Jump to content
fisiculturismo
fisiculturismo

INMETRO Reprova 14 de 15 Wheys Analisadas: Verdade ou Sensacionalismo?

Matéria Sensacionalista: 14 de 15 Wheys Reprovadas?

Mais uma notícia bombástica foi veiculada pela mídia contra a indústria de suplementos alimentares. Segundo as notícias veiculadas pelos grandes meios de comunicação, o INMETRO (Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia) teria reprovado 14 wheys. Considerando-se que houve análises de 15 wheys, pode-se pensar que o resultado foi lastimável, desesperador, ou, pior ainda, que nenhuma whey presta. Veja a matéria que foi transmitida no Fantástico da Rede Globo, no domingo 24/8/2014:

http://globotv.globo.com/rede-globo/fantastico/v/inmetro-testa-marcas-de-whey-protein/3584722/

Nossa comunidade já desconfiava da péssima qualidade de alguns suplementos alimentares e já pedia a análise dos suplementos alimentares pelo INMETRO há mais de 10 anos (desde agosto de 2004: ). Somente depois da explosão de denúncias contra produtos de Whey, inicialmente capitaneadas por Félix Bonfim (famosos laudos de whey - Selo do INMETRO para Suplementos Alimentares), e em seguida confirmadas pelo PROTESTE (PROTESTE Avalia Whey Protein e Reprova Muitos Suplementos), é que o INMETRO resolveu avaliar as wheys.

No entanto, ao dar publicidade aos resultados dos testes realizados pelo INMETRO, entendemos que as matérias veiculadas pela mídia foram exageradamente sensacionalistas. Produtos reprovados no teste não são, necessariamente, ruins. Muitos produtos de excelente qualidade foram considerados reprovados.

ccs-69938-0-27595200-1409182912_thumb.gi

Itens Analisados pelo INMETRO

Os testes realizados anteriormente (Félix Bonfim e PROTESTE) consideraram, tão-somente, a quantidade de proteínas e a quantidade de carboidratos dos produtos, fazendo comparação entre os valores apresentados nos rótulos e valores efetivamente presentes nos produtos. Ao avaliar as wheys, o INMETRO trouxe análises inéditas, quais sejam: tipo de fonte de proteína, presença de cafeína e rotulagem.

Alguns produtos reprovados tiveram excelente desempenho nas quantidades de proteínas e carboidratos, mas reprovaram por conter cafeína. Ou reprovaram por conter menos carboidratos. Ou pelo fato de o rótulo não apresentar as casas decimais determinas pelo sistema de uniformização. Na sua opinião, uma whey deve ser considerada reprovada por conter cafeína? Por conter menos carobidratos? Por não ter casas decimais uniformizadas no rótulo? Leia a matéria completa e saiba o motivo pelo qual nós aprovamos a maioria das wheys reprovadas pelo INMETRO.

Analisaremos cada um dos resultados da avaliação das wheys para que possamos fazer os comentários pertinentes, de modo que os números e conclusões sejam consideramos de maneira crítica, sem sensacionalismos.

Wheys que Foram Avaliadas

A seguir, listamos os produtos que foram avaliados pelo INMETRO:

  • 100% Whey Protein da EAS
  • 100% Whey Protein da Body Action
  • 100% Pure Whey da Pró-Profissional Line (Probiótica)
  • Super Whey 100% Pure da Integral Médica
  • Extreme Whey Protein Refil da STN Steel Nutrition
  • Iso Whey Protein da Solaris
  • Whey Protein da Voxx
  • Whey Dyn da Dynamic Lab
  • Total Whey NO2 da Maxx Titanium
  • Whey Protein Glutamax da DNA
  • Ultra Whey Pro da Universal
  • Supreme Whey da Met-Rx
  • Just-Whey da SportPharma
  • Whey Protein da New Millen
  • Perfect Whey da Nature's Best

    ccs-69938-0-98722900-1409182609_thumb.gi

    ccs-69938-0-11368900-1409182626_thumb.gi

    Quantidade de Proteínas - Mais de 10 Gramas por Dose

    O primeiro parâmetro de avaliação se refere à quantidade de proteína presente no produto, conforme o art. 8°, inciso I, da Resolução ANVISA RDC-18, isto é, se cada dose do produto fornece pelo menos 10 gramas de proteína. Todas as wheys analisadas passaram neste teste.

