Ir para conteúdo

Esteróides Anabolizantes

Amanda Mayrinck Hallak
  • , 13.847 visualizações

Os esteróides androgênicos anabólicos (EAA ou AAS - do inglês Anabolic Androgenic Steroids), também conhecidos simplesmente como anabolizantes, são uma classe de hormônios esteróides naturais e sintéticos que promovem o crescimento celular e a sua divisão, resultando no desenvolvimento de diversos tipos de tecidos, especialmente o muscular e ósseo.

São substâncias geralmente derivadas do hormônio sexual masculino, a testosterona, e podem ser administradas principalmente por via oral ou injetável. Atualmente não são utilizados somente por atletas profissionais, mas também por pessoas que desejam uma melhor aparência estética, inclusive adolescentes. Os diferentes esteróides androgênicos anabólicos têm combinações variadas de propriedades androgênicas e anabólicas. Anabolismo é o processo metabólico que constrói moléculas maiores a partir de outras menores.

O que são efeitos androgênicos dos esteróides anabolizantes?

Os efeitos androgênicos são aqueles que interferem com as características masculinas. Todo ser humano possuiu hormônios masculinos. Os homens saudáveis, naturalmente possuem em seus organismos muito mais que as mulheres.

Sendo assim, podemos dizer que os esteróides anabólicos (conhecidos também como bombas ou anabolizantes) são material sintético similar à testosterona. A testosterona apesar de ser um "hormônio masculino" é encontrado tanto em homens como em mulheres, ainda que a quantidade de testosterona no corpo das mulheres seja muito menor.

A testosterona tem 2 efeitos diferentes no corpo: um efeito androgênico, que influencia as características sexuais masculinas tais como o aumento do pênis e dos testículos, mudanças na voz, crescimento de pêlos na face, axila e áreas genitais, e aumento da agressividade; e um efeito anabólico, que influencia coisas como aumento da massa muscular, força, velocidade de recuperação dos músculos e controle dos níveis de gordura corporal.

Os esteróides anabólicos foram projetados de tal forma que se diferenciem da testosterona pelo aumento do efeito anabólico e diminuição do efeito androgênico. O problema é que não existe ainda um esteróide perfeito, que seja 100% anabólico e 0% androgênico. Em todos eles encontramos propriedades androgênicas e anabólicas.

Quais os efeitos colaterais cientificamente comprovados pelos esteróides anabolizantes androgênicos?

Todos os esteróides anabolizantes fabricados ate o presente momento possuem efeitos colaterais e quanto mais androgênica for a droga, mais perigosa ela é para o organismo.

Efeitos Colaterais

Calvície; Hipertrofia da próstata; Acne; Agressividade; Hipertensão; Limitação do Crescimento (os esteróides anabólicos podem interromper o processo de crescimento); Aumento do Colesterol; Virilização em Mulheres(crescimento de pêlos na face, engrossamento da voz, hipertrofia do clitóris e amenorréia); Ginecomastia (excessivo desenvolvimento dos mamilos em indivíduos do sexo masculino); Dores de Cabeça; Impotência e Esterilidade; Insônia; Hepatotoxidade (quase todos os esteróides causam lesão no fígado); Problemas de Tendões e Ligamentos (muitas vezes o aumento da força é desproporcional à capacidade de adaptação dos tendões e ligamentos)

Lógico que o grau de perigo que o esteróide representa vai depender de alguns fatores tais quais: a forma em que eles são tomados (oral x injetável); que dosagens são usadas; por quanto tempo eles são usados e a idade, o sexo e o estado de saúde do usuário.

Quais os esteróides anabólicos mais utilizados atualmente?

