estar relacionado com a ingestão de calorias, está relacionado com o consumo de calorias e aumento do metabolismo. No cardio, existem os defensores do HIIT (alta intensidade intervalada), os defensores dos aeróbicos em jejum, e os defensores de aeróbicos moderados. Adote uma das técnicas que seja mais apropriada para as suas circunstâncias de tempo e preparo físico. Treinamento com Pesos: assim como os exercícios cardiovasculares, um plano sério de cutting não pode deixar de dar atenção à musculação. Quanto mais massa muscular tem o corpo, maior é o gasto calórico para sua manutenção. Maior o metabolismo, melhores as condições para queima de gordura. A redução muito drástica de ingestão de calorias pode resultar no consumo da massa muscular como fonte de energia pelo corpo. Por sua vez, a redução da massa muscular implica na redução do metabolismo, logo, na redução da queima de gordura. Por isso, é importante o treinamento com pesos para manutenção ou aumento da massa muscular. A dieta cutting deve ser equilibrada neste ponto. Refeição Pré-Treino com Whey Protein: ao treinar com reduzida quantidade de glicose proveniente de carboidratos na corrente sanguínea, o corpo libera mais norepinefrina, substância que queima as células adiposas para liberação de energia. Para que as gorduras sejam queimadas durante o treino, sua refeição pré-treino não pode ter mais do que 20 gramas de carboidratos e deve ser acompanhada de uma proteína de fácil digestão, tal qual a whey protein. Os carboidratos devem ser de baixo índice glicêmico. Água: pode parecer banal, mas a água é essencial para qualquer processo metabólico, inclusive para a queima de gorduras. Nosso corpo é composto por 55-75% de água. A água no fígado é importante para a metabolização da gordura. A água também pode afastar a fome, ajudando a seguir a dieta. Mais água nos músculos implica em mais força e maior tamanho. Tome de 8 a 12 copos de água por dia (recomendação da ISSA - The International Sports Sciences Association). Dormir Bem: dormir bem também ajuda a queimar gordura. A falta de sono adequado implica no aumento do cortisol, hormônio relacionado ao catabolismo muscular. Dormir mal também implica em alterações hormonais que resultam no aumento da forme e apetite. Também há redução glicose e sensibilidade à insulina. O tempo ideal de sono é de aproximadas 7 (sete) a 8 (oito) horas por noite. Para quem treina muito pesado, normalmente esse tempo é aumentado para 8 (oito) a 9 (nove) horas por noite. Por fim, durante o sono, o corpo recupera o tecido muscular dos treinamentos intensos. Suplementos Termogênicos: sinefrina, evodiamina e capsaicina são substâncias presentes em suplementos alimentares termogênicos que estimulam o sistema nervoso a produzir norepinefrina, substância que procova a queima de gordura. Os suplementos termogênicos evitam a redução do metabolismo. Suplementos com Glutamina e BCAAs: a glutamina previne o uso de BCAAs como fonte de energia, certo que esses aminoácidos são mais demandados quando a ingestão calórica é reduzida. A glutamina também aumenta o metabolismo. Além da glutamina, também faça uso de BCAAs antes e depois do treino, no café da manhã e antes de dormir. Suplementos com GLA (ômega 6) e CLA: o ácido gama linoléico (ômega 6) induz a queima de gordura ao invés de seu armazenamento. O CLA aumenta os níveis de HSL, hormônio que determina a abertura da célula de gordura para ser utilizada como fonte de energia. Suplementos Protéicos: você não precisa comprar a proteína da marca mais cara. Observe a composição do produto e o preço. Um bom suplemento protéico deve fornecer pelo menos uns 20 gramas de proteínas por dose, BCAAs e conter pouco ou nenhum açúcar. Prefira a caseína para tomar à noite (absorção lenta) e a whey protein isolada para ingerir após o treino (absorção rápida). Suplementos com Vitaminas e Minerais: numa dieta restritiva, pode haver carência de vitaminas e mineirais. Para não se correr esse risco, suplementos multivitamínicos e multiminerais podem ser úteis, assim como aqueles com óleo de peixe, vitamina C e ferro. Suplementos com Creatina e Pré-Treino: estes suplementos podem não ser considerados essenciais, mas o aumento de força e de disposição podem trazer um estímulo significante para a obtenção do resultado desejado com a dieta cutting. Normalmente um bom pré-treino contém creatina, l-arginina, vitaminas do complexo B, ácido alfa-lipólico e niacina.  Princípios da dieta bulking
      Os princípios de uma boa dieta bulking, como se poderia imaginar, são praticamente os mesmos da dieta cutting. A diferença fundamental está no princípio da ingestão calórica. Ao invés de ser deficitária, a equação deve ser positiva. Deve-se ingerir mais calorias do que o corpo consome para a manutenção das atividades vitais. E essa diferença é obtida primordialmente pela ingestão de mais carboidratos complexos (baixo índice glicêmico), podendo ser mantida a mesma ingestão de proteínas e gorduras.
