Ir para conteúdo

Liderança


Conteúdo Popular

Conteúdo com mais curtido desde 21-08-2017 em todas as áreas

  1. 5 pontos
    Boa noite!! Fim da 5 semana (Tomando 10mg de 12-12) + 1 mg de Finasterida (1 vez ao dia). Colaterais: Muitas dores de cabeça e a queda de cabelo continua mas parece diminuir (cortei o cabelo p/ amenizar os danos psicológicos), o inchaço e a irritação passaram provavelmente era TPM. Ganhos: Persisto no ciclo pq tenho observado uma melhora incrível no ganho de força que era meu objetivo principal; Abdomên diminuindo a perimetria lentamente porem bem perceptível; PR aumentando muito no crossfit. Semana 6 (10mg de 12-12) + 1 mg de Finasterida (1 vez ao dia), comprei tmb uns produtos naturais para passar no cabelo. Permaneço no ciclo enquanto não ficar careca rs Obrigada pela força quem acompanha! Obs: Para quem mandou mns privada, meu cabelo caiu da raiz em torno de 50% (penso que é pq já tenho tendencia a isso), finasterida não precisa ser manipulada e vende sem receita, mas pesquise muito bem antes pois pode não ser a melhor opção pra vc.
  2. 5 pontos
    Toxi

