Jump to content

Fisiculturismo Feminino: Mulheres Musculosas

Guest
  • , 4,872 views

Competições destinadas à musculação feminina remontam aos anos sessenta, como o Miss Physique e Miss Americana. O primeiro U.S. Women's National Physique Championship foi realizado em Cantão, Ohio em 1978, e é geralmente considerado como o primeiro campeonato de bodybuilding feminino, pois, foi a primeira competição onde as atletas foram julgadas pela muscularidade (TODD, 2006).

Competições começaram a aparecer em 1979. Alguns destas eram as seguintes: o segundo U.S. Women's National Physique Championship, ganho por Kay Baxter; o primeiro campeonato feminino da IFBB Women's World Body Building Championship, de 16 de julho, ganho por Lisa Lyon; The Best In The World contest, ganho por Patsy Chapman. Estas competições geralmente eram realizadas por promotores independentes, ainda faltava um corpo administrativo e o investimento das federações, situação que mudou em 1980 (TODD, 2006).

O NPC financiou as primeiras competições nacionais das mulheres em 1980 nos Estados Unidos. Laura Combes ganhou a competição inaugural. E, em 1980, foi o ano do primeiro Ms. Olympia, na Inglaterra, a competição mais prestigiada para profissionais da área. A primeira vencedora foi Rachel McLish que, também, ganhou o Campeonato do NPC, nos EUA, durante o mesmo ano. Essa competição marca um momento decisivo para o fisiculturismo feminino (TODD, 2006). .

Dentre as fisiculturistas mais conhecidas dos anos 80 citamos: Rachel McLish, Kike Elomaa, Carla Dunlap e Cory Everson. Durante este período, o fisiculturismo feminino começou a alcançar uma maior divulgação. A atleta Anita Gandol foi a primeira fisiculturista a ter pousado para a revista Playboy durante os anos 1980, sua atitude, porém, lhe custou uma suspensão de um ano do IFBB.

Erica Mes, uma competidora holandesa, a seguiu fazendo a mesma coisa. E em seguida, Lori Bowen, vencedora dos Pro World's de 1984, apareceu em um comercial de TV para a empresa Miller Lite. Em 1985 o filme chamado “Pumping Iron II: The Women” foi liberado, nele está documentada a preparação de várias atletas para a competição Caesars Palace World Cup Championship de 1983, são mostradas competidoras importantes como Kris Alexander, Lori Bowen, Lydia Cheng, Carla Dunlap, Bev Francis e Rachel McLish. Francis era uma competidora de powerlifter, que fez uma transição próspera e rápida para o bodybuilding, e se tornou uma das mais conhecidas competidoras do fim dos anos 1980 e início dos anos noventa.

Durante vários anos na década de 80, a NBC divulgou ao vivo o Ms. Olympia no programa do Sportsworld (O Mundo dos Esportes), foi uma época de expansão do fisiculturismo feminino, com uma ampla difusão na mídia. Dos anos 80 até a década de 90 muita coisa mudou: a nutrição esportiva, a suplementação, os modelos de treinamento, os ergogenicos, enfim, as ciências que amparam o treinamento desportivo mudaram muito em questão de décadas.

Se compararmos as atletas dos anos 80, como Cory e McLish, com as atletas dos anos subsequentes teremos o resultado das mudanças a ‘olho nú’. Lenda Murray em 1990 acabou com o imperio de Cory Everson (ver fotos das 2 atletas junto a matéria) que durou 6 primeiras colocações no Olympia, a atleta, muito maior, com mais muscularidade, ficou sendo a fisiculturista com mais prêmios no Miss Olympia: 7 primeiros lugares (MISS OLYMPIA GALLERY, 2008). Uma mudança que veio sacudir este esporte, mas ainda vagarosa no Brasil.

Sign in to follow this  

User Feedback

Recommended Comments

There are no comments to display.



Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Guest
Add a comment...

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.


