Ir para conteúdo
toira

Movimento curto ou até o fim? Amplitude máxima?

Avalie este tópico:

Post Destacado

O certo é fazer os movimentos dos exercicios até o fim, tipo encostar a barra do supino quase no peito ou fazer mais curto, descer menos?

Eu faço todos com movimentos bem amplos(costas,peito,etc) mas tem gente na academia que faz os movimentos mais curtos com bem mais peso, se eu fizesse os movimentos mais curtos também poderia aumentar muito mais a carga, qual é o certo?

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Usar movimentos curtos como variável é uma boa, vc coloca bastante carga e modifica a carga e o movimento q seus músculos estão abtuados a executar, mas isso deve ser usado raramente pois não se alonga completamente o músculo.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Trabalhar na amplitude total do movimento permite que se possa recrutar o máximo de unidades motoras, e isso permite o desenvolvimento da força em toda a amplitude do movimento.Há pessoas que treinam c/ maiores cargas e com amplitudes menores.O problema é que o músculo, com o passar do tempo, tende a se encurtar, e ao não se trabalhá-lo numa boa amplitude , esse processo de encurtamento é acelerado, podendo provocar uma assimetria muscular.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

no supino eu nao curto fazer ate encostar no peito nao... nao sei ao certo pq nao faco nem educacao fisica nem fisioterapia, mas qdo encosto ate o peito sinto q boa forca q antes era usada no peitoral passa pro ombro,e sinto q pode acabar machucando o ombro.. entao desco bem,so q ate o meu limite,porem nao eh desculpa pra nao descer direito q nem a maioria da galera da academia.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Visitante MONSTRO BIZARRO
Trabalhar na amplitude total do movimento permite que se possa recrutar o máximo de unidades motoras, e isso permite o desenvolvimento da força em toda a amplitude do movimento.Há pessoas que treinam c/ maiores cargas e com amplitudes menores.O problema é que o músculo, com o passar do tempo, tende a se encurtar, e ao não se trabalhá-lo numa boa amplitude , esse processo de encurtamento é acelerado, podendo provocar uma assimetria muscular.

CONCORDO PLENAMENTE COM O TORQUE ..... A AMPLITUDE COMPLETA DOS MOVIMENTOS É INDISPENSÁVEL PARA O PLENO DESENVOLVIMENTO MUSCULAR .... O CORRETO, EM QUALQUER EXERCÍCIO É REALIZAR O MOVIMENTO DE FORMA MAIS AMPLA POSSÍVEL "SEM DESENCAIXAR", OU SEJ APOR EXEMPLO NO SUPINO .... A BARRA DEVE TOCAR NO PEITO MAS NÃO SE DEVE EXTENDER POR COMPLETO OS BRAÇOS POIS NESTE MOMENTO VOCÊ ESTA DESENCAIXANDO O PEITO ... DESTA FORMA VOCÊ ESTA TRABALHANDO O MÚSCULO EM 100 % DO TRAJETO ... É COMUM E NORMAL SENTIR OUTROS MÚSCULOS (MÚSCULOS AUXILIARES) NA EXECUÇÃO DE EXERCÍCIOS .... O MAIS IMPORTANTE ANTES DE TUDO É FAZER UM BOM ALONGAMENTO ANTES DE COMEÇAR A TREINAR E FAZER UM BOM AQUECIMENTO .... COM ISTO NÃO EXISTIRÃO DORES ....

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

supino reto q eu saiba desce até o cotovelo ficar em 90 graus, mais q isso você força muito mais os ombros do que o peitoral.

agora bíceps tem que esticar o cotovelo por completo sem tirar da costela.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Eu defendo o movimento curto em algumas vezes como variavel, ja provei da fruta e é boa, o "Vicentão aqui na academia desde q entrou a 4 anos atrás só faz movimentos curtos, e é o maior da academia e tem 50 anos sem bomba. Não sou favorável a isso, but sometimes its ok.

Partials

--------------------------------------------------------------------------------

This is simply moving the weight through a partial range of motion (usually, but not necessarily, the strongest range of motion of the exercise, e.g. the top 6 inches of the bench press). This allows much more weight to be used.