    GUIA BÁSICO - ESTEROIDES ANABOLIZANTES

    Visto o grande número de usuários que buscam respostas sobre ciclos, estou elaborando meu próprio guia de ciclo e TPC. O texto é breve e direto, não vou explicar a ciência por ter escolhido isso e aquilo, até porque poucos leem. A primeira coisa a se definir é o objetivo: bulk (aumento de massa muscular) ou cut (diminuição de gordura corporal)? Alguns ainda preferem classificar bulk em limpo e sujo, pra mim só existe bulk que não deve ser nem totalmente limpo e nem muito sujo. Importante lembrar que antes de fazer qualquer ciclo, você precisa ter certeza de que sua dieta e treino estão adequados, é preciso fazer uma contagem do gasto calórico diário e definir a ingestão de proteínas, carboidratos e gorduras conforme seu objetivo, do mesmo modo, é preciso avaliar encurtamentos musculares, desvios posturais e músculos deficientes pra elaborar um treino que seja o adequado pro seu corpo. Se você está naquela de que tal exercício é bom pra isso, evitar comer tal alimento é o ideal pode abandonar aqui, sem dieta e treino esqueça de usar esteroides. Esqueça! Quando se trata de hormônios anabolizantes, sempre é preciso estar magro pra poder usar. A gordura corporal atua como um órgão endócrino, ela sequestra os esteroides e os converte em estrogênio (que em excesso vai te engordar mais ainda, além de aumentar sua propensão a outros efeitos colaterais) além de que a gordura também gera uma condição inflamatória através da produção excessiva de citocinas inflamatórias, isso combinado com esteroides não é legal, você tem um risco muito mais elevado de dano vascular, cardíaco e trombose. E é importante lembrar que danos vasculares são irreversíveis. Pois bem, tendo isso em mente o ideal que sempre preconizo é o seguinte: bulk se você tem até 12~13% de BF, cut se você tem até 14~15% de BF e se tiver mais que isso apenas dieta. Só dieta mesmo, termogênico só se usa com menos de 10% de BF. E sempre ter um peso mínimo para usar esteroides, antes de usar qualquer hormônio você precisa pelo menos saber treinar e comer adequadamente, pois os esteroides não fazem nada além de potencializar o resultado da sua dieta e do treino. Homens com menos de 70kg não devem e mulheres com menos de 50kg não devem nem pensar em usar, porque nesse ponto é extremamente fácil melhorar as medidas sem o uso de hormônios. Todo mundo pensa que só se progride usando hormônios. Saudades da época que você fazia o necessário para ter resultados, e isso normalmente se limitava a treino e dieta, que aliás, quase ninguém faz direito. "Ah, mas eu faço dieta e treino certinho." Sua dieta é composta em mais de 80% de alimentos não-industrializados? Ela respeita sua necessidade biológica de ingestão de cada nutriente? Sabe qual a quantidade de minerais e vitaminas está ingerindo? Sabe quantas calorias tem sua dieta? Seu treino é adequado a seus desvios posturais ou é aquele treino que você faz os exercícios que pegam bem? Respeita seu descanso? Você chega a falha muscular em pelo menos 1 série de cada exercício? Talvez não esteja tudo tão certinho assim, não é... Eu também vos deixo a "equação de Toxi", é um algoritmo bastante simples pra saber de certeza quando não usar esteroides. A equação é a seguinte: Para HOMENS (Sua altura em centímetros) + (Percentual de Gordura %BF) - 100 - (Seu Peso) <= 20 Para MULHERES (Sua altura em centímetros) + (Percentual de Gordura %BF) - 100 - (Seu Peso) <= 25 Ou seja, a soma da sua altura com o seu BF, menos o seu peso e menos 100 não pode dar um valor acima de 20 caso seja homem e 25 caso seja mulher. Vamos exemplificar, um homem com 1,80m de altura, BF de 14% e 90kg de peso ficaria assim: 180 + 14 - 100 - 90 = 4 Agora, se você está dentro desses números, não quer dizer que seja adequado usar esteroides, isso apenas quer dizer que você tem um mínimo de aporte muscular e que está fazendo algo direito, por isso talvez (eu disse talvez) posas cogitar o uso de esteroides. Lembrando que se você homem tem mais de 16% de BF ou mulher tem mais de 30%, esqueça o uso de esteroides, vá fazer dieta e treinar até atingir um valor adequado! Se não se encaixou nesses modelos, esqueça de usar esteroides. Apenas em casos muito específicos é que se pode burlar essa equação, mas este não é um guia para avançados, apenas para indivíduos que estão começando o uso de hormônios. E agora, quais esteroides escolher? A primeira etapa é classificar os hormônios pra não confundir seis com meia dúzia. Existem um receptor celular chamado de Receptor Androgênico, ele é sensível a certos tipos de esteroide e pouco responsivo a outros. Existem os esteroides que atuam através deste receptor e outros esteroides que atuam por outras vias bioquímicas, sendo assim, o ideal caso você vá combinar hormônios, é usar esteroides de diferentes vias pra evitar competição dos hormônios por uma via, enquanto a outra está sendo pouco utilizada. A classificação é a seguinte: Forte atividade relacionada ao receptor androgênico: deca, boldenona, oxandrolona, trembolona, masteron, turinabol e primobolan. Fraca atividade relacionada ao receptor androgênico: dianabol, hemogenin, stanozolol e halotestin. A testosterona é um hormônio um tanto neutro, ela tem sinergia com qualquer esteroide e eu recomendo que esteja sempre presente em ciclos masculinos. Antes de exemplificar os ciclos, é importante dizer que qualquer droga pode ser usada tanto pra bulk quanto pra cut, a diferença é que algumas aparentemente funcionam melhor de uma maneira do que as outras. Eu mesmo já vi vários ciclos de bulk com oxandrolona e stanozolol trazerem bons resultados, assim como cuts contendo deca e dianabol serem muito efetivos. Mas vamos demonstrar alguns modelos de ciclos conforme exemplificamos até agora. Exemplos de ciclos MASCULINOS Ciclo iniciante cut ou bulk (o melhor pra se começar) 1-8 Testosterona 300~600mg/semana 3-8 Pode adicionar algum oral em 30mg/dia (stano, diana ou oxan) Ciclo cut ou bulk (iniciante e intermediário) 1-8 Testosterona 400~600mg/semana 3-8 Oxandrolona 40~60mg/dia Bulk intermediário (ideal para %BF mais baixo) 1-8 Testosterona 400~600mg/semana 5-8 Dianabol 40~60mg/dia Ciclo intermediário cut ou bulk 1-10 Testosterona 400~600mg/semana 1-10 Boldenona 400~600mg/semana Ciclo intermediário cut ou bulk 1-8 Testosterona 400~600mg/semana 3-8 Stanozolol 40~60mg/dia Ciclo intermediário Bulk 1-8 Testosterona 400~600mg/semana 1-8 Deca 200~400mg/semana Bulk intermediário/avançado (ideal para %BF mais baixo) 1-10 Testosterona 400~600mg/semana 1-10 Deca 200~400mg/semana 6-10 Dianabol 40~60mg/dia Cut intermediário/avançado (ideal para %BF mais baixo) 1-12 Testosterona 200~500mg/semana 1-12 Boldenona 400mg~600mg/semana 6-10 Stanozolol 40~60mg/dia Bulk avançado (somente para usuários experientes e com BF baixo) 1-10 Enantato de testosterona / 500~800mg 1-10 boldenona / 400~600mg 1-10 deca / 400~600mg 5-10 Dianabol / 50~60mg Cut avançado (somente para usuários experientes) 1-12 Testosterona 200~500mg/semana 1-4 Oxandrolona 40~60mg/dia 5-12 Trembolona 175~350mg/semana 5-12 Masteron 175~350mg/semana Exemplos de ciclos FEMININOS Ciclo Iniciante 1-6 Oxandrolona 15mg/dia 7- Oxandrolona 10mg/dia 8- Oxandrolona 5mg/dia Ciclo Intermediário bulk ou cut 1-8 Primobolan 200mg/semana Ciclo Intermediário Bulk ou Cut 1-7 Stanozolol: ORAL 20mg/dia; INJET 50mg/dia sim, dia não Ciclo Intermediário Bulk ou Cut 1-8 Boldenona 150~250mg/semana Ciclo Avançado Bulk 1-8 Deca 50~200mg/semana Ciclo Avançado Bulk ou Cut 1-10 Boldenona OU Primobolan 100~200mg/semana 7-10 Oxandrolona OU Stanozolol 10~20mg/dia Um ponto importante também a ser destacado são os protetores usados intra ciclos para otimizar sua recuperação na saída deles, lembrando sendo que um aporte vitamínico adequado é essencial para isto funcionar. O uso de HCG é sempre uma opção válida em qualquer estrutura de ciclo, pois dessa forma o corpo ainda é estimulado a produzir hormônios por conta própria. Uso de inibidores de aromatase (IA) como anastrozol, letrozol ou exemestano, podem e devem ser utilizados mediante apresentação de sintomas de conversão acentuada de testo livre em estrogênio, cuidado com o uso indiscriminado para não lhe causar queda muito brusca neste hormônio que pode acarretar em diversos colaterais indesejados, e ainda pode lhe dificultar a recuperação pós ciclo. Diferentes estudos comprovam que níveis ideais de prolactina e estrogênio melhoram a sensibilidade a insulina, a queima de gordura e também o anabolismo. Não se deve zerar estrogênio e prolactina, apenas mantê-los controlados. Existem muitos sintomas da alteração no estrogênio, mas alguns, como problemas sexuais, podem ocorrer tanto no excesso quando na falta de estrógenos e prolactina, por isso o ideal é sempre monitorar com exames de sangue. Saber como estão os hormônios apenas pelos sintomas é pra quem já é experiente, e fez muitos exames de sangue, associando os resultados a sintomatologia, não será tão eficiente você apenas ler quais são os sintomas e tomar os devidos procedimentos. Vitaminas essenciais que devem existir sempre, ciclo e TPC, poderíamos citar: Vitamina E, C, D, minerais como magnésio e