Ir para conteúdo
  • Cadastre-se

Glutamina: para que serve? Como tomar? Vale a pena?


Post Destacado

Kasmodan,

Tah muito bom o preço véio.

Tb compro numa loja a muito tempo, e por ser cliente e talzs os preços pra mim são diferenciados..ehehehe. Mas eles não tem de 500 ou 600gr. :x

moloko_boo,

valeu ae véio.

O preço q c tah pagando tb tá muito bom.

Vou tentar procurar mais por aki, e se achar nesse preço ae vou comprar.

Se eu não achar ( até pq ninguém ainda respondeu onde tem...), eu vou comprar péla NET mesmo.

Valew

Link para o post
Compartilhar em outros sites
Madrugão suplementos

Não jogue dinheiro fora

Compre suplementos bem mais baratos com o cupom de desconto do FISIculturismo.com.br

Clique aqui para obter seu cupom

  • Respostas 575
  • Criado
  • Última resposta

Membros mais ativos neste tópico

Membros mais ativos neste tópico

Imagens postadas

Bom, desconheço as pesquisas, mas na fase de definição, pra mim ela é ótima. :lol:

Segue informação básica sobre a glutamina.

[]s

==========================================

A glutamina é um aminoácido não essencial, ou seja, o nosso organismo está apto a sintetizá-lo. É encontrada no músculo perfazendo aproximadamente 50% de todos os aminoácidos livres. Os níveis de glutamina são altamente correlacionados com o processo de síntese protéica no músculo. Durante o treinamento grandes quantidades de glutamina são solicitadas do músculo e dependendo da intensidade do esforço, solicita-se mais aminoácidos do que existe à disposição no músculo. A perda de glutamina acaba por exigir que outros aminoácidos sejam recrutados para refazê-la.

Como o glicogênio e a creatina, a glutamina atrai para dentro da célula muscular eletrólitos e água, causando o aumento da massa muscular. A dose indicada é de 10 a 20 gramas por dia, sendo que o principal horário para a sua utilização é logo após o treinamento.

Link para o post
Compartilhar em outros sites

O resultado com a Glutamina pra mim, foi muito superior ao do BCAA's.

Inclusive, qualquer Whey de boa qualidade , é enriquecido com Bcaa's, o que já te auxilia pra evitar o catabolismo.

Quanto aos resultados, observei que tomando a Glutamina, meu ganho de massa é melhor do que sem tomar. Como agora estou querendo dar uma secada pro verão...ehehehe, e estou restringindo um pouco a ingestão de carbos, a Glutamina torna-se ( pra mim ), um excelente aliado na manutenção da massa.

[]s

Link para o post
Compartilhar em outros sites

eh vai de cada 1 mesmo, mas eu acho que nao seria interessante gastar tanto em um suplemento duvido.... Postarei uma pesquisa aew para quem quizer ler

Dentre os supostos efeitos da glutamina no músculo está a valiosíssima síntese protéica, a qual é potencializada pela presença de insulina.(RENNIE et al, 1994). Existe, inclusive, um estudo onde apenas 2 gramas de glutamina elevaram as concentrações plasmáticas de hormônio do crescimento (WELBOURNE, 1995). Mas não se apresse em comprar glutamina, pois os efeitos do hormônio do crescimento na hipertrofia muscular ainda são contestados e, (pasmem) até mesmo segurar a respiração pode produzir aumentos nas quantidades deste hormônio (MATVEEV et al, 1986).

Sabe-se que exercícios intensos e prolongados causam diminuição na quantidade de glutamina, ao final de uma prova de triathlon, por exemplo, a concentração plasmática deste AA cai cerca de 22,8%, sendo tal queda relacionada com maiores riscos de infecções, segundo alguns autores (NIEMAN et al, 1991, HACK et al, 1997, PYNE et al, 1998, BASSIT et al, 2000). Porém, há quem descorde destas idéias, como HOOPER et al (1996), ROHDE et al (1998) e ROHDE et al, (1999), autores de experimentos onde as concentrações baixas de glutamina não são relacionadas com riscos de infecções induzidos pelos exercícios. (A maioria das pesquisas se preocupou com atividades cíclicas, mas aí vai uma para o pessoal da musculação, a concentração de glutamina é reduzida após o treino de força, mas a queda não se relaciona com os danos nas fibras musculares, conforme concluíram MILES et al 1999 e GLEESON et al, em 1999).

