Jump to content

Search the Community

Showing results for tags 'ovo'.



More search options

  • Search By Tags

    Type tags separated by commas.
  • Search By Author

Content Type


Forums

  • Anabolizantes Esteroides
    • Tópicos sobre esteroides
    • Relatos de ciclos
  • Suplementos Alimentares
    • Tópicos sobre suplementação
    • Relatos de uso de suplementos alimentares
  • Treinamento de Musculação
    • Tópicos sobre treinamento
    • Lesões musculares
    • Diário de treino
  • Nutrição Esportiva
    • Tópicos sobre nutrição
    • Relatos sobre dietas
  • Gente
    • Tópicos de evolução do shape
  • Assuntos Diversos
    • Tópicos diversos

Calendars

  • Campeonatos de Musculação
  • Cursos, Palestras e Feiras

Categories

  • Esteroides
  • Suplementos
  • Treinamento
  • Nutrição
  • Gente
  • Diversos

Categories

  • Esteroides
  • Suplementos
  • Treinamento
  • Nutrição
  • Gente
  • Diversos

Categories

  • Aves
  • Bebidas
  • Carnes
  • Lanches
  • Legumes
  • Ovos
  • Massas
  • Peixes e Frutos do Mar
  • Saladas
  • Sobremesas

Categories

  • Abdominal
  • Antebraço
  • Bíceps
  • Costas
  • Coxa
  • Glúteo
  • Lombar
  • Ombro
  • Panturrilha
  • Peito
  • Pescoço
  • Romboide
  • Trapézio
  • Tríceps

Find results in...

Find results that contain...


Date Created

  • Start

    End


Last Updated

  • Start

    End


Filter by number of...

Joined

  • Start

    End


Group


Telefone Celular (WhatsApp)