zinco e aminoácidos como a Taurina, que contribui para a saúde testicular. Isso seria uma base. Vamos as dosagens (um modelo): Vitamina D: 5~10 mil UI/DIA Vitamina E: 400 ui /DIA Vitamina C: 500~1000 g / DIA Magnésio: 300-400 mg/DIA Zinco: 20~40 mg/DIA Taurina: 1000~2000mg/DIA (durante o ciclo e/ou na TPC) HCG (durante 75% do ciclo): 500~750 ui/SEMANA ( 2 ou 3 aplicações de 250 ui) IA: (Sempre preferir de farmácia antes de manipulados): 1 comp a cada 3/4 dias e diminuir o intervalo caso sinta necessidade. OBS: Ao chegar ao fim do ciclo aumentar o espaçamento entre as doses para poder tira-lo durante a TPC. O uso de Oxandrolona, Stanozolol, Oximetolona (hemogenin), Turinabol, Dianabol e mesmo o uso dos outros esteroides em doses mais altas acaba por causar estresse no fígado, por isso, você pode optar por usar um protetor hepático. A recomendação aqui é o uso de Acetilcisteína (também conhecido por NAC) na dose de 600 a 1200mg por dia e SAM-E na dose de 200 a 500mg por dia. Esqueça Tribulus e Xantinon, eles não tem real efeito para quem usa esteroides. Leia o tópico abaixo, se tiver dúvidas. A Terapia Pós Ciclo (TPC) Esta é uma parte crucial em qualquer ciclo, mas que muitos dão pouca importância. Boa parte dos usuários de esteroides está interessada apenas nos resultados que os hormônios oferecem, mas poucos dão a devida atenção aos efeitos colaterais indesejáveis e como remediá-los após o uso. Terminado o ciclo, alguns colaterais ficam se mantém no usuário e precisam ser tratados, os mais perceptíveis são decorrentes do desbalanço hormonal (acne, tristeza, depressão, impotência sexual, desânimo, etc.), colaterais bastante comuns, mas não tão perceptíveis são a hipertensão, colesterol alterado, danos vasculares e elevação de marcadores inflamatórios. Problemas mentais podem ocorrer de maneira silenciosa também, muitas vezes o indivíduo não percebe a mudança mental que ocorreu consigo mesmo. Alguns medicamentos e suplementos podem ser incluídos em uma TPC para atenuar esses colaterais e restabelecer o mais rápido possível suas taxas alteradas, vou por abaixo as substâncias mais utilizadas (e eficazes) usadas atualmente nas terapias pós-ciclo de esteroides: - TAPER DOWN Não é uma substância, mas sim um método. Consiste em reduzir vagarosamente a dose dos esteroides ao fim do ciclo, por alguns é o chamado modelo pirâmide. Permite uma transição mais tranquila do estado com perfil hormonal bastante androgênico e anabólico (usando esteroides) para o estado pouco androgênico e anabólico (sem esteroides). Em homens não funciona, não vou explicar aqui os motivos porque iria alongar muito o tópico. - Ashwagandha - 400 a 600 mg antes de dormir Adaptógeno que regula o cortisol, eleva naturalmente a produção de testosterona, além de ser anticancerígeno. Tem leve efeito calmante. - Longjack - 200 a 400 mg antes de dormir Ótimo efeito antioxidante, também eleva a testosterona naturalmente, especialmente em indivíduos com deficiência na produção deste hormônio (como é o caso de indivíduos após o uso de testo). - Ginkgo Biloba (ginkomed) - 80 a 200 mg antes de dormir Um dos melhores suplementos para tratar colaterais mentais, pode ser usado durante e após o ciclo. Além disso, alivia colaterais vasculares por melhorar a pressão arterial. Recomendo o uso. - Vitamina E - 200 a 400mg em refeições com gordura Protetora do fígado, antioxidante, contribui para elevar a testosterona em casos de deficiência. Recomendo o uso durante o ciclo e após, o ideal é usar sempre (mesmo que não esteja usando esteroides). - Vitamina D3 - 5000 a 10.000ui em refeições com gordura Incontáveis benefícios contra o câncer, diabetes, deficiência de testosterona e sistema imune. Recomendo o uso contínuo também, visto que demora semanas pra concentrar na corrente sanguínea e trás benefícios apenas a longo prazo. Usar apenas na TPC não adianta. - HCG (Gonadotrofina Cariônica Humana) - 500 a 5000 ui por semana Esse hormônio simula o hormônio Luteinizante (LH) que é quem induz a produção de testosterona pelo testículo ou pelo ovário. Recomendo usar na TPC apenas quando não usar intra-ciclo, mas pra mim, doses de 500 a 750 ui por semana durante o ciclo é mais eficiente. - DHEA (dehidroepiandrostenediona) - 50 a 100 mg por dia (preferencialmente antes de dormir) Hormônio produzido pela glândula supra-renal, é base pra produção de testosterona ou estrogênio. Também tem efeito calmante, neuroregulador, contribui para elevar a testosterona pós-ciclo e reverter a disfunção erétil. - Tamoxifeno - 10 a 40 mg por dia (eu prefiro dividir a dose em 2x ou tomar tudo antes de dormir) Modulador seletivo do receptor de estrogênio: compete pelo estrogênio em tecidos específicos, como na hipófise, pituitária e nas mamas. Aumenta o hormônio Luteinizante (LH) o que eleva a testosterona. - Clomifeno - 25 a 100 mg por dia (eu prefiro dividir a dose em 2x ou tomar tudo antes de dormir) Modulador seletivo do receptor de estrogênio. Age de maneira similar ao Tamoxifeno, há quem prefira misturar ambos, eu gosto de usar apenas um, geralmente prefiro Tamoxifeno porque tem menos colaterais e o custo/benefício é melhor. - Anastrozol - 0,5mg de 4 em 4 dias até 1mg por dia Medicamento inibidor de aromatase, age desativando a enzima aromatase que é quem converte hormônios androgênicos em estrogênio, também eleva o LH. É meu IA preferido, gosto de usá-lo durante o ciclo quando precisa controlar o estrogênio, mas também após o ciclo caso esteja acompanhado de HCG. Em doses baixas é eficiente sozinho pra uma TPC, podendo até excluir o uso de Tamoxifeno ou Clomifeno. A combinação de Anastrozol e DHEA costuma ser muito boa para tPC. Causa rebote, mas se você reduzir a dose devagar isso não é problema. Nunca vi um caso de rebote de Anastrozol quando feito o desmame, diminua a dose pela metade a cada 1 ou 2 semanas até suspender o uso e não vai ter problemas. - Exemestano - 12,5 a 175 mg por semana Medicamento inibidor de aromatase, muito mais potente que Anastrozol, caríssimo, porém não causa rebote. Nunca compre manipulado, medicamento manipulado não funciona e é sempre preferível pegar um anastrozol de farmácia que custa 50~60 reais do que qualquer manipulado. A dose deve ser usada com cautela. - Letrozol - dose bastante variável Mais potente dos inibidores de aromatase, precisa ser usado com muita cautela, é fácil zerar o estrogênio e ficar se sentindo mal por semanas. Recomendo cautela a quem for usar e começar sempre com uma dose baixa, como 1/4 de comprimido a cada 4 dias. - Ômega 3 - 1 a 10 g por dia (podendo usar mais) Suplemento básico intra e pós-ciclo, deve estar presente na vida de todo usuário de esteroides. Melhora o colesterol e diminui os marcadores inflamatórios. Mesmo doses de 1 ou 2 g por dia já trazem ótimos benefícios. Apenas use ômega 3 animal (de peixe ou tubarão), pois o vegetal possui péssima biodisponibilidade. - Creatina - 3 a 5 g por dia (podendo usar mais numa fase de saturação) Ótimo suplemento para melhora da força, hidratação celular e captação de glicogênio pelo músculo. Gosto de prescrever na TPC de ciclos bulk, especialmente para manter a força e rendimento muscular. Uso de 1 a 2 meses contínuo, depois é recomendado uma pausa, até porque tem o efeito reduzido depois desse período. Importante lembrar que não existe TPC pra uma droga ou pra outra, alguns esteroides costumam agredir mais o corpo, por tanto requerem uma TPC mais intensa e duradoura, enquanto outros não. Para ciclos com drogas orais e normalmente menores que 6 semanas, o uso de fitoterápicos e suplementos já é suficiente. Para ciclos com drogas injetáveis por tempos maiores de 6 semanas a TPC precisa ser mais intensa, você pode usar apenas algumas ou todas as substâncias indicadas. HCG e Anastrozol na TPC não requer uso prolongado, 3 a 4 semanas costuma ser suficiente, mas os fitoterápicos e suplementos você pode usar por muito mais tempo. Minha indicação é que a TPC tenha a mesma duração do ciclo (obviamente não precisa usar tudo do começo ao fim). Exames de sangue Após um ciclo ou mesmo após uma TPC é importante fazer exames de sangue para identificar o que foi alterado durante o ciclo, abaixo cito os principais exames de sangue a serem feitos (mas não necessariamente os únicos): - TESTOSTERONA TOTAL E LIVRE - HEPATOGRAMA (TGO, TGP, GAMA GT) - 25-HIDROXIVITAMINA D - CREATININA - UREIA - HEMOGRAMA COMPLETO - FERRO SÉRICO - FERRITINA - PERFIL LIPIDICO (LDL, HDL E TRIGLICERÍDIOS) - CORTISOL PLASMÁTICO - ESTRONA - E1 - ESTRADIOL - E2 - PROLACTINA - PSA - PROTEÍNA C REATIVA - HOMOCISTEÍNA Além disso, é recomendado que usuários recorrentes de esteroides façam exames mais específicos, como ultrasom hepático, eletrocardiograma e/ou ecocardiograma para identificar alterações no fígado e coração que possam não ser detectadas nos exames sanguíneos. Leve para alguém capacitado ver os exames, principalmente se algo estiver fora dos valores de referência (mínimo ou máximo). Confira o tópico abaixo, ele ajuda a encontrar substâncias para sua TPC e proteção intra-ciclo. O tópico foi escrito por mim (TOXI) com ajuda do @FrancoSirena e ainda pode sofrer alterações.
  3. 4 pontos
    Foston