    Entendemos que este parâmetro de avaliação é desnecessário. Todos os produtos avaliados indicam no rótulo quantidade superior a 10 gramas de proteína. Bastaria avaliação de conformidade com o rótulo como parâmetro. Nenhuma whey avaliada forneceu menos de 20 gramas de proteína (aproximados) por dose.

    ccs-69938-0-68738400-1409182643_thumb.gi

    Quantidade Real de Proteínas versus Quantidade Indicada no Rótulo

    Este é o parâmetro mais relevante. Muitos laudos de whey anteriores apontaram quantidades de proteínas muito inferiores àquelas prometidas nos rótulos. A margem de tolerância para aprovação foi pautada em 20%, para mais ou para menos, conforme Resolução ANVISA n° 360.

    Nesta avaliação foram reprovadas as wheys das marcas Solaris (-31,02%) e Voxx (-28,31%), com quantidades absolutas de proteína por dose em quantidade inferior a aproximados 5 gramas. Interessante notar que 10 das 15 wheys avaliadas apresentaram quantidade de proteína menor do que a prometida. A maioria das marcas se valeu da margem de erro para baixo.

    Das 5 wheys que apresentaram quantidade de proteínas em quantidade superior àquela indicada no rótulo, vale mencionar como destaque a EAS 100% (+6,97%), a STN Steel Nutrition (+5,05%) e a Universal (+5,03%).

    Portanto, no principal item de avaliação de whey, somente duas marcas foram reprovadas. Todas as demais foram aprovadas, desde que respeitada a margem de tolerância de 20% a menos de proteína.

    A maior margem de erro tolerada (-12,31%) foi apresentada pela Pró-Professional Line (Probiótica), o que sequer representa 2 gramas de proteínas a menos por dose.

    ccs-69938-0-95701600-1409182800_thumb.gi

    Quantidade Real de Carboidratos versus Quantidade Indicada no Rótulo

    Menos importante do que a conformidade de proteínas, a quantidade de carboidratos é relevante para os musculadores que estão em fase de cutting. Neste parâmetro de avaliação, respeitada a margem de erro aceitável de 20% para mais ou para menos, a grande maioria das whey foi reprovada.

    Somente foram aprovadas as wheys das marcas Body Action (+11,24%), Max Titanium (-16,92), DNA (-11,66%) e Met-Rx (-19,20%).

    Discordamos radicalmente deste parâmetro de avaliação. Os consumidores que compram suplementos hiperprotéicos como whey não querem consumir carboidratos pelo suplemento, mas proteínas. Por isso, entendemos que quanto menor a quantidade de carboidratos, melhor.

    Com esse raciocínio em mente, consideramos como aprovadas, além das wheys já mencionadas, as proteínas das marcas EAS (-50,14%), STN Steel Nutrition (-50,98%) e Universal (-37,94%).

    Este parâmetro de avaliação deve ser considerado com muito cuidado. Normalmente, os rótulos de whey indicam quantidades muito pequenas de carboidratos. Desse modo, se um rótulo indica uma quantidade de 2 gramas de carboidratos, e se o teste apontar 1 grama, a diferença percentual é de enormes -50%, todavia, 1 grama a mais ou a menos na dieta é irrelevante.

    Os resultados mais assustadores foram relacionados às wheys das marcas Solaris (+257,43%) e Voxx (+300,53%). Todavia, ao se observar os valores de carboidratos por dose que os testes apontaram, como valores reais, não há nada alarmante. São 3,5 gramas (Solaris) e 4,5 gramas (Voxx). Não são quantidades significativas.

    Merece atenção especial o caso da marca Nature's Best, reprovada por conter +52,46% de carboidratos sobre o valor declarado no rótulo. Trata-se de marca cuja reputação no mercado é muito elevada. A quantidade real de carboidratos por dose é de 2 gramas. Nada assustador.

