Ir para conteúdo
  • Cadastre-se

Ciclo de Durateston/Stanozolol


Ld Black
 Compartilhar

Post Destacado

Idade:

24 Anos.
Tempo de Treino:

4 Anos.
Objetivo como o Ciclo: 

Se eu disser que é Cutt vão questionar o porque da Durateston(ao invés de qualquer testosterona de éster curto)

e se eu disser que é Bulk vão falar da presença do Stanozolol no ciclo ,logo,Classifico com Soft Bulk.
Medida do braço:

42 Cm
Altura:

1,89 Cm
Peso:

87 Kg
BF:

Nunca Auferido 

Estrutura da TPC:

Citrato de Tamoxifeno

Início - 15 dias após última aplicação.

1-2 - 40mg/Dia

3-4 - 20mg /Dia
Estrutura do Ciclo: ( dosagens das drogas/semanas.. )

500 mg/Semanas  1-8 - Durateston (Segunda e Quinta)(Protocolo Clássico)

200 mg/Semanas  6-8 - Stanozolol (DSDN)
Quantidade de ciclos já feitos:

Após ver que isso ai nem ciclo é mas...

1° Ciclo

M-Drol (Falso)

1-2 (Duas vezes ao dia)

3-4 (Uma vez no dia

Resultado:Satisfatório (Nota 6)

2° Ciclo

Dark Cyde (Falso tbm)

1-4 Uma vez no dia

Resultado:Satisfatório (Nota 6,9)

 

Iniciei um ciclo de Durateston nessa segunda-feira e após aplicação do mesmo no Glúteo

fiquei com uma incomodo muito grande(início se deu um dia após manipulação do EAS).Tentei relacionar alguns possíveis motivos pra esta dor.

- NÃO fiz massagem após aplicação para misturar o combinado a área aplicada;e

-Mini Aeróbico,corrida de 1 Minuto e 30 Segundo(Acredito que esse seja o causar do problema.)

 

Na segunda aplicação massageei o área e não fiz esforço nenhum com as pernas e um dia após a aplicação a dor é suportável.

Pesquisei um pouco sobre li que o ideal seria repousar no mínimo 2 horas após aplicação. 

 

Gostaria de opiniões sobre a Ciclo e possíveis resolução desse meu problema.

Desde já grato.

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites


a dura vai doer masmo man, é normal, tem vezes que a dor sobe pra perto do cóccis que é brava, mas com as aplkicações vc vai acostumando. O ciclo tá bem montado, mas só lembrando que a meia vida da dura é de 25 dias se não me engano, então achoque vai começar a tpc cedo demais

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Realmente Dura é dolorida demais.

 

Infelizmente tive de apelar para o uso de analgésicos (Que pelo pouco que li atrapalha na síntese proteica e tinha relação semelhante aos cortizona.) e hoje já está bem melhor,menos dolorido que o lado em que apliquei na quinta.Resta ainda quase dois dias para a próxima aplicação e caso continue a doer irei aplicar no vasto.
 

Com relação a Meia vida da Dura vi muitos artigos apresentando 15 dias para ela chegar a metade da concentração.

 

Estou estudando incluir HCG no TPC e um tribullus (se que muitos não fazem uso de tribullus todavia não tenho que reclamar desse suplemento).

Realmente é um esporte que exige do atleta(no meu caso entusiasta.)

Grato pela resposta.

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma conta 100% gratuita!

Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.

Entrar agora
 Compartilhar

  • Conteúdo similar

    • Por Ricardo Marinho
      Boa noite, troquei de ficha a 1 mês e algumas semanas e na minha ficha B, tem o exercício Hack, que é um tipo de agachamento. Durante todo o período de 1 mês da ficha, nunca tive nenhum problema de lesão com qualquer exército de ficha, mas a uma semana atrás comecei sentir uma dor atrás da cabeça no lado direito, dor sempre terminar a 3 série do Hack. Nunca tive nenhum problema com lesão durante os exercícios, nenhum, já comentei sobre isso em um grupo de musculação e acharam que poderia ser a respiração. Controlei a respiração durante todas a séries e a dor se repetiu na 3 série e última. Às vezes se eu fizer um esforço específico sinto essa mesma dor. Alguém tenha noção do que possa ser?
       
