Ir para conteúdo

Panqueca protéica diet

Receitinha muito saudável de panqueca com claras de ovos, banana e aveia. Vale a pena experimentar.

Luis Meirelles
  • , 2620 visualizações

Ingredientes:

  • 1 copo de leite desnatado;
  • 6 claras;
  • 2 scoops de whey protein;
  • 1 banana media;
  • 1/2 xícara de aveia;
  • canela em pó e adoçante a gosto.

Modo de preparo:

  1. Bater tudo no liquidificador;
  2. Cozinhar na frigideira de teflon untada em fogo médio;
  3. Mater a panela tampada para cozinhar a massa em cima pelo vapor;
  4. Virar a panqueca de lado a cada 2 minutos, até obter uma densidade sólida e consistência.

Informações Adicionais

  • Método de Preparo: Cozer
  • Tempo ao Fogo: 00:06
  • Porções: 2

Tabela Nutricional

  • Calorias: 545 kcal
  • Proteínas: 74 g
  • Carboidratos: 42 g
  • Gorduras: 9 g

Álbum de Imagens (1)

  • //cdn.fisiculturismo.com.br/monthly_09_2013/ccs-69938-0-55477300-1379737132.jpg
Entre para seguir isso  

Comentários

Comentários Destacados

Não há comentários para mostrar.



Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma conta em nossa comunidade! É rápido, fácil e grátis!

Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.

Entrar agora

  • Conteúdo Similar

    • Por Jonatan Cigani Carias
      Como já foi relatado no artigo anterior, referente aos períodos bulking (grosso) e cutting (corte), seria interessante utilizar hipercalóricos no período bulking e retirá-los no período cutting, continuando com o whey protein. Também depende do objetivo do consumidor, dos hábitos alimentares, de quanto de calorias ele está ingerindo durante o dia e que tipo de caloria. Avaliar também as distribuições de macronutrientes é muito recomendado. É expressamente importante lembrar que antes de utilizar qualquer tipo de suplementação alimentar é preciso passar pelo nutricionista esportivo, para que o uso seja de melhor aproveitamento juntamente com uma alimentação balanceada.
      O próprio nome suplemento já diz que é para complementar o que a dieta não supre. Às vezes é utilizado como estratégia para aqueles que não têm tempo para uma correta alimentação e buscam o suplemento como uma fonte de alimentação rápida, de fácil preparo e saudável. Outros escassos de informação acham que os suplementos irão resolver seus problemas ou proporcionar resultados aos seus objetivos, como se fosse uma fórmula mágica, mas que na verdade não é. É apenas um recurso ergogênico, ou seja, que aumenta seu poder de trabalho.
      Tanto o whey protein quanto o hipercalórico são importantes suplementos dietéticos para obtenção da massa muscular. É bom lembrar que existem alguns hipercalóricos que em seus ingredientes já adicionam proteínas como whey protein, caseína, além de carboidratos como dextrose, maltodextrina e às vezes amido de milho ceroso (waxy maize). Portanto, às vezes não ficando necessário o uso do whey protein. Esses são classificados como bons hipercalóricos. Mas também são encontrados aqueles que em sua composição encontram-se albumina, proteína de soja, proteína do trigo, leite em pó, considerando estas como as proteínas do produto, não as desclassifico, mas informando que são inferiores a whey protein e a caseína.
      É interessante frisar que a whey protein é importante a todo o momento, é como tomar leite todas as manhas. Por isso fica imprescindível a sua utilização por esportistas para melhores ganhos de massa muscular.
      Geralmente o termo “ganho de massa muscular” significa desenvolver apenas os músculos sem acréscimo de gordura corporal, utilizando-se apenas de suplementos de proteínas (Ex. whey protein) já que as gorduras e carboidratos são facilmente adicionados à alimentação tradicional. Lembrando que cada indivíduo é diferente, portanto, existem estratégias diferenciadas para o alcance da massa muscular.
      Há também outros suplementos dietéticos para aumento da massa muscular, porém a sua utilização deve ser orientada pelo nutricionista para que não haja um uso indiscriminado e que possa a vir ocasionar problemas de saúde.
      Dr. Kadu Martins
      Nutricionista Especializado em Nutrição Esportiva
      CRN – 34187 SP
    • Por contribuinte
      Triture os cookies no liquidificador e misture o óleo de coco, até formar uma farofa bem úmida; Com essa farofa, forre o fundo de uma forma de aro removível de 20 cm de diâmetro; Asse no forno pré-aquecido a 200°C durante 10 minutos; Deixe esfriar; Na batedeira, bata o cream cheese, o açúcar, o creme de leite, o coco ralado, a banana amassada, o suco de limão e o chocolate, derretido no micro-ondas ou em banho-maria; Misture a gelatina, hidratada e dissolvida de acordo com as instruções da embalagem; Despeje sobre a massa e leve à geladeira até firmar; Decore com rodelas de bananas caramelizadas e fios de chocolate amargo derretido.
    • Por Dra. Shalimar Diniz
      Bater tudo no liquidificador e tomar na hora.
    • Por Dr. Lucas Caseri
      Dissolva o RVL e o pó do pudim nos 600ml (leite + Active), cozinhando até fervura em fogo brando; Desligue e mexa por mais dois minutos até engrossar; Salpique canela e adicione uma amêndoa.
×
×
  • Criar novo...