Jump to content

Search the Community

Showing results for tags 'anabolizantes'.



More search options

  • Search By Tags

    Type tags separated by commas.
  • Search By Author

Content Type


Forums

  • Anabolizantes Esteroides
    • Tópicos sobre esteroides
    • Relatos de ciclos
  • Suplementos Alimentares
    • Tópicos sobre suplementação
    • Relatos de uso de suplementos alimentares
  • Treinamento de Musculação
    • Tópicos sobre treinamento
    • Lesões musculares
    • Diário de treino
  • Nutrição Esportiva
    • Tópicos sobre nutrição
    • Relatos sobre dietas
  • Gente
    • Tópicos de evolução do shape
  • Assuntos Diversos
    • Tópicos diversos

Calendars

  • Campeonatos de Musculação
  • Cursos, Palestras e Feiras

Categories

  • Esteroides
  • Suplementos
  • Treinamento
  • Nutrição
  • Gente
  • Diversos

Categories

  • Esteroides
  • Suplementos
  • Treinamento
  • Nutrição
  • Gente
  • Diversos

Categories

  • Aves
  • Bebidas
  • Carnes
  • Lanches
  • Legumes
  • Ovos
  • Massas
  • Peixes e Frutos do Mar
  • Saladas
  • Sobremesas

Categories

  • Abdominal
  • Antebraço
  • Bíceps
  • Costas
  • Coxa
  • Glúteo
  • Lombar
  • Ombro
  • Panturrilha
  • Peito
  • Pescoço
  • Romboide
  • Trapézio
  • Tríceps

Find results in...

Find results that contain...


Date Created

  • Start

    End


Last Updated

  • Start

    End


Filter by number of...

Joined

  • Start

    End


Group


Telefone Celular (WhatsApp)


