Jump to content

Search the Community

Showing results for tags 'gh'.



More search options

  • Search By Tags

    Type tags separated by commas.
  • Search By Author

Content Type


Forums

  • Anabolizantes Esteroides
    • Tópicos sobre esteroides
    • Relatos de ciclos
  • Suplementos Alimentares
    • Tópicos sobre suplementação
    • Relatos de uso de suplementos alimentares
  • Treinamento de Musculação
    • Tópicos sobre treinamento
    • Lesões musculares
    • Diário de treino
  • Nutrição Esportiva
    • Tópicos sobre nutrição
    • Relatos sobre dietas
  • Gente
    • Tópicos de evolução do shape
  • Assuntos Diversos
    • Tópicos diversos

Calendars

  • Campeonatos de Musculação
  • Cursos, Palestras e Feiras

Categories

  • Esteroides
  • Suplementos
  • Treinamento
  • Nutrição
  • Gente
  • Diversos

Categories

  • Esteroides
  • Suplementos
  • Treinamento
  • Nutrição
  • Gente
  • Diversos

Categories

  • Aves
  • Bebidas
  • Carnes
  • Lanches
  • Legumes
  • Ovos
  • Massas
  • Peixes e Frutos do Mar
  • Saladas
  • Sobremesas

Categories

  • Abdominal
  • Antebraço
  • Bíceps
  • Costas
  • Coxa
  • Glúteo
  • Lombar
  • Ombro
  • Panturrilha
  • Peito
  • Pescoço
  • Romboide
  • Trapézio
  • Tríceps

Find results in...

Find results that contain...


Date Created

  • Start

    End


Last Updated

  • Start

    End


Filter by number of...

Joined

  • Start

    End


Group


Telefone Celular (WhatsApp)


