Jump to content

There's nothing here yet

  • Similar Content

    • By -H-
      Seguinte, faço musculação a quatro meses + ou -, desde que comecei mudei totalmente minha alimentação (estou comendo algo em 2 em 2hrs), meus braços já cresceram bastante até.
      Perguntei para muitos quais suplementos que eu deveria tomar agora no começo, 100% das pessoas que perguntei me falaram para comprar Whey Protein da Optimum, uma Creatina e o Maltodextrina da Midway, como o Whey da Optimum é mutio caro para mim acabei comprando o Ultra Pure Whey (me falaram que tambem é bom, e como não entendo muito comprei..) a creatina eu não ia comprar, mas acabei comprando a mais barata que tinha que é a Extreme Creatine da Solaris (Paguei 45$), e no lugar do Maltodextrina na hora que fui comprar o cara da loja me recomendou o Carbodextrina, acabei comprando.. (mesmo preço).
      Esse Ultra Pure Whey é bom?
      Essa Creatina(so tenho grana pra comprar essa kk) é boa? É melhor não tomar nenhuma creatina do que tomar essa ae ?
      Qual é melhor Maltodextrina ou Carbodextrina?
      Sou magro, 60k 1,73m em quatro meses de academia ja tive mas resultado do que eu esperava..
      Ultra Pure Whey Extreme Creatine Carbodextrina As horas que eu tomo os suplementos é as seguintes, eu acordo as 7h tomo 2 medida de Whey e tomo cafe normalmente.. vo para a musculação as 16h30min, eu como uma fruta 40min antes e tomo o carbodextrina 30min antes, apos eu tomo 2 medidas de whey e como outra fruta, ainda nao comecei a tomar a creatina por causa desse lance que da pedra no rim e talvez que todos me falam D:, quantos litros de agua tenho que tomar por dia? quando eu comecar a tomar essa creatina.
      vlw ~
    • By ThiCP
      Estava vendo muitas reportagens sobre o HCG para emagrecimento e me interessei em fazer um ciclo. Pelos dados sobre ele evitar o efeito sanfona, perca de gorduras anormais e etc. 
      Mas me deparei com relatos do mundo de hipertrofia. Faço academia e só tomo whey vegetal, creatina, tribulus, macca e coenzima q10 .
      Esses relatos eram sobre chance de ginecomastia. Mas vi que o pessoal usa outros produtos, nunca usei nada de esteroides e nem conheço. 
      Tive ginecomastia na adolescência a 24 anos atrás (tive problema com hormônios, familiares acham que foi aplicação de testosterona pelo médico) e fiz operação para remoção a 16 anos atrás da ginecomastia. 
      Pretendo um ciclo simples, de 23 dias (quero a perca de gorduras localizadas anormais). Tenho facilidade em perder peso, a 7 anos atrás perdi 46 kilos com caminhada e jejum intermitente... Hoje tem esse nome famoso, na época fiz da minha cabeça e muita gente que eu conhecia disse que era perigoso...mas atualmente é muito respeitado. Há 3 meses que fui descobrir isso (recentemente perdi 8 kilos com jejum intermitente e academia em 20 dias).
      O uso apenas do HCG, para emagrecimento, pode ter chance de ginecomastia? Também vi recomendação do tamoxifeno para evitar. Seria aplicável nesse uso? 
      Muito obrigado

