Entre para seguir isso  
Seguidores 0
lincondavk

Whey Isolado, Creatina e L-Carnitina depois do Lipo 6 Black

Avalie este tópico:

5 posts neste tópico

Intao pessoal novo aqui, queria a ajuda de voces.
Eu acabei de usar o lipo 6 black UC, estava com 17% de gordura agora com 12%..

Agora vou trocar de serie focar um pouco mais na hipertrofia ja que perdi massa magra tambem =/

Intao estou com umas duvidas, quero continuar emagrecendo com a serie de hipertrofia, vou tomar um whey isolado pos treino, sera que eu posso tomar creatina junto e l-cartinine ? Ou melhor da um tempo para tomar ?

Posso continuar correndo e pedalando para poder maxicimizar os efeitos do emagrecimento ? E eu posso continuar na minha dieta de gastar mais do que consome ?

Ou oque voces me recomendariam para eu fazer ?

Abraços =)

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Gostou? Compartilhe!

cara, tu tem que aprender muito, como tu quer continuar com a dieta de emagrecer e hipertrofiar? é igual eu querer pular pra baixo.

pesquise, muito.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Gostou? Compartilhe!

eu recomendaria uma fase de bulk, sem preocupaçao com emagrecimento

depois qndo vc ganhar um bom peso de massa, vc volta pro cutting

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Gostou? Compartilhe!

A certo obrigado pela ajuda e que sou meio desenformado disso =//

Acho que vou perder mais um pouco de gordura e começar a hipertrofia, mais quando eu começar a hiper, nao tem contra indicaçao de creatina nao ?

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Gostou? Compartilhe!

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma conta em nossa comunidade! É rápido, fácil e grátis!


Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.


Entrar agora
Entre para seguir isso  
Seguidores 0

Gostou? Compartilhe!
  • Conteúdo Similar

    • Por Carlos Juvenal
      Olá, gostaria de uma ajuda ao formular os componentes da minha dieta.
      Malho a 1 ano e meio, tenho 1,93cm e 88kilos, gostaria de iniciar uma suplementação para ganho de massa magra e definição muscular (Leia-se trincar abdomen hahah)
      Li em alguns tópicos e ao meu ver o uso somente de creatina seria necessário. com aquela velha saturação na primeira semana seguida dos 5g no restante do ciclo.
      Alguns outros tópicos dizem que o consumo de bcaa - creatina - oléo de cartamo - albumina também seria indicado, pois balanceia os nutrientes proteicos com a queima de gordura.
       