Telefone Fixo


Interesses


Facebook


Instagram


YouTube


Twitter


Website


Tumblr


Série de Treinamento


Suplementação


Dieta Nutricional


Ciclos de Esteroides Anabolizantes & Drogas Afins


Academia


Altura


Peso


Percentual de Gordura

Found 116 results

  1. Tenho curiosidade de saber se alguém deste forum utiliza- se de GH , quais os custos e benefícios e como ser administrado
  2. Boa tarde a todos eu gostaria de umas informaçoes sobre o suplemento GH alguns professores meus de academias me disseram faz crescer tipo Orelha, nariz mao queixo e tals.. isso é verdade? pq tipo seria o hormonio do crescimento entao nao vai cresce tudo? ou so musculo e tals? se alguem poder me dizer a verdade sobre isso ou so me dar o link de algum lugar agredeceria.. Obrigado pela Compreensaão Flávio 1.85 m 38 de braço 83 kg 17 anos
  3. Vi este produto GH Max da Universal e fiquei curisoso. Gostaria de saber a opinião de vcs a respeito.
  4. Boa noite , gostaria de um auxilio deste grupo sobre o ciclo que estou fazendo . Adquiri 32 ampolas de 4UI de Saizen , estou tomando da seguinte forma : 4UI segunda , quarta , sexta totalizando 12 UI por semana , e as terças e quintas 02 ml de ex-poise , treino 01 hora todos os dias , um musculo por dia com carga maxima e pratico jiu - jitsu duas vezes por semana , faco uma dieta com 3 mil calorias e bastante proteina , uso BCAA , creatina e amino liquido antes e apos o treino , glutamina antesde dormir . Li na net que para um aproveitamento melhor do GH no organismo pode -se usar Clenbuterol o que vc,s acham . Agradeco criticas e opinioes .
  5. ae galera! tenho 16 anos recém completados, 1.69m e minha idade óssea é de 16 ou 17 anos.. Gostaria de saber algum medicamento que me ajudasse a crescer mais alguns centímetros. Ouvi falar em SOMATROPINA (que pelo que eu vi é o próprio hormônio do crescimento injetável), mas queria relatos de pessoas que já tomaram (se deu resultado, efeitos colaterais...) valeu a ajuda aí pessoal!
  6. alguem sabe oque é esse tal de gh veterinario ??? tipo do que é feito? é sonatropina ou não ??? ´dá resultado em humano ??? alguem conhece alguem que já usou??? tó perguntando porque nunca vi nenhuma informação sobre essa parada em lugar nenhum . []s
  7. Tenho 16 anos 1,68 de altura, 65kg e um endócrino de confiança que pode me receitar o GH, acho que é o Hormotrop. Minha intenção não é nem ganhar massa muscular, diminuir o BF etc e sim o crescimento em altura mesmo Gostaria de atingir 1,80 até uns 20 anos e tenho quase certeza que naturalmente não vou conseguir pois tenho 1,68 precisaria de 12cm e no caso seria 5 anos = 2.4 cm por ano uma meta que é muito difícil ser alcançada Sei que o tratamento/ciclo é bem caro mais no caso dinheiro não é problema. Eu tinha um professor da academia que é fisiculturista e conversei um pouco com ele e me disse que já tomou muito e nunca cresceu nenhum centímetro e que usam o GH mais para queima de gordura.. ai fiquei pensando que talvez ele não tenha crescido porque ja é adulto mas e um adolescente de 16 anos? será que o GH faz crescer? Resumindo: GH (Hormônio do crescimento) faz com que você cresça em altura ou os benifícios são outros? Aguardo a opinião e resposta de vocês Desde já agradeço. Abrcs !
  8. Hormônio do Crescimento - GH Introdução O hormônio do crescimento (GH) é um polipeptídio produzido e secretado por células especializadas localizadas na hipófise anterior, e cuja principal função é a promoção do crescimento e desenvolvimento corporal (1). A secreção do GH é mediada por dois fatores: hormônio de liberação do hormônio do crescimento (GHRH) e o hormônio do crescimento (Somatostatina). Os estímulos para a produção de GH são a diminuição da glicose ou dos ácidos graxos livres, aumento da arginina e jejum, IV estágio do sono, exercício físico, estresse, entre outros. A principal ação do GH sobre o crescimento pode ser considerada indireta, sendo que o hormônio do crescimento age diretamente sobre as células do fígado, aonde se liga ao seu receptor e induz uma série de eventos que acabam por resultar, entre outros, na produção do fator de crescimento semelhante à insulina IGF-1 (ou somatomedina C). IGFs são fatores de crescimento com estrutura molecular homóloga à da insulina, encontrados na forma de IGF-1 e IGF-2, sendo sintetizados pelo fígado e pela maioria das células orgânicas , em resposta à ativação promovida pelo GH ou de forma GH-independente. Os IGFs influenciam no crescimento, diferenciação e metabolismo celulares e encontram-se ligados a proteínas carreadoras denominadas IGFBPs (IGFBPs 1,2,3,4,5 e 6). (2) O GH pode aumentar a oxidação de ácidos graxos perante uma restrição calórica, acelera a lipólise, promove uma conservação de nitrogênio e alterações da composição corporal. Adultos com deficiência de GH podem apresentar aumento da gordura corporal e uma redução de massa magra, em relação a adultos normais, podendo ter importantes conseqüências metabólicas no metabolismo lipídico, levando a um aumento do risco de doença cardiovascular (3). Atualmente existem no mercado brasileiro duas formas de se administrar o hormônio de crescimento: frascos para diluição e posterior aplicação através de seringas e canetas com a medicação em solução pronta para aplicação. No Sistema Único de Saúde (SUS), o produto atualmente adquirido deve ser aplicado através de seringas. A não utilização de canetas, pelo SUS, é atribuída ao maior custo da medicação. Estudos indicam que a administração de GH através de caneta é mais conveniente, melhor aceita pelos pacientes e resulta em menor desperdício quando comparada com o tratamento por seringa (4). Administração do GH em pacientes com deficiência Geralmente o GH é utilizado em idosos, indivíduos com HIV-positivo, idosos e jovens. O tratamento com GH para pacientes com deficiência do mesmo foi realizado inicialmente com a administração de GH obtido a partir da hipófise de cadáveres humanos. Porém esta forma de tratamento foi suspensa em 1985 por