Jump to content

Search the Community

Showing results for tags 'arginina'.



More search options

  • Search By Tags

    Type tags separated by commas.
  • Search By Author

Content Type


Forums

  • Anabolizantes Esteroides
    • Tópicos sobre esteroides
    • Relatos de ciclos
  • Suplementos Alimentares
    • Tópicos sobre suplementação
    • Relatos de uso de suplementos alimentares
  • Treinamento de Musculação
    • Tópicos sobre treinamento
    • Lesões musculares
    • Diário de treino
  • Nutrição Esportiva
    • Tópicos sobre nutrição
    • Relatos sobre dietas
  • Gente
    • Tópicos de evolução do shape
  • Assuntos Diversos
    • Tópicos diversos

Calendars

  • Campeonatos de Musculação
  • Cursos, Palestras e Feiras

Categories

  • Esteroides
  • Suplementos
  • Treinamento
  • Nutrição
  • Gente
  • Diversos

Categories

  • Esteroides
  • Suplementos
  • Treinamento
  • Nutrição
  • Gente
  • Diversos

Categories

  • Aves
  • Bebidas
  • Carnes
  • Lanches
  • Legumes
  • Ovos
  • Massas
  • Peixes e Frutos do Mar
  • Saladas
  • Sobremesas

Categories

  • Abdominal
  • Antebraço
  • Bíceps
  • Costas
  • Coxa
  • Glúteo
  • Lombar
  • Ombro
  • Panturrilha
  • Peito
  • Pescoço
  • Romboide
  • Trapézio
  • Tríceps

Find results in...

Find results that contain...


Date Created

  • Start

    End


Last Updated

  • Start

    End


Filter by number of...

Joined

  • Start

    End


Group


Telefone Celular (WhatsApp)