      Algumas outras informações: Treino de segunda a sexta : serie estilo A-B-C, com aeróbico de intensidade na serie C
                                                     Jogo basquete pelo menos 1 vez por semana
      Desculpem a inconveniência, abraços
    • Por Rodolfo Peres
      Em um passado não muito distante, a preocupação das mulheres era apenas com a balança. Estar magra, já era o suficiente. De alguns anos para cá, os padrões mudaram, e hoje o desejo em ter um físico mais "forte e definido" é crescente. Tanto que no consultório, posso seguramente estimar que no mínimo 60% dos meus pacientes é do sexo feminino. Com poucas exceções, o desejo é o mesmo: Gostaria de aumentar minhas coxas, meus glúteos, não aumentar muito a massa muscular da minha região superior e deixar meu abdômen levemente definido!
      Parece fácil. Mas não se enganem. Para conseguir esse objetivo é preciso muita determinação no treinamento, associado a uma dieta com algumas peculiaridades:
      Conter proteínas distribuídas adequadamente entre todas as refeições diárias (peito de frango, peixes magros, carne bovina magra, ovos, mix proteicos, caseína). Considero esse item o mais difícil de ser cumprido, visto a pouca variedade de alimentos proteicos que nossa alimentação usual nos oferece. Uma dica é utilizar ovos na primeira refeição; carnes no almoço e jantar; e complementar os demais horários com proteínas de absorção lenta na forma de suplementos, como caseína ou mix proteicos. Agora, caso exista a possibilidade de comer peito de frango, peixes magros, carnes bovinas magras ou claras de ovos ao longo do dia, melhor ainda! Apresentar uma correta distribuição dos carboidratos de baixo/médio índice glicêmico ao longo do dia (batata doce, mandioca/macaxeira/aipim, inhame, arroz integral, macarrão integral, pão integral) ingerindo-os em maior quantidade apenas ao acordar, logo antes e logo depois do treino. Nos demais horários, caso não se realize alguma atividade física que proporcione maior gasto energético, a ingestão de carboidratos deverá ser bem controlada. Muitas vezes, temos que ignorar nossos hábitos culturais em pró de nossas necessidades nutricionais. Como por exemplo, podemos citar alguém que trabalhe sentado após o almoço (nossa refeição principal culturalmente falando). Essa pessoa não deveria ingerir grandes quantidades de arroz, feijão, batatas, macarrão e outros alimentos fonte de carboidratos nesse horário, visto que seu gasto energético será baixo nas horas posteriores a essa refeição. Não negligenciar a ingestão de gorduras “especiais” (azeite de oliva, abacate, oleaginosas, linhaça, salmão, óleo de coco, etc), além do suporte adequado de vitaminas, sais minerais e fibras. Muitas pessoas ainda possuem medo de ingerir gorduras, mas sabe-se da importância desse nutriente na composição de um programa alimentar. A questão é saber escolher as fontes e combiná-las adequadamente com os demais alimentos. Quanto à suplementação alimentar, devemos ressaltar que o fator determinante não será o sexo, mas sim a intensidade do exercício. Ou você pensava que um homem com um treino “leve” deveria suplementar melhor do que uma mulher com um treino “forte” apenas pelo fato dele ser homem? Dentro da academia, visando grandes objetivos, não existe nada de sexo frágil!
      Agora, devemos considerar a diferença entre as intensidades nos treinamentos para a região inferior e superior. Normalmente, os treinamentos para a região inferior são mais intensos, necessitando obviamente de uma suplementação proporcional. Normalmente trabalho com mulheres, os mesmos suplementos que usaríamos com homens envolvidos em um treinamento sério. São eles: whey protein, BCAAS, glutamina, creatina, vitaminas antioxidantes, waxy maize. A questão é adequá-los de acordo com a intensidade do treino!
      Como exemplo, podemos citar uma mulher com nível elevado de treinamento para quadríceps ou posterior de coxa e glúteos. Uma sugestão de suplementação seria:
      Logo antes:
      Whey protein hidrolisado; Waxy maize; BCAAS; Beta-alanina; Glutamina. Logo antes do treino prefiro utilizar uma whey protein hidrolisada, devido a sua absorção ultra-rápida. O uso de waxy maize (amido modificado), tem apresentado grandes resultados, devido a sua absorção rápida, porém com fornecimento constante de energia durante o exercício, sem apresentar hipoglicemia de rebote. Os BCAAS são os aminoácidos mais utilizados como fonte de energia durante o exercício, apresentando-se como anti-catabólicos nesse momento. A suplementação com Beta-alanina tem se apresentado muito favorável para melhora do rendimento no treino, visto que retarda a queda dos níveis de PH sanguíneo. A glutamina, aminoácido mais abundante no plasma sanguíneo, apresenta queda em seus níveis em um treinamento mais intenso. Portanto sua suplementação prévia é uma boa medida.

