Ir para conteúdo
  • Cadastre-se

MINHA MUDANÇA DE VIDA !


bbvox
 Compartilhar

Post Destacado

#############    1 DIA      ###############

 

 

Hoje dia 06 de maio de 2021, eu inicio minha rotina de treinos .

https://prnt.sc/12lr623

Foto atual, como estou .

 

Não tenho conhecimento nenhum sobre musculação, não sei nomes dos aparelhos de musculação. 

Apenas sei que preciso perder peso pois quero mudar meu fisico . 

Hoje iniei o jejum intermitente, ou um jejum louco . Estou comento somente 10 anos a noite, e fico o resto do dia sem comer nada .

Hoje me matriculei em uma academia, estou indo as 5hs da manha e fazendo 1 hora de esteira , com uma 4 blusas para esquentar .

Estou fazendo uso do Termogenico ( Thermo 300mg da new millen ) composto por garaná em po . Não é cafeiana . Não sei o por que o vendedor da loginha de suplemento me vendeu esse , poderia ter me vendido com base de cafeina . Mas enfim ... Estou tendo energia para meus treinos .

A noite , as 18hs eu faço mais 1 hora de esteira e musculação , o dito stret , faço todos os aparelhos , 3 serie de cada bem baixa carga , só para digamos acostumar meu corpo , pois estou a anos sem malhar . 

Acredito, que depois de uma ou duas semanas , nesse jejum , eu faça um treino melhor , mais focado , mas pesado .

Meu objetivo agora é perder peso , tirar essa gordura toda do meu corpo . E tenho urgencia . 

 

Acompanhe meu pequeno espaço aqui , todos os dias vou estar contando sobre essa jornada de 2 semanas . 

 

Estou com 101 kilos em 06 de maio de 2021 , tenho 183 de altura . 

Tenho 41 anos .

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Tudo sobre esteroides

Curso sobre esteroides anabolizantes!

Domine o uso de esteroides neste curso de 8 módulos do médico Dr. Luiz Tintore

Clique aqui para conhecer

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma conta em nossa comunidade! É rápido, fácil e grátis!

Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.

Entrar agora
 Compartilhar

  • Conteúdo similar

    • Por fe16
      Oi pessoal, boa noite!
      Queria muito a ajuda de vocês aqui do fórum para mudar meu corpo. Necessito muito definir meu corpo, melhorar minha auto estima...
      Esse ultimo ano foi meio pesado pra mim, acabei deixando o corpo de lado...
      @Apollo Galeno pelo que tenho visto, vc é quem ajuda a fazer acontecer por aqui. Pode me ajudar com esse projeto?
      Idade: 35
      Altura: 1,66
      Peso: 65,6kg
      Medicações em uso (Anticoncepcional, antidepressivo,anti hipertensivo, etc...): não
      Problemas de Saúde e histórico de cirurgias: nenhum
      Exames de sangue hormonais recentes OU que tiver recente= FOTOS ANEXAS
      Tempo de treino: 10 anos (apenas 1,5 levado a sério)
      Ciclos FEITOS com dose e tempo: não aplica
      Ciclo PROPOSTO com Aes (Marca) dose e tempo: to nas mãos de vcs, mas acredito que por hora, nenhum.
      Divisão de treino e horário do mesmo: Todos por volta das 19h (esse treino foi montado por um prof. da academia na ultima semana)
      Segunda e sexta – inferiores
      Agachamento livre – 4x12
      Cadeira extensora – 3x15
      Leg 45 – 5x15
      Agachamento no smith – 3x12
      Mesa flexora – 3x15
      Stiff – 3x12
      Cadeira adultora – 3x15
      Flexão plantar leg horizontal – 3x20
       
      Terça e quinta – superiores
      Puxada aberta no puley – 3x15
      Puxada supinada no puley – 3x15
      Rosca bíceps pegada neutra – 3x8
      Desenvolvimento aberto unilateral – 3x12
      Abdução de ombros com alteres – 3x6
      Remada fechada na maquina – 3x15
      Rosca bicesps no cross – 3x12
      Supino inclinado no banco com halteres – 3x12
      Rosca tríceps no cross – 3x12
      Abdominal pernas 90º - 3x15
       
