Ir para conteúdo
Entre para seguir isso  
gabrielrvn

jack3d original tem quantos gramas?

Avalie este tópico:

Post Destacado

Ow, me tirem uma duvida..

Comprei 3 potes de jack3d. Um veio 225g, outro veio 250g e o que chegou hj tem 250g tb..


estranho pois os tres tem o mesmo tamanho e vieram lacrados, tudo original. Na bodybuilding mostrava 225g e agora ta mostrando 250g..

O que seria isso? to achando que 25g é o peso do scoop que agora ta sendo incluido no peso total do produto..

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Aquela [email protected] de encarte deixou uma parte do pó com gosto de papel/plástico.

Mas a mudança da quantidade é devido à provável mudança de modelo de scoop + aumento de pó.

Um scoop, antes, equivalia a 5 gramas. O total era 225 gramas.

Um scoop, AGORA, equivale a 5,55 gramas. O total é 250 gramas.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Ow galera vo aproveitar o topico pra tirar outra duvida minha...

Tou no 12o dia de uso dele e tou notando uma piora significativa nos resultados, antes dava mta força, energia e disposição. Nesses 3 ultimos treinos, quase nao senti mais NADA!

Tenho mta duvida quanto a refeição pre treino. Eu almoço de meio-dia e malho as 4horas da tarde. Qual o melhor timing e o que comer no pre-treino?

Como tou malhando as 4horas, devo tomar o Jack3d as 3:30 por ai.

Só nao sei a que horas devo fazer a refeição pre-treino e o que comer, pq a galera fala que eh melhor ter o intervalo de 1h30min.

ME AJUDEM!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Ae, Gabriel...

Eu gosto de tomar Whey + dextrose 1 hora antes de tomar o Jack3d.

Não sei se é o ideal, mas eu me dou mto bem fazendo assim.

Obs.: entrei no site da Usplabs e comparei o rótulo do novo Jack3d com o rótulo do meu, que é o antigo.

As diferenças são:

Antigo (pote de 225g) -> 1 scoop = 5,00g = 3653,34 mg de ingredientes ativos.

Novo (pote de 250g) -> 1 scoop = 5,55g = 4145,00 mg de ingredientes ativos.

Não pensem que por ter mais gramas de ingredientes ativos o produto está melhor. Não está.

O acréscimo de 0,55g na dosagem explica o aumento da quantidade de ingredientes ativos.

O "novo" jack3d não tem mais o ingrediente Theophylline, que provém da semente de guaraná e que estava presente no antigo pote de 225g.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
humm legal, to pensando em tomar:

um sanduiche de pao integral com ricote a peito de peru + dextrose. O que acha??

tu é de joao pessoa é?

Eu acho que é um bom lanche.

Eu me daria bem com uma ou duas fatia de pão integral, sem recheio, além de Whey + dextrose.

Pra mim um sanduichão de pão + ricota + peito de peru é muito pesado pra comer 1h30-2h00 antes do treino. Eu não gosto. Mas pode ser que pra vc seja bom. É questão de testar.

Teste comer o seu sanduiche e observe se vc fica mto pesado. Se ficar, coma o sanduiche mais cedo. Se mesmo assim vc continuar meio pesado, tente só as fatias de pão...ou só a dextrose...enfim, pode ser q eu tenha te deixado mais em dúvida ainda, mas eu acho que é testando que se acha o melhor a se fazer...que se acha o melhor horário pra refeição pré-treino e os alimentos que melhor agradam o seu organismo.

De João Pessoa?! Não, prq?

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Leite em pó?

Man, aí a gente cai de novo naquele lance do "teste".

Se vc se sentir bem tomando leite como refeição pré-treino, tá td bem.

Testa. Se vc se sentir bem, blza.

Só não toma mto em cima da hora de tomar o jack3d pra não diminuir ou retardar os efeitos dele.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
comprei 2 potes com amigos..

e um pote com o DOPLA SUPLEMENTOS, mto bom e confiavel!

vc faz a refeicao pre treino 1h antes de tomar o jack ne?

