Ir para conteúdo
  • Cadastre-se

Post Destacado

Olá galera, queria publicar aqui no forum minha felicidade, e minha evolução, de Obesidade Morbida 136kg a 88kg, e é só o começo, pois digo uma coisa a vocês, a musculação SALVA VIDAS! muito grato por tudo. qualquer pergunta sobre minha evolução, etc, podem me perguntar aqui no tópico.

 

 

00.jpg

0.jpg

1.jpg

2.jpg

3.jpg

4.jpg

5.jpg

6.jpg

7.jpg

8.jpg

9.jpg

10.jpg

11.jpg

12.jpg

13.jpg

14.jpg

15.jpg

16.jpg

17.jpg

18.jpg

19.jpg

Screenshot_3.png

ou para curtir

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • 1 mês depois...
Madrugão suplementos

Não jogue dinheiro fora

Compre suplementos bem mais baratos com o cupom de desconto do FISIculturismo.com.br

Clique aqui para obter seu cupom

  • 3 meses depois...

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma conta em nossa comunidade! É rápido, fácil e grátis!

Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.

Entrar agora
  • Conteúdo similar

    • Por br3nnr
      Olá pessoal, início pedindo um norte quanto ao que proceder com o shape no momento.
      Minha ideia seria remover um pouco dessa camada de gordura abdominal que me incomoda um pouco e depois subir pra um off-season bem feito.
      Fiquem a vontade pra ajudar!
       
       
       
      Idade: 24
      Altura: 187
      Peso: 80
      Medicações em uso (Anticoncepcional, antidepressivo,anti hipertensivo, etc...): nenhuma
      Problemas de Saúde e história de cirurgias: nenhum
      Exames de sangue hormonais recentes OU que tiver recente= sim
      Tempo de treino: 2/3 anos
      Ciclos FEITOS com dose e tempo: nenhum
       
      Divisão de treino e horario do mesmo: Segunda  a Sexta 17h - 19h (1:20  de treino + aeróbico) Aeróbico: 30 minutos -  Também aeróbico em jejum todos os dias (45 minutos).
      Panturrilha e abdômen dia sim/dia não.
      A- Quadríceps e ombro.
      Mobilidade antes do treino.
      Agachamento livre - 1 série pra aquecimento 10kg cada lado pra 15 repetições, 4 séries pra 8/12 repetições.
      Leg 45° - 4 séries 12/18 repetições 
      Agachamento articulado - 4x12 
      Extensora - 4x15
      Flexora - 4x10
      Cadeira flexora - 4x10
      Elevação lateral
      Puxada queixo 
      Elevação frontal no pulley 
      Desenvolvimento ombro com alteres
      Posterior de ombro na máquina.
      B- Peito + tríceps (4x8/12)
      Peito máquina 
      Fly inclinado 
      Supino declinado 
      Peito no pulley (inferior de peito)
      Máquina peitoral (esse apenas 3 séries pra exaurir o restante do músculo) 
      Tríceps testa 
      Tríceps corda 
       
      C- Costas, Trapézio e e bíceps (4x 8 a 12)
      Barra pra aquecer 4x
      Puxada frente 
      Puxada baixa 
      Remada curvada 
      Remada unilateral 
      Levantamento terra 
      Encolhimento trapézio
      Bíceps máquina 
      Rosca unilateral
      Rosca martelo 
       
       
      Dieta com quantidade de proteina/carboidrato/gordura por dia:
      Proteína: 160
      Carboidrato: 90gr 3 dias pra 250 high 
      Gordura: 60gr
      Obs, com excessão da primeira refeição que não tem carbos, as demais eu dou variada nelas batendo sempre os macros do dia.
       
      Refeição 1: 90 gr frango + 3 ovos brancos
      Refeição 2 (almoço) : Músculo moído 150gr + 100 arroz + caldinho do feijão (esse eu não peso) + legumes e salada 
      Refeição 3: 120gr frango + aveia + banana 
      Refeição 4: 120gr frango + arroz ou batatas 
       
      + Whey da integral que jogo no café sem açúcar pra bater as proteínas (fica bom demais).  
      EU sempre peso todos os alimentos e régulo dentro dos meus macros do dia. O que acontece é que sempre dou uma mudada por comodidade mesmo, tenho total disponibilidade de manter os mesmos alimentos por dia. 
      Proteínas que uso são peito de frango + Músculo moído. Carboidratos são arroz branco, batata inglesa, banana, aveia e pão integral e fonte de gordura gosto de abacate + azeite (tô com 30 pacotes de 120 gramas de abacate congelado no freezer) kkk

       
       
      Líquidos: 4 - 5 litros dia
      Fotos 

       