      Quarta (inferiores)
      Cadeira extensora – 4x15
      Agachamento smith – 4x12
      Subida na caixa com halter – 3x12
      Agachamento sumo – 3x12
      Leg 45 – 3x12
      Cadeira flexora – 4x15
      Cadeira abdutora – 3x12
       
      Dieta com quantidade de proteína/carboidrato/gordura por dia: montei no myfitnesspal baseado mais ou menos no que como no dia a dia (socorro)
      Proteínas - 108g
      Carboidratos – 115
      Gorduras - 41g
      6:30h – desejum
      2 ovos cozidos
      1 fatia de pão integral
      1 colher de sobremesa de requeijão
      Café puro ou com canela
      12h – almoço
      100g de peito de frango
      100g arroz branco
      80g feijão preto
      Salada com 10g de azeite
      17h - Lanche da tarde
      Panqueca de banana (1 ovo, 1 colher de sopa de goma de tapioca e 1 banana + canela)
      Café puro
      20h – pos treino
      1 dose de whey
      21h-  jantar
      100g peito de frango
      80g batata doce
       Fotos: anexas









    • Por Carolina Machite
      Já dizia o ditado: “cabeça vazia, moradia do diabo”, e a partir de então, devido a vida corrida das pessoas, o acúmulo de tarefas, fazendo dos dias mais longos, cansativos e estressantes, uma doença que para alguns médicos é tida como a grande vilã do século XXI deixou de ser vista como a síndrome da classe média alta e passou a afetar todas as classes, a DEPRESSÃO.

      Entre os sintomas mais evidentes encontram-se as mudanças de humor, perda de interesse ou prazer nas atividades, sentimento de culpa ou perda de autoestima, distúrbio de sono ou de apetite, perda de energia e falta de concentração.

      A doença que ocorre em quantidade maior em mulheres – 2 casos para elas em 1 para eles – e que de acordo com pesquisas não confirmadas, ocorre devido aos hormônios femininos, atinge principalmente grávidas, usuários de drogas, álcool e nos últimos tempos passou a estar presente no dia-a-dia de pessoas que trabalham demais e se sobrecarregam, ficando mais vulneráveis a doença e também afeta diretamente a terceira idade, isso pela perda de auto confiança, autonomia e capacidade funcional.

      A depressão se não tratada devidamente, pode levar a uma incapacidade de gerenciar a própria vida e a perda da responsabilidade em relação aos outros e ainda pode levar a casos extremos como o suicídio.

      De acordo com a Organização Mundial de Saúde – OMS – a doença está associada à morte de 850.000 pessoas, só no Brasil mais de 17 milhões de brasileiros sofrem com a doença e mais de 80.000 trabalhadores já foram afastados pelo Instituto Nacional de Seguro Social – INSS – de suas atividades em decorrência da depressão.

      O TRATAMENTO

      Alunos de educação física de uma Faculdade em Florianópolis realizaram uma pesquisa envolvendo professores de educação física e psiquiatras e o resultado foi positivo. Para a maioria dos psiquiatras ficou provado que a atividade física auxilia moderadamente ou totalmente no tratamento da depressão.

      Com a pesquisa foram comprovados que através dos exercícios físicos várias melhorias ocorrem nos pacientes com quadros de depressão, tais como: melhoria da estabilidade emocional, imagem corporativa positiva, aumento da positividade e autocontrole psicológico, a melhora do humor, interação social positiva, diminuição da insônia e da tensão.

      O exercício físico tem sido importante nos tratamentos e vêm proporcionando benefícios físicos e psicológicos como a diminuição da insônia e da tensão, e o bem estar emocional, além de promover benefícios cognitivos e sociais a qualquer indivíduo.

      Alguns especialistas acreditam que uma vez instalada a depressão por conta de uma dependência química ou do álcool o paciente só terá chance de cura se procurar ajuda e, dentre todos os tratamentos indicados o exercício físico tem sido recomendado principalmente para eliminar toxinas, melhoras as condições esqueléticas e cardiovascular, resgatar a autoestima e também o relacionamento com as pessoas.

      Uma pesquisa realizada nos anos 90 concluiu que pacientes tratados com medicamentos e exercícios têm mais sucesso no tratamento contra a depressão e menos chances de recaídas quando comparados a grupos tratados com medicação – estes grupos apresentam uma melhora apenas inicial, estagnando –.