Metandostrenolona (Dianabol)

Oxandrolona – Anavar

Decanoato de Nandrolona (Deca Durabolin)

Propionato de Testosterona

Cipionato de Testosterona

Enantado de Testosterona (Testoviron)

Durateston

Undecilenato de Boldenone

Fluoximesterona – Halotestin

Oximetolona

Trembolone – Parabolan

Gonadotrofina Corionica Humana – HCG

Mentellona – Primobolan

Mesterolona – Provilon

Testosterona suspensão

Stanozolol – Winstrol

Citrato de Clomifeno – Clomid

Efedrina - Cafeina - Aspirina

L-Tiridotironina Sodica – Cynomel

Cloridrato de Clembuterol – Clembuterol

Citrato de Tamoxifeno – Nolvadex

Aminoglutademida – Orimetene ou Citraden

Insulina

GH

Todas estas drogas possuem características especificas e individuais, tais como meia vida, ciclos, riscos conhecidos e desconhecidos. Os ciclos podem ser curtos, médios e longos, associados ou não.

Falar de cada uma delas e montar ciclos iria render um assunto interminável e muito discutido. Mas estou a disposição para duvidas no meu email de contato.

Resumindo

De fato, os esteróides possuem uma grande capacidade de promover crescimento muscular e aumentar a forca. Porem, não seja estúpido de antes de administrar drogas em seu organismo, pelo menos de dar uma chance para que este lhe mostre o seu potencial, treinando serio e concentrado, e se alimentando apropriadamente. Se for inevitável a administração de drogas saiba o maximo sobre: higienização, possíveis efeitos desejáveis e colaterais e como estas funcionam em seu organismo.

Cuidado ao seguir os conselhos de pessoas leigas. O uso de esteróides anabolizantes pode ser extremamente arriscado quando não acompanhado de perto por um especialista. Lembre-se sempre: sua saúde não tem preço.

Entre para seguir isso  

Comentários

Comentários Destacados



Participe nos comentários

Você pode postar agora e se registrar em seguida. Se você já tem uma conta, entre agora para postar pela sua conta.

Visitante
Adicionar um comentário

×   Você colou conteúdo com formatação.   Remover formatação

  Only 75 emoji are allowed.

×   O link foi incorporado automaticamente.   Exiba como um link normal

×   Seu conteúdo anterior foi restaurado.   Limpar editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.


  • Conteúdo Similar

    • Por rafitness
      Aqui estou eu dnovo pra mais um ciclo, e dessa vez quero volume, quero peso kkkkkkkkkkkkkk
      Gente, na verdade eu quero muitooooo um quadríceps legal, pois já percebi que o meu acúmulo de gordura só fica nas coxas e no posterior, e eu preciso mudar isso. Enfim:
      Idade: 30 anos
      Altura: 1,63
      Peso: 58,5
      Medicações em uso (Anticoncepcional, etc...): Nenhuma
      Problemas de Saúde: Não 
      Tempo de treino: 5 anos
      Ciclos FEITOS com dose e tempo: Oxandrolona Landerlan 5mg por 5 semanas, depois aumentei pra 10mg por 3 semanas e + uma semana com 5mg
      Ciclo PROPOSTO com Aes (Marca) dose e tempo: Enantato de Testosterona Landerlan + Decanoato de Nandrolona Landerlan (preciso da ajuda com a dose e o tempo) E se tudo der certo começarei amanhã 24-10-19
      Divisão de treino e horário do mesmo:
      Segunda: Inferiores com foco em quadríceps
      Terça: Peito, Ombro e tríceps
      Quarta: Costas, Bíceps
      Quinta: Inferiores com foco em posterior e glúteo
      Sexta: Ombro, bíceps e tríceps
      Abdominais: 3x na semana
      Hit ou Caminhada: 4/5 vezes na semana
      Dieta: Depois do ciclo eu tenho seguido essa mesma dieta que o @Apollo Galeno já havia me passado qd tava usando a Oxan. Mas queria mudanças!
      - Primeira refeição:(07hs)
      100g de mamão + 40g de aveia + 4 ovos inteiros omelete + 1 xicara de café
      - Segunda refeição e pré treino(10:30hs)
      150g de arroz integral + 100g de carne moída ou 100g de frango desfiado +1 xicara de café de 150ml antes de treinar 10 minutos antes.
      - Pós treino dentro da academia= 2 bananas
      - Pós treino e almoço:
      150g de arroz integral  + 70g de feijão + 120g de carne ou frango + salada de cor verde ou de cor laranja a vontade (obrigatório) + 1 colher de sopa de azeite extra virgem
      - Lanche:
      150 ml de iogurte natural + 30g de aveia
      - Jantar:
      100g de arroz integral + 70g de feijão + 120g de carne ou frango + salada de cor verde ou de cor laranja a vontade (obrigatório)
      - CEIA
      3 ovos inteiros + 1 colher de sopa de pasta de amendoim integral + 1 copo de suco de uva integral
       