Telefone Fixo


Interesses


Facebook


Instagram


YouTube


Twitter


Website


Tumblr


Série de Treinamento


Suplementação


Dieta Nutricional


Ciclos de Esteroides Anabolizantes & Drogas Afins


Academia


Altura


Peso


Percentual de Gordura

Found 9 results

  1. ' Olá pessoal, essa semana vou passar a tomar L-ARGININA, ouvi dizer que ela dilata bastante as veias, e também ajuda no quesito de massa muscular magra...encontrei uma aqui para vender, porém não sei se é boa, gostaria que um de vocês com mais experiencia avaliasem o produto e me digam se essa L-Arginina é boa... http://www.biovea.com/br/product_detail ... =GGLBR&C=N Desde já agradeço a colaboração de todos.
  2. Boa tarde, pessoal! Recebi uma oferta de uma loja de suplementos (física, senão compartilhava com vcs rs) referente ao Cellucor NO3 Chrome. Alguns dizem ser pré-treino, outros dizem que pode tomar com outros pré-treinos. O que exatamente é? Eu tomo o Assault e vejo ele como uma alternativa para "desacostumar" pois um scoopizinho do Assault tá me aguentando mais não! hahaha Meu organismo acostuma muito fácil com esses pré-treinos, nunca tive os efeitos "cachorro louco" que muitos dizem sentir (pessoas sem AES, não sei se isso interfere). Vamos lá, alguém já tomou? Sabe pra que serve? Ele está de 224,99 com 180 cápsulas. Me disseram que serve para: pump durante o dia todo, maior vasodilatação, mais força e resistência, auxilia no aumento da massa muscular, pode ser combinado com um pré-treino como C4 ou Jack3D Advanced, melhora o transporte de nutrientes para os músculos. Tabela Nutricional: http://www.heroesfitness.co.uk/Storage/Ecommerce/stock/originals/5zqmewfr.pjo.celucor no3 chrome.jpg Muda muito para o meu amado Assault?
  3. Galera sobre anabolizante natural citados no seguinte texto... é preciso fazer tpc ou protetor hepático? ZMA Arginina + Ornitina Tribulus Terrestris Cromo Picolinato
  4. Ultimamente temos visto muitos novos suplementos espalhafatosos sendo lançados no mercado. Os rótulos dos produtos são elaborados com as mais rebuscadas técnicas de marketing, assim como as propagandas desses suplementos. A Sanibras Bionutrientes parace não estar muito preocupada com isso. Seu último lançamento no mercado de suplementos alimentares é bem diferente da última leva de produtos lançados pela indústria. O Dilatex é um suplemento alimentar cujo rótulo do produto é extremamente simples. A embalagem é muito semelhante àquela comum a produtos manipulados em farmácias do gênero. Trata-se de um suplemento alimentar que contém alanina e arginina, componentes comuns aos pré-treinos. No rótulo consta a indicação de uso de 4 cápsulas por dia, nada mais. Mas afinal, pra que serve um suplemento alimentar com alanina e arginina? A resposta para essa pergunta pode ser encontra no site que a Sanibras Bionutrientes criou para o Dilatex, e que copiamos a seguir: Dilatex é um suplemento de uso profissional composto de Alanina e Arginina à partir do minerais Quelatos. Quando uma molécula de mineral está ligada a um aminoácido específico, facilita a assimilação pelo organismo, promovendo uma rápida absorção do aminoácidos. A estabilidade destes complexos quelatos foram potencializadas em nosso laboratório à partir da tecnologia denominada OxyPump®, garantindo o equilíbrio dos complexos quelatos. Este complexo possui a vantagem de ser melhor biodisponível (até 90% de absorção, contra 10 a 20% dos minerais inorgânicos), sem interferir na absorção de outros nutrientes, sem possuir efeitos colaterais, nem causar dopping. No caso do Dilatex, este equilíbrio garante uma rápida assimilação da Arginina e da Alanina que são precursores do Óxido nítrico e da Carnosina. A tecnologia OxyPump diferencia o Dilatex dos outros suplementos do mercado, pois até o momento, outros laboratórios não desenvolveram tecnologia para estabilidade da Alanina com a Arginina em um complexo como o Dilatex. Será que o Dilatex será um sucesso? A Sanibras Bionutrientes apostou em trilhar um caminho diferente das outras marcas. O destaque de seu suplemento alimentar decorre de sua própria simplicidade numa prateleira cheia de produtos concorrentes. Pra essa pergunta, só o mercado de suplementos alimentares e seus ávidos consumidores têm a resposta. Saiba mais sobre este suplemento
