Ir para conteúdo
  • Cadastre-se

Ombro Direito - Fim da Musculação?


_Nocturne_

Post Destacado

Olá amigos, vim através deste tópico procurar alguma ajuda se ainda posso ter esperanças de um dia voltar a malhar.

Meu problema é o seguinte: há uns 8 anos atrás fui fazer supino inclinado em uma academia fuleira da cidade e não percebi que os apoios de barra estavam virados ao contrário porque algum sem noção usou o banco de supino para fazer rosca. Não conseguia tirar a barra do suporte, quando consegui, a barra com 50 kg em anilhas, acabou caindo pra trás levando meus braços junto. Na época não tinha condições de ir ao médico, só tomei antiflamatório. Desde então sempre malhei com um pouco de dor, e apenas quando a dor ficava insuportável, eu parava um tempo. Em 2007 tive q fazer fisioterapia, 20 sessões e malhei por 2 anos praticamente sem dor, até que resolvi fazer uma artroressonância para descobrir porque no supino inclinado eu perdia a força no braço direito (ombro) antes de cansar o peito.

O laudo foi o seguinte:

Técnica:

Realizada injeção intra-articular de 15,0 ml de solução de contraste.

Plano axial: sequências ponderadas em T1 com supressão de gordura e DP com supressão de gordura.

Plano sagital: sequências ponderadas em T1 e T1 com supressão de gordura.

Plano coronal: sequências ponderadas em T1 com supressão de gordura e T2 com supressão de gordura.

Aspectos Observados:

A injeção intra-articular da solução de contraste não apresentou intercorrências ou sinais de pressão aumentada.

Há área de irregularidade da cartilagem hialina de revestimento da porção ântero-inferior da glenóide que apresenta-se afiliada com insinuação de contraste junto à mesma. Tal irregularidade condral encontra-se adjacente à base do lábio glenoidal na posição aproximada de 5h. O lábio glenoidal nesta topografia exibe contornos levemente rombos, o que pode estar relacionado à ruptura pregressa com tecido fibrocicatricial associado. Há leve espessamento das fibras do ligamento gleno-umeral médio adjacente também possivelmente secundário à presença de tecido fibrocicatricial nesta topografia. Identifica-se ainda foco de aumento de sinal no interior da substância da porção inferior do lábio glenóide (posição aproximada de 6h) sugerindo a presença de alterações degenerativas/ruptura intra-substancial.

Foco de hipersinal também é evidenciado na base do complexo lacro-bicipital. Não evidenciamos porém insinuação de contraste nesta topografia que pudesse ser demonstrada de maneira inequívoca pelo presente estudo. Evidenciam-se também discretos focos de aumento de sinal no interior da substância do restante da porção intra-articular do tendão do cabo longo do bíceps.

O tendão do supra-espinhal assim como os demais tendões que compõem o manguito rotador não exibem alterações apreciáveis.

Não há sinais de bursite.

Relação acrômio-clavicular preservada. Acrômio tipo II de Bigliani. Não se evidenciam esporões ósseos na inserção do ligamento córaco-acromial.

Grupos musculares visibilizados eutróficos, com morfologia e intensidade de sinais usuais.

Impressão:

Lesão condral na porção ântero-inferior da glenóide (posição aproximdade de 5 e 6 h). Associa-se leve irregularidade do lábio da glenóide nesta topografia que também apresenta-se de aspecto rombo o que pode estar relacionado à ruptura pregressa com tecido fibrocicatricial associado. Há também focos de aumento de sinal no interior da substância da porção inferior do lábio da glenóide (posição aproximada de 6h) sugerindo a presença de alteração degenerativa/ruptura intra-substancial. Há também leve espessamento das fibras do ligamento gleno-umeral médio junto ao aspecto ântero-inferior da glenóide o que pode estar relacionado à presença de tecido fibrocicatricial.

Foco de hipersinal no interior da base do complexo lábio-bicipital sugerindo a presença de alteração degenerativa não se podendo afastar eventual ruptura intra-substancial associada. Há também sinais de leve tendinopatia da porção intra-articular do cabo longo do bíceps.

Já fui em 2 ortopedistas. O primeiro me mandou fazer fisioterapia novamente e tomar uma injeção de corticóide e me liberou para musculação se eu não estiver sentindo dores. O segundo disse que não posso mais praticar musculação em hipotése alguma, pois a tendência é desenvolver uma artrose (nem natação ele liberou devido ao movimento rotatório do ombro que prejudicaria mais, segundo ele).

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites


  • Respostas 5
  • Criado
  • Última resposta

Membros mais ativos neste tópico

  • Moderador

Em, que estado e cidade vc mora?

Sem fazer uma avaliação fica difícil dar algum prognóstico.

Só posso dizer que não conselharia a tomar a injeção de corticóides.

E quanto a artrose, a falta de atividade fisica tende a acelerar o processo.

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Em, que estado e cidade vc mora?

Sem fazer uma avaliação fica difícil dar algum prognóstico.

Só posso dizer que não conselharia a tomar a injeção de corticóides.

E quanto a artrose, a falta de atividade fisica tende a acelerar o processo.

Moro em Barbacena, MG.

Por que vc nao aconselha tomar a injecao de corticoide?

No caso da artrose um dos ortopedistas que fui me disse que o desgaste é um processo natural, mas que se eu fizer musculacao, por ja ter problema na cartilagem hialiana (que nao tem irrigacao, portanto nao cicatriza, e é inervada, nao doi quando lesionada) que eu estarei acelerando este desgaste da cartilagem e portando a artrose. Ao mesmo tempo por ser uma área inervada que eu vou estar sempre lesionando e nao vou sentir nada.

Só para citar a injeção de corticóides é IM no gluteo, nao é local

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Moderador

Moro em Barbacena, MG.

Por que vc nao aconselha tomar a injecao de corticoide?

No caso da artrose um dos ortopedistas que fui me disse que o desgaste é um processo natural, mas que se eu fizer musculacao, por ja ter problema na cartilagem hialiana (que nao tem irrigacao, portanto nao cicatriza, e é inervada, nao doi quando lesionada) que eu estarei acelerando este desgaste da cartilagem e portando a artrose. Ao mesmo tempo por ser uma área inervada que eu vou estar sempre lesionando e nao vou sentir nada.

Só para citar a injeção de corticóides é IM no gluteo, nao é local

Desculpe, estava viajando.

Não sendo local os danos são bem menores.

A local, gera alteração e degeneração em todas as estruturas adjacentes, em especial nos tendões. O que acaba enfraquecendo a estrutura dos mesmos. Por isso não indicaria.

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • 7 meses depois...

Fui em 2 ortopedistas. Um disse que eu poderia continuar malhando e talvez necessitar colocar uma prótese daqui uns 10 anos por exemplo. Então pra que adianta malhar? Como nao gostei do diagnostico fui em outro que me disse pra parar imediatamente se nao quisesse desenvolver uma artrose. Tenho 29 anos.

Tenho uma lesão na cartilagem hialina do ombro direito, e a cartilagem é uma regiao em que nao sentimentos dor e ao mesmo tempo ela nao é irrigada, logo nao se repara.

Estou sem malhar desde janeiro deste ano :D

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma conta 100% gratuita!

Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.

Entrar agora




×
×
  • Criar novo...