Ir para conteúdo
fisiculturismo
fisiculturismo

Onde comprar whey protein mais barato: brasil ou importar?

Há pouco tempo a resposta para a pergunta "onde comprar whey protein ou outros suplementos mais barato?" seria muito simples de ser respondida: importar de uma loja norte-americana online, claro. Mas os tempos mudaram. E muito.

No Brasil tudo é caro, muito caro. É o velho e maldito custo Brasil que nunca é equacionado por nenhum governo (tributos elevadíssimos, infraestrutura precária, legislação trabalhista antiquada, educação deficitária, e assim por diante). Os brasileiros costumam fazer a festa nas lojas de Miami nos EUA e da Ciudad del Este no Paraguai.

Com os suplementos alimentares a regra é a mesma. E a internet permitiu a importação direta de suplementos alimentares. Durante anos os brasileiros compraram muitos suplementos no exterior a preços muito mais baixos do que no Brasil. Lojas como a Health Designs, BodyBuilding.com, iHerb, VitaCost, dentre outras, fizeram a alegria dos brazucas.

Mas e agora? O dólar está batendo a casa dos R$ 4,00 (quatro reais). O governo desequilibrou completamente as contas públicas para vencer as eleições e deixou a fatura para a população pagar. A crise da China piora ainda mais a situação da moeda brasileira. E para completar, a Receita Federal está tributando praticamente todas as encomendas de suplementos vindas do exterior (antigamente era o contrário, dificilmente eram tributadas).

Será que ainda vale a pena importar suplementos, tais como a whey protein? Fizemos uma simulação com um dos suplementos alimentares mais procurados no Brasil, a 100% Whey Gold Standard da Optimum Nutrition. Escolhemos, no Brasil, a loja Corpo Perfeito e, nos EUA, a loja Health Designs, para fins de comparação. Os preços comparados se referem à data da publicação desta matéria (31/8/2015). Os valores em dólar foram convertidos para Real usando o valor do câmbio da data da publicação (US$ 1 = R$ 3,90).

Quadro Comparativo:

 

Brasil bandeira-brasil.gif

EUA bandeira-eua.gif

Valor do produto:

R$ 179,10

* selecionado o pagamento via boleto bancário

R$ 97,33

* computado o desconto de R$ 19,47

Frete:

Grátis

* compra acima de R$ 100,00

R$ 65,55

* escolhida a opção mais barata (IPA Interational Priority Airmail) e incluídos os R$ 12,00 que os Correios passaram a cobrar em 2/6/2014.

Tributos:

* embutidos no preço inicial

R$ 90,52

* 60% de Imposto de Importação que incidem no valor do produto somado ao valor do frete

Valor Total:

R$ 179,10

R$ 253,40

Diferença:

- R$ 74,30

+ R$ 74,30

Print da Tela de Simulação de Compra no Brasil:

Spoiler

whey-corpo-perfeito.gif

Print da Tela de Simulação de Compra nos EUA:

Spoiler

whey-health-designs.gif

Observando-se o quadro comparativo, chega-se à conclusão de que, no dia de hoje, não mais compensa a importação de whey protein ou de outros suplementos alimentares (talvez ainda compense a importação de suplementos mais leves, tais como vitamina C, multivitamínicos, etc). O valor final da whey protein importada é muito superior ao valor da mesma whey protein vendida no Brasil. Quem diria, outros tempos.

Não bastasse isso, há notícia de que as encomendas internacionais estão demorando muito mais tempo para serem liberadas pela Receita Federal. Numa importação direta que fizemos no ínicio do ano, os suplementos demoraram mais de 3 (três) meses para chegar.

É bom anotar que a maioria dos suplementos alimentares vendidos no Brasil são importados (grande parte das whey protein), e que a renovação do estoque com a nova realidade cambial pode implicar em alteração da tabela comparativa. Pode ser que os preços no Brasil fiquem ainda mais caros e novamente superem os preços dos EUA. Só o tempo irá dizer.

E os produtos nacionais? Ficarão mais competitivos? No caso específico da whey protein, como se trata de matéria-prima importada, dificilmente os fabricantes não irão repassar os reflexos do câmbio no valor do produto final.

Fique atento, sempre faça as contas antes de decidir pela importação ou não de suplementos alimentares. Hoje não há mais uma resposta pronta e rápida. Pode ser que, para determinados produtos, a compra no Brasil seja a melhor opção.

100% Whey Gold Standard no Brasil

100% Whey Gold Standard nos EUA

Editado por fisiculturismo



Comentários

Comentários Destacados

Ótimo artigo mostrando o cenário Político-econômico que vivemos com a desvalorização do real e o poder de compra nosso indo para o buraco.Agora os gringos e a elite = políticos podem aproveitar e comprar a vontade no Brasil.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

A compra de Whey nos sites gringos está complicado com a desvalorização do real, porém outros produtos está muito bom, mesmo com o dollar a quase 4 reais.

Semana passada chegou três encomendas com pré-treinos, vitaminas, bcaa e por incrivel que pareça, melatonina também chegou sem problema algum. As três encomendas passaram pela alfandega em Curitiba, que na minha opinião é a que mais taxa e passaram tranquilamente, sem taxas. Comprei tudo pelo HealthDesigns.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites
Em 4 de março de 2016 at 16:50, Cris179 disse:

A compra de Whey nos sites gringos está complicado com a desvalorização do real, porém outros produtos está muito bom, mesmo com o dollar a quase 4 reais.

