Jump to content

Rate this topic

Recommended Posts

Ola, sou novo no fórum, criei minha conta apenas para esse tópico, mas ja li e acompanhei relatos aqui como em outros fórum.

 

Estou para fazer um ciclo com PH, para ganho de peso e gostaria de tirar algumas duvida e  saber de algumas experiências.

 

Antes de falar sobre como desejo fazer e dúvidas, gostaria de informar que, sim já li sobre PH, talvez não seja a melhor forma, talvez pelo meu peso e minha estrutura eu não precisaria (PRECISARIA SIM PQ JA TENTEI DE TUDO), os colaterais, é oral, etc, etc...

Eu peso 57 kg, tenho 1,77, sou magro, ja fiz academia por um ano com suplementos, dieta, gastei dinheiro, mas poucos ganhos, e perdas rápida, acredito que sou magro de ruim (CERTEZA), então para tentar ganhar um peso resolvi recorrer aos pro-hormonal, acredite se desse eu usaria 'aes', mas NÃO DÁ! Então vou recorrer aos PH.

 

Então... Seguinte, pesquisei ja sobre os dois PH citados no título, Tiamat e Hydra, vou dizer o pouco que acho sobre eles, e pq estou em dúvida.

Tiamat: Sobre que entendi vai ser um PH para eu ganhar uma massa, talvez de uma forma menor que o Hydra, mas acredito que depois do tpc, tenha menas perca e retenção de líquido.

Hydra: Acredito que seja mais ganhos de massa, mas também vi também que pode ocorrer bastante retenção de líquido, e colaterais, e bastante perca pós tpc.

 

Não consegui achar nenhum relato confiável, confesso que do tiamat até achei, mas do hydra muitas incertezas, e pelo fato de ele parecer melhor que o tiamat mas com muitas incógnitas me deixou com essa indecisão.

 

OBS: Estou em duvida do PH, mas no uso do dois irei fazer um dieta bulking, pretendo investir muito nela (MINHAS ECONOMIA ;-;), Minha dúvida realmente é o PH!

 

Desculpem se errei em algo, ou a ignorância, sou novo no fórum e nesse assunto, se deixei de informar algo digam que repassarei.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Eu usei o ph hydra a uns 3 meses, perdi uns 2kg quando parei de tomar, mas conseguir recuperar tudo de novo, de boa, comendo mais. As medidas continuam as mesmas, nao diminuiu nada. Olha meu post ae.

 

Share this post


Link to post
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.


  • Similar Content

    • By Bravo Costa
      Boa tarde Marombas e Marombas
       
      Bulking Subcutâneo Testo + Deca + Bold c/ Diana kick start e fecha-ciclo com Stanozolol + Trembolona + Deca low dose + Masteron
       
      Este relato está sendo publicado após o término do ciclo completo para que sirva de consulta para outras pessoas. Se trata do 4o ciclo. Então, não recomendo fazerem um copiar-colar e procurem estudar e acompanhamento médico e nutricional.
      O princípio utilizado neste protocolo foi: ganho de muita massa magra, treino intenso, descanso adequado e dieta ajustada. Para isso, a base do ciclo foi a Deca (500mg/semana) e testo em dose relativamente baixa (350mg/semana) por ser Deposteron e eu saber que meu corpo não reage bem com testo acima disso (cordas vocais muito hipertrofiadas com risco de inflamação). Adicionei a Boldenona (250mg/semana) não esperando muito dela pela baixa dose, mas na expectativa de aumento do apetite, mais qualidade muscular, ou seja, um upgrade no ciclo. Como kick start, um Dianabol com 30mg/dia, enquanto a Bold e a Deca se estabelecem. No fecha-ciclo, já esperando que haverá muita retenção, farei o uso de Stanozolol (pois já se passarão 7 semanas do uso da Diana, assim o fígado já estará bem) para baixar o SHBG e desidratar (minha experiência anterior com stano diz que ele seca desidratando, retirando a retenção hídrica por atuar do hormônio ADH antidiurético), daí farei em aumentos sucessivos da dose para que o corpo não entre em homeostase. Assim, penso ainda em fechar o ciclo fazendo meia dose de acetato de trembo. Então, o ciclo ficou com a seguinte estrutura:
       
      CICLO SUBCUTÂNEO
      INÍCIO: 20/04/2019
      TÉRMINO: 17/08/2019
      1 Enantato 200mg /semana
      1 Deca 250mg /semana
      1-9 Boldenona 250mg /semana (pq não durou 10 semanas)
      1-5 Dianabol 30mg /dia
      2-11 Cipionato 350mg /semana
      2-11 Deca 500mg /semana
      11 Stanozolol 15mg/dia
      12-13 Stanozolol 20mg /dia
      14-15 Stanozolol 30mg /dia
      16-17 Stanozolol 40mg /dia
      12-17 Deca 50mg /semana
      12-17 Enantato 200mg /semana
      12-17 Trembolona 125 mg /semana = 17mg = 22 UI TSD
      18-... Enantato em TRT 100mg /semana
      18-... Deca em TRT 50mg /semana
       
      Produtos usados: 20 Cipionato Deposteron + 5 Deca Landerlan + 1 Boldenona Landerlan Gold + 100 Dianabol Landerlan 10mg + 1 Enantato + 100 Stanozolol Landerlan 10mg + 1 Acetato de Trembolona Landerlan Gold
       
      DADOS PESSOAIS:
      Medidas Antropométricas:


      Medicações em uso: Enantato em Cruise 150mg/semana + Deca terapêutica 25 mg/semana

      Problemas de Saúde: condromalácia patelar nível 2 nos 2 joelhos e hérnia de disco L5-S1 e algumas protusões na lombar... atualmente sem dores.

      Tempo de treino: há mais de 6 anos e últimos 18 meses musculação pesada

      Ciclos feitos: 1 Oxandrolona + Testo; 2 Deca + Testo; 3 Stano + Testo (https://fisiculturismo.com.br/forum/topic/116531-propionato-enantato-de-trt-subcutâneos-stanozolol-oral-hcg/)
       
      Divisão de treino: como lesionei levemente o ombro antes do ciclo, passei 3 semanas com peito + ombro; Costa + trapézio; Pernas; off; Tríceps + bíceps; pernas; off… Não curti e perdi medidas de circunferência peitoral. Então durante todo o Ciclo volto para o meu querido ABC 2x (A = peito + tríceps + ombro; B = costas + bíceps + trapézio; C = pernas)  estourando ao máximo e buscando exaustão. Além disso, faço corrida 3x na semana, sendo 1x HIIT (8x 400m) e 2x AEJ, termino com abdominais.
       
      Dieta: livre controlada pelo app myfitnesspal e acompanhando semanalmente com medidas antropométricas… Como vim de um Cruise pós cutting, subi a cada semana a quantidade de carboidratos… Farei proteína sempre 3g /kg, gordura 1 a 1,5g /kg, demais em carboidratos… Planejamento preliminar é: primeira semana com 3400 kcal; segunda semana com 3700 kcal; terceira semana em diante com 4000 kcal… Se mudar com as avaliações, postarei a cada relato semanal. Penso em fazer um dia metade de carboidratos (quarta-feira), se fizer aviso no relato da semana.
       
