Ir para conteúdo
Toxi

RELATO DO TOXI (CUT: Testo, trembo, diana e masteron)

Avalie este tópico:

Post Destacado

Olá, amigos, este é o meu relato, vou contar um pouco sobre mim.

  • Idade: 23 anos
  • Altura: 1,80
  • Peso: 82kg

Treino já tem vários anos e a alguns que comecei fazer uso de ergogênicos hormonais (depois de muito estudo, é claro). Nunca tive intenção de competir, tampouco de ter um corpo imenso e volumoso, tanto que sempre dei mais atenção a estudar do que pra meu corpo, mas de algum tempo pra cá isso mudou. Ano passado vários compromissos me afastaram totalmente dos treinos e só então no começo de 2017 que pude retornar.

Este é meu primeiro relato, como aliás é meu primeiro cut. Estou entrando na segunda semana de ciclo e a foto abaixo é do meu shape no fim de semana.

20799347_1717318611903582_88632554106838

Meu antebraço sempre sai zoado nas fotos. Aliás, não gosto muito de tirar fotos, então é natural que não haja muitas aqui. Vou procurar mudar isso na medida do possível

 

Protocolo atualizado 25/10.

Ciclo que estou fazendo (tudo Androgen Pharma):

  • 375mg Testosterona blend
  • 300mg Masteron
  • 50mcg T3
  • 100mcg T4

 

9h00 - Antes do AEJ de 30 minutos

  • T4 100mcg
  • T3 50mcg
  • 250ml de café 

10h30 - Desjejum

  • 2 ovos
  • 70g de bacon
  • Brócolis cebola a vontade
  • 250ml de café

13h20 - Almoço (e pré treino)

  • 200g de Arroz + algum outro carbo de densidade calórica parecida
  • 100g de Feijão
  • 100g de Carne
  • 120g de vegetais (ou mais) com vinagre
  • 30g de whey concentrado

18h00 - Pós-treino

  • 30g de Whey concentrado
  • 400ml de leite semidesnatado
  • Uma fruta

20h30 - Jantar

  • Semelhante ao almoço

23h00 - Ceia

  • 200g de frango ou carne
  • Vegetais pra caramba
  • 400ml de leite semidesnatado com fruta

 

Eu gosto muito de vegetais e frutas. São muito importantes para a construção de um físico BONITO e SAUDÁVEL. Quem é cliente meu sabe que tem que comer vegetais e frutas, porque eu mando e não tem choro. Sempre digo, se você não comer os vegetais, os vegetais irão comer você. hehehe 

Como podem ver, não sou radicalista com dieta e acredito que alimentos naturais são muito mais eficientes do que suplementação. Isso não é achismo, é científico e empírico (comprovo nos clientes que fazem dietas comigo) e por falar nisso, me contratem. kkkk

Adicionarei mais informações na medida que for achando necessário.

Podem perguntar o que quiserem, o relato é uma ferramenta pra estreitar a relação com os usuários aqui do fórum. De antemão, peço desculpas por não ser o monstro que muitos esperavam. Sinto que na internet sempre houve uma expectativa de que eu fosse imenso hahaha

Edit: Postando apenas o tópico sobre o meu trabalho, pra quem não sabe ainda como é.

 

Editado por Toxi
Atualização do protocolo.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
38 minutos atrás, FitCoupleHim disse:

Acompanhando de camarote. 

Como andam os colaterais da trembolona?

Pesadelos pra caramba e aumento da temperatura corporal, algumas vezes isso atrapalha meu sono. O horário de acordar também recuou bastante depois que comecei a usar trembo. 

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
2 horas atrás, batataney disse:

Trembo me deu foi muita dor de cabeça e insônia

Acompanhando...

Pois é, mas em mim os colaterais costumam ser mais suaves nesse sentido. hehe

1 hora atrás, Locemar disse:

Nunca me aventurei com trembo, e sinceramente é algo que nem penso.

Eu confesso que gosto bastante, não fosse o problema da piora do rendimento cardiovascular usaria bem mais.