    Oxandrolona + Stanozolol ,posso fazer isso?

    Lendo o tópico, da forma que está planejando, tem tudo pra dar certo. Faça como está sendo sugerido: doses pequenas e ciclo maior. Como disse @FitCoupleHim, a regra no exterior são ciclos de 05, 06 meses, porém a dose fica entre 5 a 10mg, raramente chegando a 15mg / dia. Quando comprar, compre cápsulas de 5mg, pois a meia vida da droga é de no máximo 9h, então tem que espaçar as doses (se for 10mg/dia toma 01 a cada 12h). Em hipótese alguma misture contraceptivo hormonal com esteroides. A propósito, contraceptivos aniquilam os ganhos. Um corpo fitness antagoniza com a possibilidade de uso de anticoncepcional hormonal, porque eleva o SHBG, reduzindo a testosterona livre a 0,07ng/dl ou menos. Isso acarreta gorduras localizadas, CELULITE, baixa libido, indisposição, etc.Músculos são testosterona dependentes. Muitos casos de meninas com baixos ganhos a culpa pode e deve estar neles.
  4. 4 pontos
    Locemar

    Oxandrolona + Stanozolol ,posso fazer isso?

    Eu passei um ciclo parecido com essa mesma quantidade há 2 meses. 1ª semana - 5mg/dia 2ª semana - 10mg/dia 3ª a 10ª semana - 15mg/dia 11ª semana - 10mg/dia 12ª semana - 5mg 13ª semana - 5mg/dsdn Se meus cálculos não estiverem muito errados, vai dar mais ou menos isso. Agora levem em conta o que o Fit te falou e mais alguns pontos: 1. isso não é ciclo pra ficar monstrona, é um ciclo leve com chances baixas de colaterais e vai te ajudar a ganhar peso e um volume nas coxas e glúteos como tenho acompanhado em outra menina 2. esqueça o stano, se vc nunca usou nada não há motivo pra ficar misturando drogas. Imagine que vc nunca tenha bebido e queira começar, vc vai começar misturando cerveja com vodka? vai dar certo? pois é... 3. Adapte sua dieta pro ciclo, seu organismo rende mais com os hormônios, e veja se a sua nutri trabalha com nutrição esportiva, isso faz muita diferença 4. Reavaliar o treino também é um ponto interessante porque vejo nas academias muita gente que o treino deles é meu aquecimento, aí não tem droga que faça milagre...
  5. 4 pontos
    Miguel V

    Oxandrolona + Stanozolol ,posso fazer isso?

    Acho você muito nova para ciclar. Quanto a combinação de duas drogas, acho desnecessário em um primeiro ciclo. Eu começaria com uma só substância, se fosse o caso, em doses mais altas. Abraços
  6. 4 pontos
    Acho que você está criando uma situação muito fantasiosa para os ganhos com ciclos. Como o Fit falou, se quer uma mutação, use drogas potentes mas arque quando a conta chegar. É preferível que se mantenha essa dose baixa e controlada e tenha paciência com os resultados. 20mg é uma dosagem que dá pra ter resposta perfeitamente, você é que está criando uma expectativa surrel em cima disso.
  7. 4 pontos
    A foto tá sem efeito do jeitinho que tirei .... rsrsrsrs como o @Foston diz demora pra criarmos um corpo mas vale a pena eu sempre treinei bem e estou focada há mais de 3 anos e desde out venho usando testo em gel dieta sempreeee bf ainda ta 19% mas vai baixarrrrr de pouquinho em pouquinho chego lá 😍🤗 Reboliçooooooo grande .....kkkkkkkkkkkk mil mensagens perguntando como fica assim .... acham q tem formula mágica .....qd falo na dieta .. 8 ovos por dia a pessoa já desiste kkkkk muitos comentários na academia... na rua.. no trabalho 😎
  8. 4 pontos
    Locemar

