Ir para conteúdo
  • Cadastre-se

Vitaminas: mitos e verdades


fisiculturismo
 Compartilhar

Post Destacado

  • Administrador

alimentação

Vitaminas: mitos e verdades

 

Médicos condenam o uso indiscriminado de suplementos nutricionais. Em excesso, eles podem até causar danos à saúde

--------------------------------------------------------------------------------

Flávia Duarte

Da equipe do Correio

Zuleika de Souza/CB

Frutas e verduras em forma de cápsulas coloridas. A promessa é suprir todas as necessidades do organismo carente de vitaminas e sais minerais. À primeira vista parecem inofensivos, afinal muita gente sequer desconfia que até o mais essencial ao corpo faz um mal danado se consumido em quantidades exageradas. Nessa lista de perigos, nem mesmo as vitaminas e minerais escapam. O alerta sobre os riscos do consumo indiscriminado de polivitamínicos foi dado em encontro organizado pelo Wyeth Consumer Healthcare, na semana passada, em São Paulo.

Dizer que não há saúde sem uma boa alimentação parece máxima comum, mas foi a mais reforçada pelos especialistas em nutrição que participaram do debate. “O mundo nutricional está passando por uma série de modificações e, por isso, milhões de pessoas no Brasil são afetadas por carências de micronutrientes. Nesse caso, é preciso recorrer à suplementação nutricional”, esclarece o nutrólogo Mauro Fisberg, professor da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp). Mas é preciso avaliar cada caso e diferenciar quem deve tomar suplementos daqueles que precisam apenas comer melhor.

O corpo pede socorro e exige doses sintéticas daquilo que deveria ser consumido nas refeições em circunstâncias bem específicas. É o caso daquelas pessoas que, em razão de alguma deficiência, não conseguem sintetizar certos nutrientes ou de quem já chegou à terceira idade e sente os efeitos da perda de vitalidade do corpo. Adolescentes em fase de crescimento; crianças com restrições alimentares; grávidas e lactentes; adultos que seguem dietas restritivas ou não conseguem diversificar as refeições também poderão precisar de cuidados especiais na alimentação.

Somente depois de exames médicos é possível definir quais nutrientes andam em falta. A partir daí, poderão ser consumidos em forma de cápsulas. O perigo está na automedicação e na ilusão de que não faz mal tomar vitaminas. Como não há exigência de apresentação de receita médica na hora de comprar tais suplementos, o Ministério da Saúde faz uso de uma tabela com dados do consumo máximo diário de cada micronutriente. Extrapolada o que denominam de “faixa de segurança”, aí sim, o paciente só poderá tomar polivitamínicos com recomendação médica. Isso evita o risco de um intoxicação do organismo.

Professora de nutrição humana do Departamento de Nutrição da Universidade de Brasília (UnB), Teresa Helena Macedo alerta que elevadas doses podem ser sinônimo de comprometimento grave da saúde, alguns até irreversíveis. “Consumo excessivo de vitamina C, por exemplo, pode provocar uma diarréia osmótica, com grande perda de líquidos e de selênio”, alerta. Por isso, o ideal é manter um cardápio rico e variado.

--------------------------------------------------------------------------------

Saiba mais sobre elas

ÁCIDO FÓLICO

Presente em grãos, vegetais verde escuros, carnes, feijão e lentilha, esse nutriente reduz o risco de má formação congênita do cérebro e espinha dorsal e mantém saudáveis as funções do trato intestinal. Atua no metabolismo do aminoácido e na formação de ácidos nucléicos, que formam o DNA.

BETACAROTENO

Encontrada em vegetais folhosos verdes, leite, fígado e óleo de fígado de peixe, é convertido pelo corpo em vitamina A e serve como antioxidante.

VITAMINA B2 (RIBOFLAVINA)

Está na couve, repolho, espinafre, abacate, carnes, ovos, fígado, leite, levedura de cerveja e cereais. Traz benefícios para a visão, auxilia na formação das células vermelhas do sangue e no funcionamento do sistema nervoso.

VITAMINA B1 (TIAMINA)

Presente em alimentos à base de trigo integral, carne de porco magra, feijão, ervilhas, milho e arroz, melhora o aproveitamento da alimentação, contribuindo para o metabolismo de carboidratos e para o funcionamento apropri ado do sistema nervoso e dos músculos.

CÁLCIO

Encontrado nos laticínios em geral, salmão e sardinhas enlatadas, couve, brócolis e amêndoas. Atua na formação e manutenção de dentes e ossos fortes, reduz o risco de osteoporose, atua na contração muscular, ajuda no funcionamento normal dos nervos, regula os batimentos cardíacos e pode prevenir a hipertensão na gravidez.

VITAMINA B12 (COBALMINA)

Presente em alimentos derivados de animais, queijos, levedo de cerveja, ostras e sardinha. Essa vitamina atua na formação das células vermelhas do sangue, reduz o risco de anemia e auxilia no funcionamento de todas as células, sobretudo as nervosas, cerebrais e glóbulos vermelhos.

VITAMINA B6 (PIRIDOXINA)

Encontrada em peixes, aves, carnes vermelhas, grão-de-bico, batata, abacate e banana. Ajuda na absorção e metabolismo de proteínas e carboidratos, melhora o funcionamento dos sistemas nervoso e imunológico, atua na formação das células vermelhas do sangue.

CROMO

Necessário para o adequado metabolismo de carboidrato, proteína e gordura.

