Ir para conteúdo
  • Cadastre-se

Problemas com Adoçante???


InsaneBsB
 Compartilhar

Post Destacado

E aí galera,

Alguém sabe dar informações sobre o adoçante? Para menor ingestão de açúcar acabo usando adoçante com fruta, sucos, sucrilhos, leite, etc... ou seja, é um uso bem frequente. Lembro que quando o adoçante apareceu surgiram uns boatos aí do uso excessivo e doenças.

Alguém aí sabe informar dos perigos, se existirem. Ou pode usar tranquilamente?

Falow!

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites


Cara,

bom nao sei se dar pra judar muito, mas, la vai.

tem muita gente que fala que pode causar cancer. Tipo è um boatozao que rola e que ta na boca de todo mundo. Mas, num sei se è real, ou se a galera fala so por falar.

O que eu sei com certeza è que adoçante pode causar tonturas. meu neurologista me deu o toque.

e... eu tinha crises de enxaqueca frequentemente, por causa da minha pressao alta. depois que parei de usar adoçante e voltei pro açucar convencional, minhas crises de enxaqueca diminuiram 90%.

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Uma vez fiz uma pesquisa sobre o assunto com uma médica. Vou colocar aqui as informações:

Como é formado um adoçante dietético?

O adoçante dietético é um produto constituído, essencialmente, por edulcorantes diluídos em um produto inerte. Esta diluição é feita para viabilizar a sua utilização.

O que são edulcorantes?

São produtos naturais ou artificiais, responsáveis pelo sabor doce do adoçante e com um poder de adoçar muito maior que o açúcar. Geralmente não possuem calorias, com exceção do Aspartame, mas seu poder de adoçar deixa suas calorias desprezíveis. Em relação às calorias, um grama de Aspartame tem as mesmas calorias que um grama de sacarose = 4 Kcal/g. A diferença é que uma grama do açúcar comum não consegue adoçar um café ou suco.

O que é lactose?

A lactose é um carboidrato classificado de dissacarídeo, ou seja, formado por duas moléculas: galactose e glicose. Não apresenta sabor doce concentrado e sim inerte. Como já citado, sua participação no adoçante é apenas para viabilizar o manuseio do produto. É permitida sua utilização pela Legislação Brasileira, onde todos os Adoçantes Dietéticos na forma pó produzidos no Brasil contém lactose. Este produto pode ser consumido por indivíduos diabéticos, uma vez que a sua absorção não compromete a curva glicêmica.

Por que após adoçar sucos com Adoçante Dietético fica um pó branco no fundo do copo?

A lactose não é um produto de fácil solubilidade em temperaturas frias. Desta forma, ao adoçar um suco, o pó branco depositado no fundo do copo é apenas a lactose. Este fato não compromete a eficácia do produto, uma vez que os edulcorantes irão dissolver perfeitamente.

O que é Sacarina e Ciclamato?

A sacarina é um edulcorante artificial, que apresenta um poder de adoçar, 500 vezes maior que o açúcar. Apresenta sabor metálico e por este motivo não é encontrada sem a parceria de outro adoçante. Este produto também é encontrado na pasta de dente.

O ciclamato é um edulcorante artificial, que apresenta um poder de adoçar 50 vezes maior que o açúcar.

É comum a “parceria” do ciclamato com a sacarina nos adoçantes. Um complementa o sabor do outro.

Sacarina e Ciclamato causam câncer?

Não. Na década de 80, novas pesquisas foram efetuadas e os resultados atestaram a inocuidade destes produtos em relação ao câncer. Não há correlação técnico-científico que possam atribuir a doença ao consumo destes produtos, esta foi à conclusão dos trabalhos dos cientistas e do FDA.

Estes dois adoçantes são utilizados em cerca de 140 países.

O que é frutose?

A frutose é o adoçante extraído das frutas e possui um poder de adoçar cerca de 1,5 maior que o açúcar.

A frutose é um monossacarídeo , por isso não altera a curva glicêmica dos diabéticos, podendo ser uma alternativa para o consumo de indivíduos diabéticos. Os médicos não orientam a substituição dos carboidratos da dieta pela frutose, pois poderá ser observado um aumento dos triglicérides.

O aspartame é seguro?

Sim, existe um consenso entre inúmeros comitês internacionais sobre a segurança do aspartame. Ele é metabolizado no trato gastro intestinal liberando dois aminoácidos, o ácido aspártico e a fenilalanina, e metanol.

O ácido aspártico liberado não representa risco à saúde. Doses de aspartame acima da dose diária recomendada resultam em aumento pequeno de ácido aspártico no sangue, bem abaixo de doses consideradas como prejudiciais à saúde.