    Ciclo feminino

    Não existe um único melhor método, vários caminhos podem te levar a um mesmo resultado. Pra você ter ideia, a mulher do Foston está usando trembolona que é o esteroide mais potente que existe no mercado. Porém, 3.75mg. A dose usada em um ciclo é de 75 a 150mg a cada shot, olha a diferença. É o velho assunto da dose. Posso comer chocolate na dieta? Depende...se comer 1 quadradinho num único dia não tem problema, mas comer 2 barras...
  9. 4 pontos
    Foda é confiar num cara que te entope de drogas e depois fala que tem ótimos resultados. Claro né, o mínimo de esforço que se faça com essa dieta e treino você verá resultados com tanta droga no organismo. Isso não é motivo pra mérito algum.
  10. 4 pontos
    Olá coloco hj o implante de gestrinona to na clinica
  11. 4 pontos
    Apenas suspenda o uso e espere a dosagem hormonal regularizar no organismo que a queda vai parar. Eu sempre aconselho a usar doses menores por um tempo mais prolongado, uma das razões é esta, fica mais fácil de controlar os colaterais. Foi avisado que ir pra 40mg seria muita coisa. Talvez se ficasse em 20mg por um tempo maior as coisas poderiam ser diferentes e a queda de cabelo (se acontecesse) não seria acentuada. O problema das pessoas geralmente é querer resultados muito rápidos e não tem paciência por estar ciclando. O organismo precisa de um tempo pra se modificar mesmo com uso de hormônios e doses altas em pouco tempo não gera resultados sólidos.
  12. 4 pontos
    O ideal seria aguardar uns 90 dias para dar um descanso ao corpo, sob pena de agravar ou tornar permanente alguns dos colaterais. A propósito, a pessoa que te "indicou" o decaland, definitivamente não te quer bem.
  13. 3 pontos
    Beatriz Bezerra

    1 ciclo Oxandrolona Feminino 20 mg

    Não tenho não kkkkk vou ter que arrumar um 😂😂😂😂 vou te chamar
  14. 3 pontos
    Bruna Silveira

    1 ciclo Oxandrolona Feminino 20 mg

    Hahahahhah Bom vai ser se tu tiver um namorado, senão dá jeito de arrumar um(a)! hahahaha Vou te passar meu número no direct pra gente conversar mais! 30mg é botar pra arrebentar mesmo! Hahahah
  15. 3 pontos
    Beatriz Bezerra

    1 ciclo Oxandrolona Feminino 20 mg

    Então menina eu achando que 20mg dia é muito dai bem esse meu colega que indicou a Oxandrolona e fala que é para " botar para arrebentar " e tomar de 8h 8h no total 30mg dia. Se com 20mg no 3 dia já to aqui com o clitóris gritando imagina com 30mg hahaha ai quebra minhas pernas
  16. 3 pontos
    FitCoupleHim

    1 ciclo Oxandrolona Feminino 20 mg

    Eu faria 10mg apenas por dia até acabarem as 200 caps. Se com 20mg já está "sensível" imagine com 30mg. Outra, por qual razão alguem conversaria por email e não aqui no forum, abertamente???
  17. 3 pontos
    Atualizando: De quinta-feira até hoje, 6 dias, eu retornei ao peso de julho, perdi o peso que eu ganhei nesses 2 meses! Exatos 1,6kg na balança. Dieta, descanso, medicação e principalmente treinos estão 1000%, fico sem andar depois de MMII, não consigo erguer um copo de água depois de MMSS e não esperava baixar assim o peso. Eu não faço nenhum tipo de aeróbico há alguns meses, mas mantenho as séries no nível máximo. Nesse novo protocolo, tiramos a creatina. Abdome está secando muito, porém acho que eu estou ganhando volume, antes eu só tinha as entradas laterais e dois gomos superiores aparentes, hoje já consigo ver todos os gomos, mas visualmente eu estou mais larga e fico preocupada com minha linha de cintura, tenho mto medo de perdê-la. Não aferi medidas, tenho consulta com a nutri quinta e estou me segurando, pois sou ansiosa e isso atrapalha muito. Ombro rasgou e o triceps saltou bem, apesar de me sentir retida quando acordo, os músculos estão aparecendo mais. Amando muito a gestrinona, por ora estou confiando que os resultados estão vindo dela. Colaterais: acne, rosto nem tanto, mas colo está sofrendo, e minha pele está sempre oleosa, apesar do tempo que eu tenho usado cuidando. Dermatite, só em volta das orelhas, tive que tirar brincos e piercings pois está bem machucado, medicação não está surtindo efeito ainda. A libido está alta demais, e estou super disposta, tenho me movimentado mais pra gastar tanta energia. Estou aplicando o creme no abdome e, talvez pela cafeína, a absorção é ótima, de imediato fica bem seco o local. Eu estou devendo as fotos, tem faltado tempo pra tirar.
  18. 3 pontos
    Locemar

    Oxandrolona + Stanozolol ,posso fazer isso?

    - No café da manhã, colocaria mais 1 ovo - Na janta onde você come apenas salada e frango, eu colocaria 100g de batata cozida - No lanche da tarde 2, eu faria uma pasta de amendoim pra bater com 1/2 dose de whey No geral, pela quantidade de exercício dá pra perceber que o treino não é muito puxado. Se fosse um treino pesado você faria somente metade do que tem aí e desta forma entramos no problema do treinamento mal feito. Uma mudança que eu faria de cara é botar os "bons exercícios" no início do treino. Isso significa começar o treino com agachamento, leg, stiff, afundo. "aiinnnn mas eu começo com glúteos porque quero dar mais ênfase neles e aí eu prefiro começar com eles e aí eu prefiro assim e aí...." Sim, só que os melhores exercícios para glúteos não são os que você fica dando coice pra trás como muitas mulheres pensam. Se quer ganhar volume nessa bunda, você tem que agachar. Estes exercícios de 4 apoio, máquina, na corda etc servem como complementos, não são eles que irão te dar o que você quer. Portanto, minha sugestão ficaria: Segunda (Quadríceps e glúteo) - Cadeira extensora 4x20 - Agachamento livre 6x12 (boa amplitude, sempre) - Leg + agachamento sumô 4x10 reps pra cada (amplitude boa sempre) - 4 apoios na máquina + elevação pélvica 4x12 reps pra cada (no 4 apoios, segurar no alto por 2seg em cada rep) - Cadeira abdutora 4x12 (segurar as pernas abertas 2seg em cada rep) - glúteo lateral com corda 4x15 Terça: OK Quarta: OK Quinta (Posterior e glúteo) - Agachamento sumô com barra + stiff 5x12 pra cada um - Afundo na barra 4x15 - Elevação pélvica 4x15 (movimento mais explosivo na subida, movimento lento na descida) - Mesa flexora 4x10 (segurar 2seg em cada rep) - 4 apoios na máquina + elevação pélvica 4x12 reps pra cada (no 4 apoios, segurar no alto por 2seg em cada rep) - Cadeira abdutora 4x12 (segurar as pernas abertas 2seg em cada rep) - glúteo lateral com corda 4x15 Eu tirei alguns exercícios que não acrescentam em nada já que os básicos fazem muito bem a função. O que eu fiz foi aumentar a quantidade de séries e repetições justamente para que você foque o trabalho nos bons exercícios. Além disso, incluí algumas técnicas de intensidade pra você ter um pouco de raiva de mim. Não adianta ficar zanzando por vários aparelhos, é inútil. Faça os bons exercícios bem feito que você terá mais resultados. O ponto onde infelizmente a gente não pode te ajudar é na questão do rendimento do treino. Na academia eu posso corrigir erros de execução e saber se a pessoa está indo no limite muscular dela mas pela internet isso fica difícil, só se eu te visse treinando.
  19. 3 pontos
    FitCoupleHim

    Oxandrolona + Stanozolol ,posso fazer isso?