      Mais uma vez estou aberta pra seguir a ajuda de vocês <3333
       






    • Por Marcelo_sm10
      Galera, sou novo na área, eu treino a 1 ano e meio, primeiros ano eu só perdi gordura e ganhei consciência corporal pois era bem gordinho meu bf foi a 26%, cheguei a 13% de bf porem muito magro  e percebi que nao estava evoluindo mais com o nutri deixei de ir. Hoje eu sei me alimentar ja, to tentando baixar só  BF porem inventei de começar a ciclar e ainda esta meio confuso a estrutura do ciclo, to aplicando 1 vez na semana 1ml cioionato 100mg/ queria ajuda de voces a refinar esse meu ciclo. Treino ta mais pesado a a alimentação está em manutenção calórica. Estou na 2 semana e se comprar com fotos anteriores ganhei peso ja aumento bastante braco e pernas.
      Me ajudem ai, dicas, to bem perdido nao quero ficar so aplicando sem saber mais detalhes, quero crescer mas nao quero ganhar gordura;
      - Idade
      24 anos
      - Altura
      167
      - Peso
      66 kg
      - Medidas(braço,peito etc)
       
      - Percentual de gordura(BF)
      17%
      - Tempo de treino
      1 ano e 6 meses
      - Objetivo
      hipertrofia



      20200115_202209.heic
    • Por bloko
      Montei um ciclo com as sugestões do @Apollo Galeno que fizemos em outro tópico e vou manter o relato aqui.
      Primeiro ciclo.
      Idade 32 anos
      altura 1,71
      peso 67kg
      Tronco Normal: 96,50 cm
      Cintura: 78,50 cm
      Abdômem: 81,50 cm
      Quadril: 100,50 cm
      Braço Relaxado Dir: 30,50 cm
      Antebraço Dir: 26,50 cm
      Coxa Dir: 50,30 cm
      Panturrilha Dir relaxada: 37,30 cm
      BF 15.09%
      Tempo de treino 2 meses de musculação, faço outros esportes
      objetivo 'ciclo estético', ganhar peso rápido e da forma mais "limpa", que se mantenha o possível após o ciclo sem grandes colaterais. Ganhando pouco volume e mantendo definição
      Aes: cipionato 200mg  GOLD e oxandrolona 10mg GOLD
      - Cipionato 200 mg / semana (3 aplicações por semana )
      - Oxandrolona 20 mg/dia (tomar de 12/12 hs) pretendo aumentar no decorrer
      Devo tomar por apenas 6 semanas, se eu chegar a 71kg ou mais encerro na sexta semana.
      Tenho dúvidas sobre o final do ciclo, se corto abruptamente tudo ou vou aos poucos. Minha testo esta boa agora, mostrei os exames no outro tópico (em 650 se não me engano), quero que ela volte ao normal o mais rapido que der quando terminar o uso.
      Tenho também Anastrozol 1mg GOLD que pretendo usar durante o ciclo. E consigo HCG com um amigo se for indicado pra melhor tpc.
      Treino:
      ABC peito e triceps segunda, costa e biceps quarta, perna e ombro sexta - faço 4 exercícios de grupos musculares grandes e 2 ou 3 exercícios de grupos pequenos. Faço apenas 1 série até a exaustão sendo de 8 a 12 repetições no máximo com 5 segundos na contração e 5 segundos na volta, cada exercício dura em média 80 a 120 segundos (treino que peguei alguns anos atrás de hipertrofia que trabalha muito bem os musculos)
      Terça e quinta Bjj
      Finais de semana surf
      Total 3 dias hipertrofia e 3 dias aerobico
      Dieta:
      259g proteina 368g carboidrato 70g gordura = 3.195kcal
      cafe da manha 4 ovos + banana + 40g de aveia
      almoço 150g arroz + 100g feijao + 2 bifes salada a vontade
      lanche pre treino 250ml agua dose whey top growth  + banana + 20g aveia
      pós treino 250ml agua dose whey top growth  + banana
      janta 150g arroz + 100g feijao + 2 bifes salada a vontade
      ceia 2 ovos + 30g pipoca (geralmente coloco estes ovos nos shakes e na ceia como apenas pipoca)
      Suplementos:
      Tomo regularmente: Vit D 5.000UI, omega 3, creatina glutamina e bcca
      Comprei para o ciclo OPTIMEN multivitaminicio que parece ser paulada - segue foto do suplemento
       