47 minutos atrás, Dexterina disse:

Vou acompanhar.

Obrigado.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
5 horas atrás, Toxi disse:

Pesadelos pra caramba e aumento da temperatura corporal, algumas vezes isso atrapalha meu sono. O horário de acordar também recuou bastante depois que comecei a usar trembo. 

Já pensou em usar melatonina e outros fitoterápicos?

6 horas atrás, Toxi disse:

Podem perguntar o que quiserem

Já que deixou...

1. Não gosta (ou não acha necessário) usar vitaminas, como B, C e/ou D (as mais básicas)?

2. Não manda nem um whey? Não sente necessidade?

3. Vai fazer exames laboratoriais?

4. Suas porções de alimentos são de quantas gramas em média?

 

Abraços 

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
13 minutos atrás, Miguel V disse:

 

Obrigado pela visita, amigo. Estou procrastinando pra passar no seu relato ainda, mas juro que apareço lá. hehe

Vamos as perguntas:

Já pensou em usar melatonina e outros fitoterápicos?

Não, não acho vantajoso. Tampouco eficiente pro meu caso.

Não gosta (ou não acha necessário) usar vitaminas, como B, C e/ou D (as mais básicas)?

Desnecessário. Vitamina D3 é a única que eu até acho interessante, mas não preciso. Vitamina em excesso é um problema e tende a ser maléfico. Muito se usa vitamina C, vitamina E, etc. igual tic tac, mas é preciso lembrar que estas são antioxidantes não-enzimáticas e quando em excesso causam ineficiência do sistema antioxidante natural (é como se você ficasse dependente delas) e podem se tornar até pró-oxidantes, causando justamente os problemas que deveriam evitar. Pra imunidade não tem tanto efeito. 

Vitaminas são um problema em deficiência, mas a literatura não trás benefícios quando usadas em excesso. Inclusive com meus próprios clientes eu não noto benefícios em suplementar micronutrientes se a dieta está adequada. Muitas vezes eu diminuo a quantidade de substâncias.

Não manda nem um whey? Não sente necessidade?

Desnecessário. Quando você está ingerindo mais de 2g/kg de proteína o valor biológico passa a ser pouco relevante, logo eu não gosto, porque posso gastar menos comprando proteína de soja ou de ovo (que também são excelentes opções).

Vai fazer exames laboratoriais?

Sim, mas provavelmente ao fim do ciclo.

Suas porções de alimentos são de quantas gramas em média?

Varia muito, mas normalmente de 500 a 1300 gramas.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
10 minutos atrás, Toxi disse:

Vitaminas são um problema em deficiência, mas a literatura não trás benefícios quando usadas em excesso.

Gosto da divergência. Hehe

Confesso que vivo achando que não consumi o adequado e até sinto melhora, que pode ser placebo, com o uso de algumas coisas.

11 minutos atrás, Toxi disse:

posso gastar menos comprando proteína de soja ou de ovo (que também são excelentes opções).

Eu tenho um receio, sem nenhuma leitura, com relação à soja.

Poderia indicar estudos sobre a proteína da soja para atletas / fisiculturismo e até em comparação às demais proteínas?

Nunca parei para pesquisar.

Abraços 

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
8 horas atrás, Miguel V disse:

Poderia indicar estudos sobre a proteína da soja para atletas / fisiculturismo e até em comparação às demais proteínas?

Não me recordo de nenhum estudo agora, mas o que me lembro é que a proteína de soja é a única vegetal que possui todos os aminoácidos essenciais. A questão do tipo da proteína, como já falei, na verdade pouco importa para o fisiculturista quando ingerida em excesso.

Acredito que a maior demonização da soja é pelos seus fitoesterois que se assemelham ao estrogênio. Isso é verdade, mas o que não se fala é que esses fitoesterois tem atividade biológica muito inferior ao estrogênio, então quando se ligam ao receptor e impedem o próprio estrogênio de agir esses fitoesterois acabam por desempenhar um papel inibidor da atividade do estrogênio.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
10 horas atrás, Miguel V disse:

Eu tenho um receio, sem nenhuma leitura, com relação à soja.

