Ir para conteúdo
Luiz Carlos Chiesa
Luiz Carlos Chiesa
Entre para seguir isso  

Drogas nos esportes: estimulantes, anabólicas e outras

O problema do uso de substâncias ilícitas para promoverem o aumento da performance física não é novo. Nunca em toda a história esportiva houve tanto consumo de drogas, principalmente por praticantes de modalidades não olímpicas. Paralelamente observamos na população em geral o uso descontrolado de medicamentos e drogas estimulantes e alucinógenas.

A partir da década de oitenta, houve um grande estímulo à prática de exercícios físicos, que culminou na imensa procura por academias de ginástica. A valorização da estética muscular desenvolvida ou hipertrofiada inclusive para mulheres, passou a ser bem vista e explorada pela mídia.

Existe hoje um comércio paralelo que vende drogas anabolizantes e outros ergogênicos, o qual é denunciado constantemente por matérias televisivas. A busca desequilibrada por um corpo escultural, e o baixo nível de conhecimento dos praticantes de musculação e outras atividades físicas, mantém o presente mercado negro em plena ascensão.

Devemos tomar muito cuidado no trato com as novidades que surgem no mercado de suplementos alimentares. Os produtos anunciados pelo fabricante são muitas vezes colocados como verdadeiros os efeitos que promovem sobre a performance e estética. Trazem ainda declarações de usuários e afirmações não concluídas por meio de pesquisas cientificamente desenvolvidas.

Os volumes para ingestão e os possíveis efeitos das substâncias contidas nos produtos, mesmo que indicadas para suplementação alimentar, variam de um indivíduo para outro, as recomendações terão que ser ajustadas e feitas por médico ou nutricionista, para que não haja dano ou mesmo efeito tóxico sobre o organismo.

O cuidado para não confundir substâncias dopantes, com suplementos alimentares faz-se urgente. O doping é considerado quando do uso de recursos que promovem o aumento da performance por meio de substâncias artificiais e proibidas pelos comités esportivos.

Os anabolizantes esteróides são manipulações químicas sintéticas de substâncias que promovem o anabolismo tecidual orgânico tais como a testosterona, e são usados por atletas ou praticantes de esportes de força e visam principalmente aumentar a massa muscular.

Os anabolizantes podem ser ingeridos por via oral (anabólicos alquilados) ou por via intramuscular (anabólicos ésteres)

Os pais e ou responsáveis precisam ficar atentos aos recursos que estão sendo usados no treinamento. É possível o indivíduo estar usando recursos ergogênicos dopantes, afirmando serem de procedência natural e inócuos. O uso de qualquer substância ou suplemento deve ser verificado pelos pais e pesquisado sempre junto a um nutricionista ou médico.

Abaixo encontra-se uma lista contendo algumas substâncias dopantes e as categorias ou classes a que pertencem. As mesmas só podem ser administradas por médicos e estão restritas no uso para tratamento de doenças. Algumas drogas são lícitas e nem por este motivo são menos degradantes da saúde. Fique sempre atento!!!

Drogas Estimulantes:

  • Anfetaminas;
  • cafeína em altas dosagens;
  • cocaína;
  • efedrina;
  • salbutamol e outras.


Drogas Anabólicas:

  • Nandrolona;
  • 19- norandrostenediol;
  • 19- norandrostenediona;
  • oxandrolona;
  • androstenediol;
  • androstenediona;
  • dehidroepiandosterona ou DHEA;
  • testosterona etc.

Outras:

  • Maconha;
  • álcool;
  • tabaco;
  • insulina;
  • HGH etc.

Alguns Efeitos Colaterais sobre o Organismo e Saúde:

Câncer de fígado, hipertrofia cardíaca, hipertensão arterial, dores ósseas, hipertrofia da próstata, cefaleia grave, redução grave dos níveis de colesterol HDL, aumento do colesterol LDL, morte.

Conclusão:

Os pais ou responsáveis, os profissionais de saúde e da educação física devem excluir qualquer forma de doping relacionada a elevar o rendimento no treinamento e ou visando fins estéticos.

As drogas só devem ser usadas ou administradas sob estrita recomendação médica competente.

Profissionais bem graduados e sérios, não utilizam em hipótese alguma, o doping para alto rendimento de seus alunos, esta atitude quando constatada, deve ser denunciada aos conselhos regionais e órgãos de repressão, com urgência.


Entre para seguir isso  


Comentários

Comentários Destacados



Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma conta em nossa comunidade! É rápido, fácil e grátis!

Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.

