Ir para conteúdo
  • Cadastre-se

Medo de fazer supino reto após reabilitação de ombro


Tetsuo
 Compartilhar

Post Destacado

Sofri uma lesão gravíssima no ombro direito. Tive que fazer artroscopia e depois 1 ano de fisioterapia. Romperam dois tendões do meu ombro. Um nas paralelas e outro no supino reto. E o segundo só rompeu porque já tinha um rompido. Malhei 7 meses com um tendão rompido sem saber, até porque não sentia dor alguma. Só estalos. Fiquei um ano e meio sem malhar. Sofri demais na fisioterapia, meu médico disse que meu ombro nunca mais será o mesmo e é preciso tomar cuidado. Agora já com o ombro devidamente reabilitado, retornei a uns dez dias a academia. Meu ombro tem se comportado muito bem. Sinto umas dores leves, pois tanto o ombro como o bíceps estão atrofiados. Mas o ombro deu uma leve crescida bem antes de eu retornar, quando fazia sozinho em casa os exercícios de fortalecimento. Precisa crescer mais é claro, até ficar como o ombro do braço esquerdo. Mas é complicado a pessoa ter um braço grosso e outro "fino" e querer que eles se igualem. Bom, mas a minha preocupação mesmo é com o supino reto. O médico que me operou disse que posso fazer, mas em dez dias de malhação, ainda não arrisquei. E por medo medo. Fico pensando se eu descer até encostar a barra no peito, será que o ombro operado vai doer? Será que não vai pressionar muito os tendões? Será que vai fazer mal se eu colocar os cotovelos muito para baixo e no retorno sentir dificuldade para levantar a barra? Nesses dez dias só tenho malhado peito na vertical (sentado no peck ou de pé com outros exercícios), mas contra a gravidade ainda não tentei. O que vocês acham? Devo arriscar ou não?  O médico disse que sim, mas não entrou em detalhes sobre qual execução deveria ser utilizada.

Editado por Tetsuo
Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Tudo sobre esteroides

Curso sobre esteroides anabolizantes!

Domine o uso de esteroides neste curso de 8 módulos do médico Dr. Luiz Tintore

Clique aqui para conhecer

Estou aguardando resultado de uma ressonância pra saber qual o problema do meu Ombro, você não sentiu dor alguma por 7 meses com o tendão rompido? No segundo você sentiu a dor na hora? 

 

Então, deixa eu te explicar. Quando rompeu o primeiro tendão, eu escutei um estalo abafado e um certo desconforto. Provavelmente o tendão tinha rompido naquele momento. Aí voltei pra malhar no dia seguinte e senti dores ao levantar pesos. Decidi ir ao médico, só que tive o azar de pegar um péssimo ortopedista, que nem sequer prestava atenção no que eu dizia sobre meu ombro. Ele me mandou fazer uma radiografia e me deu um diagnóstico vagabundo, que não tinha nada a ver com rompimento de tendão. Aí me mandou fazer 10 sessões de fisio com eletrochoques. Até parece que eletrochoques iam curar um tendão rompido, mas eu nem imaginava que estava assim. Depois das sessões de choque, me senti 100%. Pura ilusão. Voltei a malhar sem sentir dor alguma e, com 7 meses, rompeu o segundo. Aí sim senti uma dor terrível e perdi os movimentos do ombro. Inclusive abriu um "buraco" na parte de trás do ombro, onde tinha um tendão e, naquele momento, não tinha mais. O segundo ortopedista, esse sim, um médico excelente, que me operou, me mandou fazer uma ressonância e me explicou a gravidade da lesão. Ele me mostrou o tal "vazio" na filmagem da artroscopia e disse que puxou muito o tendão, para que pudesse costurar novamente no osso e preencher o "buraco". Também colocou duas âncoras. E, durante a fisioterapia, contei pra minha fisioterapeuta sobre o tal ortopedista que me deu um diagnóstico errado. Quando mencionei o nome dele, ela me disse que o cara alejou a irmã dela depois de uma operação mal sucedida na mão. Foda, viu? 

Editado por Tetsuo
Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Pqp, heim.

 

Você é do RJ ? Qual o nome desse açogueiro?