    Ambas as drogas têm estrutura química semelhante (17-aa), portanto, eu, particularmente, não vejo sinergia, tampouco razão para administrar as duas ao mesmo tempo. A oxandrolona Low dose por 16-20 semanas trará bons resultados com menos colaterais.
  20. 3 pontos
    Sua dieta tem pouca proteína e muito carboidrato! E, em minha opinião, o uso de soja, iogurte e de leite de vaca não é legal. Se quer, de fato, perder gorduras, deveria ter uma dieta voltada às gorduras boas e proteína. Abuse de omeletes. Use alguma dessa abordagens: dieta paleolítica, cetogênica, jejum intermitente. Em suma, restrinja carboidratos. Não saia da dieta para comer bolos, doces em festas. Fica mais fácil dividir os nutrientes. Em ordem de prioridades: Proteínas: ovos; peixes (pode ser tilápia); peito de frango; carnes (patinho de preferência); atum; queijo de coalho ou qualquer outro queijo branco. Carboidratos: batata doce; bananas; abacaxi; laranja; beijú (só em pré-treino). Gorduras: gema do ovo, azeite extra virgem; óleo de coco; abacate; castanhas; pasta de amendoim. Suplementos: whey; albumina; glutamina; vitamina D3 (entre 5.000 a 10.000 unidades por dia - só manipulado ou importado); ômega 3. Os ovos devem ser feitos cozidos ou no óleo de coco (ou óleo de licuri - encontra no ML, eu compro 10 litros, dá pra uns 02 anos). No lugar do pão use beiju, ou, melhor ainda, omeletes. Calcule os nutrientes. Use bastante salada verde. Isto é o básico do básico. Minha alimentação hoje é composta por muitos ovos - uns 10 a 12 por dia, peito de frango e queijo branco. Consumo poucos carbos. Meu almoço e jantar é basicamente de carnes, frango ou peixe com salada verde.
  21. 3 pontos
    FitCoupleHim

    1º Ciclo - Oxandrolona - Feminino

    Poste fotos do shape para termos uma ideia. 10mg/dia é uma dose aceitável, inclusive, para estender por mais de 8 semanas. O que poderia fazer é iniciar com 5mg, subir para 10mg e descer para 5mg, tudo isso em um período de 12 a 16 semanas. Isso ajuda a minimizar colaterais, minimizar o crash hormonal ao final, e a adaptar o corpo para a cessação da administração da oxandrolona.
  22. 3 pontos
    ESTEROIDES E MULHERES: DA OBESIDADE CENTRAL À RESISTÊNCIA INSULÍNICA Bom, não é segredo pra ninguém que o uso de esteroides vem aumentando consideravelmente ano após ano, nem é preciso que o IBGE vá as ruas perguntar “Nos escuse a petulância, mas você utiliza bombas?” pra descobrir isso. A busca pelo uso de esteroides (leia-se hormônios anabólicos androgênicos) é, obviamente, a melhora da composição corporal ao diminuir o percentual de gordura e aumentar o volume/qualidade muscular. No público feminino os colaterais mais conhecidos são o aumento da acne, queda do cabelo, retenção de líquidos, engrossamento da voz, crescimento anormal de pelos, não sendo tão raro encontrar moças detentoras de corpos esculturais, mas com barbinha e em alguns casos falando mais grosso até que eu (pouco provável). Tem várias tretas cardiovasculares, neuronais etc, só pra constar, é claro. Pra infortúnio da mulherada existem alguns efeitos colaterais que vão contra os objetivos estéticos, são eles: resistência à insulina, adiposidade abdominal e redução do gasto energético. Epa, peraí, mas os esteroides, especialmente a testosterona, não deveriam fazer o oposto? E o post do dotô falando sobre suplementar com testosterona porque esse é melhor hormônio existente nesta nessa terra de incertezas e mágoas? Bem, é complicado, mas calma lá, tentaremos entender. VEM COMIGO MONSTRO (A), vamos ver o que a literatura (também conhecida como CIÊNCIA) tem a dizer sobre isso. Não tem a menor chance de um comitê de ética aprovar um estudo prescrevendo esteroides pra mulheres só pra ver o que acontece com elas a nível molecular, mas felizmente (ou não) existe uma condição patológica que faz com que as damas produzam mais testosterona do que o normal: a síndrome de ovário policístico. Essa patologia faz com que o ovário e as adrenais produzam andrógenos em excesso, condição chamada hiperandrogenismo. É com esse tipo de evidência que vou tentar explicar como os esteroides podem afetar o metabolismo feminino. Uma revisão (1) comparou os efeitos dos andrógenos em homens e mulheres. Aparentemente a deficiência de testosterona em masculinos tem efeitos parecidos com o excesso do mesmo hormônios em femininas. Nos caras a testosterona é uma maravilha: reduz a gordura visceral, diminui adiponectina, melhora sensibilidade insulínica periférica, estimula PGC1a, reduz a síntese de lipídeos no fígado, aumenta o gasto energético, melhora sensibilidade a leptina e a secreção de insulina (IMAGEM 1). Só que nas moças o contrário é evidenciado. Se você der uma boa olhada na IMAGEM 2 verá que o hiperandrogenismo maltrata bastante as damas. Pra começar, há um incremento no estresse oxidativo sistêmico pela ativação do Fator Nuclear Kappa B (NFkB), o que leva a uma mobilização de macrófagos tipo 1, esses monstrinhos são como tratores dentro do seu corpo produzindo bilhões de citocinas inflamatórias e agentes pró-oxidantes. Não os leve a mal, é o papel deles, isso é uma resposta imunológica (claro que mal desencadeada). O tecido adiposo também passa por remodelação. Naturalmente as mulheres tem uma proporção de gordura bem maior que os homens (aproximadamente o dobro), só que distribuído na região gluteal/femural, enquanto que os homens tem mais gordura visceral e na região da cintura. O hiperandrogenismo também altera a expressão de proteínas no tecido adiposo (1), levando a uma “masculinização” da gordura nas mulheres, ou seja, elas passam a ter maior estocagem de gordura na região da cintura. Percebe, Ivair, a petulância dos andrógenos? Virilizam até sua pança! Alterações na secreção e funcionalidade da leptina também são evidenciadas (1)(2)(6)(7). O mecanismo não parece claro, mas foi relatada diminuição da atividade da Leptina na termogênese do tecido gordo marrom, lavando a um menor gasto energético. Também foi relatada produção excessiva de leptina (hiperletpinemia) e resistência à ela. Outro interessante ocorrido foi a redução da expressão de proopiomelacortina (POMC), responsável por controlar o apetite entre várias outras coisas. Mas o que mais me intriga é a resistência insulínica. Na verdade a insulina e eu sempre fomos grandes amigos e nunca tivemos segredos entre nós. Eu sempre soube o que precisava saber, mas agora estamos falando de MULHERES. Mulher é complicada, mesmo a nível molecular. Isso simplesmente não deveria acontecer, mas acontece e vários fatores são associados a esta resistência. O que se sabe é que em mulheres com hiperandrogenismo a insulina tem uma eficácia de 35% a 40% menos, isso já obriga o pâncreas a produzir mais insulina pra compensar e então se instala uma hiperinsulinemia. Uma parada interessante é que o hiperandrogenismo parece aumentar as fibras musculares tipo II (menos sensíveis a insulina) e inibir a atividade da glicogênio sintase no músculo (6)(7), aí você já tem resistência insulínica na musculatura. O aumento do estresse oxidativo sistêmico e do tecido adiposo abdominal/visceral contribuem pra resistência insulínica, já expliquei sobre nesse vídeo https://goo.gl/RtbA7p Diminuição dos GLUT-4 na gordura (4) também é um mecanismo adicional pra essa condição. Na IMAGEM 3 você pode perceber resumidamente o que acontece: o excesso de andrógenos promove aumento da gordura visceral que por sua vez secreta uma porrada de citocinas inflamatórias e essas detonam a cascata da insulina nos tecidos alvos, impedindo a glicose de entrar (via redução de GLUT-4), o pobre pâncreas é que tem que segurar a onda e passa a produzir mais insulina pra dar conta do recado e impedir que você mulher linda e maravilhosa tenha hiperglicemia. Óbvio que ninguém é de ferro, de tanto trabalhar em algum momento o pâncreas vai começar a travar e aí eu te desejo boa sorte. Creio eu (eu creio, porque a ciência crê, e nela minha fé está) que os maiores problemas acontecem depois do receptor de insulina. Veja bem, a insulina se liga normalmente ao receptor, contudo a cascata de efeitos não ocorre normalmente. Na IMAGEM 4 fica detalhada a vasta cascata de sinalização da insulina. O hiperandrogenismo atua negativamente aqui de várias maneiras: a PKC (circulada em verde) parece ter seu efeito reduzido, tendo ela participação ativa na translocação de GLUT-4. Entretanto, o fator mais impactante é a fosforilação em serina do IRS (substrato do receptor de insulina), aliás, se um dia você for pro Show do Milhão e o Sílvio te perguntar qual o defeito mais presente na resistência insulínica, você pode falar sem pensar que é fosforilação em serina do IRS, é muito provável que acerte e fique rico. Caso você não saiba, o IRS tem diferentes sítios onde um fosfato pode se ligar, normalmente o receptor da insulina coloca um fosfatinho em TREONINA do IRS e com isso ele segue saltitante e alegre propagar a sinalização da insulina. Agora se um fosfato for colado em SERINA ele será desativado e não fará nada. Outra coisa importante é que a resistência insulínica é seletiva. Na FIGURA 4 circulado em azul está a Proteína Ligada ao Receptor do fator de Crescimento 2 (GRB2), esta via pode funcionar independente da atividade o IRS, logo, a insulina pode exercer seus efeitos mitogênicos (expressão de genes, proliferação, etc.) mesmo sem exercer seus efeitos metabólicos (captação de glicose, síntese de glicogênio, anabolismo e por aí vai). Esta via pode agravar a resistência insulina uma vez que os ERKs 1/2 podem ativar a via da JNK, conhecida inimiga dos efeitos metabólicos insulínicos. É CONFUSO? Calma, vou resumir. Na IMAGEM 5 vemos claramente que através do excesso de andrógenos, aqui demonstrado através da PCOS (síndrome de ovário policístico, na sigla em inglês), o receptor de insulina é fosforilado em serinas, o que o desativa. Aquela outra via, a do GRB2, entretanto, pode funcionar sozinha induzindo os efeitos mitogênicos da insulina. Só que sem IRS funcionando, não terá também AKT trabalhando, tampouco PI3K. Se essas gracinhas estão desocupadas você não tem os efeitos benéficos da insulina e o que isso te trará? Mais glicose no sangue, já que ela não está entrando pros tecidos que deveria. Agora façamo-nos uma pergunta: por que maldição o IRS é fosforilado em serina? Seria o Mr. M capaz de desvendar esse mistério? Eu aposto que não, já que até a ciência está com dificuldade pra isso. Pra tentar explicar essa inativação da IRS foi sugerido uma hipotética serina-kinase (7), onde a mesma estaria inativando a atividade da AKT e também estimulando a atividade dos Citocromos P450 envolvidos na “fabricação” de esteroides (IMAGEM 6). Agora na IMAGEM 7 os caras foram ainda mais longe e propuseram que essa fosforilação em serina é causada pelos ácidos graxos livres nas células. É conhecido que esteroides androgênicos melhoram o funcionamento dos receptores Beta Adrenérgicos a Lipase Hormônio Sensível no tecido adiposo visceral. Provavelmente com isso você tem maior liberação de ácidos graxos livres vindos os quais em excesso vão zoar tudo, pela fosforilação em serina do IRS. Outras coisas que é importante observarmos: atividade física e dieta são diretrizes no tratamento de atividade física, levando em consideração que a maioria das mulheres que usam esteroides treina e se alimenta corretamente (ou pelo menos deveria, né?) é explicável porque resistência insulínica e adiposidade abdominal não são tão presentes. O uso de esteroides menos androgênicos que a testosterona, como oxandrolona e metenolona, podem interferir nisso, já que esses efeitos deletérios se dão especificamente pelo receptor de andrógenos. O tempo de uso também é impactante, logo é algo a se levar em conta. Interessante observar que o hiperandrogenismo provavelmente não é o único fator que desencadeia resistência insulínica, até porque o tratamento pra reduzir os andrógenos ou desativar o receptor androgênico nem sempre revertem o quadro. Por fim, dê uma nova olhada nas imagens 3 e 7. Você percebe algo estranho? Está bem claro que os andrógenos contribuem pra resistência insulínica, mas também fica evidenciado que a resistência insulínica por si causa hiperandrogenismo, especialmente pela ativação da CYP450c17. É uma espécie de bola de neve onde um alimenta o outro. Será que o uso de esteroides exógenos não poderia fazer essa bola de neve metabólica começar rolar e, a partir daí, quem vai segurá-la? RESUMINDO: "Masculiniza" a gordura feminina: as mulheres naturalmente tem o percentual de gordura maior que os homens, entretanto a distribuição da gordura nas mulheres costuma ser melhor que nos homens. No público masculina a gordura é normalmente concentrada na região da cintura/abdome enquanto que nas mulheres ela é distribuída nos flancos, coxas e quadril. Acontece que a gordura abdominal é mais prejudicial a saúde que as outras. Ela também estimula o aumento dos macrófagos, piorando a sensibilidade a insulina e favorecendo a obesidade. Acontece que com o uso de andrógenos as mulheres sofrem alterações a nível genético que favorece o depósito de gordura na região abdominal. Resistência insulínica no músculo: o uso de andrógenos altera a proporção de fibras musculares I e II, essa proporção desequilibrada acaba resultando numa menor captação de glicose pelo músculo, levando a resistência insulínica. Alteração de receptores no hipotálamo: o hipotálamo feminino fica menos responsivo a leptina e à produção de POMC, isso leva a diminuição da ativação da gordura marrom, levando a um menor gasto energético. Hiperinsulinemia: mulheres ficam 35% a 40% menos sensíveis a insulina com o excesso de andrógenos. Isso leva a um aumento da produção de insulina pra compensar esse efeito negativo. Isso, obviamente, pode dificultar a queima de gordura, engordar e até levar a um caso de diabetes tipo II. Infelizmente a ciência não elucidou completamente como se dão os efeitos deletérios do hiperandrogenismo em mulheres, mas já podemos ter uma luz na situação. Todavia, nada nos impede de especular e discutir em cima do que já está elucidado. 📰 REFERÊNCIAS: Navarro, G., Allard, C., Xu, W. and Mauvais-Jarvis, F. (2015), The role of androgens in metabolism, obesity, and diabetes in males and females. Obesity, 23: 713–719. DOI: 10.1002/oby.21033 Baptiste, Catherine G. et al. Insulin and Hyperandrogenism in Women with Polycystic Ovary Syndrome. The Journal of steroid biochemistry and molecular biology 122.0 (2010): DOI: 10.1016/j.jsbmb.2009.12.010 A E Newell-Fugate. The role of sex steroids in white adipose tissue adipocyte function. Reproduction. 2017 Apr;153(4):R133-R149. DOI: 10.1530/REP-16-0417 Rosenbaum D, Haber R & Dunaif A. 1993 Insulin resistance in polycystic ovary syndrome: decreased expression of GLUT-4 glucose transporters in adipocytes. American Journal of Physiology – Endocrinology and Metabolism 264 E197–E202. Corbould A. 2007 Chronic testosterone treatment induces selective insulin resistance in subcutaneous adipocytes of women. Journal of Endocrinology. 192 585–594. DOI: 10.1677/joe.1.07070 Evanthia Diamanti-Kandarakis, Andrea Dunaif; Insulin Resistance and the Polycystic Ovary Syndrome Revisited: An Update on Mechanisms and Implications, Endocrine Reviews, Volume 33, Issue 6, 1 December 2012, Pages 981–1030. DOI: 10.1210/er.2011-1034 Joselyn Rojas, Mervin Chávez, Luis Olivar, et al. Polycystic Ovary Syndrome, Insulin Resistance, and Obesity: Navigating the Pathophysiologic Labyrinth. International Journal of Reproductive Medicine, vol. 2014, Article ID 719050, 17 pages, 2014. DOI: 10.1155/2014/719050 Escobar-Morreale HF, San Millán JL. Abdominal adiposity and the polycystic ovary syndrome. Trends Endocrinol Metab. 2007 Sep;18(7):266-72. Epub 2007 Aug. DOI: 10.1016/j.tem.2007.07.003
  23. 3 pontos
    Matheusbaii