Miguel... assim como o ovo, tem muitos mitos que já foram por agua abaixo, só pesquisar...

Uso proteína de soja isolada a um bom tempo, e o ideal é a maioria ter receio mesmo e não comprar, senão o preço dela com certeza sobe rs..

Abraços

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
3 minutos atrás, batataney disse:

Miguel... assim como o ovo, tem muitos mitos que já foram por agua abaixo, só pesquisar...

Uso proteína de soja isolada a um bom tempo, e o ideal é a maioria ter receio mesmo e não comprar, senão o preço dela com certeza sobe rs..

Abraços

PIS já é caro rsrsrs

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Fim de expediente, hoje fiz apenas duas refeições (almoço e jantar às 20h30).

9h30 da manhã fiz meu AEJ como de costume, hoje fiz 30 minutos;

11h30 fiz meu almoço com arroz (em torno de 300g), feijão (150~200g), muita rúcula, 1 pão francês pequeno e fricassê de frango (100g~).

18h fiz um treino de braço e ombro que durou apenas 30 minutos. Primeiro fiz um circuito com rosca direta, rosca alternada, rosca martelo, tríceps pulley, tríceps corda e tríceps francês, foram 4x o circuito com intervalo de 1 minuto por série. Em seguida fiz outro circuito com elevação frontal, elevação lateral e ombro no cabo (pra posterior), não sei como chama o exercício. rs

Hoje eu estava bastante murcho no treino, acredito que porque ontem eu fiquei só com o desjejum (alguns problemas e não comi o resto do dia).

A minha janta às 20h30 foi bem "cheia". Abaixo imagens da janta, me servi duas vezes (sim), o primeiro prato tinha quase 1kg, já o segundo não pesei. Parece muito lixo, mas por baixo da lasanha e bife tinha toneladas de vegetais.

Primeiro prato deu 1kg, o segundo não cheguei a pesar.

20799439_1717747518527358_36438906683249

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Finalizei a terceira semana de ciclo. Vou manter as doses por mais uma semana e então reduzir o Dianabol pra 10mg/dia.

Estou com pequeno aparecimento de acne dolorida e com pus, em mim ocorre quando estou com prolactina alta. Essa semana fiz uma leve compressão numa mama e há precipitação de lactação, confirmando a suspeita. Prolactina alta deixa minha pele muito oleosa também, os sintomas estão batendo. Vou entrar com T3 e selegilina em doses baixíssimas pra controlar.

Hoje (domingo) fiquei sem o dianabol e já bateu uma "tristeza", selegilina ajudará manter a cabeça no lugar, especialmente pela trembo. Sudorese noturna está relativamente controlada.

No fim de semana comi pouquíssimo (deve ter dado uma média de 1000~1500kcal por dia). Costumo comer bem pouco no fim de semana, apesar de a comida ser mais junk (churrasco, normalmente).

Estou mudando pra três refeições ao dia: 13h, 18h30 e 20h30. Talvez eu faça uma ceia apenas com ovos antes de dormir, mas a princípio manterei assim:

  • 13h00: Feijão com arroz (em torno de 500g); Vegetais (100g+); Alguma carne (100g) e algum acompanhamento que pode ser carbo ou prot (100g).
  • 18h30: Abacate, Aveia, Mel e Proteína em Pó;
  • 20h30: 600g de Feijão, Arroz e Vegetais + 250~300g de filé de frango.

Dependendo de como ficar a saciedade eu jogo o abacate como ceia (lá por 23h) e como 5 ovos às 18h30. Farei o teste.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Em 04/09/2017 em 23:54, Miguel V disse:

@Toxi

Como está aí?

Curiosamente tive 2 infecções no período de 1 mês. Tive que suspender pra tratar. Estou voltando agora. Dieta está o seguinte: Proteína 1,5g/kg; Carboidrato: 2,9g/kg e Gordura: 0,6g/kg.