      Suplementos:
      Albumina no desjejum e lanches
      Whey Protein + Dextrose no intra treino e pós treino
      C4 original + 1,8 g de beta alanina pré treino OU cafeína 105mg + 1,8 de beta alanina + taurina 500mg
      Silimarina 300mg Now em semana 1 a 6 e 12 a 16
      Vit D 10000UI /dia Now
      Vit E 400UI /dia Now
      Vit B12 6000mcg ds2dn Sundown
      Omega 3 Now 1g/ dia
      Centrum + Targifor + 1,5 mg melatonina antes de dormir
       
      Fotos antes do ciclo (20/04/2019):
       

       
      Exames antes do ciclo (18/04/2019):
       
      ANALITOS
      RESULTADOS
      VALORES DE REFERENCIA
      18/04/19
       
       
       
      Eritrocitos




      4.30 a 5.70 milhões/mm³
      Hemoglobina
      16,5



      13,5 a 17,5 g/dl
      Hematócito
      48,2



      39.0 a 50.0 %
      Hemogiobtna Corpuscular Media
      29,9



      26.0 a 34.0 pg
      VCM
      87,3



      81,0 a 95.0 fL
      Concentração de Hemoglobina Corpuscular
      34,2



      31 a 36 g/dL
      RDW
      14,4



      11.8 a 15.6%
      Leucócitos
      5390



      3.500 a 10.500/mm³
      Neutrófilos
      3072



      1.700 a 7.000/mm³
      Eosinofilos
      54



      50 a 500/mm³
      Basófilos
      0



      0 a 300 /mm³
      Linfócitos
      1779



      900 a 2 900 /mm³
      Monocitos
      485



      300 a 900/mm³
      Plaquetas
      216000



      150.000 a 450.000/mm³
      Volume plaquetário medio
      10,1



      9.2 a 12.6  fL
      Glicose
      90



      75 a 99 mg/dL
      Insulina





      Vit D
      85



      30 a 100 ng/ml
      Vit B12
      598
       
       
       
      180 a 914 pg/ml
      HOMA-IR





      LDL-Cotesterol
      137



      menor que 100 mg/dL
      HDL-Colesterol
      41



      maior que 40 mg/dl
      Colesterol nao-HDL soro




      menor que 130 mg/dL
      VLDL-Colesteroi
      14



      C/ jejum 12 horas: < 30 mg/dL
      S/ Jejum 12 horas: < 35 mg/dL
      Colesterol total
      192



      menor que 190 mg/dL
      Triglicerídeos
      71



      c/ jejum 12 horas: < 150 mg/dL
      S/ jejum 12 horas: < 175 mg/dL
      Uréla
      44



      10 a 50 mg/dL
      Creatinina
      1



      0.70 a 1.30 mgldL
      PSA Total
      1044



      <= 4,4 ng/ml
      PSA Livre
      0,54



      <= 4,2 ng/ml
      FSH




      1,27 a 19,26 mUI/ml
      LH




      1,24 a 8,62 mUI/ml
      Estradiol E2
      95



      < 53 pg/dl
      Progesterona
      0,08



      0,14 a 2,6 ng/ml
      Testosterona Total
      1123



      198 a 800 ng/dl
      Testosterona Livre




       
      DHEA




      70 a 495 ug/dl
      DHT




      250 a 990 pg/ml
      Prolactina
      5,9



      2,6 a 19,6 ng/ml
      TSH
      1,9



      0.45 a 4.5 mUI/L
      T4 Livre
      0,69



      0,61 a 1,12 ng/dl
      Tlroxina (T4)




      4.5 a 12.0 microg/dL
      TniodoDrorana (T3)




      70 a 200 ng/dL
      Acido Úrico, soro
      4,3



      3.4 a 7.0 mg/dL
      IGF-1




      Ver resultado tradicional
      Cortisol




      7 e 9 h: 6.0 a 18.4 microg/dL 16 e 17 h: 2.7 a 10.5 imcrog/dL
      HGH




      De 0.02 a 0.97 microg/L
      SHBG




      Ver resultado tradicional
      AST (TGO)
      33,3



      Até 40 U/L
      ALT (TGP)
      29



      Até 41 U/L
      Bilirrubina Total




      0,2 a 1,3 mg/dl
      Bilirrubina Direta




      < 0,4 mg/dl
      Bilirrubina Indireta




      0,1 a 0,9 mg/dl
      Gama-GT
      10



      De 12 a 73 U/L
      Cálcio
      9,81



      8,5 a 12,5 mg/dl
      Sódio
      134



      136 a 145 mEq/L
      Potássio
      4,5



      3,5 a 5,1 mEq/L
      Cloretos
      99



      98 a 107 mEq/L
      Fosfatase Alcalina
      118



      40 a 130 U/L
       
      Para entendimento: Dia 1 corresponde ao sábado - início de periodização hormonal e último dia do treino semanal (normalmente pernas). Logo Dia 3 (segunda-feira) é início de treino semanal.
       
      SEMANA 1: 
      Começando as aplicações no sábado (20/04) e com Diana na segunda-feira.
      Dia 1 - Interessante que estava aplicando Enantato e Deca, mas ao adicionar a Bold senti ardência (possivelmente o Éster é mais quente) já estou aguardando uma inflamação kkkk vamos ver.
      Dia 2 - “caiu por terra” a teoria da ardência da Bold… apliquei só bold hoje (14UI) sem qualquer problema ou inflamação. Aplicação de ontem sem QQ tipo de alteração. Leve arranhar na garganta ao acordar (espero que eu não seja alérgico a Deca… já tive problema sério num ciclo com Deca).
      Dia 3 - início da Dianabol. Zero inflamação nas aplicações.
      Dia 5 - Impressionante a vontade de pegar pesado que o Diana dá… hoje foi treino pernas e nunca antes havia destruído tanto as pernas fazendo bi-set com carga alta. Pernas duras e grandes.
      Dia 7 - Recuperação física excelente. Músculos doloridos ao final do treino mas em 24h já estão novos… a dor que sentia no ombro e antebraço (tipo inflamação leve) sumiu.
       
      DIETA: Média semanal 3635 K Cal (365g de carboidratos, 274g de proteínas e 124g de gorduras)
      PESO: 86,5 Kg
      BF: 12,97%
      Colateral: nenhum
       
      TREINO: musculação 6x + 1 corrida intensa 15 min + 1 corrida AEJ

       
      SEMANA 2
      A semana foi marcada por ganho de força. Senti um leve banzo após o almoço. Kkkk Recuperação muito boas embora esteja com os músculos bem arrebentados por conta da beta alanina (que por sinal é top para bulking).
      Para quem acredita que Diana causa grande retenção, acho que esse mito está com os dias contados kkkk vejam meus resultados da antropometria… o que causa retenção excessiva para quem faz um start shot com Diana é pq já na primeira semana sobre muito a ingestão de calorias e principalmente carboidratos e não espera a testosterona e Deca subirem… daí lá vem a retenção e ganho de BF.
      No meu caso, estou subindo as calorias a cada semana enquanto a Deca e testosterona vão se estabelecendo. Os ganhos estão aí, os braços já estão maiores.
      Concluo por enquanto (pode ser que ao final da participação da Diana eu tenha outra posição) que Diana é excelente para dar um start, mas siga o protocolo para não ter ganho de BF.
       