    • By v_shape
      Este texto é tradução de parte de artigo científico original em inglês, postado em 09 de Agosto de 2010.
      Como não sou tradutor, não me responsabilizo por eventuais erros de interpretação e radução meus nem pelas idéias do autor.
      Exercícios Resistidos com Alto Volume e Cargas Moderadas Estimulam Mais a Síntese Proteica Muscular Esquelética do que Exercícios Resistidos com Cargas Altas e Baixo Volume em Homens Jovens
      Nicholas A. Burd1, Daniel W. D. West1, Aaron W. Staples1,Philip J. Atherton2, Jeff M. Baker1, Daniel R. Moore1, Andrew M. Holwerda1, Gianni Parise1,3, Michael J. Rennie2, Steven K. Baker4, Stuart M. Phillips1*
      1 Grupo de Pesquisa sobre o Metabolismo do Exercício, Departamento de Cinesiologia, Universidade McMaster, Hamilton, Ontário, Canadá, 2 Escola de Graduação em Medicina e Saúde, Hospital City, Universidade de Nottingham, Derby, Reino Unido, 3 Departamento de Física Médica e Radiologia, Universidade McMaster, Hamilton, Ontário, Canadá, 4 Departamento de Neurologia, Michael G. Escola de Medicina DeGroote, Universidade McMaster, Hamilton, Ontário, Canadá
      Resumo
      Objetivo
      Nós procuramos determinar o efeito da intensidade (% da Repetição Máxima - 1RM) do exercício resistido e do volume sobre a síntese proteica muscular, sinalizadores anabólicos, e expressão do gene miogênico.
      Metodologia/Principais descobertas
      Cinquenta homens (com idade entre 20 e 22 anos; com IMC entre 23,3 e 24,9 Kg/m2) executaram 4 séries do exercício extensão de pernas com diferentes cargas e/ou volumes: a 90% da repetição máxima (1RM) até sua falha individual (Falha90), a 30% 1RM combinado com 90% (30CM - 30% da Carga Máxima), ou 30% 1RM executados até a falha individual (Falha30). Houve infusão de [anel-13C6] fenillalanina com uso de biopsias para mensurar as taxas de síntese de proeínas musculares mistas (MIX), miofibrilares (MYO) (87%), e sarcoplasmáticas (SARC) em descanso, e 4hs e 24 hs após o exercício. Exercícos a 30CM induziram a significante aumento sobre o período de descanso na síntesse de proteínas musculares mistas (MIX) (121%) e miofibrilares (MYO) de 87% após 4 horas do exercício físico, mas após 24 horas apenas as proteínas mistas (MIX) aumentaram. O aumento na taxa de síntese proteica muscular em MIX e MYO 4 horas após os exercícios com Falha90 em Falha30 foi maior que o 30CM, sem nenhuma diferença entre estas condições; porém, MYO permaneceu elevada (199%) sobre o restante das proteínas durante 24 horas após o treino somente no Falha30. Existiu um aumento significativo em AktSer473 (sinalizador celular) 24 horas após o exercício em todas as condições (P = 0,023 e mTORSer2448 fosofrilação em 4 horas após o exercício (P = 0.025). Fosforilação de Erk1/2Tyr202/204, p70S6KThr389, e 4E-BP1Thr37/46 aumentado significativamente (P<0.05) somente na condição Falha30 ao final de 4 horas após o exercício, enquanto que a fosforilação de 4E-BP1Thr37/46 foi maior 24 horas após o exercício do que em repouso em ambas as condições Falha90 (237%) em Falha30 (312%). A expressão Pax7 mRNA aumentou 24 horas após o exercício (P = 0.02) em todas as condições. A expressão mRNA da MyoD e miogenina foram constantemetne elevados na condição Falha30.
      Conclusão
      Estes resultados sugerem que exercícios físicos resistidos com cargas moderadas e alto volume são mais efetivos em induzirem mais anabolismo muscular do que os exercícios com cargas altas e baixo volume ou os dois combinados juntos.
      INTRODUÇÃO
      Exercícios resistidos estimulam a síntese de proteínas musculares esqueléticas, as quais são resumidamente chamadas de hipertrofia muscular. Normalmente se recomenda que contrações com altas cargas (exemplo, ≥70% da repetição máxima; 1RM) sejam executadas para fornecer um estímulo ótimo para o crescimento muscular. Foi estabelecido recentemente, contrariamente, que a síntese de proteínas miofibrilar (MYO) é na verdade maximamente estimulada em 60% da 1RM, no estado de pós-absorção, com nenhum aumento para a condição de cargas altas (ex., 75–90% 1RM) . Além disso, executar contrações com cargas moderadas (~20% 1RM) com oclusão vascular é suficiente para induzir a um aumento na síntese de proteína muscular mista (MIX), a qual explica os aumentos significativos em tamanho e força muscular, equivalente aqueles vistos em contrações de alta intesidade, que ocorrem com treinamento de oclusão sanguínea. Juntos, estes dados sugerem que cargas altas externas (ex., alta intensidade) não são pré-requisito para induzir aumentos na síntese de proteína muscular gerando assim hipertrofia muscular.
      O estudo de Henneman descreveu que o recrutamento das unidades motoras ocorre de forma progressiva das pequenas para as maiores (ex., o princípio do tamanho). Como oposto ao requerimento para alta contrações de alta intensidade nós acreditamos que o número total de contrações, independentemente da intensidade, podem resultar em uma ativação total das unidades motoras e recrutamento das fibras musculares e deve ter igual ou maior importância que a intensidade para atingir a estimulação da síntese de proteína muscular. Especialmente no mesmo de ativação da fibra muscular e presumindo uma estimulação similar da síntese de proteína msuclar miofibrilar (MYO), deverá ocorrer independentemetne da intensidade que o exercício tenha sido executado até a fadiga individual (falha) na mesma linha de observação do treinamento oclusivo.
