Ir para conteúdo
  • Cadastre-se

Curso on-line: desmistificando o mundo dos esteroides anabólicos


 Compartilhar

Post Destacado

  • Administrador

curso-online-esteroides-anabolizantes-dr-luiz-tintori-medico.png

O médico do esporte Dr. Luiz Tintori elaborou um curso sobre esteroides anabolizantes que é destinado para praticantes de musculação e também para médicos, com linguagem simples e completa para se compreender a composição química dos esteroides e os principais protocolos de uso. São 8 módulos com os seguintes temas:

  • Módulo 01 – História e Estrutura Química dos Esteroides: você vai conhecer a história e entender a estrutura química base fundamental para você compreender a ação destes hormônios no organismo.
  • Módulo 02 – Fisiologia Hormonal: você vai compreender como os hormônios interagem no organismo a nível celular, aprender sobre o eixo hipotálamo-hipófise-gonadal, como a testosterona é convertida em outros hormônios.
  • Módulo 03 – Esteroides e suas características: você vai conhecer as superfamílias dos esteroides anabólicos, suas características e dosagens praticadas.
  • Módulo 04 – Esteroides em Mulheres: você entenderá o principal mecanismo de ação dos esteróides em mulheres e aprenderá que há peculiaridades no uso destas substâncias pelo público feminino.
  • Módulo 05 - Passo a Passo para cuidar da saúde em hormonizados: vou lhe ensinar como atender um paciente sob uso de hormônios, quais exames pedir e como interpretá-los, como avaliar o protocolo de esteróides em uso e quais os efeitos colaterais causados pelos hormônios.
  • Módulo 06 - Efeitos Adversos e Manejo Clínico: vou lhe ensinar como manejar os colaterais mais comuns, com protocolos usados por mim na prática clínica.
  • Módulo 07 - Protocolo de Terapia Pós Ciclo: você vai aprender como montar a terapia pós ciclo, parte fundamental que garantirá menos chances de abusos e uso crônico dos hormônios.
  • Módulo 08 - Erros mais comuns no uso de esteroides: exemplifico quais os erros mais comuns e porque não cometê-los.

Acompanhe o resumo do curso em 5 minutos:

Caso você não goste do curso, terá direito ao reembolso do valor investido dentro de 7 dias.

Comprar o curso on-line

 

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • 5 meses depois...
Madrugão suplementos

Não jogue dinheiro fora

Compre suplementos bem mais baratos com o cupom de desconto do FISIculturismo.com.br

Clique aqui para obter seu cupom

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma conta 100% gratuita!

Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.

Entrar agora
 Compartilhar

  • Conteúdo similar

    • Por anabolic2001
      Alguém que tenha ou faça parte de algum grupo de maromba que possa mandar o link de convite? 
    • Por Andersonw
      Olá pessoal, tenho 7 anos de treino em artes marciais e mais de um ano de musculação, quero começar a ciclar e ganhar massa e volume e definição (visando que não posso ter tudo após a TPC) estava pensando em usar o "CUT STACK" (de 300mg/1ml) mas em doses baixas de 0,45 ml aprosimando-se de +/- 135mg por aplicação que seria dia sim dia não finalizando 2.025 no mês, ou 540 por semana, queria saber se esse protocolo seria valido para primeiro ciclo e se existe outra droga que assim como o "cut stack" tem um bom custo beneficio apresentando um "mix" usual único ( varias drogas que juntas formariam um ciclo completo em um único produto/aplicação), caso não achem valido este protocolo o que me recomendam visando um ciclo de baixo custo para definição? E quanto as prevenções um anastrozol e tamoxifeno ou cabergolina resolvem? a TPC seria  maca peruana, tribulus, ashwaganda e clomid, mais alguma coisa ou suficiente?   
    • Por fisiculturismo
      Assista aos vídeos da National Geographic Channel sobre os anabolizantes esteroides:
       
       
       
       
       
       
       
