Ir para conteúdo
  • Cadastre-se

Post Destacado

Boa tarde! Sou novo no fórum e gostaria de algumas informações que não consegui encontrar em qualquer outro lugar.
Iniciarei um ciclo com Clembuterol na segunda-feira, porém estou atualmente medicado com Cloridrato de Paroxetina (10mg ao dia) e não encontrei na internet quaisquer informações sobre a interação entre esses dois medicamentos.
Minha dúvida é se não encontrei por não existir, de fato, a interação entre eles ou por não existir algum estudo/relato/experiência com essas duas substâncias.
Alguém poderia me informar seja por experiência própria ou que sabe de alguém, se há alguma interação entre essas substâncias? Se há algum risco, efeito colateral etc?
Achei um outro tópico (não me lembro se nesse fórum ou outro site) de um companheiro que também estava nessa situação, entretanto não houve respostas à ele.
Desde já aguardo a resposta de vocês, grande abraço.

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Madrugão suplementos

Não jogue dinheiro fora

Compre suplementos bem mais baratos com o cupom de desconto do FISIculturismo.com.br

Clique aqui para obter seu cupom

Visitante FitCoupleHim
26 minutos atrás, mahalzahr disse:

Boa tarde! Sou novo no fórum e gostaria de algumas informações que não consegui encontrar em qualquer outro lugar.
Iniciarei um ciclo com Clembuterol na segunda-feira, porém estou atualmente medicado com Cloridrato de Paroxetina (10mg ao dia) e não encontrei na internet quaisquer informações sobre a interação entre esses dois medicamentos.
Minha dúvida é se não encontrei por não existir, de fato, a interação entre eles ou por não existir algum estudo/relato/experiência com essas duas substâncias.
Alguém poderia me informar seja por experiência própria ou que sabe de alguém, se há alguma interação entre essas substâncias? Se há algum risco, efeito colateral etc?
Achei um outro tópico (não me lembro se nesse fórum ou outro site) de um companheiro que também estava nessa situação, entretanto não houve respostas à ele.
Desde já aguardo a resposta de vocês, grande abraço.

Em quantos fóruns vc fez a mesma pergunta???? Eu achei 2 até agora.

A paroxetina é um antidepressivo e ansiolítico da classe dos inibidores seletivos da recaptação de serotonina.
O clembuterol é um estimulante do sistema nervoso central. Ou seja, você está tentando apagar o fogo com gasolina.

Clembuterol não deve ser usado com antidepressivos. 

Em 30s de pesquisa no Google achei algo a respeito:

http://www.folheto.net/broncoterol-comprimidos-bula-do-medicamento/

Ou você não procurou ou, não procurou, porque achei, como disse, em 30s.

Agora, deixe a preguiça de lado e leia o conteúdo do link.

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

12 minutos atrás, FitCoupleHim disse:

Em quantos fóruns vc fez a mesma pergunta???? Eu achei 2 até agora.

A paroxetina é um antidepressivo e ansiolítico da classe dos inibidores seletivos da recaptação de serotonina.
O clembuterol é um estimulante do sistema nervoso central. Ou seja, você está tentando apagar o fogo com gasolina.

Clembuterol não deve ser usado com antidepressivos. 

Em 30s de pesquisa no Google achei algo a respeito:

http://www.folheto.net/broncoterol-comprimidos-bula-do-medicamento/

Ou você não procurou ou, não procurou, porque achei, como disse, em 30s.

Agora, deixe a preguiça de lado e leia o conteúdo do link.

Boa tarde para você também parceiro.
Em 30s você achou o que eu achei em 10s pois digito mais rápido e a internet ajudou também.
Estou em busca de algum artigo/informação precisa/experiência com Paroxetina e Clembuterol e não apenas generalizando a paroxetina como antidepressivo. 

Sou leigo no assunto e, por isso, vim humildemente pedir informações e não com ironias de graça. Mas entendo que deve ter agido assim pois muitos apenas soltam suas dúvidas sem ter previamente pesquisado. Você achou em 2 fóruns minha pergunta justamente para ter uma abrangência maior e, assim, ter mais disponibilidade de informações e experiências diversas.

Apesar de saber de fato que não deve ser ministrado clembuterol concomitantemente com antidepressivos, gostaria de saber especificamente com a paroxetina por ser um medicamento mais brando que outros antidepressivos.
Desde já agradeço a informação e aguardo por outras mais sérias/exatas/coesas.
Abraço.

Editado por mahalzahr
Erros por tempo verbal.
Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Visitante FitCoupleHim

Se sabia a resposta, porque perguntou?? 

Ou você acha que irá encontrar alguma resposta exata acerca da interação de clembuterol x paroxetina?

Se em nenhuma das bulas não há, provavelmente não haverá em outro lugar.

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

1 minuto atrás, FitCoupleHim disse:

Se sabia a resposta, porque perguntou?? 

Ou você acha que irá encontrar alguma resposta exata acerca da interação de clembuterol x paroxetina?