    Também é interessante notar que as wheys aprovadas das marcas Maxx Titanium (-16,92%) e DNA (-11,66%), apesar de terem o rótulo em conformidade com o conteúdo, são suplementos hiperprotéicos com elevada quantidade de carboidratos por dose. Cada dose da Maxx Titanium apresenta 10 gramas de carboidratos, enquanto que cada dose da DNA apresenta 11 gramas de caboidratos, ou seja, quantidades maiores de carboidratos do que das marcas reprovadas.

    Por esse motivo, esse parâmetro de avaliação deve ser considerado com extremo cuidado. Um produto reprovado pode conter muito mais proteínas e muito menos carboidratos do que um produto que foi aprovado. Analise os números de modo crítico, considerando aquilo que é relevante para a sua dieta.

    Certamente que produtos reprovados neste parâmetro de avaliação são muito melhores, em termos nutricionais, do que suplementos que foram aprovados.

    Portanto, considerando este parâmetro, não reprovamos nenhuma whey avaliada. Apesar de alguns números percentuais serem muito elevados, a diferença de carboidratos em números absolutos por dose é muito pequena. É certo que 1 ou 2 gramas a mais de carboidratos numa dose de suplementação alimentar não fará nenhuma diferença na dieta de um musculador.

    ccs-69938-0-33999500-1409183014_thumb.gi

    ccs-69938-0-63480800-1409183095_thumb.gi

    Tipo de Proteína Usada na Fabricação

    Este é um critério de avaliacão inédito. Nenhum outro laudo anterior apurou a fonte de proteína empregada no produto. Infelizmente a avaliação se limitou a verificar se o produto continha whey ou outro tipo de proteína, sem considerar os tipos de whey e percentuais na composição (concentrada, isolada ou hidrolisada).

    Das 15 wheys avaliadas, somente 1 levou chumbo grosso neste teste. Reprovou a whey da DNA por conter, além da proteína do soro do leite, proteína proveniente do trigo e da soja.

    Este é um dado muito relevante, certo que a whey é uma proteína de elevadíssimo valor biológico (e muito cara), enquanto que as proteínas do trigo e da soja têm menor valor biológico (e são mais baratas). Os testes não indicaram os percentuais de proteína whey, trigo e soja presentes no produto.

    Não há qualquer defesa para a marca que anuncia whey e vende proteína de trigo e de soja. Segundo a DNA, houve erro na impressão do rótulo, e serão feitas as correções. Acredite se quiser.

    ccs-69938-0-51760300-1409183190_thumb.gi

    Presença de Cafeína

    Este critério de avaliação é risível, na nossa humilde opinião. A grande maioria dos musculadores toma suplementos estimulantes, os chamados pré-treino, cuja dose de cafeína por dose, comumente, chega a 600 miligramas. Apenas a título de exemplo, a dose recomendada de cafeína do suplemento termogênico Thermo Cuts Black da Absolute Nutrition é de 660 miligramas.

    O INMETRO reprovou as wheys da EAS, Pró-Professional Line, STN Steel Nutrition, Maxx Titanium e SportPharm por conterem menos de 2,61 miligramas de cafeína. Com todo respeito, isso parece piada. Ainda que se afirme que existem pessoas que não podem consumir cafeína, a quantidade da substância por dose é tão pequena que passa desapercebida pelo organismo.

    A quantidade mínima de cafeína nos suplementos pré-treino e termogênicos costuma ser superior a 100 miligramas, isto é, quantidade aproximadamente 40x superior à maior dose de cafeína encontrada nas wheys testadas. Logo, isso não deveria ser objeto de preocupação.

    O que pode deixar o consumidor com a pulga atrás da orelha é o motivo pelo qual há cafeína num suplemento de whey. Seria uma falta de isolamento adequado do processo produtivo na unidade fabril? Isso sim é preocupante, porque pode acarretar no acréscimo de impurezas no produto.

    ccs-69938-0-32406400-1409183310_thumb.gi

    ccs-69938-0-30591400-1409183328_thumb.gi

    Rotulagem Adequada

    Neste item foi avaliado se o suplemento alimentar apresentava no rótulo informações corretas sobre quantidade de calorias, proteínas, carboidratos, gorduras (totais, saturadas e trans), fibras e sódio.

