Ir para conteúdo

Carnivor Sabor Chocolate

fisiculturismo
  • , 9.322 visualizações

Em janeiro deste ano tivemos a oportunidade de experimentar a proteína de carne bovina Carnivor, como pode ser visto na matéria Carnivor: Carne Bovina Em Pó - Dá Pra Encarar?. Naquela oportunidade testamos o sabor blue raspberry, cujo gosto lembrava o chicle de bola Ploc de tutti-frutti.

Desta vez caiu em nossas mãos a Carnivor de sabor chocolate. Ao contrário do sabor blue raspberry, que pareceu muito artificial, a Carnivor de chocolate lembra muito o sabor das Whey Proteins de chocolate, com o qual já estamos bem familiarizados.

Se você ainda não entrou na onda na proteína da carne bovina, sugerimos que comece com o sabor chocolate, que certamente não vai causar a estranheza que pode provocada pelo sabor distinto da Carnivor de blue raspberry.

A Carnivor também está disponível nos sabores cherry vanilla (baunilha), fruit punch (ponche de frutas) e vanilla caramel (baunilha com caramelo). Assim que experimentarmos esses sabores, revelaremos nossas impressões.

Pelas conversas de corredor de academia, podemos dizer que muitos atletas estão inserindo a Carnivor em suas dietas, a fim de se beneficiar do perfil de aminoácidos da carne bovina de maneira prática.

Entre para seguir isso  

Comentários

Comentários Destacados

Não há comentários para mostrar.



Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma conta em nossa comunidade! É rápido, fácil e grátis!

Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.