    • Por José Nunes Silva Filho
      Infelizmente, ainda nos dias de hoje é comum observarmos alguns "profissionais" que por desconhecimento mantém incrustados certos conceitos sem quaisquer fundamentações.
      Um exemplo clássico, é quando você aluno/cliente, chega numa academia e depara-se com algumas exigências espalhafatosas, por parte desses, vejamos:
      indicam a ele, fazer apenas exercícios aeróbios; indicam a fazer apenas exercícios com "baixa carga", ou seja, menos pesos e mais repetições (menos carga e mais volume); indicam os alunos a fazer apenas as "famosas" ginásticas aeróbicas. E, infelizmente essas afirmativas estão literalmente desconexas com o que se há hoje de científico sobre "exercício e emagrecimento". Onde, o ideal para que você emagreça de forma saudável, é necessário que faça um misto de atividades corretas onde se incluiria:
      Uma reeducação alimentar, e não a famosa "restrição alimentar" onde muitos deixam de comer, e acabam ficando doentes ao invés de emagrecer (gordura), acabam desidratando-se e perdendo ainda massa magra o que jamais é interessante no processo de emagrecimento (ACSM, 2001); A realização de exercícios intensos (podendo ser resistidos ou ergométricos), onde você acaba forçando seu metabolismo a permanecer acelerado por diversas horas mesmo que após a realização das atividades físicas (SILVA FILHO, 2013, 2014); Um descanso necessário para que haja uma recuperação a altura do estimulo causado nos treinamentos, e seu corpo esteja sempre preparado para receber novos estímulos de maneira intensa. Portanto, procure profissionais capacitados para cuidar da sua saúde, converse com seus Profissionais tanto de Educação Física quanto de Nutrição para eles ajudem-no de forma correta seus exercícios e sua alimentação, para que seus resultados sejam além de otimizados, sejam cada vez mais satisfatórios e saudáveis.
      Referências
      
