Ir para conteúdo
Locemar

Porque não usar termogênicos (Clembuterol, Ioimbina ou efedrina com t3)!

Avalie este tópico:

Post Destacado

A pressa por resultados nos leva a busca de atalhos para os objetivos. Apesar da importância de um planejamento alimentar adequado, parece um padrão sempre as mesmas perguntas:

- Qual sua visão sobre o clembuterol?
- O que acha de ioimbina?
- O que você pensa sobre efedrina com T3?

Existem muitas drogas para emagrecimento, desde os fármacos adrenérgicos (o maldito clembuterol e efedrina por exemplo) como também psicofármacos, geralmente supressores de apetite, como sibutramina e os fármacos que interferem na absorção de nutrientes (aqueles que fazem você cagar tudo que comeu) e também os hormônios T3 e T4. Os mais buscados no meio fitness geralmente são os tireoidianos e fármacos adrenérgicos. Entenda por que você deve fugir deles.

Estes medicamentos que influenciam diretamente no seu metabolismo utilizam mais a sua gordura como fonte de energia. Seria ótimo se você não precisasse pagar o preço pelo uso:

1. A frequência cardíaca aumentada pode gerar ansiedade, aumento da PA e riscos cardíacos;
2. Estagnação: seu organismo vai se ajustar a vai estagnar a perda de gordura;
3. Rebote violento e com requintes de crueldade: ao usar um medicamento que afeta o funcionamento do seu metabolismo, na interrupção da utilização você será vítima da "termogênese adaptativa" onde o corpo irá reduzir a sua maldita metabólica, gerando um ambiente de recuperação de peso num desesperado sinal de tentativa de armazenamento de energia. Tornando seu metabolismo ineficiente, você sofrerá para recuperar seu bom funcionamento e perder gordura novamente.

Busque a SUSTENTABILIDADE ao atingir um resultado, ou seja, sustentar o resultado atingido. O que adianta emagrecer pra engordar de novo? Use a cabeça. No final, o tempo que você quis cortar usando estes medicamentos vai dobrar, então é mais fácil ter paciência pois esperar você vai do mesmo jeito.

- Todo termogênico "corrompe" seu metabolismo;
- todos tem risco à saúde;
- com a utilização destes, você negligencia o mais importante aspecto - uma mudança de hábito saudável.

Esqueça os atalhos.

por Vinicuis Tonioli

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Muito bom, sempre pensei assim. As pessoas querem sempre atalhos e velocidade, acreditam em tudo que recomendam, desde drogas a chás milagrosos e pílulas dos deuses etc.

Mas alguns não tem a capacidade de mudar os hábitos alimentares, mudar a rotina e exercitar mais. Preferem pagar um preço maior a pagar um preço um pouco mais demorado, porém, satisfatório.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Mas entendo que o naturais se encaixam mais em uma dieta. O que geralmente as pessoas pensam eh que, tomar as capsulas antes do treino e ir treinar de qualquer jeito vai perder peso. É a falsa verdade que ela tem. E uma boa parte dos natura, nós consumimos diariamente em nossas dietas.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Em 07/02/2018 em 20:36, Locemar disse:

A pressa por resultados nos leva a busca de atalhos para os objetivos. Apesar da importância de um planejamento alimentar adequado, parece um padrão sempre as mesmas perguntas:

- Qual sua visão sobre o clembuterol?
- O que acha de ioimbina?
- O que você pensa sobre efedrina com T3?

Existem muitas drogas para emagrecimento, desde os fármacos adrenérgicos (o maldito clembuterol e efedrina por exemplo) como também psicofármacos, geralmente supressores de apetite, como sibutramina e os fármacos que interferem na absorção de nutrientes (aqueles que fazem você cagar tudo que comeu) e também os hormônios T3 e T4. Os mais buscados no meio fitness geralmente são os tireoidianos e fármacos adrenérgicos. Entenda por que você deve fugir deles.

Estes medicamentos que influenciam diretamente no seu metabolismo utilizam mais a sua gordura como fonte de energia. Seria ótimo se você não precisasse pagar o preço pelo uso:

1. A frequência cardíaca aumentada pode gerar ansiedade, aumento da PA e riscos cardíacos;
2. Estagnação: seu organismo vai se ajustar a vai estagnar a perda de gordura;
3. Rebote violento e com requintes de crueldade: ao usar um medicamento que afeta o funcionamento do seu metabolismo, na interrupção da utilização você será vítima da "termogênese adaptativa" onde o corpo irá reduzir a sua maldita metabólica, gerando um ambiente de recuperação de peso num desesperado sinal de tentativa de armazenamento de energia. Tornando seu metabolismo ineficiente, você sofrerá para recuperar seu bom funcionamento e perder gordura novamente.