      A regulação da síntese de proteína muscular é multifacetada e investigações recentes demonstram tanto as vias sinalizadoras quanto os Akt-mTOR e as proteína quinase ativadas por mitogeno (PKAMs; ex., Erk1/2) em cascata são importantes promotores de anbolismo induzido por exercício. Mesmo assim, destas investigações é difícil dicernir se as proteínas sinalizadoras de anabolismo por exercício são ativadas por longos períodos de tempo (ex., ≥24 h) e desempenham um papel importante na sustentação do aumento da síntese de proteína muscular que parecem ocorrer durante os dias após o exercício. De forma similar, a geradora de músculo nos adultos (células satélites) tem sido sugeridas como escenciais para a hipertrofia muscular como uma adaptação ao treinamento resistido. Mesmo assim é difícil determinar a importancia da expressão aumentada de Pax7, um marcador da ativação da célual satélite, o qual junto com outros fotores de regulação miogênica (FRMs), como o MioD, Mif5, MRF4, e miogenina, os quais estão envolvidos na ativação, proliferação e diferenciação das células tronco musculares, estão relacionandas ao aumento da respotas da síntese de proteína muscular induzido pelo exercício, especialmente em períodos pós treino (ex., >24hs) após a seção de treino.
      Neste estudo, nós procuramos sistematicamente investigar o impacto de dois tipos distintos de exercícios com cargas paralelamente com diferentes volumes de exercícios na sinalização anabólica, expressão do gene miogênico, e taxas de síntese de proteínas musculares (MIX, MYO e SARC). Utilizamos principalmente o modelo unilateral no qual os participantes executaram exercícios a 90% da 1RM até a falha (Falha 90), 30% da 1RM na qual o valor do trabalho externo foi combinada com o Falha 90 (30CM), ou 30% da 1RM até a falha (Falha30). Isto nos forneceu a ferramenta necessaria para desvendar as influências separadas entre carga (intensidade) e volume em variáveis anabólicas específicas após executar exercícios resitidos. Nós hipotetizamos que a resposta anabólica ao exercício poderia ser similar aos tipos de treinamento (as 3 condições) formulados para recrutar a ativação máxima de fibras (ex., Falha90 e Falha30); mesmo assim, a intensidade do exercício seria importante para maximizar a resposta anabólica entre entre os modos de exercícios envovlidos (Falha90>30CM).
      Fonte: https://journals.plos.org/plosone/
      Abraço.
    • By bloko
      Montei um ciclo com as sugestões do @Apollo Galeno que fizemos em outro tópico e vou manter o relato aqui.
      Primeiro ciclo.
      Idade 32 anos
      altura 1,71
      peso 67kg
      Tronco Normal: 96,50 cm
      Cintura: 78,50 cm
      Abdômem: 81,50 cm
      Quadril: 100,50 cm
      Braço Relaxado Dir: 30,50 cm
      Antebraço Dir: 26,50 cm
      Coxa Dir: 50,30 cm
      Panturrilha Dir relaxada: 37,30 cm
      BF 15.09%
      Tempo de treino 2 meses de musculação, faço outros esportes
      objetivo 'ciclo estético', ganhar peso rápido e da forma mais "limpa", que se mantenha o possível após o ciclo sem grandes colaterais. Ganhando pouco volume e mantendo definição
      Aes: cipionato 200mg  GOLD e oxandrolona 10mg GOLD
      - Cipionato 200 mg / semana (3 aplicações por semana )
      - Oxandrolona 20 mg/dia (tomar de 12/12 hs) pretendo aumentar no decorrer
      Devo tomar por apenas 6 semanas, se eu chegar a 71kg ou mais encerro na sexta semana.
      Tenho dúvidas sobre o final do ciclo, se corto abruptamente tudo ou vou aos poucos. Minha testo esta boa agora, mostrei os exames no outro tópico (em 650 se não me engano), quero que ela volte ao normal o mais rapido que der quando terminar o uso.
      Tenho também Anastrozol 1mg GOLD que pretendo usar durante o ciclo. E consigo HCG com um amigo se for indicado pra melhor tpc.
      Treino:
      ABC peito e triceps segunda, costa e biceps quarta, perna e ombro sexta - faço 4 exercícios de grupos musculares grandes e 2 ou 3 exercícios de grupos pequenos. Faço apenas 1 série até a exaustão sendo de 8 a 12 repetições no máximo com 5 segundos na contração e 5 segundos na volta, cada exercício dura em média 80 a 120 segundos (treino que peguei alguns anos atrás de hipertrofia que trabalha muito bem os musculos)
      Terça e quinta Bjj
      Finais de semana surf
      Total 3 dias hipertrofia e 3 dias aerobico
      Dieta:
      259g proteina 368g carboidrato 70g gordura = 3.195kcal
      cafe da manha 4 ovos + banana + 40g de aveia
      almoço 150g arroz + 100g feijao + 2 bifes salada a vontade
      lanche pre treino 250ml agua dose whey top growth  + banana + 20g aveia
      pós treino 250ml agua dose whey top growth  + banana
      janta 150g arroz + 100g feijao + 2 bifes salada a vontade
      ceia 2 ovos + 30g pipoca (geralmente coloco estes ovos nos shakes e na ceia como apenas pipoca)
      Suplementos:
      Tomo regularmente: Vit D 5.000UI, omega 3, creatina glutamina e bcca
      Comprei para o ciclo OPTIMEN multivitaminicio que parece ser paulada - segue foto do suplemento
       