estar relacionada à ocorrência da doença de Creutzfeldt-Jakob (encefalopatia). Nesse mesmo período tornou-se disponível a somatropina humana recombinante, forma biossintética que substituiu o tratamento anterior (1). É recomendado para quem têm deficiência de GH a utilização de Somatropina 0,025–0,035mg/kg/dia administrados via subcutânea à noite 6–7 vezes/semana. As apresentações comerciais disponíveis no Programa de Medicamentos Excepcionais são de 4 e 12UI por frasco ampola. A fórmula de conversão é 3UI equivalem a 1mg. Existem apresentações comerciais com volumes de diluente diferentes para a mesma dose de hormônio, o que deverá ser observado quando da prescrição e orientação ao paciente (1). Riscos do uso indiscriminado do GH A terapia com GH em doses elevadas pode acarretar, de forma dose-dependente, resistência à insulina e pode desencadear também diabetes mellitus tipo 2 em pacientes predispostos, além de Acromegalia e aparecimento de traços acromegalóides (5). Acromegalia pode ser definida como um crescimento desproporcional em diversas vísceras, tecidos moles, órgãos internos e alguns ossos membranosos como os das mãos, pés, nariz e mandíbula. Além disso, em alguns indivíduos o GH diminui os níveis do hormônio T3 (ativo) enquanto aumenta a Tireóide inativa T4. Quando os valores de T3 são baixos o ritmo da síntese protéica pode diminuir, o que conseqüentemente pode diminuir também o anabolismo muscular. Nesse sentido, é importante manter alto a atividade da glândula tireóide. Para evitar este efeito indesejável do GH alguns atletas usam também o CYTOMEL (triyodotironina de sódio fabricado sinteticamente que se assemelhar ao tricodide-thyronine do hormônio tiróide natural (L-T3). E também administrado com esteróides anabólicos altamente androgênicos, como Hemogenin, Halotestin, Deposteron e outros. Aplicações práticas Em forma liofilizada, o GH deve ser mantido constantemente a uma temperatura entre 2 - 8 graus centígrados, e, a partir do momento em que for dissolvido, devem ser consumidos no máximo em 7 dias, sob o risco de perder o seu valor biológico. O GH é utilizado tanto para ganho de massa muscular tanto para queima de gordura, mesmo com certa “desconfiança” por parte do meio científico quanto a sua eficácia. Alguns atletas que praticam treinamentos intensos, com algum risco para suas articulações também utilizam esta droga, tendo em vista a fama que esta droga têm na sobre o tecido conjuntivo, tendões, etc. O efeito do GH sobre a diminuição da massa gorda corporal parece demorar em média 4 semanas, enquanto que os efeitos sobre o ganho de massa muscular parecem demorar mais ainda. É comum atletas utilizarem outras drogas associadas ao GH, para maximizar o ganho de massa muscular. Mais do que isso o GH parece fazer efeito no ganho de massa muscular apenas com a associação com outras drogas. Uma droga muito associada com o GH é a insulina, como exemplo temos a insulina Humulin- R (esta é uma insulina relativamente rápida, com meia-vida de 4-6 horas). Um aspecto que deve ser levada em consideração é o efeito que o GH exerce sobre a mobilização de gorduras, conhecida como lipólise. O GH aumenta a lipólise, então ao administrar o GH antes de uma atividade física intensa ou de longa duração o processo de lipólise estará mais acelerado ainda, tendo em vista que este processo já está acontecendo no organismo (6). Então não é recomendado que se utilize o GH antes de praticar uma atividade física exaustiva, pois aumentaria a acidose muscular diminuindo o rendimento além dos riscos a saúde. Cuidado quanto a isto!!! Ciclos utilizados A administração pode ser crescente de 5-8ui/dia durante 3 meses e meio. Ou 2UI de GH de manha e 2 UI a noite, depois de treinar. Muitos atletas utilizam estas dosagens por meses, chegando em alguns relatos a ciclos de 1 ano sem pausas! Já outros com doses menores, 2UI/dia mais também com longos prazos, entre 2 à 6 meses. Normalmente alguns atletas utilizam juntamente com as doses de GH, 6 UI de Humulin- R (esta é uma insulina relativamente rápida, com meia-vida de 4-6 horas) às seis da manha e 4 UI oito horas mais tarde ou depois do treinamento. Estes atletas se asseguram de ingerirem 60 g de carboidratos no café da manha e 40g com a segunda injeção de insulina. Eles alegam que isto parece resolver o problema de resistência a insulina e, portanto de permitir a iniciar o anabolismo. Prevendo qualquer problema a respeito da glicemia, estes atletas costumam carregar sempre algumas ampolas de glucagon (hormônio contrario a insulina) de modo que se verificam algum problema, possam manter a glicemia sobre controle antes de acontecer o pior. Estudos recentes indicam que 3,5% dos atletas americanos usaram hormônio de crescimento em doses elevadas de 3 a 8 mg diariamente por várias semanas, meses antes de eventos esportivos internacionais. Outras informações nos levam a acreditar que atletas que usaram substâncias anabólicas (geralmente hormônios tipo masculino ou androgênicos) também usaram, concomitantemente, 10 mg intramuscular de GH diariamente, o que é uma superdose de GH (7). Referências 1 – Protocolo clínico e diretrizes terapêuticas deficiência de hormônio do crescimento – hipopituitarismo somatropina. Ministério da saúde secretaria de ciência, tecnologia e insumos estratégicos departamento de assistência farmacêutica. Portaria SCTIE nº 67 de 06 de novembro de 2006. 2 - Gomes, J.R.; Caetano, F. H.; Hermini, H. A.; Rogatto, G. P.; Luciano, E. Efeitos do treinamento físico sobre o hormônio do crescimento (GH) e fator de crescimento semelhante à insulina (IGF-1) em ratos diabéticos. R. bras. Ci. e Mov. 11(3): 57-62, 2003. 3 - Halpern, Alfredo ; Mancini, Marcio Corrêa ; Cercato, Cíntia ; Villares, Sandra Mara F. ; Costa, Ana Paula A.C. . Efeito do hormônio de crescimento sobre parâmetros antropométricos e metabólicos na obesidade andróide. Arquivos Brasileiros de Endocrinologia & Metabologia, v. 50, p. 68-73, 2006 4 - Marchisotti, F. G. ; Carvalho, L. R. S. ; Berger, K. ; Arnhold, I. J. P. ; Mendonça, B. B. . Tratamento da deficiência do hormônio de crescimento (GH) em crianças: Comparação entre o uso de canetas versus frascos/seringas. Arquivos Brasileiros de Endocrinologia & Metabologia, v. 51, p. 1093-1096, 2007. 5 - Cutfield WS, Wilton P, Bennmarker H, Albertsson-Wikland K, Chatelain P, Ranke MB, et al. Incidence of diabetes mellitus and impaired glucose tolerance in children and adolescents receiving growth-hormone treatment. Lancet; 355:610-3, 2000. 6 - Peres, RAN. ; Guimarães Neto, WM. Guerra metabólica manual de sobrevivência. 2° edição. Midiograf. Londrina, 2005. 7 - Phillips WN. Anabolic reference guide, 10° Ed, 2005. Matéria de Gustavo Barquilha Joel e Luis Gustavo da Silva Rodrigues.
