Jump to content
  • ×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

      Only 75 emoji are allowed.

    ×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

    ×   Your previous content has been restored.   Clear editor

    ×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

  • Similar Content

    • By Azzis Netto
      Fala galera!
      Estou aqui humildemente pedindo a ajuda do pessoal mais escolado para me ajudar a voltar ao shape. Porém minha situação é singular. 
      Por favor, não desanimem, vou tentar ser breve!
       
      Fui uma criança e um pré adolescente gordo, obeso mórbido. Por volta dos 17 anos perdi mais de 45 quilos apenas treinando Aikido e natação todos os dias. Até meus 25 anos eu treinava cerca de 12 a 14 horas por dia. Média de 1,69m com 92kg e bf: perto dos 14% (nunca fui muitoooo magro).

      Porém com 25 anos tive uma lesão medular e 3 herniações, perdi o movimento do tornozelo esquerdo, a perna esquerda toda dormente e perdi um pouco de velocidade na direita. No pós cirirgico ganhei 35 quilos (quase 1 ano de cama devido a complicações da artrodese).

      Fui liberado para treino em 2015 e desde lá venho tentando ao máximo perder o excesso de peso (hoje com 130kg e 35 anos) porém com enormes dificuldades:

      Consigo andar levantando mais o joelho esquerdo, porém a falta de firmeza no tornozelo mesmo com estabilizador torna o caminhar normal um martirio, cargas extras no joelho, coluna e pé direito.
      Na academia me dou melhor com o transporte onde o pé fica mais travado
      Devido a perna "mole" não consigo nadar mais (parece que vou pra trás)

      O máximo que consegui treinar sem parar foi no máximo 3 meses devido a lesões por forçar outras partes do corpo. Nesse tempo o recorde de perda de peso beirou os 12kg e depois travei, usando apenas pré treino meia boca que temos no mercado e confesso que não liguei muito para alimentação. Me apoiei em dieta cetogenica e restritivas alternadamente.

      O problema é que eu QUEBREI! Psicologico não ajuda, preciso emagrecer, estou treinando aikido 3x na semana (adaptado) e tentando manter academia de iniciante nos outros 3 dias da semana.
       
      Sinceramente não sei mais o que fazer! Não consigo ter ideias de dietas, treinos, suplementos ou ciclos que possam me ajudar. Alguma luz no fim do tunel?

      Atualmente estou em uma dieta de baixa porcentagem de carbos mas também nada planejado.
    • By Sr.Oliveira
      Olá pessoa, tenho 25 anos , 1,87 de altura estou com 99kg e 21% de gordura atulamente, a um mês estou fazendo dieta para baixar bf, sendo assim está indo tudo bem, porém não estou fazendo aerobico constantemente apenas algumas vezes o hit pos treino e meu treino de musculação normal.

      no dia 10 eu ganhei 100 UI DE GH, um amigo meu teve que parar de tomar e me doou para tomar, portanto gostaria de saber de que forma poderia tomar, 2ui por dia e assim durando mais de mês ou posso intercalar dias como eu ja vi em outro local 4UI SEG,QUARTA E SEXTA? Por favor deem dicas. 

      obs: ja tomei um ciclo de deca x dura aos 21 anos quando pesava 66 kg e fui para 82.
    • By Medo_do_Cruise
      Galera, to com 114kg e 27% de gordura (foi a avaliação que fiz, agora to com 111kg então presumo que o bf abaixou um pouquinho) 1,85 de altura
      Tenho estrutura óssea de ecto com bf de endo, pior genética da Via láctea 

      Estou fazendo uma dieta bem simples e queria a opinião de vcs se possível
       
      7h
      Manhã (pré treino)
      40 gramas de aveia com
      30 gramas de whey morango da growth (uso pela praticidade, tenho que estudar antes de ir pro trampo daí n curto perde tempo na cozinha)

      10h
      Pos treino
      200gramas de frango (odeio comer frango grelhado)
      100 gramas de arroz branco ou macarrão integral
       
       
      13h
      almoço no trabalho (esse pode variar o horário pq depende de quem ta almoçando no cantinho do almoço)
      200 gramas de patinho moído
      100 gramas de arroz (misturado com a carne fica gostoso)
      brócolis no espaço que sobrar da marmita ( o verde me faz sentir que sou um cara saudável)

      17h (preciso melhorar essa refeição, sempre me pega)
      Uns 2 ovos inteiros + 4 claras
      quando tenho treino de muaythai (seg e sexta, o de quarta feira eu mato) mando + 100 gramas de arroz ou macarrão)
       
      21h
      200 gramas de frango ou 100 gramas de frango + 2 ovos inteiros + 4 claras

      dá mais ou menos 200g de proteína animal e tento botar no máximo 60g de gordura
      Carbo é o que sobra.
      da umas 2000 calorias, queria mandar menos, porém Leandro Twin falou se comer muito pouco emagrece e fica flácido.
       