Telefone Fixo


Interesses


Facebook


Instagram


YouTube


Twitter


Website


Tumblr


Série de Treinamento


Suplementação


Dieta Nutricional


Ciclos de Esteroides Anabolizantes & Drogas Afins


Academia


Altura


Peso


Percentual de Gordura

Found 85 results

  1. Bom dia, galera! Queria saber o seguinte, apenas para melhorar a performance esportiva, ex: no futebol, lutas, que não precisem de antidopping, não visando o aumento de massa muscular (se ocorrer não será problema), para adquirir um aumento de explosão, fôlego, etc, existe algum tipo de anabolizante que seria indicado, ou que realmente ajudaria nisso?
  2. Bom vou relatar como consegui um shape fera sem gastar muito só usava 200 reais do cartão alimentação e consegui esse shape isso é pra ajudar a quem acha que não dá pra chegar é só querer
  3. Galera, é o seguinte: Ja ouvi falar de varias terapias pos-treino, porem, todas elas pra anabolizantes "mais fortes", gostaria de saber com voces, qual seria uma boa TPC pra usar apos o ciclo de HALOVAR, meu objetivo é hipertrofia com qualidade, e pretendo consultar um medico, desde já agradeço quem puder ajudar. Abraços.
  4. Novo nessa vida, gostaria de um site 100% seguro para fazer minhas compras de anabolizantes, Ajudem ai amigos !
  5. Há um tempo atrás muitos de nós acreditavam que bastava ciclar e fazer uma boa TPC que você manteria boa parte dos ganhos, que quanto mais você ganhasse melhor, que fazer front load e kick start era muito bom porque você conseguiria ganhar 2-4 kg por semana nas primeiras semanas, lol. Acreditamos que ciclar deca e dura era bom para um bulk e que pra secar, trembo, testo, masteron, stano fariam a mágica, e depois TPC novamente. Outros acreditaram que blast e cruise era a salvação, que você poderia se manter on fire até atingir seu objetivo, e depois fazer uma linda TPC q estava tudo certo. E as mulheres sempre na esperança de que aquela linda garota wellness tem um ciclo especial, e que se ela seguisse seria igual. Ou quantas de vocês meninas não se impressionaram em ganhar 4-6kg com simples stano/oxan e depois viram tudo ir para o ralo após o ciclo, e não entendem porque a garota wellness continua sempre gostosa. Ou você jovem que não consegue entender o porquê aquele bodybuilder estar sempre grande ou o men’s physique que está sempre seco. Nós erramos, os ganhos de um ciclo são apenas temporários, principalmente para aqueles que fazem TPC. A TPC é muito pouco eficiente, é apenas uma medida mais rápida de colocar as coisas em ordem. Mas como manter os ganhos de 1000-2000mg de hormônios semanais se após uma TPC seu corpo vai estar produzindo apenas os ~50mg semanais de testosterona (ou ~4mg semanais na mulher)? Atletas que mantém um shape grande e seco dificilmente param com os hormônios ou vivem em intervalos curtos de parada. Lógico que para os atletas das categorias mais leves (culturismo clássico, ~70-80 kg) e para as atletas femininas bikini/wellness é plausível manter um shape razoavelmente bom natural em OFF (~8-12%de BF) se sua genética for de alto nível. Ciclos com deca, boldenona, testosterona, drogas de meia-vida longa em geral, são muito supressivos e após o uso você vai passar meses com eixo inibido enquanto se perdem seus ganhos. Somente os frangos (tipo ciciar com 60-70kg, tendo 1,70~1,80m de altura) se iludem com esses ciclos, porque eles ganham 10~15kg e por adaptação o corpo conseguem manter boa parte, simplesmente porque naturalmente ele conseguiria aquilo se fosse mais dedicado e paciente. Os caras mais novos também parecem responder melhor a TPC, recuperação do eixo mais rápida, isso facilita. Mas não me perguntem sobre ciclo mágico, não existe, o que você mantém após um ciclo é somente aquilo que você conseguiria natural. Ter grandes ganhos é burrice, ganhar rápido é ilusão (muita retenção), esperar manter o que ganhou após uma TPC é ingenuidade, a menos que vc seja frango, aí até com PH vc vai bem. abraços, dudu haluch - texto retirado da página do Dudu Haluch
  6. Olá meu nome é Fernanda, e vou indo na academia faz 10 meses. Estou fazendo acompanhamento com a nutricionista, e tenho hipotireoidismo grave. Por isso perder peso para mim é realmente difícil, já notei bastante diferença desde que comecei a academia, mas queria saber se eu poderia usar um anabolizante ou algo para emagrecer que seja mais eficiente e se enquadre no hipo. E quais as doses e cuidados que eu deveria ter, se não der a quem eu procuro para ter um aconselhamento porque não entendo muito disso. Obrigada
  7. Gente , eu comprei um vidrinho de oxandrolona , só que eu não sei como ultilizalo , falaram pra mim que é bom só que me explicaram e eu acabei me esquecendo e tenho medo de tomar e não dar certo ou dar algum efeito colateral então resolvi pesquisar e estou aqui . Meu objetivo na academia é perder as gorduras localizadas principalmente abdominais e crescer bumbum e perna , estou tentado fazer dieta mais eu não consigo muito me controlar , sempre me da fome anoite como pratos grandes , perco refeições nunca como no horário certo e não bebo muita água , então eu tomando oxandrolona eu ja fico mais disposta que ai eu ja começo pensando nos resultados ,estou aqui pra saber como eu posso ingerir e a dosagem do oxandrolona e o que eu posso comer na minha dieta e se devo tomar alguma suplementação e saber os efeitos colaterais que posso ter , treino faz 1 ano só tomo bcca , creatina , whey protein . Tenho 18 anos , peso 65 , altura 170 fotos atuis , quero perder essa barriga que eu ainda estou muchando na foto e crescer obrigada *-*
  8. “O Senhor é meu Pastor e não me faltará”. “Ainda que eu passe pelo vale da sombra da morte, não temeria mal algum, porque Tu estás comigo, a tua vara e o teu cajado me consolam”. (SL 23.1,4). Estou dando inicio a essa matéria usando um texto da Bíblia Sagrada, um salmo onde Davi que foi um rei em Israel, reconhece e expressa seu sentimento, sua incapacidade, sua fragilidade diante da morte. Eu que sempre fui tão alto-suficiente, tão independente, tão alto-confiante, estribado em minhas conquistas e vitorias e sucesso profissional, mas de uma hora para outra, vi meu castelinho de areia indo por água abaixo. E a maior certeza que temos nessa vida é que mais cedo ou mais tarde vamos nos deparar com esta realidade, em algum momento de nossa caminhada, estaremos cara a cara com a morte! Você está preparado para isso? Estou hoje com 46 anos de idade, desses 46 anos eu dediquei 30 ao esporte. Acumulei ao meu curriculum mais de 180 titulos. Muita coisa foi escrita ou falada sobre mim, mas é a primeira oportunidade que tenho, onde de próprio punho posso relatar minha historia. Faz 10 anos que Deus me livrou da morte, e eu entende que tenho como missão, contar meu testemunho e alertar a todos , sobre os riscos e perigos, ao se fazer uso de anabolizantes. Meu diagnostico medico “ Hepatocarcinoma (muticêntrico e/ou com metástases)”,” vesícula biliar hidrópica com barro biliar”, “nefropatia crônica” nos rins. Os médicos me deram pouca expectativa de vida, me lembro que a sugestão foi que eu fosse aos E.U.A. tentar fazer um transplante de fígado lá, pois se entrasse na fila aqui no Brasil não resistiria, não havia mais tempo, e nem nada que eles pudessem fazer por mim. E mesmo que eu fizesse o transplante de fígado, ainda assim teria que fazer hemodiálise o resto de minha vida, pois meus rins não funcionavam mais. Foi bem difícil para mim ter que ouvir tudo isso, estava diante do vale da sombra da morte, totalmente desacreditado pelos médicos. Nessa época do ano de 1998 estava me preparando para o campeonato mundial que aconteceria na Turquia no mês de novembro. Era final de setembro estava já a dois meses fazendo dieta e me preparando, e fazendo uso dos anabolizantes, sei