  9. Nestes últimos anos se fez muito alarde em cima do uso do hormônio GH, promete-se milagre tanto na parte muscular, como na queima de gordura e até na parte estética, no rejuvenescimento. Mas será que realmente podemos confiar? Vale a pena o gasto de grandes quantias em dinheiro com este hormônio? Leia e tire suas conclusões: O que é GH (hormônio do crescimento)? Também conhecido como somatotropina é produzido pela glândula pituitária, possui uma cadeia de 191 aminoácidos. É responsável pelo crescimento dos músculos, ligamentos e cartilagens. Atua também na melhora da textura da pele e na lipólise (queima de gorduras). O GH atua diretamente no aumento da lipólise (queima de gorduras) e promove a resistência à insulina. O GH é produzido em jovens para o crescimento adequado dos ossos, músculos e outros tecidos. Em adultos é responsável por evitar a perda de tecido muscular, como já mencionamos antes, pela lipólise, pela regulação dos aspectos de nossas funções metabólicas, pela manutenção de um corpo saudável em idade avançada, pela mantenção e reparação de nossa pele e de outros tecidos. Com a idade o nível de GH de nosso corpo vai caindo. Isso ocorre logo após a adolescência. Depois dos 20 anos a produção de GH é reduzida em aproximadamente 14% por década. Aos 60 anos você produz 25% do que produzia quando tinha 20 anos, por isso, envelhecemos. Causas da diminuição do GH: Aumento de gordura; Diminuição do volume dos músculos; Diminuição da densidade óssea, com isso ocorre doenças como osteoporose, e outras doenças da degeneração óssea; Diminuição da função cerebral, perda do intelecto; Aumento das doenças devido a menor qualidade do sono; Envelhecimento da pele. O que me admira é que sabendo de tudo isso, por que não se faz uma administração médica de GH após os 30 anos? Isso reduziria esses sintomas e atuaria no rejuvenescimento. Existem tantas técnicas que adotadas em clinicas de estética para prevenir envelhecimento, muitas vezes absurdamente caras, e sem resultado nenhum. Será que uma administração de GH não seria a solução mais simples? Quais são os interesses por trás da mistificação do uso do GH? Fica aí a duvida. O GH é produzido em nosso corpo naturalmente pelos exercícios intensos, pelo stress, e por algumas drogas. A produção principal é pelo sono (nas duas primeiras horas de sono profundo). Por isso, vem sendo questionada a forma como é administrado o GH exógeno, normalmente antes de se deitar para dormir. Seria correto, já que o corpo vai produzir durante o sono, administrar o hormônio exôgeno em horário diverso, onde a produção natural é menor. Após o GH ser liberado, ele tem uma vida muito curta. O GH atua durante meia hora. Dentro dessa meia hora, viaja até o fígado e outros tecidos e induz a secreção de um hormônio polipeptídico denominado fator de crescimento, semelhante à insulina (IGF-1). O fator de crescimento estimula a proliferação dos condrocitos (células de cartilagem), resultando no crescimento ósseo, também envolvido no estimulo à proliferação e diferenciação dos mioblastos (percursor das fibras dos músculos). O IGF-1 também estimula a capacitação de aminoácidos e síntese de proteínas nos músculos e outros tecidos. Para quem utiliza o GH para aumento de massa magra, o maior beneficio do GH é na lipólise. Não tem ele influência expressiva no aumento de massa muscular. Por isso, quem normalmente busca mudanças físicas administra o GH com outros hormônios, tais como insulina, testosterona, além dos hormônios da tireóide. Eu acho engraçado quando alguém diz "vou fazer um ciclo de GH". Não existe ciclo de GH!!! Ao contrário de outras drogas, o ciclo de 8 a 12 semanas de GH nada vai te adiantar. É um hormônio de custo elevado. Você vai perder muito dinheiro, tanto se buscar rejuvenescimento quanto se buscar performance física (hipertrofia muscular e lipólise). O GH só funciona se for usado a longo prazo, constantemente. Ao iniciar a administração de GH, inclua-o no seu orçamento mensal. Assim como a dieta, será um companheiro para o resto de sua vida. Para encerrar, uma dica: não espere deste ou de qualquer outro hormônio um milagre, pois nada faz milagres. Sem uma dieta correta e um treino intenso, de nada adiantará você gastar milhões com GH e outros hormônios. Os resultados não serão os esperados. Fique esperto antes de investir seu dinheiro, pense que você vai ter que treinar pesado e fazer dieta de verdade. Até a próxima!!!!!
