Ir para conteúdo
  • Cadastre-se

Quarentena: o que fazer com meu ciclo de esteroides?

Você iniciou um ciclo de esteroides anabolizantes e as academias foram fechadas. O que fazer? Parar o ciclo? Continuar ciclando?

Isabela Borba
 Compartilhar


Quarentena: o que fazer com meu ciclo de esteroides?

Início de ciclo e academias fechadas na quarentena do coronavírus

Janeiro de 2020 começou e você se lançou à todo vapor no mundo da musculação. Você já treinava há anos e buscava melhorar ainda mais sua estética física! Era chegada a hora de usar algum esteroide anabolizante.

Você iniciou o uso e veio a triste notícia do coronavírus: todas as academias iriam fechar! Bom, você pensou: "vou manter meu ciclo, pois, logo logo tudo voltará ao funcionamento normal". Semanas se passaram e a situação do mundo apenas piorou. Já se passaram meses, e as academias ainda não estão em funcionamento normal.

E então, o que fazer com o meu ciclo de anabolizantes?

Faça exercícios funcionais e aeróbios

Primeiramente, não se desespere. As academias realmente fecharam, mas você ainda pode minimamente treinar em casa. Não se pode comparar a potência de um treino funcional em casa com um treino bem feito em uma academia com cargas.

Entretanto, pode-se evitar a perda de massa magra com esse tipo de treino. Deve-se, ainda, manter uma média de 30 minutos de exercícios aeróbios ao dia, tanto para a saúde cardiovascular, quanto para se evitar uma deposição maior de gordura nesse período. 

E meu ciclo de esteroides? Devo parar? Devo fazer TPC na quarentena?

A verdade é que não há uma resposta correta. Mas, na minha experiência como médica e atleta profissional de fisiculturismo, esse é o pior momento para se interromper um ciclo.

Quando se interrompe um ciclo de esteroides em homens, deve-se realizar uma TPC (terapia pós-ciclo) adequada para que o eixo fisiológico hipotálamo - hipófise - gônadas retorne ao funcionamento e, consequentemente, a produção de testosterona fisiológica. 

Em conjunto, deve-se manter uma rotina de treinamentos intensos e dieta à risca para haver menor perda de massa muscular possível no período, afinal, você retornará ao seu nível “normal” de testosterona.

A estratégia mais inteligente para os homens, então, seria manter a testosterona em uso e retirar outros esteroides, caso haja alguma associação. Por exemplo, caso você esteja utilizando deposteron associado à oxandrolona, deve-se considerar retirar a segunda droga. 

Já no caso das mulheres, que, geralmente, utilizam os derivados de DHT (como a oxandrolona e o estanozolol) para performance, é interessante que se mantenha o uso deste tipo de esteroide em uma dose reduzida nesse período. Caso você esteja utilizando outros tipos de esteroides, considere retirar essas drogas. 

Obviamente, tudo isso deve ser discutido e conversado com o seu médico, que analisará seus exames laboratoriais e fará sua avaliação corporal. Juntos vocês poderão discutir sobre a melhor estratégia.

Conclusão

Para resumir: 

  • Mantenha uma rotina de treinos diários em casa;
  • Mantenha a dieta, mesmo em casa;
  • Converse com seu médico sobre o seu ciclo, considerando as desvantagens de pausar o uso nesse período;
  • Mantenha o uso de creatina, e. caso você não a utilize, considere iniciar. Este suplemento irá auxiliar a retenção de glicogênio muscular.
 Compartilhar

Publique seu conteúdo como colaborador

Comentários

Comentários Destacados

Posso escrever sobre os SARMS sim. 
no consultório, dou preferência à prescrição de esteroides mesmo, pois são mais eficientes. 
Entretanto, para quem não quer utilizar hormônio ou tem contra-indicacao, é uma boa alternativa... O que realmente acaba desmotivando os pacientes é o preço kkkkkk. 