No momento trembo, testo, selegilina 2,5mg e T3. Logo adiciono masteron pra finalizar.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
2 horas atrás, Miguel V disse:

:o

Como assim!? Infecção onde? Nas aplicações?

Como ficaram os ganhos?

Infecção na garganta, tive uma queda de imunidade. Possivelmente porque já estou algum tempinho on fire e usando trembolona (que tem efeito imunossupressor, especulo que seja isso).

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Em 14/08/2017 em 18:34, Toxi disse:

Pesadelos pra caramba e aumento da temperatura corporal, algumas vezes isso atrapalha meu sono. O horário de acordar também recuou bastante depois que comecei a usar trembo. 

Porque você não usou Trembo hexahydro?

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
 

Fim de expediente, hoje fiz apenas duas refeições (almoço e jantar às 20h30).

9h30 da manhã fiz meu AEJ como de costume, hoje fiz 30 minutos;

11h30 fiz meu almoço com arroz (em torno de 300g), feijão (150~200g), muita rúcula, 1 pão francês pequeno e fricassê de frango (100g~).

18h fiz um treino de braço e ombro que durou apenas 30 minutos. Primeiro fiz um circuito com rosca direta, rosca alternada, rosca martelo, tríceps pulley, tríceps corda e tríceps francês, foram 4x o circuito com intervalo de 1 minuto por série. Em seguida fiz outro circuito com elevação frontal, elevação lateral e ombro no cabo (pra posterior), não sei como chama o exercício. rs

Hoje eu estava bastante murcho no treino, acredito que porque ontem eu fiquei só com o desjejum (alguns problemas e não comi o resto do dia).

A minha janta às 20h30 foi bem "cheia". Abaixo imagens da janta, me servi duas vezes (sim), o primeiro prato tinha quase 1kg, já o segundo não pesei. Parece muito lixo, mas por baixo da lasanha e bife tinha toneladas de vegetais.

Primeiro prato deu 1kg, o segundo não cheguei a pesar.

20799439_1717747518527358_36438906683249

@Toxi você faz jejum intermitente? 

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Em 13/09/2017 em 16:40, Toxi disse:

Infecção na garganta, tive uma queda de imunidade. Possivelmente porque já estou algum tempinho on fire e usando trembolona (que tem efeito imunossupressor, especulo que seja isso).

Quanto tempo sob a trenbolona? E em qual dose?

Abraços.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma conta em nossa comunidade! É rápido, fácil e grátis!

Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.