Eu também estive num "especialista em ombro", que mal me olhou e me mandou parar tudo fazer 10 sessões e pronto. Nem pediu imagem nenhuma. Sai dali direto pra outro, esse sim me pediu a ressonância, a princípio uma burcite, mas posso ter lesionado em algum grau o manguito rotador ou estar com uma inflamação no acromioclavicular.

 

Agora é esperar a imagem, minha dor se dá com o ombro parado. Nenhum movimento perdido ainda, o médico falou que posso continuar a malhar, com cargas baixas, executando movimentos que não causem dor na hora ou acentuem após esfriar do exercício.

 

De qualquer forma obrigado pela explicação e bom retorno aos treinos.

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Pqp, heim.

 

Você é do RJ ? Qual o nome desse açogueiro?

Eu também estive num "especialista em ombro", que mal me olhou e me mandou parar tudo fazer 10 sessões e pronto. Nem pediu imagem nenhuma. Sai dali direto pra outro, esse sim me pediu a ressonância, a princípio uma burcite, mas posso ter lesionado em algum grau o manguito rotador ou estar com uma inflamação no acromioclavicular.

 

Agora é esperar a imagem, minha dor se dá com o ombro parado. Nenhum movimento perdido ainda, o médico falou que posso continuar a malhar, com cargas baixas, executando movimentos que não causem dor na hora ou acentuem após esfriar do exercício.

 

De qualquer forma obrigado pela explicação e bom retorno aos treinos.

 

De nada. Mas a recomendação do meu médico foi que eu fizesse qualquer exercício sempre no nível dos ombros a partir de agora. Nunca acima. Isso inclui dorsal, peito e, é claro, ombros. Proibiu os supinos inclinado e declinado, mas liberou o supino reto. Tudo isso para evitar a tal "síndrome do impacto". Na próxima semana vou tentar o supino reto pela primeira vez depois da volta. Não sou do RJ, sou de Brasília, mas moro atualmente em Natal. E o nome do "açougueiro" é Dr. Carlos Catunda. Esse eu quero esquecer. Tive perda total do manguito, mas o médico que me operou é um bruxo. Esse sim merece o título de especialista. Ele conseguiu reconstruir tudo. Mas fiquei com uma sequela. Meu manguito não tem mais o giro total. Só que isso não atrapalha em nada na malhação, nem no dia a dia. 

Editado por Tetsuo
Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Até você recuperar bem o ombro, achava melhor não esticar a cápsula articular com amplitude máxima, mantenha nos 90º até estar melhor, ou diminua bem a carga.

Diminua as cargas também ou de um tempo no desenvolvimento atrás da nuca e remada alta. Paralelas nem precisa fala né, rsrsrs

 

Desenvolvimento atrás da nuca, segundo o médico, nunca vou poder fazer mesmo, pois já entra na lista de proibições em relação a não fazer nada acima dos ombros. Aliás, eu completei apenas 10 dias de academia ontem, mas já estou suplementando. Eu sei que é muito cedo, mas quero ver se isso vai ajudar no desenvolvimento do meu ombro e bíceps atrofiados. 30 minutos antes do treino tomo duas cápsulas de bcaa e logo após tem whey com mais duas de bcaa. Supino a 90 graus é uma boa. Como essa semana não malho mais peito, tentarei isso na próxima. Mas antes faço um aquecimento só com a barra para "ensaiar" a execução. Além do suplemento ainda faço uma dieta com 6 refeições por dia a cada 3 horas. Eu iniciei com 78 kg, mas agora estacionei nos 76. Acho que o metabolismo já deve estar acelerado. Não tenho feito aeróbico para evitar mais perda de peso. Por enquanto, vou tentando administrar 76 kg. No espelho da academia é nítida a diferença entre um braço e outro. E isso me incomoda. Acho que vou postar uma foto aqui para vocês terem uma noção. Braço esquerdo com ombro e bíceps normais. Já no direito, ombro e bíceps atrofiados, apesar de fortalecidos em casa 3 meses antes de retornar a academia, a pedido do médico. 

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma conta 100% gratuita!

Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.

Entrar agora
 Compartilhar

×
×
  • Criar novo...