      Os benefícios dos exercícios físicos vão além do que imaginamos e vale ressaltar que em longo prazo a atividade física, principalmente se feita diariamente, passa a dominar o paciente, de forma que, isso passa a ser um novo vício, ou seja, uma troca de um negativo por um positivo. Segundo Cooper isso se deve a liberação pelo sistema nervoso central de endorfinas, que causam uma sensação de bem estar, permanecendo por várias horas depois de encerrado o exercício.

      Com relação à queda hormonal que ocorre com o envelhecimento, em pessoas sadias o mais evidente ocorre no sistema nervoso central com neurotransmissores responsáveis pelo estado de humor que o exercício estimula.

      Naturalmente a queda da força pode ser revertida ou pelo menos retardada com a musculação, o exercício estimula a secreção da testosterona e hormônio de crescimento. Atualmente as pesquisas apontam que os melhores rendimentos estão associados diretamente ao volume semanal de treinamento, intensidade, tempo de descanso entre as séries e a massa muscular desenvolvida.

      A alta intensidade em junção com séries curtas comprovam os melhores resultados da testosterona logo após o fim dos exercícios. Mas é necessário lembrar que o excesso pode também provocar efeito inverso, razão esta que exige a participação de um profissional habilitado, intercalando exercícios aeróbios com a musculação.

      Acima de tudo é importante ressaltar que é comprovado a melhora de pacientes com depressão através de exercícios físicos, mas isso não é imediato e também não funciona em todos os casos, o tratamento deve ser seguido de forma séria e árdua, os exercícios são apenas uma das soluções dadas ao problema, que se usados corretamente se torna um forte aliado contra a depressão.
    • Por Ricardo Fonseca
      A depressão é associada a sintomas emocionais ou psicológicos com pensamentos negativos que geram infelicidade, podendo ser acompanhada de dor e ainda sintomas físicos que influenciam a vida das pessoas em diferentes aspectos.
      A causa da doença está ligada também a outros fatores de origem não psicológica, como por exemplo, vários fenômenos metabólicos , como a inflamação , resistência à insulina , estresse oxidativo, disfunção mitocondrial e principalmente hormonal. O papel dos hormônios na depressão é considerável, incluindo os hormônios do estresse ( glicocorticóides ) e hormônios sexuais ( testosterona, estrogênio). Muitas pessoas que sofrem de depressão podem estar com desequilíbrios hormonais que contribuem significativamente para o aparecimento dos sintomas de infelicidade( Howland 2010).
      O tratamento médico convencional, infelizmente, obtém uma taxa de sucesso de apenas 50% ou menos, com medicamentos que são repletos de efeitos colaterais ( Prescrire Int . De 2011). Por esse motivo, esse artigo tem como intuito substituir ou complementar o uso do medicamento tradicional para depressão, pelo uso de suplementos que não apresentam efeitos colaterais pronunciáveis. No mínimo podemos sugerir uma estratégia abrangente que inclui mudanças proativas no estilo de vida: terapia , reposição hormonal , suplementação e suporte nutricional direcionado para complementar o tratamento tradicional com antidepressivos e assim gerar um equilíbrio na química cerebral.