      É isso galera, estando tudo ok por aqui o ciclo deve iniciar segunda feira 20.01.2020
      Aceito todas as opiniões e sugestões, foi exatamente pra isso que criei o tópico e vou fazer o relato.
      Estou fazendo primeiro ciclo e tenho a intenção de que seja o unico. Depos é manter o peso com dieta e equilibrio. Mas agora como tenho trabalho muito corrido e sou ativo, metabolismo acelerado, mesmo fazendo dieta não consigo passar dos 70 "ao natural". Vim estudando bastante e acho que vale a pena fazer este ciclo 🤞💪🙏
      conto com a sugestao dos mais experientes
       


    • Por duduhaluch
      A alta hepatoxidade dos esteróides é um dos mitos mais divulgados sobre esteróides, e um dos que causa mais medo entre os usuários, e como veremos, sem nenhum fundamento científico. Muito desse mito também é divulgado por artigos sobre esteróides, e quase sempre se referências confiáveis, como a afirmação de que o hemogenin é um esteróide que pode provocar câncer de fígado [1].

      "Nós temos dito há anos que se você tomar esteróides 17AA 9alfa-alquelados), você acabará por ficar com problemas de fígado. Nunca combine 17 AA, jamais ir além de 50mg/ dia, nunca vá mais de 4 semanas, etc Tudo isso é uma porcaria! Como eu e você veremos através de alguns estudos, hoje, você verá que esteróides 17AA podem ser hepatotóxicos, mas não ao grau que você pensaria.
      Para fazer um esteróide hepatóxico, é necessário apenas uma pequena alteração de uma molécula de esteróide; uma ligação forte que não podem ser prontamente quebrada por enzimas no fígado. Esta pode ser uma ligação na posição 17, ou mesmo na posição 1 (como na primobolan ou proviron). Porque o fígado não pode facilmente quebrar os esteróides antes ele é liberado na corrente sanguínea, o que também resulta na esteróides por via oral para se tornar mais bio-disponível.

      Podemos ver que o fígado tem de trabalhar mais para quebrar estes esteróides. As enzimas no sangue e tecidos facilmente metabolizar outros esteróides tais como a testosterona.Comumente, este aumento na atividade do fígado tem sido visto como um processo prejudicial, mas como você verá, este aumento é, em si, é irrelevante. O fígado é o filtro do corpo humano - pode descobrir o que fazer com qualquer coisa. O único verdadeiro problema surge quando a pessoa mantém seu fígado em plena explosão por longos períodos de tempo." [2]

      As quatro mais comuns manifestações graves de toxicidade hepática induzida por esteróides são colestase intra-hepática, peliose hepática, adenoma hepatocelular e carcinoma hepatocelular. Colestase intra-hepática refere-se a uma condição em que o fígado não pode mais adequadamente transportar e metabolizar biliar (obstrução do ducto biliar). Isso pode coincidir com icterícia, ou amarelamento da pele e os olhos como bilirrubina constrói nos tecidos do corpo. Colestase é geralmente resolvido com a cessação imediata do uso de esteróides. Peliose hepática é uma condição rara e muito grave, caracterizada por cistos cheios de sangue no fígado. Adenoma hepatocelular é um tumor raro do fígado não-malignas (não cancerosos). Embora em alguns casos, não requerem intervenção adicional que não seja a abstinência do uso de esteróides, hepatocelular ademona pode levar a vida em risco de sangramento ou insuficiência hepática. O carcinoma hepatocelular se refere ao câncer de fígado malignos. Esta última consequência e talvez o mais grave de uso de esteróides só foi documentada em um previamente saudável usuário recreativo de esteróides [1].