  10. Umas das maiores dúvidas de diversos atletas e professores em musculação se refere em relação a pausa entre as séries de exercícios, os famosos intervalos. Para que possamos discutir esse assunto, se faz necessário relembrar alguns conceitos: Intervalo é a qualidade do descanso, como ele deve ser. Segundo Matveiev(1990) o descanso tem na atividade física duas funções principais: 1.º Assegura a recuperação da capacidade de trabalho depois da aplicação da carga, permite a sua repetição; 2.º É um dos meios da otimização do efeito com “carga “.segundo Zakharov(1992), ocupa um dos princípios fundamentais no desenvolvimento da capacidade do indivíduo em adquirir uma boa performance. Sendo assim, os intervalos entre as séries são de suma importância para um efetivo resultado. Estes podem ser: Rígido, ordinário e extremo. Intervalo Rígido - Pré- fixado independente da fonte energética(tipo descansar 2 minutos e retornar),Utilizada, podendo ou não ser suficiente para a recuperação do estímulo. Normalmente utilizado em trabalhos Glicolítico “Débito de O2”. Intervalo Ordinário - caracteriza-se por existir uma preocupação com a recuperação do estímulo anterior, para que assim possa existir Um melhor efeito de treinamento na secção, na unidade e em toda temporada de atividade. Intervalo Extremo - Por ser muito longo não promove adaptações ao treinamento, sendo mais indicado para o treinamento de técnica de movimento, ou teste Neuromusculares. Estes podem ter 3 características de manifestação. Intervalo ativo - É caracterizado por movimentos mais brandos, geralmente cíclicos, Com intensidade inferior ao exercício propriamente dito. Técnica normalmente utilizada, segundo MacArdle e Katch (1998) Em exercícios que provocam acúmulo de lactato, onde o “contra- Esforço” difere segundo a intensidade do exercício. Exemplo: 29% a 45% do Vo2Máx. Para bicicleta, 55% a 70% do VO2 Máx, para corrida na esteira rolante. Intervalo passivo - É o tipo de intervalo que se caracteriza pela maneira que o indivíduo Se recupera após o esforço, que costuma a ocorrer sem realização de Movimento. Normalmente é utilizado nos exercícios de longa duração, com pequeno acúmulo de lactato. A ressíntese das fontes energéticas no abastecimento de O2 no sangue, A hemoglobina muscular e líquidos corporais, segundo McArdle & Katch(1998), tem na recuperação passiva, sua maior eficácia.Intervalo passivo/ativo, ou também conhecido como misto (Pereira 1992) trata-se de intervalos entre os esforços, manifestando-se de maneira passiva, ora de maneira ativa, como nos exemplos anteriores, segundo Zakharov(1992) em atividades de predominância lática. Na maioria dos treinos em musculação são utilizados o rígido passivo ou o ordinário passivo. Nesse artigo procura-se elucidar os efeitos desse intervalo sobre o Hormônio do crescimento(GH). Poucos estudos demonstraram alterações agudas do hormônio do crescimento (GH)advindas de diferentes intervalos de recuperação (1, 3, ou 5min) entre séries de exercício resistido (KRAEMER et al., 1990; KRAEMER r et al., 1991; KRAEMER et al., 1993; ; KRAEMER et al., 1997). Recentemente,Ahtiainen et al. (2005) compararam os efeitos crônicos de dois protocolos de treinamento resistido que se diferenciavam apenas pelo intervalo de recuperação (120s vs 300s), na produção hormonal, por um período de 6 meses. Os autores relataram que ambos os protocolos obtiveram significativamente maiores concentrações do GH em relação às concentrações de repouso após uma sessão de exercícios resistidos. Porém, após o treinamento de seis meses não encontraram diferenças significativas em relação às concentrações basais. Já relatou que a magnitude das respostas hormonais (GH) agudas em mulheres treinadas parece ser maior com 30s de intervalo entre séries quando comparada com intervalos mais longos (60 ou 120s),( MARTINS VELOSO; FRANÇA e BOTTARO,2008). Outra pesquisa realizada por Kraemer et al. (1993), utilizando os mesmos protocolos e procedimentos do estudo de Kraemer et al. (1990), realizada com mulheres (n = 9),apresentou resultados semelhantes para o protocolo que utilizou 10RM com 60 segundos, comparado ao protocolo que utilizou 10RM com 180 segundos de intervalo de recuperação entre as séries. No protocolo que utilizou 60s de intervalo, foram encontrados aumentos significativos nas concentrações de GH nos momentos logo após a sessão de treinamento (T1),5 minutos (T5) e 15 minutos ao final da sessão (T15). Recentemente, Goto et al. (2005) realizaram um estudo crônico de 12 semanas, no qual compararam os efeitos de séries fracionadas na concentração do GH. No protocolo contínuo, nove homens realizaram de três a cinco séries de 10RM, com 60 segundos de intervalo entre as séries. No protocolo fracionado, nove homens realizaram de três a cinco séries de 10RM, com 30 segundos de intervalo entre a quinta e a sexta repetição de cada série.O grupo que realizou as séries contínuas obteve significativamente maiores concentrações do GH do que o fracionado. As diferenças significativas, em relação aos grupos, foram encontradas em T15 e T30, chegando a concentrações de aproximadamente 16 ng/ml em T15, subindo para aproximadamente 17 ng/ml em T30. Smilios et al. (2003) mostraram em sua pesquisa, realizada com 11 homens, diferenças significativas nas concentrações do GH, quando compararam vários protocolos com quatro exercícios (supino reto, puxada pela frente, agacha mento e desenvolvimento). Eles 8 relataram aumentos no GH após o treinamento resistido quando utilizaram quatro séries de 10 repetições com 75% de 1RM e intervalo de recuperação de 120 segundos, com maiores concentrações em T1 (15 ng/ml). No protocolo que realizou quatro séries de 15 repetições com 60% de 1RM e intervalos de recuperação de 60 segundos, foram observados concentrações de 20 ng/ml. Pullinen et al. (2002) também utilizaram em seu estudo um intervalo curto de recuperação entre as séries (40 segundos). O estudo foi realizado com 18 voluntários, seis homens, seis mulheres e seis adolescentes, e consistia em executar cinco séries de 10 repetições na cadeira extensora, com 40% de 1RM. Após as cinco séries, era dado um intervalo de 180 segundos para realizarem mais duas séries até a exaustão, com o intervalo de recuperação entre essas duas séries de 180 segundos. Todos os grupos obtiveram aumentos nas concentrações do GH em relação aos valores de repouso. O menor intervalo de recuperação utilizado por Takarada et al. (2000) e Pullinen et al. (2002) pode ter ocasionado aumentos significativos nas concentrações do GH. Conforme observado entre esses autores acima descritos, os intervalos de 30 a 60 segundos entre as séries parecem favorecer uma maior produção de GH durante o treinamento. É fato que o GH é de suma importância para hipertrofia muscular, dessa forma, utilizar em um determinado