    A maioria das wheys foi reprovada por haver "divergência de expressão de casas decimais". O laudo não é muito claro quanto ao tema, mas parece que, por exemplo, numa declaração que deveria ter sido feita em miligramas, por exemplo, as marcas apresentaram as quantidades medidas em gramas.

    Este é mais um parâmetro que nós consideramos secundário, burocrático e sem nenhuma razoabilidade para se reprovar um produto. A declaração por casas decimais diversas das determinadas pelo Sistema Internacional de Unidades não implica em declaração falsa e não prejudica o consumidor.

    A ausência de padronização, pode, apenas, dificultar a comparação entre as propriedades nutricionais dos produtos, mas está longe de tornar o produto fraudulento.

    Por este parâmetro foram aprovadas apenas as wheys das marcas Pró-Profissional Line (Probiótica), Solaris, Voxx e Met-Rx. Trata-se de mera divergência entre a unidade de medida declarada e a unidade de medida exigida pela normatização burocrática, o que pode ser facilmente solucionado pelas marcas.

    ccs-69938-0-90390200-1409183398_thumb.gi

    Conclusão: Aprovamos 12 de 15 Wheys Avaliadas

    Considerando os testes do INMETRO com as observações que fizemos nos tópicos anteriores, podemos afirmar que reprovamos apenas as wheys:

    • Iso Whey Protein da Solaris (quantidade de proteína inferior à declarada)
    • Whey Protein da Voxx (quantidade de proteína inferior à declarada)
    • Whey Protein Glutamax da DNA (usa trigo e soja como matéria-prima)

    As demais aprovamos, por serem produtos hiperprotéicos que atendem às necessidades dos musculadores que buscam suplementar a alimentação com proteínas. Ignoramos quantidades absolutas mínimas a maior ou a menor de carboidratos, a mínima presença de cafeína e a distorção de casas decimais nos rótulos.

    Existe muito preconceito e inveja da sociedade em geral contra pessoas de físico vigoroso (pessoas malhadas, saradas, rasgadas, bombadas, fortes, musculosas, gostosas, etc), e esse preconceito acaba recaindo contra os suplementos alimentares (que alguns ainda chamam de bomba). A grande mídia bombardeia a suplementação alimentar, ao invés de trazer esclarecimentos e informações livres de números deturpados.

    Se você acha que a matéria veiculada pelo Fantástico com base no estudo do INMETRO é sensacionalista, e que a maioria das wheys avaliada deveria ter sido considerada adequada para o consumo, ao invés de ter sido reprovada, compartlhe esta matéria para esclarecer a questão na sua rede de contatos sociais.

    Fonte: Relatório Final Sobre a Análise de Suplementos Proteicos para Atletas - Whey Protein, Inmetro.



User Feedback

Recommended Comments

gostaria de saber da marca Nutri Heath usada aqui no sul do pais se esta regular pois dizem que nao tem proteinas.

Share this comment


Link to comment
Share on other sites

Sensacionalismo barato igual ao conexão repórter. Alguém tá ganhando dinheiro com isso ou deixando de ganhar.....

Share this comment


Link to comment
Share on other sites

Hoje saiu uma reportagem em MG dizendo que tomar leite com tody é melhor que whey no pós treino....  ridículo................

