Jump to content

Orelhas Modeladas pelo Jiu-Jitsu

fisiculturismo
  • , 7,604 views

O jornal Correio Braziliense apresentou no dia 20 de dezembro de 2009 matéria sobre as orelhas deformadas pelo jiu-jitsu.

Alguns lutadores dizem que as orelhas não deformadas são um ponto fraco e a dor pode representar a perda de uma luta, por isso esfregam a faixa nas orelhas para deformá-las. Outros dizem que a deformação é consequencia do próprio treinamento. Fato é que as orelhas deformadas já passam a ser uma característica que identifica lutadores de jiu-jitsu.

Leia a matéria completa abaixo:

Dia 20 de dezembro de 2009

JIU-JITSU

Orelhas marcadas pelo esporte

Constante atrito com o chão cria hematomas que devem ser tratados por especialistas. Lutadores dizem que deformação não significa status dentro do esporte

# VAGNER VARGAS

Acompanhando um treino ou uma luta de jiu-jitsu, é comum logo notar a orelha dos praticantes, muitas vezes deformada. Há quem diga que alguns lutadores provocam a lesão. Quem participa das disputas, no entanto, garante que os hematomas são naturais, consequência dos treinos e das competições. Os especialistas, no entanto, alertam para o perigo da lesão.

“É muito difícil reconstituir uma orelha, mesmo com cirurgia plástica. Em alguns casos, fica tão feio que até parece que a orelha é malformada de nascimento”, destaca o otorrinolaringologista Francisco José de Paula Lima. O ideal é, ao machucar a região em um treino ou luta, procurar ajuda médica. “O local pode infeccionar e causar dor. No futuro, ele pode perder a sensibilidade, ter inflamação na pele do ouvido e outros problemas.”

Acostumado a receber casos de orelhas “couve-flor” — como são popularmente conhecidas —, o também otorrino Krishnamurti Sarmento Junior diz que, em muitos casos, o paciente não quer reverter a deformação. “Atendi diversas pessoas que se orgulhavam das lesões e não queriam reconstituir a orelha. Para alguns, é como um troféu, uma conquista, algo que os identifica como lutador. Quanto mais deformada, melhor para eles”, relata.

Consequência

Em cima do tatame, os praticantes de jiu-jitsu garantem: orelha ‘estourada’ — como eles dizem — não é sinônimo de bom lutador. Recém-promovido à faixa marrom, Lúcio Fernandes acredita que tudo não passa de consequência do esporte. “Não tem nada a ver com a capacidade do atleta. A orelha sofre muito contato e a cartilagem não aguenta, mas há muita gente graduada que luta há muitos anos e não tem nenhuma deformação”, garante ele, que tentou treinar com protetores, mas não se adaptou.

De acordo com Lúcio, muitos jovens que entram no jiu-jitsu acham que a orelha é algo importante e identifica o lutador, mas não é algo importante. “Geralmente são os mais novos que procuram até maneiras de machucar a própria orelha para parecer que é mais forte. Mas eu aconselho qualquer um que se machucar a procurar um médico”, afirma.

Treinando há cinco anos, o educador físico Flávio Henrique, de 29 anos, já teve lesões, porém não ficou com nenhum hematoma. “Depois de machucar, sempre procuro colocar uma compressa de gelo. Tem também os protetores de cabeça, mas não são muito comuns, porque são caros”, informa.

Felipe Carvalho, 21, é outro que não tem nenhuma deformação. Ele acredita que há maneiras de se evitar o problema. “São ossos do ofício, mas sempre procuro proteger a região durante os treinamentos. Tem gente que acha bonito, mas eu penso o contrário, acho muito feio.”

Não tem nada a ver com a capacidade do atleta. A orelha sofre muito contato e a cartilagem não aguenta (Lúcio Fernandes, lutador de jiu-jitsu)

Para alguns, é como um troféu, uma conquista, algo que os identifica como lutador (Krishnamurti Sarmento Junior, otorrinolaringologista)

Couve-Flor

O constante atrito da orelha dos lutadores com o solo e com o corpo do adversário causa hematomas entra a cartilagem e o pericôndrio - pele que reveste a orelha. As lesões acarretam em acúmulo de sangue na região, deformando a orelha, que fica parecida com uma couve-flor. Para corrigir a deformidade, é preciso drenar o sangue acumulado e colar a cartilagem a pela novamente. Porém, este processo só dá resultado se for feito logo após alesão. Casos mais antigos só podem ser revertidos com cirurgia plástica, mesmo assim, é difícil a orelha voltar ao estado original.

Fonte: Jornal Correio Braziliense de 20 de dezembro de 2009 (caderno Super Esportes, fl. 4).

http://www.correioweb.com.br/

Sign in to follow this  

User Feedback

Recommended Comments

There are no comments to display.



Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Guest
Add a comment...

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.


