Ir para conteúdo
  • Cadastre-se

Anticoncepcional prejudica a hipertrofia nas mulheres


Mulheres que buscam hipertrofia devem para de usar anticoncepcionais com hormônios?



Anticoncepcional prejudica a hipertrofia nas mulheres

Mulheres e dificuldade de ganhar massa

Muitas mulheres se queixam de dificuldade para ganhar massa muscular (mesmo com treino regular e dieta), flacidez, celulite, retenção hídrica e facilidade para engordar ou dificuldade de perder gordura. Não é novidade para ninguém que alimentação desequilibrada e sedentarismo contribuem para tudo isso. Mas hoje vou trazer algumas informações sobre outro fator, os anticoncepcionais, que pode ter relação com essas queixas e que está presente na vida de boa parte das mulheres em idade reprodutiva.

Efeitos dos anticoncepcionais

O uso de anticoncepcionais é muito difundido hoje em dia e é prescrito para diversas finalidades, não só inibir a ovulação e agir como contraceptivo propriamente dito. Mas também, em alguns casos, para controle da oleosidade da pele e acne, síndrome dos ovários policísticos, irregularidades do fluxo menstrual, hirsutismo (produção excessiva de pêlos nas mulheres). O problema é que muitas vezes para controlar um desses aspectos, ocorre a desregulação de todo eixo dos hormônios sexuais e outros sintomas surgem, ou seja, “tampa de um lado e descobre de outro”. 

Vários desses sintomas e queixas são gerados e/ou piorados por maus hábitos de vida, resistência à insulina, dieta com alta carga inflamatória, deficiências nutricionais, má gestão do stress, etc. Então, se melhorar a dieta e atuar na correção desses desequilíbrios, não haveria necessidade do uso dos anticoncepcionais para fins secundários. Já para o fim primário, a contracepção, há métodos não hormonais que podem ser usados e isso tem de ser conversado e acordado com o ginecologista de acordo com o caso de cada paciente.

A maior parte dos contraceptivos, seja por via oral (pílula), transdérmico (adesivo) ou anel vaginal, são contraceptivos combinados, compostos de um tipo de estrogênio associado a uma progestina. Ambos são hormônios sintéticos e, portanto, são interpretados de forma diferente do estrogênio e progesterona produzidos pelo corpo, o que leva a uma cascata de alterações hormonais. Vou falar de algumas delas que podem levar a uma maior resistência na obtenção de resultados de hipertrofia muscular e redução do percentual de gordura com a dieta e treino.

Mulheres produzem testosterona

Os hormônios sexuais, como a testosterona, circulam no sangue com uma parte ligada a albumina, parte ligada a globulina ligadora dos hormônios sexuais (SBGH) e uma parte livre (fração ativa do hormônio). É bom salientar que a testosterona é produzida em maior quantidade por homens, mas as mulheres também produzem testosterona (10 a 25 vezes menos) e ela tem funções fisiológicas importantes também no corpo feminino.

Efeitos dos anticoncepcionais sobre a testosterona 

Quando uma mulher toma um anticoncepcional composto por hormônios sintéticos, eles se ligam muito mais a albumina sérica do que a globulina ligadora dos hormônios sexuais (SBGH) e ocorre uma resposta exacerbada na produção de SHBG. Com uma quantidade de SHBG muito maior do que o necessário para transportar os hormônios sexuais produzidos pelo corpo, praticamente toda a testosterona fica ligada a SHBG e sobra uma fração ínfima de testosterona livre (fração ativa da testosterona). Essa baixa testosterona livre, mesmo que o valor de testosterona total esteja normal, pode levar a sintomas de deficiência de testosterona como: maior dificuldade para ganho de massa muscular, maior tendência ao ganho de gordura e retenção hídrica, baixa libido, maior sensação de fadiga e cansaço físico e mental.