Busque a SUSTENTABILIDADE ao atingir um resultado, ou seja, sustentar o resultado atingido. O que adianta emagrecer pra engordar de novo? Use a cabeça. No final, o tempo que você quis cortar usando estes medicamentos vai dobrar, então é mais fácil ter paciência pois esperar você vai do mesmo jeito.

- Todo termogênico "corrompe" seu metabolismo;
- todos tem risco à saúde;
- com a utilização destes, você negligencia o mais importante aspecto - uma mudança de hábito saudável.

Esqueça os atalhos.

por Vinicuis Tonioli

Fiz o uso da ioimbina por 4 dias para nunca mais, tive Hepatite medicamentosa meu organismo não conseguia absorve os nutrientes e minhas fezes ficaram branca, parei no hospital pois tive uma taquicardia meus batimentos foram a 240 so foi revertida com adenosina, hoje sofro um pouco com a ansiedade após o trauma,  fui por impulso e me dei mal, pensem muito antes de fazer o uso de qualquer estimulantes pois seus efeitos colaterais são terríveis, e não desejo para ninguém. 

Editado por Majestade Art

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Em 02/05/2018 em 07:23, TTEFrangoMutante disse:

Bom... cada organismo... cada qual escolhe o que usa ...

Uso Ioimbina + cafeina de pre treino e nao me faz mal algum ... So o mal que fico tipo Hulk... levantando a academia toda kkkk ...

Não é questão de fazer mal ou não, mas a questão é ao metabolismo, o estado que ele fica com esses estimulantes... 

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma conta em nossa comunidade! É rápido, fácil e grátis!

Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.

Entrar agora

  • Conteúdo Similar

    • Por mahalzahr
      Boa tarde! Sou novo no fórum e gostaria de algumas informações que não consegui encontrar em qualquer outro lugar.
      Iniciarei um ciclo com Clembuterol na segunda-feira, porém estou atualmente medicado com Cloridrato de Paroxetina (10mg ao dia) e não encontrei na internet quaisquer informações sobre a interação entre esses dois medicamentos.
      Minha dúvida é se não encontrei por não existir, de fato, a interação entre eles ou por não existir algum estudo/relato/experiência com essas duas substâncias.
      Alguém poderia me informar seja por experiência própria ou que sabe de alguém, se há alguma interação entre essas substâncias? Se há algum risco, efeito colateral etc?
      Achei um outro tópico (não me lembro se nesse fórum ou outro site) de um companheiro que também estava nessa situação, entretanto não houve respostas à ele.
      Desde já aguardo a resposta de vocês, grande abraço.
    • Por Fernando Mamato
      Estou a fim de ciclar, porém um ciclo diferente dessa vez, todo oral. Gostaria de algumas dicas e correções se for preciso. A meta é secar sem perder muita massa magra.
      Ciclo em questão:
      40mgs TSD de stanozolol em comprimido 60 a 80mgs TSD de oxandrolona comp. Duração 8 a 10 semanas.
      Estou pensando se seria bacana colocar um clembuterol também 15on e 15off.
      Vcs acham bacana colocar propionato ou enantato umas 3 vezes na semana 1ml ou não é necessário?
      Irei usar depois de 3 semanas tamoxifeno+silimarina e no final 5000ui de Hcg numa única aplicação, uma semana após a última dose.
      Gostaria de recomendações se está certo ou incluir ou retirar para TPC.
      Já tenho alguns ciclos injetáveis de experiência rs... porém esse oral será o primeiro.
      Meu bf está em torno de 20%. Como sempre mais concentrados na barriga, costas e pernas.
      Depois desee quero fazer um injetável de trembo+propionato+masteron de 12 semanas, vamos por partes né kkkkk
      Valeu galera
      Abraço 