       
    • Por Paulo Cavalcante Muzy
      Eu vou lhes oferecer a minha visão sobre anabolizantes esteroides daqui para diante e espero que sirva de contrapeso para que conheçam um pouco mais criticamente sobre os materiais que pretensamente são os salvadores da situação.
      Primeiramente, não sou contra nem a favor de aspirinas, diclofenacos, dipironas, portanto não posso ser contra ou a favor de esteróides. Medicações são medicações e não medidas políticas. Existe mal uso, óbvio, e vou escrever daqui para diante os mal usos mais comuns, isso porque vejo em uma centena de fóruns que costumo visitar pseudo-especialistas dando opiniões de leitores de bula com segundo grau completo (ainda que algumas vezes não), e falando os maiores absurdos.
      Nessa oportunidade, vou lhes deixar somente a seguinte frase para pensarem: sem os esteroides, os campeões seriam os mesmos, talvez sem marcas tão impressionantes, mas seriam os mesmos, porque ser um campeão depende de uma dezena de situações.
      Ter sucesso no seu planejamento de treinamento e dieta também segue a mesma trilha, logo, não adianta pensar que estaria livre de treinar ou fazer dieta de verdade pelo uso destas substâncias, porque este e um pensamento enganoso e perigoso.
      Logo iremos falar sobre tipos de treinamento, riscos, prevenção de lesão, etc. Tem muita coisa interessante para ser estudada além do incha-murcha-vira-mortadela que os esteroides mal indicados provocam.
      Estou à disposição de vocês, na próxima edição falaremos sobre uso de esteroides em patologias, para vocês começarem a entender de onde as drogas vieram e porque. Historia é muito importante.
    • Por Paulo Cavalcante Muzy
      Vamos combinar de somente falar a verdade? Então está bom, porque eu vou falar para vocês sobre o dia a dia que encontro nas academias nas quais eu treino e visito.
      É evidente que não vou escrever para vocês para orientar o uso ou endossar o abuso dessas substâncias, mas me vejo na obrigação de desmistificar certos mitos sobre medicamentos, porque são de fato um risco para a saúde, mas mais freqüente que isso, são um risco para quem gosta do esporte e fica se orientando.
      Caso testosterona fosse o segredo do negócio, o bíceps era proporcional à quantidade de ampolas e caras como Hany Rambod, Charles Glass ou Milos Sarcev, ou até mesmo John Weider, Mike Mentzer ou Arnold Schwarzenegger nunca teriam espaço para propagar suas idéias ou metodologias.
      Sendo assim o que gostaria que vocês ponderassem é sobre todos os efeitos da testosterona sobre o físico do atleta e dessa forma percebessem duas coisas:
      o uso não é inócuo ainda que muita gente use e não apresente efeitos colaterais; físico com qualidade depende de metodologia de ganhos e o uso de determinada substância pode estragar um preparo bem feito de meses, às vezes até anos... Lembrem-se do fator sarcoplasmático: ter hipertrofia às custas de retenção de glicogênio por uso de testosterona, além de fazer aquele visual bolo-fofo, diminui a separação muscular e em alguns casos pode até engrossar a pele porque mesmo não sendo um corticite, ela por ter relação com todos os ésteres de colesterol, guarda alguns efeitos glicocorticóides.
      Outra coisa importante: os músculos tem densidades de receptores para testosterona de gama variada.
      Os que mais tem receptores para ela são o trapézio e o tríceps, logo, se vocês estão procurando adequação de proporções, cuidado.
      Músculos mais desenvolvidos que outros podem, ao trabalharem juntos em exercícios básicos, causar um efeito treinamento cujo resultado fique difícil de ser previsto e cuja correção pode ser de extrema dificuldade.
      Lembrem-se também da hipertrofia visceral que acontece não só com hGH.  De que adianta virar uma parede de músculos se a sua linha se parece com a de uma geladeira tri-véia?
      Sabe por que fisiculturista cumprimenta batendo na lombar? Porque aquela região maldita terra-de-ninguém dos flancos é onde guardamos líquido extra. São nossas corcovas de camelo. Lá é onde ficamos com a maior retenção, logo, o sujeito que lança mão de testosterona em largueza, por mais seco que esteja, vai ficar com um pneuzinho ali: tá pego!
      Por último: cuidado com as alterações que são anatômicas e que não saem com treino ou com dieta. Você pode conquistar um problema muito mais complicado tentando resolver um muito simples. E claro, JAMAIS apóie um treino porcaria com uma dieta de lixo no uso de esteroides.
      Você estará sendo bobo, apenas mais uma diversão para quem gosta de rir da ignorância alheia. Pense bem. Meu conselho médico e de atleta.
      Abraço e muita performance com muita saúde! Muzy
×
×
  • Criar novo...