Jump to content
joaos

Qual é a diferença entre crucifixo inclinado e supino inclinado com halteres?

Rate this topic

Recommended Posts

Ok, ambos podem ser feitos a 45°, ou 30°

O crucifixo inclinado só pode fazer com halteres e os braços ficam semi-flexionados, e o supino inclinado com halteres é praticamente o mesmo movimento que o supino 45° só que com halteres nas mãso. Este último também é chamado de crucifixo quebrado.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Acho que vc confundiu o fly com o crucifixo. Crucifixo é com o braço extendido, o fly é com o braço flexionado.

Quanto a diferença entre o fly e o supino com halter, não encontrei o gif do fly inclinado, mas o gif do reto serve para mostrar.

Repare na pegada:

Fly - eixo do halter paralelo ao corpo

http://www.exrx.net/WeightExercises/PectoralSternal/DBFly.html

Supino - eixo do halter perpendicular ao corpo

http://www.exrx.net/WeightExercises/PectoralSternal/DBBenchPress.html

Alguns especialistas sustentam que a diferença na pegada do fly estimula a porção externa do peitoral maior. Na minha opinião os dois são de potência, sendo o objetivo aumento da massa, e pegam o peitoral todo. Quanto ao crucifixo, o objetivo é alongar as fibras.

valeu?

Share this post


Link to post
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.


  • Similar Content

    • By Talles Sucesso
      Posicionar os halteres um pouco mais abertos do que a linha dos ombros (os punhos devem estar alinhados com os cotovelos no ângulo de 90º); Estabilizar o tronco e quadril, mantendo-os encostados no banco (curvatura natural da coluna); Firmar os pés no solo; Flexionar os cotovelos para baixo com o máximo de amplitude possível (descer os halteres além da linha do tronco) e na linha média do tórax; Estender os cotovelos ao máximo mantendo os halteres paralelos (sem encostar os halteres ao final e sem realizar o encaixe articular).
    • By Luan Viana
      Manter os cotovelos semiflexionados (evitar o encaixe articular); Posicionar os alteres na linha média do tórax; Manter o tronco (curvatura natural da coluna) e quadril completamente encostados no banco; Manter os pés encostados no solo; Estender a musculatura o máximo possível; Flexionar até próximo da linha dos ombros, sem encostar um halter no outro.
    • By Talles Sucesso
      Manter os cotovelos semiflexionados; Posicionar os alteres na linha média do tórax; Manter o tronco completamente encostado no banco (curvatura natural da coluna); Estender a musculatura o máximo possível, quase tocando os braços no solo; Flexionar até próximo da linha dos ombros, sem encostar um halter no outro.
    • By Talles Sucesso
      Manter os cotovelos ligeiramente flexionados (evitar o encaixe articular); Posicionar os alteres na linha média do tórax; Manter o tronco (curvatura natural da coluna) e quadril completamente encostados no banco; Fixar os pés no solo; Estender a musculatura o máximo possível, quase tocando os halteres no solo; Flexionar até próximo da linha dos ombros, sem encostar um halter no outro.
    • By Luan Viana
      Ajustar o braço da máquina para a amplitude máxima; Ajustar o banco para que o punho fique ligeiramente abaixo da linha do ombro; Manter os braços ligeiramente semiflexionados e cotovelos para trás; Flexionar o peito dando um leve toque das mãos ao final; Estender completamente a musculatura na volta, em amplitude máxima.
×
×
  • Create New...