período da periodização do treinamento intervalos mais curtos favorecem a produção de GH. Takarada et al. (2000) observaram os efeitos do treinamento resistido com oclusão e sem oclusão do membro inferior, para verificar as concentrações do GH. O estudo consistia em realizar cinco séries com 20% de 1RM até a exaustão, na cadeira extensora, com 30 segundos de intervalo de recuperação entre as séries.Foram encontrados aumentos significativamente maiores nas concentrações do GH no protocolo que realizou o exercício com oclusão, comparados com o protocolo que realizou sem oclusão. Outro fator que possibilita uma maior produção de GH durante o exercício parece ser a oclusão muscular. Essa oclusão pode acontecer de duas maneiras: Através do próprio exercício intenso com intervalos curtos, ou através de uso de componentes externos(faixas, bandanas, etc). Considerações Finais Que tal mudar um pouco o seu treino, modifique em um dado período de treinamento as pausas entre as séries e observem os efeitos no crescimento muscular. Mas lembre-se que não se deve treinar o tempo todo assim, a variância no treinamento é de suma importância na produção hormonal, nas adaptações neurais e no recrutamento no tipo de fibra muscular. REFERÊNCIAS 1. AHTIAINEN JP, Pakarinen A, Alen M, Kraemer WJ, Häkkinen K. Short vs. Long Rest Period Between the Sets in Hypertrophic Resistance Trainining: Influence on Muscle Strength, Size, and Hormonal Adaptations in Trained Men. J. Strength Cond. Res. , 2005; 19(3), 572-582. 2. GOTO K, Ishii N, KIZUKA T, TAKAMATSU K. The Impact of Metabolic Stress on Hormonal Responses and Muscular Adaptations. Med. Sci. Sports Exerc 2005; 37(6): 955-963,. 3. KRAEMER WJ. A series of studies: The physiological basis for strength training in American football: Fact over philosophy. J Strength Cond Res 1997; 11: 132-42. 4. KRAEMER WJ, FLECK SJ, DZIADOS JE, HARMAN EA, MARCHITELLI LJ, Gordon SE, et al. Changes in hormonal concentrations after different heavy-resistance exercise protocols in women. J Appl Physiol 1993; 75: 594-604. 5. KRAEMER WJ, GORDON SE, FLECK SJ, MARCHITELLI LJ, Mello R, DZIADOS JE, et al. Endogenous anabolic hormonal and growth factor responses to heavy resistance exercise in males and females. Int J Sports Med 1991; 12: 228-35. 6. KRAEMER WJ, MARCHITELLI L, GORDON SE, HARMAN E, DZIADOS JE, MELLO R, et al. Hormonal and growth factor responses to heavy resistance exercise protocols. J Appl Physiol 1990; 69: 1442-50. 7. McARDLE, William D.; KATCH, Frank I. & KATCH, Victor L.. Fisiologia do Exercício, Energia, Nutrição e Desempenho Humano, 4a ed. Editora Ganabara Koogan S.A., Rio de Janeiro – RJ, 1998. 8. MARTINS, Breno; VELOSO, João; FRANCA, Jônatas de Barros e Bottaro, Martim. Efeitos do Intervalo de Recuperação Entre Séries de exercícios resistidos no hormônio não Jovens Crescimento in Mulheres. Rev Bras Med Esporte [online]. 2008, vol.14, n.3, pp 171-175. ISSN 1517-8692. http://dx.doi.org/10.1590/S1517-86922008000300002. 9. MATVÉIEV, L. (1990). O Processo de Treino Desportivo. Cultura Física - 2ª edição, Lisboa, Livros Horizontes. 10. PEREIRA, Ney A. Filho; GOMES, Antônio Carlos. Cross Training Uma abordagem Metodológica. Rio de Janeiro, 1992. APEF. 11. SMILIOS, I.; PILIANIDIS, T.; KARAMOUZIS, M.; TOKMAKIDIS, S. Hormonal Responses after Various Rsesistance Exercise Protocols. Med. Sci. Sports Exerc., Vol. 35, Nº 4, pp. 644-654, 2003. 12. TAKARADA, Y., NAKAMURA, Y., Aruga S., et al. Rapid Increase in Plasma Growth Hormone After Low-intensity Resistance Exercise with Vascular Occlusion. J. Appl. Physiol. 88:61-65, 2000. 13. ZAKHAROV ,A.; GOMES, A.C. A Ciência do Treinamento Desportivo. Rio de Janeiro: Palestra Sports,1992.
  11. Estou com algumas ampolas de gh e vou iniciar um ciclo, só está faltando a caneta, por ser caro, vou fazer as aplicações com a seringa de insulina mesmo. Falaram-me que dá na mesma, a caneta só é mais prática, a dúvida está na conversão da medida. Meu ciclo vai ser de 2ui/dia, só que não estou sabendo fazer a conversão na seringa. Caso alguém já tenha passado por isso, avise-me. A seringa que vou usar é BD UltraFine 5mm.
  12. treino a bastante tempo mais estava há um ano sem treinar estou fazendo um ciclo de Gh e estou na 8 semana perdi 8 kilos nessas 8 semanas estou tomando 4ui 3x por semana num total de 12 ui por semana e 1 ml de enantado de testosterona 2 vezes por semana tenho feito dieta rica em proteína e com baixa caloria e tbm treino 6x por semana pretendo fazer um ciclo de 4 meses até agora eu só diminui minha barriga mas não comecei a desenvolver massa magra isso eh normal? A partir de quanto tempo eu verei resultado de ganho de massa? estou muito preocupado pois estou investindo pesado em anabólicos e suplementos podem me ajudar? tenho 28 anos 1.94 altura 102 kl 25% gordura corporal
  13. Gostaria de fazer apenas um ciclo de gh , pois tenho so 3 mil disponivel para isto... Tenho 17 anos , ( 2 messes pra 18) , sera que ainda estou mt novo?
  14. Durante minha infância era bem gordo, obeso posso dizer, depois emagreci. Tive alguns efeitos sanfona de emagrecer e engordar mais de 1 vez nessa época. Porém com meus 19 anos comecei a malhar, decidi mudar definitivamente e me esforcei ao máximo para isso. Fiz diversas dietas e treinos. Cheguei á 9% de BF em certo ano, mas mesmo assim insatisfeito com meu corpo. Vi que não conseguia diminuir a flacidez que trouxe da infância e ficava muito frustrado. Tentei outros métodos, ganhar muita massa muscular, e até tomar esteróides como deca, dura, depo, hemogenim, dianabol, etc. Porém nunca obtive satisfação, quando crescia a pele esticava mais, mas não tinha forma, apenas ficava grande, mas sem conseguir uma pele mais firme. Desisti de malhar no começo do ano passado, não queria me matar na academia para não obter sucesso. Queria algo que me desse resultado significativo. Pensei em cirurgia, mas não queria ficar com cicatrizes, pensei em tratamentos estéticos rádio frequência e seilá mais oque, mas a maioria dos relatos que vejo não são animadores, então pensei no GH, já ouvi relatos sobre uma melhora substâncial da pele com ele. Alguém pode me ajudar com experiências ou conhecimento técnico sobre esta questão do ciclo de GH para diminuir substancialmente flacidez na pele ? Aliado, claro, a exercícios físicos e alimentação balanceada. Meu nome é Kaique, tenho 26 anos, 1,79m altura e 83 Kg. Malho há 7 anos.