  5. Boa noite monstros ! Este é meu primeiro post aqui e gostaria que alguém pudesse me esclarecer uma dúvida. Tenho 17 anos, treino há 5 meses. Estou pensando em começar a suplementar com Arginina em cápsulas, porém já sou bastante vascularizado, tenho veias enormes mesmo em repouso, sinceramente acho até meio anormal, enfim, estou receoso de que ao suplementar com arginina eu possa ter uma hiperdilatação ou algo do tipo, prejudicando minha saúde vascular. Alguém pode me lançar uma luz sobre isso ? Obrigado.
  6. Salve galera! Tava olhando a composição de 'pré-treinos tops' e basicamente são esses ingredientes. Eu importo suplementos e comprando eles separados, sai bem mais barato e ainda com dosagens muito maiores (isso pra ser usado em um mês). Minha intenção não é ficar 'pilhado'(rs) e sim: Aumento de força, vasodilatação (maior fluxo sanguíneo) e melhor recuperação muscular. As dosagens: Arginina 1,5g Beta-Alanina 3g Creatina 5g Taurina 1,5g Vo colocar um optimen tbm junto por causa das vitaminas. Faltou a cafeína, mas como estou em bulk não acho tão necessário. já uso 5g Bcaa/glutamina pré e pós treino. Eae galera, será q fica bom?
  7. A fadiga muscular no desempenho humano pode ser definida como uma redução na capacidade de geração de força ou de potência pelos músculos envolvidos no exercício, ou ainda, pode ser interpretada como uma falha na capacidade do indivíduo de sustentar um nível particular de desempenho. O desenvolvimento da fadiga esta estreitamente associado à intensidade e à duração da atividade, manifestando-se tanto em exercícios de alta intensidade como em trabalhos submáximos. Além desses, outros fatores, tais como o nível de treinamento e o estado nutricional, podem afetar o processo da fadiga. A fadiga é um evento reversível cuja recuperação já se inicia ao término do esforço. Várias estratégias nutricionais têm sido experimentadas na tentativa de minimizar e/ou retardar a fadiga e melhorar o rendimento esportivo. Beta-Alanina: A beta-alanina é um aminoácido precursor de carnosina. A carnosina é sintetizada no organismo, ocorrendo elevadas concentrações nos músculos esqueléticos. Durante a atividade física intensa e de média e longa duração, como uma aula de spinning depois de um treino de musculação ou uma corrida de 10km, uma maior quantidade de carnosina dentro do músculo é capaz de evitar ou retardar o aparecimento do ácido lático, responsável pelo surgimento da fadiga. L-arginina: A L-arginina é um aminoácido essencial que serve, entre outras funções, como precursor potente de óxido nítrico (NO). Os possíveis efeitos ergogênicos de sua suplementação na fadiga em exercícios intensos ou exaustivos se fundamentam na ideia de que o aumento e a sustentação da produção de NO no endotélio vascular promoveria melhora da função circulatória, maior fornecimento de oxigênio às fibras musculares e, consequentemente, menor desequilíbrio energético. D-ribose: A D-ribose é um açúcar que é sintetizado em quase tosos os tecidos a partir de outros compostos como a glicose Estudos mostraram que a suplementação com Ribose aumenta a ventilação e melhora a eficiência de utilização de oxigênio inalado. O resultado é menor fadiga e uma maior capacidade de tolerar o exercício. Creatina: Além do já conhecido benefício da suplementação de creatina para trabalhos que envolvem força máxima ou potência anaeróbica, tais como, saltos, tiros ou ciclismo, podemos também ressaltar que o aumento de creatina no músculo pode favorecer uma mais rápida ressíntese de ATP, melhorando assim a fadiga. Além disto, a creatina pode exercer um efeito antioxidante. Antioxidantes: O aumento da produção de radicais livres que ocorre durante o exercício intenso ou extenuante, pode promover a oxidação extensiva de diversas proteínas musculares, contribuindo assim para o desenvolvimento da fadiga aguda. Em razão disso, o efeito da intervenção com antioxidantes na fadiga muscular parece ter efeitos positivos. A suplementação de NAC (N-acetilcisteína), dentre os outros antioxidantes tem demonstrado mais benefícios por aumentar a disponibilidade de cisteína e a síntese de glutationa favorecendo o equilíbrio redox do