      Entre os diversos estudos, os casos relatados de usuários de esteróides com problemas hepáticos é quase sempre raro e muitas vezes a culpa dos esteróides é duvidosa.

      Alguns casos conhecidos e comprovados sobre a hepatoxidade dos esteróides se referem ao abuso por longos períodos de tempo, como o da menina japonesa de 14 anos que apresentou lesões no fígado após ser submetida a tratamento com oximetolona (hemogenin) com 30mg por dia durante 6 anos [3]. Existe também relatos de atletas alemães que entre os anos 60 e 80 que usaram altas doses de turinabol (100-150mg/dia) e não tiveram problemas relacionados à hepatoxidade [4].

      Em 1999, pesquisadores tentaram provar que a hepatotoxicidade dos esteróides é exagerada [5].Neste estudo, 15 dos participantes eram fisiculturistas usando esteróides e 10 eram não-esteróides fisiculturistas. Dados foram comparados a 49 pacientes com hepatite viral e com 592 estudantes de medicina sedentários e praticantes de atividade física.

      Todos os bodybuilders mostraram aumentos do aspartato aminotransferase (AST), cinase aminotransferase (ALT) e creatina alanina (CK), enquanto gama-glutamiltranspeptidase (GGT) estavam na gama normal. Em comparação, os pacientes com hepatite mostraram aumento da ALT, AST e GGT enquanto que o grupo controle de estudantes de medicina apresentaram níveis aumentados de CK. A partir deste, os investigadores sugeriram que é a correlação entre AST, ALT e GGT que mostra disfunção hepática verdadeira. Tenha em mente, podemos apenas imaginar que os 15 usuários de esteróides estavam usando 17 AA esteróides, e não sabemos que doses que foram utilizadas., Mas o senso comum nos diz que os resultados são provavelmente relevantes. [2]

      Então o que podemos concluir de tudo isso?

      Primeiro, 17 AA esteróides são hepatotóxico em doses elevadas tomadas durante um tempo longo. Por outro lado, os ciclos curtos e dosagens pequenas parecem estar perfeitamente seguras, sem necessidade de proteções hepáticas como silimarina, etc. Eu sugiro que doses máximas devem ser 500mg a 900mg por dia. Eles devem ser reciclados para talvez 8 semanas, e se necessário um intervalo de 3 meses a partir deles deve ser dado. Usando as técnicas acima mencionadas, o fígado pode ser saudável para um longo período de tempo. Simplificando, a histeria em torno da "hepatoxidade" dos esteróides, é baseada principalmente na sabedoria popular.



      [1] https://forums.steroid.com/anabolic-steroids-questions-answers/450672-liver-health-william-l.html#.UPxW-CeABMg .html (W. Llewellyn)
      [2] http://forums.steroid.com/showthread.php?269806-Hepatoxicty-Fact-or-Fiction#.UPxW-CeABMg (Roy Harper)
      [3] J Gastroenterol 2000;35(7):557-62, Multiple hepatic adenomas caused by long-term administration of androgenic steroids for aplastic anemia in association with familial adenomatous polyposis. Nakao A, Sakagami K, Nakata Y, Komazawa K, Amimoto T, Nakashima K, Isozaki H, Takakura N, Tanaka N.
      [4] W. Llewellyn, Anabolics 2006.
      [5] Clin J Sport Med 1999 Jan;9(1):34-9, Anabolic steroid-induced hepatotoxicity: is it overstated? Dickerman RD, Pertusi RM, Zachariah NY, Dufour DR, McConathy WJ.


