Ir para conteúdo
  • Cadastre-se

Luis Meirelles

Colaborador
  • Total de itens

    1
  • Registro em

  • Última visita

  • Dias que ganhou

    2

Luis Meirelles foi o melhor membro do dia em 21 de setembro 2013

Luis Meirelles postou o conteúdo mais curtido!

1 Seguidor

Detalhes

  • Gênero
    Não informado

Redes Sociais

Últimos Visitantes

O bloco dos últimos visitantes está desativado e não está sendo visualizado por outros usuários.

Conquistas de Luis Meirelles

Novato

Novato (1/14)

43

Reputação

  1. Métodos de produção de whey Existem diversos métodos diferentes de produção de whey, sendo que cada um deles resulta em tipo diferente de pó, contendo quantidades maiores ou menores de proteína, bem como diferentes espectros de biodisponibilidade de várias proteínas. Desnaturação da whey pelo calor No que diz respeito aos peptídeos de whey, o calor ou qualquer tipo de tratamento térmico provoca rupturas estruturais e mudanças nas ligações químicas, criando cadeias de ligações cruzadas, chamadas de cross-linking. Em outras palavras, isso significa desnaturação. A sua principal consequência é um aumento dramático do tempo de digestão dessa proteína modificada. A whey desnaturada é mais barata O uso de calor prolongado em altas temperaturas é a forma mais rápida e econômica de se realizar a secagem de uma proteína. Há muito já se sabe que os fabricantes de proteínas comuns, melhor dizendo, wheys commodities, utilizam grandes quantidades de calor para tornar essas proteínas em forma de pó, por um processo de produção mais rápido e mais barato. O custo médio de 900 g (novecentos gramas) de whey não desnaturada concentrada é de R$ 250,00 (duzentos e cinquenta reais), ao passo que whey concentrada desnaturada gira em torno de R$ 90,00 (noventa reais). Absorção mais rápida e melhor retenção de nitrogênio pela whey não desnaturada Uma proteína desnaturada ou cross-ligada apresenta milhares de ligações potenciais a mais que precisam ser degradadas no intestino antes que se possa absorvê-la. Demora mais para ser retida e compartilhada nos músculos. Desse modo, leva-se muito mais tempo para que os aminoácidos cheguem aos compartimentos-alvo, produzindo índices bem baixos de retenção de nitrogênio. Uma whey não desnatura possibilita uma retenção incrivelmente maior de nitrogênio, aproximadamente 68% (sessenta e oito por cento) a mais do que a mesma proteína whey obtida por um processo de produção que a desnature. Frações proteínicas da whey não desnaturada A whey verdadeira é formada por diferentes frações proteínicas. Cada uma delas é crítica para a obtenção de um metabolismo otimizado e, consequentemente, para extensão da vida. Os métodos de produção que whey que utilizam o calor reduzem as frações proteínicas, podendo até eliminar algumas frações. As frações proteínicas da whey não desnaturada são: betalactoglobulina; alfa-lactalbumina; albumina de soro bovino; imunoglobulinas; glicomacropeptídeos; lactoferrina; beta-microglobulinas; gamaglobulinas; lactoperoxidas; lisozima; lactolina; relaxina; lactofano; fator de Crescimento IGF-1; fator de Crescimento IGF-2; proteoses; peptonas; colostro. As wheys desnaturadas perdem os fatores de crescimento IGF-1 e IGF-2, assim como o colostro. Propriedades funcionais da verdadeira whey não desnaturada É justamente a combinação exata e as relações entre cada uma dessas frações que fornece à verdadeira whey não desnaturada as suas extraordinárias propriedades funcionais. Essas são vitais para a saúde, pois, são capazes de: transportar e compartimentalizar minerais; regular a pressão arterial; estimular o sistema imunológico; aumentar a absorção intestinal de nutritientes e prevenir diarréia; maximizar a retenção de nitrogenio; diminuir a oxidação do colesterol LDL; manter a integridade intestinal e prevenir a translocação de bacterias, estimulando a massa intestinal e evitando a sua atrofia; otimizar a função hepática; estimular a síntese de proteinas viscerais; estimular a secreção de hormonios troficos no intestino; aumentar a produção de IGF-1. Por outro lado, as wheys desnaturadas, assim como outros produtos industrializados por meios térmicos, já são estudadas como substâncias que poderiam ser cancerígenas. Tipos de whey não desnaturada Há muito conteúdo sobre as wheys desnaturadas, que são encontradas nos tipos