Jump to content

torque

Membro
  • Content Count

    567
  • Joined

  • Last visited

  1. Para potencializar o treinamento, é preferível treinar na mesma sessão grupos musculares que sejam antagonistas(peito com costas, peito com bíceps, costas com tríceps), ou então treinar braço em um dia separado de peito e costas. Isso pelo fato de que, em se tratando de grupos musculares que são sinérgicos, o segundo grupamento a ser trabalhado na mesma sessão já estará desgastado em razão de seu trabalho preliminar como sinergista ao movimento. Agora, em se tratando dos exercícios dentro de um mesmo grupamento muscular, é muito bom variar a ordem de execução dos mesmos de tempos em tempos, pois isso possibilita um rearranjo no recrutamento das fibras, melhorando a coordenação intra e inter-musculares. Assim, é sempre bom variar o treino de costas,começando às vêzes com exercícios bi-articulares (remadas e puxadas),e outras vêzes começando com exercícios mono-articulares(pull-down ou pull-over). O mesmo se dá para peito. É bom não começar apenas pelos supinos(bi-articulares). Deve-se também começar pelos mono-articulares( crucifixos, cross-over, pull-over), propiciando o que se chama de pré-exaustão. Um abraço a todos.
  2. Com certeza a restrição calórica na alimentação é um fator mais importante na perda de gordura, mas a dúvida do usuário foi em relação ao treinamento. Você está completamente equivocado quando diz que os exercícios resistidos são mais eficazes que os aeróbios no que diz respeito ao dispêndio energético numa atividade física. Sugiro que vc se informe mais a respeito desse assunto.
  3. Sou favorável à prática da musculação por crianças e adolescentes que praticam esporte de alto nível de forma competitiva em função de se obter com ela um aumento na força e na resistência localizada além do fortalecimento de tendões e ligamentos que favorecem à diminuição do nº e da gravidade das lesões na prática do esporte competitivo. Para quem está nessa faixa etária e não pratica esporte de forma competitiva, não vejo motivo para praticar musculação antes dos 18 anos, quando o processo de crescimento normalmente já está consolidado. Pra quem acha necessário fazer musculação antes dos 18 anos com objetivos estéticos, deve estar muito bem orientado com relação à postura correta e ao nível de sobrecarga ( inferior a 70% de 1 RM) para se evitar possíveis danos à cartilagem de crescimento localizada na placa de crescimento, na epífise ou no tendão de inserção.
  4. Leke, Vc pode fazer as sessões de aeróbio e hipertrofia em conjunto sem nenhum problema. Se vc quer dar ênfase na perda da gordura localizada(pneus na cintura), procure priorizar os aeróbios. O ideal é vc fazer os aeróbios em períodos distintos da musculação( por ex., aeróbio de manhã e musculação à tarde). Só um toque: a corrida possibilita um maior gasto calórico na unidade de tempo em relação à bicicleta estacionária, e com ela os resultados serão sentidos mais rapidamente. Se vc preferir mesmo a bicicleta estacionária, procure utilizar cargas entre 1,5 e 2,5 Kp numa rotação entre 50 e 70 rpm de forma contínua ou intervalada. ps. faça os abdominais com poucas repetições (entre 12 e 15) e trabalhe com sobrecarga como qualquer outro grupo muscular dentro das sessões de musculação. A utilização da musculatura abdominal com muitas repetições e sem carga ganha um caráter aeróbio localizado, mas por envolver uma quantidade de massa muscular relativamente pequena, acarreta, consequentemente, um pequeno gasto calórico quando comparado à musculatura de membros inferiores utilizados na corrida ou na bicicleta. Um abraço.
  5. Os dois métodos são bons. As super-séries(pré-exaustão ou agonista-antagonista) são de aplicação mais ampla. O drop set tem uma melhor eficiência em articulações de pequena amplitude(ex. tríceps sural, tibial, flexores e extensores de punho) e músculos mono-articulares através de exercícios isoladores, que possibilitam uma maior ênfase do músculo solicitado.