Telefone Fixo


Interesses


Facebook


Instagram


YouTube


Twitter


Website


Tumblr


Série de Treinamento


Suplementação


Dieta Nutricional


Ciclos de Esteroides Anabolizantes & Drogas Afins


Academia


Altura


Peso


Percentual de Gordura

Found 21 results

  1. Eu fiz algumas pesquisar sobre o ovo e tive como conclusao q um bom alimento tirando o tal do colesterol, e queria saber uma coisa tipo eu nunca tive problemas d colesterol c começar a comer vamos supor uns 4 ovos por semana ah grande riscos d eu ter?? alguem sabe me dizer algo a respeito??
  2. Pessoas que consomem 18 gramas de proteína de ovos inteiros ou de clara de ovo depois de se exercitarem tem diferença na forma como seus músculos se regeneram, um processo chamado síntese proteica, relatam pesquisadores em um estudo. Especificamente, a resposta de recuperação muscular naqueles que comem ovos inteiros é 40% maior do que naqueles que consomem uma quantidade equivalente de proteína somente das claras, segundo a equipe. A descoberta, publicada no American Journal of Clinical Nutrition, sugere que a prática generalizada de jogar fora as gemas para maximizar a ingestão de proteína dos ovos é contraproducente, disse Nicholas Burd, professor de cinesiologia e saúde da Universidade de Illinois que liderou o estudo. As gemas também contêm proteínas, juntamente com os principais nutrientes e outros componentes nutricionais que não estão presentes nas claras de ovos. E algo nas gemas está aumentando a capacidade do corpo de utilizar essa proteína nos músculos. “Este estudo sugere que comer proteína dentro de sua matriz alimentar mais natural tende a ser mais benéfico para os nossos músculos, em oposição à obtenção de proteína de fontes isoladas de proteína”, disse ele. No estudo, 10 homens jovens realizaram um único exercício de resistência e depois comeram ovos inteiros ou claras contendo 18 gramas de proteína. Os pesquisadores administraram infusões de leucina e fenilalanina marcadas com isótopos estáveis (dois importantes aminoácidos) para os participantes. Isso permitiu aos cientistas manter e medir com precisão os níveis de aminoácidos no sangue e nos músculos dos participantes. Isso permitiu um rastreamento preciso de onde os aminoácidos derivados dos alimentos acabaram depois que os participantes os ingeriram. A equipe levou amostras repetidas de sangue e biópsia muscular para avaliar como os aminoácidos derivados do ovo estavam aparecendo no sangue e na síntese protéica nos músculos antes e depois do exercício de resistência e da alimentação. “Ao usar esses ovos marcados, vimos que se você comeu o ovo inteiro ou as claras, a mesma quantidade de aminoácidos ficou disponível no sangue”, disse Burd. “Em cada caso, cerca de 60 a 70 por cento dos aminoácidos estavam disponíveis no sangue para construir músculos. Isso sugere que obter a proteína de ovos inteiros ou apenas dos brancos não faz diferença, como a quantidade de aminoácidos na dieta”. Mas quando os pesquisadores mediram diretamente a síntese de proteínas no músculo, eles encontraram uma resposta muito diferente. “Vimos que a ingestão de ovos inteiros imediatamente após o exercício de resistência resultou em maior síntese de proteína muscular do que a ingestão de claras de ovos”, disse Burd. Estudos anteriores sugerem que essa diferença não tem nada a ver com a diferença no conteúdo energético de ovos inteiros e claras de ovos – ovos inteiros contendo 18 gramas de proteína também contêm cerca de 17 gramas de gordura, enquanto as claras não têm gordura. Estudos do laboratório de Burd e outros mostram que simplesmente adicionar gordura a uma fonte de proteína isolada na dieta após o exercício não aumenta a síntese de proteínas. “Há muita ênfase na nutrição proteica na sociedade moderna, e pesquisas mostram que precisamos de mais proteína na dieta do que pensávamos para manter a saúde”, disse Burd. “À medida que a população mundial cresce, precisamos de estratégias econômicas e sustentáveis para melhorar o uso de proteínas na dieta. Este trabalho mostra que consumir proteína de ovo em sua matriz natural tem um benefício muito maior do que obter proteína isolada da mesma fonte. ” Fonte: Stephan van Vliet, Evan L Shy, Sidney Abou Sawan, Joseph W Beals, Daniel WD West, Sarah K Skinner, Alexander V Ulanov, Zhong Li, Scott A Paluska, Carl M Parsons, Daniel R Moore, Nicholas A Burd. Consumption of whole eggs promotes greater stimulation of postexercise muscle protein synthesis than consumption of isonitrogenous amounts of egg whites in young men. The American Journal of Clinical Nutrition, 2017; 106 (6): 1401 DOI: 10.3945/ajcn.117.159855 https://nutrindoideias.com/musculacao/hipertrofia/ovo-inteiro-ganho-de-massa-muscular/