      DUDU Haluch, tradução e adaptação
    • Por Logan_82
      Fala galera, boa tarde!
      Primeiro queria parabenizar a todos que ajudam nos tópicos... Vcs são top 🔝🔝🔝 fazem o fórum uma ótima fonte de informação e pesquisa. Estou aqui a pouco tempo (infelizmente só conheci o fórum esse ano fazendo algumas buscas na internet) mas consegui absorver bastante informações e fazer algumas mudanças nas minhas rotinas, coisas que não dava tanta importância e que são fundamentais:
      Dieta e hidratação bem ajustados para o objetivo (ainda aprendendo) sempre usei o mesmo planejamento alimentar durante todo o ciclo, dificilmente fazia grandes alterações Aeróbico, nunca fui adepto de fazer e hj vejo que é fundamental (aquela ideia de quem quer ganhar MM não pode fazer aeróbico) Laboratório de confiança, sempre usei lab under por indicação de amigos ou contato de confiança. Hj já aprendi que melhor é usar produtos de Lab. grande Gostaria muito da ajuda de vcs para meu novo projeto, estou fazendo uma ponte até o próximo ciclo pretendo usar pequenas doses de testosterona por 10 a 12 semanas, após avaliar o shape para traçar novas estratégias.
      Idade: 37
      Altura: 180
      Peso: 95,4
      Medicações em uso (Anticoncepcional, etc...): Não
      Problemas de Saúde: Nenhum
      Tempo de treino: mais de 8 anos de treino. Durante esses 8 anos sempre trabalhei em escala 12x36 + 160 km de distância ida e volta para o trabalho isso me atrapalhava um pouco em relação a treino, dieta e descanso. Existia um revezamento de 4 em 4 meses do turno dia e noite, quando trabalhava no turno do dia o treino e dieta ficavam prejudicados, muitas das vezes treinava 2x ou 1x na semana por causa dos extras (saudade dos extras... na vdd sds do dindin. kkkk) quando mudava pra noite o treino e dieta ficavam ok, mas o descanso ficava um pouco prejudicado… enfim tinha maior rendimento quando trabalhava a noite pois conseguia  intensificar os treinos e manter a dieta. Graças a Deus no início deste ano 2019 minha escala mudou.
      Ciclos FEITOS com dose e tempo: Já fiz ao todo uns 5 ciclos, todos com testo de base (enantato ou cipionato ou fenilpropianato)  sempre com outro acompanhamento: Deca, Boldenona, Stanozolol, Masteron, Oxandrolona. Único EAS que nunca usei foi trembolona por receio.
      Penúltimo ciclo: término Maio 2018 
      1 a 10 enantato 100mg ds/dn
      1 a 10 Boldenona 100mg ds/dn
       
      Último ciclo: término 07/12/2019 (ciclo indicado pelo meu fornecedor)
      1 a 3 oxandrolona 40 mg tsd
      4 a 6 oxandrolona 60 mg tsd
      7 a 10 Masteron 100 mg ds/dn
      1 a 10 Enantato de testo 400 mg sem
      1 a 10 Boldenona 400 mg sem
      Colaterais dos ciclos: Queda de cabelo (geralmente no pós ciclo) e aumento da irritabilidade
      Ciclo PROPOSTO com Aes (Marca) dose e tempo:
      Enantato de testosterona Landerlan subcutânea = 165mg/semana (dividido em 3 aplicações de 22ui dom/terça/quinta)
      Divisão de treino e horário do mesmo: Treino ABCD 1x semana. horários de treino 11 hrs ou 15 hrs.
      Devido minha escala de trabalho só consigo treinar 4x na semana, dois dias fica impossível ir por causa do horário: saio de casa 05:30 e retorno 22:30 hrs a  academia fecha às 22 hrs e Domingo ela tbm não funciona. Devido essa rotina de trabalho adotei o treino ABCD 1x semana.
      A - Peito/tríceps/Pant
      Crucifixo inclinado no cross 4x6-12p2 30” desc
      Supino 45 no smith 12-máx-máx-máx c/pausa2" Sub.peso 1’ desc
      Voador + Flexão de braços 3x6 super lentas/ (máx3T) (Máxp2") (Máx") 1’ desc
      Supino reto todas excênt. 12-máx-máx-máx Sub. peso 1’ desc
      Sup. canad. c/halteres 3x4 excênt + 6 1’ desc
      Triceps testa barra W 12-máx-máx-máx Sub. peso 1’ desc
      Triceps francês no banco 45° 12-10-8-6 Sub. peso 30” desc
      Triceps no pulley 4x4 proq + máx Sub. peso 1’ desc
      Triceps supinado 12-10-8 Sub. peso c/drop última 30” desc
      Pant no leg horiz 20-máx-máx-máx Sub. peso 30” desc
       