VITAMINA C

Encontrada em frutas cítricas, brócolis, pimentão vermelho, vegetais de folhas verde escuras, morango e kiwi. Importante para o fortalecimento das paredes dos vasos sangüíneos e essencial para dentes, gengivas e ossos saudáveis. Também atua na produção de colágeno, auxilia a absorção de ferro, a formação de alguns neurotransmissores e na cicatrização de feridas.

FERRO

Encontrado na carne de vaca e carneiro, fígado, frutos do mar, ervilha, vegetais, frutas desidratadas, sementes e feijão, é parte essencial da hemoglobina e de certas enzimas metabólicas.

FÓSFORO

Presente nos alimentos ricos em proteínas, como carne de vaca, peixes, aves e laticínios, atua no desenvolvimento e manutenção dos dentes e ossos e na liberação de energia. Aumenta a absorção de outros nutrientes e ainda compõe o DNA e as membranas celulares.

VITAMINA D

Presente em peixes gordurosos, como salmão e atum, e em cereais. Ajuda o corpo a manter os níveis sangüíneos de fósforo e cálcio, atua na fortificação dos ossos.

VITAMINA E

Presente nos germes de cereais, na margarina, semente de girassol, verduras, peixes, carnes e leite. Entre suas funções está a formação adequada de células vermelhas no sangue, músculos e tecidos, a manutenção do DNA, além de proteger a gordura dos tecidos da oxidação e as células contra os danos causados pelos radicais livres.

NÍQUEL

Estimula o uso de ferro pelo corpo.

POTÁSSIO

Presente em bananas, laranjas, batatas, carnes vermelhas, aves, leite e iogurte. Ajuda a diminuir a pressão arterial e regula os batimentos cardíacos, diminuindo o risco de doenças cardíacas e acidente vascular cerebral.

VITAMINA K

Presente na couve, acelga, brócolis, cebola, couve-de-bruxelas, óleos vegetais, carnes vermelhas e produtos lácteos, auxilia na coagulação normal do sangue e atua na manutenção do metabolismo ósseo.

VITAMINA A

Presente em peixes, ovos, manteiga, fígado, leite, frutas e vegetais, participa da formação de pele, olhos, dentes, gengivas, cabelos, membranas, mucosas e glândulas. Aumenta a resistência a doenças infecciosas.

ZINCO

Encontrado na carne de porco, fígado, aves, ovos, frutos do mar, queijo, feijão e nozes. Auxilia o sistema imunológico, compõe enzimas e vários hormônios vitais.

--------------------------------------------------------------------------------

Fonte: site https://www.centrum.com.br

--------------------------------------------------------------------------------

Palavra do especialista

As vitaminas são substâncias essenciais ao regular funcionamento do corpo humano. São necessárias, em pequenas quantidades, em diversos processos do organismo. A baixa quantidade delas é denominada hipovitaminose e pode causar sérios problemas de saúde. Além da ingestão insuficiente de vitaminas, a hipovitaminose pode ser causada pela diminuição da absorção gerada por problemas gastrointestinais.

Algumas doenças, o alcoolismo, o uso prolongado de antibióticos ou estados de maior necessidade vitamínica (como a gravidez) podem requerer a suplementação de algumas vitaminas específicas sob forma sintética. Importante ressaltar que uma dieta inadequada não pode ser substituída por comprimidos. A alimentação balanceada, além de fornecer vitaminas em quantidades adequadas, fornece outros componentes essenciais ao bom funcionamento do organismo como carboidratos, proteínas, lipídios, fibras e minerais.

Por outro lado, a ingestão indiscriminada de vitaminas sintéticas pode levar a problemas de saúde, inclusive agravar doenças e/ou causar outras com conseqüências graves. É a chamada hipervitaminose (excesso de vitaminas). Por exemplo, o excesso de utilização de vitamina C, freqüentemente utilizada para quadros de gripe, pode resultar em predisposição a ocorrência de cálculos renais. Por fim, nunca é demais frisar que quem deve diagnosticar a carência de vitaminas ou a necessidade de suplementação é o médico.

--------------------------------------------------------------------------------

Carlos Gropen Júnior é médico e consultor de saúde do Correio Braziliense

Editor: Cristine Gentil // cristine.gentil@correioweb.com.br

Subeditor: Alexandre Botão // alexandre.botao@correioweb.com.br

Sibele Negromonte// sibele.negromonte@correioweb.com.br

E-mail: revistadocorreio@correioweb.com.br

Tels: 3214-1192 e 3214-1138

FONTE: Correio Braziliense

https://www.correioweb.com.br

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Tudo sobre esteroides

Curso sobre esteroides anabolizantes!

Domine o uso de esteroides neste curso de 8 módulos do médico Dr. Luiz Tintore

Clique aqui para conhecer

Por isso q sou contra esses animal pack, eu acredito q mijar verde nao deva fazer bem a saude. Mas tb digo mais uma coisa, qdo morre nego com anabolizante ou entao mil prof flando dos possiveis danos de suplementos a saude a imprensa mete pau, o governo proibiu a creatina q cientificamente nao foi comprovada em causar danos a saude, mas pq eles num pegam no peh de quem ta morrendo pra valer? 1/3 da pop vive abaixo da linha da pobreza, o cigarro eh disparado o maior causador de cancer, 100 mil pessoas morrem por falta de seguranca por ano, outras tantas por falta de hospital, a obesidade eh o mais novo mal do brasileiro, e eles vao atacar suplementos? Qual a parcela da pop tem acesso a suplemento e faz uso indiscriminado deles? Puta hipocrisia.

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma conta 100% gratuita!

Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.

Entrar agora
 Compartilhar

×
×
  • Criar novo...