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

1 hora atrás, Isabela Borba disse:

Posso escrever sobre os SARMS sim. 
no consultório, dou preferência à prescrição de esteroides mesmo, pois são mais eficientes. 
Entretanto, para quem não quer utilizar hormônio ou tem contra-indicacao, é uma boa alternativa... O que realmente acaba desmotivando os pacientes é o preço kkkkkk. 

Sem dúvidas, um recurso ainda muito caro aqui no Brasil, e sem a mesma efetividade dos hormônios. Eu, particularmente estou estudando a possibilidade entrar com os recursos com os fármacos (hormônios).

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Administrador
4 horas atrás, Isabela Borba disse:

Posso escrever sobre os SARMS sim. 
no consultório, dou preferência à prescrição de esteroides mesmo, pois são mais eficientes. 
Entretanto, para quem não quer utilizar hormônio ou tem contra-indicacao, é uma boa alternativa... O que realmente acaba desmotivando os pacientes é o preço kkkkkk. 

Não temos nenhuma matéria sobre SARMS no nosso site ainda, seria muito bom contar com esse conteúdo!

3 horas atrás, Marcelo Câmara disse:

estudando a possibilidade entrar com os recursos com os fármacos (hormônios).

Somar o uso de esteroides aos SARMS?

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites



Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma conta em nossa comunidade! É rápido, fácil e grátis!

Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.