  • Similar Content

    • By fisiculturismo
      Car@s internautas nesse mês vamos escrever sobre uma das atletas brasileiras que vem ganhando visibilidade mundial desde que ganhou o Pro Card IFBB e foi treinar nos EUA. Nascida em Brasília, Larissa Reis é atleta e modelo. Ainda em Brasília cursou turismo na Universidade de Brasilia. Chegou a trabalhar na área, mas o esporte e a carreira de modelo foram mais fortes e determinaram seu futuro.
      Foi capa e ilustrou o livro do psicanalista José Roberto Cabral intitulado: “Eva veio antes: uma nova visão sobre o mito”, além disso, ela foi capa e matéria das revistas: Flex, Real American Biker, Super Treino, Planet Muscle, Muscle Evolution Mag, Muscle Planet, Combat Sport, dentre outras.
      Em 2005, iniciou nas competições conquistando o campeonato Sul Americano e em 2006 foi campeã brasileira. Em 2006 ficou em terceiro lugar no Mundial na categoria Body Fitness Amador na Espanha, dentre 35 competidoras de todo mundo.
      Em 2007 competiu no World Championship em Barcelona, conquistando o 2º Lugar, fruto disso recebeu o Pro Card (IFBB). Atualmente, está morando na Flórida (EUA) e está treinando com a fisiculturista brasileira Monica Martin.
      É patrocinada pela NUTREX. As informações foram, em parte, retiradas do site:
      https://www.instagram.com/larissareis007/
      DENTRE SEUS PRINCIPAIS TÍTULOS DESTACAMOS:
      2011 - Sheru Classic – 6º Lugar 2011 - Olympia – 10º Lugar 2011 - New York Pro – 3º Lugar 2011 - Arnold Classic – 11º Lugar 2010 - Olympia – 10º Lugar 2010 - Arnold Classic – 6º Lugar 2009 - Olympia – 12º Lugar 2009 - New York Pro – 2º Lugar 2009 - Atlantic City Pro - 1º Lugar 2008 - New York Pro - 10º Lugar 2007 - World Championship, Barcelona - 2º Lugar 2006 - World Championship, Barcelona - 3º Lugar 2006 - Brazilian Championship - 1º Lugar 2005 - South American Championship - 1º Lugar
    • By Shinogu Sensui
      Sigo duas gringas que juram que são 100% naturais, mas confesso que nunca conheci alguma mulher, por mais experiente, dedicada e disciplinada que fossem, atingirem o nível de massa magra delas, e sempre duvidei que isso fosse possível
      O que vocês acham?
      A primeira é alemã
      Fazendo supino reto com 30kg de cada lado na última série
      https://www.instagram.com/p/BiFe-FEHUFe/?taken-by=takia1211




      Essa é norueguesa se não me engano
      Serrote com 37,5 kg
      https://www.instagram.com/p/BicobiLgVV5/?taken-by=muscles.and.lipstick



      Essa aqui é mais plausível acreditar que seja natural (outra que faz questão de afirmar) mas ainda sim eu acho que uma mina de 17 anos não atinge esse nível sem uns venenos




      Pela experiência de vocês no mundo da maromba, acham que alguma delas pode estar falando a verdade? E se sim, haveria um limite para uma mulher desenvolver musculatura e força? Se for uma questão somente de dieta, treino e disciplina então suponho que a genética faz uma diferença brutal, pois conheci muitas mulheres que treinavam hipertrofia com muita seriedade, durante um bom tempo e não desenvolveram nem perto disso
    • By fisiculturismo
      Além do fisiculturismo, atletas de musculação também podem optar pelo powerlifting (levantamento de peso), esporte onde vale mais a quantidade de peso que se levanta do que a escultura corporal (volume muscular, simetria e definição). A atleta Luana Bambam optou pelo powerlifting. Mas se você observar as fotos, verá que é uma atleta linda, que poderia muito bem migrar para o fisiculturismo.

      1) Nome completo:

      R:Luana Pereira

      2) Como é conhecido(a) no meio do Powerlifting (apelido):

      R:Luana Bambam

      3) Data de nascimento:

      R:13/08/1991

      4) Cidade em que nasceu e cidade em que vive atualmente:

      R:Videira -SC

      5) Qual esporte praticava antes da musculação:

      R: volêi

      6) Quando começou a treinar com pesos e por qual razão:

      R:Comecei aos 15 anos por influencia de meu irmão e treinador quando se tornou proprietário de uma academia.

