Jump to content

Search the Community

Showing results for tags 'brazilian jiu-jitsu'.



More search options

  • Search By Tags

    Type tags separated by commas.
  • Search By Author

Content Type


Forums

  • Suplementos Alimentares
    • Tópicos sobre suplementação
    • Relatos de uso de suplementos alimentares
  • Anabolizantes Esteroides
    • Tópicos sobre esteroides
    • Relatos de ciclos
  • Treinamento de Musculação
    • Tópicos sobre treinamento
    • Lesões musculares
    • Diário de treino
  • Nutrição Esportiva
    • Tópicos sobre nutrição
    • Relatos sobre dietas
  • Gente
    • Tópicos de evolução do shape
  • Assuntos Diversos
    • Tópicos diversos

Calendars

  • Campeonatos de Musculação
  • Cursos, Palestras e Feiras

Categories

  • Esteroides
  • Suplementos
  • Treinamento
  • Nutrição
  • Gente
  • Diversos

Categories

  • Esteroides
  • Suplementos
  • Treinamento
  • Nutrição
  • Gente
  • Diversos

Categories

  • Aves
  • Bebidas
  • Carnes
  • Lanches
  • Legumes
  • Ovos
  • Massas
  • Peixes e Frutos do Mar
  • Saladas
  • Sobremesas

Categories

  • Abdominal
  • Antebraço
  • Bíceps
  • Costas
  • Coxa
  • Glúteo
  • Lombar
  • Ombro
  • Panturrilha
  • Peito
  • Pescoço
  • Romboide
  • Trapézio
  • Tríceps

Find results in...

Find results that contain...


Date Created

  • Start

    End


Last Updated

  • Start

    End


Filter by number of...

Joined

  • Start

    End


Group


Telefone Celular (WhatsApp)