      OBS: Senti essa dor hoje após fazer esforço quando eu estava deitado e pela primeira vez tá doendo até agora kkkkkkkkk começou no início da noite e consiste até agora. Não é uma dor muito forte mas incomoda bem.
    • Por deRivia
      em 03/2021 adquiri 5ml de Durateston, com o intuito de tomar 1ml por semana. Ja fiz esse ciclo uma vez antes, e mais um outro acompanhado de stanozolol, que nao me deram muito colateral. 
      Fiz a primeira aplicacao de Dura em abril, e as academias da minha cidade fecharam, entao suspendi o ciclo. Notei nos meses seguintes uma leve piora na libido/ereção, que pensei se psicologica. Assim que as academias voltaram em junho, retomei o ciclo, e me restavam 4mls ainda. Logo apos a primeira aplicacao, sumiram os problemas de libido e ereção (ja que tinha testo exogena, sendo que eu cessei de uma vez apos a primeira leva em abril). Fiz todo o o restante do ciclo, sem problemas, e terminei na ultima semana de junho. 
      De TPC, so havia tomado um pote de Tribullus, e um pouco de Tamox que tinha guardado (10 comprimidos, sendo 40mg diarios, que deu pra 5 dias), acontece que no fim de julho, senti minha libido cair a zero, potencializando o que eu havia sentido na primeira interrupcao.
      Dai, na primeira semana de agosto, fiz uso de 5000 ui de HCG de uma vez, e tomei uma caixa de clomid, sendo 100mg/dia. Fui ao endocrinologista, e fiz uma bateria de exames, que estao em anexo. Diante dos exames, o medico me recomendou tomar tamoxifeno 1 comp/dia 20mg e anastrozol dsdn, ambos por 30 dias.
      Acontece que eu sinto que estou pior, na verdade eu penso que o tamox ferra a minha libido, e faltam 10 dias pra terminar a medicacao. Entendo que nao foi um ciclo pesado, embora eu agora perceba que criei um gap de testo quando eu parei abruptamente com a exogena e a TPC foi mal feita.
      Minha duvida, é se voces entendem que o TPC do medico esta correto, e se o eixo se normaliza com o tempo, voltando a libido ao normal.
      Lembrando que os exames em anexo sao de antes de comecar a TPC com o medico, e apos o uso de HCG e Clomid (o que elevou a testo).









    • Por Mrbomb7
      BOM DIA, GALERA

      MONTEI UM CICLO ONDE, PROVAVELMENTE, FAREI USO DE QUATRO DROGAS: BOLDENONA (MEGA-EQUI OU EQUIFORT), DURATESTON (COMPRADA EM FARMÁCIA), OXANDROLONA (MANIPULADA) E MESTEROLONA (PROVIRON - DE FARMACIA). NA VERDADE, AINDA NÃO TENHO CERTEZA SE FAREI USO DA OXANDROLONA. INICIALMENTE ESTAVA PENSANDO EM CICLAR USANDO APENAS 400mg DE BOLDENONA E 500mg DE DURATESTON E 50mg DIÁRIAS DE PROVIRON POR 10 SEMANAS. MAS, DEPOIS DE ANALISAR UM POUCO, ACHEI INTERESSANTE A POSSIBILIDADE DE INTRODUZIR 60mg DIÁRIA DE OXANDROLONA, POR 6 OU 8 SEMANAS, RECEITADA, É CLARO, POR MEU MÉDICO ENDOCRINO E MANIPULADO EM FARMACIA DE CONFIANÇA..
      PEÇO QUE ANALISEM O CICLO, SE ESTÁ BEM ESTRUTURADO E SE É REALMENTE NECESSÁRIO ALTERAR ALGUMA COISA TIPO, DROGA, DOSE OU TEMPO DE USO. DESDE JÁ AGRADEÇO A COOPERAÇÃO DE TODOS QUE SE DISPUSEREM.
       
      IDADE: 41 ANOS
      ALTURA: 1,75 m
      PESO: 83 Kg
      BF: 12% (SÓ INICIAREI O CICLO DEPOIS QUE EU CONSEGUIR BAIXAR O BF PRA 8%)
       
      VAMOS AO CICLO DE 10 SEMANAS
      OBJETIVO: GANHO DE MASSA MAGRA (SE HOUVER UM POUCO DE RETENÇÃO NÃO TEM PROBLEMA)
      DA 1° À 10° SEMANA (SEGUNDAS E QUINTAS): 400mg de BOLDENONA + 500mg de DURATESTON + 50mg de PROVIRON (dose diária, do primeiro ao último dia de ciclo)
      DA 1° À 6° OU 8° SEMANA (TODO DIA): 60mg de OXANDROLONA (todo dia, 30 mg de 12 em 12 horas) - ASSIM FAREI CASO EU RESOLVA UTILIZAR A OXANDROLONA.
       
      A DIETA SERÁ MONTADA POR NUTRICIONISTA ESPORTIVO, PORTANTO, SERÁ PERSONALIZADA.
      FAREI USO DE SUPLEMENTOS (WHEY PROTEIN - CREATINA - MALTODEXTRINA)
      TPC TAMBÉM ESTÁ OK, TENDO COMO OBJETIVO PRINCIPAL A NORMALIZAÇÃO MAIS RÁPIDO POSSÍVEL DO EIXO.
      FAREI OS EXAMES NECESSÁRIOS PARA INÍCIO E ACOMPANHAMENTO DO CICLO. TEREI A SUPERVISÃO DO MEU MÉDICO ENDOCRINOLOGISTA.
       