Share this comment


Link to comment
Share on other sites

TIRANDO DÚVIDAS SOBRE A MATÉRIA DO FANTÁSTICO SOBRE WHEY PROTEIN
Muito se tem falado e discutido sobre o consumo de proteínas nos últimos anos, visto que a população de forma geral e sedentária tem aumentado muito sua utilização e reduzido drasticamente o carboidrato de sua dieta. Cabe lembrar que esta mudança no comportamento nutricional teve inicio dos anos 2.000 e foi muito difundida por endocrinologistas e nutricionistas com fins de emagrecimento (estéticos) e de saúde (pós-cirúrgico de redução de estomago). E se mantem até hoje baseada em vários artigos que encontraram bons resultados nos dois casos.
O maior consumo de proteínas se tornou muito comum também entre todos os atletas e não apenas entre os fisiculturistas aja visto a grande intensidade e volume de treinamentos a que são submetidos. Talvez o caso mais drástico tenha sido dos maratonistas e apresentavam baixo consumo de proteínas e alto de carboidratos e não alteravam significativamente sua composição corporal. A Organização Mundial de Saúde indica 0,8g de proteína por Kg de peso corporal para indivíduos sedentários para que mantenha as funções vitais e o equilíbrio interno entre a degradação e a síntese de proteínas para reposição das células ou tecidos corporais como a pele e os cabelos.
Estas proteínas devem ser de origem animal (carnes, leite e clara de ovo), uma vez que as de origem vegetal como verduras, legumes e frutas são de baixo valor biológico (Sérgio Antônio Draibe e Horácio Ajzen, 2002). Até em casos de Insuficiência renal alguns autores sugerem que a quantidade de proteínas fornecidas deve ser mantida normal (1 g/kg/dia) e a diálise realizada quando necessário. Haveria menor risco de desnutrição e menor incidência de processos infecciosos (Nestor Schor; Oscar Fernando Pavão dos Santos e Mirian Aparecida Boim, 200). As proteínas são nutrientes importantes, pois fornecem os aminoácidos essenciais para realização das funções químicas e biológicas do corpo. No organismo, os aminoácidos têm funções como o anabolismo (síntese de proteínas e polipeptídeos), produção de energia e síntese de compostos de pequeno peso molecular, servindo ainda para construção e manutenção dos tecidos, formação de enzimas, hormônios, anticorpos, no fornecimento de energia e na regulação de processos metabólicos (TIRAPEGUI, 2002).
De acordo com a Diretriz da Sociedade Brasileira de Medicina do Esporte (2003), para indivíduos sedentários o consumo diário de proteína deve ficar entre 0,8 e 1,2g/kg/dia. Para atletas de endurance, o consumo deve ficar entre 1,2 e 1,4g/kg/dia e, para aqueles que visam à força muscular ou hipertrofia muscular, entre 1,6, e 1,8g.
O problema no caso de pessoas fisicamente ativas (aeróbio e musculação) que necessitam de maior aporte de proteínas é a composição dos alimentos visto que nas carnes, ovos e peixes encontra-se também a gordura. Ou seja, se aumentar o consumo de proteína como indicado acima pode-se aumentar as reservas de gordura corporal. Daí a necessidade de se utilizar os suplementos como Whey e Aminoácidos que oferecem proteínas de Alto Valor Biológico sem a presença da gordura.
O mais importante em relação ao que foi citado na matéria do fantástico e a sobrecarga renal causada pelo excesso de consumo de proteínas, porém, pouco se sabe sobre a partir de qual valor isso pode acontecer. Até porque outras atitudes são necessárias para se evitar que esta sobrecarga ocorra, como ingerir água em maior quantidade indicada para sedentários ( ± 2,5L/dia) e dividir o seu consumo em pelo menos 4 refeições ao dia.
Resumindo, de fato 2 marcas expostas pelo fantástico estão muito fora do permitido, caso da D.N.A e Solares, o restante apresentou 20% a mais de carboidrato, o que é permitido pela Anvisa e exceto estas duas, o restante bateu o número de proteína e origem do alimento, o que foi bom. Quanto a sobrecarga renal, artigos científicos, dos quais citados acima, comprovam que não há estudo que indique isto, até 1,8g de proteína para cada quilograma peso da pessoa. Ex: Uma pessoa pesa 70k ela pode consumir até 140g de proteína sem problemas (fazendo exercício físico e consumindo água). Existem atletas que consomem 4g de proteína por kg/corporal sem problema apresentado. Então cuidado com matérias tendenciosas e podem consumir seu whey protein sem problema algum. Qualquer dúvida a equipe da Dr Suplemento responde.
MARCOS PUDO - EDUCADOR FÍSICO E MESTRE EM FISIOLOGIA DO EXERCÍCIO PELA UNIFESP. PROFESSOR TITULAR DA DISCIPLINA DE TREINAMENTO DE FORÇA PELA UMC.
www.drsuplemento.com.br