      DIETA: Média semanal 3974 K Cal (417g de carboidratos, 283g de proteínas e 128g de gorduras)
      PESO: 87,7 Kg
      BF: 13,19%
       
      COLATERAIS: cabelos crescem mais rápido e onde não tinham, unhas crescem rápido  e voz rouca 
       
      TREINO: musculação 5x (só 1 de pernas) + 1 corrida 30 min + 1 corrida AEJ 30 min

       
      SEMANA 3
      Força e recuperação excepcionais. Minha lesão do ombro fixou 100% e carga do supino reto voltou a 100%.
      BF subiu bem pouco. Mantenho seco. Recebo observações dos amigos do tipo: vc cresceu e está seco! Daí volto aquela tecla. Deca e Diana não causam retenção se vc estiver com uma dieta adequada e aumentando gradativamente as calorias. Mas se começar o ciclo e já quiser comer 4000 KCal, vai ganhar banha e reter água.
      Ciclo está espetacular!!!
       
      DIETA: Média semanal 4245 K Cal (485g de carboidratos, 273g de proteínas e 133g de gorduras)
      PESO: 88,8 Kg
      BF: 13,86%
       
      COLATERAIS: observei que minha pressão que era 11/7 ou 10/6 foi para 14/7 ou 13/7… Já era esperado por causa da Boldenona. Mas vejam que só estou usando 250mg/ semana… logo, quem tem problema de saúde, pense antes de escolher esse AEs… Batimentos cardíacos facilmente ficam acima do normal.
       
      TREINO: musculação 5x (só 1 de costas) + 1 corrida 30 min + 1 corrida AEJ 30 min

       
      SEMANA 4
      Semana começou bem, subi todas as cargas no peitoral. Deu para estourar bem o ombro. E fazer muitas bi-series e tri-series… me senti treinando igual o Batata kkkkkkk
      Dieta sendo mantida igual da semana passada, mas como a fome batia como eu desejei (daí adicionar a boldenona), acabei consumindo alguns dias mais calorias que o pensado.
      Terminei a semana passando muita fome kkkk Eu como e continuo querendo comer kkkk
      Uma observação que trago à reflexão de todos… Estou aplicando 1ml de Deposteron dsdn e no outro dia 0,72 ml de Deca + 0,28 ml de bolde (1 ml total) subcutâneo no abdômen... Nenhuma aplicação até agora inflamou. Isso me leva a concluir que ou os AEs são bons ésteres para aplicação subcutânea ou os spot onde aplico (abdominal) já está acostumado (teoria mais provável).
      Semana de bons ganhos, praticamente seco sem retenção.
       
      DIETA: Média semanal 4386 K Cal (526g de carboidratos, 269g de proteínas e 138g de gorduras)
      PESO: 89,9 Kg
      BF: 14,38%
       
      COLATERAIS: se pudermos chamar de colaterais, tive muita fome kkkk Comecei a sentir muita fadiga nas panturrilhas, achei que era por causa da musculação, mas acho que é por causa do AEs (Diana).
       
      TREINO: musculação 6x + 1 corrida 30 min

       
      SEMANA 5
      Semana começou bem diferente das demais. É impressionante como a bold bate exatamente no início da 5 semana. 
      Dia 3 - treino de peito, tríceps e ombro... mais força, pump que nunca tiveram treino acima do normal. Estou me sentindo grande. Posso estar enganado, mas parece que estou começando a definir com a mesma dieta.
      Dia 4 - corrida muito ruim. Muita dor nas panturrilhas… treino de musculação (costas, bíceps e trapézio) bem intenso, mas sentindo grande tendência de câimbras… na madrugada, muita dor no corpo.
      Dia 5 - dores musculares no corpo como se fosse cansaço… a noite foi de 8 horas de sono, então pode ser que o Diana esteja me complicando. Vou tentar levar até o sábado que acaba o Diana, e ver se há melhoraria após interromper o uso.
      Fechei a semana de muito treino forte, o mais forte que já fiz. Músculos duros e secos.
      Fim do Dianabol.
       
      DIETA: Média semanal 4345 K Cal (533g de carboidratos, 276g de proteínas e 139g de gorduras)
      PESO: 90,8 Kg
      BF: 14,38%
       
      COLATERAIS: Fadiga nas panturrilhas e braços. Tendência de “câimbras”.
       
      TREINO: musculação 6x + 1 corrida 30 min
       
      EXAMES: ao final do período do Dianabol fiz o exame de sangue e os resultados não foram muito bons. Sabia que afetaria o fígado e perfil lipídico, mas achei que o Diana é bem mais agressivo que o Stano… Vejam a compilação dos exames datado de 23/05… 

       
      SEMANA 6
      Dia 3 - Treino “empurra” foi show. Subi as cargas do supino reto fazendo tri-series (supino reto + supino com halteres + supino declinado). Só o ombro (fraco) sentiu kkkk Achei que o Diana poderia fazer falta, mas nada, a força vinda dos outros AEs estão dando conta do recado e além kkk Sai do treino com a finalização de triceps que cresceu muito. Não quero ser otimista precoce, mas parece que saindo o Diana o shape já está querendo definir (mantendo a dieta e intensidade de treino).
      Dia 4 - Deu ruim. Peguei uma virose. Me sinto fraco. Troquei o treino de costas por pernas. Fiz um básico de pernas: baixa carga e muitas séries e repetições… Espero que amanhã eu esteja melhor e consiga tirar bom proveito do treino de costas.
      Dia 5 em diante - treinei normalmente, embora com virose, mas joguei um pré-treino e saiu igual, muita força e treino intenso. Depois, arriava na virose kkkk
       
      DIETA: Média semanal 4417 K Cal (547g de carboidratos, 278g de proteínas e 125g de gorduras)
      PESO: 91,1 Kg (peso baixou no sábado)
      BF: 15,2%
       
      COLATERAIS: Fadiga em todo o corpo e tendência de “câimbras”. Logo, concluo que estou treinando muito forte e não estou dando tempo para recuperação e descanso (overtraining). Assim, na semana seguinte, fazei apenas ABC com descanso na segunda-feira… a partir da outra semana (8 semana), farei AB off CD (peito + ombro, costas + trapézio, pernas e bíceps + tríceps) com treino pesado, mas com tempo de recuperação de 1 semana.
       
      TREINO: musculação 6x
       
      SEMANA 7
      Comecei a semana descansando muito. A virose se foi. Comecei o treino na terça e fazer somente ABC para dar um descanso a mais ao corpo. Alimentação é o foco desta semana.
       
