Ir para conteúdo
  • Cadastre-se

Cadencia importa ou não importa????


Limit
 Compartilhar

Post Destacado


  • Respostas 48
  • Criado
  • Última resposta

Membros mais ativos neste tópico

Membros mais ativos neste tópico

...ate porque foi provado que a a fase negativa, excentrica e a mais importante para hipertrofia...

baseada na teoria das micro fraturas, etc, etc...

sim, é importante ter um certo controle sobre o peso...

o que eu acho é que cadência tem muito menos importância que a utilização de cargas altas..

se alguém já assistiu ao filme "Pumping Iron" sabe do que eu to falando... se não sabe, gostaria que me falassem qual cadência Schwarzenegger e Lou Ferrigno usam... são pequenos?? Não... Poderiam ser maiores?? com a praticamente inexistencia de suplementos... e falta de conhecimento sobre esteróides.. muito provável que não..

agora.. basta ver caras como Ronnie Coleman e Shawn Ray treinando.. especialmente Shawn Ray, os caras quase não controlam os pesos.. e por isso eles deixam de ser grandes?? poderiam ser maiores??

porra... Colemann tem 130kg "contest weight" e ~1,78m.. por favor.. não me falem que é só esteróides, que qualquer um que usasse tanto quanto ele usou consegue ficar do tamanho dele.. ou com as desculpas da genética, etc, etc...

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

se não me engano esta cadência 2-1-4 surgiu com os princípios de Weider...

te digo.. 99% dos princípios de Weider não tinham menor embasamento cientifico.. eram técnicas inventadas por fisiculturistas instintivamente..

qualquer coisa lenta que você fizer vai ter praticamente o mesmo efeito...

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

A cadência ou velocidade de movimento está diretamente relacionada com a modalidade de força que se quer desenvolver e com o % de força máxima ou % de 1 RM adotado. Um basista que faz séries com 85 a 95%

de 1 RM, por mais que queira, jamais conseguirá empregar velocidade no seu movimento. Já um atleta que treina força explosiva, necessita empregar a máxima velocidade possível (sem prejudicar a coordenação do movimento), e nessas condições conseguirá trabalhar com cargas entre 30 e 60% de 1RM. Um fisiculturista, que visa hipertrofia, deverá trabalhar com cargas entre 70 e 85% de 1RM e velocidade de média a lenta, ou seja, entre 4 e 7 segs, somando-se as 2 fases (concêntrica e excêntrica). Quanto mais a velocidade for inferior a 4 segs, se estará cada vez mais se aproximando de um treinamento de força explosiva e não de força dinâmica(ideal para hipertrofia).Quanto mais acima de 7 segs., mais se aproxima de um treino isométrico, o qual não é ideal para

hipertrofia, pois prioriza apenas as fibras rápidas, em detrimento das lentas.Portanto, o ideal p/ hipertrofia é uma velocidade entre 4 e 7 segs,

enfatizando-se a fase excêntrica, que devido a maior tensão nos sarcômeros, possibilita uma maior quantidade de microlesões e posterior

supercompensação protéica.

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Esqueça a fórmula mágica, esqueça “o número ideal de repetições”, esqueça o que você leu em revistas “especializadas” e esqueça as séries imutáveis.

Para alcançar seus objetivos é imprescindível usar racionalmente todas as estratégias. Segundo boa parte dos verdadeiros especialistas tempos de contração próximos a 60 segundos, com repetições durando entre 4 e 6 segundos (tempos 103 a 204 ou 214) seriam indicados para compor a maior parte da elaboração dos treinamentos de hipertrofia, porém esta metodologia não deve ser a única.

Prender-se a números de repetições pode até prejudicar seu desenvolvimento. O segredo está em manipular todas as variáveis de acordo com o músculo, características individuais e o objetivo do treino. Deve-se organizar tudo adequadamente dentro de um planejamento a curto prazo, que deve estar devidamente estabelecido no planejamento de médio prazo, o qual por sua vez é componente do planejamento a longo prazo. A montagem e prescrição de séries são fatores muito complexos e o menor detalhe deve ser visto sempre como componente desta estrutura intrincada e potencialmente instável, o sucesso tem muito a ver com o conhecimento e manipulação destas variáveis, daí a importância de ter um bom profissional lhe acompanhando.

HÄUSSINGER D, et al, Cellular hydration state: an important determinant of protein catabolism in health and disease. Lancet, 341(8856):1330-2 1993 May 22;

KRAEMER WJ et al. Hormonal and growth factors response to heavy resistance training protocols. J Appl Physiol. 69(4): 1442-1450, 1990

MILLAR ID ; et al, Mammary protein synthesis is acutely regulated by the cellular hydration state. Biochem Biophys Res Commun, 230 (2):351-5 1997 Jan 13

POLIQUIN, C. The Poliquin Principles. Dayton Writers Group, California, 1997

RUSSELL B, et al. Repair of injured skeletal muscle: a molecular approach. Med Sci Sports Exerc 1992 Feb;24(2):189-96).

SCHULTZ E, et al. Effects of skeletal muscle regeneration on the proliferation potential of satellite cells. Mech Ageing Dev 1985 Apr;30(1):63-72.

VERKHOSHANSKI, Y.V. Hipertrofia Muscular: Body-building. Editora Ney Pereira, Rio de Janeiro, 2000.

WALDEGGER S, et al, Effect of cellular hydration on protein metabolism. Miner Electrolyte Metab, 23(3-6):201-5 1997;

.

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

nao sei pq sempre qdo rola assunto sobre acdencia o pessoal pu9xa asardinha pro filme do pumping iron.. po gente o filme tem decadas, varias coisa sno filme ja foram mostradas ineficazes pela ciencia... a cadencia, aquelas elevacoes tanto lateral qto frontal,fora q o filme so retrata a parte da competicao nao é um filme de treinamento.

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

ta bom.. então vamos puxar sardinha para o Shawn Ray treinando...

pumping iron não é filme de treino mas aparece treino.. é suficiente para usá-lo como exemplo..

* nunca falei que cadência não é importante... apenas acho que existem coisas mais imporantes que cadência..

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

nao sei pq sempre qdo rola assunto sobre acdencia o pessoal pu9xa asardinha pro filme do pumping iron.. po gente o filme tem decadas, varias coisa sno filme ja foram mostradas ineficazes pela ciencia... a cadencia, aquelas elevacoes tanto lateral qto frontal,fora q o filme so retrata a parte da competicao nao é um filme de treinamento.

Apenas como complementação ao que vc disse, é preciso levar em conta dois fatores ao se analisar esses filmes :

1º não creiam piamente que o que se vê nessas fitas reproduzam fielmente a rotina de treinamentos desses fisiculturistas de alto nível. Em grande parte, a preocupação do filme é apenas em vender uma imagem

do atleta, puro "marketing".

2º esses atletas são hiperdotados geneticamente (isso sem falar nas drogas que usam), e não servem de parâmetro para a grande maioria de nós. De qualquer forma, um treino feito por eles que para nós pode parecer absurdo, pelo fator genético aliado às drogas, pode proporcionar-lhes resultados muito mais significativos do que àqueles que treinam de acordo com os preceitos "tecnicamente corretos". Traduzindo, a genética deles é tão boa, que mesmo que teoricamente fizessem um treino absurdo para nós , teriam ganhos muito significativos, mas não creio que esses filmes reproduzam as suas reais rotinas de treinamento.

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma conta 100% gratuita!

Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.

Entrar agora
 Compartilhar





×
×
  • Criar novo...