      Ta chegando um tripofano (acho que é assim que escreve) e creatina.


      O que vcs acham?
      Objetivo é ver meu abdômen trincado antes de morrer.
    • By RConrado
      Bom dia amigos,
      Acompanho o fórum a mais ou menos 1 ano e sempre tenho visto pessoas evoluindo e aprendendo. Acabei aprendendo bastante também, porém tenho dificuldade em colocar todo esse aprendizado em prática. Confesso que estou um pouco envergonhado em fazer esse tópico, não deveria, mas estou...
      Bom, criei coragem pra criar um tópico e acredito que esse já seja um grande passo... enfim... tenho estado um pouco desanimado em treinar e comer, talvez pela ansiedade e insatisfação com meu corpo. Quando adolescente eu era bem gordo e consegui emagrecer bem sozinho, porém hoje em dia estou  totalmente perdido, então decidi deixar a vergonha de lado e me esforçar para pedir socorro.
      Venho pedir uma oportunidade dos mestres @Apollo Galeno @Bravo Costa @Locemar de mudar. A ajuda dos demais colegas também é muito bem vinda !!!
      Treino Seguido: 1 Ano (6 Meses no Foco - Treino Upper/Lower atualmente com Personal)
      Medidas atuais
      Cintura(barriga): 95cm
      Braço: 40cm
      Peito/costa: 131cm
      Perna/altura da coxa: 71cm
      Panturrilha 42cm
      Idade: 26 anos
      Altura: 1,80 cm
      Peso: 111,6kg
      Medicações em uso (Anticoncepcional, etc...): NENHUMA
      Problemas de Saúde: Nenhum
      Tempo de treino: 1 Ano seguido, mas 6 meses no foco com personal
      Ciclos FEITOS com dose e tempo: Nenhum
      Divisão de treino e horario do mesmo: Upper/Lower, o horário varia devido a minha escala de trabalho.
      Dieta com quantidade de proteina/carboidrato/gordura por dia: Estou um pouco perdido, mas uso no Myfitnesspal 40%Proteína(186g), 30%Carbo(140g) e 30%Gordura(62g) divididos entre café da manhã, almoço e jantar. Obs: Nunca consegui fazer muitas refeições o dia todo.