      Dia 3 - não farei musculação, somente corrida. A corrida foi excelente, velocidade boa, sem dores na panturrilha. Pela sudorese excessiva e lenta reposição isotônica, fiquei exausto e apelei para um analgésico (cabeça explodindo)... Sem dores pós treino, bom sinal.
      Dia 4 - de volta a academia, treinei peito, ombro e tríceps. Treino bem intenso (com tri-series e drops). Cheguei bem em casa. Dormi cedo e a noite foi perfeita (recuperadora).
      Dia 6 - treino de costas, trapézio e bíceps.
      Dia 7 - treino de pernas
       
      DIETA: Média semanal 4161 K Cal (530g de carboidratos, 266g de proteínas e 132g de gorduras)
      PESO: 92,3 Kg (peso baixou no sábado)
      BF: 15,65%
       
      TREINO: musculação 3x + 2 corridas 35 min + 1 HIIT

       
      SEMANA 8
      Semana começou bem. Acabou a câimbra no corpo. Esta semana treino ABC off D, sendo A peito e ombro, C costas e trapézio, C pernas e D bíceps e tríceps.
      Dia 3 - treino de peito e ombro foi show. Esgotei bem. Boa recuperação.
      Dia 4 - treino de costas e trapézio bem exaustivo.
      Dia 5 - corrida lenta mas sentindo a panturrilha. Estou de fato pesado e a corrida parece um exercício de panturrilha a várias repetições kkkkkk ela cresce e fica dura kkk
       
      DIETA: Média semanal 4228 K Cal (531g de carboidratos, 274g de proteínas e 133g de gorduras)
      PESO: 92,5 Kg (peso baixou no sábado)
      BF: 15,39%
       
      TREINO: musculação 4x + 2 corridas 35 min

       
      SEMANA 9
      Semana começou show no treino. Dificuldade com dieta por conta de ter acabado a aveia e o hipercalórico.
      Esta semana deve acabar a Boldenona e estou avaliando se já entro com o fecha-ciclo de Stanozolol + trembo ou continuo com a programação de duração da Deca.
      Uma coisa que não me agrada é que estou com a barriga grande por dentro (BF mantendo). Minha visceral subiu um pouco e por isso já penso em reduzir dieta e entrar no fecha-ciclo.
      Dieta foi difícil de manter.
      Treino show, muita força, muita dor tardia.
      Boldenona acabou no dia 6 da semana.
      Decidi manter o protocolo.
       
      DIETA: Média semanal 3970 K Cal (399g de carboidratos, 284g de proteínas e 143g de gorduras)
      PESO: 92,6 Kg
      BF: 15,9%
       
      TREINO: musculação 4x + 1 corridas 35 min

       
      SEMANA 10
      Começou super bem, finalmente estou destruindo tanto o músculo que 3 dias depois ainda estou precisando descansar kkkk Treino fortíssimo de peito e costas (muito drop, bi-series e tri-series). Bacana ver que as outras pessoas estão perdendo a timidez e gritando para puxar mais carga… Grito valendo kkkkk Param para ver kkkk Uns dizem "tua mãe sabe que vc faz isso?" Kkkkk outros "vc não acha que está exagerando?" Estou exagerando sim kkkkkkk
      Dieta está reduzindo… comecei a semana bem inchado por conta de algo que comi que revirou o intestino todo… Mas com a redução calórica, meu peso deu uma leve baixada. Avaliando ainda como vou fazer a dieta no fecha ciclo.
       
      EXAME DE SANGUE: coletado dia 28/06. Resultado compilado na tabela da exames. Nada de absurdo. Gostei que novamente a prolactina está bem dentro do normal.
       
      DIETA: Média semanal 3802 K Cal (407g de carboidratos, 266g de proteínas e 128g de gorduras)
      PESO: 92,6 Kg
      BF: 16,88%
       
      TREINO: musculação 5x + 2 corridas 35 min
       
      SEMANA 11
      Periodo de transição para o fecha ciclo: mantendo a Deca, começando o stano a 15mg/dia, baixando a dieta (mas mantendo em superávit - bulking) e aumentando os aeróbicos.
      Dia 3 - treino violento de peito, muita maldade no coração kkkkk Fiz HIIT muito bom. Não senti a panturrilha travando como antes. Pode ser que seja pela redução da retenção intramuscular, ou seja, muito líquido no músculo, maior a quebra das fibras e travamento (falha) na corrida.
      Dia 4 - corrida aeróbica de recuperação, muito bom. Mas a noite deu para sentir a fadiga. Treino de Costas rendeu bem.
      Dia 5 - treino de pernas muito bom mesmo kkk
      Observei que rapidamente o corpo já muda com o stano. É uma droga sensacional para corte. Muita sede, força aumenta, mais urina.
      A irritabilidade dessa semana foi acima do normal, talvez não a irritabilidade, mas a intolerância àquilo que já está incomodando há tempo kkkk. Ao mesmo tempo que o Stano (pelo menos para mim) me dá uma certa indisposição, tipo se eu ficar parado quero assim permanecer e se bobear eu durmo, mas se estiver em atividade / movimento fico a milhão.
      Não corri o que gostaria, mas chego lá.
       
      DIETA: Média semanal 3523 K Cal (409g de carboidratos, 252g de proteínas e 111g de gorduras)
      PESO: 93,1 Kg
      BF: 17,23%
       
      TREINO: musculação 5x + 1 HIIT + 2 corrida 35 min + 1 corrida AEJ 40 min

       
      SEMANA 12
      Minhas boas vindas à tão esperada Trembolona! É um até breve para a Deca, fixo agora com low dose kkkk
      Na dúvida, encomendei mais um bujão de trembo. Vamos ver se vou aumentando a dose e faço 8 semanas. O foco, já que o peso está mantendo, não será apenas baixar BF, mas ganhos secando. Vamos ver…
      Baixando a dieta mais um pouco, rumo à NDC. Queda considerável de carboidratos… hora de queimar gordura visceral.
      Dia 1 - aplicação SC de trembo 22UI + cipionato 50UI + Deca 4 UI… Super tranquilo… Nada da tosse da trembo. Fiz um AEJ muito bom.
       
      Sobre a aplicação de trembo SC, posso dizer que está sendo indolor, não há tosse, porém todas ficam encaroçadas por alguns dias.
      Em uma semana de trembo não notei mudança no comportamento, agressividade, sudorese noturna. O que foi bem notório em 3 dias foi o engrossamento da voz. Me fez inclusive pensar em ciclo de trembo em dose alta, complicado.
      O corpo já apresentou mudança mesmo com a dieta levemente acima da NDC. Então a combinação de trembo e stano prometem.
      Peso e BF baixaram um pouco. Para ganhar tempo e atingir o objetivo de secar, vou reduzir a dieta da semana que vem e entrar em pequeno déficit.
       
      DIETA: Média semanal 3089 K Cal (277g de carboidratos, 274g de proteínas e 107g de gorduras)
      PESO: 92,1 Kg
      BF: 16,95%
       
      TREINO: musculação 4x + 1 HIIT + 2 corrida 35 min + 1 corrida AEJ 40 min

       
      SEMANA 13
      Volto com meu ABC 2x. Psicologicamente me sinto melhor. Mas pretendo priorizar (começar com) peito ou costas e finalizar com tríceps ou bíceps, no outro treino inverto começando com braços e depois fazendo peito ou costas (dependendo do dia). 
      A1 - Peito + Ombros + tríceps
      B1 - Costas + Trapézio + bíceps
      C1 - Pernas completo
      A2 - Triceps + Peito + Ombros
      B2 - Bíceps + Costas + Trapézio
      C2 - Pernas completo
      Off
       