    Evoluçao natural: mais de 20 kg!

    Boa noite tenho 19 anos atulamente, comecei a malhar final de agosto de 2016, há 1 ano e uns 10 dias... Queria por aqui pra vcs o que acharam da minha evolução em tão pouco tempo de academia, malho de seg a sexta, comecei a academia com 59kg e hj tenho 79.5kg ... Aqui a foto quando comecei : Aqui as fotos atualmente : O que acharam da evolução? Lembrando 100% natural!
  24. 3 pontos
    Locemar

    INCIANDO CICLO COM OXANDROLONA

    Só pra concordar com o Fit.
  25. 3 pontos
    Locemar

    Hipercalóricos sem academia?

    Respondendo rapidamente suas perguntas: 1. Você pode tomar o hipercalórico sem ir pra academia, o que não quer dizer que terá resultados. 2. Se você frequentou uma academia e não teve resultados, com certeza você fez algo de errado. Pode ser a própria dieta, pode ser o treino ou pode ser a falta de paciência mesmo. Qualquer pessoa pode ter resultados, algumas têm mais dificuldade mas todos podem ter resultados. 3. Hipercalórico só poderá te engordar, ganha massa muscular não. PAra que haja o ganho de massa muscular precisa haver um estímulo, no caso, a academia. 4. O ganho de gordura pode acontecer no corpo inteiro e não controlamos como a gordura será distribuída. Geralmente as pessoas têm mais tendência a acumular mais no abdômen do que em outras áreas, mas é algo que foge do nosso controle.
  26. 3 pontos
    diseaseX

    Equipoise + Enantato

    Acho válido usar Bold, droga de boa adaptação, bastante anabólico fora que abre bem o apetite.
  27. 3 pontos
    Início uma nova fase fiz implante de gestrinona G6 em 25/08 (tratar endometriose) é claro aproveitar os efeitos anabólico dessa substância + associado ao androgel de 25mg (equivale a 2,5md dia de testo em gel) é uma injeção de decanoato de nandrolona de 50mg a cada 3 semanas (proteção das minhas articulações pois tenho osteonecrose no quadril por uso passado de corticoide por doença autoimune hj controlada por mudança na alimentação ) treino 6x por semana respeitando minhas limitações faço hit bike 3x na semana natação em hit tb 2x alimentacao sem glúten, lactose e Açúcar discuplina e persistência busco um corpo slim definido mas n muito grande bf hj 20% (baixei de 36% em 9 meses) peso 51,7kg altura 1,53cm gordura 10,4kg massa muscular Agora foto não estou conseguindo inserir.....alguém pode me dizer se houve mudança no site
  28. 3 pontos
    juliajulia22

    1º Ciclo de Oxandrolona

    Oii vou postar sim ta? ate semana que vem posto Oi tudo bem? entao mas desde quando para mulher 21% de gordura e estar em sobrepeso? é uma media considerada normal. Claro que na nutrição esportiva e estetica, e um bf alto. Mas um passo de cada vez. Preferi ganhar massa magra primeiro e secar depois para eu nao ficar sem volume corporal. Se eu secasse primeiro, nao estaria feliz comigo mesma, ficaria muita magrela e sem corpo. Oi miguel, ja gostei de voce porque voce veio com estudos hahaha. Então exatamente o que eu falei no meu relato. Meu bf está alto por mil motivos. Sou mulher, tomei anticoncepcioanal muito tempo. Como saudavel e isso nao quer dizer que faço dieta o tempo todo, isso nao quer dizer que todos os nutrientes estão adequados. Nao vivo de dieta o tempo inteiro. Exceto no caso de agora. Ja comi muita besteira nessa vida, e ainda como de vez em quando. Quer mais o que pra um bf estar alto?
  29. 3 pontos
    Não sei se é efeito da foto que as vezes engana (mas não creio), só que corpo slim e com volume muscular vc já tem. BF ta controlado, perna bem trabalhada, ombro bem delineado, ta acima da médias das mulheres que aparecem aqui.
  30. 3 pontos
    Manda fotos pra comparar daqui um mês essa já estou com 15 dias com o chip de gestrinona E essa estava com o androgel Esqueci de tirar meu rosto agora já foi 😬
  31. 3 pontos
    Locemar

    1º Ciclo com Oxandrolona

    Tira esse leite no pré-treino. Pode colocar 100g de batata doce e frango desfiado, o básico que funciona. Não sei como você era antes mas pelo peso que tinha já emagreceu bem, parabéns. Vale lembrar que a ox não vai te secar, este é um erro comum, porém, se vai entrar numa dieta restrita ela pode te ajudar a segurar a massa magra embora pelo seu biotipo você não perca massa muscular com tanta facilidade. Como está a divisão de treinamento e aeróbicos?
  32. 3 pontos
    Télimloko

    Aplicação de injetáveis

    Salve galerinha. Estou aqui para alertar sobre a aplicação de injetáveis. Todos devem saber que aes são de aplicação exclusiva intramuscular, NUNCA ENDOVENOSA. Há vários lugares para se aplicar injetáveis I.M. Glúteos,o mais indicado, suporta o máximo de 5mls, sempre no quadrante superior externo do mesmo. Vasto-lateral da coxa, é um pouco mais dolorido,pois geralmente é um músculo "virgem" em nível de injeção,suporta média de 4 mls. Sei que muitos não irão concordar comigo,pois creio que a maioria faz assim, porém o deltóide,pelas regras do COREN E COFEN, é indicado apenas para vacinas, pois por ele passam o nervo radial e arteia suporta, média de 1 ml. Esses são os mais comuns. Sempre fazer assepsia do local com algodão e álcool 70, em casos de aes em bujões,fazer a assepsia do batoque com álcool 70 e e algodão, sem exageros no álcool,pois o mesmo pode penetrar no frasco através da agulha. Sempre fazer a aplicação com ângulo de 90° em relação ao músculo à ser aplicado, após a infiltração da agulha no músculo, aspirar para garantir que não acertou nenhum vaso sanguíneo, isso se percebe se caso só aspirar, a seringa "puxar" sangue. Caso isso ocorra, o indicado é retirar a a agulha imediatamente e refazer o processo. O ideal é trocar sempre a seringa e agulhas, jamais usar a mesma agulha/seringa pois corre o risco de adquirir uma infecção Caso na aplicação da agulha,sentir um choque,retire a agulha imediatamente,vc pode ter acertado um tendão. Jamais contrair a musculatura durante a aplicação, corre-se o risco da mesma quebrar dentro do músculo, aí meu amigo, é PS, bisturi e e pinça para retirá-la de lá. Sou técnico em enfermagem também. Espero que esse tópico sirva para sanar alguma dúvida de algum usuário. Cuidado com vídeos de YouTube, tem cara que aplica no bíceps, local onde na literatura não tem indicação para tal finalidade, é onde é muito vascularizado. A escolha da agulha também é importante, mas isso é relativo à massa do indivíduo, geralmente 30x0,7 ou 25x0,7 pois AES são de uso intramuscular e não subcutâneo, menor que isso provavelmente será aplicado subcutâneo. Vlw galera. Aberto à crítica, dúvida é sugestões. Abraços à todos e bons treinos.
  33. 3 pontos
    fisiculturismo

    www.anabolsoriginais.com é confiável?

    Geralmente não é confiável comprar esteroides no mercado negro (comércio ilegal). A compra segura somente se faz em farmácia, com receita médica. E mesmo em farmácias há o risco de falsificações. Hoje em dia muitos endocrinologistas estão mais familiarizados com a prescrição de esteroides para reposições hormonais que beneficiam os musculadores. Procure um bom médico e fuja de compras ilegais. 😉
  34. 3 pontos
    Cosminha

    Ciclo feminino

    Se testosterona é um hormônio q produzimos normalmente nos limites a o @Foston citou em tese q problemas vai causar ? No meu caso fiquei um mês parada sem malhar membros inferiores pra me recuperar de um problema no quadril e mantive Minha testo entre 250 e 300 nd e refiz bio não perdi massa mantive os ganhos me dou mt bem com testo zero espinha zero oleosidade ... o q senti foi leve aumento do clitoris e manteve meus ganhos volto a treinar pernas amanhã e vou manter minha testo em 120nd
  35. 3 pontos
    FitCoupleHim

    Ciclo feminino

    O melhor método é aquele que te ajudam a alcançar os teus objetivos com os menores colaterais, independentemente de droga utilizada. É claro que algumas drogas são mais anabólicas (e androgênicas) que outras, sendo que a referência para fins de comparação é a testosterona. O principal são doses moderadas, dentro do limiar da saudabilidade. Tudo em excesso faz mal, aliás, até a água. O grande percalço é que as pessoas querem resultados imediatos, em um esporte que demanda paciência, persistência e dedicação. Eu sou filho da pressa... Duas cirurgias em 1 ano. Aprendi minha lição.
  36. 3 pontos
    Foston