organismo. Carboidratos: O consumo de carboidrato durante o exercício parece não alterar os níveis de ATP no momento da fadiga; porém pode manter maiores as concentrações de creatina no músculo. Além disso, a suplementação com carboidratos durante o esforço pode poupar glicogênio muscular. Não podemos esquecer de mencionar que o consumo de carboidratos durante exercício prolongado pode diminuir a captação de triptofano pelo cérebro e retardar a fadiga. A fadiga muscular é um fenômeno altamente complexo. O emprego de alguns tipos de suplementos nutricionais, tais como, L-arginina, creatina, a beta-alanina e o carboidrato, tem se mostrado efetivo em atenuar e/ou retardar a fadiga em exercícios intensos.
  8. queria um suplemento pra força,mas não quero engordar,meu testo booster só resta 1 tablete,não quero creatina nem arginina nem bcaa, a cafeina eu já tenho,só força . qual vocês me indicam?
  9. ORNITARGIN® ARGININA ORNITINA CITRULINA FORMA FARMACÊUTICA E APRESENTAÇÃO Drágeas: Caixa contendo 20 drágeas, em blister. Flaconetes: Caixa contendo 12 flaconetes de 10 ml. USO ADULTO COMPOSIÇÃO ornitargin_drageas.jpg (7397 bytes) ornitargin_flaconetes.jpg (14777 bytes) Drágeas Flaconetes L-Arginina, cloridrato .................................... 185 mg 360 mg L-Ornitina, aspartato ..................................... 60 mg 130 mg L-Citrulina ....................................................... 5 mg 10 mg Excipientes: Drágeas: estearato de magnésio, povidone, silicato de magnésio, açúcar granulado, goma arábica, amido de milho, carbonato de cálcio, goma laca, corante vermelho bordeaux, corante verde mistura, q.s.p. 1 drágea. Flaconetes: metilparabeno, sorbitol, essência de limão, ácido cítrico monohidratado, levulose, álcool etílico 96º GL, água deionizada, q.s.p. 10 ml. INFORMAÇÃO AO PACIENTE Ação esperada do medicamento ORNITARGIN ajuda a transformar produtos tóxicos, decorrentes da metabolização de proteínas, em substâncias menos tóxicas, passíveis de serem excretadas ou reaproveitadas. Cuidados de armazenamento Manter a embalagem fechada. Conservar em temperatura ambiente (temperatura entre 15º C e 30º C). Evitar local quente (ambiente com temperatura entre 30º C e 40º C). Proteger da luz e umidade. Prazo de validade Drágeas: 24 meses a partir da data de fabricação. Flaconetes: 36 meses a partir da data de fabricação. Atenção: Não utilizar o produto fora do prazo de validade impresso na embalagem. Após este prazo, o medicamento poderá perder gradativamente a eficácia, não se obtendo os resultados terapêuticos esperados. Gravidez e lactação Informar seu médico a ocorrência de gravidez na vigência do tratamento ou após seu término. Informar ao médico se está amamentando. Cuidados de administração Siga a orientação do seu médico, respeitando sempre os horários, as doses e a duração do tratamento. Interrupção do tratamento Não interromper o tratamento sem o conhecimento do seu médico. Reações Adversas Informar seu médico o aparecimento de reações desagradáveis. TODO MEDICAMENTO DEVE SER MANTIDO FORA DO ALCANCE DAS CRIANÇAS. Ingestão concomitante com outras substâncias Não são conhecidas quaisquer restrições ao uso de ORNITARGIN juntamente com alimentos. Contra-indicações e precauções Informar seu médico sobre qualquer medicamento que esteja usando, antes do início, ou durante o tratamento. ORNITARGIN é contra-indicado para pacientes com hipersensibilidade ao produto. NÃO TOME REMÉDIO SEM O CONHECIMENTO DO SEU MÉDICO, PODE SER PERIGOSO PARA A SAÚDE. INFORMAÇÃO TÉCNICA Características Os aminoácidos, além de serem biomoléculas constituintes de proteínas e peptídeos em todos os organismos vivos, contribuem, através de sua oxidação, com o fornecimento de 10 a 15% da energia total necessária, para que as células desempenhem adequadamente suas funções. Essa degradação oxidativa se dá principalmente durante a renovação ativa das proteínas estruturais, quando há excessiva ingestão de aminoácidos, durante o jejum e exercícios físicos e na Diabetes mellitus. Uma vez eliminado o grupo amino, são formados os alfa-cetoácidos, cuja oxidação a gás carbônico e água, no ciclo de Krebs, produz ATP, molécula que contém energia utilizável pela célula. O outro metabólito produzido