Jump to content
makaneiro

Melhor aeróbico antes ou depois da musculação para emagrecer?

Rate this topic

Recommended Posts

Então pessual eu procuro emagrecer...

estou com 79 kg e messo 1,67 jah perdi 10 kilos em 3 meses mais ainda não tive um esclarecimento

qual seria a melhor opção levando em consideração meus objetivos?

aerobico antes ou depois do treino?

e qnto a duração?

e qnto a intensidade?

obrigado

Share this post


Link to post
Share on other sites

Olha cara, acredito q seja depois do treino...pelo menos comigo funciona melhor assim.

Da uma pesquisada no site ou no google pra encontrar alguma base cientiífica nisso.

Abçs

Share this post


Link to post
Share on other sites

Cara, da uma pesquisada sobre o "Guerrilla Cardio", excelente aeróbico, você pode perder muitos kgs com ele, da uma boa estudada sobre ele e da uma lida em alguns relatos, pelo que li, vale a pena se for feito da forma correta, e não leva tanto tempo assim..

Share this post


Link to post
Share on other sites

Aeróbio depois do treino

para você qiue quer perder um intensidade de 45% a 65% da sua frequencia cardíaca máxima...

Cerca de 40 minutos pelo menos 4 x por semana...

abs

Share this post


Link to post
Share on other sites

E ai Makaneiro, essa dúvida tem defensores para ambos os lados. Sabe-se que isso tudo depende da intensidade e objetividade do seu treino.

Em determinadas fases de treino Eu Acho interessante ter um dia só para o Aeróbio. Neste dia faz-se um longão. De preferencia em um dia longe do treino de pernas.

Pega a bike no Domingo e vai dar um rolê...

Abraço e bons treinos

Share this post


Link to post
Share on other sites

como ja foi dito, esse assunto tem defensores dos dois lados.

Eu Faço 40 minutos antes e 40 depois sendo que meu objetivo principal é EMAGRECER, está funcionando.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Para acabar com uma das dúvidas mais comuns com relação ao treino aeróbio uma pesquissa mostra qual o método mais eficaz para não perder massa muscular.

Por Marcelo Saldanha Aoki & Reury Frank Pereira Bacurau

Treino Aeróbico - Antes ou depois da musculação?

Observações da prática do treinamento desportivo sugerem que a realização de grandes volumes de treinamento reduz a velocidade e potência de atletas. esse mesmo questionamento também vem sendo realizado,atualmente, com relação da interferência do exercício aeróbio sobre o treino de força (musculação).

O que vem sendo comprovado por várias pesquisas nos últimos anos é que em geral a realização de um grande volume de exercícios aeróbios atrapalha o desenvolvimento das adaptações ao treinamento de força e potência. Duas hopóteses foram elaboradas para explicar essa interferência do exercício aeróbio sobre o exercício de força, a primeira hipótese propõe que a interferência se dê devido à incapacidade de adaptação. Ou seja, o exercício aeróbio apresenta adaptações opostas as promovidas pelo de força e com isso, o organismo não teria condições de realizar ambos os tipos de adaptações.

Essa hipótese embora apoiada pelas evidências experimentais não pode ser totalmente adotada, uma vez que a maioria dos trabalhos só avaliaram o treinamento concorrente por até 3 meses. Assim, não está descartada a possibilidade de que treinar tanto aeróbio como força de modo intensivo por mais de 3 meses possa permitir ambos os tipos de adaptação. A segunda hipótese sugere que a menor adaptação no treinamento de força ocorre devido a uma incapacidade de treinar na intensidade adequada, portanto o estímulo seria insufuciente. Isto é devido ao fato de que o exercício aeróbio realizado previamente causaria uma fadiga residual que impossibilitaria o subseüente treino de força na intensidade e volumes adequados. Essa redução na capacidade de realizar o treino de força seria explicada pelo fato de que uma sessão de aeróbio promoveria um desgaste energético que atrapalharia o posterior desempenho no exercício de força.

Uma fator limitante em comum para a execução de exercícios de longa duração (21-160 minutos) ou exercícios de força é a redução da disponibilidade de combustível,principalmente de gliicogênio. Portanto, a redução dos estoques de glicogênio induzida pelo exercício aeróbio poderia estar relacionada com o comprometimento do desempenho de força. Esta hipótese é apoiada pelo fato de já ter sido demostrado que uma diminuição significativa do glicogênio muscular afeta o trabalho de força em situações,nas quais o estoque inicial de glicogênio é reduzido através de manipulação dietética ou quando o volume do treino é maior. Além do conteúdo inicial de glicogênio, a taxa de glicose no sangue também poderia afetar a produção de força por meio da alteração do funcionamento do sistema nervoso central, uma vez que o sistema nervoso usa quase que exclusivamente a glicose como combustível. Portanto, o desempenho de força poderia ser prejudicado por uma fadiga residual induzida pela execução prévia do xercício aeróbio.