Entrar agora

  • Conteúdo similar

    • Por cmc180571
      Olá! 
      Gostaria do auxílio de vocês, com  informações para início do ciclo. Tenho 120 cápsulas de 5mg, qual seria a melhor maneira de tomar? Quais o passos a seguir? Acredito que a maioria das mulheres ficam meio inseguras nesse início, então vim aqui buscar por um direcionamento mais adequado :)
    • Por Thiago Carneiro
      Winstrol® é o nome comercial mais conhecido da droga estanozolol. O estanozolol é um derivado da diidrotestosterona. Ela foi alterado quimicamente para que as propriedades anabólicas (construção de tecidos) do hormônio sejam majoradas e sua atividade androgênica minimizada.
      O estanozolol é classificado como um esteroide anabólico e possui forte efeito anabólico e fraco efeito androgênico, numa das melhores proporções entre os agentes comercialmente disponíveis. Ele não pode ser aromatizado em estrogênios. É notável a sua capacidade em promover o crescimento muscular sem retenção de água, o que o torna altamente desejado por fisiculturistas em cutting e por atletas de competição.
      O estanozolol foi descrito pela primeira vez em 1959. Foi desenvolvido como medicamento pelo laboratório Winthrop, na Grã-Bretanha. Foi oficialmente lançado no mercado de medicamentos prescritos nos EUA em 1962, sob a marca Winstrol®.
      Era prescrito para uma variedade de finalidades médicas, incluindo a indução do apetite e ganho de tecido magro, em casos de perda de peso associada a muitas doenças malignas e não malignas. Também era prescrito para preservação da massa óssea em razão de osteoporose, para crianças com insuficiência de crescimento, e como anticatabólico durante a corticoterapia prolongada, ou para pacientes em pós-operatórios e em pós-traumáticos (queimaduras, fraturas), e até mesmo para tratar debilidade em idosos.
       O controle do FDA sobre o mercado de medicamentos prescritos ficou mais restrito em meados da década de 1970, e os usos indicados para o Winstrol® logo diminuíram.
      Durante esse tempo, o FDA considerava o Winstrol® como “provavelmente eficaz” como terapia adjuvante para o tratamento da osteoporose e para o tratamento do nanismo com deficiência hipofisária.
      O Winstrol® como agente terapêutico permaneceu sendo legalmente vendido nos EUA durante as décadas de 1980 e 1990, época em que muitos outros esteroides anabolizantes estavam desaparecendo do mercado.
      O estanozolol também foi promissor durante esse período para melhorar as concentrações de glóbulos vermelhos, combater o câncer de mama e (mais recentemente) tratar o angioedema, um distúrbio caracterizado pelo inchaço dos tecidos subdérmicos, muitas vezes com causas hereditárias.
      A Winthrop passou por uma série de mudanças corporativas durante a década de 1990, incluindo uma fusão em 1991 com a Elf Sanofi, para formar a Sanofi Winthrop.
      A Sanofi Winthrop continuou a vender Winstrol® nos EUA por aproximadamente mais 10 anos, até o momento em que a droga foi descontinuada por "problemas de fabricação".
      Em 2003, os direitos do Winstrol® foram oficialmente transferidos para a Ovation Pharmaceuticals. O Winstrol® continua sendo um medicamento aprovado no mercado farmacêutico dos EUA, embora não esteja sob produção ativa pela Ovation.
      Todas as formas de Winstrol® estão atualmente indisponíveis nos EUA, embora a marca Winstrol® permaneça disponível na Espanha. Inúmeras outras marcas e formas genéricas do medicamento são produzidas em outros países, tanto no mercado de medicamentos para uso humano, quanto veterinário.
      A composição e dosagem podem variar de acordo com o país e o fabricante.
      O estanozolol foi originalmente desenvolvido como um esteroide anabolizante oral, contendo 2 mg de medicamento por comprimido (Winstrol®). Outras marcas geralmente contêm 5 mg ou 10 mg por comprimido. O estanozolol também pode ser encontrado em preparações injetáveis (Winstrol® Depot). Estas são mais comumente suspensões à base de água contendo 50 mg/ml de esteroide.
      O estanozolol é uma forma modificada de dihidrotestosterona, com as seguintes diferenças:
      adição de um grupo metil no carbono 17-alfa para proteger o hormônio durante a administração oral; ligação de um grupo pirazol ao anel A, substituindo o grupo 3-ceto normal (isso dá ao estanozolol a classificação química de um esteroide heterocíclico). Quando visto à luz da 17-alfa metildi-hidrotestosterona, a modificação do anel A no estanozolol parece aumentar consideravelmente sua força anabólica, enquanto reduz a sua androgenicidade relativa.
      O estanozolol tem uma afinidade de ligação relativa muito mais fraca para o receptor de andrógeno do que a testosterona ou a diidrotestosterona.
      Ao mesmo tempo, ele exibe uma meia-vida muito mais longa e menor afinidade para proteínas de ligação do soro em comparação. Essas características (entre outras) permitem que o estanozolol seja um esteroide anabolizante muito potente, apesar de sua afinidade mais fraca para a ligação ao receptor.
      Estudos recentes também confirmaram que seu modo primário de ação envolve a interação com o receptor de andrógeno celular. Embora não totalmente elucidado, o estanozolol pode ter propriedades adicionais (algumas potencialmente únicas) em relação ao antagonismo do receptor de progesterona, local de ligação de glicocorticóide de baixa afinidade interação e atividades independentes AR / PR / GR (receptor androgênico / receptor progestínico / receptor gonadotrófico).
      Em doses terapêuticas, o estanozolol não tem atividade progestacional significativa. O estanozolol é conhecido por suprimir fortemente os níveis de SHBG (globulina ligada ao hormônio sexual). Este traço é característico de todos os esteróides anabólicos e androgênicos, embora sua potência e forma de administração tornem o Winstrol® oral particularmente eficaz nesse aspecto.
      As proteínas de ligação ao plasma, como SHBG, agem para restringir temporariamente os hormônios esteroides de exercerem atividade no corpo e reduzem a porcentagem disponível de esteroide livre (ativo).
      O estanozolol oral pode ser útil para fornecer uma maior porcentagem de esteroides não ligados no corpo, especialmente quando tomado em combinação com um hormônio que é mais avidamente ligado por SHBG, como a testosterona.
    • Por Thiago Carneiro
      O princípio ativo do estanozolol oral (em comprimidos ou tabletes) é a mesma do estanozolol em forma injetável. Inclusive, a forma injetável do estanozolol também pode ser administrada por via oral.
      Para mais informações, consulte estanozolol injetável.
    • Por limorx
      Fala Pessoal,
      Estou começando o primeiro ciclo e vou relatar mas gostaria também da ajuda dos mais experientes para corrigir possíveis falhas nos suplemtnos e dieta.
      Sempre malhei e corri, mas nunca fiz dieta, "pelo contrário" e também bebia em excesso. Estou tentando fazer uma mudança e a 90 dias venho me alimentando melhor.
      Fiz exames e fui em um nutrólogo / endocrinologista para iniciar esse ciclo, mas lendo o forum vi várias vezes que médicos não entendem de ciclos.
      Então se puderem dar opiniões, será muito bem-vinda!
      @Bravo Costa 
      @Foston
      @Apollo Galeno
      Vi que vocês comentaram em um tópico bem parecido, se puderem me ajudar aqui também eu agradeço
       