      7) O que mudou na sua vida depois que começou a treinar:

      R:A mudança no físico, a disciplina do treino e obtenção dos resultados de forma positiva.

      8 )Em que academia treina atualmente:

      R: Academia Rudi Bambam.

      9) Treina sozinho ou com parceiro:

      R:Bambam (irmão) e treinador acompanha meus treinos.

      10) Como é a série atual de treinamento:

      R: A série pode variar de acordo com o momento que estamos em relação as competições, atualmente varias repetições com baixa carga de peso.

      11) Quais são os métodos de treinamento (pirâmide, repetições forçadas, bi-sets, superséries, etc.) que costuma adotar na fase de pré-competição e na fase fora de competição (offseason):

      R:Em pré competição pirâmide e repetições forçadas.

      12) Qual é o exercício de musculação preferido:

      R: puxador atrás

      13) Qual é o exercício de musculação que menos gosta:

      R:remada unilateral.

      14) Qual foi a maior carga que já levantou no supino reto e no leg 45:

      R:Supino-100 kg e leg 45 -300 kg

      15) Como é a sua dieta na fase de pré-competição e na fase fora de competição (offseason):

      R: a dieta pode variar muito de acordo com a categoria de peso escolhida para competir no caso de uma categoria abaixo da que costumo competir pouco carbo e bastante proteína.

      16) Qual é o alimento que mais gosta e que tem mais dificuldade de resistir quando está em dieta de pré-competição:

      R: gosto muito de massas em geral e variados doces.

      17) Sofre alterações de humor quando está em dieta de pré-competição:

      R: não...apenas não tenho a mesma disposição para treinar.

      18) Quais são os suplementos alimentares de que faz uso:

      R:whey, creatina, jack 3d.

      19) Quais são os suplementos alimentares (produto e marca) que mais gosta (efeitos ou sabor):

      R:

      20) Quais são os suplementos alimentares (produto e marca) que menos gosta (efeitos ou sabor) ou que considera desperdício de dinheiro (sem efeitos):

      R:

      21) Quais títulos já conquistou no powerlifting e em que anos?

      R: Campeã catarinense e brasileira Junior em 2010 e 2011.

      22) Qual foi a melhor experiência que já teve no mundo do powerlifting:

      R:Força de vontade e superação dos próprios limites de força.

      23) Qual foi a pior experiência que já teve no mundo do powerlifting:

      R: nehuma, alguns imprevistos aparecem no caminho mais de cada qual obtive uma lição positiva.

      24) Quais eram as suas medidas corporais (peso, percentual de gordura, circunferência de bíceps e de coxa) no último campeonato de que participou (nome do evento e data):

      R: Campeonato Barisleiro em São Paulo, 69 kg 64 de coxa e outros itens não lembro.

      25) Quais costumam ser as suas medidas corporais (peso, percentual de gordura, circunferência de bíceps e de coxa) quando não está competindo:

      R: Atualmente 62 kg, 61 de coxa.

      26) O que as pessoas dizem sobre seu aspecto corporal com musculatura avantajada:

      R: Escuto criticas e elogios, o que me deixa orgulhosa é quando uma mulher fala para meu treinador quero ficar com o corpo igual ao dela, em relação as criticas não me abalo geralmente o físico de pessoas que as fazem não me agrada nem um pouco também.

      27) Que dicas daria para quem pretende ingressar no mundo do powerlifting:

      R: dedicação ao treino, disciplina na alimentação e muita força de vontade.

      28) Opinião sobre anabolizantes esteróides:

      R: Pode auxiliar, mas sem treino e alimentação não faz milagres.

      29) Quais são os atletas do fisiculturismo nacional e internacional que mais admira:

      R:Larissa reis, Jay Cutler.

      30) Se tem patrocinador, nome e contatos da empresa e forma de patrocínio:

      R:

      31) Se atua como personal trainer, contatos para ser contratado:

      R:

      32) Contatos que gostaria de deixar para qualquer interessado (email, telefone, website, etc.):

      R (49) 3533.3274 luana_pereira_244@hotmail.com

      Veja um vídeo da atleta no YouTube:
×
×
  • Create New...