Alimentos em geral podem conter ácido aspártico. Por exemplo, um hambúrguer de 100 g pode conter até 40 vezes a quantidade de ácido aspártico presente em uma lata de refrigerante (350 ml) adicionado de aspartame.

A quantidade de metanol liberada pelo aspartame é muito pequena e mesmo doses elevadas, equivalentes à ingestão diária recomendada para este adoçante, resulta em uma ingestão de metanol 200 vezes inferior à dose tóxica.

A quantidade de metanol proveniente do aspartame contido em uma lata de refrigerante (350 ml) equivale à quantidade liberada pelo mesmo volume de suco de laranja e de maçã, sendo de 4 a 6 vezes inferior àquela presente no suco de tomate e de uva.

Quem não deve consumir o aspartame?

Os portadores de uma deficiência rara, fenilcetonúria, não metaboliza o aminoácido fenilalanina, devendo evitar o consumo de aspartame.

Esses indivíduos também são incapazes de metabolizar a fenilalanina de qualquer alimento, devendo ser submetidos a uma dieta rigorosa.

A legislação brasileira obriga que os alimentos que contém aspartame tragam no rótulo a seguinte advertência em destaque e negrito: CONTÉM FENILALANINA

O aspartame pode ser consumido por grávidas e crianças?

Sim. O metabolismo do aspartame já foi estudado nestes grupos da população, não havendo até o momento, evidências científicas de que gestantes e crianças metabolizem o aspartame diferentemente de um adulto normal.

O aspartame prejudica o diabético?

Não. Estimativas de ingestão de aspartame por diabéticos indicam um consumo considerado seguro pela Organização Mundial de Saúde (OMS)

Qual a quantidade de adoçante a base de aspartame que pode ser ingerida diariamente?

A quantidade máxima de aspartame que um adulto com 60 kg pode ingerir diariamente, com segurança, é de 2.400 mg, o que equivale, aproximadamente, ao consumo de 48 envelopes de 1 g de um adoçante dietético com 5% de aspartame, ou a 4 litros de refrigerante adoçado apenas com aspartame.

No caso de uma criança com 30 kg, as quantidades máximas correspondem a 24 envelopes do mesmo adoçante ou a 2 litros de refrigerante.

Ainda temos no mercado outros adoçantes (Acesulfame K, Sucralose, Stévia...), ...

Informações da

Dra. Giovanna Dimitrov

CRF SP 15.794

Consultora Farmacêutica

Especializada em Houston – Texas em formas farmacêuticas

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

O adoçante é considerado um substituto do açúcar em relação ao paladar, no entanto, é preciso esclarecer que, enquanto o açúcar é calórico, os adoçantes podem ou não conter calorias.

Desde que os adoçantes sejam ingeridos dentro da quantidade recomendada (muitos produtos dietéticos possuem em seu rótulo a dose máxima diária), não há problema. Deve-se tomar cuidado com os adoçantes constituídos de álcool poliídrico (sorbitol, xilitol, maltitol), que não devem ultrapassar a dose de 50 g/dia sob risco de provocarem diarréia. Outro fato a ser lembrado é que o aspartame, por ter fenilalanina, é contra-indicado para pacientes fenilcetonúricos.

So acho interessante lembrar que todo excesso traz malefícios à saúde. Assim, os adoçantes dietéticos não fogem à regra e portanto devem ser consumidos com moderação.

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Para vc obter o valor diário (máximo) recomendado (OMS) basta multiplicar o valor abaixo pelo seu peso...

Edulcorante Limite (mg/Kg)

Acesulfatame-K 15

Aspartame 40

Ciclamato 11

Frutose não existe limite

Sacarina 5

Stévia 5,5

Xylitol, Manitol, Sorbitol 15

Stevia: planta nativa da fronteira entre Brasil e Paraguai. Adoçante que não provoca efeitos colaterais. Adoça 300 vezes mais do que o açúcar, porém tem gosto amargo de ervas.

Aspartame: adoçante sintético. pode provocar dor de cabeça, tontura em pacientes predispostos a labirintite e não é indicado para gestantes. É contra-indicado a pacientes portadores de Fenilcetonúria. Adoça 18 vezes mais do que o açúcar.

Ciclamato: adoçante sintético muito usado com a sacarina. Sua utilização é proibida em vários países. Não deve ser consumido em dietas com restrição ao sódio. É prejudicial a hipertensos.

Sacarina: É o mais antigo adoçante artificial conhecido (1878). Não é cariogênica e nem metabolizada pelo organismo. Sozinha, em altas concentrações, tem gosto residual amargo

Espero ter ajudado.

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma conta 100% gratuita!

Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.

Entrar agora
 Compartilhar

×
×
  • Criar novo...