Share this comment


Link to comment
Share on other sites

Independente de qualquer coisa, minha confiança não se ganha com uma simples analise de um lote qualquer... honestidade se prova durante uma vida toda.... depois de tantas pisadas na bola não tem como levar a sério a maiorias das empresas nacionais... boicoto mesmo!!

 

Por isso whey nacional pra mim é Probiótica, Nutrilatina e ponto final.

Share this comment


Link to comment
Share on other sites

Excelente matéria. Só comprova que nem Inmetro, nem Anvisa têm competência pra regular, fiscalizar, classificar ou permitir/proibir fabricação e comercialização de suplementos. Bando de incompetentes. E esperem pelo projeto de lei dos nossos igualmente incompetentes deputados que vai tornar ainda mais difícil adquirir suplementos do exterior.

Share this comment


Link to comment
Share on other sites
Guest jose sebastiao rodrigues

Posted

sou lojista a solaris atraves de laudos que tem material em concordancia com immetro haja visto que no rotulo atual ten a tarja do immetro dos seus produtos seria gravaçao antiga exibida pelo fantastico,

Share this comment


Link to comment
Share on other sites

Muito bom o esclarecimento. Mas discordo totalmente no fato de vocês aprovarem as marcas contaminadas com cafeína. Isso mostra falha no processo de fabricação, ninguem garante que em todas as amostras serão encontradas somente 2mg de cafeina, pode ser mais, pode ser menos, pode ser encontrada outra substancia. Se pagamos caro por um produto, devemos exigir o mínimo controle do processo.

Quando as crítica ao imetro, também não procede, eles testaram de acordo com o padrão existente hoje, o que não é certo é o sensacionalismo da reportagem. Mas quem conhece mesmo do assunto não se assustou com isso.

Share this comment


Link to comment
Share on other sites

Acho q tem q fazer testes sim, mas sem sensacionalismo. Tomo a whey da EAS, e nao tenho do que reclamar. É um excente produto, fora o custo beneficio. Prefiro essa marca, ante as nacionais.

Share this comment


Link to comment
Share on other sites

TUDO PICARETA MESMO, DIZ UMA COISA MAS LA DENTRO DO POTE TEM OUTRA, CORRETÍSSIMA A MATÉRIA E ESTOU SENTINDO UM CERTO PROTECIONISMO AOS FABRICANTES DE WHEY NESSA MATÉRIA, MINHA OPINIÃO, ABRAÇOS

Share this comment


Link to comment
Share on other sites

TUDO PICARETA MESMO, DIZ UMA COISA MAS LA DENTRO DO POTE TEM OUTRA, CORRETÍSSIMA A MATÉRIA E ESTOU SENTINDO UM CERTO PROTECIONISMO AOS FABRICANTES DE WHEY NESSA MATÉRIA, MINHA OPINIÃO, ABRAÇOS

Protecionismo? Por quê? O rótulo diz uma coisa, mas lá dentro do pote tem coisa melhor ainda...

Share this comment


Link to comment
Share on other sites

Muito bom o esclarecimento. Mas discordo totalmente no fato de vocês aprovarem as marcas contaminadas com cafeína. Isso mostra falha no processo de fabricação, ninguem garante que em todas as amostras serão encontradas somente 2mg de cafeina, pode ser mais, pode ser menos, pode ser encontrada outra substancia. Se pagamos caro por um produto, devemos exigir o mínimo controle do processo.

Quando as crítica ao imetro, também não procede, eles testaram de acordo com o padrão existente hoje, o que não é certo é o sensacionalismo da reportagem. Mas quem conhece mesmo do assunto não se assustou com isso.

