Ir para conteúdo
  • Cadastre-se

Tribulus Terrestris na TPC - Funciona?


Mestre
 Compartilhar

Post Destacado

O termo “Funciona” para nós voltados a pratica de Musculação visando crescimento muscular e TPC, seria haver um acréscimo de Testosterona Endógena com o uso do Tribulus Terrestris(TT).

Mas isso realmente é verdade?

Existem algumas formas de se imaginar o incremento de Testosterona em um homem.

Uma das formas seria alterar a química hormonal do eixo HPT(Hipotálamo-Pituitária-Testículo), e intervir dentro desse eixo causando mudanças.

Podemos citar através da ação direta na Pituitária causando maior produção de LH, e outra ainda talvez, seria a interação direta nos Testículos, mimetizando o LH(assim como o HCG faz), e fazendo com que os Testículos produzam diretamente uma quantidade maior de Testosterona.

Mas o fato, é que não existe estudo e pesquisa a nível Fisiológico da ação do Tribulus(TT), que possa provar a sua eficácia e seja aceito pelo comunidade cientifica. 

Ao lermos material publicitário, que não deve ser confundido com material científico, escrito por empresas que comercializam o Tribulus(TT), a pessoa iniciante fica realmente maravilhada com o texto, mas aqueles textos não são fundamentados, como eu já expliquei acima, em artigos aceitos pela comunidade científica que explica o real funcionamento a nível Fisiológico do Tribulus.

O que temos para citar aqui nesse texto são pesquisas realizadas em seres humanos e animais, que podem tentar elucidar um pouco, de onde vem a grande fama do Tribulus de ser “o Viagra natural”.

Dois estudos conduzidos em humanos:

Um estudo na Bulgária investigou a influência do extrato de TT sobre o metabolismo andrógeno em homens jovens de 20 a 36 anos. Eles foram separados aleatoriamente em três grupos: dois experimentais (sete cada) e um controle (placebo, n = 7). Os grupos experimentais foram nomeados TT1 e TT2 e os su­jeitos foram atribuídos a consumir 20 mg/kg e 10mg/kg de peso corporal por dia de extrato de TT, respectivamente, em três doses diárias durante quatro semanas. A testosterona, o ros­tenedione e os níveis de hormônio luteinizante no soro foram medidos 24 horas antes da suplementação e às 24 horas, 72 horas, 240 horas, 408 horas e 576 horas, desde o início da su­plementação. Não houve diferença significativa entre os grupos suplementados com TT e controles nos níveis de testosterona (TT1 = 15,75 ± 1,75 nmol/l; TT2 = 16,32 ± 1,57nmol/l; con­troles = 17,74 ± 1,09 nmol/l, P > 0,05), nos níveis de rostenedio­ne (TT1 = 1,927 ± 0,126 ng/ml; TT2 = 2,026 ± 0,256 ng/ml;controles = 1,952 ± 0,236 ng/ml, P > 0,05) ou nos níveis do hormônio luteinizante (TT1 = 4,662 ± 0,274 U/l; TT2 = 4,103 ± 0,869 U/l; controles = 4,170 ± 0,406 U/l, P > 0,05). Todos os resultados foram dentro da normalidade. Os achados desse estudo mostram que os esteroides do TT não possuem proprie­dades nem direta nem indireta de aumentar os andrógenos2.”

“Na Austrália, foi feito estudo em 22 jogadores de rúg­bi em treinamento de pré-temporada. O objetivo do estudo foi determinar o efeito de TT em força, massa livre de gordura e a relação T/E urinário durante cinco semanas. Os jogadores fo­ram divididos aleatoriamente num estudo duplo-cego em dois grupos de 11 e foram submetidos a cápsulas de TT (450 mg/dia)ou placebo. A força muscular, composição corporal e a relação T/E urinário foram monitorados antes e após a suplementação. Após cinco semanas de treinamento, força e massa magra au­mentaram significativamente sem diferenças entre os grupos. Também não houve diferenças entre os grupos na relação T/E urinário. Este estudo concluiu que a suplementação de TT não contribui para o aumento da massa muscular e não tem efeito androgênico3.”