Isso mesmo. 1h antes.

Mas seria bom que mais gente opinasse na questão da refeição pré-treino...pra vc ter uma base de opiniões melhor.

Dopla suplementos é daqui do fórum? Quanto tá o jack3d com ele? (dá pra dizer?)

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

O que acontece com a sua queda de rendimento é que, como todos os pré-workouts, a partir de um determinado momento, seu corpo acostuma e ele pede mais do produto. Tenta 1,5 scoop que sentirá a diferença. Até o final do pote, seu corpo poderá pedir 2 scoops, mas NÂO AUMENTE mais do que 2 scoops. O veneno pode ser forte demais...

Espero ter ajudado...

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

pow alguém sabe dizer que se intrromper o uso do jack antes do termino do pote influi no resultado dele?

e que a academia que frequento, so ta funcionando seg, ter e quarta por causa do natal e festa de fim de ano, e como ninguém é de ferro tomei uns gelinhos na quinta e sexta.

pode atrapalhar o progresso?

e que percebi que senti mais resultado com duas semanas de uso, vou tomar na segunda com a dose que tomava antes 2.

abraço

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma conta em nossa comunidade! É rápido, fácil e grátis!

Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.

Entrar agora

Entre para seguir isso  

  • Conteúdo Similar

    • Por Moro
      Comprei um Jack3d hoje e ao verificar algumas caracteristicas deparei-me com algumas diferenças.

      Para não upar o topico antigo resolvi criar um novo e vou por as fotos para explicar qual a diferença do meu.

      Ps:As fotos são de um produto original.






      Vamos la...

      1ºNo tópico fala que o plastico protetor deve envolver totalmente o produto exceto o fundo, o meu não envolve a parte superior.

      2º O meu não contem o numero NSC que aparece na primeira imagem.

      3º Na validade do meu fala "LOT:L07352" na imagem não tem a palavra "LOT".

      4º Aquelas letras na lateral entre o rotulo e o codigo de barra também não tem.