Recentemente nós realizamos uma pesquisa em nosso laboratório para verificar o impacto do exercício aeróbio sobre o desempenho de força. Nós verificamos que a prévia execução do exercício aeróbio (corrida em esteira a 70% da capacidade aeróbia máxima por 45 minutos) não afetou a capacidade de realizar força máxima. Nós não detectamos diferença no teste de 1-RM (carga máxima) após a execução do exercício aeróbio em comparação com uma situação sem a prévia do mesmo.

Entretanto, foi observada dramática redução de realizar repetições máximas a 70% do valor de 1-RM. Uma vez que, a redução do glicogênio é um forte candidato para explicar tal interferência, nós resolvemos testar se a suplementação aguda de carboidratos (60g de maltodextrina) durante o exercício aeróbio atenuaria os efeitos prejudiciais deste sobre o subseqüente desempenho de força.

Após a realização dos testes, nós observamos que a suplementação de carboidratos não foi eficiente em minimizar a queda no número de repetições máximas a 70% do valor de 1-RM induzida pela prévia realização do exercício aeróbio.

Vale ressaltar que no caso de nosso experimento, a sessão de exercício aeróbio foi seguida de um teste de 1-RM e 2 séries de repetições máximas. O que significa dizer que nosso "treino" foi muito menos intenso e com menor volume em comparação ao que normalmente é realizado numa sala de musculação.

Então, até que novas informações permitam a tomada de decisão mais adequada sugere-se que quando o treino de força apresentar maior volume e intensidade moderada (70 - 80 % do valor de 1 - RM), o componente aeróbio do treinamento deve ser realizado em outro momento, de preferência em outro dia.Se isto não for possível, uma vez que os estudos sugerem que a adaptação aeróbia não é comprometida pelo treino de força é indicado realizaar o treino aeróbio após a musculação. Obviamente, essa recomendação refere-se ao caráter agudo do treinamento, ou seja, a médio longo prazo também é importante estar atento ao volume de exercício aeróbio para que essa ao se tornar demasiado possa comprometer seu principal objetivo de treinamento, a hipertrofia muscular e o ganho de força. Atualmente, essa questão também vem sendo investigada em nosso laboratório.REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS

Suplementação de carboidrato não reverte o efeito deletário do exercício de endurance sobre o subseqüente desempenho de força. Revista Brasileira de medicina do esporte, Set-Out,2003.www.rbme.org.br.

Leveritt M, MacLaughlin H, Albernethy P. Changes in strength 8 and 32 h after endurance exercise. J Sports Sci 2000; 18:865-71.

Haff GG, Stone MH, Harren BJ, Keith R, Johnson RL, Nieman DC, et al.The effect of carbohydrate supplementation on multiple sessions and bouts of resistance exercise.J Strength Cond Res 1999; 13:112-7.

De Feo P, Gallai G, Mazzota G, Crispino E, Torlone T, Perriello G, et al. Modesrt decrements in plasma glucose concentration cause early impairment in cognitive function and later activation of glucose counterregulation in the absence of hypoglycemic symptoms in normal man. J Clin Invest 1988; 82:436-44.

Jones TW, McCarthy G, Tamborlane WV, Caprio S, Roessler E, Kraemer D, et al. Mild hypoglycemia and impairment of brain stem and cortical evoked potentials in healthy subjects.

Diabetes1990; 39:1550-5.

* Laboratório de Fisiologia do exercício - Faculdade de Educação Física - Centro Universitário UniFMU, São Paulo - SP. **

Coordenador dos cursos de Fisiologia do exercício UniFMU e UGF.

PS: Dá uma pesquisada no fórum e na net que irá encontrar muiiiiitas coisas...

Share this post


Link to post
Share on other sites

Bom meu camarada, também estou no mesmo dilema. E por causa disso estou tentando ler muito, e vejo que a discussão é grande. Mas mesmo assim, estou me adaptando bem ao texto aí de baixo, traduzido do site bodybuilding.com e escrito por Hugo Rivera.

*************************************************************

As duas ocasiões ideais para aeróbios

Do original: The two ideal times for aerobics - Hugo Rivera

(...) a fim do exercício aeróbio ter sua eficácia otimizada como queimador de gorduras, este precisa ser executado em tempo oportuno. Há duas ocasiões ideais em que o exercício aeróbio é mais eficaz para a queima de gordura.

A primeira ocasião ideal é fazer o exercício como primeira coisa pela manhã e com o estômago vazio, depois de beber 16 a 24 onças de água (aproximadamente de 500ml a 700ml), a fim de evitar desidratação.