  6. Victor, Uma caminhada, mesmo que acelerada, vai fazer com que o seu consumo de O2 esteja bem abaixo do seu limiar anaeróbio, salvo se vc tiver alguma limitação cardiovascular ou pulmonar. Isso produzirá uma quantidade muito pequena de metabólitos capazes de inibir a liberação de cálcio e atrapalhar a contração muscular. Isso ocorre com muito mais ênfase quando o exercício aeróbio é de alta intensidade, ou seja, quando se ultrapassa o limiar anaeróbio. Por isso essa caminhada não lhe trará problemas para o treino de musculação. Agora, é preciso também levar em conta que uma caminhada de 25 min não vai lhe trazer quase nenhum condicionamento aeróbio, além de proporcionar uma queima calórica e de gordura pouco representativa. Um abraço.
  7. Foca, Realmente, o aeróbio intervalado é o melhor exercício para perda de gordura. O que se estava questionando era se, para potencializar a queima de gordura, ele deveria ser feito antes ou depois da musculação. Agora, polêmicas à parte, quem puder e tiver tempo disponível, faça o aeróbio em um período ou dia separado da musculação e verá como o rendimento de ambos será melhor, tanto no que tange ao ganho e manutenção da massa magra, como à melhora do sistema cardiovascular e perda de gordura. Um abraço.
  8. Ronaldo, Vou lhe fornecer um dado que me foi passado em meu curso de pós-graduação na UNIFESP pelo dr. Fernando Carmelo Torres com relação à magnitude do aumento da TMR(taxa metabólica de repouso) em função do aumento da massa muscular: 1 Kg de massa muscular adicional equivale a um aumento na TMR de: 10 a 15 Kcal/dia se a pessoa for sedentária 20 a 30 Kcal/dia se a pessoa for ativa Se se tratar de atletas de alto nível esse valor poderia corresponder a um aumento de até 40 Kcal/dia. Ora, se imaginarmos que a TMR de um homem de porte médio seja da ordem de 1800 Kcal/dia, o acréscimo de 1 Kg de massa muscular acarretaria um aumento de cerca de 2% na TMR, valor bastante diferente do que vc citou em sua referência. Com relação ao que vc citou sobre o exercício com pesos melhorar o sistema cardiovascular ( VO2max), isso só se justifica e em valores bastante tímidos se vc fizer um trabalho com pesos em circuito e com cargas relativamente baixas e um maior nº de repetições ( o que não é o caso da maioria dos que treinam musculação). Vc pode comprovar o que eu estou dizendo lendo a última edição (6ª) do "American College of Sports Medicine" que é a organização internacional mais avançada em pesquisas na área de fisiologia do exercício. Com relação ao que vc afirma de que a musculação tem uma maior importância do que o aeróbio na diminuição da gordura corporal, isso só se justificaria se o ganho de massa muscular ocasionasse um aumento significativo na TMR, o que não é verdade para a grande maioria dos que treinam musculação e não têm aumentos tão significativos de massa muscular assim. Com relação ao treinamento em si, creio que não há o que questionar, visto que os substratos utilizados e as vias metabólicas são totalmente diferentes no que tange ao treinamento aeróbio( gordura carboidratos e proteínas) e anaeróbio-musculação(fosfato creatina e carboidratos). Um abraço.
  9. Gostaria apenas de lembrar que é tudo uma questão de prioridades. Realmente fazer o aeróbio antes da musculação possibilita não só uma melhor queima de gordura como uma melhora mais significativa do condicionamento aeróbio. Todavia é preciso lembrar que após um aeróbio intenso, a quantidade de lactato e íons H+ também é significativa, e isso faz com que haja uma inibição do íon cálcio, que por sua vez acarretará uma diminuição do nº de pontes cruzadas ativas durante a contração muscular, ou seja, haverá uma diminuição da força gerada e, também, da capacidade de hipertrofia. Assim, se a pessoa prioriza o aeróbio e não está muito preocupada com uma eventual perda de hipertrofia, pode começar a sessão pelo aeróbio e terminar pela musculação. Ao contrário, se a preocupação maior for com a hipertrofia, o ideal é começar pela musculação e terminar com o aeróbio. Agora, se a pessoa estiver preocupada em manter ou melhorar a hipertrofia e priorizar a perda de gordura e o condicionamento aeróbio , o ideal é se utilizar de dias distintos ou treinar as duas sessões(aeróbio e musculação) em períodos não consecutivos, dando-se pelo menos 2 horas de intervalo entre ambas, pois com esse tempo o lactato, os íons H+ e as catecolaminas já estarão em níveis bem baixos na corrente sanguínea, não prejudicando o exercício que for feito em seguida, seja o aeróbio ou a musculação. Um abraço a todos.