  3. Todos sabemos que todo mundo aqui adora uma filet de frango grelhado, ovos, etc...tirando esses bem conhecidos, quais outros alimentos funcionais vocês tem costume de ingerir sempre e que não abrem mão?? O meu é uma boa quantidade de aveia pela manhã, além de ter fibras, já que minha dieta é pobre em fibras, dizem que abaixa o colesterol e é um carb complexo, me dando energia ao longo da manhã!!! Muito bom
  4. Unte uma frigideira anti-aderente com spray de óleo de canola. Misture todos os ovos em e acrescente a linhaça. Coloque a mistura na panela em fogo médio. em seguida coloque o pão de forma light no canto da panela. Assim que a mistura pegar conscientência, coloque em cima dos pães light. Coloque o peito de peru, o tomate e pimentão. Monte seu sanduíche e bom apetite!!!
  5. Quem lê as pesquisas recentes sobre este alimento já percebeu que ele foi totalmente desmistificado. Aquela velha história do colesterol alto não é a maior das verdades. Hoje um amigo me perguntou sobre isso, questionando quais benefícios e prejuízos a gema do ovo poderia oferecer, o que me inspirou a escrever um pouco sobre esta fonte rica de ferro, ácido fólico e vitaminas do complexo B, um coquetel “anti-anemia” que cuida também do sistema nervoso e da memória. A saber, a cor “amarelo vivo” da gema é dada pelo corante natural alaranjado conhecido como carotenóide, um precursor da vitamina A, tão conhecida pelas suas funções na saúde dos olhos, pele e cabelos. Como se não bastasse a riqueza nutricional da gema, ela também contém colina, um composto presente nas membranas que “encapam” nossas células, e contido no neurotransmissor acetilcolina, um mensageiro químico responsável pela transmissão do impulso nervoso nas células musculares. Ou seja, a perfeição do movimento muscular depende desta substância formada no organismo humano! Além disto, a ingestão de colina é essencial na gravidez, quando atua na boa formação do cérebro do bebê. Mas e a história do colesterol, onde fica? É fato que a gema é rica nesta substância. Nosso organismo, porém, está apto a regular perfeitamente nossos níveis colesterolêmicos. Quando a sua ingestão é muito baixa, produzimos, consequentemente, uma quantidade maior de colesterol, e vice-versa. Fatores como hereditariedade, estresse e obesidade oferecem muito mais risco à saúde do coração do que o colesterol vindo da dieta. O temido “colesterol alto”, desta forma, pode ser evitado com a ingestão de alimentos ricos em fibra, como a aveia, e gorduras insaturadas presentes nos óleos vegetais e sementes oleaginosas. Além disto, este esteroide também tem sua função no organismo. Ele é necessário para fabricar hormônios como a testosterona, “produzir” a vitamina D (que também é produzida por nós durante a exposição à luz solar) e construir as paredes das células. Sabendo disto, você deixaria de ingerir alimentos ricos em colesterol, um participante essencial da regulação dos níveis da testosterona? Também é importante considerar que outra substância contida na gema do ovo, a lecitina, é capaz de ligar-se ao colesterol eficientemente, impedindo que ele seja totalmente absorvido pelo organismo. No nosso corpo, a lecitina está contida na medula óssea, no cérebro, no fígado e no coração e é inevitável para o bom funcionamento do sistema nervoso. Além de auxiliar a concentração, ela é um agente anti-colesterolêmico, sendo, portanto, conhecida como uma importante protetora do coração. Depois desta leitura, é possível, então, reavaliar o perfil da gema do ovo e constatar que ela saiu da lista de alimentos inimigos do coração e alcançou um dos lugares mais importantes no grupo de alimentos com propriedades protetoras. Quer manter a memória em dia e prolongar sua saúde mental? Coma um ovo inteiro pelo menos três vezes por semana! Atletas, em especial, podem e devem seguir à risca esta dica.
  6. Eae galera, eu vou comecar agora a tomar clara de ovo, mas nao sei se eu ponho numa vitamina, num leite, nao sei, o que voce acham? como tomam??? valew
  7. ola pessoal, alguem pode me esclarecer algumas duvidas como tomar albumina com malto logo depois do treino e certo? qts mn ? qual a medida? e quanto tempo depois posso fazer outra refeicao? to pessando em acresentar creatina ja que o objetivo e ganhar massa certo? malho a noite entre 7:00 e 8:00h
  8. É comum haver problemas de flatulência com o uso de albumina?
  9. Olá gente... Entrei numa academia tem 5 meses e malho de segunda a sexta. A quase 1 mês o personal mandou eu comer 3 claras de ovos junto com o BCAA E o caso é que tem 1 semana que minha menstruação atrasou. Tem algo haver com o suplemento e o ovo? Grata.