que muitos tem curiosidade para saber o que eu estava tomando, eu estava tomando: Testosterona aquosa 100 mg, Stanazolol 100 mg, oxandrolona 100 mg, 12 U.I. de G.H., eu tinha um contrato de patrocínio, onde uma das clausulas era estar sempre em forma para campanhas fotográficas e apresentações ao publico, eu mantinha a forma praticamente o ano inteiro, mas isso nunca foi sacrifício para mim, pois sempre gostei de fazer minhas dietas, ainda hoje tenho hábitos alimentares saudáveis e é muito difícil sair fora das minhas dietas, cabeça de fisiculturista acho que nunca muda. No começo do mês seguinte, fui ministrar um curso em Recife, e acabei passando muito mal, era na época em que havia um surto de rota- vírus, foi quando atraves de exames, os médicos detectaram todos esses problemas. Me lembro que quando recebi a noticia fiquei meio chocado, mas aos poucos fui entendendo que Deus tinha um plano em tudo isso. Eu me converti a Jesus Cristo no ano de 1992, quando morei nos E.U.A., e quando estava atravessando o meu vale de sombra da morte, eu sentia muita paz e confiança Nele. Acho que ninguém esta, nem nunca vai estar preparado para morte, mas eu aprendi que Jesus foi o único que venceu a morte. Respeito todas as religiões, mas eu não acredito em nenhuma delas, porque no tumulo de seus fundadores você encontra seus restos mortais, mas no tumulo de Jesus lá em Jerusalem, tem uma placa escrito Ele não esta aqui, Ele ressuscitou, seu tumulo esta vazio!, só Ele poderia me dar essa vitória. Fiz uma oração, onde pedi a Ele perdão pelos meus erros, e pedi a Ele que me deixasse vivo, pois não queria morrer! Em 15 dias eu tive uma melhora incrível, os médicos não sabiam explicar o que estava acontecendo comigo, todo aquele quadro trágico de morte se reverteu! Jesus o meu Pastor me carregou no colo e atravessou o vale da sombra da morte comigo! E agora? O que vou fazer com essa nova vida?, pois me sentia como se tivesse nascido de novo! Primeira atitude,” vou tornar meu problema publico, para que não aconteça com ninguém o que aconteceu comigo”. Eu nem imaginava a repercussão que daria quando fiz a primeira matéria para a revista veja em novembro de 1998. Segunda atitude, “Não posso ficar de braços cruzados e não fazer nada com relação a experiência sobrenatural que tive com Deus”. Comecei a estudar e me preparar através de seminários e estudos relacionados a teologia, Deus tem uma obra e uma missão para mim, não só na área do esporte, mas eu quero fazer algo pela minha geração, e pela nova geração que esta se levantando, pois com 46 anos vi com meus olhos a maioria de meus amigos serem enterrados, vitimas de acidentes de transito, over-dose de drogas, AIDS, etc. Sete anos de minha vida fui pastor da igreja bola de neve, mas faltava algo. Hoje estou com um ministério o nome é ZION, onde eu e muitos outros Cristão, profissionais da área de esporte estamos ensinando aos jovens o esporte saudável e a palavra de Deus, combinação perfeita, pois somos corpo e espírito, não adianta cuidar do corpo e não cuidar do espírito, quando o seu vazio existencial é preenchido com a palavra de Deus, você não quer nem saber de drogas! Antes de ser pastor eu fiz mais um pedido a Deus, competir mais uma vez, seria a ultima, pois eu queria escrever minha historia, não como um homem que encerrou sua carreira porque teve uma doença e não poderia mais competir, mas como um homem que abandonou sua carreira no esporte por gratidão a Deus, por Ele ter restaurado a minha saúde e me dado uma nova vida, e essa nova vida iria dedicar a Ele e a sua obra. Em 2002 eu venci o Campeonato Brasileiro, e pela ultima vez estava pisando em um palco para competir, dali em diante eu piso em palcos para anunciar a Palavra de Deus, o seu amor, a sua bondade e que Ele verdadeiramente faz você atravessar o vale da sombra da morte, faz você deitar em verdes pastos e te guia mansamente as águas tranqüilas. Continuo praticando esporte, amando o esporte, sou casado e tenho uma grande família, sou muito feliz e grato pela vida que Deus me deu.
  9. O documentário Bigger Stronger Faster - Is it still cheating if everyone's doing it? (em tradução livre: Maior Mais Forte Mais Rápido - deixa de ser trapaça quando todo mundo trapaceia?) é uma crítica acirrada à cultura norte-americana, onde a população se apresenta contrária ao uso de anabolizantes esteróides nos esportes e para fins estéticos, mas ao mesmo tempo venera atletas que fazem uso de substâncias ilegais. Dentre os famosos que são venerados pelos norte-americanos, e que fazem ou que fizeram uso de anabolizantes esteróides, o filme apresenta Hulk Hogan, Sylvester Stallone, e Arnold Schwarzenegger. Segundo o documentário essas personalidades influenciam crianças, jovens e adultos apresentando físicos extremamente musculosos, mas escondem a verdade por trás das montanhas de músculos: anabolizantes esteróides. O filme apresenta uma realidade obscura dos esportes de elite, que não incomoda apenas o fisiculturismo de alto rendimento, mas praticamente todas as modalidades esportivas que dependem de músculos fortes e rápidos: o doping. Para o documentário, o atleta de elite é compelido a usar anabolizantes para atingir o topo nos esportes, sem os quais nunca seria um campeão, certo que todos os competidores fazem uso de alguma substância proibida. São apresentados no vídeo os casos dos velocistas Ben Johnson e Carl Lewis, do ciclita Floyd Landis e dos jogedores de baseball José Canseco, Barry Bonds e Mark McGwire. No filme são entrevistados médicos, advogados, parlmentares, atletas profissionais e ratos de academia. O autor do documentário critica o pânico que a mídia levanta em torno dos anabolizantes, sem base científica ou prática para tratá-los como drogas homicidas. Apresenta 450.000 como o número de mortes causadas por cigarro a cada ano; 75.000 por álcool; e apenas 3 por anabolizantes esteróides. Nos números de emergência de hospital, o documentário apresenta como primeiro colocado no lista o álcool, como segundo colocado a cocaína, terceiro a maconha, e somente na centésima quadragésima segunda posição os anabolizantes esteróides. Há no documentário depoimento do médico Norm Fost, segundo o qual não haveria dúvida de que os esteróides anabolizantes esteróides causam sérios efeitos colaterais, mas que eles não teriam sido devidamente demonstrados ainda. Também há depoimento do médico Gary Wadler, que é contra os anabolizantes e representa a entidade Antidoping, e que diz que os efeitos colaterais dos esteróides não podem ser demonstrados porque seria antiético. No filme são apresentados os efeitos colaterais da Vitamina C, pelo médico Carlon Colker, e que são muito semelhantes àqueles imputados aos anabolizantes esteróides. Segundo o médico, até amendoim é perigoso, pessoas alérgicas podem morrer por causa dele. Mas não é por isso que o amendoim é proibido para consumo. Um dos irmãos do produtor do documentário, que é usuário de esteróides, diz que sentiu como efeitos colaterais: acne e crescimento de pelos no peito e nas costas. O outro irmão, que também é usuário da droga, afirma que ao usar esteróides tem reduzidas as "bolas do saco". Uma atleta profissional diz que o efeito colateral é o som grosso da voz e o crescimento de pelos. De acordo com o documentário, não haveria alteração de personalidade pelo uso de esteróides, ou ataques de raiva, como é divulgado na mídia. Segundo o documentário, os esteróides anabolizantes têm sim efeitos colaterais, como qualquer outro medicamento, mas eles seriam reversíveis com o fim do uso da droga. São mencionados os seguintes efeitos colaterais: acne, crescimento de pelos, aumento do colesterol, diminuição dos testículos e diminuição dos espermas (até mesmo esterilidade). Todos esses efeitos