Os testes apontaram menos do que 2 mg de cafeína em todas as whey. A quantidade é irrisória. No entanto, concordamos que isso é um indícios de que pode haver falha no processo de fabricação. E se há cafeína, podem existir outras substâncias indesejadas. Não criticamos o inmetro, apenas fizemos uma leitura diferente dos dados, com base nos interesses de quem consome as wheys, e não com base em normativos impessoais e abstratos.

Share this comment


Link to comment
Share on other sites

Hoje saiu uma reportagem em MG dizendo que tomar leite com tody é melhor que whey no pós treino....  ridículo................

Você pode indicar a página em que foi publicada esta pérola?

Share this comment


Link to comment
Share on other sites

sim, claro.

não consegui colar o link mas segue o caminho:

site: www.uai.com.br

na parte de cima entre em "SAÚDE PLENA"

na parte mais baixa da página procure o dia 27 de agosto de 2014

é a primeira reportagem

Share this comment


Link to comment
Share on other sites

O link é este: http://sites.uai.com.br/app/noticia/saudeplena/noticias/2014/08/27/noticia_saudeplena,150013/nada-de-suplementos-apos-o-treino-va-de-leite-com-chocolate.shtml

 

Preste atenção, foram comparados:

  • isotônico
  • líquido com carboidratos (sem calorias????)
  • leite achocolatado

 

E o padrão de comparação foi a prática de nova atividade física no mesmo dia. O interesse era a reposição de glicogênio.

 

Portanto, esse estudo não se presta para os praticantes de musculação que buscam hipertrofia muscular.

Share this comment


Link to comment
Share on other sites

O Whey glutamax da DNA SEMPRE foi composto pelos 3 ingredientes e todo site de compras, o proprio site da DNA e a embalagem do produto demonstram isso. A embalagem mudou a pouco tempo e pode ter sido um erro deixado de lado, mas a composição é a mesma que foi acertada pelo inmetro. Bem ridícula a forma que o escritor colocou um produto que já é bem conhecido. Não sou usuário do mesmo, apenas não gosto de injustiça. Mas se for da mesma pessoa que escreveu falando que "Carnivor" é um excelente suplemento, então está explicado o erro.

Share this comment


Link to comment
Share on other sites

O Whey glutamax da DNA SEMPRE foi composto pelos 3 ingredientes e todo site de compras, o proprio site da DNA e a embalagem do produto demonstram isso. A embalagem mudou a pouco tempo e pode ter sido um erro deixado de lado, mas a composição é a mesma que foi acertada pelo inmetro. Bem ridícula a forma que o escritor colocou um produto que já é bem conhecido. Não sou usuário do mesmo, apenas não gosto de injustiça. Mas se for da mesma pessoa que escreveu falando que "Carnivor" é um excelente suplemento, então está explicado o erro.

A própria DNA afirmou que houve "erro" na impressão do rótulo. Isso é justo? É aceitável que uma fabricante de suplementos erre no rótulo? Cada um tire suas próprias conclusões. Qual é o problema da Carnivor?

Share this comment


Link to comment
Share on other sites

Gostei de ver como vocês são bonzinhos com a indústria dos suplementos. 

Share this comment


Link to comment
Share on other sites

Gostei de ver como vocês são bonzinhos com a indústria dos suplementos. 

A questão não é ser bom ou ruim com a indústria. A questão é ser crítico quanto aos critérios de avaliação. As marcas devem fornecer exatamente aquilo que prometem no rótulo, sem dúvida. No entanto, num suplemento protéico, condenar um produto por conter um pouco mais proteína do que indicado parece equivocado. Esta é nossa opinião.

Share this comment


Link to comment
Share on other sites

Uma coisa é o seguinte: nutricionista me receitou Isopure da Nature's Best. Tomei 2 potes. Deu resultado: sim. Gostei do resultado e da marca. Agora vem e não aprovam.

INMETRO, VAI PARA A PQP... ANVISA VAI PARA A PQP... CONFIO NO QUE ME DÁ RESULTADO.

Share this comment


Link to comment
Share on other sites
14 horas atrás, renatobhmg disse:

Uma coisa é o seguinte: nutricionista me receitou Isopure da Nature's Best. Tomei 2 potes. Deu resultado: sim. Gostei do resultado e da marca. Agora vem e não aprovam.