      Idade: 35
      Altura: 1,83
      Peso: 95,8 - estava com 102 a 3 meses atrás e reduzi com dieta
      Medidas da Bioimpedância
      IMC: 28,6% / PGC: 24,8%  / TMB: 1926 / Gordura Visceral: 11% / Massa Muscula Esquelética 41,1 Kg
      Meta: 85 Kg / 15% PGC (Percentual de Gordura)
      Medicações em uso: Somente a fórmula que o médico passou para diminuir ansiedade e ajudar no emagrecimento - Preciso de ajuda aqui pq li e não estou muito seguro de tomar essa medicação
      Bupropiona 75 mg / Naltrexone 4 mg / 4mg / Cromo GTF 200 mcg / 5HTp 50 mg / Garcinia 300mg
      Problemas de Saúde: Nenhum, talvez um pouco de ansiedade mas nada que me atrapalhasse
      Tempo de treino: 3 anos musculação, corrida a pelo menos 5 anos
      Ciclos FEITOS com dose e tempo: Esse é o primeiro
      Ciclo PROPOSTO com Aes (Marca) dose e tempo:
      8 semanas: Oxandrolona 30mg ao dia (10mg de 8 em 8 horas) Sublingual + Testostestora Gel  100mg/g (Pentravan)
      IA Manipulado:  1 capsula ao dia (Vitamina B6 30mg / Saw Palmeto 160mg / Zinco 15 mg / Crisina 100mg / Resveratrol 0,5 mg / Anastrozol 0,5 mg)
      Divisão de treino e horario do mesmo:
      Corrida em Jejum 30 minutos as 6:30 (somente com pré treino)
      Musculação ABC x2 as 18:00
      A - Peito Tríceps
      B - Costa / Bíceps
      C - Ombro / Perna
       
      Dieta com quantidade de proteina/carboidrato/gordura por dia:
      2500 cal
      Carboidratos: 281 g - 45%
      Proteínas: 250 g - 40%
      Gordura: 42g -15%
       
      ROTINA DIARIA
      06:00 Pré Treino
      Termogênico Manipulado: Cafeína 250mg / Chá verde: 400 mg /  Capsiate: 3 mg /  Iombina: 3mg / Citrus Aurantinum: 200 mg / D Ribose: 500 mg  / L Carnitina 200mg
      06:30 Termogênico Manipulado
      Corrida na areia 30 minutos - Não chega a ser Hiit mas dou uns piques no meio da corrida
      Seg/Qua/Sex - 4x15 Flexão de Braço - Terça/Quinta/Sábado - 4x4 Barra
      07:30 Desjejum
      Whey Protein Dymatize - Isowhey
      Oxandrolona - 10mg
      Vitamina C - 500mg
      09:30 Café da Manhã
      Pão Nutrela 1 fatia + Ovos Mexidos ou Queijo Minas
      IA Manipulado:  Vitamina B6 30mg / Saw Palmeto 160mg / Zinco 15 mg / Crisina 100mg / Resveratrol 0,5 mg / Anastrozol 0,5 mg
      12:30 Almoço
      Almoço com Proteína, arroz integral, salada, legumes
      Omega 3 Nutrata
      Vitamina D3 10.000 Ui /Vitamina A 1.000 UI
      Bupropiona 75 mg / Naltrexone 4 mg / 4mg / Cromo GTF 200 mcg / 5HTp 50 mg / Garcinia 300mg (1/2 dose)
      15:30Lanche
      Café sem acúcar
      Pão Nutrela 1 fatia + Ovos Mexidos ou Queijo Minas
      Oxandrolona - 10mg
      18:00 Treino
      Musculação
      Após o banho 1 pump de Testosterona Gel
      19:30 Jantar
      Jantar leve geralmente sem carbo ou bem pouco carbo + proteina + salada
      Omega 3 Nutrata
      Bupropiona 75 mg / Naltrexone 4 mg / 4mg / Cromo GTF 200 mcg / 5HTp 50 mg / Garcinia 300mg (1/2 dose)
      21:30 Ceia
      1 banana ou iogurte ou as vezes nada mesmo
      Oxandrolona - 10mg
       