seriam reversíveis. Para o produtor do documentário, os esteróides não causam calvície (mas podem adiantá-la se for um traço genético). Os esteróides também causam ginecomastia nos homens, e nas mulheres, além de acne e crescimento de pelos, causam engrossamento da voz, problemas menstruais e podem aumentar o clitóris. Alguns desses efeitos não seriam reversíveis. Nas crianças, os esteróides poderiam prejudicar o crescimento dos ossos, mas isso não foi provado. Também não foi provado que os esteróides causam câncer ou problema nos rins. Problemas no fígado seriam causados apenas por esteróides de administração oral. Quanto aos problemas de coração, diz o documentário que não há prova que os esteróides os causem, mas afirma que baixa testosterona também traz problemas de coração. No que toca à agressividade, o documentário afirma que apenas 5% da população apresenta esse efeito colateral. Sobre efeitos colaterais a longo prazo, não se pode dizer nada, porque não há nenhum estudo. Em entrevista, o advogado Rick Collins afirma que a sociedade norte-americana aceita que as pessoas se exponham a inúmeros riscos desnecessários, tais como cirurgias plásticas, lipoaspirações, bungee jump, saltos de pára-quedas, esquiar na neve e assim por diante. Os riscos dessas atividades são tremendos, sem qualquer necessidade. Se todos esses riscos são permitidos, por que não permitir o uso de anabolizantes esteróides para fins estéticos? De acordo com o advogado, os usuários de esteróides são em sua grande maioria (85%) ratos de academia, e não atletas, o que não justificaria a proibição dos esteróides por razões de trapaça nos esportes. No vídeo é apresentada uma entrevista com o médico Wade Exum, diretor do comitê olímpico norte-americano de controle de doping, o qual revelou que mais de 2.000 atletas falharam no antidoping, mas que os resultados foram escondidos. O documentário ainda aborda o caso nebuloso de um adolescente que se suicidou e cujos pais e a mídia culparam os esteróides, o que deu origem a uma lei dura contra os anabolizantes no Congresso norte-americano. No entanto, o adolescente tinha outros problemas completamente alheios aos anabolizantes. Por fim, o filme critica a indústria de suplementos alimentares, a falta de controle sobre os produtos e as propagandas enganosas em torno dela. Em resumo, o documentário é uma forte crítica a alguns valores sociais. Permite-se que o cidadão assuma inúmeros riscos sem necessidade, para fins estéticos ou de prazer, mas não se permite que use esteróides. Cigarro e álcool são drogas que matam milhares de vezes mais do que esteróides, mas são permitidos. Não há demonstração científica de que os esteróides causem mortes, mas eles são os primeiros a serem apontados como causa de morte quando algum de seus usuários falece. E os grandes heróis norte-americanos, produtos de filmes como Rocky, Rambo, Exterminador do Futuro e outros, foram estrelados por pessoas que usam ou usavam esteróides, mas são veneradas pelos mesmos que condenam o uso das drogas. Assista ao filme no YouTube: Obs.: Atenção: Apesar de o documentário criticar a proibição do uso de anabolizantes para fins estéticos, cumpre lembrar que no Brasil a sua venda também é proibida para esse fim. Somente podem ser adquiridos por razões de saúde e com prescrição médica. Não se esqueça que todos os medicamentos têm efeitos colaterais, e o mau uso de anabolizantes pode causar severos efeitos colaterais. Você acha que os anabolizantes esteróides deveriam ser permitidos para fins estéticos? Ninguém duvida que os esteróides anabolizantes proporcinam impressionantes ganhos de força e massa muscular, mas o seu usuário se sujeita a riscos por conta de efeitos colaterais já comprovados, bem como por outros ainda não demonstrados. Se a sociedade aceita o consumo de drogas como o álcool e o cigarro (que comprovadamente causam severos danos à saúde), e de intervenções cirúrgicas de risco para fins estéticos (desnecessárias), deveria também aceitar o uso de anabolizantes por adultos para melhora da massa muscular e aparência geral do corpo? A proibição ou a liberação do uso depende de lei, e a lei, em teoria, decorre da vontade do povo. Criamos em nosso fórum um tópico para que os usuários discutam sobre o uso de anabolizantes esteróides para fins estéticos. Se você é contrário ou a favor, não deixe de expressar a sua opinião. Para participar da discussão, clique no link abaixo:
  10. Bom dia amigos deste fórum. A intenção deste tópico é promover informações e alertar todos os usuários, que já me ajudaram muitas vezes anteriormente no meu antigo perfil, que infelizmente não me recordo da senha e não tenho mais acesso ao antigo e-mail :´(. Primeiramente informação valiosa: Para saber se o GH é verdadeiro, é simples: Façam aplicação intramuscular de ao menos 5 UI de GH em jejum 90 minutos antes de recolher sangue para um exame de GH Basal. Qualquer laboratório faz esse exame por algo em torno de R$ 60,00. Se der acima do normal, vc sabe que está batendo. Para os mais leigos, GH bom aponta 10 a 15 ng/ml no exame. Enfim, vamos lá. GH Kigtropin - Duo Pharma, Duo Pharmy e Premium Pharma. Não caiam nesta cilada. Em junho de 2018, visualizando o instagram da Duo Pharma, indicada por fisioculturistas famosos como o HORSE, fiz minha maior compra com eles, gastando mais de R$ 2.300,00 com GH Kigtropin, que o vendedor havia me garantido ser de excelente qualidade. Já havia feito inúmeras compras com esta empresa antes, e na hora de comprar, pensei: uma empresa mesmo que underground, que representa atletas conhecidos nacionalmente, não vai me passar para trás, certo? ERRADO! Após mais de 1 mês aguardando o produto, me enviaram 02 caixas, realizei 02 exames de sangue em dias diferentes, sendo uma aplicação subcutânea e outra intramuscular, e os valores de referencia sequer chegaram ao máximo de um indivíduo natural. Os representantes da DUOPHARMA falaram que não vão resolver, tentando jogar pro vendedor antigo, enfim, fodas pro cliente, e me bloquearam. Quem quiser a conversa toda, é só me chamar. Vou postar abaixo parte das conversações, pois minha maior intenção aqui é que outras pessoas não caiam mais em golpes destas pessoas, como foi meu caso. CUIDADO COM ESTES CALOTEIROS, COMPREM PRODUTOS DE PESSOAS DE CONFIANÇA!
  11. Comprei de um amigo, mas não veio na caixa e nem com bula. e nunca vi esse laboratório... alguém pode me ajudar? estou achando que pode ser falso.
  12. hulk0420 0 Postado agora Fala monstros, tudo beleza? Entao, estou quero a opinião de vocês, e principalmente: saber aonde pode ser melhorado no ciclo que estou montando. Desde já agradeço a ajuda de vocês. Bem, estou querendo utilizar acetato - trembolona + Masteron (drostanolona) + enantato - testosterona. Todos da Home Brew(HB). Números Idade: 22 Anos Altura: 1,77cm Peso: 77KG BF: 14% o ciclo seria dividido da seguinte forma: • 1-2 Trembolona 75mg cada aplicação dividida em 3 aplicações (seg-quart-sex) • 3-10 Trembolona 100mg cada aplicação dividida em 3 aplicações (seg-quart-sex) • 1-10 Enantato 200mg/ 1 aplicação na seg. • 1-2 Masteron 75mg cada aplicação dividido em 3 aplicações (seg-quart-sex) • 3-10 Masteron 100mg cada aplicação dividido em 3 aplicações (seg-quart-sex) IMPORTANTE RESALTAR: •A baixa testosterona, ou seja 200mg de enantato por semana é que isso combinado com a trembolona ajuda a afinar a pele mais rápido, me corrijam se estiver errado. •Tambem pensei na questao de estender o ciclo para 12 semanas, pois andei pesquisando que é bom diminuir as dosagens nas últimas aplicações para regularizar melhor os hormônios, me corrijam se estiver errado. TPC: Ainda estou em dúvida de como se administrar o citrato de tamoxifeno, HCG(quero usar principalmente por ter pouca testosterona) e se tiver algo a mais para indicar como clomid e tribulus, se puderem opinar.. Dieta: basicamente cortar carbo e alimentar com gorduras boas e muita proteína Suplementação: •Existem vários tipos de suplementos que andei pesquisando. De Início vou utilizar :BCAA(pre/pos treino),WHEY(pre/pos treino),GLUTAMINA(pre/pos treino), E algum pre treino(provavelmente hemorage/ou 1mr) •Tenho vontade de utilizar a betalanina, já pesquisei sobre e vi que tem efeitos, mas às vezes ele demora para aparecer. Quem puder ajudar no que melhorar/alterar.