    Ciclo feminino

    Vai depender da dose usada e da resposta individual. Há um estudo segundo o qual até 122 ng/dl de testosterona livre não haveria alteração no timbre de voz, por exemplo. O fato é que a perspectiva do uso de esteroides é bem diferente entre homens e mulheres, pois aqueles se preocupam com o eixo HPT e estas com a interrupção da menstruação e com os colaterais da testosterona, que, ao menos no caso da voz como disse, começam a se manifestar a partir de uma determinada taxa sanguínea, 122 ng/dl conforme este artigo (1). Neste trabalho foi ministrado doses de testosterona em mulheres com a correlação entre a dose semanal de testosterona e a medição sanguínea: 013 ng/dl - placebo 083 ng/dl - 3,00 mg / semana 106 ng/dl - 6,25 mg / semana 122 ng/dl - 12,5 mg / semana 250 ng/dl - 25,0 mg / semana Ou seja, em tese uma dosagem de 12,5 mg/semana manteria uma mulher com níveis fisiológicos ideais para o ganho e/ou manutenção de massa muscular pós ciclo. Pode-se questionar a segurança disso. Atrizes, modelos, panicats, etc, estão em testosterona e HGH ininterruptos (2). Mulheres que fazem uso de terapia anti-aging quase sempre saem com uma receita de testosterona bioidêntica para uso ininterrupto! As mulheres adoram: perda de celulites, aumento da massa magra, humor, etc. E todos os médicos dessa linha condenam" os anticoncepcionais hormonais (estes também são hormônios esteroides que a mulher pode usar a vida inteira, ao menos até a menopausa). De igual forma o cientista Elsimar Coutinho inventou os bastões com hormônios, dentre os quais a testosterona, para uso e troca anual, de uso ininterrupto, tanto para mulheres (atrizes, modelos, etc) quanto para homens (com hipogonadismo). Mais do que a droga a ser utilizada, o que vai determinar este fator é a dose. O ideal é ministrar frequentemente em doses calculadas. Mulheres com testosterona até cerca de 100ng/dl, em sua maioria, não apresentam colaterais. Isso significa que mulheres podem, por exemplo, fazer ciclos curtos de 4 semanas (período de maiores ganhos) para, após, manterem o que ganharam usando doses de manutenção. 02 a 03 ciclos por ano serão mais do que suficientes, dependendo dos objetivos. Minha esposa, por exemplo, já atingiu o objetivo dela e, se quisesse, nem precisaria mais fazer ciclos, precisaria, apenas usar a dose de manutenção para não deixar ela com uma testosterona abaixo de 122ng/dl. É possível se atingir 122 ng/dl com gel de testosterona em pentravan a 0,5% em uso diário. A propósito, as meninas precisam perder o preconceito com a testosterona. No meu modesto entender, em doses ideais, este hormônio não gera os colaterais de um derivado de DHT, como a oxandrolona ou stano. Ademais, conforme dito, ele é prescrito para mulheres com testosterona baixa em uso contínuo. O melhor de dois mundos é ter acompanhamento de endócrino atualizado. (1) http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/25875779 (2) http://revistamarieclaire.globo.com/Beleza/noticia/2015/04/famosas-e-blogueiras-aderem-ao-polemico-chip-hormonal-que-promete-perda-de-peso-e-mais-musculos.html
  37. 3 pontos
    Sim, consegui recuperar meu peso e to batendo 108kg agora. Passei por uma fase negra aí, perdi 15kg, fiquei na merda mas ja to de volta 100%, coisas da vida. O Mestre sumiu mesmo mas tem uma galera nova aí que manda bem, faz parte.
  38. 3 pontos
    Foston

    Ciclo feminino

    Uma mulher tem normalmente entre 40 a 90 ng/dl de testosterona no sangue. Mulheres que usam contraceptivo hormonal chegam a ter 0,07 ng/dl (!!!) de testosterona total. Os músculos são testosterona dependentes. Assim sendo, a literatura já admite reposição de testosterona para mulheres. Há meninas usam uma dose que as deixa no patamar superior, passando um pouco desses 90 ng/dl. Algumas chegam a 120ng/dl sem grandes problemas. Outras avançam até perto do limite mínimo de um homem: 250 ng/dl. Esse patamar equivale mais ou menos a uma mulher com SOP ou hiperandrogenismo. Nesse patamar algumas terão colaterais, outras somente crescimento de pelos e libido. Colaterais são muito individualizados. O fato é que a testosterona é um hormônio que todos - homens e mulheres - têm no corpo. Por isso, em doses moderadas, não há como causar maiores problemas em uso contínuo.
  39. 3 pontos
    Tem várias opções pra você variar a dieta. Não precisa ser somente batata doce, pode ser a batata inglesa normal, pode ser aipim, inhame, arroz integral, macarrão de arroz...pode ser carne magra, peixe...
  40. 3 pontos
    Sim, os abdominais são importantes para que, ao secar, você tenha o que mostrar. Teu pensamento está correto.
  41. 3 pontos
    O que muita gente não leva em consideração é o tempo de uso. A gente vê muita gente aqui jogando uma dose lá no alto pra usar por 2 meses. O organismo precisa de tempo pra se adaptar, por mais que tenha muita droga, não adianta acelerar o processo. Físicos são construídos ao longo do tempo, com paciência, persistência mesmo com uso de hormônios. Uma mulher que mantém a dosagem de 15mg por 1 ano, ao final desse tempo terá um shape muito melhor do que aquela que fez 3 ciclos pesados e no final tá toda retida, cheia de espinhas, com o eixo zoado, colaterais etc...
  42. 3 pontos
    Boa noite entendidos, rsrs Ano passado fiz um ciclo de Oxa 5mg, durante 3 meses, e tive o resultado abaixo. 1.74 e 64kg, na foto antiga tinha 58kg. Esse ano nao usei nada, so suplementação. Agora pós operada quero voltar a ciclar, me indicaram Oxa 7.5 + estano 20 + Testo em creme. Tenho 1.74 e 60kg atuamente. O que indicam? Bjus
  43. 3 pontos
    Vou até dia 10 com o cut , na segunda na faço os exames para ver como estão as coisas , valeu pelas dicas
  44. 3 pontos
    A sua queda de cabelo se deve provavelmente ao DHT da oxandrolona. Há quem faça o uso da seguinte fórmula: Minoxidil 5 % 17-alfa estradiol a 0,05 % Espumil qsp 120 ml (farmácia de manipulação - não precisa de receita aviada); Juntamente a essa fórmula você pode comprar shampoo de cetaconazol a 2% (baratinho nas farmácias convencionais, peça o genérico). Acredito que isso resolva, mas você deverá descontinuar a oxandrolona. Se não resolver, me avise. Se ainda pretende fazer novos ciclos, deveria usar drogas que não sejam à base de DHT. Drogas à base de DHT são as mais geram queda de cabelo decorrente da alopecia androgenética. Se quer uma solução urgente: espirolactona e, em último caso, contraceptivo hormonal (elevará seu SHBG), mas essas duas soluções gerarão decréscimo dos ganhos.
  45. 3 pontos
    FitCoupleHim

    Indicação de endocrinologista

    Já pensou em um coach? Aqui no fórum tem o @Micael Silva é o @Toxi . Ambos podem te acompanhar.
  46. 3 pontos
    Finaplix é o nome do medicamento que tem a trembolona como princípio ativo. Como ele não é mais fabricado, "roubaram" o nome comercial e colocaram aí nesse produto. Toda trembo tem uma cor parecida com cobre. Não tem como saber se é autêntico pois deve ser um lab underground. Entrei no site que tem aí no rótulo e o site não existe...
  47. 3 pontos
    trembomon

    [DÚVIDA] - 1º CICLO OXANDROLONA

    Daew mano... Creio que o problema esteja na sua dieta, vc não pois a quantidades dos macros (Proteinas,Gorduras, carboidratos) mas pelo que vejo a quantidade de proteína parece estar bem abaixo.... MINHA OPINIÃO A RESPEITO: -Procurar uma nutricionista; Sim meu caro, eu aconselharia mt a ir, tem até nos postos de saúde gratuitamente caso o problema for dinheiro. O ideal é que siga a orientação dela, adquira uma balança de cozinha e comece a pesar sua comida se quiser crescer, pois anabolizantes não adiantam em nada sem dieta! Minha opinião é essa acima, mas aproveitando sua pergunta do ciclo pra ja ficar sabendo, se pensa em Saúde NÃO USE! Se tem medo de agulha NÃO USE, pois muitos tomam anabol oral por medo de agulha, mas os orais são mais perigosos que os injetáveis de certa forma... A Oxandrolona realmente é um dos que tem menos colaterais, porem tem que usar testosterona junto se não quiser ficar de paumolencia .
  48. 3 pontos
    Seu HDL está fantástico, mesmo. Ainda mais porque a gestrinona baixa um pouco ele.
  49. 3 pontos
    Acompanhando. Nenhum colateral vai aparecer no momento, a droga ainda tá empilhando no seu organismo.
  50. 3 pontos
    Uma sugestão seria fazer 10-12 semanas. O ideal é que você diminua gradativamente as doses ao invés de parar repentinamente. Poderia fazer 1-2 5mg 3-4 10mg 5-8 15mg 9-10 10mg 11-12 5mg Se no meio do caminho achar que não deve aumentar para 15mg, aumente as semanas com 10mg Da pra levar por 14-16 semanas se quiser e se estiver se sentindo bem.
Esta liderança está programada para São Paulo/GMT-03:00
×
Esta popup será fechada em 10 segundos...