concentrada, isolada e hidrolisada. Por outro lado, as wheys não desnaturadas são encontradas apenas nas formas concentrada e isolada. E, ao contrário do que se indicada para as wheys desnaturadas, a melhor whey não desnaturada é a concentrada, por ser aquela que preserva melhor as frações proteínicas. Quanto mais próximo do soro do leite natural, melhor. No campo das wheys desnaturadas, é indicada como "pior" a whey concentrada e como "melhor"a whey hidrolisada. Benefícios da whey não desnaturada Esse tipo de proteína de soro de leite foi submetida a um extenso estudo, que revelou sua impressionante variedade de benefícios, além de sua capacidade de fortalecer o crescimento muscular saudável. Estudos mostram que a whey desnaturada: ajuda a baixar a pressão sanguínea e melhorar a função vascular se você estiver com sobrepeso ou pressão alta; fortalece os níveis normais de açúcar no sangue e aumentar a sensibilidade à insulina em pessoas com diabetes tipo 2; reduz a inflamação, incluindo inflamação relacionada à doença inflamatória intestinal, pelas suas ações protetoras devidas à sua capacidade de estimular a síntese de mucina intestinal e modificar a composição do microbioma intestinal; ajuda a normalizar seu peso: a proteína de soro de leite não apenas a satisfaz, mas também reduz as cólicas da fome, aumenta o metabolismo (permitindo que você queime mais calorias) e ajuda a manter a massa muscular e eliminar o excesso de gordura armazenada. Whey desnaturada e riscos para a saúde As wheys desnaturadas, também chamadas de whey fast food (em razão de serem produtos industriais ultraprocessados), deixam o organismo ácido. Além de haver perda de cálcio da massa óssea, esse cálcio é distribuído na forma de cristais e acumulado nas artérias cardíacas, gerando rigidez arterial e problemas cardíacos. A acidez causada no organismo pelo excesso de proteína ácida pode resultar em pedras nos rins, causando cálculo renal. Quando optar por um suplemento de proteína, verifique se ele não contém whey termolisada (ultra-aquecida), que demonstrou ser a mais carcinogênica dos alimentos termolisados. Evite proteínas de soro de leite derivadas de leite ultrapasteurizado. Se o fabricante do soro de leite não fornecer um Certificado de Conformidade (CoC) informando que o seu soro é feito de leite não pasteurizado, é bem provável que seja a whey derivada de leite ultrapasteurizado. Whey por troca iônica é a mais perigosa O processo de troca iônica para produção e filtragem de proteínas whey é o pior, mais antiquado ou ultrapassado, além de perigoso. Existem várias marcas que usam esse antigo método de extração, que é o mais barato de todos. Texto original de Dr. Luis Meirelles.
  2. Bater tudo no liquidificador; Cozinhar na frigideira de teflon untada em fogo médio; Mater a panela tampada para cozinhar a massa em cima pelo vapor; Virar a panqueca de lado a cada 2 minutos, até obter uma densidade sólida e consistência.
  3. Bata as claras, depois o adoçante, a essência de baunilia, e o leite em pó na batedeira, até ficar uma espuma em ponto de neve. Em uma forma, coloque papel manteiga, e unte com spray de óleo vegetal sabor manteiga. Coloque a massa do suspiro distribuída em médias gotas na forma untada. Leve ao forno médio por aproximadamente 20 minutos, ou até dourar a superfície.
  4. Molho Refogue o alho no azeite até ficar levemente dourado. Junte os tomates e cozinhe-os em fogo alto até murcharem, cerca de 5 minutos. Desligue o fogo, tempere com sal e a pimenta e acrescente o manjericão. Massa Após cozinhar, esprema a mandioquinha e leve novamente ao fogo para secar a água restante. Junte o restante dos ingredientes e misture bem. Faça rolinhos de 1,5 cm de diâmetro e corte em retângulos de 2 cm. Cozinhe o nhoque em água fervente com sal por 3 minutos ou até começarem a subir na superfície da água. Sirva em seguida acompanhando o molho de tomate.
  5. Aqueça o azeite ou a manteiga em uma frigideira anti-aderente pequena e frite levemente a cebola e o alho em fogo médio, por cerca de 2 minutos, até murcharem (não deixar dourar). Adicione as ervas desidratadas e a mostarda e misture bem. Junte o vinho tinto e reduza-o à metade em fogo alto. Forme dois bolinhos com a cerne moída. Frite em fogo médio em outra frigideira anti-aderente pequena. Frite cada lado dos hamburgeres por cerca de 6 minutos. Despeje o molho sobre os hamburgeres.