Quando realizada neste momento (a atividade aeróbia), estudos suecos sugerem que você pode queimar até 300 por cento mais gordura corporal do que em qualquer outra hora/ocasião no dia porque seu organismo não tem qualquer glicogênio (carboidratos armazenados) armazenados no seu sistema. Por isso, tem que ir diretamente para os depósitos de gordura, a fim de obter a energia necessária para completar a atividade.

A outra vez que o exercício aeróbio é eficaz seria imediatamente após uma sessão de musculação, porque aí as suas reservas de glicogênio já foram esgotadas. Devido a isto, uma vez que você começar a fazer o seu cardio (exercício aeróbio), você vai começar a queimar gordura, logo que você elevar sua freqüência cardíaca, uma vez que a gordura é o único combustível que estará disponível.

Quando o exercício aeróbio não é realizado como a primeira coisa na parte da manhã ou logo após o treino de musculação, o seu corpo leva cerca de 20 a 30 minutos para começar a queimar gordura, porque isso é quanto tempo o corpo leva para o esgotamento das reservas de glicogênio e para mudar para um "ambiente" de queima de gordura.

Por isso, não é tão eficiente realizar o exercício aeróbio sozinho em outros momentos do dia (*isso nas situações de otimização da queima de gordura*), pois você teria necessidade de "malhar" 20-30 minutos apenas para chegar ao estágio de queima de gordura e, depois, continuar a "malhar" por um tempo adicional de 20 minutos para queimar gordura. Isso significaria um total de 50 minutos por dia.

Na minha opinião, para a maioria das pessoas, o exercício aeróbio não deveriam ser realizadas mais de 6 vezes por semana durante com 40 minutos de sessão máxima, a fim de evitar a perda de massa muscular. Lembre-se que mais não é sempre melhor, e isso é especialmente verdade quando se trata de exercício aeróbio.

*************************************************************

Valeu? Espero ter ajudado! :P

Bons treinos!

Share this post


Link to post
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.


  • Similar Content

    • By Limit
      tipo, num sabia nem onde criar esse topico, entao criiei aqui mesmo.


      seguinte, tem como emagrecer o rosto???? pq eu comecei a malhar, comer melhor e tal, mas vi q meu rosto deu uma inchadinha, nada demais, mas ele era mais magro antes, sei lah.

      Eh uma duvida boba mas vai q vcs sabem de alguma coisa ai.