  13. Eai pessoal, eu tenho 17 anos, e estou querendo ter um ganho de massa magra, e ter uma perda de gordura, andei pesquisando e estudando sobre a oxandrolona, ouvi dizer que o risco de colateral é baixo se usada com uma dosagem não muito alta. Eu já malho há mais de 1 ano, minha dieta é meio flexível, pela manha eu como cerca de 150 gramas de batata doce+100 gramas de aveia, almoço como 200g de arroz,100g de feijão, 200 a 300g de carne(seja frita, grelhada ou cozida), e uma salada, não bebo, não fumo, treino de segunda a sábado... A questão é, se eu fazer uso de Oxandrolona 40 mg por dia por 6 semanas terei bons resultados! atualmente estou com 37 cm de braço, tem base de qual medida terei ao término do ciclo ? Esse é meu corpo atual, com esse ciclo eu terei um resultado satisfatório ?
  14. Nos últimos dias, os noticiários da emissora Rede Record foram tomados por um sensacionalismo barato sobre suplementação e anabolizantes, como jornalista em formação repudio este tipo de atitude e acredito na imparcialidade no jornalismo acima de tudo, o que não aconteceu nas matérias exibidas pelo Jornal da Record e Domingo Espetacular. A discussão começou a partir de matérias relatando a morte de um garoto pelo uso excessivo do produto Jack3D, que tem venda proibida no Brasil, mas que mesmo assim chegam facilmente às mãos dos interessados. VEJA O VÍDEO SOBRE O JACK3D (a partir de 17:44): Para começo de conversa, deve-se entender a distinção básica entre anabolizantes e suplementação. Diferente do anabolizante, a suplementação é permitida e indicada por profissionais da saúde, que indicam as quantidades e procedimentos corretos para cada tipo de corpo e focando nos seus objetivos, como o próprio nome já diz ele serve para suplementar sua dieta com resultados mais rápidos. Já os anabolizantes – esteróides androgênicos – são hormônios sintéticos que estimulam o desenvolvimento de vários tecidos do corpo a partir da célula e sua posterior divisão. Alguns anabolizantes são usados para tratamentos de doenças, mas vários outros encontrados no mercado são para fins veterinários, e usados em excesso causam sim sérios danos à saúde e podem levar a morte. Primeiramente, os leigos, que por preconceito não se permitem informar sobre o assunto, devem aprender a diferenciar o consumo de suplementação e até mesmo de anabolizantes por profissionais responsáveis e o uso exagerado e sem controle feito por meninos que buscam por um corpo perfeito de forma rápida e o mais perigoso, sem auxílio de um profissional responsável. É sempre importante lembrar que para um atleta, como um fisiculturista – que depende diretamente de seu corpo e de tais produtos – o consumo é um tiro no escuro, já que em algumas competições são submetidos ao exame antidoping e no caso de substância encontrada, o mesmo é desclassificado e punido por um determinado tempo, sem poder participar de competições. A emissora criou toda uma cena em cima da morte do menino que consumiu em excesso o produto Jack3D, entrevistou supostos ‘atletas’ que afirmaram problemas de saúde após o uso, entrevistou médicos, conseguiu através de câmeras escondidas localizar vendedores clandestinos do produto, mas em nenhum momento deu o direito de resposta as pessoas que usam deste produto e de vários outros no dia-a-dia e nunca apresentaram nada que prejudicasse a saúde. O que devemos levar em conta não é o produto que é comercializado nos EUA e proibido no Brasil e muito menos o nome JACK3D, mas sim a forma como é feito a abordagem sobre o assunto. A própria imprensa trata de forma preconceituosa o assunto e colocou na cabeça das pessoas milhares de coisas que na verdade não existem e não possibilitou em momento alguém que esses paradigmas fossem quebrados e extintos. Não me lembro da mídia – jornais, emissoras, rádios e revistas que não sejam focadas ao assunto – dando espaço a um fisiculturista que representa o Brasil no exterior, ou até mesmo aqui no Brasil, que luta diariamente como qualquer outro atleta por um patrocínio, por condições melhores de treinamento. A imprensa não cede para mostrar o fisiculturismo como um esporte que tem reconhecimento e milhares de adeptos e admiradores, mas quando o assunto em questão é: “JOVEM MORRE APÓS USO DE ANABOLIZANTE” são as primeiras a literalmente caírem de pau em cima das academias, atletas, lojas de suplementação e afins. VEJA VÍDEO DA RECORD COM RAFAEL BRACCA E CÉLIA PORTELLA: A realidade está bem distante do que foi exibido e para comprovar isso os entrevistados pela Rede Record, Rafael Bracca e a atleta Célia Portella, fizeram um vídeo de retratação que está sendo veiculado na internet, falando sobre o que realmente foi proposto a ambos. VEJA O VÍDEO CONTRA A MATÉRIA SENSACIONALISTA DA RECORD: A princípio a entrevista foi cedida para uma matéria que trataria sobre a chegada do verão e os cuidados com o corpo e alimentação, ou seja, a emissora agiu de forma errônea com os entrevistados, não informando o motivo real da entrevista e neste caso o que a população pensaria? Acredito que cada um deve defender seu ponto de interesse, e a mídia como formadora de opinião que entra na casa de milhões de brasileiros diariamente deve mostrar a realidade dos fatos para as pessoas e não apresentar apenas um lado da história, tudo tem dois lados, mas este não foi apresentado, então por isso, as pessoas acreditam em tudo que a TV fala, ou seja, mostrou na RECORD é verdade, quem vai querer questionar? A atitude da Record em não informar aos entrevistados o verdadeiro motivo da entrevista foi lamentável e só prova aos telespectadores à falta de profissionalismo e sensacionalismo barato que algumas emissoras precisam para que seus programas possam continuar no ar.
  15. Olá , tudo bem ? Eu estou pensando em ciclar oxandrolona mas queria ajuda , sou nova no meio dos anabols e não entendo muito bem , queria opiniões , tenho 19 anos , 59 kg e 1,65 de altura
  16. Alguém saberia explicar o porquê de muitos fisiculturistas (senão todos) raramente apresentarem espinhas/acne mesmo utilizando doses grandes de esteroides anabolizantes? Seria apenas genética? ou utilizam algum outro medicamento pra controlar esse colateral? PS: Maior parte dos estudos envolvendo esteroides anabolizantes que eu vi, mostram que cerca de 50% dos indivíduos tratados com esses medicamentos apresentam esse colateral. Estariam os fisiculturistas nos outros 50% dos que não apresentam?
  17. Pessoal, tenho muitas duvidas quanto a auto aplicação. Caso pegar uma veia, tem algum problema? Quais os riscos e procedimentos se der errado?
  18. Por ter uma genética de ectomorfo com facilidade para definir e dificuldade em ganhar peso eu pensei que o processo de hipertrofia sarcoplasmática traz resultados mais notórios. Para maximizar os resultados eu pensei, por que não fazer um ciclo para ganhos brutos ou ganho de volume, analisando o perfil das drogas, hemogenin parece ser útil. Mas acredito que apenas hemogenin seria desperdício, qual droga tem sinergia com hemogenin e que poderia me ajudar a ganhar mais volume em um ciclo? Também tenho uma certa preocupação, após este ciclo, já levando em consideração que o treino,descanso e dieta estão ajustados... qual a porcentagem dos ganhos vcs acreditam que conseguirei manter ??? Alguém aqui já fez algum ciclo pra ganho de volume em que esteve presente a administração de hemogenin?