1. Silva Filho, J.N. Treinamento de força e seus benefícios voltados para um emagrecimento saudável. RBPFEX-Revista Brasileira de Prescrição e Fisiologia do Exercício, v. 7, n. 40, 2013.
      2. Silva Filho, J.N. Musculação Emagrece?. Disponível em:<www.exerciciofisicocomsaude.com.br>. 2014.
      3. ACSM. Position stand on the appropriate intervention strategies for weight loss and prevention of weight regain for adults. Med Sci Sports Exerc 33:2145–2156, 2001.
    • Por Leena Fabrini
      O formoterol é uma droga de longa ação utilizada no tratamento de asma e doença pulmonar obstrutiva crônica. É quimicamente semelhante ao clembuterol, que é uma droga anabólica popular entre alguns fisiculturistas.
      Paul Lee, do Instituto Garvan de Pesquisa Médica, em Sydney, na Austrália, expôs que o formoterol promoveu a queima de gordura em 15% e o aumento da síntese protéica nos homens.
      Uma dose de 160 microgramas foi eficaz com um aumento mínimo na frequência cardíaca. O formoterol pode ter efeitos positivos sobre a composição corporal e a saúde.
      Fontes: Apresentação realizada em 6 de junho de 2011 no Encontro Anual da Sociedade de Endocrinologia e Revista Muscular Development, janeiro/2013, pg. 76.
    • Por fisiculturismo
      Você sabia que o sedentarismo é tão ruim para o organismo quanto o vício em cigarro ou obesidade? Muitas pessoas com rotina de trabalho sentada ficam por oito ou mais horas por dia sentadas, e essa situação de sedentarismo causa mortes precoces.
      Mexa-se! Um estudo publicado na revista The Lancet revela que apenas 60 (sessenta) a 75 (setenta e cinco) minutos de atividades físicas moderadas (caminhar - 5,6 km/h - ou andar de bicicleta - 16 km/h) por dia são suficientes para afastar o risco do sedentarismo.
      Para chegar a esta conclusão, os pesquisadores analisaram 16 (dezesseis) estudo com mais de um milhão de pessoas avaliadas. Pessoas que praticam mais de 60 (sessenta) minutos de atividades físicas moderadas não apresentam qualquer risco de morte precoce pelo fato de ficarem sentadas por 8 (oito) horas por dia.
      Quanto aos sedentários, independentemente da quantidade de horas que ficam sentados por dia, o risco de morte precoce identificado foi de 28% (vinte oito porcento) a 59% (cinquenta e nove porcento) maior do que as pessoas fisicamente ativas. Pasmem, tais percentuais de risco de morte precoce são similares àqueles ligados ao tabagismo e obesidade.
      Os pesquisadores afirmam que esses 60 (sessenta) minutos diários recomendados de atividades físicas diárias podem ser divididos em 6 (seis) períodos de 10 (dez) minutos cada. Lembre-se que tal período de tempo é contato para atividades moderadas (caminhada e pedalada), para atividades mais intensas, tais como musculação pesada ou HIIT, esse período de tempo é reduzido. 
      Fonte:
      ECKELUND, Ulf. Does physical activity attenuate, or even eliminate, the detrimental association of sitting time with mortality? A harmonized meta-analysis of data from more than 1 million men and women. Disponível em <http://www.thelancet.com/pdfs/journals/lancet/PIIS0140-6736(16)30370-1.pdf>. Acesso em: 31 de jul. 2016.
    • Por Fábio Moura Veras
      Caros colegas, está provado que incluir amêndoa na dieta acentua a redução de peso. E tem mais: ela é rica em proteína, fibra, cálcio, ferro e gordura do bem, que protege o coração. Se você acha que as amêndoas, castanhas e nozes devem passar longe da sua dieta por conta das calorias, você não sabe o que está perdendo. Elas fazem parte do seleto grupo das frutas oleaginosas, que, além de carregarem muitos nutrientes, podem ser excelentes parceiras na hora de emagrecer.
      Estudos indicam que, quando aliadas a uma dieta, essas castanhas auxiliam na perda de peso, pois são ricas em gorduras mono e polinsaturadas, responsáveis por manter o nível de açúcar no sangue estável e ativar o metabolismo da queima de gorduras. O mais recente deles, publicado na revista norte-americana International Journal of Obesity, comparou os efeitos de uma dieta para emagrecer enriquecida com amêndoa a uma mais tradicional, suplementada com carboidratos complexos.
      O grupo que comeu amêndoa não só obteve mais sucesso na redução do peso e do total de gordura corporal como também teve mais facilidade em manter a perda de peso durante o tempo estudado. Lançar mão das gorduras do bem para emagrecer é um recurso cada vez mais defendido por especialistas no mundo todo. O efeito principal que o uso dessas oleaginosas têm é quanto a redução do nível de insulina liberada pelo pâncreas, ajudando assim, a converter os estoques de gordura corporal em energia.
      Além disso, os especialistas são unânimes ao classificá-las como ótimas moderadoras de apetite. “Ao comer cinco ou seis nozes antes da refeição, você se sente saciado mais rápido e por mais tempo”, escreve o médico norte-americano Michael Roizen, autor dos best sellers Idade Verdadeira e A Dieta da Idade Verdadeira.
      E não é só isso. A família das castanhas é muito rica em nutrientes. Na lista de seus componentes benéficos entram fibras, proteína, cálcio, ferro, potássio, zinco, selênio, vitamina E, ácido fólico, entre outros. A castanha-do-pará, por exemplo, já ficou famosa por seu alto teor de selênio, mineral que atua no equilíbrio da tiróide (evitando oscilações de peso), previne tumores, fortalece o sistema imunológico e protege contra a ação dos radicais livres.
      Um estudo da Universidade de Otago, na Nova Zelândia, atesta que a ingestão diária de duas castanhas-do-pará recentemente rebatizadas castanhas-do-brasil eleva em 65% o teor de selênio no sangue. Mas provavelmente os neozelandeses não usaram o legítimo produto brasileiro. Ora, nós somos sortudos. É que as castanhas produzidas no Norte e no Nordeste do país são tão ricas em selênio que bastaria uma unidade para tirar o mesmo proveito.
      Já amendoim, amêndoa e pistache são boas fontes de proteína e não devem faltar na alimentação de quem não come carne. O zinco, presente especialmente na castanha-do-pará e de caju, tem papel fundamental na produção de glóbulos brancos; magnésio, encontrado na maioria dessas castanhas, ajuda a controlar a pressão e a reduzir sintomas da tensão pré-menstrual; sem falar no potássio, mineral fundamental para contração muscular.
      As gorduras monoinsaturadas presentes nesses alimentos também são uma vantagem e tanto. Elas reduzem o nível de colesterol ruim e aumentam o HDL, o colesterol do bem, responsável por limpar as artérias. Por isso, elas são armas poderosas para afastar as doenças cardíacas. Uma pesquisa norte-americana revelou que duas colheres de sopa de nozes por dia é capaz de reduzir em 13% o nível total de colesterol. Cada 1% do colesterol reduzido significa 2% a menos de risco de doenças cardiovasculares.
      Mas não se esqueça de que, mesmo sendo do bem, essas gorduras carregam muitas calorias. Um pacotinho de 100 gramas de amendoim ou castanha de caju, por exemplo, vale o mesmo que um Big Mac. Nem é preciso dizer que, consumidas em exagero, acabam como estoque de gordura. Por isso, o recomendado é comer as castanhas no lugar de outro alimento, não apenas adicioná-las à dieta.
      Qualquer que seja a sua escolha, o melhor é consumir as oleaginosas cruas. Se não gostar, uma boa alternativa é torrá-las em casa, pois o calor do forno não é suficiente para tirar os benefícios dos nutrientes nelas contidos. Para preservá-las, conserve em lugar seco e afastadas da luz e evite os grãos muito salgados, que favorecem a retenção de líquidos.
×
×
  • Criar novo...