Ir para conteúdo
  • Cadastre-se

Potenay: alguém já usou ou ouviu falar?


Madrugão
 Compartilhar

Post Destacado

Madrugão suplementos

Não jogue dinheiro fora

Compre suplementos bem mais baratos com o cupom de desconto do FISIculturismo.com.br

Clique aqui para obter seu cupom

Investigação indica que o lutador morto usou vitamina para cavalo

Esta é a conclusão inicial da polícia, que trabalha com a hipótese de homicídio culposo

RODRIGO MATTOS

RIO - As investigações preliminares da polícia indicam que o praticante de jiu-jítsu Jean Magalhães Mesquita tomou o complexo vitamínico veterinário Potenay antes de lutar, no sábado, pelo Campeonato Mundial do esporte. Durante a luta, Mesquita sofreu uma parada cardíaca e morreu. O laudo do Instituto Médico Legal (IML) que vai verificar a existência da substância sairá em 30 ou 40 dias.

O delegado da 19ª Delegacia de Polícia Civil, responsável pela investigação do caso, Aluísio Russo, informou que serão ouvidos esta semana depoimentos para verificar a possibilidade de ter ocorrido um homicídio culposo, ou seja, uma pessoa ter induzido o lutador a tomar a substância. "Mas não acredito nesta hipótese; para mim, ele tomou por iniciativa própria", afirmou.

O presidente da Confederação Brasileira de Jiu-Jítsu, Carlos Gracie, e o primo do lutador, Rafael Magalhães Tarantino, vão depor.

Gracie vai ter de apresentar a autorização médica, sem a qual Mesquita não poderia lutar. Caso não possua este documento, ele vai ser indiciado.

Estudante de veterinária, Tarantino vai ter de contar como foi a consulta que Mesquita fez a ele sobre o Potenay. "Parece que ele tomou o remédio para diminuir o stress antes da luta", contou Russo.

A polícia está tendo dificuldades para ouvir outros familiares e o técnico do lutador, Giancarlo Vidal, que declarou que a utilização de Potenay é comum entre praticantes do jiu-jítsu. "O problema é que eles moram no Ceará", disse o delegado.

Outra informação que está sendo investigada pela polícia é a de que o Potenay, quando ingerido isoladamente, não causa a morte.

O efeito do remédio pode ter sido potencializado pelo uso de aminoácidos ou anabolizantes. "Estamos apurando esta possibilidade", informou Russo.

Segundo ele, vão ser ouvidos especialistas em doping.

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • 3 meses depois...

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma conta 100% gratuita!

Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.

Entrar agora
 Compartilhar

×
×
  • Criar novo...