      5º Ele não tem o Black Box warning

      É falso?
    • Por Samuel Moura Rosa
      Apesar de décadas de utilização, de experimentos práticos e de estudos à respeito, muitos desacordos ainda são encontrados por quem estuda, prescreve, indica, vende ou utiliza este conhecido suplemento ergogênico.
      Utilizada na maioria das vezes na busca pelo melhor rendimento possível, principalmente no que diz respeito à força e hipertrofia muscular, a Creatina é popularmente conhecida pela grande utilização dos praticantes de musculação.
      Este suplemento tem ótima aceitação pelo custo benefício que apresenta, pelos resultados notáveis à curto prazo, pelas pesquisas positivas em relação à sua utilização, e principalmente, por estar acessível ao público consumidor, seja ele de nível avançado, competitivo ou iniciante na prática dos exercícios físicos.
      Ao mesmo tempo, apresenta um fator de desconfiança em relação à seus prováveis benefícios, à seus possíveis efeitos prejudiciais, e à sua procedência e pureza. Sujeitos julgados cultos e bem informados, principalmente aqueles envolvidos com estudos e cursos da área da saúde, e pessoas com visão crítica, ou com menor nível de informação, que formam sua opinião através de fóruns, artigos e relatos mal esclarecidos, defendem uma linha de pensamento negativa em relação a este suplemento.
      Primeiramente, devido a seu suposto efeito prejudicial à função renal, com sobrecarga deste órgão, com a ingestão acima dos níveis recomendados e aceitáveis. Posteriormente, por sua possível ação benéfica tratar-se de um efeito placebo, onde seus usuários percebem as melhoras devido à crença de que estando utilizando aquele produto, estará se beneficiando, percebendo então melhoras não comprovadas, ou então, por melhorarem sua performance, mas por outros fatores intervenientes, atribuindo então à Creatina.
      E por último, por tratar-se de um suplemento atualmente não autorizado para venda em nosso país, o que acaba por colocar a nosso alcance, produtos mal elaborados, ou com composição duvidosa, sendo portanto de origem desconhecida, o que colocaria em dúvida sua ação potencializadora, a qual se propõe a verdadeira composição do produto.
      A Creatina atualmente - como todas as outras categorias de suplementos - é vendida acrescida de denominações diferenciadas, como Monohidratada, Micronizada, Ethil ester, Glicerol ester. Criada por Ed Byrd, tendo atualmente sua venda proibida no Brasil, a Creatina tem como função primária, potencializar as reservas de ATP-CP (tri fosfato de adenosina, na forma de fosfocreatina) das fibras musculares de contração rápida.
      O ATP-CP é a fonte energética mais rápida para utilização, em esforços de maior intensidade, e de curta duração de tempo, como as séries de musculação que realizamos no treino de ganho de força e de massa muscular. Com este embasamento básico, a suplementação com Creatina teria a função de melhorar o rendimento no treinamento, aumentar o nível de força – tanto para a sessão quanto á médio prazo – e como conseqüência, potencializar a hipertrofia muscular.
      Outro benefício notável à curto prazo, atribuído a Creatina, diz respeito à retenção hídrica que esta ocasiona. Segundo estudos fisiológicos, esta retenção não está totalmente relacionada a construção miofibrilar, mas representa na prática perimetrias maiores, o que aparenta externamente, ser hipertrofia muscular.
      Mas a situação que ocasiona maiores dúvidas está em relação à sua administração como suplemento, sendo que a quantidade por peso corporal, e o melhor horário para suplementar são as questões mais evidentes. Utilizar antes ou após o treino sempre foi minha maior questão, devido à diferentes sugestões de profissionais, utilização de atletas, utilização pessoal, informativos, discussões e estudos relacionados.
      Definitivamente, esta indefinição só encontra solução quando esclarecemos nossos objetivos em relação ao treinamento. Quando estamos cientes que procuramos no treinamento à verdadeira construção muscular, a médio e longo prazo, sem atropelar fases de treinamento nem preocupar-se somente com este próximo verão que está sempre por chegar, aliando sempre à uma dieta coerente e à treinamento específico, a utilização da Creatina pré treino é bem mais vantajosa.
      Por aumentar às reservas de ATP-CP, seu treino deverá apresentar um rendimento diferenciado, com maior resistência à fadiga para séries tensionais, assim como percepção de maior recuperação entre as séries, resultando em maior aplicação de força. Como isso, o nível de força apresentará como adaptação natural, um aumento significativo, trazendo como conseqüência, a adaptação das miofibrilas, acarretando aumento da massa muscular magra.
      Mas quando objetivamos os resultados à curto prazo, o aumento notável de volume corporal em circunferências, sem a preocupação apenas na construção de massa muscular verdadeira, a administração de Creatina imediatamente pós treino aproveitará uma vantagem fisiológica preciosa.