Essa alterações hormonais são confirmadas nos exames de sangue que solicito e analiso das minhas pacientes em uso de anticoncepcionais. Algumas delas demonstram maior dificuldade em evoluir em resposta a dieta e treino. Vamos a alguns dados da literatura:

  • Um estudo feito por Piltonen e colaboradores (2012), no Departamento de Ginecologia e Obstetrícia de Oulu na Finlândia, verificou que o uso de anticoncepcionais combinados tanto por via oral, transdérmica e vaginal, em mulheres jovens e com peso normal, levou ao aumento de marcadores de inflamação crônica (proteína C reativa), piora da sensibilidade à insulina, aumento da SHBG e consequentemente redução da testosterona livre. Ou seja, independente da via de administração as alterações metabólicas são as mesmas.
  • Lee e colaboradores (2009) analisaram a resposta em mulheres jovens (18 a 31 anos) a 10 semanas de treino resistido e verificaram um ganho muscular 40% menor em mulheres que faziam uso de contraceptivos orais em comparação às mulheres que não faziam uso. Os autores concluíram que esse resultado negativo no grupo que tomava anticoncepcional se deveu aos menores níveis de DHEA e S-DHEA (importantes para síntese de testosterona), IGF-1 (fator de crescimento semelhante à insulina – importante para a construção muscular) e maior nível de cortisol (hormônio do stress, que tem ação catabólica).

Além disso, os autores comentaram que outro fator que limitou o ganho muscular foi que as progestinas que compõe o anticoncepcional se ligam competitivamente aos receptores de testosterona, impedindo a ligação da própria testosterona ao seu receptor e assim reduzindo seus efeitos.

Outros riscos dos anticoncepcionais

Não comentei sobre o risco de trombose venosa, pois não era o foco do texto. Mas, basta uma lida rápida na bula de um anticoncepcional que você verá o tanto de ressalvas e alertas quanto ao aumento do risco de eventos tromboembólicos. 

Conclusão

A minha dica é, pense 2 vezes em tomar ou continuar tomando anticoncepcionais hormonais e converse com um médico ATUALIZADO e com visão global da sua saúde. Também não se engane pensando que os que são de baixa dosagem são inofensivos, pois essas alterações são observadas inclusive nesses casos (vejo isso na prática nos resultados dos exames de pacientes). Se quiser tirar a dúvida, minha dica é que faça regularmente exames de sangue completos para monitorar todas essas variáveis e não colocar sua saúde em risco, nem limitar seus resultados da dieta e treino.

Por fim, não quero dizer que mulheres que tomam anticoncepcionais não podem conseguir alcançar bons resultados estéticos, porque tenho pacientes que mesmo tomando chegam a excelentes resultados. No entanto, provavelmente se não tomassem chegariam um pouco mais longe.

Por Nutricionista Renato França

Publique seu conteúdo como colaborador


Comentários

Comentários Destacados

Infelizmente não tenho essa opção, até porque só parar de tomar que o SOP volta.

Ao tomar 12mg de oxan ao dia (6mg às 10h e 6mg às 16h) comecei a ver mais resultados, acredito que tenha balanceado a testosterona. Meu anticoncepcional é de uso continuo, sempre tive problemas hormonais desde criança e tive que controlar por meio de medicamentos (desenvolvimento precoce, etc.)

A Alana do @dentistasfit toma e mostrou que é possível obter ótimos resultados, mas o trabalho é dobrado ;(

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites
  • Administrador
Em November 6, 2015 at 10:14:04, saravnsantos disse:

Infelizmente não tenho essa opção, até porque só parar de tomar que o SOP volta.

Ao tomar 12mg de oxan ao dia (6mg às 10h e 6mg às 16h) comecei a ver mais resultados, acredito que tenha balanceado a testosterona. Meu anticoncepcional é de uso continuo, sempre tive problemas hormonais desde criança e tive que controlar por meio de medicamentos (desenvolvimento precoce, etc.)

A Alana do @dentistasfit toma e mostrou que é possível obter ótimos resultados, mas o trabalho é dobrado ;(

Isso prova que realmente o ideal é não usar o anticoncepcional. Mas se o uso for inevitável, é bom saber que ele causa interferência nos ganhos.

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites
  • Administrador
 

O uno do ZMA(zinco, magnesio e vitamina B6) faria alguma diferença em relação ao aumento da testosterona livre??

Há muita discussão sobre a eficácia do ZMA. Alguns dizem que ele não funciona, outros dizem que sim. De qualquer modo, não implicaria em aumentos dráticos de testosterona. Parece ser muito mais significativo quando há deficiência desses minerais na alimentação.