      Logo após:
      Whey protein isolado; Waxy maize; BCAAS; Glutamina; Creatina; Vitamina C. Após o treinamento, prefiro o uso de whey protein isolado ao hidrolisado, visto que tem se observado melhores resultados com proteínas de absorção um pouco mais lenta nesse momento. Inclusive, muitas vezes introduzimos um pouco de caseína nesse “shake”. O uso de waxy maize auxilia na absorção de todos os demais compostos além de auxiliar na reposição de glicogênio (reserva de carboidratos). BCAAS e glutamina possuem função anti-catabólica nesse momento, devido a serem aminoácidos muito recrutados durantes o treinamento. Sua presença no “shake” pós-treino favorece muito o processo recuperativo. A creatina (muito temida por várias mulheres), quando presente em uma dieta adequada em carboidratos, não apresenta problemas quanto à retenção hídrica. A vitamina C complementa o “shake” pela sua ação antioxidante.
      Agora, a mesma mulher, realizando um treinamento com menor intensidade para a região superior, poderia se beneficiar reduzindo as quantidades ingeridas dos suplementos listados acima, ou ainda, usar apenas BCAAS antes do treino e whey protein isolado, waxy maize e creatina no pós treino. Lembrando que não existem regras! Tudo irá depender da intensidade do treinamento. Inclusive, em treinos realmente intensos, a introdução de cafeína (respeitando a tolerância individual), arginina AKG, citrulina, ácido D-aspártico, ribose, dentre outros suplementos, poderiam ser utilizados. Mas para isso, também teríamos que considerar além da intensidade do treino, a disponibilidade financeira da paciente, visto que uma suplementação como essa apresentaria um custo elevado.
      Ao realizar alguma atividade aeróbica em outro horário do dia (em jejum, por exemplo), uma sugestão seria a utilização apenas de BCAAS e glutamina logo antes e logo após o exercício. Com essa suplementação, conseguimos reduzir a quebra de proteínas musculares proporcionada pelo exercício aeróbico, mas mantendo a utilização de gordura corporal como fonte de energia. Essa dica de suplementação (BCAAS + glutamina) quando usadas antes e após o treinamento com pesos, tem grande validade para mulheres que apenas desejam manter sua massa magra enquanto reduzem o teor de gordura corporal. Um pouco de cafeína antes da atividade aeróbica também poderá ajudar tanto em maior utilização de gordura corporal como fonte de energia quanto como um maior estímulo para a performance na atividade.
      Sempre digo que a única parte do corpo da mulher que é impossível de se obter grandes resultados com um bom programa de treino/dieta é a região dos seios, devido a seu alto teor de gordura. Para isso, um bom cirurgião plástico será necessário (caso se deseje maior volume), pois com a redução do teor de gordura corporal, inevitavelmente os seios reduzem de tamanho. Inclusive, em períodos pós-cirúrgicos (colocar uma prótese de silicone nos seios), nos quais é necessário ficar um período em repouso, a dieta deverá ser mantida. A principal diferença será a redução no consumo de carboidratos (devido à ausência da atividade física), mas mantendo a ingestão de proteínas elevada, para auxiliar no processo de cicatrização.
      Essas foram apenas algumas dicas, pois para se obter grandes resultados, nada melhor do que um bom treinador e um nutricionista para periodizarem o treinamento e dieta. Recentemente, tive um grande sucesso no consultório com a paciente Lívia Gitahy, que em três meses transformou seu físico completamente. Ela foi muito bem acompanhada pelo treinador Fernando Guaitoli durante todo o período. O segredo? Treinamento e dieta levados a sério! E quanto à dieta, ela usou todos os artifícios descritos acima! Quer um resultado semelhante? Então mãos à obra!
    • Por Leandro SD
      Olá , seu novo no grupo então se estiver postando no local errado me desculpem  .
      Enfim vou começar o uso do Lipo6 black UC + Dilatex  , tenho 1,87 de altura e 86kg ( acima do ideal a meu ver ) porém venho de uma cirurgia em meu braço esquerdo a qual sofri acidente no serviço então fiquei 1 ano e meio parado , estou voltando agora porém meu treino está pesado pois fui aprovado no concurso da policia militar e dia 07/06 será o meu TAF , por esse motivo minha rotina está sendo a seguinte..
      Acordo as 05:00 tomo café e vou trabalhar as 05:40 , saiu do serviço as 15:30 / 16:00 depende do dia ( trabalho em frigorifico ) a partir de amanhã começarei fazer o seguinte..

      (0:30min antes 1 cps de Lipo6 black UC + 1cps LA & Guaraná + 1cps Mult-vitaminico) Desjejum :Aveia + Whey + leite desnatado + banana 

      (0:30min antes 4 cps de Dilatex (Dosagem recomendada) Almoço / pré treino : Batata docê + frango / peixe / carne magra grelhada + 2 ovos cozido + salada + 1 fruta

      Pós treino : Whey + BCAA
      Jantar : Carne magra / peixe / frango + salada ..

      Sei que está péssimo porém resumirei , como trabalho em frigorifico a comida lá não é ideal para dieta , contem muita gordura e frituras e por ae vai , por esse modo infelizmente fico das 06:00 até as 15:30 ou 16:00 sem comer pois deixo para comer em casa , e o almoço acaba virando pré treino .
      Bom é isso , se quiserem opinar em algo será de bom aproveito , estou treinando de segunda a sabádo por conta do treinamento para o TAF.