Entrar agora


  • Conteúdo Similar

    • Por Kailon
      Posso usar Dianabol junto com GH?
    • Por Madilson Medeiros
      Quando o assunto é Esteróides Anabolizantes, logo é associada à idéia – de acordo com o senso comum, obviamente – do uso em atletas para melhora da performance esportiva. Atrelada a esta associação, está a falsa noção que tal utilização é exclusiva deste grupo. No entanto, a mais importante utilização desta classe de medicamentos se dá para fins terapêuticos, considerando-se o largo emprego na área médica destes compostos como coadjuvantes no tratamento de diversas moléstias.
      Contudo, ao ser incorporada ao inconsciente coletivo a idéia de que tais fármacos se limitam ao uso esportivo e (ou) recreacional, atribuiu-se a estas substâncias um caráter extremamente pernicioso, que acabou por derrubar por terra a imagem as propriedades benéficas destes compostos na clinica médica.
      Tal demonização se deve, evidentemente, ao fato de que os mecanismos de mídia somente exploram o lado sensacionalista do assunto: “jovem morre por uso de anabolizantes esteróides” – quando na realidade, a morte fora provocada por utilização de pseudo-efedrinas ou outro tipo de estimulante – enquanto muito esporadicamente se ouve falar de seu emprego em tratamentos médicos. Com efeito, já é conhecida (muito bem) a gama de possíveis males resultantes da administração de EEAs, contudo atribui-se – como se já não fossem suficientes os efeitos adversos – mais uma dúzia de outros.
      Com base nestas informações, a população entende que qualquer utilização – mesmo a legítima, prescrita por profissionais da área médica – é obrigatoriamente passiva de danos à saúde e fatalmente provocará a morte do individuo, quer seja por câncer, doença cardiovascular, dano hepático ou renal etc. Tais associações de fato existem, porém a prevalência destas ocorrências se faz superlativa através do senso-comum, quando na verdade, muitas vezes estas visões se encontram desamparadas de embasamento ou comprovação cientificas.
      Recentemente, tive acesso a um artigo de revisão no qual se abordavam os efeitos positivos da administração de testosterona – com fins terapêuticos, é claro – no tratamento de vários quadros patológicos intitulado “The many faces of testosterone”,publicado em 2007. O autor, Jerald Bain, ao contrário do que possa parecer, não fez de seu estudo uma defesa emocionada em prol da testosterona. Apenas relatou de forma clara e concisa a utilização desta substância em diversas situações, especialmente nas condições observadas quanto ao declínio deste hormônio em grupos de idade avançada.
      A despeito do que já foi comentado anteriormente, a testosterona não se reduz simplesmente a um hormônio de influência exclusivamente sexual, mas responsável por múltiplas interferências no metabolismo humano, tanto masculino quanto feminino. Tais efeitos são observados desde a vida intra-uterina até a idade avançada.
      De acordo com o estudo, há muitas associações maléficas quanto ao uso da testosterona, como por exemplo, a idéia de que este hormônio cause danos ao coração. De acordo com a revisão, não existem evidências cientificas da relação entre testosterona e problemas no coração. Alguns estudos apontam, na contramão, que a testosterona pode até exercer efeito protetor ao órgão. Note que, essa afirmação é relacionada à testosterona bio-idêntica, e não aos famigerados agentes anabólicos 17α-alquelados, cuja relação com doença hepática e metabolismo da insulina é, de fato, real.
      A testosterona exerce grande efeito protetor quanto à perda óssea observada com na idade avançada, como foi observado nos casos de hipogonadismo; nas mulheres na fase de pós-menopausa, agem melhorando neste grupo não somente a retenção do material ósseo, bem como promovendo aumento na libido; em estados de convalesça onde exista uma excreção nitrogenada excessiva; no tratamento de alguns tipos de depressão associada à queda de andrógenos; na questão do aumento da cognição e concentração mental; no tratamento de determinados casos de artrite reumatóide; para não citar os tratamentos nos casos de anemia, AIDS, queimaduras graves etc.
      Neste contexto, o problema encontra-se não na utilização de testosterona, e sim nos problemas relacionados com o uso indiscriminado e sem orientação médica. A “demonização” deveria restringir-se somente aos casos de utilização sem propósito terapêutico. Nesta área, o hormônio pode fazer parte da lista de drogas de primeira escolha no tratamento de diversas patologias.
      Atualmente, muitos endocrinologistas, especialmente nos EUA, prescrevem administrações de testosterona através de patchs ou implantes subcutâneos a fim de melhorar não somente a libido (masculina e feminina) bem como no sentido de promover efeito protetor contra os efeitos deletérios observados com o declínio natural deste hormônio em faixas etárias mais avançadas.
      A utilização da testosterona como agente terapêutico, entretanto, para qualquer fim, deve obrigatoriamente ser prescrita por profissional da área médica, e isto na verdade se constitui como uma forma de expurgar a má imagem desta substância perante a opinião pública.
      Ao passo de que é importante ressaltar a valiosa contribuição para a saúde advinda da utilização terapêutica de testosterona, é imprescindível acrescentar que a auto-manipulação pode ser extremamente perigosa.
      Não é sequer necessário mencionar que o mercado encontra-se cheio de testosterone boosters e pré-hormonais que são vendidos livremente e derivam para os mesmos possíveis efeitos decorrentes – e muitas vezes até mais graves – do uso abusivo e (ou) indiscriminado dos EEAs. Sob esta ótica, concluímos que é uma tarefa um tanto quanto difícil livrar a testosterona do papel de vilã a qual tem sido atribuída.