    • Por darthvader
      Fala galera hard,
      Voltando depois de algum tempo(ano passado). Estou iniciando o ciclo de Durateston com Oxandrolona. Nos meus últimos exames estava com alteração Creatinina(+), Cortisol(-), T3 e T4(-).
      Meu testosterona atual está alto, devido ter feito um ciclo de Durateston(5 semanas) e Deposteron (3 meses) antes de iniciar esse ciclo.
      Lembrando que faço acompanhamento médico e exames periódicos para o controle metabólico.
      O meu objetivo é definição muscular BF < 12. Vamos então aos números que estou atualmente:
      Idade: 31 anos Altura: 1.70 Peso: 74 Kg TMB: 1670 Dieta: Cetogênica com baixo consumo calórico BF: 18 Treino: 5x semana sem AEJ. Ciclo:
      Durateston 1x semana Oxandrolona 30mg 2x ao dia T3 10mcg / Hidrocortisona 7.5mg 2x ao dia TPC e outros:
      Anastrozol 3.6mg 1x ao dia Levotiroxina 100mcg 1x ao dia Glifage 1x ao dia Termogênico
      Efedrina com 150mg de cafeína 1x ao dia durante a semana
      Minhas preocupações são em relação aos efeitos colaterais, principalmente devido aos relatos de uso da Oxandrolona.
    • Por Gustavo Barquilha Joel
      O clembuterol é um fármaco ß - adrenérgico, fundamentalmente estimulador dos receptores ß2 (relaxante da musculatura lisa), mas também com alguma capacidade de estimular os receptores ß1 (efeitos cardíacos) e ß3 (lipólise), quando administrado em altas doses.
      O Clembuterol é utilizado clinicamente como bronquiodilatador no tratamento de asma e bronquite crônica, e mais recentemente usado também nos esportes. Alguns estudos têm demonstrado que a administração moderada de clembuterol pode induzir o ganho de massa muscular, além de um possível efeito anti-catabólico (1,2).
      Já para que o Clembuterol tenha um efeito Lipolitico, parece ser necessária uma dose maior desta droga, sendo a probilidade de se ocorrer efeitos colaterais com o uso da droga maior ainda (3,4). O efeito lipolitico do clembuterol parece decorrer da quebra de triglicérides na forma de ácidos graxos livres, aumento da glicogenólise hepática e muscular e também aumento da secreção de glucagon (hormônio contra-regulatório a insulina).
      Os efeitos anabólicos ou anti-catabólicos do clembuterol parecem ser mais limitados quando comparados com alguns esteróides anabólicos utilizados para fins de ganho de massa muscular, porém a resposta desta droga depende muito da afinidade de seus receptores no organismo.
      Essa droga utilizada para fins de perda de peso parece ter boas propriedades, principalmente devido ao fato dela utilizar células de gorduras que ficam “adormecidas”. Um fato negativo do clembuterol é o seu rápido fechamento de receptores. (6)
      Em animais, o clembuterol é utilizado em cavalos por via oral, intramuscular ou endovenosa como bronco dilatador, é utilizado também tanto em vacas quanto em éguas como tocolítico para diminuir as contrações uterinas. Estudos têm demonstrado efeitos adversos como aumento da insulina, dificultando assim o controle da glicemia, e também o aumento abrupto da freqüência cardíaca em cavalos que realizaram exercícios intensos em esteiras (5).
      O clembuterol pode ser encontrado na forma de tabletes, xarope e injetável. O clembuterol parece ter uma meia-vida no organismo de 48 horas, sendo que seu efeito anabólico parece diminuir mais rapidamente (em torno de 20 dias) quando comparado com seus efeitos Lipolitico (entre 3 e 6 semanas).
      Uma das desvantagens do uso do Clembuterol é o maciço fechamento de seus receptores, ou seja, o Clembuterol passa a não mais promover os efeitos desejados. Isto ocorre quando o medicamento é muito utilizado. Para evitar o fechamento dos receptores, procura-se administrá-lo em ciclos.
      Possíveis efeitos colaterais:
      Nervosismo, tremores das mãos, enxaquecas e insônia, aumento da pressão sanguínea e náusea, infarto agudo do miocárdio ou acidente vascular cerebral, taquicardia, dores no peito, taquipnéia, vertigens, ansiedade, vômitos, tonturas, febre, entre outros possíveis efeitos, dependendo da dose de administração da droga.