  10. aí galera,hoje um brother veio aqui em casa trazer uma wey q agente comprou pela net e tals...daí agente começou trocar idéias sobre alimentação e suplemento. o cara come a clara crua,aí alertei quanto ao risco de se intoxicar com a salmonella,mas ele já estava ligado sobre o assunto. em uma consulta com o médico orto-molecular dele,o mesmo explicou q a contaminação não se dá pela clara mas sim pela casca do ovo,por q o bichin sai pelo furico da galinha e tals.pra evitar isso,lava-se a casca do ovo bem lavada e os riscos sumiriam ou diminuiriam,dependendo da lavada lógico. confesso q resisti a explicação do médico ,embora tenha lógica:o ovo é fechado,como se daria essa contaminação com bactéria? continuarei a cozinhar, não me custa nada ,mas a título de discussão... bem,não pesquisei no fórum se havia algo a respeito do tema citado,se houver me perdoem a preguiça.caso não haja q opinem a respeito para ver em q ponto chegaremos. vlw
  11. É o seguinte estou comendo bastante ovo agora, pelas proteínas, mas vi que a gema tem gordura e tal e uma dica que peço a voces é: Como ela ou tento sempre pegar só a clara? quase sempre ou é com comida ou misturo no leite, mas se a gema for prejudicial eu paro e bem, tento dar outro fima aquela parte do ovo. Muito obrigado a todos.
  12. Quem nunca ouviu uma velha receita de rato de academia com claras de ovos? E a gema? Costuma ser desperdiçada, ao argumento de que contém muita gordura. Já a clara é praticamente 100% proteína, sem carboidratos e sem gordura. Mas e a gema? Por que se criou o mito de que não seria boa para a dieta do fisiculturista? As gemas são ricas em vitaminas A, D, E e K. Também são ricas em gorduras saudáveis. E contém o elemento mais importante para o fisiculturista: o colesterol necessário para a produção da testosterona. Não é só isso. As gemas também são ricas em proteínas, contém a mesma quantidade de proteínas das claras. Veja uma comparação entre 8 claras de ovos e 4 ovos inteiros: 8 Claras de Ovos 4 Ovos Inteiros Proteínas: 28 g 28 g Carboidratos: 2 g 2 g Gorduras: 0 g 21 g Calorias: 137 kcal 312 kcal Mesmo que você esteja numa dieta restritiva low carb (pouco carboidrato), é muito mais vantajoso em termos nutricionais a ingestão dos ovos inteiros (clara e gema) do que somente as claras. A quantidade de calorias dos ovos inteiros ainda é baixa, e a gordura presente na gema permite que as proteínas sejam absorvidas de forma gradual, por mais tempo. Ademais, o perfil de aminoácidos do ovo inteiro é melhor do que o perfil das claras. Todavia, se você precisar de uma absorção rápida de proteínas, as claras ainda são preferíveis frente aos ovos inteiros. E quanto ao mau colesterol (LDL), já está demonstrado que o consumo de gemas não piora os seus níveis. Portanto, opte por consumir ovos inteiros! Você não desperdiça as gemas, consegue a mesma quantidade de proteínas com a metade de ovos (economia), ganha vitaminas e substrato para a produção de hormônios, como a testosterona. Fontes: Whole Eggs vs. Egg Whites Which is better for your bodybuilding goals? Are chicken eggs good or bad for my cholesterol?
  13. A dieta do praticante de musculação tem como um dos principais elementos proteicos o ovo. Este alimento é divulgado tanto pela sua alta biodisponibilidade de nutrientes quanto pela abundância de proteína de alto valor biológico que ele apresenta, tendo valor numérico equivalente a 100 na escala de qualidade proteica pela presença de todos os aminoácidos essenciais em quantidades adequadas a quem busca manutenção e ganho de massa magra. Um ovo inteiro contém em média seis gramas de proteína. A albumina em pó, obtida por processo de atomização ou liofilização em indústria (separação das moléculas de água dos demais nutrientes), tem cerca de 11 gramas de proteína por colher de sopa. O ovo é composto por 76% de água, 13% de proteína, 1% de sais minerais (sendo os mais abundantes cálcio, ferro e enxofre), 10% de lipídeos, colesterol, algumas vitaminas e fosfolipídeos, dentre os quais a lecitina, conhecida por auxiliar na diminuição dos valores de colesterol plasmático. A casca é composta por carbonato de cálcio e de magnésio, fibras proteicas e colágeno. Embora abundante, não se sabe ainda se o cálcio presente nessa região é disponível para absorção. Descarta-se, com isso, a possibilidade de consumo da casca do ovo como fonte deste mineral. A clara do ovo ou albúmen, preferida como fonte proteica para atletas, é uma solução aquosa de proteínas. Sua coloração amarelada ou esverdeada indica maiores concentrações de riboflavina (vitamina