      Não tenho fotos, mas vou tirar assim que começar;
      Valeu!
    • Por Mrbomb7
      BOM DIA, GALERA

      MONTEI UM CICLO ONDE, PROVAVELMENTE, FAREI USO DE QUATRO DROGAS: BOLDENONA (MEGA-EQUI OU EQUIFORT), DURATESTON (COMPRADA EM FARMÁCIA), OXANDROLONA (MANIPULADA) E MESTEROLONA (PROVIRON - DE FARMACIA). NA VERDADE, AINDA NÃO TENHO CERTEZA SE FAREI USO DA OXANDROLONA. INICIALMENTE ESTAVA PENSANDO EM CICLAR USANDO APENAS 400mg DE BOLDENONA E 500mg DE DURATESTON E 50mg DIÁRIAS DE PROVIRON POR 10 SEMANAS. MAS, DEPOIS DE ANALISAR UM POUCO, ACHEI INTERESSANTE A POSSIBILIDADE DE INTRODUZIR 60mg DIÁRIA DE OXANDROLONA, POR 6 OU 8 SEMANAS, RECEITADA, É CLARO, POR MEU MÉDICO ENDOCRINO E MANIPULADO EM FARMACIA DE CONFIANÇA..
      PEÇO QUE ANALISEM O CICLO, SE ESTÁ BEM ESTRUTURADO E SE É REALMENTE NECESSÁRIO ALTERAR ALGUMA COISA TIPO, DROGA, DOSE OU TEMPO DE USO. DESDE JÁ AGRADEÇO A COOPERAÇÃO DE TODOS QUE SE DISPUSEREM.
       
      IDADE: 41 ANOS
      ALTURA: 1,75 m
      PESO: 83 Kg
      BF: 12% (SÓ INICIAREI O CICLO DEPOIS QUE EU CONSEGUIR BAIXAR O BF PRA 8%)
       
      VAMOS AO CICLO DE 10 SEMANAS
      OBJETIVO: GANHO DE MASSA MAGRA (SE HOUVER UM POUCO DE RETENÇÃO NÃO TEM PROBLEMA)
      DA 1° À 10° SEMANA (SEGUNDAS E QUINTAS): 400mg de BOLDENONA + 500mg de DURATESTON + 50mg de PROVIRON (dose diária, do primeiro ao último dia de ciclo)
      DA 1° À 6° OU 8° SEMANA (TODO DIA): 60mg de OXANDROLONA (todo dia, 30 mg de 12 em 12 horas) - ASSIM FAREI CASO EU RESOLVA UTILIZAR A OXANDROLONA.
       
      A DIETA SERÁ MONTADA POR NUTRICIONISTA ESPORTIVO, PORTANTO, SERÁ PERSONALIZADA.
      FAREI USO DE SUPLEMENTOS (WHEY PROTEIN - CREATINA - MALTODEXTRINA)
      TPC TAMBÉM ESTÁ OK, TENDO COMO OBJETIVO PRINCIPAL A NORMALIZAÇÃO MAIS RÁPIDO POSSÍVEL DO EIXO.
      FAREI OS EXAMES NECESSÁRIOS PARA INÍCIO E ACOMPANHAMENTO DO CICLO. TEREI A SUPERVISÃO DO MEU MÉDICO ENDOCRINOLOGISTA.
       
×
×
  • Criar novo...