O fato é que, apesar de ter se mostrado eficiente em animais e pacientes debilitados (queimaduras, inanição, cirurgias...), a glutamina não é indiscutivelmente eficiente na melhora da atividade imunológica em indivíduos submetidos a exercícios (WALSH et al, 2000). Assim como não há evidências que possam levar a conclusões positivas quanto aos seus efeitos ergogênicos (HAUB et al, 1998).

Há um estudo de VARNIER et al (1995) onde foi utilizada infusão de glutamina após atividades de longa duração (90 minutos de bicicleta) e verificou-se que a disponibilidade deste aminoácido estimulou a síntese de glicogênio, mas os autores atribuem isto à possível conversão metabólica de glutamina em glicose. Mas se o objetivo for repor as reservas de glicose seria melhor poupar seu dinheiro e tomar apenas carboidratos, conforme verificado em 1999 por BOWTELL et al. Uma dieta equilibrada sempre é uma boa idéia e parece ser apoiada pelas conclusões de GLEESON et al (1998) e ZANKER et al (1997), para quem dietas ricas em carboidratos podem atenuar os efeitos do exercício na quantidade de glutamina e fatores imunológicos.

Muitas vezes há furor em torno de determinados suplementos a partir de conclusões equivocadas usadas pelas empresas de suplementos. Quando se referem a glutamina, dizem que é o aminoácido mais abundante no músculo, que atua no sistema imunológico, pode auxiliar o processo de regeneração da fibra muscular e que é depletado após atividades físicas, o que podemos concluir? Nada do que parece. Podemos concluir apenas que a suplementação de glutamina pode auxiliar em estados crônicos como patologias e possivelmente no excesso de treinamento, porém sua atividade em organismos humanos normais submetidos ao treinamento físico ainda é duvidosa e certamente não trará os benefícios prometidos, sem nos esquecer dos possíveis prejuízos (além dos financeiros), visto que a ingestão desequilibrada de um aminoácido pode levar ao desequilíbrio na absorção dos demais.

BASSIT RA, SAWADA LA, BACURAU RF, NAVARRO F, COSTA ROSA LF. The effect of BCAA supplementation upon the immune response of triathletes. Med Sci Sports Exerc 2000 Jul;32(7):1214

PYNE DB, GLEESON M.Effects of intensive exercise training on immunity in athletes. Int J Sports Med 1998 Jul;19 Suppl 3:S183-91; discussion S191-4.

NIEMAN DC, NEHLSEN-CANNARELLA SL. The effects of acute and chronic exercise of immunoglobulins. Sports Med 1991 Mar;11(3):183-201

RENNIE MJ, TADROS L, KHOGALI S, AHMED A, TAYLOR PM. Glutamine transport and its metabolic effects. J Nutr 1994 Aug;124(8 Suppl):1503S-1508S

WELBOURNE TC. Increased plasma bicarbonate and growth hormone after an oral glutamine load. Am J Clin Nutr 1995 May;61(5):1058-6.1

VARNIER M, LEESE GP, THOMPSON J, RENNIE MJ. Stimulatory effect of glutamine on glycogen accumulation in human skeletal muscle. Am J Physiol 1995 Aug;269(2 Pt 1):E309-15

MATEEV G, DJAROVA T, ILKOV A, VARBANOVA A, NIKIFOROVA A. Human growth hormone, cortisol, and acid-base balance changes after hyperventilation and breath-holding. Int J Sports Med 1986 Dec 7:6 311-5

HACK V, WEISS C, FRIEDMANN B, SUTTNER S, SCHYKOWSKI M, ERBE N, BENNER A, BARTSCH P, DROGE W. Decreased plasma glutamine level and CD4+ T cell number in response to 8 wk of anaerobic training. Am J Physiol 1997 May;272(5 Pt 1):E788-95

HOOPER SL, MACKINNON LT. Plasma glutamine and upper respiratory tract infection during intensified training in swimmers. Med Sci Sports Exerc 1996 Mar;28(3):285-90.

WALSH NP, BLANNIN AK, BISHOP NC, ROBSON PJ, GLEESON M. Effect of oral glutamine supplementation on human neutrophil lipopolysaccharide-stimulated degranulation following prolonged exercise. Int J Sport Nutr Exerc Metab 2000 Mar;10(1):39-50

BOWTELL JL, GELLY K, JACKMAN ML, PATEL A, SIMEONI M, RENNIE MJ. Effect of oral glutamine on whole body carbohydrate storage during recovery from exhaustive exercise. J Appl Physiol 1999 Jun;86(6):1770-7.