B2). Dentre as proteínas presentes na clara, podem-se destacar as seguintes: Lisozima: inibidora da proliferação de bactérias Ovotransferrina: ligante do ferro. Inibe a proliferação de microorganismos que crescem na presença deste micronutriente. Ovoalbumina: fosfoglicoproteína constituída de lisina e triptofano. Contém também enxofre bioativo. Ovomucóide: glicoproteína inibidora da tripsina (enzima secretada pelo pâncreas para atuação na quebra proteica). Ovomucina: Sofre interação com a vitamina B3, impedindo a absorção da mesma pelo trato gastrointestinal. Comprovou-se que mesmo com a pasteurização da clara de ovo (processo industrial da fabricação de ''albumina em pó''), a ovomucina não é desativada, mas apenas se torna inativa por submissão a altas temperaturas. Alta ingestão de clara de ovo crua ou albumina em pó reduzem, com isto, os níveis desta vitamina no organismo. Por fim, a gema do ovo é composta 34% de gordura, 16% de proteína e 50% de água. Sua cor amarelada se dá devido ao seu alto teor de gordura e carotenóide, pigmento amarelado convertido em vitamina A após a ingestão. As gemas de ovos caipiras, por serem mais ricas em ferro, apresentam coloração mais escura. Por muito tempo acreditou-se na influência da gema sobre os níveis de colesterol, já que ela é rica neste componente. Hoje já se sabe que o colesterol plasmático é controlado não pela sua ingestão, uma vez que seu mecanismo é compensatório (o que equivale a dizer que quanto menor a ingestão, maior a síntese pelo fígado), mas pela quantidade e qualidade de gordura na dieta. As quantidades de gordura saturada e insaturada no ovo são equilibradas, mostrando que sua influência no aparecimento de hipercolesterolemia é praticamente nula. Para a conservação do ovo, seu armazenamento deve ser feito em local seco e em baixas temperaturas (portanto na parte baixa do refrigerador, e não no topo, como muitos pensam). Não se deve lavar o ovo antes do armazenamento, uma vez que o procedimento leva à migração de microorganismos da casca para o interior do alimento.
  14. Aê galera, queria saber se alguem pode me dizer qual a diferença em se consumir ovo cozido ou ovo mexido??? Tpo... Quantas gramas de proteina tem um ovo cozido e um ovo mexido.. tpo isso... Valeu
  15. OVO - NUNCA MAIS TENHA DÚVIDAS SOBRE ESTE ALIMENTO! Hoje acho que deixarei vocês mais felizes, pois sou um crítico severo dos alimentos vendidos com promessas enganosas de saúde, mas que no entanto significam verdadeiros venenos para o corpo humano, entretanto, preciso também deixar claro que existe uma gama de alimentos que são sim extremamente saudáveis e que pelo grande poder da indústria alimentícia, acabam muitas vezes sendo “apedrejados” de todas as formas para tentar confundir as pessoas a consumirem os industrializados “enriquecidos” e etc... E o pior é que não só conseguem seu objetivo com a população em geral, mas também fazem com que um número absurdo de profissionais de saúde sejam levados por informações superficiais, aceitem como verdades sem pesquisar a verdadeira fonte, sem procurar estudar profundamente o assunto e pra piorar ainda mais, passem a orientar seus pacientes tendo como única fonte uma notícia qualquer, uma entrevista ou um “professor”. Vamos começar do início. Vocês sabiam que é raro que uma universidade de medicina (eu pessoalmente não sei de nenhuma) tenha aulas sobre nutrologia? Nós médicos costumamos saber tanto de alimento quanto qualquer outra pessoa (ou até menos na maioria das vezes), pois não existem professores específicos. Imaginem então, quando haverão professores de Nutrigenética? Mas qual é a importância disto, se aprendemos a dar remédios, não é mesmo? Pois é exatamente este tipo de pensamento que domina a mente da imensa maioria dos médicos. Amigos, Hipócrates, considerado o pai da medicina moderna, 400 anos antes de Cristo já dizia: “Deixe que o alimento seja seu remédio e que seu remédio seja seu alimento.” E esta frase tem um impacto enorme na medicina atual, uma vez que cada vez mais estamos descobrindo que o caminho da cura não é o tratamento, mas sim a prevenção das doenças! Não adianta esperarmos que a doença se instale, pois muitas vezes tentar tratar uma afecção, dependendo de qual seja, se torna um caminho doloroso e com final infeliz. O fundamental é compreendermos que enquanto fazemos prevenção, ou seja, um programa preventivo de manutenção de saúde, temos um plano A, B, C, D, etc... A partir do momento em que se instala uma doença, aí não temos mais opções. A única opção é o plano A e aí uso de medicamentos, efeitos colaterais, sequelas. E os 3 pilares da Antiaging Medicine são Modulação