Entrar agora

  • Conteúdo Similar

    • Por Guiliron
      Bom, fiz meu registro no fórum para sanar uma dúvida sobre o meu primeiro ciclo, já acompanho porém não tinha registro;
      Em algumas semanas estarei realizando meu primeiro ciclo, que será composto por deca durabolin juntamente com durateston, gostaria do auxílio de usuários com experiência;
      O ciclo será feito da seguinte forma -
      1-8 semanas - durateston 500mg
      1-8 semanas - deca durabolin 200mg 
      1-8 semanas - HCG 500ui 
      o durateston e a deca serão aplicadas na Segunda e Quinta-feira (250mg de durateston na Segunda e 250mg na Quinta) (100mg de deca na Segunda e 100mg na Quinta) o HCG será aplicado na Terça de Sexta-feira ( 250ui de HCG na Terça e 250ui na Sexta);
      Aos experientes no assunto o que acham da administração do ciclo, está de forma "ok" ou devo fazer alguma mudança ?
      O pôs-ciclo (TPC) -
      18 dias após a ultima aplicação, será usado também o HCG, Clomid e os naturais maca peruana e tribulus terrestris, OBS: eu iria colocar nessa tpc o anastrozol para evitar a aromatização, mas me disseram que para as drogas que estarei usando no ciclo não há necessidade;
      Estou em duvida a essa tpc, de que forma ela seria administrada e se eu deveria fazer a adição de mais algum medicamento, e qual seria a duração ideal dessa tpc ??
      A suplementação - 
      Whey Gold Standard da OptimumNutrition
      BcaaFix da IntegralMedica
      Glutamina da IntegralMedica
      Creatina da Universal
      Gostaria de saber se devo excluir algum desses suplementos durante o ciclo
      A dieta -
      Faço acompanhamento nutricional de 40 em 40 dias então minha alimentação nesse período está em constante mudança, mas é sempre uma alimentação baseada na hipertrofia
       
      Lembrando que não será feito o ciclo por questão de vaidade ou para ficar "monstrão", trabalho com estética e necessito realmente disso. desde já agradeço a todos que me auxiliarem !
    • Por Joulker
      Seguinte galera, estava utilizando 200mg de cipionato por semana e estava indo tudo muito bem, aparecia uma ou outra espinha (como uma pessoa normal/natural), minha pele estava bem limpa e estava tendo bons ganhos fotos anexas, à medida que fui estagnando, resolvi aplicar 200mg a mais (2 shots de 200mg/semana terça e sabádo), o que foi uma extrema burrice.
      Aí começou a merda toda, nessa semana explodiram espinhas nas minhas costas e ombros (atualmente estão aparecendo algumas nos glúteos e nos braços), imediatamente na segunda semana voltei pra 200mg e me mantive nisso por mais 4 semanas, porém a acne não voltou ao normal, muito pelo contrário, continuou aumentando ligeiramente.
      Fiz exames e meu estradiol está na referência, então reduzi o cipionato pra 100mg semana (o que daria quase 70mg de testo, níveis praticamente naturais) e ainda utilizei alguns dias de espironolactona (100mg/dia), amenizou legal, porém continuo nas 100mg a 2 semanas perdi um pouco dos ganhos e a acne não parece melhorar.

      Sei que é um processo lento pra elas sumirem, mas gostaria de saber se alguém aqui sabe de algo que eu possa fazer pra elas saírem mais rapidamente.
      PS: Também utilizo sabonete de enxofre uma vez ao dia e passo adapaleno antes de dormir.
      PS²: Pessoalmente a acne parece bem pior do que nas fotos.



    • Por Joulker
      Alguém saberia explicar o porquê de muitos fisiculturistas (senão todos) raramente apresentarem espinhas/acne mesmo utilizando doses grandes de esteroides anabolizantes?
      Seria apenas genética? ou utilizam algum outro medicamento pra controlar esse colateral?

      PS: Maior parte dos estudos envolvendo esteroides anabolizantes que eu vi, mostram que cerca de 50% dos indivíduos tratados com esses medicamentos apresentam esse colateral.
      Estariam os fisiculturistas nos outros 50% dos que não apresentam?
    • Por Mario Mec
      Bom galera, sou novo aqui no fórum, e tenho uma dúvida em relação aos anabols citados no título deste tópico.
      Pesquisando um bocado na net, ví algumas pessoas falando sobre a sinergia do dbol com o masteron, pois são de classes diferentes e blablabla. Mas enfim, como é possível fazer a utilização de ambos num ciclo (APENAS ELES, SEM TESTO) sendo que, dianabol promove uma retenção absurda, masteron praticamente zera sua retenção numa finalização, qual seria o propósito de usa-los em um ciclo de bulking?
      E é vantajoso utilizar oxan + masteron em um ciclo de bulking, sendo que ambos visam ganhos secos e densos (sei que master n é muito anabólico, mas ele ajuda a secar).
    • Por Alice.mm
      Iniciei meu ciclo de ox de 10mg (31/03), faço o uso de 1 comprimido ao dia e também iniciei o uso de testosterona em gel (04/04).  Tomo anticoncepcional contínuo sem pausa ha 10 meses e tenho receio, pode cortar o efeito do anticoncepcional? Tive relação com o meu namorado (19/04) e a camisinha estourou na metade do ato, (sem que houvesse a ejaculação). Mesmo assim para evitar possíveis sustos, tomei a primeira dose da pílula do dia seguinte (DIAD) 36h após o ato e a segunda dose após 12h (como dizia na bula). Após essa segunda dose tive um sangramento assim q acordei e o resto do dia não, e no seguinte dia ocorreu a mesma coisa. Devo me preocupar?
       
       
×