      Dia 2 - Muito azar, quebrou minha trembo. Esperar a outra chegar… Sigo só com stano a 30mg/dia e dieta 2950 kcal. Avaliando…
      Dia 2 - como subi o stano para 30mg já percebi uma secura enorme. Esperado. Por isso subo a cada 2 semanas um pouco, para não entrar em homeostase à dose. Corpo secando...
      Dia 3 - Consegui a trembo da Muscle Pharma. Não era o que queria, pois não sei se a fonte é boa, se é subdosada. Na dúvida, fazendo os cálculos com a que vai chegar (Landerlan) farei a partir de hoje com ela, 210mg/semana. Isso me dá 4 semanas com a Muscle e mais 3,5 semanas com a Landerlan… Avaliando.
      Dia 3 - começando o dia com um AEJ… Depois do café da manhã, treino de musculação forte, intenso e longo. Como amanhã é feriado e quero fazer ABC 2x, treino pela manhã de peito, ombro e tríceps, e à noite de costas, trapézio e bíceps. Amanhã eu durmo kkkkk Os treinos foram excelentes, embora o glicogênio estivesse bem baixo. Mas a força estava top.
      Dia 4 - segunda aplicação da trembo Muscle Pharma, senti a garganta querendo fechar, pequena vontade de tossir. Interessante que não sentia isso usando a da Landerlan (dose 115mg)... Mas me parece estar batendo…
      Dia 4 - peso baixou bastante, 91,2 kg praticamente 1kg a menos de um dia pro outro. Certamente por conta da intensidade e volume dos treinos e baixo glicogênio (que absorve água - para cada 1g de glicogênio absorve 2,7g de água)
      Dia 5 - Acordei com dor de cabeca. Não sei se por conta da trembo ou pela garganta estar meio irritada… tomei um Alivium e fiquei bem... Corrida aeróbica pela manhã e treino de pernas excelente à noite.
      Dia 6 - peso em 91,7 Kg, aceitável kkkk HIIT 10x1' com intervalo de 1' pela manhã e à noite treino de triceps + peito + ombro
      Esta semana já senti muito o psicólogo da fome, querendo carboidratos o dia todo, principalmente a tarde… mas estou distribuindo bem as refeições e segurando no objetivo.
      Repensei e vou adicionar Masteron 210mg /semana da Muscle Pharma nas 5 últimas semanas e baixar dieta e se for o caso entrar em cutting. O corpo todo está baixando BF, mas a barriga está persistente.
      Nas medidas antropométricas, observei que as circunferências aumentaram (ganho muscular), prega reduziu, e peso baixou… logo, concluo que minha barriga se esvaziou kkkk
       
      DIETA: Média semanal 2950 KCal (197g de carboidratos, 294g de proteínas e 111g de gorduras)
      PESO: 90,6 Kg
      BF: 16,46%
       
      TREINO: musculação 5x + 1 HIIT + 1 corrida 35 min + 1 corrida AEJ 40 min

       
      SEMANA 14
      Iniciando a aplicação de 30UI de masteron TSD (210mg/semana). Dieta baixei para 2800 KCal
      Dia 2 - impressionante como a intolerância aumentou. Masteron tb causa isso… 
      Semana está difícil para treino. Muitas coisas acontecendo nos estudos, trabalho e vida pessoal… então como não deu para começar  o treino na segunda, o treino esta semana vai ser ABC… mas tb foi na maldade kkkk
      Perdendo muito circunstância abdominal e secando.
      Dia 4 - peso 91,3kg já animou kkkk Hoje começando a semana de treino com costas. Manhã peito e quinta pernas… daí só na segunda-feira por conta de viagem.
      Sábado não fiz as medidas e deixei para domingo. Mas na madrugada tive uma infecção alimentar braba, desidratei muito. Daí, não fiz as aferições nesse final de semana.
       
      DIETA: Média semanal 2826 KCal (191g de carboidratos, 259g de proteínas e 113g de gorduras)
      PESO: não aferido
      BF: não aferido
       
      TREINO: musculação 3x + 1 HIIT + 1 corrida 35 min + 1 corrida AEJ 40 min

       
      SEMANA 15
      Começando a semana com a infecção alimentar braba do dia 1 para 2… dieta baixada para 2650 Kcal
      Dia 1 - corrida AEJ.
      Dia 2 - por conta da diarréia, só comi 1 fatia de pão no almoço e outra no lanche… fez falta. Consumo calórico do dia 795 kcal… triste...
      Dia 3 - desidratação extrema, primeira urina foi marrom e a segunda laranja, depois normalizou. Alimentação adequada.
      Dia 4 - novamente voltou a diarréia aquosa, cuidei para não desidratar e foi possível treinar entre uma ida e outra no trono kkkkkkkk (fui 5 vezes durante o treino KKK). Treino de peito, ombro e tríceps de 80 a 90% da carga e mais repetições, bom treino.
      Dia 5 - hidratação adequada, peso 90,3 kg, dei uma secada. Treino de pernas foi show.
      Dia 6 - treino de braços e glúteos… pegado.
      Abusando o que me resta de Masteron, consigo estender o ciclo para 19 semana… que assim seja KKK Dai, como costumo comentar, o corpo se acostuma com a dose. Hoje não sinto o estresse da Trembo, estou mais tolerante kkkkkkkk Então, assim sendo, vou juntar a Trembo da Landerlan Gold (pois acho que a da Muscle Pharm não está batendo como poderia). Seguindo então assim
      16-18 Trembolona 372,75 mg /semana = 18 UI TSD Muscle Pharma (126mg) + 47 UI TSD Landerlan (246,75mg)
      Que venha a semana 16 kkkk
       
      DIETA: Média semanal 2364 KCal (221g de carboidratos, 208g de proteínas e 70g de gorduras) por conta da infecção alimentar
      PESO: 89,2kg
      BF: 15,03%
       
      TREINO: musculação 4x + 1 AEJ 40 min

       
      SEMANA 16
      Dia 1 - churrasco o dia todo… Dieta passou, nas compenso amanhã.
      Dia 2 - AEJ para começar, com um café baixo carboidratos e alta proteína. Hoje o dia vai ser low carb. Almoço com filé mignon e muita salada.
      Semana está indo muito bem. Muita força, treinos doídos, cargas acima. Sem dúvida a trembo Landerlan dá de 10 na Muscle Pharma. Aliás, Muscle Pharma nunca mais.
       
      DIETA: Média semanal 2812 KCal (218g de carboidratos, 238g de proteínas e 116g de gorduras) a trembo deu muita fome, a ponto de me sentir exausto no pós treino. Acabei comendo a mais que planejei… Mas trembo é sinistra: aumenta MM e baixa BF...
      PESO: 91,0kg
      BF: 14,30%
       
      TREINO: musculação 4x + 1 AEJ 40 min + 1 HIIT. Não foi o que pensei, mas foram boas corridas e treino intenso.

       
      SEMANA 17
      Chegando ao final, faltam 2 semanas… Muita fome!!!
      Dia 3 - treino (peito, ombro e tríceps) difícil por conta do baixo carboidrato. Mas deu pump bom… Reduzi carga e aumentei a falha.
      Treinos excelentes. Joguei de volta o C4 e adicionei 110mg de cafeína e 1g de beta alanina.
      Dia 7 - treino de costas. Como senti uma forte tendência ao longo da semana de ter uma câimbra, o treino será iniciado com bíceps e depois faço costas e trapézio (foco tb em trapézio na maldade kkkk)
      Fazendo a avaliação final neste domingo, visto que os AEs não chegarão no final da semana 18. Na segunda feira próxima será o exame de sangue e urina (acho que não consegui entrar em cetose).
      Postando todo relato em 18 AGO. E posteriores atualizações... 
       
      DIETA: Média semanal 2829 KCal (188g de carboidratos, 248g de proteínas e 121g de gorduras)
      PESO: 89,7 kg
      BF: 14,20%
       
      TREINO: musculação 5x + 0 AEJ 40 min + 0 HIIT + 2 corridas aeróbica 40 min.