Hormonal, Exercícios Físicos Moderados e justamente a Nutrigenética, por isto dedico grande parte de meu tempo à busca dos mais variados e importantes estudos sobre os alimentos. Mas vamos então ao nosso tema e falar sobre este alimento que hoje é considerado pelos maiores especialistas do mundo, como o segundo melhor alimento do mundo. Surpresos? Pois foi isto mesmo que escrevi, e vou provar a vocês. Aliás, percebam que não estou ganhando nada de nenhuma indústria que vende ovos nem nada do tipo, portanto, não sou eu quem provarei, mas os estudos. E contra estudos sérios, idôneos, publicados em revistas internacionais e indexados, não há espaço para opinião pessoal. É assim e pronto. Aliás, deixem-me fazer uma observação aqui e pedirei uma colaboração de vocês. Comecei a escrever por simples incentivo de amigos queridos e na busca de ajudar as pessoas, trazer informações comprovadas e atualizadas e guiar as pessoas no sentido de tentar mudar, não só por si mesmas, mas pelas crianças. Quem me conhece sabe que tenho verdadeira adoração por crianças e imensa preocupação com o preço que pagarão por tudo a que estão expostas hoje em dia. Mas vejo que esta iniciativa de escrever em um blog tem tomado proporções muito grandes e de fato não esperava, pois já concedi inúmeras entrevistas sobre cirurgia plástica, algumas também sobre antienvelhecimento nas maiores emissoras de TV, jornais, revistas, sites, porém são sempre editadas com o que mais atrai as pessoas, então acho que sempre me sinto parte realmente de um show. Falta poder explicar realmente as coisas, orientar de forma abrangente aqueles que nos lêem e assistem. Acontece que, como bons brasileiros, algumas pessoas não se prestam a ler os artigos que são compartilhados por diversas pessoas que me acompanham principalmente compartilhando nas redes sociais, e aí volta e meia aparece um desinformado e lança frases do tipo “eu não concordo com isso...” Olha, não sou de ficar bravo com a ignorância das pessoas, pois faz parte da natureza humana. Mas isso me entristece... Dá vontade de escrever pras mesmas: “Queridos(as), não existe a opção de concordar ou não frente a provas. O que escrevo, por exemplo, não é a minha opinião, porque quando quiser expressar a minha visão, escreverei antes -eu acho-. Tudo que coloco a disposição é ciência, resultado de estudos científicos atuais e com grande impacto para a saúde, caso contrário não teria motivo para me prestar a escrever. Então a opção é ler, ou não ler e não escrever sobre o que não sabe. Além disso, a próxima opção é, com o conhecimento da informação, aplicar ou não em suas vidas, isto sim é uma opção pois ninguém é obrigado a fazer algo que não deseja. Temos o livre arbítrio, não é mesmo!” E é uma atitude clara daquelas pessoas que não se interessam realmente pelos assuntos ou vivem encontrando desculpas para o que NÃO alcançam em suas vidas. Deixem-me eu explicar dando um exemplo: há dias os noticiários vêm revelando escutas telefônicas de políticos com um contraventor. E sabem porque estas histórias não vão para frente e não dão em nada? A culpa é do próprio povo obviamente. Boa pare das pessoas serão capazes de ouvir a chamada da notícia, dizendo que “escutas revelam ligação de tais políticos com o crime”, não se prestarão a ler ou ouvir as provas que são indiscutíveis (vozes de ambos os lados fazendo combinações) e aí quando indagadas sobre aquele fato virão com o famoso bordão de quem não faz idéia do assunto, mas tem obviamente opiniões vagas: “Ah, eu não acredito, não concordo com isso...” Mas eu pergunto, concordar com o quê se não é algo para se omitir opinião de concordância rs? Então quando lerem algum comentário do tipo, respondam simplesmente orientando a pessoa que leia o artigo ao invés de emitir um comentário sem conteúdo ok! Mas vamos parar de “filosofia” (desculpem, mas precisava desabafar para compartilhar com vocês) e falemos do OVO. Como já escrevi anteriormente, o ovo é considerado o segundo alimento mais completo do mundo. Tudo que é necessário para que haja uma vida, está contido no ovo. Para que você saiba, o primeiro é o leite materno, terceiro o côco, quarto a quinoa real. Mas e porque já ouvimos tantas vezes algum “gênio” falar mal deste alimento? Infelizmente também não sei o motivo, mas vou fazer com que todos vocês que estão lendo tenham mais informações do que qualquer pessoa que seja contra o ovo e possa arguir com sabedoria para nunca mais ter dúvidas sobre o assunto. Muito se fala a respeito do problema do colesterol relacionado ao ovo, mas saibam que até hoje, não houve NENHUM estudo que conseguiu comprovar esta teoria absolutamente