  6. Abrir e drenar a água do atum light, escorrendo a água. Ferver 1 litro de água numa panela. Adicionar o espaguete na água quente por aproxidamente 10 minutos. Escorrer bem o espaguete e reservar. Adicionar o atum light drenado na panela e colocar o requeijão zero, misturando bem. Despejar sobre o atum light e o requeijão zero o espaguete ainda quente. Misture bem os ingredientes na panela e coloque para refogar em fogo baixo por aproxidamente 2 minutos. Se preferir, adicione folhas de manjericão, a gosto. Esta pronta sua refeição hipercalórica, hiperglicídica, hiperprotéica e hipolipídica!!
  7. Moer o frango em um processador e misturar com a cebola, aveia, claras, salsa e o sal light. Colocar a mistura numa forma retangular e levar à geladeira para firmar a mistura. Depois de gelado, retirar e cortar em 20 pedaços quadrados. Passar pelas claras e pela farinha de rosca para empanar e colocar numa assadeira anti-aderente previamente untada. Besuntar os nuggets com o azeite. Levar ao forno medio (200 graus) por aproxidamente 15 minutos de cada lado, até dourar. Pronto, devore-os!
  8. Misture os ingredientes e acrescente maionese a gosto (opcional) Sem maionese a receita fica isenta de gordura.
  9. Coloque as batatas-doces numa assadeira e leve ao forno preaquecido de por 1 hora, até ficarem macias. Enquanto isso, faça cortes médios em cada peito de frango. Bata as ervas, o alho, o mel, a mostarda e um pouco de azeite no processador ou liquidificador, até obter uma mistura uniforme. Esfregue o frango no molho, cubra e leve a geladeira por 1 hora. Aqueça bem um grelha ou grill. Regue o frango com o azeite restante e grelhe por 3-4 minutos, até que a carne esteja completamente cozida e a superfície tostada. Abra as batatas doces e coloque sobre elas colheradas de cream cheese temperado com pimenta. Sirva as acompanhando o Frango!
  10. 1. Em uma tigela, misture todos os ingredientes até formar uma massa firme e homogênea, acrescentando água extra, se necessário. Pressione a mistura sempre para mantê-la comprimida. Abra a massa com um rolo sobre uma superfície enfarinhada, o mais fino possível. Recorte triângulos ou círculos de 7 cm e disponha-os em uma assadeira. Asse em forno preaquecido a 180 graus por cerca de 10 minutos, até ficarem corados e firmes. Esfrie sobre uma grelha metálica. Seus cookies estão prontos!
  11. Disponha os filés de lombo numa forma refratária. Misture o Ketchup, o mel, a erva doce, o alho, o molho inglês e a casca de laranja e regue os filés. Vire a carne para pegar bem o tempero. Cubra e leve à geladeira por 30 minutos. Escorra a cevada e adicione a cebolinha, a hortelã e os tomates. Cubra e reserve. Leve o lombo para assar em forno pré-aquecido a 200 graus por 25 minutos, até que fique bem cozido e o molho adquira consistencia. Sirva junto com a salada, regado com o molho da assadeira.
  12. Corte a parte superior dos tomates e faça um buraco, descartando as sementes e a tampa. Coloque-os de cabeça para baixo sobre as toalhas de papel para escorrer. Em um tigela média, junte o atum, o requeijão light, o aipo, a cebola, o suco de limão e a pimenta caiena. Tempere com sal. Coloque três folhas de alface em cada um dos dois pratos e por cima 2 tomates. Divida a mistura de atum entre os tomates e enfeite com os pedaços de ovos. Esta pronta sua dieta nutritiva.
  13. Bata as claras em neve e acrescente o adoçante, até engrossar. Bata o iogurte com a whey e o emulsificante e a essência, até gerar uma consistência cremosa. Junte as claras reservadas e leve ao congelador por 2 horas. Corte morangos em pedaços e sirva como acompanhamento (opcional).
  14. Bater 12 claras em neve até endurecerem. Acrescente 4 colheres de adoçante e 2 latas de creme de leite. Coloque em uma forma de vidro e congele para que fique com consistência de sorvete. Faça a calda com 4 colheres de café solúvel, 6 colheres de água e 2 colheres de adoçante. Despeje a calda em cima do pudim.
  15. Coloque o frango, a cebola, o alho, cheiro verde e tempere com sal e pimenta. Amasse até obter uma mistura homogênea. Em uma forma coloque metade da massa, espalhe a ricota cremosa e salpique o cheiro verde. Cubra com o restante da massa e leve ao forno pré aquecido 200 por 30 minutos aproximadamente.
×
×
  • Criar novo...