      Dês de já obrigado!
    • Por ummagumma
      Bom, vamos começar com o relato. Tenho 24 anos, 110kg e 1.88 de altura. Por ser preguiçoso e ter tido uns problemas de saúde, passei 8 meses sem fazer qualquer esporte e bem, estou gordo há pelo menos 3 anos, porém eu tenho uma boa facilidade em ganhar músculos pela genética, creio. Comecei a piorar com os bares / saidas, etc, o velho esquema).
      Então, decidi mudar. Vamos lá:
      Início: 20/07/2012
      Objetivo médio prazo: emagrecer 24kg
      Objetivo curto prazo: emagrecer 4kg por mês.
      Prazo: 7 meses (talvez consiga mais rápido, não sei).
      Treino: boxe (1h), aeróbico / aquecimento (40 min), todos os dias da semana (calculo eu que por baixo esteja dando 700kcal/dia). Aos finais de semana eu gosto de fazer coisas específicas como trilha, etc.
      Suplemento: Lipo6 Black (2 caps pela manhã e 2 caps final da tarde, antes do treino)
      Dieta: Não sou muito de seguir dietas, mas como verduras e frutas naturalmente. Reduzi a quantidade de comida.
      Problema principal: Barriga (vejam as fotos, que monstro)
      Tradeoff: Quase não bebo mais, porém no final de semana sempre roal um sorvetinho, ou então uma ou duas cervejas e um sanduiche, nada além disso.
      Todos os dias vou postar aqui como que foram as atividades, hehe. Pelo menos assim dá um ânimo maior.

    • Por williamfr_1991
      Através do site fisiculturismo.com.br tomei conhecimento de várias pessoas, que em seus relatos, mostraram os resultados obtidos com o uso de vários termogênicos.
      Então, depois de tomar conhecimento de vários, estou iniciando não a minha dieta, mas sim o uso do LIPO 6 BLACK UC.
      Ressalto que minha dieta se iniciou no dia 14 de maio de 2012 e até a presente data já perdi 6kg, sem o uso de qualquer termogênico ou qualquer outro produto do gênero. 6kg perdidos com uma dieta balanceada e atividades desenvolvidas na academia.
      E assim como eu freqüento muito o site em busca de relatos positivos, vou iniciar hoje o meu relato COM FOTOS, para que outras pessoas possam também acompanhar o uso da medicação.
      MAS DESDE JÁ QUERO DESTACAR QUE, O MELHOR ‘TERMOGÊNICO’ PARA OBTER RESULTADOS POSITIVOS NUMA DIETA SÃO, ALÉM DE FORÇA DE VONTADE, MUITA DETERMINAÇÃO.
      ENTÃO NÃO BASTA TOMAR SUPLEMENTOS NEM NADA SE VC NÃO FAZ UMA ATIVIDADE FÍSICA OU NÃO CONTROLA A SUA ALIMENTAÇÃO.
      Então, vamos começar.
      Comecei a tomar o LIPO 6 BLACK UC no dia 09/10/2012.
      1° DIA.
      HOJE APÓS PERDER 6KG E DAR INÍCIO AO CICLO DO LIPO 6, ME ENCONTRO COM 95 KG E 1,73 DE ALTURA, COM IDADE 20 ANOS.
      Chegou o tão esperado LIPO 6 BLACK.
      Como malho na hora do almoço, no intervalo do trabalho, trago meu almoço para o trampo almoçando sempre ao meio-dia (12:00) em ponto e sem falta.
      Saio do trabalho 13:30 e chego na academia as 14h.
      Hoje por uma eventualidade, saí para malhar as 15:30 e tomei a 1ª cápsula Do LIPO 6 BLACK UC.
      Realmente a disposição é intensa, e a força se torna absurda.
      Suei muito, principalmente nos conhecidos e indesejáveis culotes laterais.
      Então realmente o efeito que causa foi o esperado.
      EFEITOS COLATERAIS.
      É claro que ao tomar a 1ª cápsula fiquei com medo, pois sei que o produto é extremamente forte.
      Senti efeitos colaterais, que foram: BOCA SECA e BATIMENTOS CARDÍACOS MUITO ACELERADOS. Confesso que fiquei com muito medo.
      Então você que tem algum tipo de problema cardíaco, meu amigo, minha amiga...não precisa pensar duas vezes, NA VERDADE NÃO PRECISA PENSAR NENHUMA VEZ, APENAS NÃO TOME.
      FOTOS DO MEU CORPO NO INÍCIO DO CICLO A SEGUIR, PESANDO 95KG.