Veja este tópico:

 

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Eu estava com todos os sintomas, dificuldade p ganhar massa magra, aumento de gordura, retenção de líquido, etc. Tomo anticoncepcional à 7 anos e quando fiz exame de sangue deu que minha testosterona estava baixíssima. Então meu médico me passou um gel de testosterona 3%. Tem uns 4 dias que estou usando... E espero que resolva meu problema.

Editado por ThalitaMartins

ou para curtir

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites
  • Administrador
3 horas atrás, ThalitaMartins disse:

Eu estava com todos os sintomas, dificuldade p ganhar massa magra, aumento de gordura, retenção de líquido, etc. Tomo anticoncepcional à 7 anos e quando fiz exame de sangue deu que minha testosterona estava baixíssima. Então meu médico me passou um gel de testosterona 3%. Tem uns 4 dias que estou usando... E espero que resolva meu problema.

Mas você parou de tomar anticoncepcional? Ou apenas acrescentou a testosterona em gel?

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites
Em December 28, 2015 at 18:54, ThalitaMartins disse:

Eu estava com todos os sintomas, dificuldade p ganhar massa magra, aumento de gordura, retenção de líquido, etc. Tomo anticoncepcional à 7 anos e quando fiz exame de sangue deu que minha testosterona estava baixíssima. Então meu médico me passou um gel de testosterona 3%. Tem uns 4 dias que estou usando... E espero que resolva meu problema.

que bom saber. tb nao posso parar pois meu fluxo é muito grande, além de que fico literalmente doente. Colicas fortissima! ow raiva viu desses dias! Vou falar com meu medico. 

ou para curtir

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites


Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma conta em nossa comunidade! É rápido, fácil e grátis!

Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.

Entrar agora

  • Conteúdo similar

    • Por Yoka
      Olá pessoal, boa tarde 😊
      sempre leio muito sobre a ajuda de vocês c dietas, e gostaria que me ajudassem.
      Tenho 25 anos, 1,62 de altura, peso 61, treino há alguns anos, pedalo de bike todos os dias, sábado mais intenso, e domingo corrida de 8km, faço academia todos os dias.
      Perco massa muito fácil.
      Comprei a stano em comprimido de 10mg. Estou tomando 10mg a cada 12 horas.
      Não fiz nenhum exame.
      Podem me ajudar c a dieta?



    • Por Saiyajin_orgulhoso
      Para um Jovem de 17 anos levantar 35KG na rosca direta e 3 repetições é uma boa quantia de força? Execução feita da forma correta sem roubos...
    • Por Kellysilva
      Olá, boa noite.
      treino há 6 meses e gostaria  de baixar meu percentual de gordura, queria que vocês me ajudassem com uma dieta onde eu possa diminuir essa porcentagem e ao mesmo tempo aumentar a massa muscular.
      minha dieta atual:
      *café da manhã 6:30
      2 fatias de pão integral 
      2 ovos fritos
      1 fatia de queijo coalho
      100ml de café 
      * lanche 9:30
      3 ovos cozidos 
      *almoço 12:30
      200g de frango grelhado
      100g de arroz branco 
      100g de feijão carioca cozido
      salada à vontade 
      *lanche e pré treino 15:30/16:00
      100ml de café 
      50g de tapioca 
      200g de peito de frango 
      *pós treino 
      3 ovos fritos
      * janta 21:00
      200g de peito de frango grelhado
      100 g de batata doce 
      salada a vontade 
      Água 2,5L no mínimo.
       
      altura 1,62
      peso 58kg
      bf 22%
       
      Nenhum problema de saúde ou histórico de doenças.
      nenhuma cirurgia, exceto cesariana.
      não faço uso de anticoncepcional ou qualquer outra medição.
      treino 5x/semana
       
       