  15. Boa tarde galera, sou nova por aqui mas conheço e acompanho os relatos da galera há anos, parabéns ao Fórum que está sempre orientando e ajudando na evolução de cada um que participa aqui. Gente, meu nome é Stephanie, tenho 41 anos, 3 filhos lindos e pelo menos uns 20 quilos indesejáveis para perder, sempre fui magra e me preocupei muito com o corpo, treino desde os meus 20 anos, comecei após a terceira gestação para correr atrás do prejuízo... fui adepta de um estilo de vida sem carboidratos, tudo começou quando na minha juventude ganhei uns quilinhos extras e ao cortar o carboidrato vi que essa coisa funcionava muito bem em mim, mas sempre que voltava a comer sem restringir, engordava e logo voltava a dieta. Me mantive assim por anos, fazia dois dias de lixo e nos outros 5 restrição total. De 6 meses para cá a minha vida virou de ponta cabeça pois meu pai fez uma cirurgia e acabou em coma por 2 meses, daí em diante não cuidei mais de nada, esqueci de mim e passei a me dedicar somente a ele, parte aos meus filhos, casa e trabalho. Carboidratos a mesa passei dos 54 quilos para os 81 quilos isso em 6 meses, rápido não é?? Muito rápido, é assim que funciona comigo, acho que tenho alergia a carboidratos, é come-los e meu peso sobe que é uma beleza. Decidi agora voltar aos treinos, em 3 semanas perdi 11 quilos e dos 83 quilos fui para os 70 quilos. Pretendo ciclar com GH, T3 e OXANDROLONA Meu objetivo é voltar aos pelo menos 58 quilos e não ganhar tanta flacidez. Ciclo Início: 17/08/2016:Protocolo:12 SEMANAS → Oxan 10mg 08/08h→ tsd 16 SEMANAS → GH 1 UI → tsd T3 100 mcg e ir aumentando conforme der conta dos colaterais Idade: 41 anosAltura: 1,66 cmPeso: 70 Kg DIA 17/08 VOU A NUTRÓLOGA QUE FARÁ O EXAME PARA MASSA MAGRA, GORDA BF. DIETA: 1) 07:00- Café Manhã:ÁGUA 300ml kcal 0 / prot 0 / carb 0 / Gord 0Aveia 30g kcal 107 / prot 5 / carb 16 / Gord 3Prot. soja texturizada 50g kcal 141 / prot 25 / carb 8 / Gord 11/2 dose whey 15g 56,5kcal / prot 12 / carb 0,5 / Gord 0,251/2 dose albumina 12g kcal 44 / prot 6 / carb 5 / Gord 0Total: Kcal 348,5 / Prot 48 / Carb 29,5 / Gord 4,25 2) 10:00 – Lanche:Queijo minas light 50g 73kcal / prot 8 / carb 2 / Gord 71 banana kcal 105 / prot 1 / carb 27 / Gord 0,2Chá de CamomilaTotal: Kcal 178 / Prot 9 / Carb 29 / Gord 7,2 3) 13:00 – Almoço:Frango 150g 234kcal / prot 48 / carb 0 / Gord 3,5Batata doce 100g 77kcal / prot 0,6 / carb 18,4 / Gord 0,1Total: Kcal 311 / Prot 48,6 / Carb 18,4 / Gord 3,6 4) 15:45 – Pré treino:4 cápsulas de BCAA 8kcal / prot 3 / carb 0 / Gord 0Whey protein isolado 30g 113kcal / prot 24 / carb 1 / Gord 0,5Total: 121kcal / prot 27 / carb 1 / Gord 0,5 18:00h - Pós treinoWhey protein isolado 30g 113kcal / prot 24 / carb 1 / Gord 0,5Total: Kcal 113 / Prot 24 / Carb 1 / Gord 0,5 5) 19:00h - Jantar:Frango 150g 234kcal / prot 48 / carb 0 / Gord 3,5Salada verde Total: Kcal 234 / Prot 48 / Carb 0 / Gord 3,5 6) Antes de dormirAlbumina 24g kcal 88 / prot 12 / carb 10 / Gord 0Omelete 1 ovo kcal 80 / prot 6 / carb 1 / Gord 6Azeite 1 colher sopa Kcal 113 / Prot 0 / Carb 0 / Gord 12Total: Kcal 281 / Prot 18 / Carb 11 / Gord 18 BMR= 1576,20 x 1,4 = 2206,68 TMB= 1576,20 kcalTotal Dieta Diária Kcal 1.586,5 / Proteína 222,6 / Carbo 89,90 / Gord 37,55 LEMBRANDO GALERA QUE UMA MÍSERA BANANA ME DEIXA AMEDRONTADA EM RELAÇÃO AS PERDAS DE PESO. TREINO treino A: panturrilhas + quadriceps (segunda)aquecimento na esteira por 7~10 minutospanturrilha sentado 4x 20~25panturrilha em pe 4x 20~25panturrilha no leg 3x 12~15cadeira adutora 3x 15~20agachamento livre perna aberta (sumô)3x 15~20agachamento perna fechada (bem juntas)3x 12~15leg press pés unidos no alto da platafoma 3x 10~12afundo no caixote alto no smith 3x 12~15extensora drop-set 4x 8/8/8bike ou eliption durante 25~45 minutos treino B: ABD + ombros + peito + triceps (terça)aquecimento na esteira de 12~15 minutosABD cruzado 5x 30~50S.S elevação lateral + levação frontal 3x 10 + 10desenvolvimento nuca com a barra 3x 12~15supino inclinado 3x 12~15cruxificio plano 3x 15~20testa barra H 3x 10~12pulley inverso 3x 12~15 drop-setmergulho entre bancos 2x ate travarS.S = super serie drop-set fazer entre as series sugeridas ate travar, diminua em 30% o peso e faça novamente ate travar, diminua em + 30% e faça outra ate travar entre 12~15...isso por 3xesteira por 40~60 minutosquarta OFF totaltreino C: cintura + ABD + trapezio + costas + biceps + antebraço (quinta)aquecimento de 10~12 minutosrotação com bastão ou barra 3x 50~75S.S ABD elev de pernas/supra 5x 15/20remada alta 4x 12~15puxador nuca 3x 12~15 drop-setremada baixa 2x 15~20remada unilateral 2x 15~20rosca scott barra w 3x 12~15rosca direta barra reta FST-7 10~15rosca inversa 2x 12~15rosca punho 2x 10~12esteira de 30~45 minutos*FST-7 são 7 series ate a falha onde se dev falhar entre 10~15, o descanso entre as 7 series deve ser de no maximo 30streino D: panturrilhas + gluteos + posterior (sexta)panturrilha sentado 4x 20~25panturrilha em pe FST-7cadeira abdutora 4x 20~25 drop-setS.S gluteo caneleira/ abdutor caneleira 4x 15/15afundo no caixote 5x 12~15stiff 3x 12~15flexora deitada FST-7cadeira flexora 3x drop set 8/8/8flexora em pé 3x 12~15 cintura + ABD + trapezio + doorsais + biceps + antebraço* bike ou eliption de 25~35 minutos 3 VEZES NA SEMANA AEJ Bem, é isso, quero muito poder contar com vocês, preciso emagrecer, enrijecer e recuperar a minha auto estima. Com o GH e o T3 acredito que vou conseguir chegar no meu peso e a oxandrolona vai me ajudar a ter força para os treinos e assim não ganhar tanta flacidez com a perda que vai chegar a quase 30 quilos. Grata,