Entrar agora

  • Conteúdo Similar

    • Por Dra. Giovana Guido
      As carnes são importantes na dieta
      Atletas e esportistas estão sendo atraídos por um estilo alimentar mais saudável, estão mais conscientes do malefício que o excesso no consumo de alimentos gordurosos, com muito sal ou açúcar trazem à saúde, por isso mesmo, muitos eliminam as carnes do cardápio devido a essa filosofia. Entretanto, como toda regra tem exceção, as carnes também têm sua importância na dieta e por isso não devem ser totalmente eliminadas. E muito importante: existem as versões magras e saudáveis de certas carnes! Confira os benefícios:
      1º - Proteínas
      É conhecido que a dieta de pessoas que treinam deve conter uma maior quantidade de proteínas, tanto para reparação de lesões das fibras musculares, como para manutenção da massa muscular, quanto para pequeno fornecimento de energia durante exercícios prolongados (aminoácidos de cadeia ramificada, por ex.). A proteína contida nas carnes é a de melhor qualidade para esses objetivos, afinal, possui todos os aminoácidos necessários ao organismo, e melhor absorção deles (alto valor biológico). As proteínas de origem vegetal não são tão bem assimiladas pelo organismo e músculos como as de origem animal.
      2º - Vitamina B12
      Essa vitamina do complexo B, importante para a formação do nosso DNA e saúde neurológica e organização do metabolismo, só é encontrada em alimentos de origem animal, como as carnes. Quem elimina alimentos de origem animal do cardápio, deverá fazer uma suplementação da vitamina, assim como todas do complexo B.
      3º - Ferro
      A forma do ferro encontrada nas carnes é mais facilmente absorvida do que a forma encontrada em vegetais. O ferro é importante no transporte de oxigênio e nutrientes e sua diminuição no sangue pode causar apatia, cansaço fácil e anemia.
      4º - Zinco
      O zinco é essencial na manutenção do sistema imune, ganho de massa, recuperação do organismo após treinos, saúde da pele e regulação do sistema hormonal (principalmente testosterona), então, o consumo diário de carne, mantém a concentração de zinco sempre alta no sangue.
      Os nutrientes citados acima são encontrados em qualquer tipo de carne, porém, de acordo com o animal de origem, cada carne tem sua particularidade, confira:
      a) Carne bovina
      A carne vermelha é naturalmente mais gordurosa do que a branca, mesmo em cortes mais magros, então o conselho é que estas sejam consumidas no máximo em 4 refeições na semana. Um benefício das carnes vermelhas é que elas possuem mais ferro e zinco biodisponível. A carne bovina é naturalmente mais rica em creatina também, porém, possui um alto conteúdo de gordura saturada, um dos piores tipos de gordura existente. Cortes mais magros: alcatra, carne moída magra, filé mignon, lagarto e rosbife. Cortes muito gordurosos: contrafilé, costela e picanha. Sugestões de preparos saudáveis: grelhado, assado, ao molho (madeira, por exemplo), cozido, acebolado, etc.
      b) Frango
      A carne do frango é uma excelente opção para quem deseja uma dieta mais magra e saudável. Tem níveis de proteína muito semelhantes à carne bovina e sua vantagem é ser mais magra na maioria das partes. O ideal é que o frango seja consumido grelhado, cozido, ensopado ou acebolado também. As frituras devem ser sempre evitadas em qualquer tipo de carne, assim como molhos gordurosos à base de queijo, presunto, etc. Lembrando que pele de frango não deve ser consumida em hipótese alguma: é fonte de gordura ruim pura! Evite também coxa e asas. Prefira sempre o peito. Dica: as partes mais escuras da carne são as mais ricas em ferro.
      c) Peru
      A carne do peru é de uma qualidade impressionante. O peito dessa ave é uma das carnes mais magras que existem e ainda é rica fonte de vitaminas do complexo B, essenciais para um bom funcionamento do metabolismo. É rica em ferro e zinco também. O ideal seria o consumo de filés de peito, porém, a indústria brasileira tem facilitado o consumo dessa carne, através de frios, mas atenção: evite comprar peito de peru defumado ou muito salgado... Quanto mais natural e light melhor! As melhores formas de se consumir peru são: grelhado, assado ou fatiado (frios).
      d) Peixe
      O peixe é obrigatório em uma dieta saudável. Além de ser uma carne magra, de fácil digestão e absorção, rica em proteínas e minerais, ainda é fonte de gorduras boas, tornando-o exclusivo nesse perfil de nutrientes. As gorduras boas do peixe irão ajudar no bom funcionamento hormonal do corpo, saúde cerebral e ganho de massa muscular magra. Sua principal gordura, o ômega 3, é naturalmente anti-inflamatório, cardioprotetor e responsável pela saúde neurológica. Assim como o frango e o peru, o peixe pode ser consumido diariamente sob a forma cozido, assado ou grelhado. Peixe frito/empanado deverá ser excluído de sua dieta.
      Como escolher?
      Então, para desfrutar dos benefícios das carnes e não ter prejuízos na saúde, você deverá sempre escolher cortes magros de carnes (tanto brancas quanto vermelhas). A carne branca é naturalmente mais magra e as gorduras do peixe, como visto anteriormente, são benéficas, então, o consumo delas deverá ser maior, desde que consumidas sem pele, sem ser defumadas ou enlatadas e em preparações sem fritura e queijos amarelos. Caso sua preferência sejam as carnes vermelhas, sem problema algum também, desde que as porções sejam controladas e sejam consumidas em preparações magras (assadas, grelhadas, ao molho, cozidas, etc.).
      Carnes de porco e ostras devem ser consumidos em menores quantidades, pois apesar de serem ricas em proteínas e zinco, possuem elevados níveis de gordura.
      Se você ainda não concorda com as idéias acima e quer eliminar as carnes do cardápio, faça de uma maneira correta: procure orientação de um nutricionista para que ele possa adequar seus cardápios e evitar deficiências nutricionais, prejudicando sua saúde e seu desempenho no esporte.
      REFERÊNCIAS:
      KLEINER, Susan M.; GREENWOOD-ROBINSON, Maggie. Nutrição para o treinamento de força. São Paulo. Editora Manole, 2002.
      KLEINER, SM. O papel da carne na dieta do atleta: seu efeito na inter-relação entre macro e micronutrientes. GSSI, 1998.
      BIESEK, Simone; GUERRA, Isabela, ALVES, Letícia Azen. Estratégias de nutrição e suplementação no esporte. Editora Manole, 2005.
      MAUGHAN, Ronald J.; BURKE, Louise M. Nutrição esportiva. Editora Artmed, 2004.
    • Por LeyzinhoDF
      E o seguinte amigos, eu to pensando em comprar esse suplemento pra substituir meu whey, pois segundo pesquisas que fiz sobre esse suplemento que e basicamente proteina da carne isolada e hidrolizada, ele promete resultados acima da media, então queria que vcs de descem dicas sobre o produto, se alguem ja usou eo se conhece quem usou e me falar se realmente e bom e se vale a pena :