       
      FINAL DE CICLO
      DIETA: 3000 KCal
      AVALIAÇÃO CORPORAL

       
      FOTOS DAS FASES DO CICLO
       


       
      AVALIAÇÃO PESSOAL DE CADA AEs USADO:
      DIANABOL - Excelente como kick start. Dá força. Não dá retenção se dieta for adequada (aumento gradual e compatível com o nível sérico dos anabolizantes). Afetou muito o perfil lipídico e fígado, bem mais que Stanozolol.
      BOLDENONA - na dose que usei foi espetacular para a qualidade dos ganhos, principalmente nas pernas onde mais se destacaram as ranhuras. Não chegou a dar uma fome acima do normal.
      DECA - não causou retenção (efeito bola) por conta do controle da dieta e/ou por causa de ter adicionado a boldenona. 
      DEPOSTERON - único inconveniente é a concentração que faz com que as aplicações seja em grande volume, mas tem a grande vantagem da confiabilidade por ser original (farmácia).
      TREMBOLONA - depende do objetivo. No meu caso, que foi dar um corte, a dose de 115mg/semana se mostrou bem eficaz e não trouxe colaterais, foi segura. A aplicação Subcutânea dá uns caroços que demoram um pouco para sair (6 dias). Como subi a dose, no início dá uma, não agressividade, mas uma intolerância maior, ou seja, se tem problemas que vc finge não ver, pode ter certeza, vc vai aloprar por pouco kkkkkkk Então, se pensa em usar, resolva seus problemas antes, sob pena de demissão, separação, prisão etc Provavelmente a Trembo deve fazer parte (nem que seja low dose) de meus ciclos futuros… mas jamais acetato de trembolona, usaria o enantato de trembolona. Não sei se foi a combinação com Masteron, mas minha libido está muito alta e não tive problema com prolactina. A intolerância cessou com o tempo, ou seja, acostumei melhor com a dose.
      STANOZOLOL - excelente para secar com uma dieta adequada. Efeito visual rápido.
      MASTERON - é excepcional. Até agora não sei exatamente o que me deixou com a libido tão alta, mas curti muito a propriedade de ser antiestrogenica. O efeito visual é notório (mesmo usando a bosta da Muscle Pharma em 210mg/semana). Próximo uso será na dose de uns 350mg/semana e da marca Landerlan. Certeza que terei um baita resultado.

       
      SE FOSSE REPENSAR ESTE CICLO O QUE FARIA DE DIFERENTE…
      DIETA: não aumentaria muito mais do que 500 KCal de minha NDC, pois observando as medidas antropométricas e cintura, nota-se que parte do peso foi de gordura visceral, além de o BF estar aumentando.
      TREINO: na fase de Fecha Ciclo, faria mais aeróbico para aumentar o déficit calórico, já que não consegui manter a dieta planejada. 
      AEs: não usaria para subcutâneo o acetato de trembolona por ser um éster muito quente, associado ao proprionato de masteron. Assim, deiaria a aplicação de proprionato de masteron sozinha e usaria com os demais AEs o enantato de trembolona.
      AEs: Aumentaria gradualmente a dose da boldenona e deca, mas com certeza teria deixado a boldenona por mais tempo (15 semanas) começando 4 semanas antes dos AEs principais.
       
      1-4 Enantato 200mg /semana
      1-2 Deca 50mg /semana
      1-4 Boldenona 250mg /semana
      5-8 Dianabol 30mg /dia
      5-12 Cipionato 350mg /semana
      5-12 Boldenona 400mg /semana
      3-4 Deca 300mg /semana
      5-8 Deca 400mg /semana
      9-12 Deca 500mg /semana
       
      Fecha ciclo com foco no Stanozolol
      13-14 Stanozolol 20mg /dia
      15-16 Stanozolol 30mg /dia
      17-18 Stanozolol 40mg /dia
      13-18 Deca 50mg /semana
      13-18 Enantato 200mg /semana
      13-18 Trembolona 125 mg /semana
      14-18 Masteron 250mg /semana
      19-... Enantato em TRT 100mg /semana
      19-... Deca em TRT 50mg /semana
       
      Fecha ciclo com foco na Trembolona
      13-14 Stanozolol 20mg /dia
      15-16 Stanozolol 30mg /dia
      17-18 Stanozolol 40mg /dia
      13-18 Deca 50mg /semana
      13-18 Enantato 200mg /semana
      13-18 Trembolona 250 mg /semana
      14-18 Masteron 250mg /semana
      19-... Enantato em TRT 100mg /semana
      19-... Deca em TRT 50mg /semana
       
       Porque observei que o ciclo deu ganho até a semana 8 da Deca, mesmo sendo parte dele de gordura visceral. Depois disso só aumentou o BF e o peso manteve. Então, após as 8 semana de Deca, faria a consolidação (fecha ciclo).
       