      Pós treinamento intenso, principalmente com aplicação de sobrecargas metabólicas - onde a fonte energética anaeróbica glicolítica é a mais utilizada, e o substrato energético mais depledado é o glicogênio muscular - a liberação de hormônios anabólicos recuperativos se encarregará da absorção desta Creatina exógena, assim como de outros macronutrientes. A resíntese do glicogênio muscular carrega para dentro da célula em torno de 3 gramas de água por grama de glicogênio, sendo esta água portanto, a responsável pela retenção hídrica muscular, que representa aquele volume muscular desejável à curto prazo.
      Como a necessidade energética de recuperação após treino é a maior possível, os estoques de fosfocreatina e de glicogênio muscular são prioridades recuperativas neste momento, sendo portanto, os destinos dos nutrientes ingeridos nesta situação.
      As respostas metabólicas também relacionam-se com a sobrecarga imposta a cada treino, sendo que as sobrecargas Tensionais relacionam-se melhor com a utilização da Creatina pré treino, e as sobrecargas Metabólicas melhor combinam com a utilização pós treino.
      Portanto, a definição de qual melhor situação para tomar passa pela sua personalidade em relação ao treinamento e perspectivas com este suplemento. Se você procura a academia em Novembro, pretende “malhar” até o verão e parar, quer milagres e resultados pra ontem, não é adepto à dieta, talvez perceba um melhor rendimento com a utilização da Creatina pós treino, mas melhor seria você aguardar o próximo ano para começar e encarar o ano todo.
      Mas se você já faz musculação por um longo período, encara o treina seriamente, assim como a dieta e o descanso, e tem a cabeça centrada na construção de massa muscular, a Creatina irá lhe beneficiar verdadeiramente e de forma consciente se administrada de 20 a 30 minutos pré treino.
      Poderá também dividir a dosagem para os dois períodos, aproveitando as duas vantagens desta suplementação, mas sempre levando em consideração à quantidade indicada por dia, referente ao peso corporal, o que provavelmente não ultrapassa 6 gramas diárias.
    • Por Leena Fabrini
      A cafeína é um suplemento pré-treino. As pesquisas mostram que a cafeína pode aumentar a força e a resistência muscular, permitindo que você treine mais pesado por mais tempo, além de ajudar a queimar mais gordura corporal durante o treino. Um estudo de pesquisadores da Índia confirma sua eficácia.
      Os pesquisadores indianos estudaram grupos de pessoas consumindo doses de aproximadamente 4, 8 e 12 mg de cafeína por kg de massa corporal, ou aproximadamente 400 mg, 800 mg e 1200 mg de cafeína para uma pessoa de 100 kg, 1h antes de testar suas forças e resistências musculares isométricas (estáticas).
      Os resultados mostraram uma correlação positiva entre o aumento da cafeína ingerida e o aumento da força muscular. O grupo que ingeriu a dose de 2 mg de cafeína por kg de massa corporal obteve um aumento de 15% na força muscular.
      A dose de 4 mg de cafeína resultou em um aumento de 40% e o grupo que ingeriu 6 mg de cafeína por kg apresentou um aumento de 50% em sua força muscular isométrica.
      O mesmo padrão foi observado pelos pesquisadores ao testarem a resistência muscular após ingestão de cafeína. A dose de 2 mg de cafeína por kg de massa corporal resultou em um aumento de 20% na resistência muscular isométrica.
      O grupo com a dosagem de 4 mg de cafeína apresentou uma aumento de 40% na resistência muscular e, por fim, o grupo que ingeriu 6 mg de cafeína por kg de massa corporal apresentou aumento de 50% na resistência muscular isométrica.
      Recomenda-se tomar de 200 a 400mg de cafeína aproximadamente uma hora antes do seu treino.
      Todavia, antes de um treino mais pesado, ou se quiser um aumento significativo na força muscular, considere aumentar a dose para aproximadamente 800 mg.
      Mas atenção: você pode acabar desenvolvendo tolerância à cafeína. Então, para garantir que a técnica mantenha sua eficácia ao longo do tempo, a dose mais alta de cafeína deve ser ingerida apenas ocasionalmente.
      Fonte: BROWN, Jordana. Strong Caffeine, Revista Flex, março de 2010, pp. 122.
    • Por Thiago Araújo da Silva
      Hoje efetuo meus treinos no período da manhã entre 6 - 7:30 devido ao trabalho e estudo.
      Estava lendo algumas informações e descobri q me alimento incorretamente no pre treino e na ceia.
      Gostaria de dicas do que comer antes dos meus treinos considerando que acordo as 6h , e malho em casa mesmo,  e chego da faculdade 23:30.
      Agradeço pela ajuda !
    • Por gomes555
      É o seguinte , eu acompanho o topico faz um tempo , treino a 9 meses , quado comecei era completamente magrelo, seguem fotos do antes e até agora e gostaria que avaliassem se estou fazendo tudo correto , pois sou ectoformo e tenho dificultades com ganho de peso.
      Antes:
       