    • Por Eduardo Ayub Lopes
      Fibromialgia é uma palavra que já caiu no domínio popular. Todos falam, dizem que têm, comentam, já tem até receita caseira.
      Nós aqui da Equipe VIPFISIOPERSONAL seguimos os conceitos do método Total Muscular Stretching, método esse de reeducação postural e treinamento físico. Segundo os conceitos de reeducação postural, (Bricot, 2001), alteração em mais de três captores posturais causam sintomatologia diversa, como: dores em várias regiões, articulações e músculos do corpo.
      As próprias dores disparam alterações no sistema nervoso que desembocam em sintomas depressivos, que só amplificam e pioram o quadro.
      Os captores mais comuns de causarem problemas são: olhos, pés, boca, pele e comprimento dos membros.
      Nossos olhos movimentam-se a partir de músculos que se inserem ao redor do globo ocular e dirigem o olho para cima, para baixo, para um lado e outro. Esses músculos podem sofrer de alterações que diminuem a capacidade de convergência dos olhos. Os déficits de mobilidade ocular causam alterações posturais principalmente na cervical, o profissional posturologista tem capacidade para regular essa alteração oculares, mas também podemos recorrer ao especialista, Ortoptista.
      Os pés são foco de várias alterações, que repercutem em todo o aparelho locomotor de forma ascendente, ou seja, as alterações posturais dos pés se alastram para as outras articulações, por exemplo: um pé “chato”, ou plano, inclina à tíbia “para dentro”, ou medialmente, o que torna o joelho “torto em X”, ou valgo. São aquelas pessoas que não conseguem aproximar os pés, porque os joelhos se encontram bem antes.
      Deve ser observado muito mais do que a postura dos pés a sua rigidez, pois os pés quando são rígidos são piores de serem tratados independentes da alteração.
      As alterações da boca são da alçada dos dentistas, ortopedistas funcionais e ortodontistas, mas o posturologista deve saber avaliar o caso e encaminhar ao profissional competente, pois se não houver a correção da boca as alterações posturais do aparelho locomotor também não serão corrigidas.
      Na boca podemos encontrar alterações como o ranger dos dentes a noite, bruxismo, alterações de mordida, como mordida cruzada, entre tantas outras. E não podemos nos esquecer que essas alterações levam um desalinhamento da articulação têmporo mandibular, e um possível desgaste desta articulação no futuro.
      As alterações na região da boca, normalmente incidem em alterações nos músculos óculo-motores, e repercutem também na região da cervical. Um dos sinais é a cabeça muito para frente em relação ao tronco e os ombros elevados em direção às orelhas.
      A pele é um grande órgão receptor, pois é a partir dela que tomamos contato com tudo que nos cerca, desde sensações agradáveis como um carinho, como sensações ruins como algo que nos fere.
      O circuito das decodificações dessas sensações no cérebro é extremamente complexo, mas enfim, nosso cérebro toma conhecimento de tudo que acontece.
      Quando temos uma cicatriz, ela pode hiper estimular o sistema nervoso, que por conseqüência hiper estimula também músculos do nosso corpo levando às alterações posturais. Nesses casos devem ser tratadas as cicatrizes.
      Não são todas as cicatrizes que causam alterações, são só aquelas que chamamos de patológicas, podemos diminuir a sensibilidade com uma sessão de crioterapia para avaliar melhor.
      Uma das alterações que mais passa despercebida é a das pernas longas e curtas, as alterações causadas por esse desequilíbrio é catastrófico, pois desequilibra todas as articulações, começando na pelve, ou “bacia”, chegando até ao nível da cabeça.
      Já atendi pacientes que não conseguiam rodar a cabeça, pois tinham um bloqueio na cervical causado por uma diferença de comprimento de membros de 3 mm, isso mesmo, milímetros. Há pessoas com diferença de centímetros.
      Nosso organismo é todo equilibrado, por isso que uma diferença mesmo que pequena causa muitos problemas.
      Estive com Bernard Bricot, nesta última sexta, dia 03 de dezembro em uma conferência em São Paulo/SP e pode compartilhar meus conceitos com ele e confirmar o trabalho que estamos fazendo na VIP-Cambuí.
      Concluindo alterações como as citadas acima quando combinadas causam os sintomas que atribuímos à fibromialgia, mas na realidade devemos observar os captores posturais, corrigi-los e se houver necessidade implementar um tratamento das cadeias musculares com o método Total Muscular Stretching?
    • Por Amanda Mayrinck Hallak
      Conceito de meia-vida
