Carregando...
Ir para conteúdo

Pão de queijo

Pão de queijo com três ingredientes com sabor do pão de queijo tradicional!!!

bronze.com@yahoo.com
  • , 62 visualizações

Ingredientes:

Polvilho azedo

Queijo meia cura

Creme de leite 

Modo de preparo:

Numa tijela coloque 1 caixinha de creme de leite, acrescente a mesma medida da caixinha de polvilho azedo e finalize com duas medidas da caixinha de queijo meia cura ralado. 
 Unte uma forma com manteiga ghee e coloque com ajuda de uma colher as porções na forma com espaço entre elas (elas crescem no forno).

Leve ao forno pré-aquecido 220° por aproximadamente 25 minutos.
 

Observação: Pode acrescentar um pouco de sal caso o queijo esteja menos salgado.

7900C5D8-4F58-4322-B67B-987AD3EAA4F3.jpeg

17940176-26C5-4A89-AFFB-D90A70A700DE.jpeg

Informações Adicionais

  • Método de Preparo: Assar
  • Tempo ao Fogo: 00:25
  • Tempo Total de Preparo: 00:30

Comentários

Comentários Destacados

Não há comentários para mostrar.



Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma conta em nossa comunidade! É rápido, fácil e grátis!

Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.

Entrar agora

  • Conteúdo Similar

    • Por bronze.com@yahoo.com
      Forre o fundo da frigideira com aproximadamente 2 xícaras de queijo minas ralado (usei o meia-cura, mas pode ser o queijo coalho também); Quando o queijo começar a dourar, acrescente o molho de tomate (coloquei aproximadamente 2 colheres de sopa); Acrescente as 2 fatias de peito de peru; Cozinhe os ovos, amasse-os com um garfo, fazendo uma farofinha, e coloque-a sobre o peito de peru; Finalize com orégano. Guacamole - opcional:
      Amasse o abacate grosseiramente com um garfo; Acrescente os demais ingredientes (tomate, cebola, sal, limão e azeite).  
    • Por PriShaab
      Bom, meu nome é Pricilla, tenho 26 anos e vou começar do começo rsrs.
      Treino desde os 21 anos, levemos em consideração que, nos primeiros 2 anos eu só ia pra academia pra cumprir horário. Fazia 20 minutos de esteira com muita preguiça, nunca completava o número de repetições e séries que o instrutor pedia e morcegava quase que o tempo todo. Entrei na academia pq me assustei com uma foto minha de biquíni (vou postar) nessa época eu pesava 65kg e estava totalmente sedentária, porém, até os meus 19 anos sempre fui muito ativa, fiz ballet clássico desde os 03 anos e sempre fui amante da dança.
      Logo após entrar na academia fiquei internada por 3 dias com uma infecção intestinal grave, o que me trouxe alguns problemas com a alimentação. Por conta das minhas restrições, comecei uma dieta forçada, especificamente por saúde, mas fui beneficiada esteticamente. Emagreci 3kg e comecei a empolgar nos treinos.
      Nos últimos 3 anos, mudei meu comportamento radicalmente nos treinos, me dedico, sempre busco informações e nada de roubar nas séries rsrs.
      Cheguei a pesar 54kg, sem acompanhamento médico ou de um personal exclusivo. Seguia a ficha da academia (que era, basicamente, igual pra todo mundo) mantinha minha alimentação legal, na medida do possível, e tinha lá meus dias de jacar.
      Não faço consumo de bebidas alcoólicas, não fumo e não uso drogas.
      Me apaixonei pelo esporte "Fisiculturismo", em especial pela modalidade "Bikini Fitness". Acho aquele shape maravilhoso. E é próximo disso que eu quero chegar. Não penso em competir (quem sabe um dia haha).
      Mas por enquanto só admiro e me inspiro.
      Acho lindo o estilo "Welness", mas não é o que eu busco.
      Enfim... Após definir minha meta de shape, dedicar nos treinos e me alimentar por conta própria com que eu achava que era certo e nunca ver os resultados que eu esperava, decidi buscar ajuda profissional.
      Tenho um endocrinologista especialista em metabologia, uma personal de confiança e uma farmácia confiável pra fazer meus manipulados.
      Vou postar as fotos do primeiro dia do ciclo.
      Lembrando que, fiquei 1 mês sem treinar, por conta de uma cirurgia odontológica que me deixou com complicações em um nervo da face e em uma glândula salivar (que sorte a minha, neh!?). Mas a dieta mantive em dia!
      Atualmente estou 59kg;
      Tenho 1,64 de altura;
      Treino de segunda a sexta, sem faltar;
      Treino na parte da manhã (08:30 até 09:30, aproximadamente);
      Trabalho em uma casa lotérica, portanto, trabalho sentada o dia todo, em um ambiente de estresse elevado;
      Estou seguindo a rotina alimentar perfeitamente há 45 dias, aproximadamente.
      Meu ciclo terá duração de 02 meses.
      E o médico me receitou os seguintes manipulados:
      - Testosterona em gel, 5mg a base de pentravan (aplicar nos braços ou ombros até completa absorção antes de dormir);
      - Oxandrolona 6mg, pra tomar da seguinte forma:
       -- 1 cápsula de 12 em 12 horas durante 07 dias
       -- 1 cápsula de 08 em 08 horas durante 14 dias
       -- 2 cápsulas de 08 em 08 horas durante 7 dias
       -- 1 cápsula de 08 em 08 horas durante 14 dias
       -- 1 cápsula de 12 em 12 horas durante 07 dias.
       
      - E "Caloriburn", uma espécie de termogênico manipulado nas farmácias aqui de Minas. Tomar 1 cápsula no café da manhã.
       