    • By Letícia Rossi Pinheiro
      Em uma dieta “limpa”, qual a proporção massa/gordura esperada em uma fase de ganhos de massa? 
    • By Gilvan Carlos do Nascimento Júnior
      Hipertrofia muscular
      A hipertrofia muscular é o aumento da área da secção transversa do músculo pelo aumento do volume das fibras musculares. Para que que a hipertrofia (ganho de massa muscular) ocorra, além dos fatores nutricionais, hormonais e genéticos, alguns fatores devem ser observados na parte específica do treino.
      Durante um treinamento de musculação, para que se possa garantir bons estímulos e para que ocorra de maneira significativa a hipertrofia, os fatores mais relevantes são:
      carga utilizada; velocidade de execução; ordem dos exercícios; intervalos de descanso; frequência de treino; volume de treino. Segundo a literatura, das diversas variáveis apontadas acima, o volume de treino é aquela que exerce o fator mais impactante para o processo de ganho de massa magra.
      Volume de treino
      O volume de treino é, basicamente, a quantidade de trabalho que o individuo realizar na sessão de treinamento. Esse trabalho ou volume de treino é quantificado ou expresso pelo número de repetições, número de séries, carga levantada e frequência de treino.
      Shoendfeld et al 2016 confirma que 10 (dez) ou mais séries semanais produzem ganhos superiores a 5 (cinco) a 9 (nove). E que 5 (cinco) a 9 (nove) séries semanais provocam mais hipertrofia do que 5 (cinco) ou menos series semanais, números computados por grupamento muscular treinado.
      Colquhoun et al 2018 analisou homens com no mínimo 6 (seis) meses de experiência em treinamento de força. Os participantes realizaram um protocolo periodizado de treinamento com volume equalizado. Um grupo treinou 6 (seis) vezes por semana, realizando a metade do volume por sessão de outro grupo que treinou 3 (três) vezes por semana. Nos resultados obtidos, após 6 (seis) semanas, não foram encontradas diferenças de hipertrofia entre os dois grupos.
      Brigatto 2019 analisou homens com 4 (quatro) anos de experiência com TF (treinamento de força). Um grupo trabalhou com volume total equalizado de 1 (uma) série de 16 (dezesseis) repetições  e outro grupo com 2 (duas) séries de 8 (oito) repetições. Após 8 (oito) semanas, não foram encontradas diferenças significativas de hipertrofia entre os grupos.
      Número de séries 
      Segundo as evidências cientificas atuais, até 5 (cinco) séries por semana para cada grupamento muscular podem ser consideradas como um volume baixo, recomendado para iniciantes. 5 (cinco) a 9 (nove) séries constituem um volume moderado, recomendado para intermediários. 10 (dez) a 20 (vinte) séries representam um volume alto, recomendado para avançados. Atletas de alto nível (normalmente hormonizados) podem realizar entre 20 (vinte) a 45 (quarenta e cinco) séries por grupamento muscular por semana.
      Resumo do número adequado de séries semanais por grupamento muscular (músculo trabalhado) de acordo com o nível do indivíduo:
      iniciante: até 5 (cinco) séries; intermediário: de 5 (cinco) a 9 (nove) séries; avançado: de 10 (dez) a 20 (vinte) séries; atletas de alto nível: de 20 (vinte) a 45 (quarenta e cinco) séries. Hipertrofia e volume de treino
      As evidências científicas revelam que o que determina o resultado final ou hipertrofia é o volume de treino, independente da frequência de treino, repetições ou carga utilizada. O volume de treino ou trabalho é o fato essencial para o resultado hipertrofia.
      Por meio da nossa experiência e observação prática, quanto mais dias na semana a pessoa treinar, menor será a necessidade de se colocar um volume tão grande na sessão de treino.
      Por outro lado, se a pessoa treina poucas vezes na semana, é necessário um volume um pouco mais elevado para que se apresentem resultados equiparáveis aos de quem treina todos os dias da semana. 
      Uma pessoa que treina apenas 3 (três) vezes por semana pode ter os mesmos resultados de hipertrofia de uma pessoa que treina todos os dias, desde que o volume de treino semanal seja o mesmo. 
      E esse aumento de volume de treino numa sessão de treinamento pode resultar num treino demasiadamente longo, demorado. Um treino mais volumoso acaba sendo um treino mais longo.
      Treinos muito volumosos e longos numa única sessão de treinamento (em torno de 1 hora e 30 minutos) podem ser inviáveis em razão das obrigações cotidianas e consequente falta de tempo. 
      Indivíduos muito bem treinados ou avançados na musculação teriam ainda mais dificuldade para aplicar um volume maior de treino num dia, pois a alta intensidade e alto volume não seriam suportados fisiologicamente.
      Bom volume de treino em tempo razoável
      A questão que deve ser respondida é: como podemos deixar um treino com um bom volume, alta intensidade e com duração razoável (em torno de 50 minutos)?
      Algumas estratégias ou técnicas de treino podem ser adotadas (serão objeto de matérias explicativas específicas):
      SST (Sarcoplasma Stimulating Trainingou treino estimulante do sarcoplasma ); rest-pause (pausa-descanso);  bi-set (série dupla); 3/7. Essas técnicas ou métodos de treinamento permitem que o treino seja realizado com alta intensidade, com alto volume, sem aumento do tempo da sessão de treino.
      Existe uma metodologia que se chama High Density Training (HDT), que é o treino de alta intensidade, alto volume e curta duração. O HDT é basicamente uma combinação de vários métodos na série do treinamento para fugir do tradicional  “fazer a série, descansar, e repeti-la”.
      Por exemplo: em 15 minutos uma pessoa pode realizar 4 séries de 10 RM (repetições máximas) com 2 minutos de descanso realizando aproximadamente 40 repetições, ou pode, com a mesma carga inicial, usar uma combinação de intervalos de rest-pause (pausa-descanso), drop set, repetições parciais e repetições isométricas, resultando num total de 120 a 150 repetições, com um volume total muito maior no mesmo espaço de treino.
      Conclusão
      Sempre respeite seu nível de treino. Comece com um volume mais baixo e vá aumentando gradativamente o volume a depender de quantos dias treine na semana (observe o número de séries semanais recomendadas para iniciantes, intermediários e avançados).
      À medida que for se aproximando de um nível mais avançado, passe a aumentar gradativamente a intensidade do seu treino com mais volume, para melhores resultados em termos de ganho de massa muscular.
      Vale lembrar que é importante periodizar (trocar) corretamente o treino para não entrar em overtraining (fatiga crônica por excesso de treino a longo prazo). Lembre-se que o treino deve ter qualidade e intensidade. O aumento do volume do treino ou da sua quantidade não pode tornar muito extensa a sessão de treinamento (em torno de mais de 50 minutos).
      Procure sempre um profissional de educação física competente para orientação e direção acerca da melhor estratégia de treino, de acordo com seu nível, objetivo e tempo disponível, dentre outros fatores pessoais que devem ser observados.
      Curta, compartilhe e comente no Instagram
       
    • By Carol Britto
      Bom dia! Acompanho o fórum a algum tempo, e esse é meu primeiro post. 
       
      Eu gostaria de tirar uma dúvida sobre divisão de treino. Para ganho de massa, se o meu treino feito pelo personal está adequado: 
      TREINO A/B, onde: 
      Segunda, quarta e sexta inferior completo.
      Terca e quinta superiores.
      Tenho 17 anos, e treino desde os 15. 
      70 kg e 1,76 de altura. 
      Dieta acompanhada, e suplementação. (bcaa no pre/pos,  whey no pos,  albumina antes de dormir) 
      Segue em anexo fotos minha. 
       
      OBJETIVO: definição e ganho de massa magra. Estou visando muito a definição superior também, dando enfoque nas costas. 
       
      RECEIO: a divisão A/B está com pouco tempo de intervalo de um treino pro outro. 
       
      E aí? continuo treinando essa série até o dia de trocar, ou opto por outra divisão????  Se necessário, coloco o meu treino para vocês darem uma olhadinha. 

    • By Bravo Costa
      Se você tivesse a opção de Stanozolol e Oxandrolona qual você escolheria?
      Não é nenhum segredo que há uma ligação entre eles, mas para aqueles que se aprofundam um pouco mais, logo perceberão que não são gêmeos idênticos.
      Se você ainda estiver indeciso entre os dois, você precisa começar a fazer algumas perguntas como:
      "Qual deles leva a melhor para cortar?" Ou "Quem tem a vantagem em um ciclo de volume?"
      Então vamos pular para o grande debate Stanozolol vs Oxandrolona e discutir os dois uns contra os outros.
       
      Qual é a diferença entre Stanozolol e Oxandrolona?
      Por que tantos marombeiros pensam que esse par de esteróides é o mesmo?
      Para começar, vamos percorrer as semelhanças de Stanozolol vs Oxandrolona:
      §     Os compostos químicos irão dizer-lhe que tanto o Oxandrolona como o Stanozolol fazem parte do grupo de esteróides DHT (di-hidrotestosterona).
      §     Oxandrolona e Stanozolol também são classificados como esteróides 17-aa - eles vão prejudicar o seu fígado.
      §      Você não terá qualquer atividade estrogênica com qualquer esteróide. Isso significa que não há retenção de água nem nenhum dos efeitos colaterais associados.
      §     Stanozolol e Oxandrolona são ambos popular para ciclos de corte.
      §     Em comparação com outros esteróides Oxandrolona e Stanozolol são apresentados como "feminino amigável".
      §     A terapia pós ciclo também pode ser uma necessidade para ambos os esteróides.
      §     Ambos só podem ser usados por curtos períodos de cada vez.
      Embora esteja claro que muitas características estão lado a lado, ambos os esteróides são, de fato, compostos separados por si mesmos.
      Ainda não está convencido?
      Agora deixe-me compartilhar com você algumas diferenças entre Stanozolol vs Oxandrolona:
      §     Oxandrolona tem um risco menor de virilização comparado ao que o Stanozolol possui. Esta é uma das razões pelas quais o Oxandrolona é a melhor escolha entre atletas do sexo feminino e fisiculturistas.
      §     Stanozolol irá gerar mais chance de adicionar massa magra do que Oxandrolona.
      §     Stanozolol é conhecido por ser seco para as articulações, enquanto que Oxandrolona é um esteróide que geralmente é melhor tolerado.
      §     Stanozolol tem uma classificação androgênica de 30, onde Oxandrolona é ligeiramente inferior a 24. Portanto, Stanozolol tem a vantagem sobre Oxandrolona.
       