Se em nenhuma das bulas não há, provavelmente não haverá em outro lugar.

1) Saber a resposta abrangente não é meu objetivo, minha pergunta específica reside na paroxetina e no clembuterol. Entretanto em alusão a sua comparação ''apagar o fogo com gasolina'' a opinião seria não usar o clembuterol então? Por que?

2) Esse é meu objetivo assim como outros medicamentos são pesquisados por suas interações, porém a paroxetina  não é tão buscada nesse assunto específico.

3) Justamente, o que levou-me a pensar se há ou não tal interação. Porém você havia dito que não é recomendado e, então, retomo á pergunta nº1 em saber o que você pensa sobre.

Obrigado.

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Visitante FitCoupleHim
1 hora atrás, mahalzahr disse:

1) Saber a resposta abrangente não é meu objetivo, minha pergunta específica reside na paroxetina e no clembuterol. Entretanto em alusão a sua comparação ''apagar o fogo com gasolina'' a opinião seria não usar o clembuterol então? Por que?

2) Esse é meu objetivo assim como outros medicamentos são pesquisados por suas interações, porém a paroxetina  não é tão buscada nesse assunto específico.

3) Justamente, o que levou-me a pensar se há ou não tal interação. Porém você havia dito que não é recomendado e, então, retomo á pergunta nº1 em saber o que você pensa sobre.

Obrigado.

Veja, paroxetina tem feito ansiolítico. O clembuterol, apesar se não ter sido projetado com o fim precípuo de estimular o SNC, o tem como colateral.

Dentre os colaterais do estímulo do SNC estão a ansiedade, o metabolismo acelerado e irritabilidade.

Se você faz uso de ansiolíticos, presume-se acometimento por patologia comportamental e, o uso concomitante de estimulantes do SNC podem (eu diria que com certeza irão) agravar a patologia. Por isso utilizei a ilustração de apagar fogo com gasolina, sobretudo, pois a dose de clembuterol utilizada para perder peso geralmente é cavalar e, assim, também, os colaterais, ou seja, o estímulo do SNC.

Por fim, o corpo sempre busca o equilíbrio. O que quero dizer com isso é que o equilíbrio natural será alterado pelo uso do clembuterol, contudo, a tendência é que o corpo se adapte ao clembuterol (por isso o uso em ciclos).

Ato continuo, após adaptação ao metabolismo acelerado, quando da interrupção do medicamento, o corpo terá de se adaptar à nova realidade metabólica, agora mais lenta.

Isso provavelmente causará depressão, pois você estará acostumado ao estado de mania/euforia e, repentinamente, passará à falta de energia, à falta de ânimo, à provável depressão, fruto de uma montanha russa metabólica e psicológica, podendo agravar ainda mais o teu estado.

 

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

2 horas atrás, FitCoupleHim disse:

Veja, paroxetina tem feito ansiolítico. O clembuterol, apesar se não ter sido projetado com o fim precípuo de estimular o SNC, o tem como colateral.

Dentre os colaterais do estímulo do SNC estão a ansiedade, o metabolismo acelerado e irritabilidade.

Se você faz uso de ansiolíticos, presume-se acometimento por patologia comportamental e, o uso concomitante de estimulantes do SNC podem (eu diria que com certeza irão) agravar a patologia. Por isso utilizei a ilustração de apagar fogo com gasolina, sobretudo, pois a dose de clembuterol utilizada para perder peso geralmente é cavalar e, assim, também, os colaterais, ou seja, o estímulo do SNC.

Por fim, o corpo sempre busca o equilíbrio. O que quero dizer com isso é que o equilíbrio natural será alterado pelo uso do clembuterol, contudo, a tendência é que o corpo se adapte ao clembuterol (por isso o uso em ciclos).

Ato continuo, após adaptação ao metabolismo acelerado, quando da interrupção do medicamento, o corpo terá de se adaptar à nova realidade metabólica, agora mais lenta.

Isso provavelmente causará depressão, pois você estará acostumado ao estado de mania/euforia e, repentinamente, passará à falta de energia, à falta de ânimo, à provável depressão, fruto de uma montanha russa metabólica e psicológica, podendo agravar ainda mais o teu estado.

 

Ótima resposta! Solucionou minha dúvida. Agora pude entender a interação medicamentosa entre essas substâncias, obrigado. Deixarei para usá-lo quando tiver parado com o tratamento para ansiedade.

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Visitante FitCoupleHim
8 minutos atrás, mahalzahr disse:

Ótima resposta! Solucionou minha dúvida. Agora pude entender a interação medicamentosa entre essas substâncias, obrigado. Deixarei para usá-lo quando tiver parado com o tratamento para ansiedade.

Termogênicos possuem um grande revés chamado efeito rebote. Ajustar a alimentação é uma estratégia mais inteligente. Mais morosa, por certo, sem embargos, traz resultados sólidos.

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma conta 100% gratuita!

Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.

Entrar agora
 Compartilhar

×
×
  • Criar novo...