    • Por luhccardoso
      Idade: 29 anos Altura: 1,65m
      Peso: 66,55kg
      Medicações em uso (Anticoncepcional, antidepressivo,anti hipertensivo, etc...): Não uso anticoncepcional (efeito colateral: filho de 5 anos). Uso corticoide para controle de asma.
      Problemas de Saúde e histórico de cirurgias: cirurgia estética apenas.
      Exames de sangue hormonais recentes OU que tiver recente= somente hemograma normal, feito sem setembro/20 adianta postar ? 
      Tempo de treino: 1 ano, sendo que comecei somente com aeróbico, depois fui pra um personal trainer que me fazia ficar pulando, ferrei meu joelho e comecei com a musculação sozinha já faz 6 meses pelo menos.
      Ciclos FEITOS com dose e tempo: Nunca fiz
      Ciclo PROPOSTO com Aes (Marca) dose e tempo: oxandrolona landerlan 5mg
      Divisão de treino e horário do mesmo: SEG (INFERIOR) TER (SUPERIOR) QUA (INFERIOR) QUI (SUPERIOR) SEX (INFERIOR)
      Dieta com quantidade de proteína/carboidrato/gordura por dia:
      08:00 Acordo: café puro
      10:00 café da manhã: 3 ovos 1 fruta
      13:00 treino. (estou em homeoffice e aproveito o meu horário de almoço para treinar)
      14:00 pós treino: banana
      15:00 almoço: Salada verde  + 110g de frango/carne 90g de arroz integral 100g brócolis
      17:30 lanche da tarde: fruta + castanha
      20:00 jantar: Salada verde  + 110g de frango/carne 90g de arroz integral 100g brócolis
      Até 22:00: laranja/mexirica
      23:00 à mimir
       
      Obs:
      Há um ano atrás eu estava bem gordínea (+80kg), mudei muito meu corpo mas confesso que me esforcei pouco no verão. Como podem ver meu ponto fraco é o acumulo de gordura nas pernas e celulite.
      Bebo muito cerveja, que colaborou para o baixo rendimento no verão mas estou inclinada a tirar o álcool em 100% durante o "projeto" e reduzir o consumo depois para manutenção. Não fumo.
      Eu tenho pouco apetite de manhã por isso não tem o "lanche" da manhã o próprio café da manhã já é um esforço comer, mas nada que não possa mudar também.
       
       



    • Por fisiculturismo
      Falar em destreinamento (ou descondicionamento) para um aficcionado em musculação parece um tremendo absurdo. Pois saiba que o treinador Bryan Haycock, mentor do HST (Hypertrophy-Specific Training - em tradução livre: Treino Específico para Hipertrofia) defende um período de treinamento com o emprego de menos carga e até um período de destreinamento (SD - Strategic Deconditioning - em tradução livre: Destreinamento Estratégico).
      Para Bryan, o destreinamento estratégico é um período de tempo sem qualquer treinamento com pesos que seja longo o suficiente para reverter as adaptações do organismo ao treinamento de musculação. Ele defende que seja um período de 12 a 14 dias.
      E o destreinamento deve ser realizado a cada 6 a 8 semanas. Segundo Bryan, um estudo japonês realizado em animais (não pode ser realizado em humanos porque os músculos tinham que ser analisados ao final do estudo) demonstrou que o anabolismo muscular cai depois de um período de treinamento intenso, e que 12 dias de destreinamento seriam suficientes para retomar o estado anabólico, sem perda de massa muscular.
      O destreinamento não se confunde com recuperação muscular. A recuperação muscular se refere à recomposição do tecido muscular, que ocorre em no máximo 1 semana, e que não implica na recuperação da capacidade anabólica máxima.
      No destreinamento estratégico, os primeiros 7 dias implicam na recuperação muscular. Os 7 dias seguintes permitem que os músculos diminuam suas defesas contra o treinamento intenso. Os 14 dias sem treino são suficientes para para o descondicionamento muscular, mas não suficientes para perda significativa de massa muscular.
      Experimente esta estratégia ou princípio do HST nos seus treinos e comente os resultados.
      Fonte:
      HAYCOK, Bryan. Strategic Deconditioning. FLEX, pp. 108, maio de 2013.
Sinedrol

Emagreça rápido sem passar fome!

Conheça o suplemento que tem feito grande sucesso nas redes sociais com vários relatos de emagrecimento

Clique aqui para conhecer



×
×
  • Criar novo...