por essas reações é a amônia, molécula altamente tóxica para inúmeros tecidos. A remoção da amônia dos tecidos periféricos é realizada através de sua coleta pelo sangue, com posterior remoção pelo fígado. Este órgão transforma a amônia em uréia, composto solúvel, 40 vezes menos tóxico, excretado pela urina. O ciclo metabólico responsável pela transformação de amônia em uréia chama-se ciclo de Krebs-Henseleit ou ciclo da uréia. Durante o ciclo, a Ornitina capta uma molécula de amônia do sangue e se transforma em Citrulina, que por sua vez retira mais uma molécula de amônia do sangue, transformando-se em Arginina. A molécula de Arginina desdobra-se em uréia e Ornitina, sendo a primeira excretada pelo rim e a segunda reiniciadora do ciclo. Ao mesmo tempo em que se processa a captação de amônia do sangue, é retirado também, gás carbônico (CO2), na forma de ácido carbônico. Estudos experimentais em ratos intoxicados agudamente com amônia, demonstraram a eficácia de ORNITARGIN. Quanto maior for a capacidade de detoxicação hepática e o aporte de amônia circulante, maior será a formação de uréia e seu nível na corrente sangüínea. Contudo, em graves e extensas lesões hepáticas ou quando existe um excessivo aporte de amônia na corrente sangüínea, a detoxicação da amônia pode ser comprometida. Nesta última situação, a amônia, por si, interfere em várias fases do ciclo da uréia e Krebs, pela inibição de várias enzimas. Na fisiopatologia da encefalopatia hepática, participam diversos mecanismos que resultam na depleção de neurotransmissores a nível do Sistema Nervoso Central. A hiperamoniemia é um desses fatores. Para o tratamento desse desequilíbrio metabólico, a oferta de Arginina, Ornitina e Citrulina, com a finalidade de reduzir as taxas de amônia sangüínea, se constitui de uma alternativa terapêutica. A Arginina desempenha um importante papel no metabolismo muscular, pois além de ser um veículo de transporte de amônia, é precursora de creatina-fosfato, composto de grande importância na bioenergética dos músculos e nervos. A Arginina tem ainda importante função na neoglicogênese, auxiliando o consumo de ácido lático, formado durante a atividade muscular. Assim sendo, a suplementação com ORNITARGIN pode ser de extrema valia nas atividades físicas em virtude da elevada degradação de aminoácidos musculares, com acúmulo de amônia e da diminuição das reservas musculares de creatina-fosfato. Mesmo na instauração de suplementação alimentar a base de aminoácidos, deficientes em Arginina e Ornitina, pode-se evidenciar uma hiperamoniemia secundária. Recentes publicações demonstraram que a L-Arginina é precursora do Óxido Nítrico (ON), identificado como Fator Relaxante Derivado do Endotélio (EDRF), um potente vasodilatador. Além disso, a produção de ON a partir de L-Arginina tem sido citada como o mecanismo de defesa primário contra microorganismos intracelulares, bem como patógenos como fungos e helmintos. Estudos mostraram que animais deficientes de Arginina, perdem rapidamente o colágeno contido nos tendões, ossos, cartilagens e tecido conjuntivo. Isso pode ser explicado pelo fato da Arginina ser precursora da prolina, principal aminoácido contido no colágeno, cuja síntese é estimulada por incisões na pele. INDICAÇÕES Hiperamoniemia Estados de astenia Intoxicações exógenas Tratamentos hiperproteicos Como suplemento da dieta. Na prática de exercícios físicos CONTRA-INDICAÇÕES Hipersensibilidade ao produto, insuficiência renal crônica, acidose metabólica e respiratória. PRECAUÇÕES E ADVERTÊNCIAS Não são conhecidas até o presente momento. INTERAÇÕES MEDICAMENTOSAS Não são conhecidas até o presente momento. EFEITOS COLATERAIS ORNITARGIN pode ocasionar flatulência (gases) que tende a desaparecer após o décimo dia da ingestão. POSOLOGIA Drágeas: 2 a 4 drágeas por dia, ou a critério médico. Flaconetes: 2 a 3 flaconetes por dia, ou a critério médico. SUPERDOSAGEM Na eventualidade de superdosagem recomenda-se adotar as medidas habituais. PACIENTES IDOSOS ORNITARGIN pode ser usado por pessoas acima de 65 anos de idade, desde que observadas as precauções do produto. N.º DO LOTE, DATA DE FABRICAÇÃO E PRAZO DE VALIDADE: Vide cartucho. Reg. M.S. n.° 1.0146.0034
×
×
  • Create New...