      Oxandrolona Vs Stanozolol para perda de gordura
      Certos esteróides, como Clenbuterol são feitos simplesmente para o corte e o mesmo se aplica a ambos Stanozolol e Oxandrolona. Ambos aumentam as apostas em relação à dieta.
      Mas qual é o melhor para a perda de gordura?
       
      OXANDROLONA
      Tem que ser dito, Oxandrolona está em uma liga própria quando se trata de preservar a massa muscular magra. Este é um elemento crucial para todo o ciclo de corte.
      Oxandrolona também ajusta suas habilidades de queima de gordura. Ele tem o poder de aumentar sua taxa metabólica, o que significa que você perde gordura mais rapidamente.
       
      STANOZOLOL
      Não cometer erros quando um corte é necessário Stanozolol também é “top performer”. Assim como Oxandrolona, o Stanozolol usa sua presença anabólica para segurar o músculo quando as calorias estão abaixo do normal.
      Mas isso não é tudo.
      Stanozolol também aumenta o metabolismo que por sua vez incentiva o corpo a queimar gordura com mais eficiência. Em cima disso, se Stanozolol é empilhado com algo como clenbuterol pode realmente martelar suas estatísticas de gordura corporal.
      Stanozolol vs Oxandrolona para perda de gordura: O vencedor é…
      Para ser honesto, eu teria que chamar isso de empate. Ambos os esteróides são ajudas eficazes para cortar e aumentar a perda de gordura. Mesmo as mulheres acham Stanozolol vs Oxandrolona esteróides amigáveis do sexo feminino.
       
      Oxandrolona Vs Stanozolol para Bulking
      Quando se trata de ganhar massa, fica claro que ambos não estão no topo da lista.
      No entanto, se você tivesse que escolher Oxandrolona ou Stanozolol para aumentar o volume, qual você diria que tem a vantagem?
      Aqui está o acordo.
      Ao lançar as estatísticas anabólicas, o Stanozolol é ligeiramente mais potente que o Oxandrolona. Portanto, é lógico que o Stanozolol é um pouco melhor na construção de massa sobre o Oxandrolona.
      Um ponto que gostaria de destacar.
      As mulheres acharão o Stanozolol muito mais eficaz para o volume do que os homens. Os caras têm a maior parte das alternativas que farão um trabalho muito melhor do que o Stanozolol.
       
      "E as habilidades de força do Stanozolol vs Oxandrolona?"
      Quando se trata de ganhos de força, Oxandrolona atinge um destaque à parte. Muitos marombeiros vêem seus resultados de levantamento em direção ao céu assim que Oxandrolona entra em ação.
      No entanto, eu não gostaria de excluir totalmente o Stanozolol - ele vai dar à Oxandrolona uma vantagem quando pensamos no seu dinheiro.
       
      Stanozolol vs Oxandrolona para o volume: O vencedor é…
      No geral Stanozolol é melhor em ganhar massa do que Oxandrolona, mas para ganhar força Oxandrolona ganha.
       
      Resultados Oxandrolona vs Stanozolol
      O tipo de resultados que você obtém do Stanozolol ou do Oxandrolona certamente desempenhará um papel importante no processo de tomada de decisão.
      Então, vamos começar a trabalhar e familiarizar com o tipo de resultado que você pode esperar desses dois esteróides populares.
       
      OXANDROLONA RESULTADOS
      O que Oxandrolona faz por você?
      Quando se pesa Stanozolol vs Oxandrolona sobre vascularidade, Oxandrolona dá o primeiro passo no pódio. Este esteróide cria um físico muito mais nítido, magro com definição completa.
      No entanto, embora seja um esteróide seco, Oxandrolona ainda é ótimo para manter a plenitude de seus ganhos existentes. É rápido para trazer resultados perceptíveis também, muitos marombeiros amam o fato de você não precisar esperar muito.
      Oxandrolona vai fazer você se sentir mais forte e rasgado, enquanto ainda segurando a massa muscular.
       
      RESULTADOS STANOZOLOL
      Que tipo de resultados você consegue com o Stanozolol?
      Devido à curta meia-vida do Stanozolol, é um composto de ação rápida, o que significa que os resultados são rápidos.
      A menos que você seja do sexo feminino, a única coisa que você não verá são enormes ganhos em massa - ele não é voltado para ser esse tipo de esteróide, no entanto, oferece algumas oportunidades para o crescimento muscular moderado.
      Durante o corte, você pode pensar em Stanozolol como um prático preservador, agarrando-se ao que você tem.
      O que é mais importante, porque não causa retenção de água, implica em quais ganhos limitados você obterá, nada menos do que a magra e sólida. Dito isto, a secura pode resultar em suas articulações, levando toda a tensão.
       
      RESUMINDO:
      Stanozolol irá preservar a massa durante o corte e dar-lhe um físico apertado.
       
      Efeitos colaterais de Oxandrolona e Stanozolol
      Uma semelhança entre Oxandrolona e Stanozolol é que ambos oferecem algum tipo de efeitos colaterais.
      Não é tudo a mesma coisa... mas semelhante.
       
      Efeitos colaterais de Stanozolol
      Onde Stanozolol está preocupado, você pode se preparar para os seguintes efeitos colaterais do Stanozolol:
      §     Acne
      §     Perda de cabelo
      §     Crescimento anormal de pêlos no corpo
      §     Virilização (mulheres)
      §     Dor nas articulações
      §     Hepatotoxicidade - causa danos ao fígado
      §     Natureza supressiva em relação à produção natural de testosterona
      §     Reduz o bom colesterol (HDL)
      §     Aumenta o colesterol ruim (LDL)
       
      Efeitos colaterais de Oxandrolona
      Embora seja um esteróide que proclama ter uma baixa chance de efeitos colaterais, não se pode fingir que está completamente livre de todos os inconvenientes.
      Com os efeitos secundários de Oxandrolona, existe o risco do seguinte:
      §     Acne
      §     Crescimento excessivo de pêlos no corpo
      §     Perda de cabelo acelerada
      §     Danos no fígado
      §     Suprime a produção de testosterona
      §     Baixo risco de virilização (mulheres)
      §     Interferência no nível de colesterol
       
      Stanozolol vs Oxandrolona, quem ganha a batalha dos inconvenientes?
      Tanto quanto os efeitos colaterais ir ambos os esteróides são considerados mais leves do que a maioria lá fora. Esta é uma grande vantagem para todas as senhoras lá fora.
      No entanto, como o Stanozolol tem uma classificação androgênica/anabólica ligeiramente superior, também significa um fator de risco maior do que o Oxandrolona.
       
      O VENCEDOR É…
      Oxandrolona recebe o primeiro lugar por ser mais indulgente sobre os efeitos colaterais.
       
      tradução da página eletrônica https://broscience.com/winstrol-vs-anavar/, acessado em 20 de julho de 2019
       
×
×
  • Create New...