HAUB MD, POTTEIGER JA, NAU KL, WEBSTER MJ, ZEBAS CJ. Acute L-glutamine ingestion does not improve maximal effort exercise. J Sports Med Phys Fitness 1998 Sep;38(3):240-4.

ROHDE T, ASP S, MACLEAN DA, PEDERSEN BK Competitive sustained exercise in humans, lymphokine activated killer cell activity, and glutamine--an intervention study. Eur J Appl Physiol Occup Physiol 1998 Oct;78(5):448-53.

GLEESON M, WALSH NP, BLANNIN AK, ROBSON PJ, COOK L, DONNELLY AE, DAY SH. The effect of severe eccentric exercise-induced muscle damage on plasma elastase, glutamine and zinc concentrations. Eur J Appl Physiol Occup Physiol 1998 May;77(6):543-6

ROHDE T, MACLEAN DA, PEDERSEN BK. Effect of glutamine supplementation on changes in the immune system induced by repeated exercise. Med Sci Sports Exerc 1998 Jun;30(6):856-62

GLEESON M, BLANNIN AK, WALSH NP, BISHOP NC, CLARK AM. Effect of low- and high-carbohydrate diets on the plasma glutamine and circulating leukocyte responses to exercise. Int J Sport Nutr 1998 Mar;8(1):49-59

ZANKER CL, SWAINE IL, CASTELL LM, NEWSHOLME EA. Responses of plasma glutamine, free tryptophan and branched-chain amino acids to prolonged exercise after a regime designed to reduce muscle glycogen. Eur J Appl Physiol Occup Physiol 1997;75(6):543-8

Link para o post
Compartilhar em outros sites

Supercherman,

Eu já conhecia esta pesquisa, mas obrigado por postar.

Trata-se de texto do Prof. Paulo Gentil, correto ?

Ele, inclusive cita em outro artigo dele, que até o nosso bom e velho WHEY PROTEIN, também não seria um bom investimento financeiro, mas acredito que muitos de nós marombeiros, vem no Whey uma boa alternativa para crescimento muscular, certo ?

Bom, todos sabemos que suplementos são caros e que o benefício conseguido e o bolso de cada um é que realmente vai ditar a regra sobre o que tomar ou não.

Acredito, que muitos de nós já tentaram vários suplementos sem sucesso, e outras pessoas, com o mesmo suplemento tem ganhos enormes. Vai explicar, né ?!

Mas é como você mesmo disse, vai de cada um.

Quem quizer ler sobre os diversos textos do Paulo Gentil, aqui vai o site.

http://www.gease.pro.br

[]s

Link para o post
Compartilhar em outros sites
Supercherman,

Eu já conhecia esta pesquisa, mas obrigado por postar.

Trata-se de texto do Prof. Paulo Gentil, correto ?

Ele, inclusive cita em outro artigo dele, que até o nosso bom e velho WHEY PROTEIN, também não seria um bom investimento financeiro, mas acredito que muitos de nós marombeiros, vem no Whey uma boa alternativa para crescimento muscular, certo ?

Bom, todos sabemos que suplementos são caros e que o benefício conseguido e o bolso de cada um é que realmente vai ditar a regra sobre o que tomar ou não.

Acredito, que muitos de nós já tentaram vários suplementos sem sucesso, e outras pessoas, com o mesmo suplemento tem ganhos enormes. Vai explicar, né ?!

Mas é como você mesmo disse, vai de cada um.

Quem quizer ler sobre os diversos textos do Paulo Gentil, aqui vai o site.

http://www.gease.pro.br

[]s

Muito bem dito, amigo.

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • fisiculturismo alterou o título para Glutamina: para que serve? Como tomar? Vale a pena?
  • fisiculturismo retirou o destaque de tópico

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma conta em nossa comunidade! É rápido, fácil e grátis!

Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.

Entrar agora

Madrugão suplementos

Não jogue dinheiro fora

Compre suplementos bem mais baratos com o cupom de desconto do FISIculturismo.com.br

Clique aqui para obter seu cupom



×
×
  • Criar novo...