      A meia-vida de um esteróide refere-se ao intervalo de tempo necessário para que metade da droga seja metabolizada. Quando uma droga tem meia-vida de 10 horas, isso significa que depois deste tempo sua concentração em nosso organismo cai pela metade, sendo que a quantidade restante não estará mais em condição de cumprir sua tarefa apropriadamente.
      Exemplo: O decanoato de nandrolona tem uma meia-vida de 15 dias. Sendo assim, se alguém aplicar 100 mg de decanoato de nandrolona após 15 dias a concentração desta droga diminuirá para aproximadamente 50mg, mais 15 dias para 25 mg e assim sucessivamente caso uma nova aplicação não seja feita.
      Vale lembrar que drogas orais possuem uma meia-vida atípica comparada a outras drogas injetáveis, pois seus cristais se dissolvem lentamente, mas tão logo tenham se dissolvido, a concentração da droga declina rapidamente. Um exemplo é o stanozolol oral, sua meia-vida é em torno de 1 dia.
      Tipos de ciclos
      Os ciclos podem ser: curtos, médios ou longos.
      Independente do ciclo vale lembrar que toda droga possui riscos conhecidos e desconhecidos em curto, médio ou longo prazo; algumas, inclusive podem provocar óbito. Existe uma crença que a combinação de esteróides funciona melhor do que a utilização de apenas um deles. Se por um lado essa crença parece ser indiscutível, por outro é bem certo que determinadas combinações, apesar de parecerem produzir melhores efeitos quanto ao aumento da força e massa muscular, também salientam os efeitos colaterais.
      Um ciclo curto tem um período de 8 a 10 semanas. Com 5 a 6 semanas de administração de drogas e de 3 a 4 semanas de intervalo pelo menos. No intervalo não se utilizam esteroides anabolizantes. Ciclos curtos permitem menores intervalos de descanso entre os ciclos.
      Um exemplo tradicional de ciclo curto é utilizando as drogas Deca Durabolin e Durateston. Deca durabolin possuiu meia-vida de 15 dias e durateston meia-vida de 15 a 18 dias. Este é um tipo de combinação muito comum entre aqueles que estão começando. Para pessoas absolutamente iniciantes, doses pequenas podem ocasionar ganhos espetaculares. Lembre-se quanto mais próximo do inicio, maior é a magnitude dos ganhos. Mulheres jamais devem se envolver com esta categoria de drogas, pois os efeitos colaterais seriam muito salientes.
      Deca Durabolin (Decanoato de Nandrolona)
      Deca é um preparado anabólico injetável. Após a injeção, o decanoato de nandrolona é gradualmente liberado do depósito intramuscular e subseqüentemente hidrolisado em nandrolona.
      A duração de ação é de cerca de 2 semanas. O perfil anabólico de DECA-DURABOLIN, segundo estudos metabólicos realizados em seres humanos, demonstra os efeitos anticatabólico e poupador de proteína, como também os efeitos favoráveis no metabolismo do cálcio (em casos de excreção).
      A Deca é modernamente androgênica, com boas propriedades anabólica e reduzido efeito aromatizante, sendo atípico o pronunciamento de efeitos colaterais.
      Por outro lado, esta droga reduz o desejo sexual e provoca infertilidade em homens mais do que qualquer outro esteroide anabólico em altas dosagens. É uma droga facilmente coletada em exames anti-doping.
      Durateston (Decanoato de testosterona, fenilproprionato de testosterona, isocaproato de testosterona e propionato de testosterona)
      Durateston é um preparado androgênico para administração intramuscular contendo quatro ésteres diferentes do hormônio natural, a testosterona. Pela combinação desses ésteres de testosterona, a ação de Durateston inicia-se logo após a injeção e é mantida por aproximadamente três semanas.
      O propionato e o fenilproprionato de testosterona tem uma ação imediata, mas, de curto período. Já o isocaproato e o decantado tem um inicio de ação mais lento, porem de longa duração. Esta droga pode mostrar excelentes resultados em aumento de forca e ganho de peso e parece não promover muita retenção hídrica como a maioria dos esteróides altamente androgênicos.
      Outra vantagem observada pelos usuários é que só se pode utilizar esta droga por maior período de tempo pelo fato de não causar maciço fechamento dos receptores celulares, como acontece com muitos esteróides. Durateston é geralmente bem tolerado.
      Ao planejar um ciclo, o entendimento da meia-vida das drogas é fundamental e muito importante, pois se não for assim o usuário poderá, dentre outros enganos, se manter dentro de um ciclo durante muito tempo salientando assim todos os possíveis efeitos colaterais.
      Esta informação também pode contribuir para que o ciclo planejado não tenha muita flutuação de drogas no sistema e na concentração sanguinea.
×
×
  • Criar novo...