      Bom, vou colocar as fotos do primeiro dia e vou postando quaisquer reações e efeitos. Vamos ver o que acontece...
      Preciso ouvir a "voz da experiência",
      @Foston@Apollo Galeno @Bravo Costa  
      Boa sorte pra mim!



    • Por Loirafitness
      Qual seria sua reação se alguém lhe dissesse que você pode comer a vontade, sem se preocupar com calorias ou gorduras e ainda assim ser “grande e seco”, mas que para isso teria que voltar para aquele estilo de vida do período paleolítico? Confesso que fiquei bastante curiosa e resolvi ler sobre o assunto. Depois de muita pesquisa concluí que a teoria tem muito fundamento, mas na hora de colocar em prática bateu certo receio. Até porque quem treina e faz dieta sabe que é um pouco complicado se “arriscar” sem acompanhamento. Vou compartilhar com vocês um pequeno resumo sobre o que aprendi, lembrando que é baseado em pesquisas e não em experiência própria.
      A ideia por trás da Dieta Paleo é comer como nossos antigos ancestrais comiam:  uma dieta que consiste em peixe, carnes de animais de pasto, ovos, vegetais, frutas, fungos, raízes e nozes. É por isso que ela também é conhecida como a dieta do homem das cavernas, dieta da idade da pedra e a dieta do caçador-coletor.
      Os homens ainda não plantavam trigo, milho, arroz, por exemplo, que dirá moíam e misturavam grãos, então as massas não existiam e, portanto, são naturalmente excluídas da dieta. Por isso as fontes de carboidratos se tornam os legumes, verduras e frutas, que nos trazem a quantidade que precisamos desse macronutriente e uma boa quantidade de fibras, tendo um menor índice glicêmico (diz respeito à velocidade com que um alimento que contém carboidrato libera glicose, ou seja, açúcar no sangue), do que as massas.
      Na Idade da Pedra, ninguém estava muito preocupado com o tipo de gordura que estava sendo ingerido. Na verdade pela dificuldade em consumir carboidratos, a gordura era uma fonte de energia.
       Nenhum tipo de alimento processado pode ser inserido nessa dieta. Esqueça os amidos, o leite, os grãos, o sal e diversos outros que são obtidos através da industrialização dos elementos. Portanto, prepare-se para transformar completamente os seus hábitos alimentares e assumir, nesse quesito, a mentalidade do homem paleolítico.
      Então quais os alimentos excluídos da Dieta Paleo? Os grãos, leguminosas (amendoins, diversos tipos de feijões e grão de bico), laticínios, batatas, sal refinado, açúcar refinado e óleos processados (gorduras trans, assim como óleos vegetais refinados como óleo de canola, de girassol e de cártamo).
      Como pode ver, é uma dieta de alta proteína, baixo carboidratos e alta gordura, e faz você comer diversos animais e produtos animais.
      Você deve estar pensando: “Comer um monte de gordura saturada não vai fazer meu coração explodir?” Não, não vai. O mito que a ingestão de gordura saturada está associada a doenças cardíacas já foi totalmente derrubado.
      Dieta Paleo e Hipertrofia:
      É interessante que quando temos acesso aos estudos científicos que falam sobre o porte físico das pessoas (especialmente os homens) do período paleolítico, temos como referência pessoas grandes e saudáveis, com músculos desenvolvidos e pouca gordura ruim no corpo (bom neah?). E isso tem uma explicação lógica: a alimentação baseada em vegetais, carnes e gorduras.
      Esse processo, portanto, é excelente para o desenvolvimento do corpo, que é também conhecido como “hipertrofia”, ou seja, o alargamento dos músculos. Portanto, além de ser perfeita para o emagrecimento, essa dieta também é ótima para quem deseja aumentar a massa magra.
      Dieta Paleo e Emagrecimento:
      É estranho pensar que consumindo gordura e fazendo uma dieta onde não se conta calorias vamos ter perda de peso, mas em ensaios clínicos de perda de peso, intervenções com mais gordura levaram à perdas de peso mais significativas do que as intervenções com menos gordura. Sim, é isso mesmo, estudos mais recentes mostram que consumir gordura “boa” auxilia no emagrecimento. Sem contar que a dieta Paleo é considerada low carb  (baixos níveis de carboidratos), o que ajuda no processo.
      O que eu li sobre experiências de pessoas adeptas a essa dieta, é que você acaba não consumindo tanta gordura como consome carboidrato, isso devido ao gosto enjoativo da gordura. A gordura ainda ajuda na saciedade,  evitando que apareçam aqueles desejos por doces.
      Outra coisa que li em depoimentos dessas pessoas é que dieta paleolítica promove um emagrecimento RÁPIDO. Muitos estavam maravilhados com o resultado.
       Benefícios:
      -Uma maneira fácil e rápida de emagrecer sem contar calorias; -Níveis de energia altos e balanceados sem quedas; -Sem desejo por comidas que não são saudáveis; -Melhora nos exercícios; -Proteção contra vários tipos de doenças, como doenças cardiovasculares e diabetes; -Pele mais clara e cabelos e dentes mais bonitos; -Redução de alergias; -Sono melhorado.
        Conclusão:
      Existem muitas informações na internet de diversas vertentes. Pesquisando pode-se  encontrar  ideias de cardápios e até mesmo dietas montadas. O problema que eu vejo são as quantidades, como saber quanto devo comer para ter hipertrofia ou emagrecimento? Lembre-se que altura, peso e idade influenciam nas porções.  Por isso, se você se interessou, recomendo que procure um profissional que esteja familiarizado com a dieta Paleolítica.




×
×
  • Criar novo...