  10. Dependendo do nº de exercícios, treinar peito e costas numa mesma sessão pode ser muito desgastante e não tão eficaz. Apenas uma sugestão: se vc treina o mesmo grupo muscular 1x na semana, experimente fazer SEG - peito e ombro,QUA- costas e trapézio, SEX- bíceps/tríceps e SAB- perna. Um abraço. PS- Me referi à hipertrofia mesmo.
  11. Concordo com o que disse o Igor. Claro que é preciso dar o devido descanso entre o dia que se treinar braço e o treino de peito e costas. Pra quem treina o mesmo grupo muscular uma vez por semana, na minha opinião, treinar bíceps/tríceps numa mesma sessão é o melhor treino pra desenvolver o braço, pois permite que se trabalhem super-séries com a máxima intensidade além de outras variáveis sem o desgaste de se trabalhar bíceps ou tríceps com outro grupo muscular grande(peito ou costas).
  12. tjs, Com o seu peso(quase 90kg) e correndo na intensidade e volume que vc corre, vai ser difícil vc, numa sessão de spinning, gastar mais calorias do que correndo da forma que vc corre. Vc diz que é corredor(atleta?), sendo assim, não há motivo p/ fazer spinning, pois no treinamento existe um princípio que se chama ESPECIFICIDADE, onde seu treinamento deve procurar reproduzir as situações da competição. Portanto, se vc é corredor(fundista ou meio-fundista), a corrida vai lhe trazer os melhores benefícios em termos de adaptações orgânicas, e não o spinning. Com relação ao seu objetivo de perda de peso, sua dieta deve estar muito calórica, pois se vc somar o gasto calórico dos seus exercícios(aeróbios e musculação) c/ o seu metabolismo, p/ não conseguir emagrecer, vc deve estar ou comendo demais ou comendo muita gordura. Portanto, reveja a sua dieta. Quanto a polêmica de se perder 3 Kg de peso em uma semana, ela é possível, porém totalmente DESACONSELHÁVEL, pois além de diminuir os mecanismos de defesa corporais, acarreta uma significativa perda de massa magra devido a uma dieta muito restritiva. O ideal é emagrecer com saúde, perdendo , no máximo 1 Kg de peso/ semana. Um abraço a todos.
  13. Vc está treinando o tríceps todos os dias da semana(ao treinar peito e ombro, vc também usa bastante o tríceps). Quando é que ele vai descansar e supercompensar? Se vc já treina há um ano, a melhor divisão de treino seria vc fazer um ABC 3x na semana mantendo as divisões de grupos musculares como vc faz atualmente só que da seguinte forma: SEG- costas e tríceps, QUA-perna e ombro e SEX-peito e bíceps. Outra alternativa seria um ABC 5x na semana. Aí a melhor divisão seria: SEG-peito e tríceps TER-costas e bíceps QUA-perna e ombro SEX-=SEG, SAB-=TER.
  14. É apenas por uma questão de melhora de rendimento no treino de braço. O tríceps é muito exigido ao se treinar peito, assim como o bíceps no treino de costas. Sendo assim, tanto o bíceps quanto o tríceps estarão relativamente desgastados após o treino de costas e peito respectivamente. Como a recuperação dos grupos musculares no treino de força pura é mais rápida, essa seria uma divisão mais coerente para maximizar os ganhos no exemplo de treino AB que eu citei.
  15. Apenas pra exemplificar o que eu já disse, numa 1ª fase de adaptação, vc poderia periodizar intercalando uma semana de treino de força dinâmica que poderia, por ex. ser um ABC três vezes por semana, com uma semana de treino de força pura, que poderia ser um AB 4 vezes por semana. Nesse último caso, vc poderia fazer,por ex. peito e bíceps(supino e rosca direta) no treino A e costas e tríceps (uma puxada ou remada e tríceps testa) no treino B treinando 2ª,3ª,5ª e 6ªe descansando 4ª, sábado e domingo. Se quiser, pode acrescentar ombro no dia de peito e bíceps. Esse é apenas um ex. de montagem de treino. Faça a montagem com a qual vc melhor se adaptar. No caso do treino de força pura, como vc vai parcelar em grupamentos musculares, é bom dar pelo menos 2 dias de descanso p/ um mesmo grupo muscular.
×
×
  • Create New...