INMETRO, VAI PARA A PQP... ANVISA VAI PARA A PQP... CONFIO NO QUE ME DÁ RESULTADO.

Lembre-se que o motivo da reprovação da Nature's Best foi meramente burocrático, por problema no rótulo, sem qualquer problema específico com relação à qualidade do produto:

Citar

Rotulagem Adequada

Neste item foi avaliado se o suplemento alimentar apresentava no rótulo informações corretas sobre quantidade de calorias, proteínas, carboidratos, gorduras (totais, saturadas e trans), fibras e sódio.

A maioria das wheys foi reprovada por haver "divergência de expressão de casas decimais". O laudo não é muito claro quanto ao tema, mas parece que, por exemplo, numa declaração que deveria ter sido feita em miligramas, por exemplo, as marcas apresentaram as quantidades medidas em gramas.

Este é mais um parâmetro que nós consideramos secundário, burocrático e sem nenhuma razoabilidade para se reprovar um produto. A declaração por casas decimais diversas das determinadas pelo Sistema Internacional de Unidades não implica em declaração falsa e não prejudica o consumidor.

A ausência de padronização, pode, apenas, dificultar a comparação entre as propriedades nutricionais dos produtos, mas está longe de tornar o produto fraudulento.

Por este parâmetro foram aprovadas apenas as wheys das marcas Pró-Profissional Line (Probiótica), Solaris, Voxx e Met-Rx. Trata-se de mera divergência entre a unidade de medida declarada e a unidade de medida exigida pela normatização burocrática, o que pode ser facilmente solucionado pelas marcas.

 

Share this comment


Link to comment
Share on other sites

Todas as whey protein vendidas no Brasil atualmente são confiáveis ou ainda existem marcas que merecem atenção?

Share this comment


Link to comment
Share on other sites


Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Guest
Add a comment...

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.


  • Similar Content

    • By Neloco
      Galera Bom dia,
       
      Estou voltando a malhar e estava procurando uma proteina para ajudar e acabei em deparando com esse whey, porém procurei laudos e relatos mas não encontrei nada sobre eles, algum de vocês já usou?


    • By Sam9393
      Olá, pessoal. Tenho síndrome de ovário policístico (SOP) e estou fazendo tratamento somente com uma dieta low carb (( já apresentei ótimos resultados) e sem remédios ou anticoncepcionais.
      Malho frequentemente e tenho notado ganho de massa com a dieta que faço mais quero dar um estímulo diferente com uso de suplementos proteicos.

      Gostaria de saber se é permitido/indicado o uso de suplemento para quem tem SOP. E se quem tem a síndrome teve alguma piora no quadro com o uso do suplemento.
      lembrando que pessoas com sop devem ter uma dieta low carb já que possuem uma resistência a insulina
      obrigada
    • By Orihime_Inoue
      Boa noite!
      Gostaria de uma opinião de vocês:
      Existe sentido em tomar whey isolada, estando acima do peso?
      No meu pensamento, a proteina aliada ao treino pode ajudar a aumentar a composição muscular e acelerar a queima de gorduras. Me corrijam se eu estiver errada por favor? - não sou especialista.
       
      Informações adicionais:
      - Estou em dieta, diminuindo a ingestão calórica 
      - Fazendo exercícios cardio e musculação
       
      Obrigado!
       
       
    • By Michele Elaine
      Olá, gostaria de compartilhar minha experiência com o lipo 6 Black ultra concentrate.... Nunca tomei termogênicos, é a primeira vez. Dei início ontem 25/09, 30 min. antes do  treino, e tomo whey depois, senti que corri na esteira com maior intensidade, e não tive nenhum efeito colateral... Hoje segundo dia tomei da mesma forma e o treino não rendeu... Não senti que ele me deixou disposta... Tirei fotos antes, e vou tirar as medidas e passo pra vcs como está sendo este processo... Peso inicial 65,5 hoje 65,3


×
×
  • Create New...