  19. O mundo da utilização de ergogênicos voltados para o aumento do rendimento esportivo, especialmente no fisiculturismo, é repleto de mitos e mistérios. Hoje é de conhecimento público que (a época da ingenuidade já acabou) estas substâncias são largamente utilizadas como meio de melhora da performance pelos atletas profissionais – prática essa que logo se espalhou pelos praticantes amadores e recreacionais. Podemos afirmar com propriedade que este tipo de utilização é lugar-comum na maioria dos esportes, porém muito mais flagrante e evidente nas modalidades onde ocorrem mudanças na composição corporal, como é o caso do nosso Bodybuilding, atletismo e da natação (?!?!?) – desculpem, foi inevitável não lembrar da Gusmão (Rebeca) – que, inclusive agora treina powerlifting. Nada mais justo! De um modo geral, o uso destes recursos reserva conhecimentos apurados em bioquímica, metabolismo e bioenergética – muitas vezes inacessíveis para a maioria da população. Empirismo e método de “tentativa e erro” tem sido empregados pelos que se aventuram nesse campo sem a devida bagagem teórica. Em face desta situação, vários tipos de visões equivocadas costumam surgir. Mitos são criados; falsas idéias e conceitos errôneos aparecem. Em relação ao uso de anabolizantes esteroides, há uma série destas lendas. Uma delas é a de que existem drogas que são próprias para definição e outras específicas para volume muscular. Você, a esta altura, deve estar pensando: “Mas isso realmente acontece! Ou não?” A resposta é: SIM, isto de fato ocorre, porém o erro reside em dizer que exista um esteroide anabólico exclusivamente formulado para “definir”, enquanto outro foi criado apenas para incrementar a musculatura. Na verdade, as coisas não funcionam assim e é sobre isto que discutiremos a seguir. Há algumas semanas atrás, recebi uma mensagem de e-mail no qual um leitor de meu blog, cheio de dúvidas a respeito de sua preparação, me perguntou se poderia chegar a um bom nível de definição muscular sem o uso do AAE Winstrol (Estanozolol). Muito provavelmente, a dúvida deste leitor representa um dos maiores mitos em relação ao estanozolol. Este fármaco, notoriamente, tem uma excelente reputação neste quesito, porém há certa confusão em relação aos seus efeitos no que diz respeito à mudança da composição corporal. Muitas pessoas atribuem um físico bem definido e com baixo percentual de gordura ao uso desta substância – “quantas ampolas de Winstrol você tomou para ficar rasgado assim?” – e esta idéia tem sido bastante disseminada pela grande maioria dos usuários deste tipo de recurso. Por um lado, é uma meia-verdade, já que o estanozolol realmente produz efeitos muito interessantes em relação à definição, porém isto não quer dizer que ela seja necessariamente produto de sua utilização. Na realidade, os anabólicos esteroides, de um modo geral, não visam proporcionar máxima definição! TODOS, SEM EXCEÇÃO, foram desenvolvidos para favorecer o anabolismo através do aumento da síntese protéica. Alguns tipos, como a oximetolona, foram desenvolvidos não somente com este propósito, mas também aumentar a produção de hemácias nos quadros de anemia, por exemplo. Seu uso terapêutico se destina a vários estados de convalescença, como os observados nos traumas pós-operatórios, nos tratamentos de AIDS, leucemia, caquexias, queimaduras graves e extensas, hipogonadismos, castrações etc. Paralelamente, estas drogas influem também no metabolismo das gorduras, facilitando a lipólise (queima), especialmente pela diminuição da secreção insulínica, aumento da receptividade dos tecidos à glicose e diminuição da expressão de uma enzima denominada Lipoproteína Lipase (LLP). A grande diferença entre esses compostos é que alguns (todos são derivados do hormônio testosterona) tem uma probabilidade menor de conversão em ESTROGÊNIO. Portanto, os mais androgênicos (ésteres de testosterona, metandrostenolona, metandriol etc.) são mais passivos de causar retenção hídrica e aumento de gordura de padrão ginóide, enquanto com outros (conhecidos como anabólicos) não acontece o mesmo. Por quê? Ora, eles convertem mais facilmente em estrogênio – hormônio feminino – e este é que causa aumento de água e gordura subcutâneas, prejudicando a definição. Existem diversas enzimas que mediam outros tipos de conversão, porém algumas reações são mais fáceis de acontecer, enquanto outras são mais difíceis e outras até irreversíveis. Por exemplo, a conversão que leva testosterona até a formação de 5α ou 5β DHT (metabólito responsável por vários efeitos colaterais adversos), pode levar à formação de 5α ou 5β androstanadiol, que por sua vez, pode formar androsterona ou etiocolanona (duas substâncias muito utilizadas em fórmulas de pró-hormonais). Este é uma via enzimática de mão única, ou seja, irreversível. Como a testosterona pode formar DHT ou estradiol (também uma via irreversível), estas reações não se desfazem. É por essa razão que o estanozolol dificilmente levará a conversão em estradiol, pois é derivado do DHT e não apresenta possibilidade de retornar à sua forma original - a testosterona, esta sim, passiva formar estradiol. Testosterona em si não causa aumento de gordura corporal e retenção hídrica (pelo menos, não diretamente), quem provoca isso são os estrógenos produzidos pelo excesso deste hormônio. Por esta razão é que culturistas utilizam inibidores e bloqueadores de aromatase (enzima responsável pela conversão de testosterona em estradiol). Graças a essa confusão, muitos praticantes acham que o estanozolol e outros fármacos semelhantes (drostanolona, metenolona, boldenona, trembolona etc.) irão definir seu físico facilmente. Imaginemos um gordinho que utilize uma destas substâncias e continue com a ingestão calórica alta, comendo à vontade... Certamente se tornará um gordinho com um pouco a mais de músculos, porém ainda gordinho. Então, por qual razão é consenso utilizar este tipo de anabólicos em fase de definição muscular? A resposta é muito simples, inclusive é uma repetição do que já mencionamos acima. Estas drogas tendem a reter menos líquido e são propícias para esta fase. Mas lembre-se, isso não é regra geral. Existem alguns culturistas que utilizam drogas altamente androgênicas mesmo em períodos de preparação. A diferença é que ter de se lançar mão de mais recursos a fim de evitar retenção hídrica do que em uso de drogas menos androgênicas. Outro ponto importante é o AMBIENTE CALÓRICO em o atleta se encontra. Costumo dizer, nas rodas de conversa com os colegas, que é preferível utilizar substâncias anabólicas em situações de restrição calórica severa, como as que ocorrem em dietas pré-competição. Ocorre que, neste caso, há uma tendência em utilizar músculos como fonte energética – a temida neoglicogênese – e por esta razão o catabolismo é iminente. Neste contexto, o anabólico entra com a função de preservar (e na melhor das hipóteses, até aumentar) a massa magra obtida a tão duras penas. Não é por acaso que muitos estudiosos atribuem os ganhos proporcionados pelos AAEs muito mais pela sua capacidade anti-catabólica do que propriamente anabólica. Para se chegar a níveis extremos de definição muscular – e ainda assim, preservar massa magra – é fundamental que exista todo um contexto voltado a este propósito: dieta e treinamento específicos, sob adequadas condições metabólicas. Entretanto, uma vez que afirmamos que os AAEs não são estritamente responsáveis pela definição muscular, também é importante ressaltar que existem drogas que são, por outro lado, de uso específico para perda de gordura e aumento da definição. Estas drogas, como os AAEs, não