      Usualmente os efeitos colaterais somem após 2 ou 3 semanas de uso. È importante salientar que As manifestações clínicas da intoxicação por clembuterol podem confundir-se com quadros psiquiátricos como um ataque de pânico ou uma crise ansiosa (7)
      Aplicações práticas:
      Seu uso pode varias de 2 a 6 comprimidos de 0.02 mg por dia, dois dias sim, dois dias não. A dosagem dependeria da intensidade dos efeitos colaterais e da taxa de fechamento dos cito receptores que cada indivíduo.
      Para que haja uma adaptação desse químico no organismo, costuma-se iniciar a administração gradualmente. Suponhamos que a dosagem de manutenção seja de 4 comprimidos de 0.02 mg por dia. Desta forma, no 1° dia administra-se 1 comprimido, no 2° dia administra-se 2 comprimidos, no 3° dia, 3 comprimidos e no 4° dia, 4 comprimidos.
      Dá-se 2 dias de intervalo e prosseguiria o esquema de dois dias sim, dois dias não. Os comprimidos costumam ser administrados em doses divididas e em horários diferentes, evitando tomá-lo antes do horário de dormir para evitar um sono conturbado, e logo antes do treino para se evitar sobrecarga no coração.
      Mais recentemente, alguns atletas vêm utilizando outro esquema para burlar o fechamento de receptores específicos ou subregulação, administrando o Clembuterol no regime de uma semana sim e outra não.
      Na semana de não administração também não se utiliza efedrina, cafeína ou nenhum outro estimulante do sistema nervoso central (SNC), por ser uma crença dar descanso completo para o SNC. Ultimamente, vem sendo utilizado em conjunto com o Clembuterol, o anti-histamínico Zaditen, com o objetivo de super-regular os beta-2 receptores. Essa prática permite a utilização contínua do Clembuterol.
      O Clembuterol é utilizado para maximizar os efeitos de uma dieta para perda de percentual de gordura, ou seja não adiantara utilizá-lo sem um devido cuidado com sua alimentação, MILAGRES NÃO EXISTEM. Uma coisa importantíssima: O clembuterol é considerado doping para atletas (8 )
      Referências:
      1 - Hinkle RT, Hodge KM, Cody DB, Sheldon RJ, KobilkaBK, IsfortRJ.; Skeletal muscle hypertrophy and anti-atrophy effects of clenbuterolare mediated by the beta2-adrenergic receptor; Muscle Nerve.; 2002; Research Division, Procter & Gamble Pharmaceuticals; Ohio, USA
      2 - . Burniston, J.G., McLean, L., Beynon, R.J., Goldspink, D.F.Anabolic effects of a non-myotoxicdose of the β2-adrenergic receptor agonist clenbuterolon rat plantarismuscle; Muscle and Nerve; Volume 35, Issue 2; 2007; Liverpool, UK
      3 - ElissaSchechterMD, Robert S. Hoffman MD, Marina StajicPhD, Michael P. McGee BS, Sonia Cuevas BS and AsimTarabarMD; Pulmonary edemaand respiratory failure associated with clenbuterolexposure (Case Report); The American Journal of Emergency Medicine; Volume 25, Issue 6, July 2007
      4 - . ElliotCT, CrooksSR, McEvoyJG, McCaugheyWJ, HewittSA, PattersonD, Kilpatrick D. Observations on the effects of long-term withdrawal on carcass t composition and residue concentrations in clenbuterol-medicated catle; VetResCommun.1993; Drug Residue Laboratory; Vetrinary Sciences Division; UKte
      5 - FERRAZ, Guilherme de Camargo ; TEIXEIRA NETO, Antônio Raphael ; D'ANGELIS, Flora Helena de Freitas ; LACERDA NETO, José Corrêa de ; QUEIROZ-NETO, A. . Effect of acute administration of clenbuterol on athletic performance in horses. Journal of Equine Veterinary Science, v. 27, p. 446-449, 2007.
      6 - Peres, Rodolfo Anthero de Noronha; Guimarães Neto, Waldemar Marques. Guerra metabólica – Manual de sobrevivência. Midiograf, 2005.
      7 – CARROLA et al. Intoxicação por agonista beta adrenérgico. ACTA MÉDICA PORTUGUESA 2003; 16: 275-278
      8 - www.wada-ama.org
      Nota importante:
      Matéria de Gustavo Barquilha Joel e Luis Gustavo da Silva Rodrigues sobre o clembuterol.
      Ola amigos,
      A intenção desta coluna não é estimular ninguém a utilizar qualquer tipo de substância ilícita, muito pelo contrário, o objetivo é demonstrar os vários efeitos colaterais que elas trazem com seu uso. Tentamos também na coluna associar as informações cientificas disponíveis na literatura com as informações praticas de atletas e/ou praticantes de musculação do mundo underground das academias.
×