Ir para conteúdo
  • Cadastre-se

TREINOS: METODOLOGIAS, INDICAÇÕES E DIVISÕES


cupertino

Post Destacado

Com o intuito de esclarecer eventuais dúvidas sobre o significado das siglas de metodologias (ABCD, ABC2x, ...), qual treino mais indicado a se fazer e possíveis divisões foi elaborado este pequeno texto de esclarecimento.

Fica registrado que não é nenhum tipo de ‘receita’ dentro do fisiculturismo e que se deve respeitar a individualidade biológica de cada um, por isso o que está descrito aqui é apenas como forma de encaminhar ao entendimento rápido do assunto em questão.

Para se tornar organizado será discutido, antes de tudo, qual significado de cada sigla de metodologias de treinamento, seguindo de suas indicações.

SIGLAS:

A3x

Exposição: Em cada dia de treino, treina-se o corpo por completo, com intuito de fortalecer tendões e ligamentos, claro que o ideal seria dia sim dia não.

Indicações: Adaptação

AB

Exposição: Treina-se ora parte superior, ora parte inferior do corpo, podendo ser treinado dia sim dia não ou consecutivamente, com objetivo de fortalecer tendões e ligamentos para treinos mais árduos.

Indicações: Adaptação

ABC2x

Exposição: Treina-se normalmente músculo grande com músculo pequeno dando 1 dia de descanso entre as semanas.

Indicações: Iniciante

ABCAB

Exposição: Parecido com o anterior, sendo que não repte o treino C, dando 2 dias de descanso entre as semanas.

Indicações: Iniciante e Intermediário

ABC1x

Exposição: Treina-se com antagonistas ou sinergistas, depende do objetivo do treino. É um treino infreqüente e intenso, para isto há 1 dia de descanso entre cada treino.

Indicações: Intermediário e Avançado

ABCD

Exposição: Pode haver várias formas de montagem de treino, normalmente requer bastante carga e energia, pois cada músculo só será treinado 1x por semana.

Indicações: Intermediário e Avançado

ABCDE

Exposição: Treina-se normalmente 1 músculo por dia ou sinergistas com bastante carga e energia, exigindo bastante experiência para que consiga atingir uma falha total do músculo.

Indicações: Avançado

A partir destes esclarecimentos, já se pode montar seu treino, sempre visando respeitar o período de descanso.

Este período consiste em proporcionar descanso apropriado ao músculo fadigado no treino anterior. Neste momento as fibras ‘rasgadas’ serão preenchidas por nutrientes de formação dos músculos (Proteínas), assim cada componente de sua alimentação terá um papel importante que é de construção muscular.

Claro que para que o músculo usufrua do descanso é preciso não só proteínas, mas também carboidratos, gorduras boas, minerais e vitaminas com quantidades superior ao seu défict calórico diário, visando esta ser uma composição de uma dieta de crescimento.

Aqui fica evidente que o músculo só cresce em descanso, através da supercompensação de nutrientes adquiridos em sua alimentação.

Também é de suma importância ter-se conhecimento, de pelo menos o que são músculos sinergistas, estabilizadores e antagonistas.

Músculos sinergistas são os músculos que são trabalhados em conjunto com os músculos alvo de cada exercício, isto é, são músculos que são exigidos indiretamente em alguns exercícios.

Como exemplo: Em um exercício de peito trabalham-se indiretamente tríceps e ombro; em um exercício de costas trabalha-se bíceps indiretamente; em um exercício de perna trabalha-se panturrilha indiretamente. Com isso vê-se que os tríceps, ombro, bíceps e panturrilhas são músculos sinergistas.

Músculos estabilizadores são músculos chave em quase todos os exercícios, pois servem para estabilizar o corpo e favorecer uma melhor distribuição da carpa pelo corpo, evitando lesões.

Tais músculos podem ser compreendidos pelo abdômen, quadríceps, glúteos, lombar e panturrilha. Em vários exercícios precisa-se da contração destes músculos para estabelecer o equilíbrio, daí a extrema importância de se trabalhar todo o corpo dentro de um esquema de treino.

Músculos Antagonistas são músculos que se encontram em lados oposto, como peito e costas; bíceps e tríceps. Com estes músculos se podem trabalhar algumas variáveis de intensidade (bi-sets e supersets), dando um estímulo diferente para seu organismo.