    • By Gilvan Carlos do Nascimento Júnior
      Hipertrofia muscular
      A hipertrofia muscular é o aumento da área da secção transversa do músculo pelo aumento do volume das fibras musculares. Para que que a hipertrofia (ganho de massa muscular) ocorra, além dos fatores nutricionais, hormonais e genéticos, alguns fatores devem ser observados na parte específica do treino.
      Durante um treinamento de musculação, para que se possa garantir bons estímulos e para que ocorra de maneira significativa a hipertrofia, os fatores mais relevantes são:
      carga utilizada; velocidade de execução; ordem dos exercícios; intervalos de descanso; frequência de treino; volume de treino. Segundo a literatura, das diversas variáveis apontadas acima, o volume de treino é aquela que exerce o fator mais impactante para o processo de ganho de massa magra.
      Volume de treino
      O volume de treino é, basicamente, a quantidade de trabalho que o individuo realizar na sessão de treinamento. Esse trabalho ou volume de treino é quantificado ou expresso pelo número de repetições, número de séries, carga levantada e frequência de treino.
      Shoendfeld et al 2016 confirma que 10 (dez) ou mais séries semanais produzem ganhos superiores a 5 (cinco) a 9 (nove). E que 5 (cinco) a 9 (nove) séries semanais provocam mais hipertrofia do que 5 (cinco) ou menos series semanais, números computados por grupamento muscular treinado.
      Colquhoun et al 2018 analisou homens com no mínimo 6 (seis) meses de experiência em treinamento de força. Os participantes realizaram um protocolo periodizado de treinamento com volume equalizado. Um grupo treinou 6 (seis) vezes por semana, realizando a metade do volume por sessão de outro grupo que treinou 3 (três) vezes por semana. Nos resultados obtidos, após 6 (seis) semanas, não foram encontradas diferenças de hipertrofia entre os dois grupos.
      Brigatto 2019 analisou homens com 4 (quatro) anos de experiência com TF (treinamento de força). Um grupo trabalhou com volume total equalizado de 1 (uma) série de 16 (dezesseis) repetições  e outro grupo com 2 (duas) séries de 8 (oito) repetições. Após 8 (oito) semanas, não foram encontradas diferenças significativas de hipertrofia entre os grupos.
      Número de séries 
      Segundo as evidências cientificas atuais, até 5 (cinco) séries por semana para cada grupamento muscular podem ser consideradas como um volume baixo, recomendado para iniciantes. 5 (cinco) a 9 (nove) séries constituem um volume moderado, recomendado para intermediários. 10 (dez) a 20 (vinte) séries representam um volume alto, recomendado para avançados. Atletas de alto nível (normalmente hormonizados) podem realizar entre 20 (vinte) a 45 (quarenta e cinco) séries por grupamento muscular por semana.
      Resumo do número adequado de séries semanais por grupamento muscular (músculo trabalhado) de acordo com o nível do indivíduo:
      iniciante: até 5 (cinco) séries; intermediário: de 5 (cinco) a 9 (nove) séries; avançado: de 10 (dez) a 20 (vinte) séries; atletas de alto nível: de 20 (vinte) a 45 (quarenta e cinco) séries. Hipertrofia e volume de treino
      As evidências científicas revelam que o que determina o resultado final ou hipertrofia é o volume de treino, independente da frequência de treino, repetições ou carga utilizada. O volume de treino ou trabalho é o fato essencial para o resultado hipertrofia.
      Por meio da nossa experiência e observação prática, quanto mais dias na semana a pessoa treinar, menor será a necessidade de se colocar um volume tão grande na sessão de treino.
      Por outro lado, se a pessoa treina poucas vezes na semana, é necessário um volume um pouco mais elevado para que se apresentem resultados equiparáveis aos de quem treina todos os dias da semana. 
      Uma pessoa que treina apenas 3 (três) vezes por semana pode ter os mesmos resultados de hipertrofia de uma pessoa que treina todos os dias, desde que o volume de treino semanal seja o mesmo. 
      E esse aumento de volume de treino numa sessão de treinamento pode resultar num treino demasiadamente longo, demorado. Um treino mais volumoso acaba sendo um treino mais longo.
      Treinos muito volumosos e longos numa única sessão de treinamento (em torno de 1 hora e 30 minutos) podem ser inviáveis em razão das obrigações cotidianas e consequente falta de tempo. 
      Indivíduos muito bem treinados ou avançados na musculação teriam ainda mais dificuldade para aplicar um volume maior de treino num dia, pois a alta intensidade e alto volume não seriam suportados fisiologicamente.
      Bom volume de treino em tempo razoável
      A questão que deve ser respondida é: como podemos deixar um treino com um bom volume, alta intensidade e com duração razoável (em torno de 50 minutos)?
      Algumas estratégias ou técnicas de treino podem ser adotadas (serão objeto de matérias explicativas específicas):
      SST (Sarcoplasma Stimulating Trainingou treino estimulante do sarcoplasma ); rest-pause (pausa-descanso);  bi-set (série dupla); 3/7. Essas técnicas ou métodos de treinamento permitem que o treino seja realizado com alta intensidade, com alto volume, sem aumento do tempo da sessão de treino.
      Existe uma metodologia que se chama High Density Training (HDT), que é o treino de alta intensidade, alto volume e curta duração. O HDT é basicamente uma combinação de vários métodos na série do treinamento para fugir do tradicional  “fazer a série, descansar, e repeti-la”.
      Por exemplo: em 15 minutos uma pessoa pode realizar 4 séries de 10 RM (repetições máximas) com 2 minutos de descanso realizando aproximadamente 40 repetições, ou pode, com a mesma carga inicial, usar uma combinação de intervalos de rest-pause (pausa-descanso), drop set, repetições parciais e repetições isométricas, resultando num total de 120 a 150 repetições, com um volume total muito maior no mesmo espaço de treino.
      A seguir, o link de uma matéria sobre métodos de treinamento que podem ser utilizados para aumentar o seu volume de treino e a hipertrofia:
      Conclusão
      Sempre respeite seu nível de treino. Comece com um volume mais baixo e vá aumentando gradativamente o volume a depender de quantos dias treine na semana (observe o número de séries semanais recomendadas para iniciantes, intermediários e avançados).
      À medida que for se aproximando de um nível mais avançado, passe a aumentar gradativamente a intensidade do seu treino com mais volume, para melhores resultados em termos de ganho de massa muscular.
      Vale lembrar que é importante periodizar (trocar) corretamente o treino para não entrar em overtraining (fatiga crônica por excesso de treino a longo prazo). Lembre-se que o treino deve ter qualidade e intensidade. O aumento do volume do treino ou da sua quantidade não pode tornar muito extensa a sessão de treinamento (em torno de mais de 50 minutos).
      Procure sempre um profissional de educação física competente para orientação e direção acerca da melhor estratégia de treino, de acordo com seu nível, objetivo e tempo disponível, dentre outros fatores pessoais que devem ser observados.
      Curta, compartilhe e comente no Instagram
       
×
×
  • Create New...