      É isso galera, estando tudo ok por aqui o ciclo deve iniciar segunda feira 20.01.2020
      Aceito todas as opiniões e sugestões, foi exatamente pra isso que criei o tópico e vou fazer o relato.
      Estou fazendo primeiro ciclo e tenho a intenção de que seja o unico. Depos é manter o peso com dieta e equilibrio. Mas agora como tenho trabalho muito corrido e sou ativo, metabolismo acelerado, mesmo fazendo dieta não consigo passar dos 70 "ao natural". Vim estudando bastante e acho que vale a pena fazer este ciclo 🤞💪🙏
      conto com a sugestao dos mais experientes
       


    • By Alisson Kalel Cotta
      As mulheres que fazem exercícios de resistência e tomam anticoncepcional oral parecem ganhar menos massa muscular magra do que as mulheres que fazem musculação, mas não tomam anticoncepcional, dizem pesquisadores da Texas A & M University em College Station.
      Chang-Woock Lee, um dos pesquisadores, disse em uma entrevista à Reuters que os fatores que explicam as diferenças na magnitude das respostas ao treinamento de resistência entre pessoas são geralmente desconhecidos. “O estudo é significativo na medida em que identificamos um potencial novo fator que pode estar associado com as características e variabilidade das respostas musculares para um programa de treinamento de exercício resistido controlado”, acrescentou.
      O consumo de chá verde leva a mudanças epigenéticas em mulheres
      O estudo envolveu 73 mulheres com idade entre 18 e 31 anos – todas saudáveis. Todos participaram de um programa de exercícios resistidos para todo o corpo que durou dez semanas e envolveu três sessões por semana. 34 delas tomaram anticoncepcional oral, enquanto o restante (39) não o fizeram. Eles foram convidados a certificar-se de que consumiram a quantidade certa de proteína para estimular o crescimento muscular.
      Os cientistas descobriram diferenças significativas entre os dois grupos em relação ao crescimento da massa muscular magra. A massa muscular magra cresceu 3,5% entre as mulheres que não usaram anticoncepcional oral, em comparação com 2,1% entre as mulheres que fizeram.
      Os pesquisadores disseram que ficaram surpresos com o resultado das diferenças, com uma média de 60%. Suas descobertas foram apresentadas no American Physiological Society Meeting, em Nova Orleans.
      Os cientistas salientaram que a diferença só foi encontrada no ganho de massa muscular magra, enquanto os ganhos de força e as alterações nas circunferências de braço / perna foram bastante semelhantes entre os grupos.
      As mulheres que tomaram contraceptivos orais também apresentaram níveis mais baixos de três hormônios anabólicos no sangue, em comparação com as outras mulheres. Os níveis sanguíneos de cortisol foram significativamente maiores entre as mulheres que tomam contraceptivos orais, acrescentaram os pesquisadores. Hormônios anabólicos são hormônios de construção muscular, enquanto o cortisol tem o efeito oposto nos músculos.
      Anticoncepcional e DHEA
      Três mulheres que tomaram anticoncepcional oral tinham níveis mais baixos de hormônio DHEA no final do período de treinamento, em comparação com seus níveis no início. Entre todas as mulheres que não tomaram anticoncepcional oral, os níveis de DHEA não mudaram.
      É possível que os níveis variáveis de hormônios de construção muscular e de quebra de músculo tenham contribuído muito para os diferentes resultados de ganho de massa muscular magra, dizem os cientistas.
      Mais estudos necessários.
      Embora o estudo tenha observado efeitos negativos do uso de anticoncepcional oralno ganho de massa muscular no contexto do treinamento de resistência, os pesquisadores disseram que “estudos futuros são necessários para ajudar a explicar as razões por trás dos resultados”.
      Fonte: American Physiological Society
      https://nutrindoideias.com/saude-feminina/pilula-anticoncepcional-pode-prejudicar-o-ganho-muscular-das-mulheres

×
×
  • Create New...