Outra pesquisa feita em animais, tentou explorar não o potencial do Tribulus(TT) no incremento da Testosterona, e sim explorar a melhora no quadro de Disfunção Erétil(DE):

Na Universidade Nacional de Singapura, foi realizado es­tudo em 24 coelhos visando comprovar a propriedade pró-eréctil da protodioscina, um componente do TT. Os animais foram divididos aleatoriamente em quatro grupos de seis, fi­cando um grupo para controle e os demais submetidos a dife­rentes doses do TT por um período de oito semanas. Depois, os coelhos foram sacrificados e seus pênis isolados para serem submetidos a estímulos com drogas relaxantes e constritoras e estimulação num campo elétrico. Os órgãos dos animais sub­metidos ao TT tiveram uma resposta significantemente me­lhor do que o grupo controle. Os pesquisadores atribuíram a ação pró-eréctil da protodioscina à liberação maior de óxido nítrico do endotélio1".

Apesar de eu já ter ouvido bons relatos sobre o Tribulus, no que trata do aumento da Testosterona, não existem muitas coisas científicas documentadas sobre o assunto.

Elaborado por Mestre fórum FISIculturismo

Referências:

1 - Adaikan PG, Gauthaman K, Prasad RN, Ng SC. Proerectile pharmacological effects of Tribulus terrestris extract on the rabbit corpus cavernosum. Ann Acad Med Singapore. 2000;29(1):22-6.

2 - Neychev VK, Mitev VI. The aphrodisiac herb Tribulus terrestris does not influence the androgen production in young men. J Ethnopharmacol. 2005.

3 - Rogerson S, Riches CJ, Jennings C, et al. The effect of five weeks of Tribulus terrestris supplementation on muscle strength and body compostition during preseason training in elite rugby league players. J Strength Cond Res. 2007.

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Madrugão suplementos

Não jogue dinheiro fora

Compre suplementos bem mais baratos com o cupom de desconto do FISIculturismo.com.br

Clique aqui para obter seu cupom

Coincidência ou não, pouco tempo após acabar de usar um pote do tribulus da now foods fiz exame de sangue para ver se a saúde estava ok antes de iniciar um ciclo com oxandrolona, e o resultado do exame deixou até o endócrino espantado, pois a testo estava bem acima do comum...

 

agora atribuir isso ao TT? não sei, talvez seja precipitado ainda, mas fato é que, antes eu afirmava que o TT era lixo, placebo, agora tenho no mínimo respeito e interesse por esse produto de efeitos ainda incertos quanto a capacidade de potencializar nossa produção de testo.

 

(obs.: depois disso não fiz mais exames para constatar se a testo alta era só minha genética ou não)

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Coincidência ou não, pouco tempo após acabar de usar um pote do tribulus da now foods fiz exame de sangue para ver se a saúde estava ok antes de iniciar um ciclo com oxandrolona, e o resultado do exame deixou até o endócrino espantado, pois a testo estava bem acima do comum...

 

agora atribuir isso ao TT? não sei, talvez seja precipitado ainda, mas fato é que, antes eu afirmava que o TT era lixo, placebo, agora tenho no mínimo respeito e interesse por esse produto de efeitos ainda incertos quanto a capacidade de potencializar nossa produção de testo.

 

(obs.: depois disso não fiz mais exames para constatar se a testo alta era só minha genética ou não)

 

Interessante isso Matheus, o legal seria um exame antes de depois do uso, mas isso que vc cita eh uma coisa significativa para colaborar.

 

 

 

abraços irmão.

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • 3 semanas depois...

vdd matheus mais vc sabia seu nivel de testo antes? lembrando tbm que em algumas pessoas que tomam oxan, o nivel de testo faz é subir em vez de descer..

Não sabia, infelizmente, por isso ainda não posso afirmar nada...

Mas o exame foi feito antes da oxan, por isso não houve influencia.

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma conta 100% gratuita!

Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.

Entrar agora
 Compartilhar

×
×
  • Criar novo...