Partials can also be done at the end of a set to extend it. Continue with the same weight but do partial reps, shortening the range of motion more as you tire until you are just doing lockouts.

Pure partials are often done in the power rack with the pins set at appropriate levels. Partial squats are done with the pins in the rack set near the top of the range of motion. Moving the bar only a few inches with a huge amount of weight on your back, is a great way to build power, density, and confidence.

Partials can be done anywhere in an exercise's range of motion. They can help you get through sticking points if you do partials at and through the sticking point. The heavy weight is very useful for building tendon and ligament strength. Sometimes when you hit a plateau, it is not due to muscle strength but connective tissue strength. Partials can help overcome this.

Partials can be done in a continuous without taking tension off the muscles, or in brief reps, allowing the weight to be supported on the racks for a few moments before doing the next rep. The continuous style provides more muscle tension but reduces the amount of weight that can be used. Don't bounce the bar off the pins. Develop tension in the muscles gradually so you don't jerk anything out of the sockets.

If you use a lot of partial movements, it is very important to stretch after each set. It is also a good idea to finish with a set that takes the muscle through a full range of motion. A static hold and a negative is a good way to do this as it keep a lot of tension on the muscle all the way through the entire range of motion. Hold in the stretch position for as long as possible at the bottom of the movement.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
O problema é que o músculo, com o passar do tempo, tende a se encurtar, e ao não se trabalhá-lo numa boa amplitude , esse processo de encurtamento é acelerado, podendo provocar uma assimetria muscular.

fora as lesões que se pode ter nas articulações,né ?

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Não quero polemizar não mas acho isso de movimento curto meio complexo.

Concordo q movimentos mais completos recrutam maior nº de fibras e tal, porém, já ouvi muitos especialistas sérios falar q o movimento curto não causaria lesões se o movimento for feito controladamente, inclusive em alguns casos como a rosca scott, se diz q não se deve esticar totalmente o braço e q isso sim poderia causar lesões.

E com relação a musculos encurtados, já ouvi muitos falarem q isso não tem muito a ver q o fato de a pessoa terem músculos curtos seria mais por falta de alongamento e outros q é algo genético, inclusive um destes é o Claudio e aí vc poderia até debater isso com ele.

Mas resumindo, existem estudos q provem mesmo q o movimento curto pode causar encurtamento do músculo ou lesões?

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Sometimes when you hit a plateau, it is not due to muscle strength but connective tissue strength. Partials can help overcome this.

3 meses atrás eu fiz uso de parciais(desde o começo da série), realmente foi muito boa a maneira como eu sai do platô.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Os movimentos parciais são importantes para o ganho de massa muscular, mas não devem superar os exercicios "full range" como preponderantes no treino. No caso do bíceps pode ser feito o 3-Part Curls, conhecidos nos EUA como "21s" em que se faz movimentos parciais combinados com o movimento completo a fim de recrutar o maior número possível de fibras musculares.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Visitante Claudio Schenker

O comprimento de qualquer músculo se deve a genética e é inalterável, porém movimentos curto podem alterar a força nesse dado músculo na maioria das pessoas que tem em sua maioria o tipo de fibra S.

Repetições totais são a melhor forma de se treinar por longo tempo. Um tipo de treino que usa somente meias repetições na porção forte é o POWER FACTOR TRAINING.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma conta em nossa comunidade! É rápido, fácil e grátis!

Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.

Entrar agora

  • Conteúdo Similar

    • Por Leena Fabrini
      Realizar exercícios de treinamento de peso fazendo o movimento completo produz maior ganho de força do que o proporcionado pelo movimento parcial, de acordo com um estudo realizado por pesquisadores brasileiros.
      Foram comparados ganhos em homens jovens que fizeram exercícios com o movimento completo e com o movimento parcial. Constatou-se que é 50% mais efetivo executar a gama completa de movimento no treino do que o de alcance restrito.
      Por outro lado, sabe-se que a gama parcial na formação do movimento também oferece maior resistência. Todavia, caso queira maiores ganhos de força, faça os exercícios com seu movimento completo.
      Fontes: Jornal Strength Conditioning Research, 26: 2140-2145, 2012 e Revista Muscular Development, janeiro/2013, pp. 68.
×
×
  • Criar novo...