Ir para conteúdo
  • Cadastre-se

Creatina na memória ativa a inteligência.


Phaz
 Compartilhar

Post Destacado

A suplementação diária com 5g de creatina melhorou a memória ativa e a inteligência, tarefas estas que exigem velocidade de processamento, de acordo com os resultados de um ensaio duplo-cego e controlado por placebo recentemente publicado nos Proceedings of the Royal Society: Biological Sciences.

O nível de suplementação com creatina ecolhido foi de 5g por dia, pois este é um nivel que previamente havia mostrado aumentar os níveis de creatina no cérebro. De acordo com a Dra. C Rae, da University of Sydney, Austrália. este nível é comparável àquele tomado para reforçar a forma física para esportes. Os vegetarianos foram escolhidos para o estudo porque carnívoros e onivoros obtêm um nível variável de creatina, dependendo da quantidade e do tipo de carne que comem - embora, para alcançar o nível de suplementação deste experimento, seria preciso envolver a ingesta de cerca de 2Kg de carne por dia!

Estudos prévios, bem como relatos anedóticos, sugerem que a suplementação com creatina possa aumentar o desempenho esportivo e potencialmente seria útil em tratar doença neurológica, neuromuscular e aterosclerótica. Os níveis cerebrais de creatina têm demonstrado correlação com melhora da memória de reconhecimento e com reducão da fadiga mental.

Sabe-se que a creatina desempenha papel estratégico em manter os níveis de energia no cérebro. Então, foi uma hipótese razoável que suplementar a dieta com creatina poderia auxiliar na função cerebral.

Num ensaio de desenho cruzado, 45 adultos jovens vegetarianos foram randomizados para receber suplementação com creatina, 5g ao dia, ou placebo por seis semanas, seguindo-se um período de lavagem de seis semanas e depois seis semanas do tratamento alternado.

A suplementção com creatina teve efeito positivo (P < 0,0001), em comparação com o placebo, sobre a memória ativa, medida com teste da contagem de números de maneira regressiva, medida com Ravens Advanced Progressive Matrices.

Os resultados foram claros com ambos os grupos experimentais e em ambos os cenários de teste: a suplementação com creatina deu um incentivo mensurável significativo à energia do cérebro. Estes achados enfatizam um papel dinâmico e significativo da capacidade de energia cerebral em influenciar o desempenho cerebral. Aumentar a energia disponível para a computação aumenta o poder do cérebro e isto é refletido diretamente na melhora da capacidade geral.

A suplementação em longo prazo com creatina pode ter efeitos adiversos em potencial sobre a homeostase da glicose, bem como odor do corpo. Segundo a autora, tomar o suplemento pode tornar a pessoa consideravelmente menos "aromática". No entanto, a suplementação com creatina pode ser útil para aqueles que precisem de um desempenho mental elevado em curto prazo - por exemplo, universitários.

Estudo financiado pelo Australian National Health and Medical Research Council.

Proc Royal Soc. 2003.

Texto retirado da revista PedNews, 2003 - Nro 26

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites


Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma conta 100% gratuita!

Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.

Entrar agora
 Compartilhar

×
×
  • Criar novo...