      A depressão não pode ser diagnosticada com exames de sangue, como é feito em outros tipos de doenças, por isso, são usadas diretrizes clínicas cuidadosamente desenvolvidas , conforme definidas no Manual Diagnóstico e Estatístico de Transtornos Mentais (Diagnostic and Statistical Manual of Mental Disorders – DSM). É preciso consultar um médico para saber qual o enquadramento da doença e minuciosamente fazer um programa de suplementação.
      Podemos no mínimo nos informar sobre alguns pontos:
      O primeiro ponto a ser analisado antes de se pensar em um programa de suplementação é a dieta. Evidências sugerem que a dieta mediterrânea é adequada pela característica anti- inflamatória que possui, podendo ajudar a prevenir ou controlar a depressão ( Sanchez- Villegas , 2006). Essa dieta é rica em ômega -3 e antioxidantes polifenólicos, podendo servir de base para quem visa otimizar as atividades cerebrais e das glândulas no combate a depressão.
      A dieta inclui geralmente boas quantidades de peixe , legumes, grãos não refinados , feijão ou legumes , frutas e azeite de oliva. Limita-se carnes e derivados do leite para pequenas porções somente um dia na semana.
      O segundo ponto é analisar o balanço hormonal. Por exemplo, a manutenção do TSH (hormônio estimulante da tireóide) entre 1 - 2 μIU / mL (taxa padrão de laboratório 0,45-4,5 μIU / mL) para evitar as conseqüências da disfunção tireoidiana subclínica, que podem incluir a depressão. Estudos também indicam que alguns homens deprimidos têm níveis baixos de testosterona (Barrett-Connor 1999; Schweiger, 1999).
      Vários estudos clínicos têm demonstrado que a terapia de reposição de testosterona em gel pode aliviar a depressão em homens com baixos níveis de testosterona, síndrome metabólica, e HIV / AIDS (Giltay 2010; Shores 2009; Zarrouf 2009; Papa, 2003). Outro hormônio que pode auxiliar é a melatonina, um hormônio produzido na glândula pineal, no cérebro, que está envolvido na função de sono-vigília e outros ritmos circadianos.
      A melatonina diminui com a idade e alguns estudos ligam os baixos níveis de melatonina com sintomas de depressão. É um excelente substituto de remédios para dormir.
      O terceiro e último ponto é utilizar suplementos que podem ativar a produção de hormônios, e outros nutrientes que tem efeito anti-depressivos e calmantes.
      A depressão é uma condição multifatorial e um alívio eficiente requer muitas vezes uma abordagem diferente para consertar desequilíbrios neuroquímicos e metabólicos que podem estar subjacentes ao distúrbio do humor.
      Um suplemento importante que pode ajudar muito é o SAMe (S-adenosill-metionina), um aminoácido derivativo normalmente sintetizado pelo corpo. O SAMe é utilizada pelo corpo em três importantes caminhos:
      Metilação (contribuição de grupos de metila para ativação de determinadas moléculas) Síntese de poliamidas (para crescimento celular, expressão de genes, regeneração neuronal, etc.) Trans-sulfuração (síntese de cisteína, glutationa e outros sulfatos químicos) O SAMe ocorre naturalmente no corpo e está concentrado no fígado e no cérebro, sendo uma das grandes doadoras de metila na síntese de hormônios, ácidos nucleicos, proteínas, e fosfolipídios, catecolaminas e outros neurotransmissores, como a dopamina e a serotonina.