    • Por Héverson Gomes
      Primeiramente vamos explicar o que é a testosterona, antes de apresentar os benefícios deste hormônio.
      O que é testosterona: principal hormônio produzido naturalmente pelo nosso organismo. É um hormônio esteróide com propriedades androgênicas e anabólicas.
      Ela auxilia no ganho de massa magra, perda de gordura corporal, aumento da libido, auxilia na formação óssea e na nossa imunização.
      A testosterona também estimula produção de glóbulos vermelhos, as hemácias. Homens com deficiência deste hormônio podem apresentar anemia com frequência.
      É produzida nos testículos, no homem. Na mulher, é produzida no ovário, em menor quantidade. Por isso que é difícil mulher ficar musculosa. Elas também sofrem mais com a osteoporose.
      A testosterona é sintetizada a partir do colesterol, por isso, não podemos eliminar completamente as gorduras da nossa dieta.
      Os níveis de testosterona nos homens começam a diminuir a partir dos 40 anos de idade, cerca de 1% ao ano. É por isso as enfermidades aparecem nos sedentários, a partir desta idade, onde se inicia acúmulo de gordura corporal com maior dificuldade de perda da mesma, diminuição da massa muscular, com perda da força muscular.
      É normal que pessoas com mais idade fraturem os ossos com mais facilidade que um jovem, tudo isso devido à perda de testosterona.
      Eu costumo dizer que o ser humano morre quando o coração para ou quando sua testosterona está muito baixa.
      Para os que acham que estou exagerando e incitando ao uso deste hormônio, digo que não incito a nada, apenas mostro os benefícios.
      Se o cigarro e as bebidas alcoólicas trouxesse algum beneficio eu estaria mostrando aqui.
      Para os que gostam da mídia, a revista veja do mês de Maio de 2012 fez uma matéria mostrando alguns benefícios da testosterona.
      Este hormônio tão contestado, em sua forma exógena, pela classe médica e pela mídia aqui no Brasil, vem sendo reconhecido como benéfico.
      Com muita cautela se fala dos benefícios e logo já se fazem milhares de criticas, devido ao medo de ser rechaçado por estar defendendo um hormônio.
      O mais engraçado é que médicos, profissionais de saúde, não podem falar bem de testosterona e outros hormônios, pois são criticados, mas quando estão em um bar enchendo a cara de cerveja ou qualquer outra bebida alcoólica ou fumando não são criticados.
      Quando jogadores de futebol ou artistas famosos aparecem na mídia fazendo propaganda de cigarro ou de cerveja, não são criticados, e veja que eles são formadores de opinião.
      Pensem em um jovem que quer ser igual àquele jogador de futebol que fazia um gol e fazia o símbolo de uma cerveja, incitando ao uso desta bebida!
      Estamos no Brasil, é melhor que o ser humano viva doente, mas consumindo bebida e cigarro, do que seu médico possa passar testosterona para reposição hormonal.
      Recentemente, num programa de televisão famoso, em que se falava que um especialista nos EUA prescrevia a seus pacientes testosterona e GH e mostravam este doutor na academia (um senhor com uma massa muscular invejável).
      Em seguida houve uma bizarrice: um médico brasileiro criticando a matéria, com aquela barriguinha de cerveja, com aparência de não ter nem 40 anos, dizendo a seguinte besteira: sabemos que testosterona não deve ser recomendada para ninguém, e provoca malefícios em longo prazo, então não devemos usa-la com pessoas de mais idade.
      Se a testosterona tem efeitos deletérios a longo prazo (o que não está provado pela ciência, não por falta de tentativa), se um individuo de mais de 70 anos a usar sentirá efeitos colaterais em 30 anos? Será que sem testosterona ele vai viver todo este tempo? Pense.
      Agora para os que gostam de pesquisas cientificas, e para mostrar que não estou só em minhas ideias, vou mostrar um trabalho cientifico.
      Em estudo feito por Farid Saad e colaboradores em uma instituição que não é qualquer fundo de quintal, a famosa Bayer Pharma, e divulgada no congresso Europeu de Obesidade em Lyon na França, em estudo com 115 homens de 61 anos, e após 5 anos de injeções de testosterona, os homens perderam, em média, 16 quilos, e tiveram uma redução de 107 para 98 centímetros da circunferência abdominal.
      Para quem quiser provar se realmente procede o que estou falando, confira: Titulo original da pesquisa: Restoring testosterone to normal levels in elderly men is efficacious in weight reduction a follow-up study over 5 year.
      Mas, por favor, não me saiam por aí fazendo uso de testosterona, indiscriminadamente. Procure um médico consciente, que te prescreva a reposição, pois de nada adianta repor testosterona e não ter uma alimentação adequada e ser sedentário, que nada vai adiantar.
      Resumindo os benefícios da testosterona:
      Aumento da massa magra; Aumento da força muscular; Melhora na libido; Perda de gordura corporal; Formação óssea; Imunização; Aumentos dos glóbulos vermelhos e hemácias. Abraços e muitos treinos e dieta com consciência, até a próxima!
    • Por IgorPenha
      Olá pessoal, tenho 24 anos treino a quase 2 anos já e creio que cheguei a uma condição ideal para fazer meu primeiro ciclo.É o seguinte eu sempre tive minhas fases quando adolescente, hora gordinho hora magro, o típico efeito sanfona, com isso desenvolvi aquelas famosas e polêmicas tetinhas de gordinho, e tenho mto medo de desenvolver gineco. Abaixo vou relatar meu ciclo