Agora, mediante o exposto, fica mais fácil ter a noção de montagem de um treino.

METODOLOGIAS E DIVISÕES

A3x

Montagem: Corpo completo.

AB

Montagem:

A- Membros superiores

B- Membros inferiores

ABC2x

Montagem:

A- Peito/Tríceps

B- Costas/Biceps

C- Perna/Panturrilha/Ombro

ABCAB

Montagem:

A- Peito/Tríceps

B- Costas/Bíceps

C- Perna/Panturrilha/Ombro

ABC1x

Montagem:

1:

A- Peito/Ombro/Tríceps

B- Perna/Panturrilas

C- Costas/Trapézio/Bíceps

2:

A- Peito/Tríceps

B- Perna/Panturrilhas/Ombro

C- Costas/Bíceps

3:

A- Peito/Bíceps

B- Perna/Panturrilha/Ombro

C- Costas/Triceps

ABCD

Montagem:

1:

A- Peito/Ombro

B- Costas/Trapézio

C- Perna/Panturrilha

D- Bíceps/Tríceps/Antebraço

2:

A- Peito/Costas

B- Perna/Panturrilha

C- Ombro/Tríceps

D- Bíceps/Antebraço

3:

A- Peito/Costas

B- Perna/Panturrilha

C- Ombro/Trapézio

D- Bíceps/Tríceps

4:

A- Peito/Bíceps

B- Pernas/Panturrilha

C- Ombros/Tríceps

D- Costas/Trapézio/Antebraço

ABCDE

Montagem:

1:

A- Peito

B- Costas

C- Perna/Panturrilha

D- Ombro/Trapézio

E- Bíceps

F- Tríceps/Antebraço

2:

A- Peito/Ombros

B- Anterior da Coxa

C- Costas/Trapézios/Pescoço

D- Posterior da Coxa/Panturrilhas

E- Bíceps/Tríceps/Antebraços

3:

A- Peito/Ombro

B- Costas/Trapézio

C- Pernas/Panturrilhas

D- Tríceps

E- Bíceps/Antebraço

Percebe-se nas montagens de treinos que há grande variação nas formas de se fazer, bem como nos exercícios. Esse é um ponto extremamente importante, pois o ideal é sempre variar os estímulos dado aos músculos, afim de que eles sofram um estresse e possam crescer.

Mesmo que já se tenha treinado grande parte das metodologias de treino, ainda há as variáveis de treinamentos como HIT (High Intensity Traning), DFHT (Dual Factor Hipertrophy Traning), Full Body, Dogg Crapp, GVT (Germam Volume Traning), Treinamento Parcial, Power Factor Traning, ...

Como vê, há diversas possibilidades de evitar deixar seu organismo em homeostase, impedindo-te de continuar os ganhos.

Periodicamente, sempre se deve trocar de treinamento, mesmo que permaneça com a mesma metodologia, trocar os exercícios é uma prática extremamente aconselhável. No caso, o aconselhável é manter um cronograma de treinamento e verificar suas evoluções e deduções.

Com base em tudo acima descrito, você já pode ter um pouco de independência ao montar seu treino, mas se lembre que nada é determinado e o que pode ser bom para uma pessoa, pode não ser para outra.

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites


  • Respostas 23
  • Criado
  • Última resposta

Membros mais ativos neste tópico

  • 2 semanas depois...

amigo e qual seria a melhor montagem para ABC2x ????

agradeço desde ja pelo topico, me ajudou muito no entendimento das siglas, pois sou iniciante! :wink:

Manowar-Kill Não tem a melhor nem a pior, cada um se adapta melhor ao tipo de treino.

EX:

Seg: A Costas / Tríceps + Abd

Ter: B Peito / Bíceps

Qua: C Ombros / Pernas + Abd

Qui: A Costas / Tríceps

Sex: B Peito / Bíceps

Sab: C Ombro / Perna + Abd

Ou

Seg: A Costa / Bíceps + Abd

Ter: B Peito / Tríceps

Qua: C Ombros / Pernas + Abd

Qui: A Costa / Bíceps

Sex: B Peito / Tríceps

Sab: C Ombros / Pernas + Abd

São apenas exemplos, podendo ter uma variação muito grande, mais acredito que os mais usados em ABC 2x para indicados para iniciantes são esses que citei.

Vlw e bom treino.

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma conta 100% gratuita!

Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.

Entrar agora




×
×
  • Criar novo...