Semana passada chegou três encomendas com pré-treinos, vitaminas, bcaa e por incrivel que pareça, melatonina também chegou sem problema algum. As três encomendas passaram pela alfandega em Curitiba, que na minha opinião é a que mais taxa e passaram tranquilamente, sem taxas. Comprei tudo pelo HealthDesigns.

Bom saber que existem algumas encomendas que não estão sofrendo a taxação absurda. 

Pode dar mais detalhes sobre os seus pedidos?

  1. Quais foram os produtos que você pediu?
  2. A Health Designs declarou o valor total correto da compra na caixa?
  3. O valor foi maior do que US$ 50,00?

Obrigado!

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites


Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma conta em nossa comunidade! É rápido, fácil e grátis!

Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.

Entrar agora


  • Conteúdo Similar

    • Por Portela
      Ola boa noite,
                               Estou criando este tópico pedindo ajuda para minha alimentação, sei que alguns vão criticar,  mas é a realidade, hoje em dia tomo café da manhã, almoço e a noite lancho .... as vezes janto... dificilmente.... não como nada no intervalo das refeições, tenho 1.79m , 70kg, malho 3x por semana... mas acho que adquiri peso, gostaria de saber quais suplementos devo comprar para "tentar substituir as refeições", sei que o ideal seria comer direitinho.... jantar todos os dias, mas para mim não dá.... estou consumindo o Supermass 3 kg - IntegralMédica, durou 1 Mês, e tbm uso o glutamine ... o hipercalorico tomo 2x por dia... glutamine a noite... não sei se seria legal aquelas barras de proteínas no intervalo das refeições... mas .. é isso ai...
       
      Desde já agradeço...
       
      boa semana a todos.
      abraço !!!
    • Por Pedro Alvim Neto
      É recorrente esta pergunta entre os usuários de whey protein: "vale a pena pagar mais caro pela whey hidrolisada? ". E a resposta é negativa para a maioria dos casos. Não vale a pena pagar mais caro pela whey hidrolisada, salvo para usuários com problemas digestivos, tais como gastrite.
      A whey protein isolada tem uma concentração de 90 a 95% de proteína em cada dosagem. Já a whey protein concentrada tem uma concentração em torno de 25- 89% de proteína, sendo mais comum em torno de 80% (antes de comprar analise o rótulo com atenção).
      À medida que a concentração de proteína aumenta, diminui a quantidade de gordura, lactose e o conteúdo mineral. Quanto maior a concentração de proteínas, maior é a síntese proteica.
      O whey hidrolisado (processo pelo qual passa a whey isolada) tem proteínas quebradas em frações menores de peptídeos, reduzindo assim o potencial alérgico quando comparado com as proteínas não hidrolisadas. A hidrolisada tem absorção aproximadamente 15 minutos mais rápida do que a isolada. A concentração de proteína é semelhante à da whey isolada, isto é, concentração de 90 a 95% de proteína.
      Eu só indico a hidrolisada  para pessoas que possuem problemas em digerir proteínas. Prefiro a isolada por ter uma maior concentração de proteína em relação ao whey concentrado, promovendo uma maior síntese protéica, e tendo uma absorção um pouco mais rápida que a concentrada (mas muito semelhante).
      Em resumo: você pode escolher tranquilamente a whey concentrada (bem mais barata) se não estiver numa dieta muito restritiva, caso contrário, a whey isolada (um pouco mais cara) é a melhor opção. A whey hidrolisada (mais cara de todas) somente se justifica em casos de problemas digestivos.
    • Por fisiculturismo
      Os suplementos alimentares de protéina são os mais vendidos no mercado, e isso não ocorre por acaso: eles funcionam! A dose normalmente recomendada de ingestão de proteínas (para aumento de massa muscular) de 1,2g de proteínas por dia por quilo corporal pode não ser suficiente segundo novos estudos (aproximadamente 96g por dia num indivíduo de 80kg).
      Alguns fisiculturistas acreditam que conseguem suprir toda sua necessidade de proteínas pela dieta, porém, um estudo publicado no American Journal of Clinical Nutrition relata que a dieta por si só pode não ser suficiente, havendo necessidade de suplementação.
      Os pesquisadores descobriram que suplementos de proteína podem trazer ganhos superiores de massa muscular de até 38% e ganhos superiores de força de até 33%, em comparação com dietas sem o uso de suplementos de proteína.
      Foram examinados diferentes tipos de suplementos de proteína (whey, caseína, albumina, etc) e eles foram consumidos antes e depois do treino de musculação. Foram fornecidos aproximadamente 50g a mais de proteínas em dias de treinamento, tanto para indivíduos que consumiam suplementos, quantos para aqueles que não os consumiam.
      Os indivíduos que consumiram suplementos de proteína tiveram maior ganho de massa muscular.
      Os pesquisadores concluíram que o consumo de 50g de proteínas provenientes de qualquer tipo de suplemento alimentar do gênero (além das proteína normais da dieta hiperprotéica) parece ser uma medida eficiente para o aumento de massa muscular.
      Fonte:
      Protein Power! FLEX, pp. 128, maio 2013.
  • Matérias Recentes

×
Esta popup será fechada em 10 segundos...