Telefone Fixo


Interesses


Facebook


Instagram


YouTube


Twitter


Website


Tumblr


Série de Treinamento


Suplementação


Dieta Nutricional


Ciclos de Esteroides Anabolizantes & Drogas Afins


Academia


Altura


Peso


Percentual de Gordura

Found 2 results

  1. Brazilian Jiu-Jitsu Muito se tem especulado sobre assuntos que se relacionam sobre artes marciais, principalmente o jiu-jitsu, modalidade esportiva em destaque, mormente nos eventos de MMA (Mixed Martial Arts). Pois bem, o jiu-jitsu é uma arte marcial que é originária do Japão contudo, modernamente tem-se desenvolvido tecnicamente em nosso país, por isso é conhecido internacionalmente como Brazilian Jiu-Jitsu. Tomando-se a história das artes marciais japonesas, podemos dividí-las em 03 períodos: Bujitsu, Buguei e Budo. O primeiro período, BUJITSU, começa nos primórdios da civilização japonesa e vai ate o século VIII, caracterizando-se por lutas tecnicamente primitivas, devido às constantes batalhas que o povo travava. Em virtude dessa época o Japão ter um maior contato com a cultura chinesa, isso favoreceu a difusão do budismo, vindo as artes marciais dessa época ter sofrido grande influência das técnicas de lutas dos monges budistas chineses. Face essa influência da cultura chinesa no Japão, as habilidades nas artes marciais passam por um período de desenvolvimento, e como conseqüência começa a adotar um sistema hierarquizado, seguindo o modelo de castas militares. As escolas começam a tomar formas próprias, com técnicas e estratégias de combates singulares. Ai, começam a surgir os estilos (Ryus), com organização própria e que se da o nome de BUGUEI, que vai até o final do século XVI. Com o domínio da dinastia Tokugawa, a partir do século XVII, o Japão conhece um período de grande paz e tranqüilidade, e o Buguei passa a ser adotado como uma forma de educação física e mental, ao invés do uso em combate real. Organizam-se os chamados Katas para o aperfeiçoamento pessoal, pois não há mais razão para a pratica das lutas militares. E o uso da razão em ‘’luto para me aperfeiçoar e não me aperfeiçôo para lutar’’. Passa-se a treinar exaustivamente para atingir o grau máximo de perfeição em cada arte marcial. Alcança-se assim, o ideal de dominar o adversário sem o destruir, de conter o espírito da agressão. É o que Miyamoto Musashi fala do ‘’vazio’’. Esse movimento e a essência das artes marciais: é o denominado BUDO. É a técnica aplicada à filosofia ou a filosofia aplicada à técnica. Por isso, a meta do praticante de Brazilian Jiu-Jitsu é atingir o máximo de perfeição pessoal, esportiva e profissional. Nunca deve estar contente com o estágio mental que se encontra. Luta-se consigo mesmo para prosseguir no caminho da conquista do mais alto grau de perfeição. Brazilian Jiu-Jitsu II No Brazilian Jiu-Jitsu não existem somente regras para as competições, isto é, o comportamento pessoal perante a sociedade é tão importante quanto ser campeão em um torneio. Os sábios que determinam a conduta moral das artes marciais, ensinam que é muito fácil ser um bom grande guerreiro, porém é muito difícil ser um bom ser humano e, esse deve ser o objetivo principal de um verdadeiro guerreiro moderno e atual. A maior parte dos princípios das artes marciais estão consubstanciadas no BUDO, que traduzindo literalmente é “o caminho para a guerra’’, todavia definitivamente é uma filosofia de aversão as batalhas, as guerras. Tem-se definido como o caminho das artes marciais, todavia é difícil encontramos uma definição exata para esse termo. A complexidade do Budo e suas definições ultrapassam a questão dos estilos e variedades das artes marciais, compreendendo e englobando todas num só mundo. Dentro desse caminho é vencedor quem tiver um bem estar físico e mental em total equilíbrio, tanto no aspecto marcial, que seria a disciplina, o respeito, a humildade, como no aspecto esportivo onde se aprimora a conduta quando submetido a pressão do oponente, da torcida dos amigos. O que mais importa é saber conhecer seus limites. Dentro dos mais variados tratados, que versam sobre diversos temas, citamos os mais famosos: BASENSHUKAI, NIMPIDEM e SHONINKI. Delas extraímos a sua essência em termos de virtude e faltas graves: Virtudes (11): Lealdade, Valentia, Sabedoria, Honradez, Boa Saúde, Responsabilidade, Integridade, Diligência, Estratégia, Talento Oratório e conhecer os ensinamentos dos Mestres, Budas e Deuses. Faltas graves (11): Insolência, Excesso de Confiança, Avareza, Ira, Medo, Dúvida, Desconfiança, Vacilação, Desdenho, Orgulho e Vaidade. Assim, como leitor, com base no descrito acima você poderá a cada mês fazer um calendário e desenvolver virtudes, e combater as faltas graves. Isso também é Brazilian Jiu-Jitsu. “conhecer