      Depois:
       
      DADOS PESSOAIS:
      Altura: 180cm
      Peso: 68kg ( não saio disso )
      Biceps: 34cm
      antebraço: 29cm
      Peito: 105cm
      Abdomen: 80cm
      coxa: 53cm
      panturrilha: 38cm
      SUPLEMENTOS
      Creatina Natures Best
      Jack3d
      malto
      Whey Protein Probiótica ( tenho um natures best cheio ainda)
      hipercalórico Titanium Mass 17500 ( sei que não é dos melhores , mas só um complemento calórico)
      albumina CyberForma
      DIETA:
      7:00 (ceia)
      Vitamina com leite desnatado, mamão, banana, maça , 4 colheres de aveia, 1 colherzinha de nescau e albumina
      pão integral com peito de peru defumado, blanquet de peito de peru ligh , queijo cottage , ricota ou minas
      9:30 (lache)
      hipercálorico
      12:00(almoço)
      arroz integral , feijão branco , peitos de frango assados ( muitos hehe) , um pouquinho de alface, cenoura, 1 ovo fritado no azeite
      suco de laranja ou limão
      suplemento vitaminico
      *estava pensando em incluir uma dose de hipercalorico pra reforçar
      15:00 (lanche pré treino)
      pao integral , peitos de frango assados ou peito de peru defumado, blanquet de peito de peru ligh , queijo cottage , ricota ou minas
      16:00 ( Jack3d)
      16:30 (treino)
      17h:30 (termino do treino)
      Whey Protein , malto , creatina
      *estava pensando em incluir uma dose de hipercalorico pra reforçar
      18:00 ( lanche pós treino)
      pao integral , peitos de frango assados ou peito de peru defumado, blanquet de peito de peru ligh , queijo cottage , ricota ou minas
      21:00 ( janta )
      arroz integral , feijão branco , peitos de frango assados ( muitos hehe) , um pouquinho de alface, cenoura, 1 ovo fritado no azeite
      suco de laranja ou limão
      suplemento vitaminico
      *estava pensando em incluir uma dose de hipercalorico pra reforçar
      23:00 ( lanche)
      albumina pao integral , peito de peru defumado, blanquet de peito de peru ligh , queijo cottage , ricota ou minas
      TREINO:
      Minha série é ABCDE gostaria que avaliassem se está boa , pois sou ectoformo e ja sofri de overtraining a uns 2 meses com uma série gigante que eu n fazia a minima ideia do que estava fazendo, n tenho ela inteira mas da pra ter uma ideia com o maximo de peso que eu concegui pegar
      Segunda: Peito / Ombro
      (chegando a 30kg em cada mão no supino com halteres )
      Terça: Costas / ombro
      (25kg em cada lado no levantamento terra)
      Quarta: Perna
      (no agachamento no aparelho deitado 13 plaquinhas de 5kg)
      Quinta: biceps / triceps
      (60kg no biceps 21 com barra reta
      18kg no biceps concentrado)
      Sexta: abdomen
      (na bola, na prancha malhando a parte inferior , abdominais laterais , todos com 4 series de 8 )
      1ª semana 3x 12 a 15
      2ªsemana 3x 10 a 12 < - comecei com o jack3d e aumentei 2 cargas em todos os exercícios
      3ªsemana 3x 8 a 10
      4ª semana 4x 3 a 6 < - estou nessa série , com otimos resultados em relação a aumentar peso sempre aumentando 1 carga
      5ªsemana 3x 8 a 10
      6ª semana 4x 3 a 6
      7ª semana 3x 12 a 15
      gomes555
      Mensagens: 1
      Data de registro: 12 Set 2011 22:38
×
Esta popup será fechada em 10 segundos...