      Ele é necessário para a síntese de norepinefrina, dopamina e serotonina, também desempenhando um papel em outras rotas metabólicas intracelulares. É um facilitador do uso de glutationa e estabilizador dos níveis de acetilcolina, que ajudam a melhorar ou manter a função cognitiva e atenuar ou prevenir o envelhecimento e a neurodegeneração. Esse suplemento também auxilia na produção de creatina, glutationa, taurina, L-carnitina, e melatonina.

      Segue uma lista de suplementos e dosagens com o intuito de auxiliar nos problemas de depressão. Os nutrientes listados abaixo são classificados de acordo com seus mecanismos de ação no cérebro e regulação da saúde e do humor.

      Muitas dessas sugestões podem servir como adjuvantes em terapias convencionais para a depressão, mesmo assim, sempre consulte um profissional de saúde qualificado antes de combinar algum suplemento com uma medicação antidepressiva:

      Efeitos no sistema nervoso
      Óleo de peixe (com polifenóis de oliveira ) : 1400 mg de EPA e DHA 1000 mg por dia Magnésio L – treonato(Threonate) : 2000 mg por dia Síntese de neurotransmissores
      5 - hydroxytryptophan ( 5 - HTP ): 50 - 200 mg diários L-Theanine: 100 - 400 mg por dia L-Arginina: 800 - 2400 mg por dia GABA: 700 - 2100 mg por dia N-acetilcisteína: 600 - 1800 mg por dia Reações de metilação
      S- adenosilmetionina (SAME) : 400-1200 mg por dia L- methylfolate : 1000 mcg diária A vitamina B12 ( como metilcobalamina ) : 1.000-8.000 mcg diária Vitamina B6 ( como piridoxal 5 - fosfato ) : 100 mg diários Regulação de glicose
      Cromo: 500 mcg por dia Green Coffee Bean ( padronizado 50% para ácido clorogênico ): 400 mg antes de cada refeição , até três vezes ao dia. Efeitos antioxidantes
      N - acetil - cisteína : 600 - 1200 mg por dia R- lipóico : 300-600 mg por dia Vitamina C : 1000 - 2000 mg por dia A vitamina E ( tocoferol como mistura de alta gama) : 350 mg diários Selênio ( como Se- methylselenocysteine ): 200 mcg por dia Suporte a saúde mitocondrial
      Coenzima Q10 ( como ubiquinol ) : 100 - 200 mg por dia Quinina pirroloquinolina ( PQQ ) : 10 - 20 mg por dia Acetil - L - carnitina : 1000 - 2000 mg por dia Restauração Hormonal
      DHEA: 15 - 50 mg por dia para mulheres ou 25-75 mg por dia para os homens As irregularidades dos hormônios da tiróide podem contribuir para a depressão. Portanto, aqueles com disfunção da tireóide ou TSH acima de 2 μIU podem utilizar L-tirosina: 500 - 1000 mg por dia e L-fenilalanina: 500 - 1500 mg por dia.
      Diversos mecanismos de alívio:
      Vitamina D: 5000 - 8000 UI por dia ( dependendo dos resultados das análises ao sangue ) Zinco : 30 mg diariamente Inositol : 2000 - de 10 000 mg por dia multivitamínico Ashwagandha; extrato padronizado: 125-250 mg por dia Ervas anti-ansiedade
      Erva de São João ; extrato padronizado: 300-600 mg por dia Ginkgo biloba, extrato padronizado: 120 - 240 mg por dia Valerian; extrato padronizado: 600 - 1200 mg por dia Erva-cidreira, extrato padronizado: 300-600 mg por dia Os seguintes exames de sangue podem ser úteis:
      Painel da tireóide (TSH , T4, T4 livre , T3 livre) Cortisol AM / PM Insulina ( em jejum ) A serotonina , sangue total Vitamina B12 e folato A vitamina D , 25 - Hidroxi RBC magnésio Pontuação Omega ® Painel de citocinas DHEA, Cortisol Testosterona total+livre
    • Por Katie
      Graças a Deus não tenho TPM. O problema que tenho em comum é a retenção de liquidos na semana da menstruação. Chego a ganhar 2kgs (e parece que esta tudo na barriga) ela fica ENORME !!!!!
      Procuro não me pesar nesta semana, porque mesmo sabendo que é por causa da menstruação, fico meio dow por ter engordado.
      O que acho super legal é criarmos temas ligados ao treinamento feminino.
      Sei que muitas coisas são comuns entre os sexos, mas acredito que tenhamos muitas informaçoes para trocar.
      Por exemplo, é dificil discutir definição muscular com os homens, geneticamente eles já tem em média 10% a menos que nós, é mais facil né ????

      Um beijo a todos (as)
    • Por Pedrovisky
      Estou planejando uma dieta e mudança de hábitos alimentares. Então peço a ajuda e sabedoria de vocês para me darem dicas e avaliação da minha dieta. Pretendo perder uns 5kg +/-.
      Minha alimentação sem foco e dieta é basicamente arroz, feijão e carne. Porém, costumo extrapolar no fds com a mulher em fast food, hamburger, pizza e doces.
      treino 4x por semana ABCD
      desde já agradeço a atenção!
      Idade: 25
      Tempo de Treino: Iniciei na musculação com 15 anos com idas e vindas. Nunca tive uma consistência muito grande nos treinos. Estou treinando há 1 ano e 8 meses, mas fiquei parado em dezembro.
      Altura: 1,78
      Peso: 90 kg
      Gasto calórico total diário: segundo a balança 3.200 kcal
      BF: balança eletrônica amadora deu ~ 22%
      Objetivo: perder gordura
      Valor calórico total estimado: 2.342 kcal
       
      Abaixo favor colocar a rotina alimentar completa, incluindo os horários de cada refeição:
      Estou usando um app para medir +/- os macros
      proteina: 211g
      Gordura: 71g
      Carboidratos: 200g
      6h
      3 ovos mexidos fritos na manteiga com 1 fatia de mussarela; 1 banana nanica com aveia e chia; 
      10h30
      2 colheres de sopa de tapioca mexido com 1 ovo, recheado com frango desfiado com azeitona
      11h30
      treino
      12h30
      whey protein
      13h30
      arroz, feijão (~1 xícara)
      carne (bife ou frango) (~200g)
      19h
      arroz, feijão, carne (~150g)
       
      A foto é de alguns meses atrás quando estava fazendo dieta. Engordei um pouco de lá para cá...

×
×
  • Criar novo...