  16. Tomar Roacutan e GH juntos, um pode prejudicar o outro ? Tô fazendo um ciclo básico de GH ha 1 semana e daqui a 2 semanas começo tratamento com Roacutan, só gostaria de saber se um atrapalha o outro? Eu também gostaria de saber se Roacutan abaixa a testosterona. Vlw
  17. Tenho 33 anos, 1,85cm e 91kg... Comecei a usar 60 mg de oxandrolona (3x de 20mg) e mais 4 UI de GH (a noite) todos os dias, aliado a um treino semanal de bike de 250 a 400km. A distancia diária percorrida é na média de 50 a 70km com um gasto calórico não inferior a 1500cal. Meu nutricionista disse que me ajudaria a ganhar força e secar. Estou tomando a duas semanas e percebo que o meu abdômen está secando e que estou ganhando massa muscular. Gostaria de saber se estou no caminho certo! Grato!
  18. Olá galera estou aplicando GH faz cerca de 10 dias e nas últimas 4 aplicações fiquei com um tipo de alergia.. o local das aplicações ficou vermelho e com uma coceira, como se 4 mosquitos tivessem me picado.. esperei 2 dias sem aplicar pra ver se passava e na verdade não diminui nem nada. Não dá pra eu visitar um derma porque na minha cidade só dá pra marcar pra quinta e eu viajo na quarta. Alguém já passou por isso em injeções com qualquer esteróide (intramuscular ou subcutânea) ?
  19. Já fiz um ciclo de stanozolol há muito tempo. E agora me indicaram fazer outro com stanozolol com GH. Tenho 1.65 de altura e o estou pensando 64 kg, alguém conhece alguma mulher que já fez? E se sabe a dosagem segura de GH para mulher?
  20. ola , alguem tem alguma experiência , ou conhece sobre o uso de gh junto clembuterol (brontel) ??
  21. Tenho 30 anos, 1,70, 69kg, tenho barriga saliente e gostaria de perdê-la. Malho 4x por semana e corro em média de 3 x (7km) por semana. Tenho interesse em tomar GH, qual o melhor ciclo e valores aproximados para mim? Seria ideal o uso de insulina? O GH apesar de ganho de massa também auxilia na perda de gordura localizada? Principalmente da gordura abdominal. Já fiz uso de oxandrolona e stan há uns 8 meses atrás, depois usei algumas ampolas de durateston que me fizeram inchar demais, não gostei do resultado... Depois disso comecei a correr e malhar sem tomar nada (nem suplemento), consegui sair de 75 kg para 69, e agora estou mais feliz com meu corpo, apesar de não conseguir secar a barriga e ao mesmo tempo querendo definir. O q você me sugere?
  22. Mais conhecido como GH (Growth Hormone) hormônio de crescimento. Olá, galera ! Antes de mais nada, eu procurei antes de criar outro tópico e não achei nada relativo a isto. Enfim, eu vou ao que me interesso: Quero tomar um ciclo de GH ! Perguntas: Quais efeitos colaterais eu realmente corro ? Qual dosagem tomar ? Preço média ? COMO devo tomar ? (Quando, com o que, evitar o que, etc...) Tentei uns amigos médicos que tenho e os mesmos não quiseram me indicar o endocrinologista, mas os médicos são fodas... não querem que eu tome de jeito nenhum... diz que não tem necessidade que tem efeito colateral etc..aquelas coisas de médico.
  23. fala galera beleza? tenho 1.70 de altura e peso 68kg e tava querendo ganhar massa e da uma definida e nao conheço muito de suplemento entao queria saber se é bom tomar gh + creatina junto ou se tem algum suplemento melhor ?? e se com a creatina nao vou engordar muito ,to fazendo academia a uns 3 meses nunca tomei nada valeu
  24. Olha, a algum tempo tenho ouvido falar bem desse produto. Somente de caras que respeito nos treinos.. Inclusive um deles fez por 2x o exame de gh e realmente os valores dobraram em relação aos valores normais, achei bacana. Relataram uma melhora muito significativa na qualidade após o uso de 2 caixas.... eu sou bem cético mas confesso que to querendo associar o uso junto ao meu próximo ciclo. 2 caixas desse 2 animal pump + o ciclo que tá la no meu relato...
  25. Fala rapaziada, estou com um corpo mediano, estou magro (não exageradamente) mas sem "Muita" definição e com gorduras localizadas no abdômen, nada que seja feio (mas principalmente lateral, vulgo pão de queijo rsrs), mas apesar de magro não tenho o corpo e abdomem duro, é akeles molengas, rsrsrrsrs já malho a bastante tempo,desde de os 14 anos ( hoje tenho 28), fiz alguns ciclos com oxandrolona principalmente e uma vez mesclando oxandrolona com stano, e sempre tomei suplementos, procurando enrijecer o corpo e buscar principalmente definição e um pouco de volume fui em um endócrino, fiz todos os exames e tal estou 100%.. e ele me passou o seguinte ciclo: 9 semanas total do ciclo composto em 3 estágios: GH - genotropin ou saizen. oxandrolona - maniulada 1° estágio: 3 semanas de 3 ui de GH - toma 5 dias e descansa 2 somente na primeira semana toma 1 dura somente nos primeiros 5 dias toma 24 mg de oxandrolona (3 vezes ao dia) 2° estágio 3 semanas de 4 ui de GH - toma 5 dias e descansa 2 somente na primeira semana toma 1 dura somente nos primeiros 5 dias toma 24 mg de oxandrolona (3 vezes ao dia) 3° estágio: 3 semanas de 3 ui de GH - toma 5 dias e descansa 2 somente na primeira semana toma 1 dura somente nos primeiros 5 dias toma 24 mg de oxandrolona (3 vezes ao dia) Suplementação estou aguardando informação ainda, mas a principio será Cell tech (pós treino) WHey Protein ( 2 x ao dia) HMB (diário) Glutamina (pós treino junto do whey) Assult (pré) Multivitaminico (diário) alimentação regrada, acompanhada pela nutricionista e tal.. isso é o basico pra se ter resultado... altura 1,84 peso 79 kl percentual de gordura corporal 14% Biopedancia ealizada atualmente. braço 40 cm peito 104 cm abdômen 91 cm Gostaria de saber do pessoal, O que você acham dessas dosagens que foi passada??? Voces acreditam que com essas dosagens pode chegar em um resultado legal no fim do ciclo??? E quais as recomendações e dicas que vocês teriam para me passar pra dar uma turbinada??? Lembrando, não faço questão de ficar grande.... gostaria de ficar definido e crescer um pouco a mais.. Eu particularmente achei muito pouca a quantidade de oxandrolona e durateston....
×
×
  • Create New...