furada. A culpa pelo colesterol elevado vem de tempos meus amigos e se nós médicos estudássemos história da medicina, encontraríamos muitas respostas. Ainda escreverei sobre o mito do colesterol, mas posso lhes assegurar que colesterol é uma substância essencial à vida e a partir dele é que ocorre toda síntese de hormônios sexuais no corpo. Ele é considerado hoje pela medicina moderna internacional, como um biomarcador. Mas isto explicarei com detalhes em um outro artigo. O importante é que vocês saibam, médicos e não médicos, que não só eu, como qualquer médico que tenha estudado profundamente sobre o tema, colocamos a disposição inclusive nossos diplomas de médico se alguém trouxer um, apenas um estudo comprovando que o ovo aumenta o colesterol! Pois bem, o ovo é composto por: - Ácidos Graxos Saturados - Ácidos Graxos Insaturados - 20 Aminoácidos - 14 Minerais - 12 Vitaminas - Carotenóides Dentre os componentes, destaco principalmente: - Vitamina B12, Folato, Vitaminas A, D, E, K - Aminoácidos/Proteínas (20% das proteínas que necessitamos diariamente é proporicionada por 1 Ovo) - Fosfatidilcolina (também chamada de Lecitina) - Carotenóides Luteína / Zeaxantina* * Estas substâncias em nosso corpo diminuem a incidência de doença cardiovascular, diminuem a degeneração macular nos olhos (relacionada com a idade), faz prevenção de catarata e de retinose pigmentar. Ou seja, melhora a visão e previne doenças oftálmicas degenerativas Em estudo publicado pela Nutrition and Metabolism EM, 2008, foi escrito que o estudo evidenciou e comprovou que o ovo tem os seguintes benefícios: - Ação Anti-Inflamatória (sendo capaz de diminuir a Proteína C Reativa) - Emagrecimento (como efeito indireto, pois o ovo aumenta o hormônio mais abundante do corpo, Adiponectina- antigamente chamado de GBP28) - Aumento do HDL (o colesterol chamado de “bom”) - Diminui os níveis de Insulina (prevenindo diabetes, além de conferir melhor qualidade de vida às pessoas eu ingerem*) * Insulina hoje é um exame imprescindível, mas que ainda não é solicitado como deveria na medicina. É isoladamente o exame que consegue predizer com maior fidedignidade a longevidade de uma pessoa, além de hoje ser o principal indicador de diabetes. Fazer o que pessoal, a medicina avança, os paradigmas são quebrados, o conhecimento evolui, então se você nunca realizou, saiba que deveria saber seus índices basais. E se você é um colega médico, aproveite a informação e passe a utilizar esta medida como rotina. Estude o assunto, pois glicose isoladamente já não tem valia nenhuma. Bom, não preciso dizer que o melhor ovo é realmente o “caipira”, mas melhor comer o “não caipira” do que ficar sem ovo. O ovo orgânico ou caipira, chega a ter de 10 a 20 vezes mais ômega 3 d que o não orgânico! Também não preciso dizer que comer o ovo cru não é uma boa idéia, não recomendo devido ao problema da salmonellose, infecção que pode se instalar através de micro rachaduras na casca. Outra coisa, busque guardar seus ovos dentro da geladeira e não naquele local da porta, que é de fato o pior local para se guardar, por causa da probabilidade de provocar rachaduras no abre e fecha da porta. Por último, saibam que o ovo deve ser ingerido completo, não devemos comer só uma parte ou outra, isto não existe e não faz o menor sentido! Vou disponibilizar a vocês a porcentagem de absorção de aminoácidos (proteínas) de cada alimento para que vejam que o ovo é além de tudo, uma fonte proteica melhor do que qualquer outra possível à nós: - Leite Materno – 49% de absorção - Ovo (clara+gema) – 48% - Carne, peixe e frango – 32% - Fórmulas de aminoácidos – as melhores não chegam a 30% - Soja – 17% - Produtos láteos – 16% - Clara de ovo – 17% - Espirulina – 6% E para que percam o medo, saibam que a Universidade de Harvard realizou um estudo onde estudantes de medicina ingeriram 25 ovos por dia durante 3 meses. Querem saber o resultado? O colesterol baixou... Pena que estas coisas não prosperam na medicina. Se fosse a descoberta de uma nova medicação para que as pessoas devessem usar diariamente para tratar alguma doença, podem ter certeza de que no dia seguinte teríamos um representante laboratorial batendo em nossas portas em nossas clínicas oferecendo amostras grátis. Isso quando não oferecem viagens, jantares, entre outros meus amigos. O lado escuro da medicina... Para finalizar, vou explicar como a nutrigenética enxerga alimentos como possíveis remédios. Olhem o exemplo do ovo: - Bom para alergias devido à presença de Zinco - Bom para Artrite devido à presença do antioxidante mais potente que existe no corpo, apelidado de guardião do nosso corpo: A Glutationa (que já tem para aplicação injetável e em breve terá também em gel com nanotecnologia lipossômica, ou seja, gel para passar na pele e através da pele a substância é absorvida diretamente para a circulação. -Tem a presença desta que é a última Vitamina descoberta na Nutrologia, chamada PQQ (Pirrolo Quinonina Quinona) é benéfica para o crescimento e desenvolvimento corporal -Atua na degeneração macular Resumindo caros leitores, não tenho dúvidas de que provei a vocês que o ovo deveria fazer parte da dieta de todas as pessoas diariamente. Eu procuro comer cerca de 5 ovos por dia e não tenho nenhuma alteração sanguínea. Pelo contrário, meus níveis sanguíneos estão dentro dos padrões ótimos, pois para mim não basta somente estar dentro da normalidade. Trabalho buscando a otimização dos níveis das substâncias importantes no corpo, uma outra forma de examinar o metabolismo humano que é objetivo da medicina antiaging: não deixar que os níveis tenham quedas nem aumentos, mas mantenham-se estáveis dentro dos melhores índices para que não haja declínio metabólico corporal. Bom, espero que de agora em diante, frente a QUALQUER pessoa que contraindique o ovo como alimento, vocês indaguem os motivos se quiserem, ou perguntem sobre estas substâncias e estes estudos que coloquei a disposição neste artigo. Ou melhor, não fale nada, mas volte, leia novamente e lembre de que aqui estão as provas, porque não quero causar nenhum problema a ninguém, só não acho justo que as pessoas continuem sendo mal orientadas. Reparem no absurdo que a ignorância tem causado às pessoas, que hoje em dia têm medo de comer um alimento fundamental. De 1974 a 2003, houve uma diminuição de 84% na ingesta de ovos no Brasil. Aí de 2003 a 2009, houve ainda uma diminuição de mais 87% sobre a quantidade já diminuída! Isto são dados do IBGE. Sei que a grande culpa final disto é do próprio médico e me culpo também por ter aprendido isto um dia e aceitado como verdade por um período. Repito, não estou aqui querendo falar mal de ninguém, mas sim fazendo uma crítica muito sensata ao ensino médico de maneira geral. Como sempre aconselho, leve a informação aos seus familiares, peçam que leiam o artigo e compreendam a importância fundamental do conhecimento correto na saúde das pessoas e das gerações futuras. Você pode fazer a diferença em sua família e mudar o futuro das crianças. Dos diversos estudos que pesquisei, acredito que o mais acessível e prático para a leitura de vocês todos, principalmente médicos é este livro magnífico escrito pelo Dr. Sérgio Pupin, que vocês podem comprar pela internet: “O Mito do Colesterol”. Aliás, se você tiver um amigo ou familiar médico, seria um ótimo presente à qualquer um! http://www.blogdodrvictorsorrentino.com/2012/05/ovo-nunca-mais-tenha-duvidas-sobre-este.html?m=0
  16. eu gostaria de saber se a albumina traz um ganho de massa magra "permanente" eu falo o seguinte, ela traz apenas um "inchaço"??, e se vc parar de tomá-la volta tudo atras?? mesmo continuando a malhar..!! como tomar?? eu vi varias sugestoes mas foram tantas q nem sei... e eu gostaria de saber tb se ela traz um aumento em gordura corporal, pq naum quero ganhar nada de gordura corporal, e se eu posso tomar apenas a albumina sem usar outro produto junto.. eu naum quero ter um ganho de massa magro muito rápido mas apenas uma ajuda a aumentar aos poucos....!!!
  17. Ao invés da albumina q é horrível posso comer clara de ovos?
  18. Comer ovo(gema e clara) umas 4x por semana a noite, atrapalha em algo na definição ? Evito comer 0 carbos a noite agora acho que não tem problema comer ovo de vez em quando ?? valew
  19. Corte a parte superior dos tomates e faça um buraco, descartando as sementes e a tampa. Coloque-os de cabeça para baixo sobre as toalhas de papel para escorrer. Em um tigela média, junte o atum, o requeijão light, o aipo, a cebola, o suco de limão e a pimenta caiena. Tempere com sal. Coloque três folhas de alface em cada um dos dois pratos e por cima 2 tomates. Divida a mistura de atum entre os tomates e enfeite com os pedaços de ovos. Esta pronta sua dieta nutritiva.
  20. bom, em uma dose de 14g de albumina tem 11g de proteína do ovo... 500g tem 392g de proteína e custa R$22,00 numa caixa de ovo tem 72g de proteína e custa R$2,50 5,5 caixas de ovo tem 392g de proteína do ovo... 5,5 caixas de ovo custam R$13,75 agora minha duvida: NOQUE A ALBUMINA LEVA VANTAGEM SOBRE O OVO ? se não ouver vantagem vo come so ovo msmo... 2claras de noite e 2gemas de meio dia !... sem conta q na gema vem Todas vitaminas menos C e todos minerais menos Calcio, q tem na casca... flw.... espero respostas...
×
×
  • Create New...