      Carnivor (908g) Proteína da Carne Isolada e Hidrolisada – MuscleMeds

      segue um link falando detalhes do produto e dos resultados dele no organismo
       


      obrigado amigo
    • Por Letícia Penedo
      Proteína isolada da carne bovina
      Proteína isolada da... CARNE? Sim, exatamente isso! Chega ao Brasil a quarta geração de proteínas isoladas: a proteína isolada da carne bovina.
      Historicamente, cada proteína lançada inaugurava uma nova etapa no universo do treinamento físico. Passamos da arginina e ornitina, para a proteína da soja e a albumina, em seguida para o grande “BOOM” do whey protein e agora chegamos ao CARNIVOR, a proteína isolada da carne.
      Carne vermelha e mais músculos
      O CARNIVOR foi desenvolvido após observar a experiência do ganhador do premio Arnold Classic Crown no ano de 2009, Kai Greene, que constatou um ganho de músculos mais definidos e com maior volume ao comer mais carne vermelha do que ingerir suplementos com whey protein ou caseína.
      Juntamente com esse famoso atleta bodybuilding norte-americano e graças a estudos tecnológicos avançados, a MuscleMeds desenvolveu a técnica exclusiva de purificação da proteína animal, que oferece ao consumidor altos níveis de proteína animal, sem estar associada à grande quantidade de gordura, principalmente, o colesterol, como acontece com as fontes naturais de proteínas animais.
      Concentração de aminoácidos
      A proteína isolada de carne presente no CARNIVOR é 350% mais concentrada em aminoácidos, que são destinados à construção muscular, apresentando 0% em gordura e 0% de colesterol.
      Enquanto o consumo de proteína é essencial para o crescimento muscular, é sabido que em algumas situações esse consumo em excesso pode conduzir a proteína para a formação de componentes nitrogenados, que impedem que os aminoácidos sejam direcionados a formação de músculos.
      Tecnologia anabolizante de retenção de nitrogênio – ANRT
      Preocupada em aperfeiçoar o direcionamento da proteína fornecida para o crescimento muscular, a MuscleMeds desenvolveu com exclusividade a Tecnologia Anabolizante de Retenção de Nitrogênio – ANRT.
      ANRT foi especialmente criada para a reciclagem de aminoácidos de volta à via de construção muscular, reduzindo a síntese de amônia. Tal propriedade é alcançada a partir de fatores de retenção de nitrogênio, tais como o GKG (Glutamina Alfacetoglutarato), o OKG (Ornitina Alfacetoglutarato), o AKG (Alfacetoglutarato) e o KIC (Alfacetoisocaproato), todos presentes no CARNIVOR.
      Creatina na carne vermelha
      Outra vantagem da suplementação com CARNIVOR é o maior consumo de creatina, que está naturalmente presente em altos níveis nas proteínas animais.
      A carne é a principal fonte de creatina da dieta. Cada dose de CARNIVOR fornece o dobro de creatina quando comparado a um bife, dessa forma, conseguimos otimizar o aumento do volume celular pela ação da creatina, gerando então crescimento da musculatura.
      BCAAs
      Além disso, o CARNIVOR também possui BCAA – Aminoácidos de Cadeia Ramificada –, os quais favorecem um equilíbrio positivo de nitrogênio para realização de síntese proteica (anabolismo), além de contribuírem na redução do catabolismo muscular durante o treino intenso, evitando, assim, uma possível fadiga muscular prematura.
      Oferecendo 23g de proteína da carne isolada, o CARNIVOR é uma excelente opção para quem objetiva o ganho de massa magra e não consegue atingir sua meta apenas com as fontes de proteínas de sua dieta.
      Proteína para intolerantes ao leite
      Vale também acrescentar, que a proteína da carne isolada é uma excelente saída para aqueles que apresentam alguma intolerância à proteína do leite e vivem insatisfeitos por não conseguirem um suplemento com alto valor biológico.
      Estudos internacionais recentes estão associando o aumento da acne em adolescentes ao consumo de leite. Tais estudos revelaram que não é a gordura do leite, mas sim outras substâncias, como a Vitamina D e até mesmo a própria proteína do soro do leite – Whey Protein –, que podem estar causando a acne, ou agravando este problema (Fonte: Dermatology Online Journal, volume12, number 4).
      Carnivor
      Bem-vindo à geração que inicia um novo tempo, um novo ciclo na história das proteínas! CARNIVOR, você não pode ficar de fora dessa! CARNIVOR é apresentado em pote de 908g que fornece aproximadamente 28 doses e pote de 1816g que fornece cerca de 55 doses.
×
×
  • Criar novo...