a si mesmo é descobrir o bem que reside no interior’’. Faltas = falhas morais, transgressões ou ausência de lealdade total. Referência: HAJIME Brazilian Jiu-Jitsu III – Estratégia Sempre que falamos em artes marciais, nos preocupamos em exaltar a técnica de cada estilo e, mais ainda no condicionamento físico, sendo esse dueto os responsáveis pelo êxito do praticante. Deixamos de lado, talvez, a mais importante qualidade: a estratégia. A estratégia está diretamente ligada à guerra, todavia, qualquer combate de artes marciais, pode e deve ser considerada como tal, pois envolve uma série de situações que somente uma luta pode protagonizar. Qual a atividade hoje que não pode ser considerada uma competição vital? Até mesmo a geração de um ser é um combate real, pois milhões de espermatozóides disputam uma corrida frenética para alcançar a fecundação. Partindo desse principio, nossa vida toda é um combate, imagine só uma luta de artes marciais. Tomemos como exemplo a luta de boxe entre George Foreman e Muhammad Ali, pela disputa do titulo mundial dos pesos pesados, que foi realizada no Zaire. O vencedor usou de toda sua inteligência e astucia para vencer, ora sua estratégia começou bem antes do combate, usando para isso todas as minúcias que cercavam aquele evento. Muhammad Ali venceu, mas Foreman era o campeão, favorito mais forte, porém não usou de estratégia. Hoje a estratégia é estudada tomando-se por base ensinamentos dos livros de "A Arte da Guerra", de Sun Tzu e "O Livro dos Cinco Anéis" de Miyamoto Musashi, o primeiro escrito por volta de 500 A.c. e, o segundo em 1.643. São antigos, contudo sua leitura e ensinamentos são modernos, dando ao lutador uma visão otimizada de sua situação. O estudo da estratégia é complexo e intrigante, todavia podemos abreviá-la para uma competição de artes marciais, o que implica em possuir rigorosa observação de tudo. Abaixo, alguns mandamentos a serem observados pelo praticante: - conhecer profundamente as regras, - conhecer a arena do combate, - conhecer minuciosamente seu oponente, - conhecer seus pontos positivos e negativos, - treinar exaustivamente, - evitar pensamentos traiçoeiros, - detectar as sutilezas e detalhes que poucos conseguem se aperceber, - dar atenção especial a esses menores detalhes, pois tudo tem importância, - conhecer outras artes, - saber admitir a verdade em tudo, - nada fazer de inútil, - saber usar ambas as mãos com a mesma eficiência, Comece obedecendo 03 (três) itens e, assim por diante você vai se aprimorando mental e fisicamente.
  2. O que mais diferencia as artes marciais da maioria dos esportes é a sua adoção de uma filosofia de comportamento, que começa no protocolo inicial tanto de cada aula, como a reverência nas competições. Tal atitude estampa o que há de mais importante nas artes marciais, que é a função ordenadora de toda a estrutura comportamental de qualquer estilo de arte marcial. Sem o culto ao comportamento não há artes marciais, enfim são ensinamentos milenares. O eu qualifica a pessoa na sociedade é o comportamento, ai é incluído em escalas maiores ou menores. Nas artes marciais o comportamento é a ilustração de seu alto conhecimento e, ele é a expressão exata da supressão da contenda, onde vai se mostrar através de seu alto domínio. Mahatma Gandhi afirmava que a mais difícil batalha é a que travamos contra nós mesmos. É ai que nos treinamentos, quando estamos sobre pressão negativa da derrota, é que aflora os pensamentos mais perniciosos da alma humana, é nesse momento que vamos ter que dominar esse universo malvado, fazendo de nossos valores positivos nosso escudo contra essa avalanche de ódio, raiva. Vencida essa etapa, a vitória se mostra claramente no comportamento calmo, sereno, tranqüilo, gentil do guerreiro. Isso é BUDO, é o resgate vitorioso do comportamento sadio. Os guerreiros samurais baseavam seus comportamentos nas regras ditadas pelo BUSHIDO, que era o código de honra, que ao ser elaborado teve muita influência do budismo zen e do confucionismo, que adentraram no Japão no século XIII, moldando o caráter do lutador. Tokugawa Yeasu, Xogum do Japão, desenvolveu o padrão moral e espiritual dos guerreiros, visando um comportamento mais homogêneo. Para que tenha tópicos a seguir ao seu desenvolvimento, sugerimos alguns, a saber: - controle das emoções para os pequenos e grandes desafios; - coragem para se desvencilhar de problemas fúteis; - grande dedicação aos treinamentos; - ser otimista a toda prova; - ser autoconfiante; - ser dotado de razoável intuição; - estar atento aos pormenores; - ter exata compreensão do bem e do mal; - muita concentração; - polimento do caráter. Enfim, comportamento é o resultado direto de seu autoconhecimento.
×
×
  • Create New...