Ir para conteúdo
  • Cadastre-se

HIT: não tem nenhum embasamento científico? Só Empírico?


Rperrut
 Compartilhar

Post Destacado

Galera,

Eu tenho um protesto. Como é q as pessoas podem avaliar alguma coisa sobre HIT se as informações que são passadas aqui no site não tem referência bibliográfica? Pra mim é tudo empirismo. Uns falam que é excelente mas não se deve malhar desta forma por muito tempo, daí como se deve malhar? Eu desafio a qualquer um a postar uma referência válida (livros), não esses boletins ou faqs sobre o assunto onde esse Claudio Schenker só falta falar palavrão, onde já se viu isso. Esse Claudio anunciava seus livros aqui no forum um deles custando R$ 50,00, eu ia até comprar mas antes fui pesquisar se alguem já havia comprado para saber se não era furada. Resumindo, consegui uma cópia do bendito livro, que na verdade era um boletim de 50 páginas que tinha até coisas interessantes mas a forma que foi posta era quase chula.

Att.

post-69938-0-52331000-1387464913_thumb.j

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Madrugão suplementos

Não jogue dinheiro fora

Compre suplementos bem mais baratos com o cupom de desconto do FISIculturismo.com.br

Clique aqui para obter seu cupom

  • Respostas 57
  • Criado
  • Última resposta

Membros mais ativos neste tópico

Membros mais ativos neste tópico

Imagens postadas

O projeto do Casey Viator foi entitulado Colorado Project, liderado por Arthur Jones, no entanto não ví um estudo publicado em revista especializada sobre o assunto. Em relação à bibliografia, dificilmente você encontrará artigos científicos sobre HIT ou Método Nautillus (que foi usado por Casey e deu origem ao HIT), mas tenho certeza que encontrará bons livros.

Veja na biblioteca de sua faculdade se consegue alguns artigos sobre treinamento de força de baixo volume e a partir dos dados será possível fazer algumas associações. No entanto tome cuidado com o fato de haver uma guerra ideológica e praticamente todos os estudos de Kraemer e seus associados são ideologicamente contra esta tendência.

Quanto à usar este método, eu sou fã do "caminho do meio", equilibrando as metodologias do HIT e as propostas de Kraemer & cia, mas dificilmente uso algum deles puramente. Obviamente que estou falando de estética, pois em aletas o uso de HIT não é recomendado.

* Paulo Gentil, quando perguntado sobre referências bibliográficas sobre ao HIT:

Pelo jeito é difícil encontrar algo sobre hit. A eficiência do método ta mais baseada em relatos e algumas publicações não-científicas.

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Visitante Dumper
O projeto do Casey Viator foi entitulado Colorado Project, liderado por Arthur Jones, no entanto não ví um estudo publicado em revista especializada sobre o assunto. Em relação à bibliografia, dificilmente você encontrará artigos científicos sobre HIT ou Método Nautillus (que foi usado por Casey e deu origem ao HIT), mas tenho certeza que encontrará bons livros.

Veja na biblioteca de sua faculdade se consegue alguns artigos sobre treinamento de força de baixo volume e a partir dos dados será possível fazer algumas associações. No entanto tome cuidado com o fato de haver uma guerra ideológica e praticamente todos os estudos de Kraemer e seus associados são ideologicamente contra esta tendência.

Quanto à usar este método, eu sou fã do "caminho do meio", equilibrando as metodologias do HIT e as propostas de Kraemer & cia, mas dificilmente uso algum deles puramente. Obviamente que estou falando de estética, pois em aletas o uso de HIT não é recomendado.

* Paulo Gentil, quando perguntado sobre referências bibliográficas sobre ao HIT:

Pelo jeito é difícil encontrar algo sobre hit. A eficiência do método ta mais baseada em relatos e algumas publicações não-científicas.

ow vitor, pq em atletas o uso do hit nao é recomendado?

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Mike Mentzer sempre usou o HIT e treinou Dorian Yates (com o HIT, ou Heavy Duty)... dizer que os atletas fazem isso ou aquilo é meio controvérsio (eu assisti a um vídeo de Ronie Coleman onde ele não está nem aí para a fase excêntrica dos movimentos, executa dezenas de exercícios no mesmo dia... cinceramente, eu duvido muito que aquele seja o treino dele).

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Visitante WARSTEINER

Cara, pode até ser o treino dele mesmo, mas o fato é o seguinte: a quantos anos ele treina e quantos milhares de dollares ele gastou em esteróides?

Mentzer uma vez falou algo mais ou menos assim:

Não acredite nos treinos dos ditos campeões. Considere o tempo de treinamento que eles tem e imagine se nesse tempo todo tivessem treinado da maneira correta.

Ele disse uma coisa mais ou menos assim, e é real mesmo.

Quem quer atingir o apice genético deve usar o H.I.T sim, ou se contentar com 60% do potencial genético atingido com os treinos "mais e melhor".

Referencias bibliograficas sobre o H.I.T:

Mentzer, Mike- Muscle in Minutes

Mentzer,Mike- Heavy Duty I

Mentzer, Mike- Heavy Duty II

Mentzer, Mike-High-intensity trainig -The Mike Mentzer Way

Johnes Artur - Nautilus Buletim

Schenker, Claudio-Magnun Set Bulletin

Quer mais? procure no google por mike mentzer e terá uma surpresa.

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Galera,

Eu tenho um protesto. Como é q as pessoas podem avaliar alguma coisa sobre HIT se as informações que são passadas aqui no site não tem referência bibliográfica? Pra mim é tudo empirismo. Uns falam que é excelente mas não se deve malhar desta forma por muito tempo, daí como se deve malhar? Eu desafio a qualquer um a postar uma referência válida (livros), não esses boletins ou faqs sobre o assunto onde esse Claudio Schenker só falta falar palavrão, onde já se viu isso. Esse Claudio anunciava seus livros aqui no forum um deles custando R$ 50,00, eu ia até comprar mas antes fui pesquisar se alguem já havia comprado para saber se não era furada. Resumindo, consegui uma cópia do bendito livro, que na verdade era um boletim de 50 páginas que tinha até coisas interessantes mas a forma que foi posta era quase chula.

Att.

Apesar do empirismo do HIT, sou adepto de seus principais métodos, pois comprovei seus resultados. Porém não fujo do método já comprovado que é o método de periodização(que existem milhares), porém todos com mesmos pricípios básicos, desenvolver diversos tipos de força: Força Pura, de Hipertrofia, Endurance e Potência. Os métodos do HIT entrariam muito bem na fase de hipertrofia, porém muitas coisas como a cadência do HIT não poderia ser utilizada em fases de força pura e potência muscular.

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • 1 mês depois...

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma conta 100% gratuita!

Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.

Entrar agora
 Compartilhar


Madrugão suplementos

Não jogue dinheiro fora

Compre suplementos bem mais baratos com o cupom de desconto do FISIculturismo.com.br

Clique aqui para obter seu cupom



×
×
  • Criar novo...