      Diferença Calórica Positiva (Superavit): é o princípio fundamental para se ganhar massa ou engorda. O consumo calórico deve ser superior ao gasto calórico. É a sobra de calorias que vai proporcionar ao organismo o crescimento muscular (preferencialmente com pouco acúmulo de gordura). Diferença Calórica Semanal: o comum é que se pense num superavit calórico diário. Todavia, para que se ganhar massa, o superavit deve ser semanal. Por isso, seguir a dieta bulking por alguns dias e quebrar a dieta num ou outro dia prejudica o ganho de massa. Refeições Balanceadas: em cada refeição, deve-se manter a ingestão balanceada entre proteínas, carboidratos e gorduras, não exagerando nos carboidratos e muito menos em carboidratos de alto índice glicêmico. Monitoramento Semanal: acompanhe as mudanças corporais pelo menos uma vez por semana. Verifique a proporção de músculos e gorduras no ganho de peso. O ideal é que o ganho de massa magra seja superior ao ganho de massa gorda. Exercícios Cardiovasculares: diminua a quantidade de cardio, mas não deixe de fazê-lo. O acréscimo de calorias e a ausência de aeróbicos pode resultar num acúmulo maior de gordura corporal. Uma boa condição cardiovascular também melhora o desempenho do treinamento com pesos, permitindo menores tempos de intervalo entre as séries. Mínimo de 2 a 3 g de Proteínas por kg Corporal por Dia: o consumo de proteínas deve ser elevado para o ganho de massa muscular magra. A ingestão deve ser de 2 a 3 gramas por quilograma de peso corporal. Por exemplo, um sujeito de 80 kg deve consumir 160 a 240 g de proteína por dia. Ganho Gradual de Massa: o ganho de massa deve ser gradual para se evitar o aumento excessivo do percentual de gordura. O ideal é que o ganho de massa corporal seja de aproximados 300 g por semana, ou 1,2 kg por mês. Com exceção do deficit calórico, à dieta bulking são aplicáveis todos os princípios da dieta cutting (suplementação, boas noites de sono, ingestão farta de água, qualidade dos nutrientes, treinamento intenso e assim por diante).
      Dieta de manutenção
      Ao se obter o shape desejado, o que resta é a dieta de manutenção. Nesta, o maior diferencial é manter a ingestão calórica semanal o mais próximo possível do gasto calórico semanal (sem deficit ou superavit calórico). O ideal é não tratar a fase de manutenção como "dieta". O termo mais apropriado é "estilo de vida". 
      Aqui se aplicam também os mesmos princípios das dietas cutting (para emagrecer) e bulking (para engordar). A manutenção de uma composição corporal saudável e esteticamente desejada somente se dá por um estilo de vida que prioriza a alimentação regrada, treinamento intenso e descanso suficiente.
      Fontes:
      Principles Of Getting Shredded: 20 Nutritional Tips For A Leaner You GLA: The Good Omega 6 that Flushes Fat 4 Principles That Will Get You Ripped! Death to the Bulk and Cut Diet Ask The Ripped Dude: Can Drinking Water Help Me Lose Weight? Sleep: The Unsung Hero of Fat Loss! How to Properly do Cutting and Bulking Phases Top 10 Rules of Successful Clean Bulking BULKING 101: Principles to Gain Lean Mass Correctly The Do’s & Don’ts of Bulking up!
×
×
  • Criar novo...