Ir para conteúdo
  • Cadastre-se

Sérgio da Cunha Neves Júnior

Colaborador
  • Total de itens

    19
  • Registro em

  • Última visita

Tudo que Sérgio da Cunha Neves Júnior postou

  1. Com o intuito de alertar os profissionais de educação física e outros sobre a importância dos achados clínicos das lesões do quadril mais comuns relacionadas à prática esportiva, faz-se necessária uma revisão literária sobre as condutas mais assertivas na identificação e tratamento destas lesões. Os profissionais necessitam compreender a anatomia funcional e os mecanismos anátomo-fisiopatológicos dessa articulação, buscando não somente o tratamento, mas a prevenção. Este informativo não tem a intenção de esgotar o assunto, mas sim, instigar à busca constante pela informação científica. An
  2. --------------------- obrigado pelo querido! mas já sou comprometido (hahah) oque vc menciona são os efeitos relacionados ao treinamento de força (aumento vascular periférico, aumento serico de hormônios e etc) sendo estes denominados efeitos agudos. A hipertrofia esta relacionada aos efeitos crônicos do treinamento de força, sendo esta miofibrilar e ou sarcoplasmática. A sarcoplasmática esta relacionada ao aumento da rede de capilares e como citado por vc aumento das reservas de glicogênios intra muscular (as moléculas de h2o estão agregadas aos carboidratos). onde cursou ed. fí
  3. -------------------------- sempre vale relembrar. o ATP (adenosina trifosfato), é considerado como a moeda corente em nosso organismo, sendo a contração muscular dependente deste. Durante exercícios sub-máximos , a ressínte de ATP se dá pelo processo oxidativo dos carboidratos e gorduras porém se a disponibilidade destes combustíveis for limitatada, como na depleção de oxigênio, a oxidação dos aminoácidos para prover energia torna-se importante. No exercíco de longa duração e intensidade moderada a oxidação das proteínas como fonte energética total não ultrapassa 6%, sendo que no
  4. ------------------------- deve ser feito pelos meus colegas um estudo sobre oq vem a ser suplementação, para não insidirem em erros. atividades físicas de longa duração utilizam-se da gliconeogênese, para produção de glicose sérica, onde as proteínas são utilizadas como tal. fatores que enfluenciam: intensidade e volume de treinamento, e reservas energéticas. Cajo haja perda de massa muscular, esta é reposta num processo denominado anabolismo muscular. para que ocorra tal processo é necessário uma adequada alimentação. Caso seja necessário alguns artigos ou referências biblio
  5. enquanto professores se utilizarem de termos xulos, reaalmente fica difícel melhorar a imagem do profissional de educação física. se vc vier a praticar atletismo ou pratica e não soube se espressar adequadamete, vc deve realizar uma periodização a fim de poder inserir em seu programa determinados objetivos, otimizando seus ganhos. caso vc esteja somente fazendo uma caminha ou ensaiando uma corrida, esta atividade dificelmente irá interferir no processo anabólico, porem o segredo está na alimentação e descanso adequado entre outros inúmeros fatores. procure um profissional de edu
  6. crônico e agudo não é denominado como hipertrofia e sim respostas ocorridas de um treinamento em um determinado tempo (efeito crônico ou agudo). cordialmente, SNevesJr graduado em educação física pós em treinamento de força e musculação
  7. em primeiro lugar deve ser verificado sua intenção de treino. existe a hipertrofia sarcoplasmática e miofibrilar portanto o numero de repetições influenciará neste resulatado. Caso vc esteja malhando peitoral porque nao malhar tríceps? sua intenção não e tambem estressar esta musculatura? existe várias formas de treinamento cada indivíduo reage de forma diferente "principio da individualidade". Estímulos diferênciados devem ser empregados na série para quebra do homeostasia, existem outras importâncias como período de contração, tempo total da série e etc que refletirão no recrutamento das fib
×
×
  • Criar novo...