      basicamente meu ciclo vai ser enantato de testosterona e stano, mas depois da quarta semana vou trocar stano por masteron, seguindo assim por mais 4 meses, fechando os 8 meses do ciclo, e outra dúvida seria muito perigoso estender para 12 semanas?.
      vou fazer uso tbn de clomid e tamoxifeno mas ainda estou estudando o momento exato e tbn vou tomar um black mamba. eu escolhi stano e masteron por não aromatizar, por medo da ginecomastia, uma observação nao sinto nenhum tipo de caroço ou coisa do tipo no peito, quem puder me dar uma ajuda eu agradeço.

      após o ciclo vou fazer uma bateria de exames para ver como está tudo, minha dieta eu tento manter o mais limpa possível mas as vezes dou uma vacilada mas tento nao sair da linha.Quem puder me ajudar eu agradeço
    • Por Ykhael
      Parceiros,
      Segue o relato do ciclo que irei iniciar essa semana após muita pesquisa e leitura sobre o assunto, além de uma consulta com um coach que me apresentou algumas possibilidades. Já estou com os produtos em mãos e necessito tirar algumas duvidas e receber sugestões.
       
      CICLO DE 3 MESES / OBJETIVO PERDA DE GORDURA,GANHO DE MASSA MAGRA E DEFINIÇÃO
      -MASTERON (Landerlan Gold) 100mg dia sim/dia não;
      -ENANTATO DE TESTOSTERONA (Muscle Pharma)250mg às terças e sextas;
      -Complexo vitamínico, mineral e omega 3 diariamente para suporte geral e colesterol;
      -Tamoxifeno 20mg ou Anastrozol 1mg para evitar aromatase apenas quando sentir incomodo nos mamilos.
       
      MINHAS DÚVIDAS:
      1) O ciclo está muito pesado para quem nunca tomou anabolizantes?
      2) Agulha 20x5,5mm é a ideal para esse tipo de aplicação?
      3) Devo tomar o inibidor de aromatase só quando sentir necessário ou é bom tomar diariamente para evitar os sintomas do estrogênio? Qual seria a opção mais barata deles?
      4) Quais exames devo fazer e de quanto em quanto tempo para acompanhar se meu organismo está ok?
       
      Muitíssimo obrigado a quem puder contribuir.
       
×
Esta popup será fechada em 10 segundos...