      B - Costas/Bíceps/Abd
      Puxada sup. unilat no cross 12-máx-máx Sub. peso 30” desc
      Puxada vertical 12-máx-máx-máx Sub. peso todas excênt. 2’ desc
      Remada curvada barra grande 2x12 Sub. peso 2x8 1’ desc
      Adução frontal barra V 4x6 à 10 excênt. 30” desc
      Remada unilat c/ halters 12-máx-máx Sub. peso 1’ desc
      Biceps barra H no banco scoth 12-máx-máx-máx 1’ desc
      Biceps máquina 3x6(6"iso)+4(4"iso)+2(2"iso) 1’ desc
      Bíceps barra reta 12-máx-máx-máx Sub. peso todas excênt. 1’ desc
      Biceps concentrado 12-máx-máx Sub. peso s/desc
      ABD supra máquina 20-mах-mах-mаx Sub. peso 1’ desc
      ABD infra no rack 4x10 a 20 1’ desc
       
      C - Ombro/Trapézio/Pant
      Flexão de ombro unilat. sup. no cross 12-máx-máx-máx Sub. peso 30” desc
      Crucifixo inverso + Hiperextensão 2x10+10 Sub. peso 2x8+8 1’ desc
      Abdução de ombro 4x8-4-2 Sub. peso 1’ desc
      Rotação frontal banco 45° 12-máx-máx Sub. peso 30” desc
      Desenv. c/halteres curtas 6-máx-máx-máx Desc. peso 10” desc
      Enc. barra livre + acima de 90° 4x6à12 Sub. peso / 4x8à12 1’ desc
      Enc. no Rower 15-máx-máx-máx Sub. peso 30” desc
      Panturrilheira 5x10 à 20 Sub. peso 10” desc
      Pant. no rack 4x8 p2”+8 30” desc
      Pant. livre unilat. 3x8 a 15 s/desc
       
      D - Perna/Abd
      Flexão de quadril 3x8 à 12 p2" s/desc
      Rack machine 15-8-8-8 Sub. peso 10” desc
      Cadeira extensora + passada 4x8à15p2" Sub. peso / 4x6 à 8 1’ desc
      Agachamento 4x6à15N + 6à15C Sub. peso 1’ desc
      Cadeira adutora 4x6p4" + 8c+8 30” desc
      Aqach. sumo 3x8-6-4 Sub. peso 1’ desc
      Mesa flexora 3x4p4"+máx Sub. peso 1’ desc
      Leg 45° alto curtas 20-máx-máx-máx Sub. peso 30” desc
      ABD: Oblíquo no banco 4x8à20 1’ desc
      ABD: Roda 4x10à20 1’ desc
      Treino aeróbico Hit pós treino 15 minutos(um minuto caminhando na velocidade 6 depois 1 correndo na velocidade 10) 4x semana
       
      Dieta com quantidade de proteína/carboidrato/gordura por dia:
       
      Atual pós ciclo Prot.: 216  Carb.: 143 Gord.: 91
       
      Café - 06:00
      05 Ovos mexidos
      01 Xícara de café
      Vit. C 500mg
       
      Lanche manhã - 09:00
      150ml iogurte natural
      01 Colher pasta de amendoim
       
      Almoço - 11:30
      120g Batata doce
      120g Frango grelhado
      Salada verde (couve ou brócolis ou alface)
      Vitamina D3 5000ui
       
      Lanche - 14:30 (refeição pré e pós treino)
      01 banana prata
      40g Whey protein
       
      Lanche - 16:30
      120g Batata doce
      120g Frango grelhado
      01 Xícara de café
       
      Jantar - 19:30
      110g Batata doce
      110g Frango grelhado
      Salada verde (couve ou brócolis ou alface)
       
      Ceia -  22:30
      04 Ovos mexidos
      Vit. C 500mg
       
      Hidratação 4 a 5 litros de água por dia
      Fotos: 



      Exames foram feitos ontem... assim que tiver os resultados posto aqui
×
×
  • Criar Novo...