foram criadas para este fim, mas proporcionam um real efeito de queima de gordura e (ou) diminuição do percentual hídrico. É o caso de substâncias como os β-agonistas, hormônios tiroidianos, anfetaminas, diuréticos etc. Evidentemente, esta é uma situação de risco-benefício, considerando os perigos quanto à sua utilização. De qualquer maneira, a recomendação é que não se faça uso de substâncias ilícitas não simplesmente pelo fato de serem proibidas pela legislação anti-doping. O principal motivo pelo qual é necessário extremo cuidado na manipulação e administração destes recursos consiste na preservação da saúde, já que seu uso é restrito aos portadores de patologias. Os estudos conduzidos com estas substâncias são empregados no campo terapêutico e sua administração obedece à conduta condizente de cada caso. A utilização para aumento do rendimento atlético ainda é obscura, embora saibamos que existem, ao redor do mundo, experts que dominam o assunto. Fora deste cenário, pode-se dizer que o conhecimento necessário para lidar com tais recursos é totalmente underground. Embora o uso de AAEs e outras substâncias otimizadoras do desempenho seja arriscado para a saúde, não podemos tapar o sol com uma peneira e simplesmente fingir que tal prática não aconteça. Seria extremamente leviano de nossa parte. Tampouco devemos fazer apologia ao uso destes recursos. Todavia, ao nos omitirmos quanto a divulgação de informação séria e verdadeira, teremos alguma responsabilidade quanto aos absurdos que usualmente acontecem. Neste caso, informar é melhor que proibir.
  20. Bom galera, sou novo aqui no fórum, e tenho uma dúvida em relação aos anabols citados no título deste tópico. Pesquisando um bocado na net, ví algumas pessoas falando sobre a sinergia do dbol com o masteron, pois são de classes diferentes e blablabla. Mas enfim, como é possível fazer a utilização de ambos num ciclo (APENAS ELES, SEM TESTO) sendo que, dianabol promove uma retenção absurda, masteron praticamente zera sua retenção numa finalização, qual seria o propósito de usa-los em um ciclo de bulking? E é vantajoso utilizar oxan + masteron em um ciclo de bulking, sendo que ambos visam ganhos secos e densos (sei que master n é muito anabólico, mas ele ajuda a secar).
  21. Nesta edição, vamos tratar de um tema um tanto polêmico. Uns são à favor, outros são contrários. Afinal, o que são esteroides anabólicos (EAA) e para que servem? Vamos tentar esclarecer um pouco sobre este tema. Ao contrário do que muitos pensam, EAA não é algo anormal criado por cientistas da NASA para formar homens absurdamente fortes. Eles são apenas medicamentos criados para corrigir um tipo de patologia, como outros medicamentos. Fazem mal? Sim, fazem, como qualquer outro medicamento utilizado sem prescrição e acompanhamento médico. Mas os esteroides matam!? Quem disse? Quem comprovou? O sensacionalismo da mídia brasileira (que propaga até que suplementos alimentares causam malefícios) diz que matam. Não estou dizendo que esteroides anabólicos não causam malefícios, mas devemos propagar também os efeitos colaterais de outros medicamentos, como por exemplo: o AAS, os anti-inflamatórios, os antibióticos e por que não falarmos dos dois outros males, que quase não são mencionados, que são o cigarro e a bebida alcoólica (e que são vendidos sem receita e livremente). Há uma diferença: os EAA causam mal para o usuário, já o cigarro para quem usa e para quem está próximo (que é obrigado a inalar a fumaça do fumante). É comprovado que esta causa mais males a quem é fumante passivo do que para o ativo. Também é comprovado que a cada duas pessoas fumantes, uma morre pelos males causados pelo cigarro, ou seja, 50%. E o álcool? Este apresenta vários males dignos de nota, como os acidentes de trânsito com mortes, e outros vários. Nunca ouvi dizer nos noticiários que alguém tomou esteroide e dirigiu em alta velocidade e matou várias pessoas. Alguns conceitos e preconceitos precisam ser revisitados, pois muitas pessoas, quando ouvem falar em esteroides anabólicos, já os associam a pessoas que treinam com pesos (fisiculturistas, basistas, e apenas praticantes). Este preconceito, infelizmente, acomete muitos seres humanos. Por exemplo, se você passar em um prédio em construção e vir um pedreiro todo definido, sem camisa, você vai logo dizer: "nossa, olha que genética!". Agora se este mesmo indivíduo for colocado num ginásio de musculação, qual será a sua frase? "Esse cara toma bombas..." Infelizmente é esse o pensamento da maioria da população. Quem treina sério e faz uma dieta correta tem que ouvir piadinhas como: "bombado, sem cérebro, burro, etc.." Vou dar mais um exemplo de ignorância populacional. Num tópico em uma rede social, tacharam quem treina e faz dieta como retardado e exibido, dizendo prefirir-se pessoas com barriga e com cérebro. Abriu-se um tópico com mulheres, dizendo que mulheres que tem corpo sarado são burras, não sabem contar além de 15, que seria o número de repetições que executa. Como pode em um país que é proibida a discriminação pela cor da pele, opção sexual, classe social, discriminar alguém pelo tamanho dos músculos? Agora eu me pergunto: "Quem é o ignorante?". As pessoas que acham que os EAA estão apenas com os fisiculturistas, se esquecem que atletas do atletismo são pegos com uso de substancias proibidas, e os atletas do basquete dos EUA (que ficariam muito bem colocados se viessem disputar o fisiculturismo por aqui), e o jogador de futebol que sai do interior de algum estado aqui do Brasil pesando 50kg e vai jogar na Europa e em menos de um mês esta com mais de 80kg, com uma enorme massa magra.... Pensemos antes de falar. Bem, vamos ao que interessa. O que são esteroides anabólicos? São substâncias derivadas do hormônio masculino testosterona. Elas promovem o crescimento muscular e o aumento de massa corpórea. Geralmente os anabolizantes são utilizados por atletas ou pessoas que querem melhorar a performance e a aparência física, como drogas ilegais, em academias e clubes esportivos. Anabolizantes são tomados por via oral (pílulas) ou injetados. Muitas vezes são tomadas doses centenas de vezes mais altas que as prescrições médicas. Além disso, os usuários costumam combinar uma série de tipos diferentes de esteroides para aumentar os efeitos. Vale a ressalva de que esses medicamentos, por serem ilegais, muitas vezes são trazidos do exterior na clandestinidade, ou, muitaS vezes feitos, em laboratórios de fundo de quintal, sem o menor controle de qualidade, e a menor higiene, o que representa um risco a mais para os usuários. É por isso que sou a favor da conscientização e não da proibição, sem ao menos explicar o porquê. Talvez por alguns profissionais da área de saúde não saberem nada sobre o assunto, recusam-se a falar sobre os esteroides. Ou talvez por falsa ética, pois existem médicos que não falam sobre EAA, mas receitam remédios para emagrecer, ou calmantes fortes, que também causam danos a saúde. Benefícios dos esteroides anabólicos: Aumentam a força de contratibilidade da célula muscular, através de um maior armazenamento de fósforo creatina(CP), este ajuda repor o ATP (fonte principal de energia do músculo), quanto maior a quantidade de CP armazenado no músculo, mais forte e denso ele será; Aumentam a síntese da proteína, promovendo assim um balanço calórico positivo. É por isso que pessoas que fazem uso destas substâncias ingerem um número maior de proteínas que as demais; Aumentam a retenção de glicogênio (substância derivada da quebra de carboidratos). Quando se esgota o estoque de ATP, o glicogênio passa a entrar em cena para manter o suprimento de energia, caso o esforço se prolongue. O aumento na retenção de glicogênio resulta no aumento do volume muscular; Favorecem a captação de aminoácidos pelas células musculares; Bloqueiam o hormônio cortisol, que é um hormônio liberado pelo stress e após o treinamento intenso, este é antagônico a testosterona, e é responsável por impedir o crescimento muscular, ou seja, quanto mais cortisol, menor desenvolvimento muscular. Enfim, são estas as características dos esteroides anabólicos, mas lembre-se, só quem pode prescrever são os médicos, ninguém que não necessita desta substância deve fazer uso.Treine pesado e faça dieta. Assista a um vídeo que trata dos benefícios dos esteroides anabolizantes:
  22. Os esteróides androgênicos anabólicos (EAA ou AAS - do inglês Anabolic Androgenic Steroids), também conhecidos simplesmente como anabolizantes, são uma classe de hormônios esteróides naturais e sintéticos que promovem o crescimento celular e a sua divisão, resultando no desenvolvimento de diversos tipos de tecidos, especialmente o muscular e ósseo. São substâncias geralmente derivadas do hormônio sexual masculino, a testosterona, e podem ser administradas principalmente por via oral ou injetável. Atualmente não são utilizados somente por atletas profissionais, mas também por pessoas que desejam uma melhor aparência estética, inclusive adolescentes. Os diferentes esteróides androgênicos anabólicos têm combinações variadas de propriedades androgênicas e anabólicas. Anabolismo é o processo metabólico que constrói moléculas maiores a partir de outras menores. O que são efeitos androgênicos dos esteróides anabolizantes? Os efeitos androgênicos são aqueles que interferem com as características masculinas. Todo ser humano possuiu hormônios masculinos. Os homens saudáveis, naturalmente possuem em seus organismos muito mais que as mulheres. Sendo assim, podemos dizer que os esteróides anabólicos (conhecidos também como bombas ou anabolizantes) são material sintético similar à testosterona. A testosterona apesar de ser um "hormônio masculino" é encontrado tanto em homens como em mulheres, ainda que a quantidade de testosterona no corpo das mulheres seja muito menor. A testosterona tem 2 efeitos diferentes no corpo: um efeito androgênico, que influencia as características sexuais masculinas tais como o aumento do pênis e dos testículos, mudanças na voz, crescimento de pêlos na face, axila e áreas genitais, e aumento da agressividade; e um efeito anabólico, que influencia coisas como aumento da massa muscular, força, velocidade de recuperação dos músculos e controle dos níveis de gordura corporal. Os esteróides anabólicos foram projetados de tal forma que se diferenciem da testosterona pelo aumento do efeito anabólico e diminuição do efeito androgênico. O problema é que não existe ainda um esteróide perfeito, que seja 100% anabólico e 0% androgênico. Em todos eles encontramos propriedades androgênicas e anabólicas. Quais os efeitos colaterais cientificamente comprovados pelos esteróides anabolizantes androgênicos? Todos os esteróides anabolizantes fabricados ate o presente momento possuem efeitos colaterais e quanto mais androgênica for a droga, mais perigosa ela é para o organismo. Efeitos Colaterais Calvície; Hipertrofia da próstata; Acne; Agressividade; Hipertensão; Limitação do Crescimento (os esteróides anabólicos podem interromper o processo de crescimento); Aumento do Colesterol; Virilização em Mulheres(crescimento de pêlos na face, engrossamento da voz, hipertrofia do clitóris e amenorréia); Ginecomastia (excessivo desenvolvimento dos mamilos em indivíduos do sexo masculino); Dores de Cabeça; Impotência e Esterilidade; Insônia; Hepatotoxidade (quase todos os esteróides causam lesão no fígado); Problemas de Tendões e Ligamentos (muitas vezes o aumento da força é desproporcional à capacidade de adaptação dos tendões e ligamentos) Lógico que o grau de perigo que o esteróide representa vai depender de alguns fatores tais quais: a forma em que eles são tomados (oral x injetável); que dosagens são usadas; por quanto tempo eles são usados e a idade, o sexo e o estado de saúde do usuário. Quais os esteróides anabólicos mais utilizados atualmente? Metandostrenolona (Dianabol) Oxandrolona – Anavar Decanoato de Nandrolona (Deca Durabolin) Propionato de Testosterona Cipionato de Testosterona Enantado de Testosterona (Testoviron) Durateston Undecilenato de Boldenone Fluoximesterona – Halotestin Oximetolona Trembolone – Parabolan Gonadotrofina Corionica Humana – HCG Mentellona – Primobolan Mesterolona – Provilon Testosterona suspensão Stanozolol – Winstrol Citrato de Clomifeno – Clomid Efedrina - Cafeina - Aspirina L-Tiridotironina Sodica – Cynomel Cloridrato de Clembuterol – Clembuterol Citrato de Tamoxifeno – Nolvadex Aminoglutademida – Orimetene ou Citraden Insulina GH Todas estas drogas possuem características especificas e individuais, tais como meia vida, ciclos, riscos conhecidos e desconhecidos. Os ciclos podem ser curtos, médios e longos, associados ou não. Falar de cada uma delas e montar ciclos iria render um assunto interminável e muito discutido. Mas estou a disposição para duvidas no meu email de contato. Resumindo De fato, os esteróides possuem uma grande capacidade de promover crescimento muscular e aumentar a forca. Porem, não seja estúpido de antes de administrar drogas em seu organismo, pelo menos de dar uma chance para que este lhe mostre o seu potencial, treinando serio e concentrado, e se alimentando apropriadamente. Se for inevitável a administração de drogas saiba o maximo sobre: higienização, possíveis efeitos desejáveis e colaterais e como estas funcionam em seu organismo. Cuidado ao seguir os conselhos de pessoas leigas. O uso de esteróides anabolizantes pode ser extremamente arriscado quando não acompanhado de perto por um especialista. Lembre-se sempre: sua saúde não tem preço.
  23. Pessoal, decidi relatar todo o meu ciclo, para que, principalmente as mulheres possam acompanhar e dividir experiências! "Já" fiz dois ciclos, um de oxandro e outro de boldenona + primabolan. Segunda eu inicio o terceiro, o qual durará 12 semanas: 1 a 12 - 20 mg oxandro/dia 1 a 12- 100 mg ou 150 mg boldenona/sem (vendo ainda) Pretendo a cada semana estar atualizando o post! Nessa foto eu estava na segunda semana do meu ciclo de oxandro. Peso= 56 kg (tenho 1,72) E aqui uma foto atual, depois de ter feito o ciclo de bolde + primo peso: 64 kg =D Curiosa para os próximos resultados! Prometo melhorar a qualidade das fotos e se tiver coragem kkk colocar de biquini.
  24. Seguinte galera, estava utilizando 200mg de cipionato por semana e estava indo tudo muito bem, aparecia uma ou outra espinha (como uma pessoa normal/natural), minha pele estava bem limpa e estava tendo bons ganhos fotos anexas, à medida que fui estagnando, resolvi aplicar 200mg a mais (2 shots de 200mg/semana terça e sabádo), o que foi uma extrema burrice. Aí começou a merda toda, nessa semana explodiram espinhas nas minhas costas e ombros (atualmente estão aparecendo algumas nos glúteos e nos braços), imediatamente na segunda semana voltei pra 200mg e me mantive nisso por mais 4 semanas, porém a acne não voltou ao normal, muito pelo contrário, continuou aumentando ligeiramente. Fiz exames e meu estradiol está na referência, então reduzi o cipionato pra 100mg semana (o que daria quase 70mg de testo, níveis praticamente naturais) e ainda utilizei alguns dias de espironolactona (100mg/dia), amenizou legal, porém continuo nas 100mg a 2 semanas perdi um pouco dos ganhos e a acne não parece melhorar. Sei que é um processo lento pra elas sumirem, mas gostaria de saber se alguém aqui sabe de algo que eu possa fazer pra elas saírem mais rapidamente. PS: Também utilizo sabonete de enxofre uma vez ao dia e passo adapaleno antes de dormir. PS²: Pessoalmente a acne parece bem pior do que nas fotos.
×
×
  • Create New...