  • Similar Content

    • By ALBERTO DIAZ
      PROGRAMANDO UM CICLO, TREINAMENTO INTENSO, BOA ALIMENTAÇAO, MAS SEM O OBJETIVO DE GANHO DE MASA MUSCULAR E SIM OPTIMIZAR O TREINO COM GANHOS DE FORÇA IMPORTANTES PARA UMA TEMPORADA DE COMPETIÇOES NO JIUJITSU E MUAY THAI. PENSEI EM DURA MAIS ALGUM OUTRO COMPOSTO, QUAL VOCES RECOMENDAM? SEM PROBLEMAS DE ORÇAMENTO. E O MAIS IMPORTANTE, E PROVAVELMENTE NO QUE ESTOU MAIS CONFUSSO, QUAL O MELHOR TPC? DESDE JA MUITO OBRIGADO PELOS SEUS COMENTARIOS
    • By Canutov
      Vou fazer relatos aqui de um bulking de 4 meses para atingir 110kg, e depois um cutting para voltar a 105kg. Meu treino será exclusivamente funcional: calistenia, elástico, barra fíxa, e exercícios isométricos. Durante o bulking, vou manter uma atividade aeróbica bem moderada, com corrida leve uma vez por semana. Durante o cutting, vou acrescentar treinos de jiu-jitsu três vezes por semana. A suplementação será apenas com whey protein e uma dieta bem planejada.
      Minhas medidas iniciais (24/11/2016)
      Peso: 103kg (de manhã, em jejum) --> 7kg até a meta final
      Altura: 188kg
      Bf: 14%
      Biceps: 51cm (esquerdo) e 50cm (direito)
      Antebraço: 40cm (frio)
      Perna: 71cm (frio)
      Panturrilha: 44cm
      Tórax expandido: 130cm
       
    • By Rafael7899
      Meu nome é Rafael, acabei de fazer 18 anos, treino Jiu Jitsu há 5 anos e calistenia há 2 anos. Tenho 1,74 cm, ganhei 14 kg desde que comecei a treinar e hoje tenho 36,5 cm de braço contraído frio e 38 cm quente, sendo que tô pesando quase 71 kg. Meu treino atual tá assim:
      Treino A:
      -4 x barra pronada (Até a falha) - 3x barra supinada (Até a falha) - 6x paralelas (Até a falha) -4x 10 repetições rosca direta - 4x 10 repetições rosca concentrada - 4x flexão treino variado (Até a falha) Treino B (Ombros):
      -4x 12 rep elevação lateral - 4x 12 rep elevação frontal - 4x 10 rep elevação frontal com anilhas na mochila fazendo a pegada lateral nela com as duas mãos - 4x 10 elevação frontal com anilhas no balde fazendo pegada com as duas mãos no aro do balde bem fechadinho Sono: De 7 à 12 horas 
      Enfim... Tô com 3 deposteron e vou pegar 2 durateston hoje. Como posso tomar??? Ou será que é melhor eu guardar e esperar ficar com 3 depo+4 dura? Vou ter resultados bons? Dá pra ganhar quantos kgs? Sou focadao e bastante determinado nas paradas que eu faço, com alimentação correta, sem beber e sem fumar.
      Obs:Nego fala que é sem sentido fazer uso de duas testosteronas juntas, porém, vou perder pouco e conseguir manter grande parte dos ganhos. Também sei que pode aromatizar. 
       
       
       
       
       
    • By Erike Simon
      E aê pessoal, beleza?
       
      Procurei muito na internet sobre meu caso, alguns parecidos mas nenhum que respondesse as minhas duvidas. Então resolvi pedir ajuda de alguém que saiba responder, dar dicas, etc...

      Seguinte, faço jiu-jitsu (segunda, quarta e sexta pela manhã) e musculação também pela manhã. Pensei em associar o jiu a hipertrofia, mas pelo que eu vi é muito difícil, de qualquer forma to acima do peso e queria primeiro fazer as coisas gradativamente. Quero perder o máximo de gorduras possíveis ou quase isso, perdendo o mínimo de massa magra que tenho. No caso eu queria fazer um cutting, e espero que algum de vocês possa me ajudar me dando dicas que são as seguintes:
       
      Primeira duvida: Preciso de um treino especifico pro cutting ou devo malhar normalmente sem diminuir a carga e aumentar repetições? Se caso especifico, que tipo de treino seria?
       
      Segunda duvida: Nos dias de jiu, devo fazer musculação?
       
      Terceira duvida: O que devo comer? o que devo cortar? qual a quantidade ser cortada?
       
      Quarta duvida: Suplementação? devo tomar só termogênico, ou mais algum suplemento? 
       
      Bom, lembrando que meu horário livre é só pela manhã, e que aos sábados treino futebol americano também.
       
      Peso atual: 88 quilos
      Altura: 1,72
      Idade: 18 anos
       
      Obs: pretendo treinar jiu nas segundas, quartas e sextas. Musculação nas terças, quintas e sábados. Lembrando também que já pratico musculação e jiu-jitsu a um bom tempo. Já fiz academia nos anos anteriores e acabei voltando no inicio desse ano após passar um tempo parado só treinando jiu-jitsu.
       
      Aguardo respostas, abraços!!!
    • By sandrost
      Ae mulekada.
      É o seguinte. Acompanho o forum a bastante tempo, entao resolvi fazer meu primeiro topico.
      Eu sou praticante de jiu jitsu. Treino todos os dias, quando nao treino 2 vezes ao dia, de seg a sexta. Treino de 2 horas puxaaado! Muito fisico e muito rola. Tenho uma alimentação normal, nada de exagero, o bastante para manter a fibra.
      Minha duvida é o seguinte. Pra eu que nao malho, só faço o esporte o Mdrol me daria uma ajuda?
      Ajuda eu digo em geral. No gaz, na forca e claro na aparencia que é o que a grande maioria procura.
      A unica coisa que ja tomei até hoje para segurar o desgaste foi um bcaa e um wheyn.
      ENTAO, o MDROL vai cair de boa pra mim?
      Valeu rapaziada!
       
      Edit: pratico jiu jitsu a 4 anos
×
×
  • Create New...