      soh num vale mandar eu fazer aerobico 3x por semana pro rosto neh
    • Guest gisgo
      By Guest gisgo
      Pular corda é um bom exercício? Pra que serve?
    • By Gaucho_Caliente
      Tomo creatina nos dias que não faço musculação e só corro?
    • By Anônima
      Olá galerinha do bem! 
      Vou dar um resumo da minha vida de sanfona, daria até para fazer um CD. Treino há mais ou menos 6 anos, às vezes consistente, outras não. Às vezes com dietas loucas, metabólica, lowcarb, cetogênica, do ovo kkkkk. Com ECA, sibutramina, rebotes. Já fiz acompanhamento com nutricionista, nutrólogo e psiquiatra. Sofro de disfunção da TPM, o que faz eu ficar descontrolada, comendo até o reboco da parede. Por vezes fiquei bem seca e flácida. Por vezes fiquei até que torneada, mas ganhei uma protusão discal e crise de pressão alta por usar Hemorrage. 
      Minha rotina é a seguinte: acordo 5.15, faço café, 5.40 tomo 30gr de malto e vou treinar. Às 7 chego em casa e às 8 estou na faculdade. Chego após o almoço e vou cuidar do lar e dos estudos. Durmo às 22.30. É isso... Agora vou fazer o relato conforme as regras do site, espero que eu não dê bola fora...
      Idade: 42 anos
      Altura: 1,57m
      Peso: 52 kg, às vezes 51 e outras 54.
      Medicações em uso . Uso o Diu não hormonal. E testosterona tópica a 2.5% por recomendação médica. Estou tomando um composto natural para inibir apetite chamado Natudiet. Biotina e minoxidil para queda de cabelo. 
      Problemas de Saúde Tenho cifoescoliose congênita. Sem dor. E faço exercícios posturais, devido a isso não faço nenhum exercício com peso sobre os ombros. Tenho joelho valgo.. É assim que diz?
      Cirurgias: Prótese de silicone. Varizes. 
      Tempo de treino: 6 anos 
      Ciclos feitos: Meu nutrólogo disse que poderá até me ajudar com isso, mas não agora.
      Treino atual:
      Segunda-feira – Perna (1º - Leg press, 2º - Flexora Deitada, 3º - Elevação de quadril na mesa  flexora, 4º - Avanço e Agachamento sumô com halter, 5º - Extensora unilateral, 6 panturrilha
      Terça feira - Corrida. Trote com equipe de corrida, em média 1 hora, das 6 às 7. Velocidade baixa 8. Fui sorteada num programa de corrida com fins de melhora física e mental. Participo de corridas mas só para fazer volume mesmo kkkk. Me faz bem essa atividade em grupo.
      Quarta-feira – Superior (1º - Puxada aberta alta, 2º - Remada baixa, 3º - Elevação frontal e lateral (na verdade não sei o nome desse exercício) 4º - Supino na máquina 5 -martelo 6 bíceps na polia e invertido também , 7 abdominal na prancha
      Quinta feira - A mesma corrida da terça com a galera.
      Sexta-feira – O mesmo que da segunda feira
      Dieta com quantidade de proteina/carboidrato/gordura por dia:
      5.40hrs - 30gr malto. (Indicação do nutrólogo) . Treino com isso porque não consigo acordar antes para tomar café.
      7.30hrs – 1 fatia de pão integral ou um pão francês sem miolo. 1 ovo. 80ml de leite (irrisório ) com café e adoçante. 1 fatia de mamão pequena.
      9.40 - 20gr whey, nos dias de treino . Ou 20 Gr de albumina, nos dias da corrida.
      12hrs – 100g de carne, 60 gramas de batata doce, ou 50gr arroz branco e 40gr de feijão. Legumes se tiver, faço abóbora, couve. Salada de cenoura, tomate. Não peso isso. As vezes troco a carne por 1 ovo e mais uma clara. Quase sempre, aliás... 1 laranja ou uma ponkan.
      16hrs – 1 pires de cuscuz e 2 ovos. Quando eu enjôo faço um omelete com 1 ovo e 2 claras, 1 colher de cacau e 1 colher de pasta de amendoim.
      19hrs – Igual ao almoço, mas sem arroz e feijão. 1 fatia de abacaxi fininha congelada.
      21hr. Se eu tiver fome, como uma maçã ou uma fatia de abacaxi fininha.
      Final de semana  Mantenho a dieta em partes. Como macarrão de domingo. Se sair tomo um sorvete... Ou açaí. Enfim, nada de exagero. Uma gordice no sábado e uma no domingo.
      Raramente como frituras. Refrigerante e suco industrializado nunca. Chocolate uma vez na semana ou duas, nada de 70 %... Gosto de chocolate gostoso, como Lollo, Bis...
      Festa de aniversário eu como de tudo um pouco. São raros os eventos. 
      Sou uma mulher normal, e aprendi que restringir demais me dá compulsão e mexe com o psicológico. Nessa minha última consulta com o nutrólogo eu estava fazendo jejum e comendo 700cal dia. Sem barriga, sem bunda e sem nada kkkkkk, acreditando que ia ganhar massa. Ele mudou a dieta e me propôs refeições dessas de todo mundo, então adaptei a minha realidade e estou conseguindo levar. Estou mais disposta na academia, e farei uma avaliação somente no dia 5/9. Não consigo colocar hiit depois do treino porque meu horário é apertado. Sou mãe, esposa, do lar, estudante e não consigo treinar em outro horário senão de madrugada. Gente, eu sei que a gente consegue tudo que se almeja, se tiver vontade e tal... Mas me conheço, se eu não fizer algo que eu goste, seja dieta, seja exercício, não tenho constância. Resultado... Consigo um resultado e perco. Seis anos de experiência. Sei que jamais terei um corpo de uma gatinha de 20, nem serei panicat rsrs, mas quero ficar razoavelmente bem, meu caso é um caso perdido? 
       
       

    • By Tata78
      Boa tarde!
      Acompanho o fórum há algum tempo e admiro muito a atenção e incentivo que vcs disponibilizam às pessoas.
      E diante de tantos relatos de sucesso, criei coragem para fazer meu post. 
      Estou numa luta árdua para emagrecer, já busquei ajuda com alguns profissionais, mas infelizmente não obtive resposta. Treino, faço dieta, mas nada acontece e acabo desmotivando. 
      Hj estou aqui pra pedir ajuda, preciso de um norte. Comprei oxandrolona (landerlan), mas uma amiga me orientou a não tomar, me aconselhou a emagrecer primeiro para depois usar. 
      Gostaria muito que vcs me ajudassem, estou disposta a seguir as orientações. Sei que por aqui a coisa é séria, que vcs se empenham de vdd e vibram com o sucesso da galera. Essa motivação me contagiou!
      🙏🏻🙏🏻🙏🏻 
       
       
       
       
       
×
×
  • Create New...